Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

O PT devia pedir desculpas aos brasileiros

178 1

Com o título “Delcídio do Amaral e a cartilha do PT”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti, que pode ser conferido no O POVO desta quinta-feira. “A prisão do senador Delcídio do Amaral (PT), líder do governo no Senado, é apenas mais um círculo na descida aos infernos que o partido vem experimentando…”, diz Plínio aconselhando: o PT devia pedir desculpas aos brasileiros. Confira:

Recentemente o Partido dos Trabalhadores publicou um folheto com o título “Em defesa do PT, da verdade e da democracia”, procurando responder aos fatos que levaram vários de seus líderes à cadeia e arrastaram a sigla a um atoleiro.

A abertura, assinada pelo presidente do partido, Rui Falcão, dá o tom do que se lerá nas 30 páginas de texto: “Agora, mais que nunca, a escalada de mentiras, calúnias, factoides, distorções, manipulações sucedem-se na tentativa, cada vez mais evidente, de criminalizar o PT e – sonho sempre perseguido pelas classes dominantes – de riscar o partido do mapa brasileiro”.

O PT faz-se de vítimas das elites, mas se esquece de relacionar as próprias culpas.

O documento ataca o juiz Sérgio Moro; o ministro do STF Gilmar Mendes; o delegado da Polícia Federal Igor Romário de Paula; e o procurador do Ministério Público Federal Deltan Dallagnoll. De fato, Moro podia ser mais discreto e os demais deveriam falar menos – e demonstrar mais imparcialidade – em respeito à função que ocupam.

Reconhecer isso, porém, é diferente de atirar no lixo toda a investigação que vem sendo feita, como quer o PT. Mesmo que 90% da Operação Lava Jato fossem desmentidos, os 10% restantes seriam suficientes para configurar um escândalo.

A principal defesa do PT é dizer que os outros partidos fizeram malfeitos parecidos, acusando a imprensa de criminalizar apenas a sigla: pode ser. Porém, é uma linha equivocada, pois, se o partido se mantivesse limpo, nada grave seria encontrado contra ele. É impossível acusar de bêbado a um abstêmio.

A prisão do senador Delcídio do Amaral (PT), líder do governo no Senado, é apenas mais um círculo na descida aos infernos que o partido vem experimentando, desde que negociou sua alma com o diabo para se manter no poder.

Melhor seria se a direção do PT pedisse desculpas publicamente aos brasileiros. Talvez fosse o primeiro passo para tentar sair do buraco em que se meteu.

PS. Caso alguém queira ver a cartilha do PT: http://migre.me/sdud5

Plínio Bortolotti

plinio@opovo.com.br 
Jornalista do O POVO.

Olha só a carinha da Vivo/GVT no Nordeste…

966fd4be-819b-4880-8530-9dd30fb906ff

Em Fortaleza, a assessora de imprensa da Vivo/GVT na Região Nordeste, Natasha Costa. Veio manter contato com o mercado e, principalmente, visitar os meios de comunicação.

Natasha aproveitou para divulgar novos planos da telefônica que, neste ano, fecha em alta.

Por exemplo: a receita do setor cresceu 5,2% no final do terceiro trimestre. A Vivo continua líder nacionalmente em telefonia móvel com 29,1% do mercado. Até o fim de setembro, investiu R$ 5,9 bilhões no Brasil.

TSE – Eleitor tem até maio de 2016 para tirar o título

O Tribunal Superior Eleitoral informa: vence em 04 de maio de 2016 o prazo para que o interessado aliste-se como eleitor (“tire o título”) ou modifique o seu domicílio eleitoral, transferindo seu título de um município para outro, ou mesmo alterar o local em que vota dentro do mesmo município, de modo que não há necessidade de pressa ou desespero, já que ainda falta um bom tempo até lá.

Por outro lado, não se deve deixar para os últimos dias, já que a proximidade com o prazo final certamente levará muitas pessoas às unidades da Justiça Eleitoral, sendo recomendado que procurem desde logo, sem atropelos.

Para efetuar a inscrição eleitoral ou mesmo transferência, o interessado tem que comprovar as condições de ser eleitor e o domicílio eleitoral no município, apresentando documento oficial com foto e um comprovante de residência ou outro documento que comprove vínculo que caracterize o domicílio eleitoral no município, devendo-se levar os documentos em originais e cópias.

Delcídio acordou confiante de que vai reverter situação

“Após passar a noite em uma sala administrativa adaptada, da Superintendência da Polícia Federal, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) amanheceu “menos assustado” do que estava ontem (25), após ter a detenção decretada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A informação foi repassada à Agência Brasil por seu assessor Eduardo Marzagão, com quem conversou hoje (26) pela manhã.

Segundo Marzagão, o senador deverá se encontrará ainda pela manhã com seu advogado, Maurício Silva Leite, antes de prestar depoimento às autoridades. Ele não soube informar a que horas o depoimento será prestado.

O assessor visitou Delcídio ontem, após o Senado ter respaldado a decisão do STF em manter Delcídio detido. “Não conversamos nada sobre a decisão do Senado. Minha preocupação é com o estado de saúde do senador, que tem problemas digestivos que podem ficar acentuados pela tensão pela qual ele passa. Levei comida, café, roupas de cama e o livro A Origem do Estado Islâmico, do jornalista [irlandês] Patrick Cockburn.”

“Na conversa que tive há pouco com o senador, vi que ele está bem melhor do que ontem. Ontem ele estava bastante assustado e, a exemplo de todos que o conhecem, surpreendido com o ocorrido. Mas disse também estar tranquilo, sereno, confiante e absolutamente convicto de que a situação vai se reverter”, acrescentou Marzagão.”

(Agência Brasil)

Após prisão de Esteves, agência de classificação coloca Banco Pactual em revisão de nota

17784978

“A agência de classificação de risco Moody’s colocou em revisão para rebaixamento o perfil de risco de crédito individual do BTG Pactual (BAA3) e suas notas (ratings), devido à prisão do presidente-executivo e controlador da instituição, André Esteves, na Operação Lava Jato.

Para a Moody’s a prisão pode gerar impactos na relação do banco com os clientes e parceiros. A agência acredita que, enquanto permanecer a situação, cuja duração é incerta, pode haver implicações negativas para o BTG, que depende de captação de recursos no mercado. “Ao mesmo tempo, notamos que BTG tem mantido uma grande quantidade de ativos líquidos [que podem ser vendidos rapidamente] em seu balanço, uma estratégia que se destina a equilibrar a sua inerente dependência de captação no mercado e a riscos de liquidez”, diz a agência.

A Moody’s disse que poderá rebaixar a nota do banco se: as investigações encontrem ligações entre ações de Esteves com as operações do banco que gere resultados negativos; se foram encontrados problemas regulatórios ou legais no BTG Pactual; se a capacidade de gerar negócios for afetada; se a captação de recursos (funding) for impactada.

A agência também diz o que a nota pode ser revisada para cima, o que considera pouco provável, se o banco mantiver a liquidez e a capacidade de geração de receitas e se os investigadores não acharem nenhuma evidência contra a instituição.

As prisões do dono do banco BTG Pactual e do líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS), repercutiram ontem no mercado financeiro, com queda na Bolsa de Valores e alta no dólar. Especialistas ouvidos pela Agência Brasil destacaram que as prisões de Delcídio e de Esteves criam um clima de incerteza e apreensão no mercado.

As prisões também impactaram o mercado de câmbio, que estava com oscilação menor em um momento de maior tranquilidade política. Há alguns dias na casa dos R$ 3,70, a moeda norte-americana fechou a R$ 3,75 ontem, sustentando alta de 1,26%.”

(Agência Brasil/Foto – RBS) 

A naturalização da corrupção deve ser combatida

180 1
Eis o Editorial do O POVO desta quinta-feira, onde o mote é a prisão de Delcídio Amaral. Num trecho diz que “as ocorrências de ontem sugerem que o esquema de crimes que tomou de assalto a Petrobras continua funcionando mesmo com os desdobramentos da Lava Jato.” Confira:
A ocorrência incessante banaliza a corrupção. Cotidiana, a corrupção se incorpora à cultura política nacional e passa ser vista como um componente natural do jogo do poder, sua busca e sua manutenção. Justificados pelos fins, novos milionários do dinheiro alheio nadam de braçada nos propinodutos.

Pelo desenrolar dos acontecimentos, a Operação Lava Jato mostra que a naturalização da corrupção não tem mais espaço em nossa sociedade. Mostra um País fundado em instituições independentes do poder político cumprindo com as funções constitucionais que justificam as suas existências.

Ontem, novas prisões que deixaram o País perplexo. Delcídio Amaral, um dos parlamentares de maior desenvoltura na política brasileira, foi preso. O senador exercia a função de líder do Governo. Ou seja, representava o Governo do Brasil no Senado da República. É tudo muito grave.

Uma gravação flagrou o desenvolto senador a tramar crimes contra as instituições da democracia e contra a pátria. Na conversa, em tom calmo, como quem combina coisas comezinhas, o senador relata como abordará ministros do Supremo visando beneficiar um criminoso preso na Operação Lava Jato.

A audição é chocante. Em dado momento, o senador Delcídio relata como se estruturaria a fuga de um criminoso que já se tornou réu confesso. Sem pudores, diz contar com “a grana” de um banqueiro para financiar a operação de fuga e o salário do fugitivo no Exterior.

A gravidade do caso impõe que todas as instituições da democracia e da sociedade civil se manifestem. Até por que as prisões de ontem tiveram epicentro na política, mas causaram fortes tremores na economia. É óbvio que a crise política também vai ganhar contornos ainda mais complexos.

Como líder da Presidência da República, Delcídio tinha a responsabilidade de encaminhar importantes projetos de interesse público. Projetos que muito provavelmente vão sofrer mais e mais atrasos em sua tramitação.

As ocorrências de ontem sugerem que o esquema de crimes que tomou de assalto a Petrobras continua funcionando mesmo com os desdobramentos da Lava Jato. Nesse momento, é preciso que a sociedade permaneça atenta para que tudo continue se dando no mais rigoroso respeito ao estado de direito.

Tremor de terra de magnitude 6,4 na escala Richter atinge o Acre

“Um tremor de magnitude 6,4 na escala Richter foi registrado hoje (26) no Acre. A informação foi divulgada pelo Instituto Geológico dos Estados Unidos. Até agora, não há informações sobre vítimas.

O terremoto ocorreu a uma profundidade de 604 quilômetros, a aproximadamente 130 quilômetros a sudoeste da cidade de Tarauacá e a cerca de 700 a nordeste de Lima, capital do Peru.

Dois fortes sismos de magnitude 7,6 na escala Richter atingiram o Leste do Peru na noite de terça-feira (24) não muito longe da fronteira com o Brasil, segundo o instituto, sem causar vítimas.

Os tremores foram sentidos nas cidades de Rio Branco e Cruzeiro do Sul (Acre), Porto Velho (Rondônia), e Manaus (Amazonas). Em Rio Branco, muitas pessoas abandonaram os prédios e o Corpo de Bombeiros recebeu vários chamados.”

(Agência Lusa)

Prêmio Delmiro Gouveia destaca Grupo M. Dias Branco

prmeiaodod

O Teatro RioMar foi o palco das festa, nessa noite de quarta-feira, da entrega do Prêmio Delmiro Gouveia – em clima de 15 anos, a 30 empresas premiadas, três pequenas em destaque, três contadores do ano e 12 entidades de classe homenageadas. O grande prêmio de Maior Empresa do Ceará ficou com a M. Dias Branco, que ocupa o topo da categoria desde 2012.

Em seguida, na categoria, estão Solar Coca-cola, Companhia Energética do Ceará (Coelce), Grendene, Farmácias Pague Menos, 3Corações Alimentos, Hapvida, J. Macêdo, Vicunha Têxtil e Unimed Fortaleza. A premiação é realizada pelo Grupo de Comunicação O POVO e Fundação Demócrito Rocha.

Premio-delmiro-gouveia-2015

Mega-Sena tem apenas um ganhador

“A Caixa Econômica Federal sorteou nesta quarta-feira, 25, à noite os números do concurso 1.764 da Mega-Sena, que pagará mais de R$ 200 milhões, o maior prêmio da história dos concursos.

Os números sorteados são 06 – 07 – 29 – 39 – 41 – 55. O prêmio foi sorteado para apenas um ganhador, segundo informações do portal Zero Hora.

O sorteio foi realizado em Cândido Mota, cidade paulista a 428 km de São Paulo e com menos de 30 mil habitantes.

A Mega-Sena estava acumulada há dez edições sem um ganhador do prêmio principal.”

(Agência Brasil)

Laboratório de Estudos da Violência organiza debate sobre conflitos sociais e crimes violentos

“O Laboratório de Estudos da Violência (LEV), grupo de pesquisa vinculado ao Departamento de Ciências Sociais da UFC, promoverá, às 17 horas da próxima quarta-feira, o debate “Violência e conflitos sociais: uma análise do campo da segurança pública no Ceará”. O local do evento será o Auditório Luiz Gonzaga (área 3 do Centro de Humanidades, Av. da Universidade, 2995).

Segundo a organização do debate, o objetivo é compartilhar análises, interpretações e sugestões de pesquisadores da área, considerando o fato de que Fortaleza é uma das capitais com maior incidência de crimes violentos no Brasil. Temas como chacinas e a crise nos modelos policial e prisional serão debatidas.

Os palestrantes serão os professores Leonardo Sá e Fábio Paiva (ambos integrantes do LEV) e dois pesquisadores da Universidade Estadual do Ceará (UECE): Glaucíria Brasil, do Laboratório de Direitos Humanos, Cidadania e Ética (Labvida), e Geovani Jacó, do Laboratório de Estudos da Conflitualidade e Violência (Covio). A coordenação é do professor César Barreira, do Departamento de Ciências Sociais da UFC.

SERVIÇO

*Mais informações pelo telefone 85 3366 7425 ou no site do LEV.

OAB/CE promoverá a VII Caravana Social

A Ordem dos Advogados do Brasil, regional do Ceará, por meio da Comissão de Direito Previdenciário, promove, nesta sexta-feira, a VII Caravana Social. A ação ocorrerá na Praça Murilo Borges (BNB), no Centro, das 8 às 16 horas, ocasião em que serão realizados agendamentos para perícias e análises de concessão de benefícios.

De acordo com a entidade, o público-alvo são contribuintes da Previdência Social, entre os quais empregados domésticos, trabalhadores de carteira assinada, donas de casa, empresários, idosos e pessoas com deficiência. O evento é promovido pela Ordem em parceria com a Justiça Federal, Exército e INSS.

“O objetivo é disseminar o direito previdenciário para a sociedade, esclarecendo os direitos e deveres dos segurados e contribuintes da previdência sobre a concessão dos benefícios previdenciários e assistenciais”, explicou a presidente da Comissão de Direito Previdenciário, Regina Jansen.

 

Previdência Social já está pagando a segunda parcela do 13º salário

“A Previdência Social está investindo mais de R$ 15,9 bilhões no pagamento da segunda parcela do décimo terceiro. No total, 28 milhões de beneficiários têm direito à gratificação natalina. Os depósitos da segunda parcela começaram nesta terça-feira (24) juntamente com o pagamento da folha de novembro. Recebem primeiro os segurados cujo benefício é de até um salário mínimo. Quem ganha acima do mínimo começa a receber a partir do dia 1º de dezembro. Os depósitos seguem até o dia 7 dezembro.

O valor desta segunda parcela do décimo terceiro vem com o desconto de Imposto de Renda (IR). O contracheque de pagamentos pode ser acessado no site da Previdência Social ou nos terminais de autoatendimento do banco em que o segurado recebe o benefício.

De acordo com a lei, têm direito à gratificação aposentados, pensionistas e segurados da Previdência que estão recebendo auxílio-doença. Aqueles que possuem benefícios assistenciais (LOAS) não têm direito ao 13º salário (cerca de 4,5 milhões de beneficiários).

A primeira parcela da gratificação natalina foi paga com a folha de setembro passado.”

(Site do MPAS)

Prisão de Delcídio – Advogado dele se diz inconformado

“O advogado do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) disse hoje (25) que está inconformado com a decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) que referendou a prisão do parlamentar. De acordo com Maurício Silva Leite, a Constituição não autoriza a prisão processual de um congressista.

Em nota à imprensa, Leite disse que tem convicção de que a decisão será revista. Leite também questionou a credibilidade do depoimento do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró. “Questiona-se o fato de que as imputações tenham partido de um delator já condenado, que há muito tempo vem tentando obter favores legais com o oferecimento de informações. Questiona-se também a imposição de prisão a um senador da República que sequer possui acusação formal contra si”, afirmou o advogado.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) usou depoimentos da delação premiada de Nestor Cerveró e do filho dele, Bernardo Cerveró, para pedir a prisão do senador; de André Esteves, dono do Banco BTG Pactual; do ex-advogado de Cerveró Edson Ribeiro; e do chefe de gabinete do senador, Diogo Ferreira. As prisões foram autorizadas ontem (24) pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo.”

(Agência Brasil)

Garantia Safra – Danilo pede ao MDA a inclusão de Apuiarés, General Sampaio, Paramoti e Pentecoste

daniloforte

Durante audiência em Brasília, nesta quarta-feira, com o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, o deputado federal Danilo Forte (PSB) pediu a inclusão dos municípios de Apuiarés, General Sampaio, Paramoti e Pentecoste na Portaria 51 do Ministério que libera os benefícios do Garantia-Safra aos agricultores que aderiram ao Programa e que foram atingidos pela estiagem que castiga o Ceará.

Segundo o parlamentar, essa portaria, que autoriza o pagamento do benefício relativo à colheita de 2014 e 2015, deixou fora esses quatro municípios cearenses que vivem dificuldades por conta da estiagem.

Danilo pediu ao ministro Patrus Ananias que novos dados da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) e dos agricultores desses quatro municípios possam ser coletados para atestar a situação de seca prolongada que vem afetando a produção local. Pelo menos, há cinco anos não chove regularmente na região.

PT nega solidariedade a Delcídio Amaral

165 1

rui_falcao2

Em nota divulgada nesta quarta-feira à tarde, o Partido dos Trabalhadores afirma que “não se julga obrigado a qualquer gesto de solidariedade” ao líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS). A nota é assinada pelo presidente nacional do partido, Rui Falcão. Adianta ainda a nota que uma reunião da Executiva da legenda será convocada para tomar medidas contra o parlamentar.

“Nenhuma das tratativas atribuídas ao senador tem qualquer relação com sua atividade partidária, seja como parlamentar ou como simples filiado”, afirma a nota. “Por isso mesmo, o PT não se julga obrigado a qualquer gesto de solidariedade”, prossegue o comunicado do PT.

De acordo com o partido, a reunião da Executiva para discutir as medidas que considerar “cabíveis” contra o senador será marcada num curto espaço de tempo. Rui Falcão se disse ainda “perplexo com os fatos que ensejaram a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de ordenar a prisão” de Delcídio.

(Também Com O Globo)

Camilo participa de reunião em São Paulo com 14 governadores e empresários

camdidl

O governador Camilo Santana (PT) participou, besta quarta-feira, em São Paulo, do encontro Pacto pela Reforma do Estado. A ação é organizada pelo Movimento Brasil Competitivo. “Estou muito otimista com este momento. Reunir 15 governadores para discutir uma agenda para o País e debater com o setor produtivo é fundamental. E que ninguém construa esse pacto contra governo A ou B. Estamos todos a favor do Brasil”, disse Camilo Santana.

No encontro, participaram ainda os governadores Geraldo Alckmin (SP), Paulo Câmara (PE), Ricardo Coutinho (PB), Luiz Fernando Pezão (RJ), Marconi Perillo (GO), Paulo Hartung (ES), Fernando Pimentel (MG), Pedro Taques (MT), Confúcio Moura (RO), José Ivo Sartori (RS), Reinaldo Azambuja (MS), Marcelo Miranda (TO), Simão Jatene (PA) e Beto Richa (PR).

Camilo Santana falou, durante o encontro, sobre os problemas que a Região Nordeste têm enfrentado principalmente com relação à estiagem. “Temos vários ‘países’ dentro do Brasil. Estamos enfrentando o quarto ano consecutivo de seca, com probabilidade de entrarmos no quinto ano. Temos que ter olhares diferenciados para cada estado, para cada região”, acentuou.

Durante o Congresso Brasil Competitivo, realizado último dia 22 de setembro, em São Paulo, foi proposto o desafio de se criar uma coalização para repensar o Estado, que já conta com a participação de 16 governadores (os 15 presentes hoje e o Distrito Federal) e do Movimento Brasil Competitivo, além do apoio de líderes empresariais.

Esta coalização público-privada tem a missão de contribuir para um Estado mais eficiente e capaz de responder aos desafios da sociedade propondo uma agenda de transformações compartilhadas. Os debates terão foco na melhoria da oferta de serviços prestados à população, sendo o Estado um indutor e facilitador do desenvolvimento e da competitividade brasileira.

“Vejo este momento como histórico”, avaliou o empresário e presidente do Movimento Brasil Competitivo, Jorge Gerdau Johannpeter, que participou do encontro.

(Foto – Divulgação)

Temer afirma que apoia investigação e que não teme que revelações venham a público

temerr

“O vce-presidente Michel Temer disse que apoia as apurações que vêm sendo feitas na Operação Lava Jato e que não teme que as revelações venham a público.

Por meio do Twitter, a assessoria de Temer voltou a negar que ele conversou com o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso nesta manhã (25) , sobre a possibilidade de interferir junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) nos rumos das investigações.

Delcídio e seu chefe de gabinete, Diogo Ferreira, além de André Esteves, dono do Banco BTG Pactual, e do ex-advogado de Nestor Cerveró, Edson Ribeiro, foram presos pela Polícia Federal, após autorização do ministro do STF, Teori Zavascki.

Para solicitar a prisão, a Procuradoria-Geral da República (PGR) usou depoimentos da delação premiada de Cerveró, ex-diretor da Área Internacional da Petrobras, e do filho dele, Bernardo Cerveró. Entre as provas apresentadas pela PGR, está uma gravação da conversa entre Bernardo, Delcídio e Edson Ribeiro em que o senador diz que Michel Temer conversou com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo. Em discussão, estaria a possibilidade de a Corte colocar Cerveró em liberdade por meio de habeas corpus. Mais cedo, a assessoria do vice-presidente já havia informado que ele não discutiu o assunto com Delcídio.

“O vice-presidente Michel Temer jamais recebeu pedido do senador Delcídio do Amaral para interferir nos rumos das investigações da Lava Jato. E nunca conversou com o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, com esse objetivo. Michel Temer apoia as apurações e não tem receio algum sobre as revelações que venham a público”, afirmou a assessoria de Temer, pela rede social.”

(Agência Brasil)