Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

CGU divulga lista de empreiteiras que serão alvos de processo administrativo

Após analisar caso a caso das empresas suspensas pela Petrobras de fechar negócios com a estatal, a Controladoria Geral da União abrirá, nesta quarta-feira, processos administrativos contra empreiteiras.

A lista da CGU envolve a Alumni Engenharia, GDK, Promon Engenharia, Andrade Gutierrez, Fidens Engenharia, Sanko Sider, Odebrecht, Odebrecht Óleo e Gás, Odebrecht Ambiental e SOG Óleo e Gás, Engevix, Galvão Engenharia, Iesa, Mendes Junior, OAS e Queiroz Galvão.

(Com Veja Online)

Banca de advogado cearense na Lava Jato

pauloquezado

Da Coluna Vertical, no O POVO desta quarta-feira (11):

Em meio a tantos escritórios de peso sendo contratados para defender a turma que apareceu na lista do propinoduto divulgada pelo procurador-geral da República, Ricardo Janot, eis que entrou também banca cearense. O advogado criminalista e ex-deputado estadual Paulo Quezado acaba de ser contratado pelo deputado federal Vander Loubet (PT/MS) para fazer a sua defesa.

Nessa terça-feira (10), seguiu para Campo Grande o advogado João Marcelo, representando Quezado, que começa a definir a estratégia da defesa do parlamentar. Os envolvidos não estão poupando recursos – deles, espera-se, para escapar desse escândalo oriundo da Operação Lava Jato e que envolve até os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), e da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB/RJ).

Não, Paulo Quezado não divulga o valor do contrato.

Camilo Santana tenta verbas em Brasília para projeto de combate à seca

camilo_santana_ce_foto_francisco_franca_secom_pb_0011

O governador Camilo Santana (PT) cumpre agenda em Brasília, nesta quarta-feira. Ele terá audiência com o ministro Mangabeira Unger, da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, com quem tratará dos recursos para viabilizar uma série de projetos do seu Plano de Ações de Convivência com a Seca. Não está na agenda conversa com a presidente Dilma Rousseff.

Camilo ainda terá audiência com o ministro das Cidades, Gilberto Occhi, e aproveitará estada em Brasília para encontro com o ex-governador e ministro da Educação, Cid Gomes (Pros), que, por sinal, deverá ir à Câmara na parte da tarde dar explicações obre o porquê de ter chamado cerca de 400 parlamentares de “achacadores”.

Bolsa Família – Revisão Cadastral 2014 entra na fase final

“O prazo para revisão cadastral do Bolsa Família, referente a 2014, termina na próxima sexta-feira (20). Das 470,9 mil famílias que não foram às prefeituras para atualizarem seus dados até o dia 16 de janeiro, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) estima que cerca de 300 mil ainda podem comparecer.

Toda família beneficiária do programa precisa fazer a atualização dos seus dados a cada dois anos, o que garante que o benefício é pago a quem mais precisa. Havia, no início de 2014, 1,25 milhão de famílias nesta situação. Elas foram convocadas para a revisão cadastral por meio de mensagens no extrato de pagamento. Quem não compareceu até 16 de janeiro teve o Bolsa Família bloqueado.

As famílias que não fizerem a revisão até dia 20 de março terão o benefício cancelado a partir do pagamento do mês de abril. Muitas não atualizam porque melhoraram de vida e não precisam mais do Bolsa Família. No entanto, caso voltem a necessitar e estejam enquadradas nos limites de renda do programa, estas famílias têm 180 dias desde o cancelamento para atualizar seus dados e pedir a reversão do cancelamento junto às prefeituras.

SERVIÇO

Para atualizar as informações, o titular do benefício – que tem o nome escrito no cartão de pagamento do programa – deve procurar o setor responsável pelo programa na sua cidade. É preciso levar os documentos obrigatórios (CPF ou título de eleitor) e algum documento dos familiares, como carteira de identidade, certidão de nascimento das crianças e carteira de trabalho ou de habilitação.

(Site do MDS)

Prefeito diz estar cedo para saber se ajuste afetará obras do município

87 2

foto roberto cláudio prefeito

“O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), disse que “é muito cedo” para afirmar se haverá efeitos da crise financeira que o País enfrenta em obras da Prefeitura e em suas promessas de campanha. O chefe do Executivo esteve, ontem, na Câmara Municipal, onde assinou convênio com o Banco de Desenvolvimento da América Latina e a Confederação Andina de Fomento (CAF), que doará US$ 500 mil para estudos de mobilidade urbana.

Roberto Cláudio relativizou a atual situação econômica do Brasil. “Temos ainda um cenário de pleno emprego. O Brasil, apesar do crescimento baixo, vive um momento de ajuste”, disse o prefeito. Ele comparou a situação a uma doença que precisa de tratamento ainda no começo para evitar sequelas. “É isso o que o Governo está fazendo”, pontuou.

Ele ressaltou que qualquer candidato que tivesse sido eleito para presidente da República teria de implementar medidas de ajustes da economia. Para ele, a presidente Dilma Rousseff (PT) tem consciência de que algumas ações são impopulares, mas são importantes para garantir os princípios da economia brasileira e gerar resultados a curto e médio prazos.

Eleições

O chefe do Executivo municipal evitou falar sobre a crise entre o PT e o PMDB no Estado, que pode ter reflexos em sua campanha política pela reeleição em 2016. Roberto Cláudio voltou a afirmar que só tratará do tema no próximo ano.

O atual prefeito deve ficar sem o apoio do PMDB, cuja aliança com o Pros foi desfeita na disputa pelo Governo do Estado em 2014. A aliança entre os partidos garantiu a eleição de Roberto Cláudio e do vice, Gaudêncio Lucena (PMDB).”

(O POVO)

UFC inscreve para professor efetivo nas áreas de Administração e Geologia

Estão abertas até o dia 7 de abril as inscrições do concurso público para duas vagas de professor efetivo da Universidade Federal do Ceará, em Fortaleza. Uma das vagas é para o Departamento de Administração, no setor de estudo “Gestão Secretarial e Gestão da Informação”. A carga horária de trabalho é de 40 horas semanais, em regime de dedicação exclusiva, e a remuneração é de R$ 5.945,98. Os candidatos devem possuir diploma de graduação e título de mestre.

A outra vaga é para o Departamento de Geologia, no setor de estudo “Prospecção e Geologia Econômica”. A carga horária de trabalho é de 40 horas semanais, em regime de dedicação exclusiva, e a remuneração é de R$ 8.639,50. Os candidatos devem possuir diploma de graduação e título de doutor.

SERVIÇO

* Detalhes sobre o processo de seleção para ambas as vagas estão no Edital nº 56/2015 (http://bit.ly/1wU4Qmb).

* Mais informações pelo telefone 85 3366 7407.

Senado aprova PEC que acaba com “Efeito Tiririca” nas eleições

“O plenário do Senado aprovou em primeiro turno nesta terça-feira, 10, proposta de emenda constitucional que limita a realização de coligações apenas nas eleições majoritárias. A coligação é a união de dois ou mais partidos cujo objetivo é apresentação conjunta de candidatos em uma determinada eleição. No caso das eleições majoritárias, os partidos se unem para eleger o presidente da República, o governador do Estado e o prefeito.

Já nas eleições proporcionais são eleitos deputados federais, estaduais, distritais (DF) e vereadores. A proposta tem como foco este último sistema em que se aplica o chamado quociente eleitoral, obtidos pela divisão do número de “votos válidos” pelo de “vagas a serem preenchidas”. Esse modelo propicia o chamado “efeito Tiririca” em que votos em um candidato também ajudam a eleger outros do grupo de partidos que se uniram.

Um exemplo disso, ocorreu em 2010 quando o Tiririca conquistou 1,35 milhão de votos e dessa forma garantiu uma cadeira na Câmara e a de mais 3,5 deputados. Sem a possibilidade de se fazer as coligações na disputa para as vagas de deputados e vereadores acaba-se com a figura do “puxador de votos”.

“A medida contribuirá para o fortalecimento dos partidos políticos e para a transparência na representação política, já que, com o fim das coligações nas eleições proporcionais, o voto dado no candidato de um determinado partido não poderá contribuir para a eleição de candidato de outra agremiação”, diz o senador Valdir Raupp (PMDB-RO) em trecho do parecer da proposta.

Também na noite de hoje, deve ser votado em plenário PEC que determina a desincompatibilização do presidente da República, do governador do Estado e do prefeito municipal como condição para a candidatura eleitoral. Também consta na pauta, um terceiro projeto que dificulta a criação de novos partidos.

As regras atuais determinam a coleta de assinaturas de eleitores que corresponda a pelo menos 0,5% dos votos válidos, dados na última eleição geral para a Câmara dos Deputados. Além disso, essas assinaturas deverão estar distribuídas em pelo menos nove Estados. A proposta em discussão amplia o porcentual para 1% e o número de Estados para 18.”

(Estadão)

Ivo Gomes chama Renan e Cunha de “picaretas contumazes”

87 2

ivo gomes

“O secretário das Cidades Ivo Gomes (Pros) afirmou, em sua página pessoal no Facebook, que os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha(PMDB), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB), são “picaretas contumazes”, pedindo suas renúncias dos postos por terem tido seus nomes incluídos na lista de parlamentares a serem investigados por suspeitas de participação nos esquemas revelados pela Operação Lava Jato.

A declaração se dá às vésperas da ida de seu irmão, o ministro da Educação Cid Gomes (Pros), para a Câmara de Deputados. A convocação se dá para que Cid explique uma declaração, atribuída a ele e divulgada pelo blog do Josias, de que o Congresso teria “400, 300 achacadores”.

Não é a primeira vez que os Ferreira Gomes partem para o ataque contra o PMDB. Desde o fim da aliança com o senador Eunício Oliveira(PMDB), o partido se tornou alvo de várias críticas dos irmãos. Ciro chegou a afirmar que Eduardo Cunha era “entre mil picaretas, o picareta-môr”.

(Com POVO Online)

Educadores vão discutir metodologia de ensino em Fortaleza

Fortaleza será sede, dia 21 próximo, no Hotel Mareiro, do Encontro de Educadores do Nordeste, uma promoção do Sistema Maxi de Ensino. O evento contará com a participação de 200 educadores do Ceará, Piauí, Maranhão, Rio Grande do Norte e Rondônia. O encontro será pautado na valorização das interações humanas e no processo de ensino-aprendizagem por meio da Pedagogia Afetiva, que aborda a formação do aluno como cidadão com competência relacional.

O Sistema Maxi de Ensino surgiu em 1998, a partir do trabalho desenvolvido em sua escola própria – o Colégio Maxi de Londrina, fundado em 1986, evoluindo ano a ano no desenvolvimento dos materiais didáticos da Educação Infantil ao Pré-Vestibular e ampliando sua atuação no mercado nacional.

Atualmente, o Sistema Maxi já totaliza centenas de escolas conveniadas presentes em todas as regiões do país, além de escolas no Japão que adotaram o material do Maxi, a fim de atender às necessidades dos filhos de brasileiros que lá trabalham.

Comissão de Educação vai cobrar de Cid Gomes explicações sobre cortes no Fies e Pronatec

cidgomess

“Três ministros – da Educação, Cid Gomes; do Esporte, George Hilton; e da Cultura, Juca Ferreira – deverão comparecer ao Senado para prestar informações sobre as políticas e diretrizes de suas pastas para o biênio 2015-2016. Os convites aos ministros foram aprovados nesta terça-feira (10) pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).

Além das projeções para sua pasta, Cid Gomes (Pros0 deve explicar aos senadores a dimensão dos cortes orçamentários na educação em 2015 – em especial no Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), que tem dois milhões de beneficiários, e no Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), com oito milhões de inscritos.

A presença dos ministros foi pedida pelo presidente da CE, senador Romário (PSB-RJ), mas a cobrança de explicações sobre o Fies e o Pronatec foi sugerida pela senadora Simone Tebet (PMDB-MS). A vice-presidente da comissão, senadora Fátima Bezerra (PT-RN), e o senador Lasier Martins (PDT-RS) também consideraram importantes esses esclarecimentos.

Quanto ao ministro George Hilton, deverá comentar ainda os preparativos para os Jogos Olímpicos de 2016.

(Agência Senado)

Prêmio MPT de Jornalismo distribuirá R$ 400 mil em prêmios

Estão abertas as inscrições para o Prêmio MPT de Jornalismo 2015. Nesta segunda edição, o Ministério Público do Trabalho vai distribuir R$ 400 mil entre os profissionais da mídia, em oito categorias: jornal impresso, revista impressa, radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo, fotojornalismo e os prêmios especiais “Fraudes Trabalhistas” e “MPT de Jornalismo”. Serão aceitos trabalhos veiculados entre 1º de agosto de 2014 e 1º de maio de 2015. As inscrições estarão abertas até o dia 1º de maio de 2015.

O prêmio MPT de Jornalismo premiará matérias e reportagens que tratem de temas relacionados às fraudes nas relações de trabalho, ao trabalho escravo contemporâneo, ao trabalho infantil, à discriminação de gênero, cor e pessoas com deficiência, às práticas que atentem contra a liberdade sindical, às irregularidades trabalhistas no setor portuário e aquaviário, na administração pública e no meio ambiente de trabalho. Matérias que retratem o dia-a-dia do trabalhador também serão consideradas.

SERVIÇO

Para mais detalhes, basta acessar: http://premiomptdejornalismo.com.br/

Presidente do Conselho Federal de Contabilidade afirma: saída do País é o ajuste fiscal

79 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=DLkyivu_jX8[/youtube]

O presidente do Conselho Federal de Contabilidade, Martõnio Coelho, afirmou, nesta terça-feira, não ter jeito: o governo Dilma Rousseff terá que apostar no ajuste fiscal para tirar o País do quadro de paralisia econômica.

Martônio diz estar torcendo para que a presidente tenha habilidade política necessária para convencer o Congresso a aprovar as medidas do ajuste. Para ele, não há alternativa: a ordem é controle das contas fiscais e monetárias.

Joaquim Levy – Correção da tabea do IR pode chegar a 6,5% para menor renda

encontrro

“A correção da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física poderá ser feita por faixas de renda, sinalizou hoje (12) o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, ao deixar uma reunião com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). A ideia é fazer com que os contribuintes que ganham menos sejam beneficiados com o maior índice de correção que poderá chegar, segundo Levy, a 6,5%.

“Há algumas possibilidades, mas o conceito, evidentemente, é dar um ajuste mais significativo para as faixas de menor renda de tal maneira que os tetos dessas faixas tenham um aumento um pouco maior do que tinha se pensado originalmente, de 4,5%. A gente está vendo, dentro do quadro de ajuste fiscal, se nós podemos focar para dar algo um pouco maior na linha que o Congresso tem sugerido para as faixas de menor renda”, adiantou Levy que também se encontrou com o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

A proposta em discussão será apresentada à tarde pelos presidentes do Senado e da Câmara aos líderes das respectivas Casas. A expectativa é que um acordo em torno da nova proposta saia até o fim do dia.

“A conversa com o ministro Levy foi muito boa. Eu acho que isso distensiona. O papel do Congresso Nacional é insubstituível. Há quem pense que Congresso fraco faz bem à democracia, não é verdade. O Congresso vai continuar cumprindo a sua parte. Vamos, com os líderes, encaminhar o que for possível como solução”, disse Renan Calheiros que também vai se reunir hoje com o vice-presidente da República, Michel Temer.

A ida de Levy ao Congresso foi acertada ontem (9) durante reunião entre a presidenta Dilma Rousseff e líderes da base aliada. O veto presidencial ao reajuste de 6,5% na tabela do Imposto de Renda, que já tranca a pauta de votações do Congresso, é o primeiro item da sessão marcada para amanhã (11), às 11 horas.”

(Agência Brasil)

ProUni – Inscrições para lista de espera terminam nesta quarta-feira

“Os candidatos que manifestaram interesse em participar da lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni) devem entregar, a partir desta terça-feira, 10, na instituição de ensino escolhida, os documentos que comprovem as informações prestadas no ato da inscrição. O prazo vai até esta quarta-feira, 11.

Após a entrega dos documentos o estudante aguarda a possível convocação. Os estudantes devem apresentar documento de identidade, comprovantes de conclusão do ensino médio, de residência e de renda. A lista completa está na página do ProUni.

O ProUni oferece bolsa de estudo integral ou parcial em instituições particulares de educação superior. Os candidatos concorrem às bolsas com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Nesta primeira edição de 2015, o ProUni registrou 1.523.878 inscritos. São oferecidas 213.113 bolsas para 30.549 cursos em 1.117 instituições de ensino superior privadas.”

(Com Agência Brasil)

Ex-secretário-geral da Presidência da República vem debater cenário político em Fortaleza

GilbertoCarvalhoFolha230

O Movimento pela Democracia Participativa (MDP) promoverá no próximo dia 16, um debate sobre o momento político brasileiro. Os convidados são o ex-secretário geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, e o cientista político Valton Miranda.

Neste encontro, marcado para as 19 horas, no auditório da Universidade do Parlamento Cearense (Unipace), da Assembleia Legislativa, os debatedores discorrerão sobre o tema “O que está em jogo hoje no Brasil?”.

O objetivo é discutir com a plateia o modelo político atual, as opções futuras e contrapontos do passado. Tirar uma radiografia do cenário, segundo organizadores.

O que é?

O Movimento pela Democracia Participativa (MDP) nasceu a partir de um debate promovido, na reta final das eleições 2014, em que boa parte de seus fundadores trouxe o teólogo Leonardo Boff para falar sobre aquela situação. O resultado inspirou o grupo a voltar a reunir intelectuais, dirigentes sindicais e políticos em continuados esforços para construir um “caminho” que possibilite formar uma opinião pública a respeito da atual situação política do país, sobre o qual há um ataque ao estado democrático de direito, com ameaças veladas à representação legitimamente eleita.

SERVIÇO

* Auditório da Universidade do Parlamento Cearense (Unipace) Anexo à sede da Assembleia Legislativa – Avenida Desembargador Moreira, 2807, anexo 2, 6º andar.

* Entrada franca.

Entrada franca

Parlamentar destaca importância da Lei do Feminicídio

leonidascristinoo

Será mais dura a pena contra os que cometem violência doméstica e familiar contra a mulher – agora tipificada como crime hediondo, com a punição aumentada para 12 a 30 anos de prisão. O projeto de lei, aprovado no dia 3 pelo Plenário da Câmara dos Deputados, foi sancionado nessa segunda-feira pela presidente Dilma Rousseff

O deputado federal Leônidas Cristino (Pros), que votou a favor da matéria, elogia a atualização da lei, pois, segundo diz, a sociedade brasileira já não é mais como na década de 40, além de que é preciso preservar os direitos da mulher. O projeto de lei modifica o Código Penal de 1940 ao incluir entre os tipos de homicídio qualificado o feminicídio, definido como o assassinato de mulher em razão de sua condição de sexo feminino.

Quem é condenado por crime hediondo tem de cumprir um período maior da pena no regime fechado para pedir progressão a outro regime de cumprimento de pena.A pena aumenta em um terço se o crime ocorrer durante a gestação ou nos três meses posteriores ao parto; se for cometido contra menor de 14 anos, maior de 60 ou pessoa com deficiência e ainda se ocorrer na presença de descendente ou ascendente da vítima.

O projeto teve origem Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Violência contra a Mulher, cujos trabalhos foram concluídos em junho de 2013. Ao justificar a proposta, a CPMI da Violência contra a Mulher ressaltou o assassinato de 43,7 mil mulheres no País entre 2000 e 2010, 41% delas mortas em suas próprias casas, muitas por companheiros ou ex-companheiros. O aumento de 2,3 para 4,6 assassinatos por 100 mil mulheres entre 1980 e 2010 colocou o Brasil na sétima posição mundial de assassinatos de mulheres.

(Com Agência Câmara).

Líder do Governo na Câmara diz que é a favor da exigência do diploma para jornalista

foto guimarães pt-ce

O líder do Governo na Câmara, José Nobre Guimarães (PT), manda nota para o Blog rebatendo declaração do tucano Raimundo Gomes de Matos. Em entrevista neste espaço, o tucano disse que Guimarães era contra o diploma de jornalista. O petista rebate. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

Fomos um dos primeiros parlamentares a se manifestar a favor da exigência de formação superior para o exercício da profissão de jornalista. Nesse sentido, reitero apoio à aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que restabelece a exigência de formação superior em Jornalismo como critério de acesso ao registro profissional de jornalista.

O papel da imprensa é de uma grande responsabilidade junto à sociedade. Isso exige formação e qualificação específicas, nos níveis técnico e ético, pelo bem da qualidade da informação que chega às pessoas. Não se pode confundir a apuração e divulgação de informação com liberdade de expressão, argumento usado pelo STF para determinar o fim da exigência do diploma de jornalista. São conceitos inteiramente diferentes, ainda mais na nossa época, em que as redes sociais promoveram uma revolução no debate público.

Essa afirmação do deputado tucano Raimundo Matos, para este blog, segundo o qual eu estaria contra a PEC do diploma, só pode ser fruto de total desinformação ou falta de compromisso com a verdade.

Sem mais,

José Nobre Guimarães,

Líder do Governo na Câmara.

Pesquisadores da UFC desenvolvem um pluviômetro automático

“Pesquisadores do Centro de Ciências Agrárias da UFC depositaram a primeira patente de um pluviômetro automático capacitivo nacional. A patente foi desenvolvida com base na tese de doutorado do estudante Francisco José Firmino Canafístula, orientado pelo professor Adunias dos Santos Teixeira, no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola. O projeto contou com apoio do CNPq e da Coordenadoria de Inovação Tecnológica (CIT) da UFC.

O pluviômetro desenvolvido pelos pesquisadores cearenses utiliza uma tecnologia inovadora. Os atuais aparelhos são compostos por uma sonda imersa no volume de água monitorado que afere a capacitância (relação entre a quantidade de carga de um determinado corpo e seu potencial elétrico) e, a partir daí, indica o volume e a intensidade da chuva. No novo aparelho, os pesquisadores realizaram uma série de inovações na arquitetura, que passou a contar com uma peça única, sem partes móveis, e com circuitos eletrônicos com número reduzido de componentes.

Segundo o professor Adunias Teixeira, isso permitiu que o novo equipamento fosse mais preciso no acompanhamento de chuvas torrenciais. Essa informação é particularmente importante para que os técnicos possam realizar o acompanhamento do escoamento das águas superficiais.”

(Site da UFC)

TRF-5 escolhe lista tríplice para vaga de desembargador federal

cidmarconi

O Pleno do Tribunal Regional Federal da 5ª Região vai escolher, às 14 horas desta quarta-feira, os nomes dos advogados que comporão a lista tríplice a ser encaminhada à Presidência da República para preenchimento da vaga de desembargador federal do TRF5. A escolha será a partir da lista sêxtupla elaborada pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, para preencher vaga decorrente da aposentadoria, em março do ano passado, da desembargadora federal Margarida Cantarelli.

A lista inclui os seguintes advogados: Fábio Costa de Almeida Ferrario (AL), Cid Marconi (CE), Newton Nobel Sobreira Vita (PB), Aquiles Viana Bezerra (PE), Maria Lúcia Cavalcanti Jales Soares (RN) e Sandro Mezzarano Fonseca (SE).

“Minha Casa, Minha Vida” vira Casa do Espanto para construtoras cearenses

72 1

As construtoras cearenses ainda aguardam o calendário para o acerto dos pagamentos dos repasses do programa Minha Casa, Minha Vida que estão em atraso, informa a jornalista Neila Fontenele, em sua coluna O POVO Economia, no O POVO desta terça-feira.

O governo tinha acenado que até o início deste mês seria estabelecido um cronograma, mas não foi anunciada nenhuma data para a regularização dos débitos até o momento. Os atrasos no Ceará ainda giram em torno de 30 a 45 dias, desacelerando o ritmo das obras.

Os investimentos nos projetos dessa área também foram reduzidos e há uma queixa generalizada sobre a falta de reajustes nos orçamentos.