Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Campanha da Fraternidade 2015 – “Eu vim para servir”

cffff

Vem aí a Campanha da Fraternidade 2015, cujo tema já está definido: “Fraternidade: Igreja e Sociedade”, com o lema “Eu vim para servir” (cf. Mc 10, 45). O objetivo é buscar recordar a vocação e missão de todo o cristão e das comunidades de fé, a partir do diálogo e colaboração entre Igreja e Sociedade, propostos pelo Concílio Ecumênico Vaticano II.

O texto base utilizado para auxiliar nas atividades da CF 2015 já está disponível nas Edições CNBB. O documento reflete a dimensão da vida em sociedade que se baseia na convivência coletiva, com leis e normas de condutas, organizada por critérios e, principalmente, com entidades que “cuidam do bem-estar daqueles que convivem”.

* O lançamento da CF – 2015 ocorrerá na quarta-feira de cinzas.

Hospital César Cals consolida-se na área da cirurgia bariátrica

Do Site do Governo do Ceará:

O programa de cirurgia bariátrica do Hospital Geral Dr César Cals (HGCC), unidade da rede de hospitais da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), atua desde 2012. De lá para cá, muitos avanços foram conquistados, como a realização de todos os procedimentos por videolaparoscopia, uma cirurgia menos invasiva que proporciona uma recuperação mais rápida, e a disponibilização do balão intragástrico, que auxilia os obesos extremos na perda de peso, etapa essencial do pré-operatório, para que possam fazer a cirurgia de maneira mais segura.

É o caso de Verika Alves de Oliveira, 21 anos, que, mesmo tendo indicação do uso do balão, optou por seguir somente as orientações do tratamento clínico. Ela observou bem a recomendação da nutricionista e fez caminhada diariamente. Com isso, conseguiu diminuir 48 kg durante a preparação para a cirurgia. Para se ter uma ideia, antes de iniciar o tratamento, Verika pesava 164 kg, com 1,65 m de altura e Índice de Massa Corpórea (IMC) de 60.2. Os médicos recomendam uma redução de pelo menos dez por cento do peso total, mas ela foi muito mais além. Atualmente, o IMC é de 42.6 e perdeu 48 kg.

Para Francisco Ney Lemos, coordenador da Unidade de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, o sucesso do tratamento está aliado à prática integrada do serviço, com destaque para a fase de preparação e pós-cirúrgico. O pré-operatório é essencial para resultados ainda mais positivos, pois é o momento para tornar o paciente apto para a cirurgia, diminuindo os riscos. Segundo ele, a intervenção cirúrgica é a última etapa do procedimento para emagrecer, quando todas as outras tentativas foram frustradas. Daí a importância de seguir todo o tratamento indicado pelos diversos profissionais que integram a unidade, como cardiologista, pneumologista, cirurgião, endocrinologista, nutricionista, psicólogo, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, enfermeira e assistente social.

O tratamento inicia no posto de saúde, depois o paciente é encaminhado para o Hospital César Cals, onde faz a primeira consulta com o especialista. A partir daí, ele passa pelos demais profissionais que farão um acompanhamento individual até chegar à cirurgia, quando necessário explica Ney Lemos. Ele afirma ainda que o foco não deve ser somente a cirurgia, mas toda a preparação, que começa com a mudança de hábitos, e também o pós-operatório, no qual o paciente deve seguir as recomendações médicas, bem como manter uma vida aliada à prática de exercícios físicos e alimentação saudável.

Redes sociais viram fonte de provas em processos judiciais

As redes sociais estão sendo cada vez mais usadas como um meio de prova em processos judiciais. Atualmente, pesquisas nesses sites têm propiciado desde a identificação de fraudes até mesmo a descoberta da existência de bens de réus, posteriormente penhorados para o pagamento de dívidas.

Hoje, ao menos 30% das provas apresentadas em ações judiciais são obtidas nas redes sociais.

Para o juiz substituto em 2º grau na 24ª Câmara do TJ-SP, João Batista Amorim Vilhena Nunes, o processo e os julgadores adaptam-se às novas formas de prova. “Havendo mais essa maneira de se fazer prova, ela não pode ser dispensada”, diz.

(Valor Econômico)

Professores do Programa Educação a Distância da UFC Virtual cobram salário de dezembro

Professores que atuam como tutores do Programa Educação a Distância, do instituto UFC Virtual, estão com bolsas atrasadas desde dezembro. O caso atinge cerca de 100 tutores que reclamam o pagamento.

O atraso da bolsa atinge todos os tutores nacionais, já que a responsabilidade pelo desembolso é do Ministério da Educação, via  Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoa do Ensino Superior (Capes).

Com a palavra o ministro Cid Gomes (Educação).

Operação Lava-Jato causa efeito nas obras da Transposição do rio São Francisco

foto dilma transposição são francisco

Dilma Rousseff posou num trecho da obra durante a campanha eleitoral.

Os funcionários da construtora Mendes Júnior, nas obras de Transposição do Rio São Francisco, já começaram a sentir os efeitos da operação “lava jato”.

Sem crédito na praça e sem receber da estatal, a construtora não fez o pagamento da segunda parcela do 13º salário, previsto para 20 de dezembro, para os cerca de 500 empregados que continuam na obra.

Além de entrar com uma ação na Justiça reivindicando o pagamento do 13.º salário e por dano moral coletivo, o sindicato fará hoje uma mobilização na BR-232 para protestar contra a situação.

(Com Estado de S. Paulo)

Cid Gomes mantém petista mineiro como secretário-executivo da Educação

O ministro da Educação, Cid Gomes (Pros), decidiu manter Luiz Cláudio Costa, indicado pelo PT de Minas Gerais, na secretaria-executiva do Ministério da Educação.

Cid, aos poucos, começa a formar sua equipe numa pasta que, pelo discurso de posse da presidente Dilma Rousseff, tem uma responsabilidade imensa.

Ou alguém se esqueceu do slogan do segundo governo dilmista – “Brasil, Pátria Educadora”?

Cid Gomes vai ser papai de novo

Cid e Maria Celia Ferreira Gomes

Cid e sua mulher, Maria Célia, e o segundo rebento a caminho.

O ministro Cid Gome (Educação) é aguardado nesta sexta-feira, em Fortaleza. Segundo a querida colunista Sônia Pinheiro, do O POVO, nada de compromissos oficiais.

Cid vem assistir ao nascimento do seu segundo filho com Maria Célia e que vai se chamar Pedro. O parto cesariana ocorrerá neste sábado.

Arialdo Pinho – Acquadrio do Ceará será um novo Beach Park

Arialdo2

Da Coluna Embarque, do jornalista Ivonildo Lavor, no O POVO Online desta quinta-feira:

Reter o turista na cidade, para que ele passe pelo menos um dia a mais de sua viagem em Fortaleza. Essa expectativa do novo secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, feita em conversa com este colunista mesmo antes de passar por sua cabeça assumir esta nova missão, norteará o projeto do Acquário Ceará, previsto para começar a operar ainda este ano.

Presume-se, no entanto, que o Acquário não será apenas um equipamento voltado para o aspecto cultural e científico, mas se transformará em novo polo de lazer e entretenimento para o turista que visita Fortaleza, um novo “beach park”, como ele afirmou.

A proposta não é ‘concorrer’ em termos de atratividade com o parque aquático. Mas oferecer ao visitante a opção, de pelo menos um dia de sua estada na cidade, visitar o Aquário e utilizar as áreas de banho e consumir nos restaurantes do equipamento. Ao mesmo tempo proporcionar ao turista a oportunidade de conhecer restaurantes, comprar confecção e circular por outros locais atrativos da capital cearense.

A questão de Fortaleza como ‘cidade dormitório’, onde o turista passa o dia visitando as praias do litoral e chega à noite nos hotéis, cansado e sem ânimo para conhecer novos locais da capital, deve começar a mudar com a chegada do Acquário.

Orçamento Geral da União – Bloqueio de R$ 1,9 bilhão ao mês

“O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão divulgou nota esclarecendo que o bloqueio do Orçamento da União, publicado em decreto hoje no Diário Oficial da União, significa retenção de R$ 1,9 bilhão ao mês. A nota também informa que a medida se faz necessária frente às incertezas sobre a evolução da economia, o cenário fiscal e o calendário do Poder Legislativo, que só retomará suas atividades a partir de fevereiro.

O decreto de Execução Orçamentária limita as despesas discricionárias de custeio dos órgãos da administração direta, fundos e entidades do Poder Executivo.

Enquanto não houver a publicação da Lei Orçamentária de 2015 (LOA 2015), em discussão no Congresso Nacional, a execução mensal dessas despesas estará limitada a um dezoito avos da dotação prevista no Projeto de Lei Orçamentária 2015 (Ploa 2015). Este valor impõe uma limitação adicional de 33% em relação ao valor autorizado pela Lei de Diretrizes Orçamentárias 2015 (LDO 2015), informa a nota.”

(Agência Brasil)

Arlindo Chinaglia perde terreno para Eduardo Cunha

arlindocunha

“Aliados de Arlindo Chinaglia estão preocupados com a falta de estrutura e de organização de sua campanha à presidência da Câmara dos Deputados. Candidato há três semanas, Arlindo só conseguiu acertar, até agora, viagens de campanha ao Rio de Janeiro e ao Espírito Santo, amanhã.

Também falta material a Chinaglia. A sua equipe ainda não distribuiu nenhum adesivo ou folheto com suas propostas.

Eduardo Cunha já foi a dezesseis Estados. Na semana que vem, volta a visitar o Nordeste e o Norte, para ir a todas as capitais até o fim do mês. A sua campanha conta até com um DVD que enumera suas propostas.

DETALHE – Arlindo Chinaglia (PT/SP) visitará Fortaleza dia 13 próximo, enquanto seu adversário, Eduardo Cunha (PMDB/RJ) fará o mesmo, também em ritmo de campanha, dia 16 próximo.

Publicidade em lixeiras dos aeroportos da Infraero acaba em briga judicial

infraero

“As maiores empresas que exploram publicidade nos aeroportos brasileiros estão indo à Justiça contra a Infraero. O motivo é um edital lançado pela estatal para a colocação de lixeiras recicláveis nos saguões. E qual é o problema com as lixeiras?

A Coletiva, empresa que venceu a licitação – era a única concorrente – ganhou também o direito de explorar publicidade em 989 pontos junto aos recipientes, em dez aeroportos. A queixa das concessionárias é que a Coletiva tem de pagar à estatal apenas 1% do que elas desembolsam mensalmente pelo direito de explorar os painéis eletrônicos.

Um dos argumentos das empresas para contestar a exploração de publicidade nas lixeiras nos aeroportos é que a EPP, nome de batismo da Coletiva, elevou seu capital de 5 000 reais para 1 milhão de reais menos de três meses antes de participar da concorrência da Infraero.

O texto do edital rezava que o capital mínimo exigido para a habilitação era de 1,778 milhão de reais. Apesar disso, a única concorrente foi a vencedora.”

(Veja Online)

Vicentinho lamenta uso da tese de privatização da Petrobras em meio a escândalo na estatal

vientihoo

Em clima de férias pelo litoral cearense, o líder do PT na Câmara, Vicentinho, lamentou que muitos setores políticos e empresariais estejam se aproveitando do escândalo envolvendo a Petrobras, para apregoar a tese de privatização da estatal.

Vicentinho, que andou conversando com a mídia local, diz que o PT é contra e que o Governo Dilma, em hipótese alguma, seguirá essa trilha.

Ele permanecerá no Ceará até o dia 13, quando acompanhará Arlindo Chinaglia, candidato a presidente da Câmara dos Deputados, que por aqui conversará com parlamentares em busca de apoio.

Uma homenagem ao “poeta vira-lata”

101 1

mariogomesopoetaviralata-02

Com o título “Mário Gomes, o poeta vira-lata”, eis uma crônica, em forma de homenagem, que o escritor Ricardo Kelmer estampou em seu Blog. Confira:

Era um burburinho que rodava dentro da cabeça dele, sem parar. Uma noite rodou, rodou e pariu um poema. E ele riu da própria marmota. Descobriu-se poeta.

Rapaz, trabalhar com redemoinho no juízo não dá. Veio-lhe aí a revelação, aquilo que todo cão vira-lata sabe: se é pelas ruas que a vida livre escorre em poesia, bebamos de sua sagrada putaria. Então batizou-se boêmio e vagabundo.

Rebelando-se contra tudo que não rima com liberdade, um dia ele fugiu do manicômio. Lá no alto, a lua se apaixonou, a andarilha do céu, e jurou protegê-lo em suas perambulanças e traquinagens. Assim, sempre sem dinheiro mas abençoado, fez-se aventureiro: em São Paulo foi preso, mas escapuliu, por se fingir cineasta para as mulheres, em Minas se atrasou e não embarcou no ônibus que viraria na estrada, e lá nos cafundós da Bahia escapou de morrer no veneno de um vatapá na encruzilhada.

Ah, ele sumia por meses, mas Fortaleza sempre o recebia de volta. Todo lascado de surras e prisões, mas uma ruma de história mirabolante para contar. À tarde, na Praça do Ferreira, o vento malandro a brincar de subir a saia das moças, era com suas errâncias quixotescas e os versos obscenos que o povo se encantava, ele lá, de paletó sem gravata, camarada e bonachão. Fiel se manteve ao ofício de sua nobre vagabundagem, vivendo sem amanhãs, e sempre o acudia um troco para a janta e o cigarro. De tanto encarnar o surreal da vida, ainda vivo virou lenda. Assim foi que um dia, ele contando orgulhoso da aposentadoria por invalidez mental, que os amigos entenderam: cidade bendita a que provê seus poetas mais puros.

Nos seus livros publicados, a arte intuitiva brincava sem parâmetros, feito criança travessa que, sem atinar, aponta o absurdo da existência. Era por isso que ele podia colher uvas no pé de cana até chegar o homem das laranjas. Por isso ele, só ele, foi comido vivo em banquete por Odete, Judite e Maria Helena. Por isso que em seu braço a formiga bebia água e de sua merda uma tarde voaram borboletas. Porque só o poeta que reflete a lucidez primitiva do desconexo sabe que na vitrine a manequim tem fome.

Tua amada, cadê?, são as estrelas a lhe indagar na solidão das madrugadas. Ela não veio, responde magoado, e vira a cachaça. Agora, debilitado e maltrapilho, defende-se como pode de velhas assombrações, os eletrochoques, aquela virgem ingrata que lhe negou um nheconheco, a surra da multidão em Salvador por lhe confundirem com um bandido… Agora, veja só, lhe proíbem de recitar seus poemas onde antes era aplaudido, como se atrevem? E esses moleques idiotas, que lhe acordam com pedradas, acham que é mendigo, não sabem que saiu no jornal, que o mulherio gama só de olhar? A mãe, tadinha, morrera, ela que cuidava de lhe dar os remédios que sossegavam os burburinhos, e que agora já não parem poemas. Dizem que virou espectro vagante, que é melhor ir para a casa de repouso, que morreu mês passado, ah, não entendem porra nenhuma. Aquele bar ali, outro dia lhe negaram um resto de pão que sobrou na mesa, vão tomar no cu. Felizmente as ruas sabem quem ele é. E pode lavar a calça no banheiro do teatro. E embaixo da passarela ainda lhe deixam dormir. E descansar a carcaça. E sonhar seu sonho louco de liberdade radical…

Ele se foi numa tarde sem vento, com os fogos do ano novo a ignorar sua partida. Como não tinha documento, não podiam liberar o corpo para o velório na biblioteca. Mas ele é o poeta Mário Gomes, os amigos tiveram de explicar. Era a sua credencial, de mais não carecia para adentrar a posteridade. Lá no alto, a lua grávida dele não quis falar. Por detrás do Universo, Jesus tomou uma com Satanás. E mais além, na Praça do Ferreira, um vira-lata rodou, rodou e mijou um minuto de silêncio.

FGV – Indicador de desemprego avançou 2% em dezembro

“O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) avançou 2% em dezembro, atingindo 76 pontos, após recuar 0,3% no fechamento de novembro, de acordo com informação divulgada hoje (7) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicador sinaliza a tendência do emprego no horizonte de curto e médio prazo. Embora o indicador continue historicamente em nível extremamente baixo, o resultado confirma tendência de alta no fechamento do ano, após período de fortes quedas entre março e setembro de 2014.

Na avaliação da economista do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da FGV Sarah Lima, embora a série de médias móveis trimestrais já apresente tendência positiva, “os números ainda não permitem distinguir se estamos observando uma reversão de tendência ou uma calibragem frente ao pessimismo exacerbado das expectativas nos meses anteriores”.

As informações da FGV indicam que entre as variáveis que contribuíram positivamente para a evolução do IAEmp é possível destacar o indicador de otimismo dos industriais com a situação dos negócios nos seis meses seguintes, com variação positiva de 8,7% na margem. O indicador combina dados extraídas das sondagens da indústria, de serviços e do consumidor, e possibilita antecipar os rumos do mercado de trabalho.

Já o Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) recuou 1,1% em dezembro, atingindo 73,6 pontos. Embora essa tenha sido a primeira queda do ICD em nove meses, ela ainda não foi suficiente para reverter a tendência de alta observada nos meses anteriores, conforme mostra também o indicador de médias móveis trimestrais.”

(Agência Brasil)

Ministra garante: Bolsa Família não terá cortes

“A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Tereza Campello, foi reconduzida hoje (7) ao cargo. No fim da cerimônia, em entrevista aos jornalistas ela disse que o Programa Bolsa Família não sofrerá cortes e que o MDS, com outros Ministérios, fará parte de um esforço para redução de gastos. “Existe um esforço conjunto de reduzir custos da maquina administrativa. Sempre é possível melhorar o gasto público. Faremos parte do esforço, sem reduzir direitos. Esta é a orientação da presidenta”, salientou.

Sobre as conquistas dos últimos anos, Tereza Campello enfatizou o investimento na área social. Para este ano, estão previstos cerca de R$ 70 bilhões. A ministra também chamou atenção para áreas onde os recursos são gastos, como acesso à água, qualificação profissional e educação. “Acho que o grande legado dessa ação conjunta é o trabalho intersetorial com as áreas de saúde e educação”, ressaltou a ministra

Entre os desafios da pasta para os próximos quatro anos de governo, ela destacou a geração de oportunidades. “Temos um desafio grande com a qualificação profissional, porque nos interessa aproximar cada vez mais o público da qualificação profissional com as vagas de emprego no Brasil”. Outro destaque foi a luta contra o preconceito à população mais pobre. “Há um esforço para reduzir o preconceito contra a população pobre, que é trabalhadora e quer oportunidades. Este esforço é de todo Brasil”.

No discurso de posse, Tereza Campello registrou as ações realizadas pelo ministério. Lembrou, por exemplo, a antecipação do cumprimento de metas do Programa Brasil sem Miséria. “Fizemos tudo que nos comprometemos a fazer. Aliás, fizemos mais do que prometemos. Batemos todas as metas antes do prazo”, concluiu.”

(Agência Brasil)

A queda do Império de Sarney

133 2

sarnnn

Com o título “Maranhão em Transe”, eis artigo de Rodrigo Cardoso, aluno do Curso de Direito da Unifor. Ele aborda a trajetória e a derrocada da Família Sarney. Confira:

José Sarney é imortal, da Academia Brasileira de Letras, apesar de ser um escritor medíocre. Para variar, ele necessita que a embaixada brasileira compre seus livros na Alemanha para que os mesmos sejam editados por lá. Mas, talvez, a sua melhor obra seja a própria biografia política, pois ela personifica a maioria dos políticos brasileiros atuais. A biografia de Sarney será para a posteridade a nossa “Casa Grande e Senzala” de Gilberto Freyre, pois irá traduzir para os nossos netos como é a política nos dias de hoje.

José Sarney iniciou sua vida pública como deputado federal pelo Maranhão, depois de “roubar” o nome do seu pai. O jovem desconhecido Ribamar se transformou em Zé do Sarney para ser eleito. O jovem deputado fez parte da Banda de Música da UDN no início da década de 1960 – um grupo de jovens deputados “progressistas”, que tentavam reformular o partido, mas não teve grande êxito nessa empreitada.

Sarney conseguiu crescer mesmo na sua carreira política após o Golpe Civil-Militar de 1964, apoiando Castelo Branco e os demais governantes que se seguiram, características pelas quais ficaria famoso. Sarney, ao contrario de Che Guevara que dizia “se hay gobierno soy contra”, prefere adotar “se há governo estou dentro”. Essa característica seria fundamental para o prócer maranhense se tornar governador do pobre estado do Maranhão em 1965. Mais ainda: para ser, tempos depois, o principal fiador no Congresso Nacional de todos os governos na “Nova República” e ser eleito quatro vezes presidente do Senado Federal.

O Maranhão foi comandado pela herdeira política de Sarney; sua filha,  Roseana Sarney, que estava à frente do Estado pela quarta vez. O Maranhão enfrenta talvez sua maior crise na história: contas a pagar, crises na segurança pública, uma barbárie que foi exposta ao vivo nas televisões de todo o país. A crise chegou ao seu apogeu quando na prisão de Pedrinhas, partiu a ordem para que bandidos atacassem ônibus em circulação na cidade em represália à entrada da Polícia Militar na cadeia, depois de mais uma rebelião sangrenta. O estado do Maranhão era um feudo comandado pelo senador José Sarney. O estado vive agora em intensa ebulição, pois nestre ano acabou a dinastia da família Sarney.

Antes do fim da Era Sarney, o governo do Maranhão comandado por aliados do senador, renovaram, nos últimos dois meses, 172 convênios com prefeituras. Praticamente todas as administrações beneficiadas são governadas pelos aliados do grupo político de Sarney. A gestão de Roseana Sarney deixa ainda um rombo de ao menos 641 milhões de reais nos cofres do governo do Maranhão. O valor ainda é preliminar e foi calculado pela equipe do governador recém-empossado Flavio Dino (PCdoB-MA) a partir das primeiras análises das contas públicas.

A história brasileira é peculiar, pois foi o Partido Comunista do Brasil que acabou a “ditadura” do Sarney, ao eleger o primeiro governador da história do partido – logo no estado em que uma oligarquia se perpetuava a mais de 50 anos. O governador Flavio Dino promete dar um banho de capitalismo e democracia no estado.

O Maranhão foi retratado em um documentário de Glauber Rocha em 1966, que o produziu a pedido do então jovem governador eleito José Sarney. Durante esses quase 50 anos de domínio, o Brasil passou por diversas transformações, mas o Maranhão quase nada mudou.

O cineasta Glauber Rocha que usou o documentário Maranhão 66 para produzir Terra em Transe, sua principal obra cinematográfica, poderia fazer um grande filme sobre o fim da dinastia Sarney no Maranhão, caso estivesse vivo, pois teria a sua disposição diversos equipamentos ultramodernos. Porém, o seu filme teria a mesma matéria prima do de 1966, ou seja, a pobreza dos maranhenses, claro aqueles que não são apadrinhados ou da família Sarney.

* Rodrigo Cardoso,

Aluno do Curso de Direito da Unifor.

Varejo fecha com apenas 3,7% de crescimento em 2014

51 2

“O movimento do comércio varejista cresceu 3,7% em 2014. O levantamento, divulgado hoje (7) pela Serasa Experian, foi feito com base em consultas feitas por 6 mil empresas à base de dados da consultoria. A expansão foi a menor para o setor nos últimos 11 anos. Em 2013, o comércio teve aumento de 5,2% em suas atividades.

Os setores com melhores resultados foram supermercados, alimentos e bebidas – com alta de 3,9%, e vestuário e calçados – crescimento de 3,4%. O ramo de combustíveis e lubrificantes registrou expansão de 1,2% e o segmento de móveis, eletroeletrônicos e equipamentos de informática teve alta de 0,9%. O único resultado negativo foi das lojas de materiais de construção, com queda de 6,5% no movimento ao longo de 2014.

Segunda a Serasa, o “fraco” desempenho do comércio no último ano foi causado pela alta nos juros e na inflação, especialmente na primeira metade do ano. A queda da confiança dos consumidores e o endividamento das famílias também contribuíram para o resultado, de acordo com a análise da consultoria.”

(Agência Brasil)