Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Democracia e “fast food”

Com o título “Democracia e fast food: realidade mascarada”, eis artigo do advogado Frederico Cortez. Acompanhe a comparação que ele faz entre esses dois regimes – o político e outro que mais turbina do que subtrai da nossa cidadania. Confira:

Século XXI e até hoje não achei quem contrariasse uma das mais célebres frases, que permeia a política e o mundo das grandes corporações, qual seja: A primeira impressão é a que fica!”

Mas, o que tem a ver DEMOCRACIA e FAST FOOD? Inicialmente, nada! Todavia, ao usarmos uma lupa mais aprofundada observa-se que caminham lado a lado.

Quando adentramos uma loja de fast food tudo já está montado, basta tão somente escolhermos qual “número” vamos querer comer. Simples assim. Ah, sem falar que, por trás das brilhantes peças publicitárias e dos cartazes luminosos que enaltecem as cores, formatos, aguçando e desafiando mais ainda nosso paladar e gula, as grandes redes de fast food não trazem a devida informação sobre o número de calorias, conservantes, condimentos que contém cada lanche feliz e que riscos podem trazer à saúde.

Mas, tudo bem! Quem vai se importar com isso, pois é status sair distribuindo pelas redes sociais uma fotografia do seu lanche mordido ou se autoafirmando que faz parte de uma geração cool ( legal), in ( por dentro) ou sei lá mais quantas gírias podem existir.

E onde entra a DEMOCRACIA nisso? Tenho a mais absoluta convicção de que grande parte de todos nós já ouvimos falar em “ GRANDE FESTA DEMOCRÁTICA”, “FESTA DA DEMOCRACIA”, “O BRASIL, HOJE, DÁ UM EXEMPLO PARA O MUNDO SOBRE A DEMOCRACIA”.

Êpa, êpa, êpa! Pera aí! Nesse Brasil em que vivemos não há DEMOCRACIA! Quem disse essa barbaridade? Aqueles que tentam persuadir nessa falácia estão afrontando diretamente o ateniense CLÍSTENES, ou conhecido como “ PAI DA DEMOCRACIA”.

O que se vê hoje no Brasil é tão somente um cardápio de “números”, onde se colocam nomes num grande mural político, impondo aos eleitores, ou melhor, “consumidores” um sonho para a construção de um país melhor.

Por que não deixar que a sociedade como um todo faça o melhor desse “cardápio”, que diga os ingredientes que quer “ver” e “consumir”, ao invés de “comer” uma chapa já pronta, definida e embalada para viagem ( drive thru).

Infelizmente, em todas as esferas do poder – seja no Executivo, Legislativo e/ou Judiciário, há sim acordos, conchaves e troca de interesses, no fito de se eleger o melhor “cardápio” para a sociedade civil, ou para alguns que querem usufruir das benesses e privilégios.

E assim, como nos sanduíches hipercalóricos, ao fim, seremos duramente penalizados, assim como um consumidor de fast food que engorda, trazendo inúmeras doenças relacionadas aos condimentos, conservantes e colesterol ruim. Após esse consumo imposto pelas empresas multinacionais de alimentos rápidos, a sociedade civil também adoece, mormente quando somos saqueados, enganados, ludibriados e esquecidos por todos aqueles que fizeram o tal do “cardápio” político e que se dizem nos representar perante nossas necessidades sociais e políticas.

Será que, realmente, AMAMOS TUDO ISSO?

* Frederico Cortez

Advogado.

CSP apresentará oportunidades de negócios par fornecedores cearenses

A diretoria da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), que entrará em operação no segundo semestre de 2016, promoverá, nesta quarta-feira, das 8 ao meio-dia, no auditório da Fiec, o Fórum de Oportunidades de Negócio no Entorno da CSP.

O diretor-financeiro da empresa, Alexandre Bernstein, o gerente-geral de Desenvolvimento de Negócios Sustentáveis, Erasmo Pereira, e o gerente-geral de Manutenção, Marcos Dalmoro darão informações sobre as demandas da siderúrgica para fornecedores locais de vários segmentos.

Atualmente com 95,43% de execução total da obra, a CSP terá uma movimentação anual de nove milhões de toneladas de matérias-primas. A produção da CSP será de três milhões de toneladas de placas de aço/ano para exportação. A cadeia de fornecedores locais poderá atender a uma demanda de 50 mil itens de consumo da siderúrgica, que injetará R$ 400 milhões/ano de contratos previstos em longo prazo.

Iniciativa da CSP, O Programa de Desenvolvimento Regional (PDR), uma iniciativa da CSP, já mapeou 200 fornecedores locais aptos a atender a CSP, hoje o segundo maior empreendimento privado em construção no país, com um investimento de US$ 5,4 bilhões.

Entidade organiza “Marcha pelo Impeachment”

103 3

foto manifestação paulo angelim consultor imob

O Instituto Democracia e Ética (IDE) organiza, para a próxima quinta-feira à tarde, a “Marcha pelo Impeachment”.

O ato é um dos vários que o IDE promete detonar, com objetivo de pressionar pela saída de Dilma Rousseff.

O IDE, segundo Paulo Angelim, dos seus integrantes, é uma organização apartidária.

Operação Lava Jato – Sergio Moro homologa mais uma delação premiada

“O juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, homologou hoje (26) mais um acordo de delação premiada na Operação Lava Jato. A pedido do Ministério Público Federal (MPF), Moro validou os depoimentos de colaboração de João Antônio Bernardi Filho, preso na 14ª fase da Lava jato, deflagrada em junho. Em troca das declarações, o acusado ganhou o direito de responder às acusações em liberdade.

Entre as cláusulas que constam no acordo com o MPF, Bernardi Filho deverá devolver aos cofres públicos R$ 3 milhões, dos quais 80% serão destinados à Petrobras e 20% aos órgãos de investigação da Lava Jato. Bernardi também assinou compromisso no qual se comprometeu a comparecer a todos os atos judiciais e a não mudar de endereço sem autorização do juízo.

Nos depoimentos, o delator detalhou aos investigadores sua relação com ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque. João Bernardi foi denunciado pelo MPF, por suposto pagamento de propina a Duque para favorecer a petroleira italiana Saipem.”

(Agência Brasil)

CGU vai retomar projeto de Ariosto Holanda que combate a corrupção

287 1

ariostoo

O secretário Giles Azevedo, assessor especial da presidente Dilma Rousseff, agiu com rapidez ao receber do deputado federal Ariosto Holanda (Pros) o Projeto Infovias a Serviço da Transparência. Telefonou para Valdir Moysés Simão, ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), que logo deu resposta ao deputado.

No mesmo dia, o gabinete do ministro Valdir Simão ligou para o parlamentar cearense para agendar encontro com o pessoal de tecnologia da informação da CGU para discutir o projeto. Em seguida, Ariosto Holanda pediu ao superintendente do Instituto Atlântico, Francisco Moreto, e ao gerente da instituição, Francisco Siqueira, para atualizar o projeto Infovias da Transparência para apresentar na CGU.

O projeto Infovias usa computador e Internet para fiscalizar o dinheiro dos órgãos públicos a atende a uma necessidade de se implantar no país um sistema de informações contra a corrupção. O projeto, na sua concepção inicial, trata da implantação de uma estrutura de processamento de informações que disponibilizaria para a população informações sobre a aplicação de recursos públicos nas esferas municipal e estadual e deveria contar com o apoio do Ministério Público no acompanhamento, divulgação e denúncias sobre a aplicação indevida dos recursos.

O piloto do projeto Infovias, idealizado por Ariosto Holanda e desenvolvido pelo Instituto Atlântico, pretendia dotar cada município do Ceará de um computador com acesso público às contas da Prefeitura e de todos os recursos recebidos de transferências dos governos estadual e federal. A visibilidade das informações atualizadas, que serão mantidas em um banco de dados integrado à Internet, estará disponível em um micro colocado em sala do Ministério Público ou Judiciário, com um monitor treinado para orientar a fiscalização dos números por qualquer cidadão interessado.

O projeto foi elaborado com base em informações técnicas fornecidas por membros do Ministério Público, CGU, Tribunal de Contas do Estado do Ceará e Tribunal de Contas dos Municípios cearenses. Um software de inovação tecnológica faria o gerenciamento de toda operação com níveis de segurança da informação.

A infraestrutura iria promover o acesso do Ministério Público de cada município aos dados dos tribunais e controladorias da União e disponibilizar as informações pertinentes aos cidadãos. A tecnologia envolvida na operação utilizaria acesso por satélite à Internet de banda larga, bancos de dados e redes sem fio na parte terrestre.

“É uma ação educativa que mostra a transparência da movimentação e como estão sendo aplicados os recursos públicos pelos municípios”, diz Ariosto Holanda. Outro objetivo da infraestrutura é obter um efeito inibidor dos desvios e superfaturamento nas compras do órgão público, ao permitir conhecer a que se destinam os recursos recebidos, de modo a comparar os dados com a execução dos projetos.

Tesouro Nacional – Endividamento do governo aumentou 1,8% em setembro

“A Dívida Pública Federal teve elevação de 1,8% em setembro, em comparação a agosto: o montante do endividamento – no período – passou de R$ 2,686 trilhões para R$ 2,734 trilhões, informou hoje (26) o Tesouro Nacional.

O endividamento do Tesouro pode ocorrer por meio da oferta de títulos públicos em leilões, pela internet (Tesouro Direto) ou pela emissão direta.

O aumento da dívida do Tesouro Nacional também pode ocorrer pela assinatura de contratos de empréstimo. Neste caso, o Tesouro toma empréstimo de uma instituição financeira ou de um banco de desenvolvimento para financiar o desenvolvimento de uma determinada região.

A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) cresceu 1,44% em setembro, passando de R$ 2,551 trilhões para R$ 2,588 trilhões, motivada pela emissão líquida de títulos, no valor de R$ 13,43 bilhões, realizada pelo governo. Além disso, houve incorporação de juros à dívida, no valor de R$ 23,34 bilhões.

A Dívida Pública Federal Externa (DPFe) registrou, em setembro, elevação de 8,62% em comparação ao resultado do mês anterior, chegando a R$ 145,89 bilhões, equivalente a US$ 36,72 bilhões, dos quais R$ 132,58 bilhões (US$ 33,37 bilhões) referem-se à dívida mobiliária (títulos) e R$ 13,31 bilhões (US$ 3,35 bilhões), à dívida contratual.”

(Agência Brasil)

Líder do prefeito quer homenagear Edilmar Norões

O vereador Evaldo Lima (PCdoB) deu entrada num projeto de lei denominando de “Jornalista Edilmar Norões” uma Escola de Tempo Integral a ser construída em Fortaleza. A proposta deverá seguir para comissão técnicas da Casa, ainda nesta semana.

“Edilmar Norões foi mais do que um jornalista. Foi um apaixonado pela comunicação. Um profissional que, com o seu exemplo de determinação e sua visão empreendedora, servirá de exemplo a ser seguido por todos aqueles que enveredam pelo fascinante e tormentoso ofício do jornalismo, um dos mais importantes instrumento de transformação social”, justifica o líder do prefeito na Câmara Municipal.

Ministro da Educação deve garantir Campus da UFC em Itapajé

mercadantee

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, visitará o Ceará na próxima quarta-feira. A informação é do deputado federal Danilo Forte (PSB).

Segundo o parlamentar, em sua agenda a ser cumprida no Estado, Mercadante terá compromisso com a Prefeitura de Fortaleza e com o Governo do Estado e deverá visitar a Escola Estadual Adriano Nobre.

Esse estabelecimento será a sede do futuro Campus Avançado que a Universidade Federal do ceará implantará em Itapajé. Danillo Forte trabalha pela implantação há meses e recebeu a palavra de apoio do reitor da UFC, Henry Campos, com quem esteve na semana passada.

Por que todos se calam quando o assunto é taxa abusiva cobrada pelos bancos?

Com o título “Contribuição dos bancos”, eis artigo da professora universitária Fátima Vilanova. Ela aborda o abuso que bancos praticam com suas taxas e lamenta certo ar de omissão de segmentos da sociedade e do governo federal. Confira:

O Governo Dilma está conseguindo a unanimidade na reprovação de seu governo. Só os muito apaixonados ainda acreditam que as medidas que a presidente vem propondo para fazer caixa surtirão os efeitos desejados.

Impostos e elevação de preços controlados pelo governo, como energia e combustível, vão na contramão do controle da inflação, que o governo diz perseguir. Assim como elevar, seguidamente, a taxa Selic, que encarece o valor do dinheiro, com reflexos sobre a elevação do preço dos produtos, redução da demanda, da arrecadação e elevação do desemprego.

O caminho encontrado pelo governo para resolver a “crise” vai produzir de fato uma crise sem precedente. Neste cenário, ser rebaixado por agências que avaliam os riscos da economia do País para os investidores não constitui nenhuma surpresa. É o esperado.

Só quem ganha com o modelo adotado de elevar a taxa Selic são os bancos e grandes especuladores. Não dá para entender como um governo opta por aumentar a dívida pública e ao mesmo tempo tentar cobrir o rombo com mais sacrifícios para o setor produtivo e a população.

No Brasil, os bancos cobram as mais elevadas taxas de juros de que se tem notícia, e eles passam ao largo do controle do Banco Central, no tocante à exigência de exigir deles os juros que praticam em suas matrizes e filiais nos países da Europa e nos EUA. Taxá-los com impostos é uma medida inócua, porque eles, imediatamente, repassam o custo para os clientes, em suas operações financeiras.

Este assunto, que não está na pauta do governo, de controlar os juros abusivos dos bancos, carece de uma imediata discussão com a sociedade. Por que o governo se cala? Por que a mídia silencia? Por que o Congresso Nacional se omite?

Um plano de ajuste fiscal não pode deixar de fora o sistema financeiro. A contribuição dos bancos, para desonerar o custo do dinheiro, geraria arrecadação via consumo de quantos bilhões? O governo tem obrigação de fazer esta conta. 

*Fátima Vilanova,

mfatimavvilanova@gmail.com

Doutora em sociologia.

Jaques Wagner: País precisa “enxotar” a intolerância

149 1

2013-596926847-jaques_20130315

“O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, disse hoje (26) que a sociedade brasileira precisa “enxotar” qualquer tipo de intolerância, incluindo a política. “A democracia só prospera num ambiente de tolerância”, ressaltou, durante discurso em evento promovido, na capital paulista, pela Revista Carta Capital, que premiou as empresas mais admiradas no Brasil.

Para Jaques Wagner, a crise atual não aponta para nenhuma catástrofe. Aumento do diálogo e defesa da democracia são ideias que têm de ser debatidas. O economista Luiz Gonzaga Belluzzo defende o debate sobre a reforma tributária, que, na sua opinião, precisa ser mais racional e justa. O trabalhador que recebe até cinco salários mínimos gasta 55% da sua renda com impostos. Nas camadas mais ricas, esse gasto diminui. “É um sistema muito regressivo”, avalia Belluzzo.

Outro participante da premiação, o economista e ex-ministro da Fazenda Delfim Netto declarou que não houve um desvio de conduta da presidenta Dilma Rousseff que justifique pedido de impeachment.”

(Agência Brasil)

Índice de confiança do consumidor cai 0,8% em outubro

“O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas, caiu 0,8% em outubro deste ano, em comparação a setembro. Ao marcar 75,7 pontos, o indicador atingiu o menor nível da série histórica, iniciada em setembro de 2005, pelo quarto mês consecutivo.

A queda foi provocada por menor confiança dos consumidores no momento presente, já que o Índice da Situação Atual do ICC caiu 2,1% em outubro, em relação a setembro. O componente que marca o grau de satisfação com a atual situação econômica foi o que mais contribuiu para o recuo do ICC. Em outubro, apenas 2,7% dos consumidores avaliam a situação econômica local como boa, enquanto 86,3% a consideram ruim.

Já o Índice de Expectativas, que avalia o otimismo do consumidor em relação aos próximos meses, manteve-se estável no menor nível da série (81,1 pontos). A parcela dos consumidores que pretendem comprar mais nos próximos seis meses caiu de 9,3% para 8,9% enquanto dos que projetam compras menores passou de 46,5% para 45,3%.

A maior queda da confiança foi observada nos consumidores de renda mais alta (acima de R$ 9.600 por mês): -2,9%.”

(Agência Brasil)

PF deflagra nova fase da Operação Zelotes em três Estados e no Distrito Federal

“A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (26) uma nova fase da Operação Zelotes, responsável por investigar organizações criminosas que atuavam na manipulação do trâmite de processos e no resultado de julgamentos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). A estimativa é que tenham sido desviados mais de R$ 19 bilhões. O lobista Alexandre Paes dos Santos foi preso na manhã de hoje.

De acordo com comunicado da corporação, cerca de 100 policiais cumprem 33 mandados judiciais, sendo seis de prisão preventiva, 18 de busca e apreensão e nove de condução coercitiva nos estados de São Paulo, Piauí e Maranhão e no Distrito Federal.

A Operação Zelotes começou no dia 26 de março deste ano e esta nova etapa aponta que um consórcio de empresas, além de promover a manipulação de processos e julgamentos dentro do Carf, também negociava incentivos fiscais a favor de empresas do setor automobilístico.

“As provas indicam provável ocorrência de tráfico de influência, extorsão e até mesmo corrupção de agentes públicos para que uma legislação benéfica a essas empresas fosse elaborada e posteriormente aprovada”, informou o comunicado.

Os crimes investigados pela PF incluem tráfico de influência, corrupção passiva, corrupção ativa, associação criminosa, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Na semana passada, a Corregedoria-Geral do Ministério da Fazenda abriu o primeiro processo administrativo disciplinar para apurar responsabilidade funcional de um envolvido na Operação Zelotes. A pasta não informou o nome do conselheiro investigado.”

(Agência Brasil)

Ministro das Comunicações quer banda larga para 70% da população até 2018

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=_DRl6mrtPXE[/youtube]

O ministro das Comunicações, André Figueiredo, retornou nesta madrugada de segunda-feira para Brasília. Ali, participa de reunião do Conselho Político do Governo Dilma Rousseff.

Sobre a sua pasta, o ministro informou que vem trabalhando na expansão da banda larga no País até 2018.

André Figueiredo deve seguir de Brasília para São Paulo, ainda nesta segunda-feira, pois vai participar da Futurecom 2015, a maior feira no campo das telecomunicações do País.

José Guimarães diz que transposição é a “prioridade da prioridades” no Orçamento 2016

145 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=q3KjUW2uAVg[/youtube]

O líder do Governo na Câmara dos Deputados, José Nobre Guimarães, viajou, nesta madrugada de segunda-feira para Brasília, onde, a partir das 9 horas, participará de reunião do Conselho Político com a presidente Dilma Rousseeff.

Guimarães informou que, nesta semana, a base governista trabalhará para aprovar três prioridades: a DRU (Desvinculação das Receitas da União), Orçamento 2016 e a legalização da repatriação de capitais, que está dentro do pacote do ajuste fiscal.

José Guimarães espera que a matéria da repatriação de capitais entre na pauta da Câmara nesta terça-feira. Ele informou que há acordo para aprovação da DRU e espera que, até 20 de dezembro, o Orçamento da União esteja aprovado.

Sobre o Orçamento 2016 e as fatias para o Ceará, José Guimarães revelou que a Transposição das Águas do São Francisco virou a prioridade das prioridades, devendo estar concluída até agosto ou setembro de 2016. Também há compromisso da bancada de apoiar emendas para projetos na área hídrica.

Bancários fazem assembleia geral nesta segunda-feira e greve deve ser encerrada

O Sindicato dos Bancários do Ceará fará assembleia geral nesta segunda-feira, em sua sede, a partir das 19 horas.

O objetivo, segundo o presidente da entidade, Carlos Bezerra, é apreciar a proposta de Convenção Coletiva de Trabalho com a Federação Nacional de Bancos (Fenaban) e propostas específicas do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal em Acordos Coletivos de Trabalho aditivos à CCT.

Há expectativas de que os bancários cearenses encerrem a greve. A Fenaban ofereceu 10% de reajuste.

Camilo e Cid e um encontro festivo em Sobral

cidcamilo

“A parceria dos dois é muito forte. O governador Camilo Santana (PT) esteve na terra do ex-governador Cid Gomes (PDT), em Sobral (Zona Norte), no último final de semana. Ali, recebeu homenagens e entregou o Batalhão do Raio e do Ciopaer.

Mesmo estando em casa, Cid Gomes deixou a estrela de Camilo Santana brilhar e evitou discursos.”

(Blog Sobral de Prima)

Jefferson tenta convencer Cunha a renunciar

jeferr

Roberto Jefferson e Eduardo Cunha tiveram uma conversa franca por telefone na semana passada. O delator do mensalão tentou convencer o presidente da Câmara a dissuadir os deputados do PMDB de homenageá-lo, como forma de desagravo. Cunha pareceu convencer-se, mas voltou atrás.

A conversa evoluiu para a possibilidade de renúncia do peemedebista. Jefferson, condenado no mensalão, insistiu que a situação de Cunha é grave e opinou que ele estaria esticando demais a corda e deveria renunciar.

“Eu já estive preso, sei como é aquele inferno. Você olha no olho do carcereiro e ele te dá um pescotapa.” Depois de uma breve pausa, Jefferson disse: “Quero ver como você vai ficar se sua mulher e sua filha tiverem de passar por isso”.

(Coluna Radar, da Veja)

Enem 2015 – Mais de 7,7 milhões de alunos farão a prova

“As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam a ser aplicadas hoje (24) em todo o país. Neste primeiro dia, os 7,7 milhões de inscritos terão 4h30min para resolver as 90 questões de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

O professor de química Paulo Santos sugere que os candidatos fiquem atentos ao tempo dedicado às questões. “A estratégia tem de estar voltada para ganhar tempo. No primeiro dia, ele vai ter 90 questões e tem quatro horas e meia para isso. Uma média de três minutos por questão”, lembra o professor.

Coordenador de um curso pré-vestibular em Brasília, Paulo Perez sugere que o aluno preste atenção nos enunciados das questões. “Primeiro comece pelo comando, pela situação problema. Depois de ler o enunciado você vai fazer uma leitura do texto com mais foco, mais objetivo. Tempo no Enem é crucial”, alerta.

Os candidatos precisam ficar atentos ao horário de fechamento dos portões. Nos dois dias, o candidato poderá entrar no local de prova a partir das 12h (horário oficial de Brasília). Os portões serão fechados às 13h (horário de Brasília) e as provas começam a ser aplicadas meia hora depois. Até ontem (23), cerca de 1 milhão de candidatos ainda não tinham acessado o cartão de confirmação do Enem na internet.”

(Agência Brasil)

Procurador Rodrigo Janot afirma: Ex-diretor e PP desviaram mais de R$ 357 milhões da Petrobras

janott

“Em denúncia enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o deputado federal Nelson Meurer (PP-PR), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e o Partido Progressista (PP) desviaram R$ 357,9 milhões em contratos da Petrobras. De acordo com as investigações da Operação Lava Jato, Costa atuava como operador do partido na Petrobras. Além de Meurer, o procurador também denunciou os dois filhos dele, por intermediarem o recebimento dos valores indevidos.

Na denúncia apresentada ao STF, Janot informou que a legenda recebeu R$ 62 milhões do esquema, que consistia em repasses por empresas fictícias operadas pelo doleiro Alberto Youssef. Conforme a acusação, o deputado Nelson Meurer recebeu, entre 2006 e 2014, R$ 29 milhões do total recebido pelo PP. Meurer faz parte da cúpula do partido.

O procurador afirmou que os valores foram pagos por meio de entregas pessoais de dinheiro ao deputado ou a dois filhos dele, Cristiano e Nelson Meurer Júnior. Também houve recebimento de valores no Posto da Torre, posto de gasolina localizado em Brasília e que originou a Operação Lava Jato, e depósitos em dinheiro nas contas bancárias pessoais do deputado.

Para o procurador-geral, além de receber diretamente a propina, Nelson Meurer agiu para ocultar os valores recebidos. “Para a pratica das condutas delitivas aqui delineadas, o deputado federal Nelson Meurer contou com o contributo livre, consciente e voluntario de seus filhos, Nelson Meurer Júnior e Cristiano Augusto Meurer, os quais, plenamente cientes de todo o esquema criminoso integrado por seu genitor, versado nesta denúncia, o auxiliaram no recebimento de parte das propinas pagas ao parlamentar, mediante estratégias de ocultação e dissimulação da natureza”, acrescentou Janot.

Além dos valores indevidos, o procurador citou a entrega de R$ 4 milhões durante a campanha eleitoral de 2010, por meio de sete entregas pessoais, que ocorreram a mando do doleiro Alberto Youssef, e mais R$ 500 mil, repassados pela empreiteira Queiroz Galvão, por meio de doações oficiais de campanha.

O procurador pediu ainda que Meurer e seus filhos devolvam aos cofres públicos R$ 357,9 milhões e a decretação da cassação do mandato, após o trânsito em julgado da ação.

* Em nota, o PP declarou que não admite práticas de atos ilícitos e que confia na Justiça, de modo que os fatos sejam esclarecidos.”

(Agência Brasil)