Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Magazine Luiza anuncia “Liquidação Fantástica”

O Magazine Luíza realizará sua tradicional “Liquidação Fantástica” na próxima sexta-feira em todas as suas filiais do País. Simultaneamente, nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí e Maranhão e Ceará, oferecerá produtos com descontos variados e de até 70%.

O Magazine Luiza, fundado em 1957, é uma das maiores redes varejistas do Brasil, com 757 lojas e oito centros de distribuição, estrategicamente localizados em 16 Estados, cujas economias correspondem a 75% do PIB nacional.

Nicolle Barbosa recebe delegação da China

85 1

nicoelles

Nicolle Barbosa assumiu, nesta sexa-feira, as funções de presidente do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico (Cede) e já recebeu, oficialmente, uma missão da China. A comitiva chinesa veio ao Ceará com o objetivo de estreitar laços e fortalecer relações comerciais e de cooperação. O Cede, bom lembrar, será transformado na Secretaria do Desenvolvimento Econômico.

Na visita dos chineses, o presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece), Roberto Smith, fez uma apresentação sobre a realidade socioeconômica do estado. Foram expostos os principais investimentos realizados pelo Governo, como ações em infraestrutura, educação, logística e recursos hídricos.

Chen Hua, membro permanente do Partido Comunista da China (autoridade local) na província de Fujian, fez uma apresentação e destacou a parceria entre seu território e o estado cearense, que mantém um Protocolo de Amizade desde 2001. Dentre as principais potencialidades econômicas da região estão investimentos no setor têxtil, autopeças, pescados, equipamentos digitais e na área de mineração.

Já Nicolle Barbosa agradeceu a visita da delegação e enfatizou a importância da relação com a China, principalmente pelo alto grau de crescimento do país nos últimos anos.

(Foto – Divulgação)

Geraldo Alckmin anuncia corte de 15% dos cargos comissionados e 10% de gastos com custeio

348 1

alckmins

“O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, reuniu-se pela primeira vez com os secretários que vão compor a equipe de governo no segundo mandato. Durante o encontro, o governador anunciou que cortará 15% dos cargos comissionados do governo e 10% dos gastos com o custeio do estado. Segundo o governador, os cortes de cargos e custeio valem para todas as secretarias.

Alckmin disse que haverá contingenciamento de 10% do orçamento, o que corresponde a cerca de R$ 6,6 bilhões das despesas previstas para 2015. Desse total, R$ 2,2 bilhões são referentes a investimentos e R$ 4,4 bilhões, a custeio. “É uma medida de natureza fiscal importante. Não sabemos, ainda no começo do ano, como é que vai se comportar a receita. À medida que a economia for crescendo, vamos descongelar. A iniciativa é para não termos problemas no futuro,” disse o governador paulista.

Segundo Alckmin, as três iniciativas são uma forma de “agir com prudência” e objetivam diminuir os gastos do governo. Outras medidas ainda poderão ser anunciadas, acrescentou ele. “É fazer mais, fazer melhor, com menos dinheiro, esse é o objetivo”, reforçou o governador.”

(Agência Brasil)

Shopping Benfica ganhará filiais da Rabelo e da Riachuelo

benficass

O Shopping Benfica, encravado no simpático bairro do Benfica, incia este 2015 com novidades: vai ampliar seu portfólio de lojistas em grande estilo.

Segundo o controlador João Soares Neto, ganhará duas novas âncoras: Riachuelo e Rabelo, que são fortes no ramo do varejo. A chegada dessas filiais ocorrerá neste semestre.

Além dessa novidade, mais uma de acordo com João Soares: o Shopping Benfica ganhará mais um parque infantil.

Obras da transposição só ficarão prontos em 2016

foto dilma transposição são francisco

Dilma quando, em campanha, visitou o projeto.

“As obras de transposição do Rio São Francisco devem ser concluídas até o início de 2016, disse hoje (2) o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, após a cerimônia de transmissão de cargo. Occhi substitui Francisco Teixeira, que será o secretário de Recursos Hídricos do Ceará.

“Estamos com 70% das obras executadas. Nossa previsão é para o início do ano que vem, em 2016, entregarmos essas obras. A expectativa é essa, de entregar uma obra importantíssima para a Região Nordeste”, disse o ministro. Ele ressaltou que a obra abastecerá “não só por onde o canal passará”. Segundo Gilberto Occhi, obras de construção de adutoras levarão água para outras cidades perenizando o abastecimento de água na região.

Outra prioridade da pasta, segundo o ministro, é o fortalecimento dos mecanismos de resposta aos desastres naturais. “Temos que ficar atentos e prevenidos neste período do ano, que tem uma precipitação muito maior de chuvas, em algumas regiões como o Rio de Janeiro e a Região Sul”.”

(Agência Brasil)

VAMOS NÓS – Por aqui, o ex-ministro Francisco Teixeira, agora secretário de Recursos Hídricos do Ceará, sempre dizia que o projeto ficaria pronto até o fim deste ano. Pelo visto, o discurso mudou.

Reservatórios que abstecem as hidrelétricas entram o ano em baixa

“Os reservatórios que abastecem as hidrelétricas brasileiras começaram 2015 em sua pior situação desde 2001 – o ano em que começou o racionamento da Era FHC. Aos números:

No Sudeste/Centro-Oeste, de acordo com o ONS, o nível dos reservatórios é de19,36% (era de 31,62% em 31 de dezembro de 2001)

Na região Sul esse percentual é de 57,40% (em 31 de dezembro de 2001 era de 82,69%

No Norte é de 33,36% (era de 36,07% quatorze anos atrás)

E, finalmente no Nordeste, dá-se o inverso: o nível dos reservatórios é de 17,73% (era de 13,54%)

O governo conseguiu estancar a seca às custas das termelétricas: em 2014, 28% da energia consumida no Brasil foi gerada pelas usinas térmicas.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Muito alencarino sentirá saudades de Cid Gomes?

115 11

Com o título “Um feliz fim de governo”, eis artigo de Rodrigo Cardoso, estudante do urso de Direito da Unifor. Ele faz um balanço positivo da Era Cid Gomes que, na sua avaliação, resultou na sua ida para ocupar aquela que promete ser a mais importante pasta do segundo governo dilmista: a Educação. Confira:

É com felicidade, saudade e reconhecimento que muito alencarino viu chegar ao fim o segundo mandato de Cid Gomes (Pros) à frente do Governo do Ceará. Nunca antes na história do Estado um governador teve uma oposição midiática tão forte e, mesmo assim, saiu-se tão bem. Cid foi eleito e reeleito em primeiro turno, sempre reconhecido pela vontade popular. Cid nunca foi pautado pela imprensa e seu veredito foi dado pela população cearense. Venceu todas as eleições que disputou, e ainda ajudou a eleger o atual prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), coisa inédita desde de 1988. Elegeu também o seu sucessor, Camilo Santana.

O Ceará cresceu mais que o Brasil durante o mandato do governador Cid Gomes. Ele entrega para Camilo Santana um outro Ceará: de um estado que, quando ele recebeu, comprava energia, para um estado que hoje a exporta. Cid construiu três hospitais regionais, que são fundamentais para o povo do interior, sempre esquecido pelos governantes, além de Policlínicas, UPAs, CEOs. Foi exemplo de gestão em saúde.

O irmão de Ciro Gomes ganhou luz própria depois de oito anos de mandato à frente do Governo. Foi muitas vezes rotulado apenas como irmão do ex-ministro Ciro Gomes… mas, quem não queria ter esse rotulo?! Ciro é um dos homens mais preparados do Brasil, um político honesto, extremamente carismático, que possui uma carreira política extensa e sempre é ventilado para disputar a Presidência da República.

O coroamento do governo Cid Gomes veio com o convite aceito da Presidente da República para comandar o Ministério da Educação, uma das pastas com o maior orçamento. O convite veio por merecimento, sem cota partidária, sem acordos espúrios que acabam levando a maioria dos ministros à Esplanada.

A gestão da Secretaria de Educação no Governo Cid Gomes foi o motivo do convite. De tão exitosa, sua titular, Izolda Cela, virou vice-governadora do Estado. Foi a primeira mulher na história cearense a ser eleita para a função.

Cid Gomes deixa sua marca na chefia do governo como um período de grande desenvolvimento econômico e com projetos arrojados – sempre à frente de seu tempo, que serão fundamentais para o futuro do estado nas próximas décadas, e a melhoria efetiva nos serviços públicos para a população.

* Rodrigo Cardoso,

Aluno do Curso de Direito da Unifor.

Berzoini assume anunciando que fará deabte sobre regulamentação econômica da mídia

“O novo ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, recebeu o cargo hoje (2) do ex-ministro Paulo Bernardo e disse que vai começar o processo de discussão sobre a regulamentação econômica da mídia. Segundo Berzoini, todos os setores interessados no assunto serão ouvidos e não há ainda prazos ou ações concretas definidos.

“É importante abrirmos um debate muito fraterno, muito transparente para que a população brasileira, suas representações empresariais, sindicais, sociais, possam debater com muita profundidade e muita democracia o que significam as comunicações geral no Brasil, especialmente as comunicações que são objeto de concessão pública”, disse.

Ainda segundo ele, não há uma proposta prioritária nesse sentido: serão ouvidos todos os setores interessados, sem prazos ainda para a conclusão do debate. “Vamos ouvir todas as propostas apresentadas. Estamos abrindo um processo com tranquilidade, lembrando que o Ministério das Comunicações tem várias missões importantes. Essa é uma delas. Se for bem conduzida, pode ser bem sucedida. Se houver participação popular, tanto melhor. E se houver o envolvimento de todos nesse debate certamente produziremos algo que será bom para o país”, disse.”

(Agência Brasil)

O futuro da gestão do BNB

101 2

nelson dias de sopusa

O Banco do Nordeste fechou 2014 com destaque no setor financeiro do País por conta de operações com microcrédito (Crediamigo e Agroamigo). O reconhecimento partiu do Ministério da Fazenda, mas também de publicações especializadas.

Sem muito alarde, o presidente do banco, Nelson Antônio de Souza, conseguiu tirar o BNB das páginas policiais, por causa de denúncias do MPF sobre operações fraudulentas e outras implicações financeiras que resultam em processos.

O BNB, no entanto, entrou na cota do Partido Progressista, dentro da arrumação política que Dilma Rousseff fez para manter sua base no Congresso. Caberá agora ao senador Cyro Nogueira, do Piauí, avaliar o cenário.

Houve um tempo em que piauienses controlavam o BNB. Isso, nos anos 1980, quando José Pereira da Silva desembarcou na Instituição. Depois, veio a fase de baiano ocupar o cargo e, nos últimos 12 anos, só cearense à frente.

Novo ministro do planejamento reforça discurso sobre a necessidade de ajuste fiscal

“O novo ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, recebeu há pouco o cargo de sua antecessora, Miriam Belchior, e reforçou o discurso do governo de necessidade de ajuste fiscal para retomada do crescimento. Segundo ele, a política fiscal expansionista como forma de aparar os efeitos da crise cumpriu um papel importante, mas “atingiu seu limite”.

“A política fiscal teve papel importante nesse processo, ao absorver os choques econômicos via redução temporária de nosso resultado primário. Essa política fiscal cumpriu o papel e atingiu seu limite. Agora, iniciamos uma nova fase na qual é necessário recuperar o crescimento da economia, com elevação gradual do resultado primário e redução da inflação. Para atingir estes objetivos serão necessários alguns ajustes na política econômica. Ajustes, que, apesar de seus eventuais impactos restritivos no curto prazo, são necessários para recuperar o crescimento”, discursou Barbosa.

Este ano, a meta inicial de superávit primário (economia para pagar os juros da dívida), de R$ 80,7 bilhões, foi reduzida para R$ 10,1 bilhões em função do aumento de gastos e queda na arrecadação federal. O ministro disse também que, em paralelo às medidas de ajuste fiscal e orçamentário, trabalhará para aumentar investimento e produtividade, com destaque para a área de infraestrutura.”

(Agência Brasil)

Cid recebe o MEC sob aplausos de cearenses

89 2

oneliiaaa

O ex-governador Cid Gomes (Pros) recebeu, nesta manhã de sexta-feira, o cargo de ministro da Educação das mãos de Henrique Paim. Cid disse, em discurso, que “a educação será a prioridade das prioridades”, ou seja, confirmou que a presidente Dilma Rousseff anunciou, quando de sua posse, o Brasil terá como meta avançar na educação.

Cid ganhou abraços, em ato concorrido, do governador Camilo Santana, que estava com a primeira dama, Onélia…

familaia

… e também de outro grupo de cearenses que ali estava, tendo à frente o ex-vice-governador Domingos Filho, hoje conselheiro do TCM. Na foto, a prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar, o filho, deputado federal Domingos Neto, Cid Gomes e Camilo.

São 33 autoridades cearenses, entre elas o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, prestigiando a solenidade. 

(Fotos – Facebook de Camilo e Facebook de Domingos Neto)

Em 2015, desejo um céu azul. E você?

Com o título “Compromissos de Ano Novo”, eis o primeiro artigo 2015 do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Em clima de crônica, com um  bom toque de sensibilidade e esperança. Confira:

Neste 2015, não prometerei o que não poderei cumprir. Farei o possível, quando possível for, e o infinito me será lembrado somente pela multiplicação interminável de formigas na cozinha. Desejo que o mar permaneça em ondas e que a praia finalmente ensine aos diletantes como é simples e difícil equilibrar grãos de areia em forma qualquer que caiba gente, água, sal, coqueiro e vendedor de picolé.

Em 2015, desejo um céu azul. Que chova, mas fique azul. Que chore, mas fique azul. Só pra que eu – que nem gosto assim tanto de azul – note, às vezes, em momentos quando me perder de mim mesmo, que é bonito tê-lo – o azul – sempre e sobre. Que a perenidade do azul fortaleça nosso caminhar como manto de oração (principalmente às segundas-feiras).

Em 2015, que haja trabalho para viver. Que haja trabalho para comer. Que haja trabalho para vestir. Que haja trabalho para construir. Que haja trabalho para compartilhar. E que seja bastante para que eu me lembre como é importante o descanso, o ócio, o sono, a música, um copo de whisky e jogar conversa fora.

Eu desejo que meus amigos e minha família sejam muito felizes em 2015. Mas, principalmente, que eu prossiga chamando-os de meus e minha. Assim, do jeito que são, nem mais, nem meio mais. Que perturbem meu juízo como música alta de madrugada, vizinho usando furadeira, menino quebrando a casa e alarme de carro renitente: pro bem ou pro mal, que eu saiba retribuir a alegria das suas presenças.

Eu me comprometo a amar em 2015. E que seja um amor maior, como o de pai pra filho, que é o amor maior que conheço, além de Deus. Que este amor me venha porque estarei disposto a enxergá-lo mesmo naqueles dias quando eu pisar em merda de cachorro logo pela manhã. Que eu aprenda a rir mais e agradecer o pão nosso de cada dia como um milagre.

Eu desejo que os dias passem e que eles sejam para mim mais serenos só porque tentarei aprender a olhar pra cara do tempo, a decifrar seu riso de zombaria dos meus cabelos mais brancos ao me debruçar na varanda. Assumo o compromisso de perceber a beleza das coisas que são – ao nascer, crescer e morrer – no próximo e nos demais anos. Deste jeito, com a paz entre as mãos, que eu consiga partilhar felicidade.

Demétrio Andrade
Jornalista e sociólogo
demetriofarias@gmail.com

Ano começa com alta de energia e passgem de ônibus

“A economia brasileira não conquistou os resultados esperados ao longo de 2014. A combinação entre inflação alta e crescimento baixo deve continuar assombrando o governo durante 2015, e os reflexos do enfraquecimento econômico do País já atingem o bolso do consumidor.

Segundo economistas, a inflação oficial, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), pode ser de 1% já no mês de janeiro. Caso confirmado, o resultado fará o índice romper a barreira de 7% em 12 meses, valor 0,5% maior que o teto da meta do governo.

A alta é prevista pela volta do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) sobre veículos, de 3% para 7% e da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) sobre a gasolina, além do reajuste das passagens de ônibus e da energia elétrica.”

(R7.com)

Réveillon de Fortaleza – Um mar de alegria

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=0k476rDzHqE&feature=youtu.be[/youtube]

O Réveillon de Fortaleza foi um sucesso. Mais de um milhão de pessoas transformaram o Aterro da Praia de Iracema num mar de alegria, movida por 14 atrações. Entre elas, Daniela Mercury e a dupla Bruno e Marrone.

O prefeito Roberto Cláudio (Pros) ganhou parabéns de muitos turistas que deixaram a cidade nas últimas horas, pelo Aeroporto Internacional Pinto Martins. O clima foi de alegria e paz.

A festa consolida-se como uma das maiores do País.

Anvisa definirá neste mês se reclassifica substância da maconha como medicamento

“A discussão sobre a reclassificação do canabidiol será retomada, na primeira quinzena deste mês, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), durante reunião da diretoria colegiada. Atualmente, o canabidiol integra a lista de substâncias proscritas (proibidas) no Brasil. O canabidiol é uma substância, presente na folha da maconha (Cannabis sativa), que é usada para tratamento de doenças neurológicas, câncer, mal de Parkinson, entre outras.

Em audiência pública na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, em novembro de 2014, o presidente substituto da Anvisa, Ivo Bucaresky, explicou esse trâmite. “Por ser um derivado da cannabis, o canadibiol estava incluso na Lista E, que é a lista de plantas que podem originar substâncias entorpecentes e psicotrópicas, e na Lista F, que são susbtâncias de uso proscrito no Brasil, de entorpecentes e psicotrópicos”. Caso seja reclassificado, ele vai para a “Lista C1, que é uma lista de [remédios] controlados que envolve uma série de medicamentos”. Segundo o Bucaresky, a reclassificação facilitará a importação da substância por pessoas jurídicas e para pesquisas científicas.

No ano passado, a agência simplificou os trâmites necessários para a importação de produtos à base de canabidiol por pessoa física e para uso próprio.”

(Agência Brasil)

Novo titular da Segurança Pública avisa: Capitão Wagner merece respeito

109 4

dedlciteisdiera

“Em gesto que demonstra expectativa de maior diálogo entre cúpula da Segurança e corpo da Polícia Militar, o recém-empossado secretário da área, Delci Teixeira, avisa: o deputado estadual Capitão Wagner (PR) “não é inimigo” de sua gestão e será “bem-vindo” para dialogar e trazer propostas para a área.

“Independente de ele (Wagner) ser de oposição, temos de respeitá-lo. Primeiro porque é um capitão da PM, então deve conhecer segurança pública. Segundo porque teve uma votação expressiva, então é aprovado pela sociedade”, disse Delci ao O POVO.

Nos últimos anos, tem sido intensa a troca de ataques e acusações entre Wagner e o grupo do ex-governador Cid Gomes (Pros) no Estado. O deputado, que apoiou Eunício Oliveira (PMDB) na eleição, chegou a ser chamado de “chefe de milícia” por Ciro Gomes.

“Não sou político, nunca vou ser. Sou técnico. Se ele tiver algo a somar, a agregar, será bem vindo”, disse Delci.

(O POVO)

Dilma Rousseff adota postura de estadista ao apostar em educação neste segundo mandato

74 5

Com o título “A prioridade de Dilma e o papel de Cid Gomes”, eis o Editorial do O POVO desta sexta-feira. Destaca que, ao definir educação como prioridade, Dilma adota postura de estadista, apostando ainda que o ex-governador Cid Gomes (Pros) tem condições e competência para tocar esse barco. Confira:

Com o lema “Brasil, pátria educadora”, a presidente Dilma Rousseff apontou durante a solenidade de posse para o seu segundo mandato, a área da educação como prioridade das prioridades. Além de pontuar o combate à corrupção e garantir o avanço das conquistas sociais alcançadas nos três governos petistas, a presidente sugeriu a democratização do conhecimento como uma das metas a serem alcançadas. Para tanto, serão destinados volumes mais expressivos de recursos oriundos dos royalties do petróleo. Ainda como parte dos objetivos propostos, a intenção é expandir o acesso às creches, garantindo o cumprimento da meta de universalizar até 2016, o acesso de todas as crianças de 4 a 5 anos à pré-escola. A presidente fez referência também aos avanços no Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), no Ciências sem Fronteiras e na educação em tempo integral.

A definição da educação como prioridade das prioridades no segundo mandato da presidente deve ser vista como opção das mais acertadas. O país vem conseguindo tirar milhões de pessoas da linha de pobreza, mas sem o padrão de educação necessário para enfrentar os novos tempos do conhecimento, esse esforço se perde pelo meio do caminho. Felizmente o estágio em que se encontra o ensino superior no Brasil já nos permite pensar em outro patamar nesse campo. O mesmo, porém, não pode ser dito em relação ao ensino nos níveis fundamental e médio. Ao alçar a área da educação a esse patamar de importância em seu governo, a presidente demonstra visão de estadista, sem dúvida.

Ao mesmo tempo em que a presidente define a educação como prioridade, é preciso que seja ressaltado o papel que o ministro Cid Gomes passará a ter no novo governo. Caberá a ele a execução dessa tarefa e a presidente, ao convidá-lo para exercer essa função, sabe de sua competência e aonde pode chegar. Além disso, o cargo era antes ocupado por um petista, o que deixa o ex-governador do Ceará em situação mais confortável perante o Planalto. Cid Gomes, nesse sentido, tem diante de si, a tarefa mais importante de sua trajetória como homem público.

Cid Gomes assumirá MEC com perspectivas de novo futuro político

NACIONAL

O ex-governador Cid Gomes (Pros) assumirá, a partir das 11 horas desta sexta-feira, em Brasília, o cargo de ministro da Educação. O clima será festivo, pois ele contará com a presença de boa caravana formada por cearenses. Entre aplausos, o governador Camilo Santana, a vice-governadora Izolda Cela, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, o deputado federal José Guimarães e vários ex-assessores de sua gestão.

Cid Gomes vai assumir priorizando três compromissos de campanha da presidenta Dilma com a educação. Segundo ele, a valorização dos professores, a ampliação da oferta de vagas em creches e no ensino integral, além da reforma do ensino médio devem ser o foco a partir de agora. “Todas as prioridades que eu coloquei são compromissos da presidenta Dilma, especialmente essas três. Ela traduziu tudo isso que ela chama de melhorar a qualidade do ensino público”, disse o ministro.

“Na primeira semana, vamos ter que decidir e divulgar o piso nacional do magistério. Na segunda semana tem o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio [Enem], na terceira semana abre a primeira etapa do Sistema de Seleção Unificada [Sisu]. Então tem uma agenda aí que tem que correr”, disse.

DETALHE – Bom lembrar que, em seu discurso de posse, Dilma divulgou o slogan de sua nova gestão: Brasil, Pátria educadora”. Ou seja, Cid começa em alta. Com direito a voos altos no futuro? Dependerá de sua postura.

Opositores prometem estar vigilantes sobre ações do novo governo dilmista

juliodel

“Um dos poucos parlamentares da oposição presentes à posse da presidenta Dilma Rousseff, o deputado federal Júlio Delgado (PSB – MG) afirmou que “os partidos independentes estarão mais fortes, mais organizados e mais vigilantes”, no segundo mandato da petista.

Candidato do PSB à presidência da Câmara dos Deputados, nas eleições de fevereiro próximo, Delgado disse que a presença na posse “demonstra claramente que a relação vai ser de altivez do Parlamento com relação ao Executivo”.

Ele disse que os partidos acompanharão com atenção o que vai ser feito no início do novo governo, e citou que os deputados podem apoiar medidas como a reforma trabalhista, a exemplo das mudanças no seguro-desemprego que já foram anunciadas.

“Esses primeiros dados da reforma trabalhista e previdenciária correspondem ao que nós dissemos na campanha, foi negado e agora está sendo implementado. Era o reconhecimento da necessidade de fazer as reformas, e a gente espera que outras venham”, acrescentou. Ele elencou as reformas política, tributária e do Estado, com vistas a um novo pacto federativo, como prioritárias para a agenda de discussões no Congresso Nacional.

O líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR) afirmou, em nota, que a oposição se manterá unida, incisiva e organizada na fiscalização do segundo mandato da presidenta Dilma. “Não fosse a ação dos partidos de oposição, a degradação ética, moral e administrativa do governo teria atingido o seu limite”, disse.

Segundo Bueno, a oposição “vai agir para que a presidenta Dilma governe menos com medidas provisórias e debata mais com o Congresso as grandes questões nacionais, como as mudanças na economia e o combate mais efetivo à corrupção no Estado brasileiro”.

(Agência Brasil)