Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Fortaleza registrou “panelaço” durante entrevista do ministro

71 1

Leitores do O POVO registraram imagens de ‘panelaço’ em Fortaleza durante a entrevista dos ministros José Eduardo Cardozo, da Justiça, e Miguel Rossetto, chefe da Secretaria-Geral da Presidência, neste domingo, 15.

Escalados para falar em nome do governo, no dia em que ocorreram manifestações por todo o país, os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, e da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, disseram que a percepção da presidenta Dilma Rousseff e seu posicionamento é o de que os brasileiros anseiam por ver o combate eficiente à corrupção.

Após manifestações, Governo anuncia pacote de combate à corrupção

“O governo anunciou nesse domingo (15) que enviará, nos próximos dias, ao Congresso Nacional, um pacote de medidas de combate à corrupção e à impunidade, além de reforçar a necessidade de acabar com o financiamento privado de campanha.

Escalados para falar em nome do governo, no dia em que ocorreram manifestações por todo o país, os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, e da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, disseram que a percepção da presidenta Dilma Rousseff e seu posicionamento é o de que os brasileiros anseiam por ver o combate eficiente à corrupção.

Segundo Cardozo, o pacote de medidas vem sendo formulado desde o início deste segundo mandato e demandou a abordagem de questões técnicas e jurídicas, por isso ele não tinha sido lançado até hoje, apesar de ter sido promessa de campanha de Dilma. “Os textos legislativos, os textos normativos e questões que circundam essa posição tinham que ser discutidos pelo novo governo, pelos novos ministros. Se você observar, nós estamos em março. A presidenta anunciou em seu discurso de posse que essas medidas seriam lançadas em até seis meses. Nós vamos enviá-las muito antes disso”, disse o ministro.

Cardozo reforçou ainda a posição que o governo já vinha defendendo desde a campanha eleitoral sobre a necessidade de reforma política. Na opinião do ministro da Justiça, a questão mais urgente nesse contexto é o financiamento das campanhas eleitorais. “Não é mais possível que continuemos a ter o financiamento empresarial de campanhas eleitorais. É necessário fechar imediatamente esta porta [para a corrupção]”, disse.

Os ministros comentaram ainda a postura de alguns grupos vistos com cartazes que sugeriam a intervenção militar no país ou que pediam o fim de instituições como o Supremo Tribunal Federal (STF). Para Miguel Rossetto, apesar de serem minoria, essas posturas não devem ser aceitas na sociedade e precisam ser combatidas inclusive pelos demais manifestantes democratas.

“O que não é aceitável são manifestações que nós vimos, embora isoladas, que dizem ‘fora, Supremo Tribunal Federal’ ou coisas desse tipo. A consciência da sociedade brasileira há de rejeitar esse tipo de atitude antidemocrática. Aqui não há nenhuma crítica ao governo da presidenta Dilma, aqui há uma agressão à democracia e isso não pode ser tolerado”, pontuou.

Questionado sobre o tamanho dos protestos, Rossetto disse que não houve surpresa no governo. “Não há surpresa, há uma dinâmica eleitoral muito forte na memória das pessoas. Nós saímos das urnas há cinco meses e isso está na memória das pessoas”, afirmou. Ele admitiu que as medidas de austeridade tomadas pelo governo também influenciaram no clima de insatisfação e disse que não foi possível prever que o país chegaria ao fim de 2104 em situação tão crítica.

“De fato, diferente do que imaginávamos, a economia brasileira chega ao final de 2014 abaixo do que nós esperávamos. E todos nós temos no governo a responsabilidade de sustentar a economia em um padrão de crescimento de emprego e renda, e essa é a prioridade da presidenta Dilma. Para isso o governo vem apresentando um conjunto de medidas com o objetivo de arrumar as contas públicas no período rápido de tal forma que também rapidamente retomarmos o ambiente econômico de preservação do emprego e renda e dos programas sociais que tornaram esse país mais igualitário”, disse Rossetto. Ele disse que todos os líderes do país, sejam eles políticos ou sociais, devem participar dos debates necessários para atender aos anseios demonstrados pela sociedade nas ruas neste 15 de março.

Durante a entrevista dos ministros, transmitida por emissoras de TV, moradores de algumas cidades, como Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, voltaram a se manifestar com panelaço e buzinaço. No último domingo (8), enquanto a presidenta Dilma Rousseff falava em rede nacional de rádio e televisão, em seu pronunciamento pelo Dia Internacional da Mulher, várias cidades do país registraram protestos desse tipo.”

(Agência Brasil)

Manifestação no Rio foi pacífica, segundo a PM

“A Polícia Militar do Rio de Janeiro informou que não houve registro de ocorrências de casos de violência ou de necessidade de intervenção policial na manifestação na orla da Praia de Copacabana, que durou cerca de 4 horas, embaixo de sol forte com temperatura em torno de 30 graus Celsius (30°C), com sensação térmica de até 39ºC.

Ainda de acordo com a PM, até por volta das 17h14, a manifestação na Candelária, no centro do Rio, ocorre de forma pacífica.

No começo da manifestação da manhã, o presidente da Federação dos Metalúrgicos e da Força Sindical do Rio de Janeiro, Francisco Dal Prá, calculou em 15 mil pessoas a concentração em Copacabana. Após o início da passeata era possível ver a chegada de muitos manifestantes que ocupavam as ruas próximas à Avenida Atlântica. Muitos utilizaram o Metrô, para seguir ao local. A PM não quis dar estimativa de participantes na manifestação.

Durante o ato, a aposentada Ione Moezia de Lima, de 80 anos, defendeu uma proposta. Para ela, deveria ser criada uma conta-corrente com o nome de Lava Jato, em referência à operação que identificou os desvios de recursos da Petrobras. A aposentada indicou que a conta seria usada para receber todos os recursos que forem repatriados ou devolvidos pelos acusados dos desvios. “Todo o dinheiro deveria ir para esta conta para depois que estivesse ali, poderia até ir rendendo juros, e se pensar o que fazer. Na minha opinião, apesar da roubalheira, eu tenho orgulho da Petrobras e gostaria de ver a sua recuperação”, disse.”

(Agência Brasil)

Uma análise sobre as manifestações deste domingo

126 4

Com o título “Impeachment, a corrupção agradece”, eis artigo do professor e advogado Marcelo Uchoa sobre as manifestações. Confira: 

Não estou filiado ao PT, mas sempre votei no PT, inclusive nas últimas eleições, e penso o seguinte sobre tudo o que está acontecendo. Nem acho que a corrupção da Petrobrás deva que ser posta pra debaixo do tapete, muito pelo contrário, quem quer que tenha roubado do erário ou mesmo se locupletado de lobby ou informações privilegiadas que vá para a cadeia, tampouco concordo com as políticas últimas da Dilma (sobretudo o tal ajuste fiscal), que são bastante temerárias e podem, numa hora ou outra, repercutir negativamente sobre as costas do povo humilde.

Creio até que, de uma certa maneira, tem razão quem afirma que teria sido mais honesto se estas medidas houvessem sido tomadas antes das eleições. Se, de fato, desde lá já se sabia da necessidade disso, prefiro não acreditar e pensar que isso aconteceu somente agora porque só agora ocorreram a crise internacional do petróleo e a desestabilização da Petrobrás, tem razão quem fala de traição.

E não vou ser hipócrita de vociferar que a insatisfação com a Dilma é só das elites (eu mesmo não estou feliz!), apesar de que, quem bateu em panelas no domingo passado, e que neste domingo se aglutinou na Praça Portugal, com direito a trio elétrico, cânticos patrióticos, orações, e, inclusive, reverberações militares, foi gente de classe média média, classe média alta e isso é indiscutível, como também é indiscutível que boa parte dessa gente é egoísta e está mais irritada com a melhora das condições econômicas das classes D e E do que propriamente com as últimas medidas da Dilma. Enfim, esse cenário pode até mudar a partir de amanhã, mas foi o da semana passada e foi o de há pouco na parte nobre da Aldeota.

Até aí, tudo bem, mas querer que eu concorde com quem sai às ruas pedindo o impeachment de uma presidenta democraticamente eleita há pouco mais de cinco meses, com isso não concordarei, porque impeachment requer vinculação da autoridade acusada ao suposto fato delituoso e isso não aconteceu no caso da Dilma. A pessoa por até sair às ruas gritando Fora Dilma, como eu mesmo fiz com FHC. É feio porque, ao contrário do que aconteceu no período FHC, a Dilma acabou de iniciar seu atual mandato, mas estamos numa democracia e é salutar que segmentos da população insatisfeitos manifestem suas opiniões. Agora sair por aí pedindo impeachment, é impossível, porque, efetivamente, não há direito a isso.

É importante lembrar que no caso do ex presidente Collor foram a OAB e a ABI quem o acusaram formalmente de corrupção. Essa vinculação da autoridade denunciada com a corrupção não aconteceu dessa vez. Ao contrário, o Ministério Público não incluiu a Dilma sequer na lista dos supostamente envolvidos na Operação Lava Jato.

Por isso, o que precisamos fazer é dar um crédito à nossa ainda jovem democracia e irmos todos  às ruas exigir Reforma Política, pois, ao lado da endemia cultural que afeta nossa nação e que também precisa ser enfrentada, é na forma de financiamento empresarial das campanhas eleitorais do país que repousa um dos grandes propulsores dos males vinculados à corrupção na vida pública.

Ser contra isso é ser contra o Brasil e ponto final. Afinal de contas, o que querem os insatisfeitos: tirar a Dilma só por tirá-la e livrar-se do PT ou dar um golpe certeiro na corrupção do país? Torçamos para que o povo brasileiro em seu conjunto não seja manipulado pela claque reacionária e os cartéis de comunicação nacional. O corrupto e o corruptor certamente estão adorando a polêmica do impeachment, porque desfoca completamente a discussão do eixo do problema real.

* Marcelo Uchoa,

Advogado e Professor de Direito/UNIFOR

Dilma fará reforma ministerial até fim de abril. Cid Gomes deve ser mantido no cargo

104 1

pepe_vargas_1

Até o final mês, a presidente Dilma Rousseff deverá fazer a primeira reforma no ministério empossado em janeiro. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online deste sábado.

De acordo com a informação, Pepe Vargas, o ministro das Relações Institucionais, não sobreviverá à mexida. Não será o único, no entanto.

cidgomess

O fato gera especulações até em torno da permanência ou não de Cid Gomes como ministro da Educação, depois de imbróglio com a Câmara, saúde abalada e trombadas com universidades particulares por conta do Fies. Mas em Brasília, o que se diz é que Cid é da cota pessoal de Dilma.

Banco do Nordeste pode ter João Melo como presidente

415 9

joaomelo

Com o PP caindo em desgraça, por causa do escândalo da Petrobras, ganhou força o PMDB no quesito indicação do novo presidente do Banco do Nordeste. O senador Cyro Nogueira, presidente nacional pepista, é um dos investigados e, assim, acabou perdendo força política em Brasília.

Nesse vácuo entrou o líder do PMDB, senador Eunício Oliveira, que indicou para o comando do BNB o secretário-geral do partido no Estado, o economista João Melo, que, por sinal, já presidiu a Instituição no período de 1992 a 1995, no governo de Itamar Franco.

Em Brasília, há informações de que a indicação de João Melo seria favas contadas. Já o atual presidente do banco, Nelson Antõnio de Souza, com apoio do corpo técnico e de segmentos da sociedade civil, por ter recuperado a imagem da Instituição após denúncias de irregularidades em operações, ainda trabalha politicamente para se manter no cargo.

Dólar fecha a semana em alta histórica

“Com uma alta de 2,77%, a maior deste ano desde 30 de janeiro (2,96%), o dólar comercial fechou a semana cotado a R$ 3,249. Ao longo do dia, a moeda americana chegou a valer R$ 3,28, mas reduziu a alta no fim da sessão. A cotação de hoje é a maior desde 2 de abril de 2003, quando a moeda norte-americana valia R$ 3,259.

A alta de hoje foi bem maior que a de ontem, quando o dólar subiu 1,08% e fechou cotado a R$ 3,16. A moeda estadunidense acumula alta de 6,3% nesta semana e de 13,76% no mês. A valorização acumulada em 2015 chega a 22,2%.

A recuperação da economia dos Estados Unidos, que aumenta a possibilidade de elevação dos juros americanos, tem feito o dólar se valorizar em relação a várias moedas. Juros mais altos nos países desenvolvidos reduzem o fluxo de capital para países emergentes, como o Brasil, pressionando o dólar para cima.

Problemas internos na economia brasileira fazem com que a moeda americana se valorize mais. Economistas defendem a implementação do plano de ajustes financeiros do governo federal e a sinalização de outras medidas para recuperar a confiança do mercado e reduzir a especulação cambial.”

(Agência Brasil)

Madonna deve fazer show em Fortaleza

madonna2-vert

A cantora Madonna deve fazer show em Fortaleza em 2016, na Arena Castelão. A informação é de um jornal do Recife.

O jornal Extra anunciou show da cantora no Rio de Janeiro, agora é a vez de Fortaleza receber a notícia de que vai receber a rainha do pop.

Segundo o MadonnaOnline, o anúncio oficial da turnê da cantora ao Brasil deve ocorre em maio e a intenção para o início das vendas dos ingressos é depois de junho

A nova turnê de Madonna, batizada de Rebel Heart, começa em agosto nos Estados Unidos e, segundo a publicação, o estádio do Maracanã, na Zona Norte da cidade, poderá ser novamente palco de sua apresentação.

(Com POVO Online)

Bolsa Família – Beneficiários devem revisar cadastro até dia 20

O prazo para os beneficiários do Programa Bolsa Família realizarem a revisão cadastral – referente a 2014, termina no próximo dia 20 de março. Devem realizar a atualização os beneficiários que não atualizam seu cadastro há mais de dois anos. As famílias que não fizeram a revisão cadastral até 16 de janeiro de 2015 já estão com o benefício bloqueado desde o mês passado e, se não fizerem a revisão até o próximo dia 20, terão o benefício cancelado a partir do pagamento do mês de abril. Desde o ano passado, as famílias estão sendo convocadas para a revisão cadastral por meio de mensagens escritas no extrato de pagamento do benefício.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), a estimativa é de que aproximadamente 300 mil famílias ainda precisam atualizar o cadastro em todo o país. Essas famílias representam o menor número de atrasos desde a criação do Bolsa Família, em outubro de 2003. O público inicial da revisão cadastral de 2014 era de cerca de 1,25 milhão de famílias.

Para atualizar as informações, basta que o responsável familiar procure a unidade para atendimento do Cadastro Único mais próxima de sua casa. Em Fortaleza, os beneficiários podem procurar um dos 27 Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) espalhados pela cidade, além dos postos de atendimento instalados nas Secretarias Regionais para revisar seu cadastro. Os usuários do programa devem atualizar as informações do cadastro sempre que mudarem de endereço; quando os dependentes mudarem de escola, houver alteração de renda das pessoas declaradas no cadastro, inserção de novo dependente, mudanças de registro civil, entre outros casos.

No ato da atualização é necessário que o titular do cartão apresente o documento de identidade RG, CPF ou Título de eleitor e comprovante de endereço atualizado. Para crianças e adolescente com idade inferior a 18 anos é preciso da certidão de nascimento, declaração escolar dos últimos 3 meses para as idades de 06 a 17 anos e para as crianças de 0 a 7 anos incompleto é indispensável a apresentação do cartão de vacinação em dia. Para os demais membros da família maiores de idade, qualquer documentação nacional como carteira de trabalho (obrigatório para quem trabalha de carteira assinada), certidão de nascimento ou casamento, CPF e titulo de eleitor.

E aí, vai assistir ao último capítulo do comendador?

625_315_1406605764JoséAlfredo_AlexCarvalho

Alexandre Nero, o comendador.

O último capítulo da novela “império”, que vai ao ar depois das 21 horas, na Globo, está atraindo suja atenção? Por aqui não anda essas coisas todas. O texto andou se perdendo em alguns momentos, segundo a crítica e aquele remoçar da Cora, até hoje, ninguém engole.

Mas, de qualquer forma, a Globo vai faturar em audiência. E, com certeza, os bares e restaurantes que deixarem um televisor ligado também lucrarão.

O brasileiro adora uma novela. Ou dramalhões como esse envolvendo a Petrobras.

(Foto – Alex Carvalho)

Roseana pra inglês ver

roseana_classe-282x300

Roseana Sarney (PMDB), pediu um atestado no curso de línguas que frequenta em Miami, na Flórida, para mostrar ao STF por que não está no Brasil. Ela está listada entre ex-governadores envolvidos na Operação Lava Jato.

O documento diz que as aulas terminam em 13 de abril, mas Roseana está disposta a antecipar o retorno.

Não vai ser dessa vez que Roseana vai afiar o inglês.

(Coluna Radar, da Veja Online)

IFCE – Servidores promoverão debate sobre a Palestina

78 1

latuff_298_400

Chargista Carlos Latuff participará.

O Sindicato dos Servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (SINDSIFCE) promoverá terça-feira, às 18h30min, no Auditório Central do IFCE Campus Fortaleza, o debate “Palestina: notícias de um apartheid e de uma luta”. Entre os convidados para a atividade, está o chargista e simpatizante da causa palestina, Carlos Latuff, que, além de dedicar parte de seu trabalho ao tema, reúne também uma série de relatos de sua viagem aos territórios ocupados da região.
No debate, além do chargista Carlos Latuff, participarão também a fotógrafa documental e militante internacionalista Karine Garcêz, e o professor da rede estadual e ativista da causa palestina, George Bezerra. O evento integra  a campanha internacional para tornar pública a situação de opressão vivida pelo povo palestino.

(Foto – Divulgação)

Tudo pronto para o “Movimento Fora Dilma!”

241 15

angelimm

Do Facebook do corretor de imóveis Paulo Angelim, um dos líderes do Movimento Fora Dilma, que ocorrerá neste domingo, na Praça Portugal. Confira

Neste domingo, 15 de março, haverá manifestação em Fortaleza. É o chamado “Movimento Fora Dilma”, que vai ocorrer na Praça Portugal, a partir das 10 horas. A coordenação do movimento em Fortaleza é do corretor de imóveis Paulo Angelim. Segundo Angelim, todo o ato ocorrerá na Praça Portugal, não havendo caminhada pela cidade. A concentração, de acordo com ele, iniciará às 8 horas.

De acordo com Paulo Angelim, “muito mais do que a defesa do impeachment da presidente Dilma Rousseff, a manifestação busca fazer várias reivindicações, dentre elas, as reformas prometidas, como a reforma administrativa, a política e a econômica. Além disso, o ato quer demonstrar a insatisfação com o que está ocorrendo no Governo Federal e nas outras instâncias do Poder, como o Legislativo, citando o exemplo dos escândalos envolvendo a Petrobras.”

Aos que classificam o ato como “mais um evento elitista”, observa Paulo Angelim, ele informa ter sido lançado um desafio na página do evento, para quem vai participar do movimento, informar qual o bairro ou a região onde mora. Segundo o coordenador, 48 mil pessoas já confirmaram presença. “É uma dificuldade encontrar alguém do bairro Meireles e Aldeota, toda cidade de Fortaleza e da Região Metropolitana de Fortaleza estão dizendo sim para essa manifestação”, pontuou.

Paulo Angelim explica que o movimento quer contar com a sociedade civil e a participação de pessoas ligadas aos movimentos políticos, sem partidarismo. Ele explica que, desde as eleições, vários grupos de discussão vêm sendo formados, mostrando que a população deseja se engajar no debate sobre o futuro do País, e é esse o ponto que interessa ser destacado pelo “Movimento Fora Dilma”, conforme explicou.

De acordo com o coordenador do movimento, a concentração da manifestação iniciará às 8 horas, e a partir das 10 horas, será cantado o hino nacional, para que as pessoas possam se pronunciar, acreditando que todo o ato não irá durar mais do que uma hora. Paulo Angelim adiantou que o movimento contará com o efetivo do Ronda do Quarteirão e do Batalhão de Choque, destacando ainda que um grupo de empresários está se unindo para enviar 100 homens da segurança privada ao ato. Todavia, ele acredita que não haverá uso desse aparato, pois o objetivo é fazer uma manifestação pacífica.

UFC tem 49 alunos com deficiência

“A Secretaria de Acessibilidade UFC Inclui (acessibilidade.ufc.br) finalizou o segundo censo dos alunos com deficiência da UFC. Realizado ao longo do segundo semestre de 2014, o censo revelou que existem 49 alunos de graduação com alguma condição de deficiência sensorial, física ou intelectual. O Centro de Humanidades é a unidade acadêmica que possui mais estudantes com deficiência, somando 34 alunos. Em seguida, vem o Centro de Ciências, com cinco.

Do total dos 49 identificados, 28 alunos apresentam deficiência auditiva/surdez e se concentram, principalmente, no Curso de Letras/Libras. O levantamento mostra, ainda, que 12 possuem alguma deficiência física, sete têm deficiência visual e dois estudantes apresentam múltiplas deficiências.

Para a professora Vanda Leitão, diretora da Secretaria de Acessibilidade UFC Inclui, o número de alunos ainda é baixo, considerando-se a totalidade da população com deficiência no Brasil. Além disso, ela destaca que há desafios a serem enfrentados na educação básica, que ainda não oferece suporte adequado a esses estudantes, fazendo com que tenham dificuldade para ingressar no ensino superior.

Censo

O censo tem o objetivo de oferecer informações sobre o quantitativo de estudantes da UFC com deficiência e suas necessidades pedagógicas. Com esses dados, a Secretaria de Acessibilidade planeja as ações de ambientação e de acompanhamento pedagógico a esses alunos, oferecendo serviços e recursos que atendam às suas necessidades específicas.

(Site da UFC)

Coalizão pela Reforma Política promove debate na Assembleia Legislativa

rosennio

A Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas realizará um debate sobre o Projeto de Iniciativa Popular Reforma Política e Democrática. O encontro ocorrerá a partir das 15 horas, no Auditório Murilo Aguiar da Assembleia Legislativa.

O juiz eleitoral do Maranhão, Márlon Reis, cofundador do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, é um dos conferencistas. A divulgação foi feita durante sessão do legislativo estadual pelo deputado estadual Renato Roseno (PSol).

A coalizão envolve a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral e a Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do Sistema Político, de um total de 103 instituições. O Projeto de Iniciativa Popular da Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas necessita de 1,5 milhão de assinaturas em todo o Brasil, a fim de tornar o sistema eleitoral brasileiro mais democrático e ter uma representação política mais identificada com a maior parte da sociedade.

Os quatro pontos principais da proposta de reforma política defendidos pela coalizão são a proibição do financiamento de campanha por empresas e adoção do financiamento democrático de campanha; as eleições proporcionais em dois turnos; a paridade de gênero na lista pré-ordenada; e o fortalecimento dos mecanismos da democracia direta com a participação da sociedade em decisões nacionais importantes.

Cid Gomes recebe alta e deve repousar em Fortaleza

88 1

cid-gomes

O ministro da Educação Cid Gomes (Pros) já está em casa. Recebeu alta nesta sexta-feira, 13, do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internado desde a noite de terça-feira. Ele deve vir para Fortaleza, onde, segundo assessores, continuará seu tratamento em casa. As informações são do Blog do Camarotti, hospedado no portal G1. A assessoria de imprensa do hospital disse não haver sido informada.

O ministro foi diagnosticado com sinusite, traqueobronquite aguda e pneumopatia. Em virtude da internação, cancelou sua ida à Câmara de Deputados, onde daria explicações sobre declarações atríbuídas a ele, das em uma visita a universidades federais no Pará. Segundo divulgado pelo Blog do Josias de Souza, hospedado no portal Uol, Cid afirmou que a Câmara teriam “400, 300 achacadores”.

Manifestação pela Petrobras reúne cerca de três mil pessoas

140 2

brasil

(Atualizada às 12h10min)

A manifestação nacional convocada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) começou em Fortaleza, na manhã desta sexta-feira, 13, na Praça da Imprensa, no bairro Aldeota. Com bandeiras vermelhas, os participantes gritam palavras de ordem em uma carreata, defendendo a valorização da Petrobras e a reforma política democrática. Atos semelhantes ocorrem em outros 26 estados do Brasil.

Por volta das 11 horas, os manifestantes seguiram para a avenida Desembargador Moreira. Às 11h30min, o grupo chegou na Assembleia Legislativa. O Comando Tático Motorizado (Cotam) foi para local, mas não houve confronto. O ato seguiu pacífico e os manifestantes se dispersaram por volta das 12 horas.

A Polícia Militar ainda não divulgou estimativa, mas, conforme O POVO apurou, a concentração a Praça da Imprensa reuniu cerca de 400 pessoas, mas durante o percursos foi juntando gente, ao ponto de organizadores estimarem cerca de três mil pessoas.

brasil2

Integraram o movimento: União Nacional dos Estudantes (UNE), Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Ceará (Sindjorce), Sindicato dos Metalúrgicos do Ceará (Sindmetal), União da Juventude Socialista (UJS), Sindicato Apeoc – Professores e Servidores e Confederação Nacional dos Metalúrgicos.

Estiveram presentes o deputado estadual Carlos Felipe, o federal Chico Lopes, o vereador Evaldo Lima e o ex-deputado estadual Lula Morais, todos do PCdoB.

brasil3

(O POVO Online/Fotos – Edmar Soares)