Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Cid deixa plenário e pode conversar com Dilma. Eduardo Cunha diz que vai processá-lo

89 5

cidgom,

O ministro da Educação, Cid Gomes, deixou, intempestivamente, neste fim de tarde de quarta-feira, a audiência na Câmara dos Deputados, onde cumpre convocação para explicar a acusação de que há “achacadores” no Legislativo.

Há informações de que Dilma falará com ele ainda nesta quarta-feira. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, disse que o PMDB abandonará a base aliada se Cid não for demitido. Cid Gomes deixou o Plenário da Casa após ser chamado de “palhaço” por  deputado do PSD.

Já Eduardo Cunha disse que não havia condições de manter a audiência “diante da postura de Cid”. “Não vamos perder nosso dia trabalho por alguém que não está merecendo”, afirmou. Ele afirmou que acionará a Justiça contra Cid Gomes.

Família de Lula interpelará judicialmente deputado do PSDB

106 2

FABIO-LULINHA-DA-SILVA-1-460x353

O filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Fábio Luis Lula da Silva, ingressou nesta quarta-feira (18), com interpelação judicial contra o deputado Domingos Sávio, do PSDB de Minas Gerais, junto ao Supremo Tribunal Federal, para apurar, em tese, a prática de injúria, calúnia e difamação. Com o intuito político de atingir Lula, o parlamentar tucano disseminou mentiras contra sua família, em entrevista concedida à Rádio Minas, da cidade de Divinópolis em Minas Gerais, no programa “Bom dia Divinópolis”, no dia 9 de fevereiro de 2015.

Ele afirma: “E o Lulinha, filho dele, é um dos homens mais ricos do Brasil hoje. É uma bandalheira. O homem tá comprando fazendas de milhares e milhares de hectares, é toda semana. É um dos homens mais ricos do Brasil. E ficou rico do dia para a noite, assim como num passe de mágica. Rico, fruto da roubalheira que virou este país, tá cheio de rico que se enriquece ai do dia para a noite fruto da roubalheira que tá existindo no Brasil. E não pode dizer que não vai investigar o Lula, o Lulinha, tem que investigar o Lula, tem que investigar o Lulinha”.

As afirmações, além de ofensivas, são mentirosas, pois Fábio Luis Lula da Silva não e proprietário de nenhuma fazenda e não participa de nenhum negócio relacionado à agroindústria. Fábio também jamais se beneficiou de qualquer ato irregular ou ilegal e tampouco tornou-se um dos “homens mais ricos do Brasil”.

Espera-se, em razão disso, que o Deputado Domingos Sávio possa se retratar e contribuir para o restabelecimento da verdade dos fatos.

Assessoria de Imprensa
* Instituto Lula

Os achacadores da paciência alheia

65 1

Meu Deus! O País mergulhado numa crise ética e financeira e a Câmara dos Deputados num bate-boca, nesta tarde de quarta-feira, em Brasília, com o ministro da Educação, Cid Gomes. Não vamos entrar no mérito do que se disse sobre os parlamentares, mas os brasileiros querem trabalho, trabalho e mais trabalho de todos os que estão no poder e que podem melhorar a situação do povo.

Uma tarde toda, como esta de quarta-feira, envolvendo polêmica entre um ministro e parlamentares federais é algo digno de uma peça teatral. Tudo visto nacionalmente e ao vivo por uma tevê paga por todos nós.

Nesse script, que poderia se enquadrar, sem avaliações mais aprofundadas, nas ideias de um teatro do absurdo (metaforicamente falando).

Líder do DEM: Que Cid se demita, seja demitido ou os 400 se assumam como achacadores

mendonmça

Os lideres partidários estão ocupando, nesta tarde de quarta-feira, a tribuna para analisar a fala do ministro da Educação, Cid Gomes (Pros).

O líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE), após ouvir a explanação, afirmou que só havia três opções pós a frase de “300 a 400 achacadores”: renunciar do cargo, ser demitido pela presidente Dilma Rousseff ou os cerca de 400 parlamentares se assumirem como achacadores.

Cid se desculpa, mas critica viagem de deputados a hospital. Eduardo Cunha encerra fala do ministro

cidgom,

“Eu sou parlamentarista e acho que quem é governo deve ter a responsabilidade com o governo e é isso o que induz o Parlamentarismo. Se não tem maioria, perde-se a eleição, muda-se o primeiro-ministro. Portanto, me perdoem… não quis agredir ninguém, muito menos a Instituição”, disse o ministro da Educação, Cid Gomes. Ele fez essa declaração durante sessão da Câmara, nesta tarde de quarta-feira. Pediu perdão se alguém vestiu a carapuça.

Cid Gomes ali foi convocado para dar explicações sobre frase de que na Câmara há “de 300 a 400 achacadores”.

O ministro da Educação fez questão de dizer que  nunca fugiu de suas responsabilidade. Explicou que não foi à Casa, na primeira convocação da Câmara, porque teve problemas sérios de sinusite, consequência de problemas com o clima nos EUA. Disse que estava à beira de uma pneumonia. Sobre a informação de que uma comissão de deputados iria ao Hospital Albert Einstein constatar se era verdade seu problema de saúde, pediu que a Casa apurasse a despesa da viagem dessa comissão até São Paulo.

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), deu por encerrada a fala de Cid Gomes e pediu aos seguranças para que retirem do plenário quem não for parlamentar. Também informou que será dada vez aos líderes partidários a inquirir o ministro. Cunha aproveitou para adiantar que a viagem da comissão foi sem ônus para  Casa “que se dá ao respeito!”, numa indireta ao ministro.

Cid explica sobre “achacadores”, mas atiça: “larguem o osso, saiam do governo!”

cidgom,

Cid Gomes, ministro da Educação, que fala na Câmara dos Deputados, informou em sessão para a qual foi convocado, que em Belém (PA), foi surpreendido por um ato de protesto dos estudantes. Disse que pediu ao reitor para ouvir os alunos e suas queixas, em encontro reservado.

A sala da reitoria da universidade do Pará, por pelo menos uma hora, foi o local onde Cid Gomes disse que ouviu os alunos e seus questionamentos.

“Eu não tenho dom de prever o futuro, mas se alguém teve acesso a uma gravação não autorizada, mas que não reflete a minha opinião pública, eu não tenho direito de negar a tantos quantos mais de 20 anos confiaram e acreditaram em mim eu não tenho como negar, num ambiente reservado, num contexto, falei no gabinete do reitor e numa sala fechada ao público”, expôs Cid Gomes.

Ainda em conversa com os alunos, Cid lamentou que não podia ter corte de verbas de universidade, porque os parlamentares federais ainda não tinham aprovado o Orçamento Geral da União. Dos jovens, ouviu a frase de que o governo não aprovava esse mesmo orçamento porque não queria, no que lembrou que o País vive democracia e não monarquia ou absolutismo.

Cid disse ter informado, nesse encontro com os alunos, que o Executivo havia mandado o Orçamento. Instado outra vez sobre falta de vontade oficial, o ministro então reagiu e disse que, pelo número dos partidos aliados, o governo tranquilamente teria maioria à vontade na Câmara. “No entanto, dizia eu como manifestação de opinião pessoal – fiz essa ressalva, que quem falava ali não era ministro – mas a pessoa física que tem grande respeito pelo Parlamento, onde comecei minha vida e tive os maiores aprendizados da minha vida. Infelizmente disse: a Câmara tem cerca de 400, afirmação despretensiosa, disse 300 que pra eles… quanto pior, melhor! (um parlamentar reagiu), no que o ministro lembrou que a Casa o chamou ali para dar suas explicações. (nessa hora ganhou aplausos).

Um parlamentar pediu para que o ministro fosse logo perdoado, no que Cid disse que sempre respeitou a Casa, embora não concorde com alguns que, às vezes, tenha uma posição de oportunismo… (reações de parlamentares).. Que larguem o osso, saiam do governo …(reações de parlamentares).

Cid Gomes fala na Câmara. Ainda não cita os “achacadores”

cidgom,

O ministro Cid Gomes (Educação) está falando na Câmara dos Deputados nesta tarde de quarta-feira. Ali, fora convocado para dar explicações sobre a declaração de que “há de 300 a 400 achacadores” na Câmara. Cid abriu os trabalhando expondo sua trajetória política de líder estudantil, deputado que presidiu a Assembleia Legislativa, prefeito de Sobral reeleito com votação recorde e governador do Ceará também reeleito. Isso, após morar nos EUA por um ano.

Cid Gomes destacou índices de aprovação em todos os setores políticos e destacou que encerrou oito anos de governo com apoio de 36 de 46 deputados estaduais. “Portanto, senhores deputados, a minha relação com o Parlamento é respeitosa, construtiva… Eu, sinceramente, esperava vir a estra Casa para falar do Plano Nacional de Educação, projeto que vocês aprovaram e que foi sancionado pela presidente Dila”, acentuou o ministro.

Também disse que poderia ali falar sobre o Fies, financiamento público que dá oportunidade ao jovem pobre de cursar a universidade. Expondo dados, garantiu que o Fies está assegurado de fato para matrículas em cursos de qualidade, com conceito 5, que terão pronto atendimento e que cursos com conceito 4, casos do Nordeste, possam ter essa oportunidade.

“Eu teria muito mais prazer de estar nesta Casa para falar de programas que estamos implementando na educação”, acentuou o ministro, reiterando que teria mais prazer ainda de ali estar para falar sobre o Enem Digital. Cid elencou novos dados sobre o exame.

Sobre o objeto da convocação – o caso dos “achacadores”, disse que sua fala não foi feita em local público e que não seria motivo de proselitismo. Disse que como ministro tem a obrigação de ter relação respeitosa com o Congresso. Informou que havia reservado as sextas-feiras para visitar o Brasil e cobrar melhor qualidade da educação básica em qualquer dos mais de cinco mil e 500 municípios brasileiros. Lamentou que o País tem menos de 2% da matrícula básica. “Mais de 98% das matrículas da educação básica no País estão sob responsabilidade dos Estados e Municípios e cada um com seu sistema próprio”, observou, ressaltando que om Plano Nacional de Educação  deve criar uma base curricular comum – respeitando as realidades, e resolver essa distorção.

 

Cid Gomes já está na Câmara dos Deputados

62 2

O ministro Cid Gomes (Educação) chegou agora há pouco na Câmara dos Deputados. Ali, dará explicações sobre declaração de que na Câmara há “de 300 a 400 achacadores”.

O que chamou a atenção foi o número de pessoas acompanhando Cid na Casa: o governador Camilo Santana, o presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque, o presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho, vários prefeitos como Clodoveu Arruda, de Sobral, Antonio José Albuquerque, de Massapê, e Expedito Nascimento, presidente da Aprece, além de deputados estaduais como Professor Teodoro, Welington Landim, Sergio Aguiar e até secretários estaduais como Osmar Baquit, da Pesca e Aquicultura, além de alguns empresários.

A turma da mídia de Brasília dizia nunca ter visto tamanho séquito e outros queriam saber se a conta da viagem saia do bolso do contribuinte cearense.

Eduardo Cardoso – Pesquisa é “fotografia do momento”

eduardocardoso

“O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse que a pesquisa Datafolha divulgada hoje (18) é uma “fotografia do momento”. O levantamento, feito na segunda e terça-feira, indica que 62% dos brasileiros consideram a gestão da presidenta Dilma Rousseff ruim ou péssima.

“A fotografia tem essa característica: fotografa o momento, mas não aprisiona a realidade fotografada”, destacou ele, no lançamento do pacote de medidas do governo para combater a corrupção, nesta quarta-feira, na capital federal.

Cardozo disse ainda que um momento fotografado deve ser objeto de reflexão. “Tenho absoluta certeza de que a presidenta Dilma Rousseff, ao longo dos quatro anos de mandato, terá um magnífico desempenho, como teve no primeiro mandato, e mostrará ao todos os brasileiros que todas as suas bandeiras, as bandeiras que a elegeram para um segundo mandato, serão plenamente satisfeitas, construindo um país que cada vez mais se desenvolve com justiça e com combate permanente à corrupção e exclusão social.”

(Agência Brasil)

Dilma diz que medidas anticorrupção fortalecerão o combate à impunidade

“A presidenta Dilma Rousseff disse há pouco que o pacote anticorrupção enviado pelo governo ao Congresso Nacional permitirá ao Estado ampliar sua capacidade de prevenir e coibir a corrupção, principalmente no que se refere ao combate à impunidade. Durante cerimônia de anúncio oficial das medidas anticorrupção, enviado ontem (17) ao Parlamento, a presidente ressaltou que o Brasil precisa afastar o estigma de que o brasileiro leva vantagem em tudo.

Para Dilma, as medidas são “concretas”, mas não encerram o debate acerca das ações para acabar com a corrupção no país. “Não pretendemos esgotar a matéria, mas evidenciar que estamos no caminho correto. Somos um governo que não transige com a corrupção e temos obrigação de enfrentar a impunidade. [As medidas] fortalecem a luta contra a impunidade que é, talvez, o maior fator que garante a reprodução da corrupção”, discursou Dilma.

“Temos de ter clareza que, além desse conjunto de novas leis para resolver esse problema, é preciso uma nova consciência, uma cultura fundamentada em valores éticos profundos e moralidade republicada que deve nascer dentro de cada lar, escola e cada cidadão desse país e da alma e do coração de cada cidadão”, discursou Dilma. Na avaliação da presidenta, o pacote anticorrupção também ajudará o país a estruturar o combate a esse tipo de crime.”

(Agência Brasil)

 

Presidente da Fiec inclui Pacto Federativo na pauta da Confederação Nacional da Indústria

danilfore

O presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Beto Studart, que também comanda o Conselho Temático de Integração Nacional da CNI, colocará em pauta o tema “Pacto Federativo”. Isso ocorrerá na próxima terça-feira, em Brasília, durante reunião desse conselho.

O deputado federal Danilo Forte (PMDB), presidente da Comissão Especial do Pacto Federativo da Câmara, foi convidado e vai expor o tema. A ordem é trabalhar politicamente pela descentralização do dinheiro da União.

Decon cobra de operadoras de telefonia aplicação do regulamento de direitos do consumidor

98 1

telefoniua

O Decon expediu, nesta quarta-feira, um ofício para as operadoras de telefonia cobrando a aplicação do Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações, o RGC (Resolução nº 632/2014), que entrou em vigor no último dia 10. A medida objetiva aumentar a autonomia do consumidor de serviços de telecomunicações e promover a transparência nas relações de consumo no setor. Outras obrigações entrarão em vigência em períodos escalonados, e o regulamento estará totalmente implantado em março de 2016.

O Decon deu um prazo de 10 dias para que as empresa OI, TIM, CLARO, VIVO, MULTIPLAY e GVT apresentem as medidas que estão sendo adotadas para cumprir a RGC. Entre outras regras que entram em vigor, o regulamento traz a obrigatoriedade de as prestadoras serem mais claras ao ofertarem serviços; o estabelecimento de um prazo de validade mínima de 30 dias para os créditos de telefonia pré-paga e a obrigação de as promoções serem válidas para novos e antigos clientes.

Em relação ao atendimento, destacam-se a obrigação de as prestadoras disponibilizarem mecanismos para que o consumidor cancele seu contrato sem a necessidade de falar com o atendente e a obrigação de a Central de Atendimento Telefônico retornar as ligações ao consumidor caso ela sofra uma interrupção durante o contato com o atendente.

(Com MP-CE)

Que crise! Mesmo com dólar em alta, brasileiros mantém procura por vistos para os EUA

tiosamm

“A embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Liliana Ayalde, disse hoje (18) que, até o momento, a demanda de vistos de turismo por brasileiros para seu país não foi afetada pela alta do dólar. Nos últimos dias, o dólar superou a barreira dos R$ 3,20, alcançando o maior patamar dos últimos dez anos.

Em visita ao Rio de Janeiro, a embaixadora destacou o fato desta época não ser de alta temporada para o turismo em seu país. “Geralmente, esse não é um momento de alta demanda. Mas eu estive na Califórnia, na semana passada, e me reuni com algumas empresas aéreas. Eles falavam que o número de brasileiros viajando para o estado da Califórnia tem aumentado e que estão pensando até em abrir uma linha direta de São Paulo a São Francisco. Mas temos que monitorar para ver como o impacto da economia afeta a decisão dos brasileiros em viajar”, disse.

A expectativa de Liliana Ayalde é de que a desvalorização do real ante ao dólar seja “algo passageiro”. “Esperamos que o ajuste econômico funcione de tal maneira que as pessoas possam continuar visitando, estudando ou fazendo negócios nos Estados Unidos, que era algo que vinha crescendo bastante. Esperamos poder contar com isso”.

(Agência Brasil)

 

A hora é de luta implacável contra a corrupção

Com o título “As ruas contra a corrupção”, eis o Editorial do O POVO desta quarta-feira. Num dos trechos diz: “É evidente a importância da aprovação de leis mais duras para crimes de desvios de dinheiro público”. Confira:

Em resposta às manifestações do último domingo, o Governo apressou a entrega do “pacote anticorrupção” ao Congresso Nacional. Trata-se da principal aposta do Executivo para atender às cobranças de parte da população aos mais recentes escândalos de corrupção, como o esquema que desviou bilhões da Petrobras.

Uma pesquisa elaborada pelo Instituto Datafolha e realizada durante a manifestação de São Paulo, aponta que a maior parte dos participantes do ato (47%) foi à Avenida Paulista para protestar exatamente contra a corrupção. É muito provável que os manifestantes que foram às ruas em outras cidades também tenham a mesma motivação para reclamar.

Não é uma novidade. Em junho de 2013, quando as manifestações explodiram de forma surpreendente em todo o País, a corrupção foi o ponto que mais mobilizou a participação popular. Não foi à toa a rejeição generalizada das ruas aos partidos políticos.

A expectativa é que o pacote do Governo vá fundo nos pontos. Dois itens são prováveis: a transformação de prática de “caixa 2” em crime e a punição de agentes públicos flagrados em enriquecimento ilícito sem as devidas justificativas. Na verdade, dois temas que já são contemplados por projetos de lei em tramitação. O pacote também deve considerar mudanças na estrutura do Judiciário visando dar agilidade aos julgamentos de acusados de corrupção.

Poucos lembram que o Brasil aprovou recentemente uma “lei anticorrupção”. O projeto passou pelo Congresso há mais de um ano. Portanto, já está em vigor. Por essa lei, as empresas envolvidas em atos de corrupção podem ser punidas com multas de até 20% do faturamento bruto. Ironicamente, a Lei dorme há mais de 12 meses no Palácio do Planalto à espera de regulamentação.

É evidente a importância da aprovação de leis mais duras para crimes de desvios de dinheiro público, porém muito pode ser feito pela ação direta do Executivo sem a necessidade de regimentos legais. Sabe-se, por exemplo, que o excesso de burocracia é um abrigo usual da corrupção. Através de simples decretos, os Governos podem diminuir a burocracia e estabelecer regras de governança que dificultem a ação dos corruptos.

UFC convoca 185 suplentes do Sisu – Matrículas já ocorrem até sexta-feira

“A Universidade Federal do Ceará está convocando 185 candidatos suplentes a ocuparem vagas oriundas de desistências e cancelamentos de matrículas em seus cursos de graduação, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Confira a relação nominal em: http://is.gd/T2BPDh. Os suplentes convocados têm sua solicitação de matrícula realizada automaticamente, mas deverão obrigatoriamente comparecer à coordenação de seu curso, para fazer a ativação da matrícula e garantir a vaga, independentemente do semestre em que estejam alocados.

O prazo máximo para fazer isso é de dois dias úteis após a data da publicação da lista com seu nome – portanto, sexta-feira, dia 20. O estudante deve apresentar na hora documento de identificação oficial com foto (carteira de identidade, por exemplo). Esse procedimento também pode ser feito por procurador legalmente reconhecido.

Os candidatos selecionados para 2015.1 deverão iniciar suas atividades letivas imediatamente. As coordenações de curso poderão orientar sobre a recuperação de conteúdos. Os candidatos alocados no semestre 2015.2 também terão de fazer, obrigatoriamente, a confirmação presencial de matrícula nos dias 30 e 31 de julho, na coordenação de curso. O semestre letivo terá início no dia 3 de agosto.

Todas as vagas não ativadas voltarão para o banco de suplentes, podendo ser ocupadas por outros candidatos da mesma classe de concorrência no mesmo curso na convocação seguinte. Poderá haver novas convocações até esta quarta-feira (18).

Estudantes que não entregaram a documentação básica no ato da inscrição ou a entregaram de forma incompleta também foram desclassificados. Eles terão o prazo de dois dias úteis para apresentar defesa na seção de Protocolo da Prograd (Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra) ou nas diretorias dos campi do Interior, mas não poderão mais entregar nenhum documento complementar.

SERVIÇO

* Veja os candidatos indeferidos por falha na entrega da documentação básica em: http://is.gd/wLDMgg.

* Confira o Edital nº 02/2015 em: http://is.gd/wzrfJN

Cid está pronto para falar, mas não vai aceitar desaforo

65 1

foto opovo cid gomes 141107

“Gente próxima do ministro da Educação, Cid Gomes (Pros), comentava ontem na Câmara que é bom o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), preparar os ouvidos, caso tente montar em cima do ministro hoje, às 15 horas.

Cid até pode se desculpar de ter chamado os deputados de achacadores, mas não vai tolerar nenhuma tentativa de Cunha de tentar humilhá-lo. Nessa hipótese, ele parte para cima de Cunha:

– Vai ser como o Fernando Gabeira contra o Severino Cavalcanti.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Operação Lava Jato – CGU abre processo contra seis empresas

“A Controladoria-Geral da União (CGU) abriu hoje (18) seis processos administrativos contra empresas envolvidas nas investigações da Operação Lava Jato. Com isso, chega a 18 o número de empresas com processos instaurados pelo órgão. Dependendo do resultado das investigações, elas poderão ser impedidas de celebrar novos contratos. Há também a possibilidade de aplicação de multas.

A lista das empresas foi divulgada pela CGU. São elas: Tome Engenharia, Egesa Engenharia, Carioca Christian Nielsen, Skanska Brasil, Eit Empresa Industrial Técnica e MPE Montagens e Projetos Especiais. Todas serão notificadas nos próximos dias. Por meio de nota, a CGU não descartou a possibilidade de novos processos serem abertos contra outras empresas.

As empresas que já tinham os processos administrativos de responsabilização instaurados são: Camargo Corrêa, Engevix, Galvão Engenharia, Iesa, Mendes Junior, OAS, Queiroz Galvão, UTC-Constran, Alumni Engenharia, GDK, Promon Engenharia, Andrade Gutierrez, Fidens Engenharia, Sanko Sider, Odebrecht, Odebrecht Óleo e Gás, Odebrecht Ambiental e SOG Óleo e Gás.”

(Agência Brasil)

Ciro quer Cid ratificando críticas ao Congresso: “Quem faz história não são os pilantras…”

95 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=97_0TQDb0Qo[/youtube]

O ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes (Pros) defendeu, nesta madrugada de quarta-feira, em Fortaleza, que seu irmão, o ministro da Educação, Cid Gomes, ratifique críticas feitas a setores do Congresso. Durante evento em Belém (PA), Cid chegou a dizer que havia “de 300 a 400 achacadores” na Câmara torcendo pelo quanto pior, melhor para se beneficiará do governo.

“Falar a verdade nesse pais, principalmente nesses tempos, custa muito caro. Mas acho que esse preço tem que ser pago, porque quem faz história não são os pilantras que hoje dominam a cena nacional e sim os homens que não se abatem diante dos constrangimentos”, acentuou, defendendo que Cid reafirme e explique por que fez tais críticas.

Ciro Gomes seguiu para Brasília, mas informou que não comparecer à Câmara para assistir à fala do seu irmão. “Tenho audiências em Brasília, na condição de diretor da CSN, acompanhando o governador Welington Dias , do Piauí”, explicou ele.

Em Brasília, Camilo mantém audiências, se solidariza com Cid e comemora na CNDL

camilo_santana_ce_foto_francisco_franca_secom_pb_0011

O governador Camilo Santana (PT) está em Brasília, onde cumpre, nesta quarta-feira, agenda de contatos com órgãos federais e ministérios. Agora pela manhã, ele será recebido pela presidente da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior. Com ela, tratará de repasses do Programa Minha Casa, Minha Vida. O setor da construção civil reclama de atrasos.

No começo da tarde, às 13 horas, Camilo será recebido pelo ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, com quem tratará sobre recursos para o Plano de Ações de Convivência com a Seca. Como só nessa noite de terça-feira o Orçamento Geral da União 2015 foi aprovado, o governador espera liberações. 

Solidariedade

Camilo deve dar uma passada na Câmara dos Deputados para assistir ao ministro da Educação, Cid Gomes, explicando o porquê de ter na Casa “de 300 a 400 achacadores”. Ele e uma caravana de parlamentares federais, estaduais e prefeitos como Roberto Cláudio, ali marcarão presença.

Posse na CNDL

À noite, no Hotel Royal Tulip, o governador prestigiará, tendo ao seu lado também o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, o presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque, e o presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho, além de um grupo de prefeitos, secretários, deputados estaduais e empresásrios, a posse festiva do cearense Honório Pinheiro como presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL).

MTST fecha rodovia no Rio para protestar contra ajuste fiscal

“Manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) fizeram na manhã de hoje (18) um protesto na Rodovia Niterói-Manilha (BR-101), em Niterói, no Grande Rio. Eles atearam fogo em uma barricada de pneus e fecharam a pista no sentido Ponte Rio-Niterói.

O protesto faz parte do Dia Nacional de Lutas, que está acontecendo em 13 estados. O MTST e movimentos da Frente de Resistência Urbana querem o lançamento imediato do Programa Minha Casa, Minha Vida 3 e o recuo no ajuste fiscal do governo federal.

Segundo a concessionária Autopista Fluminense, que administra a via, o protesto ocorreu na altura do quilômetro 321, a pouco mais de um quilômetro da ponte. O engarrafamento, de acordo com a concessionária, chega a cinco quilômetros de extensão.

Policiais militares e rodoviários federais negociaram com os manifestantes a liberação da rodovia e, neste momento, bombeiros apagam o incêndio da barricada.”

(Agência Brasil)