Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

STJ nega pedido de Ciro para suspender indenização a Collor

O Superior Tribunal de Justiça negou, nesta terça-feira (26), pedido do presidenciável Ciro Gomes (PDT) para suspender o pagamento de indenização ao senador Fernando Collor (PTC) por ofensas ditas em 1999. Nessa época, Ciro se referiu a Collor como “playboy safado” e “cheirador de cocaína”.

A informação é da Folha, adiantando que o pedetista foi inicialmente condenado a pagar R$ 100 mil por danos morais, mas o Tribunal de Justiça de São Paulo reduziu a indenização para R$ 60 mil.

O ex-presidente pediu o depósito de R$ 301 mil ao requerer a execução provisória da condenação, contando juros moratórios. Ciro Gomes pretendia a suspensão da condenação até o julgamento de um recurso interposto no STJ.

89% dos brasileiros consideram saúde péssima, ruim ou regular

Oitenta e nove por cento dos brasileiros classificam a saúde – pública ou privada – como péssima, ruim ou regular. A avaliação é compartilhada por 94% dos que possuem plano de saúde e por 87% dos que dependem do Sistema Único de Saúde (SUS), segundo dados apresentados hoje (26) pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

A pesquisa, realizada pelo Instituto Datafolha, tem abrangência nacional e ouviu 2.087 pessoas – 59% delas residentes no interior. A amostra, composta por homens e mulheres com idade superior a 16 anos, respondeu a um questionário estruturado que dispõe ainda sobre a expectativa dos brasileiros sobre a atuação dos próximos governantes e parlamentares em relação à assistência médica.

Para os entrevistados, os políticos que vencerem o pleito deste ano devem adotar medidas que combatam a corrupção na área da saúde (26%); reduzam o tempo de espera por consultas, exames, cirurgias e outros procedimentos (18%); aperfeiçoem a fiscalização dos serviços na rede pública (13%); fomentem a construção de mais postos e hospitais (11%); e garantam melhores condições de trabalho e de remuneração para médicos e outros profissionais da área (9%).

SUS como prioridade

A valorização do SUS como política social relevante aparece com ênfase na pesquisa. Os números mostram que, para 88% dos entrevistados, o sistema deve ser mantido no país como modelo de assistência de acesso universal, integral e gratuito para brasileiros, conforme previsto em seus princípios e diretrizes legais.

Falta gestão e recursos

De acordo com o estudo, 83% das pessoas ouvidas acreditam que os recursos públicos não são bem administrados; 73%, que o atendimento não é igual para todos; e 62%, que o SUS não tem gestores eficientes e bem preparados. Entre os 14 serviços disponíveis em postos e hospitais analisados pelo estudo, 11 foram alvo de críticas.

Dificuldade de acesso

Os dados mostram que, entre os itens com maior dificuldade de acesso na rede pública estão: consultas com médicos especialistas (74%); cirurgias (68%); internação em leitos de UTI (64%); exames de imagem (63%); atendimento com profissionais não médicos, como psicólogos, nutricionistas e fisioterapeutas (59%); e procedimentos específicos como diálises, quimioterapia e radioterapia (58%).

Principais gargalos

A análise dos dados sugere que, de forma geral, a percepção de mau atendimento decorre de problemas registrados ao longo do processo, como o tempo de espera para ter uma resposta do SUS para uma demanda encaminhada, item apontado por 24% dos entrevistados.

Também são vistos como vilões a falta de recursos financeiros para o SUS (15%) e a má gestão administrativa e operacional do sistema (12%). Questões como a falta de médicos (10%) e a dificuldade para marcar ou agendar consultas, cirurgias e procedimentos (10%) completam o topo do ranking.

O tempo de espera é o fator com avaliação mais negativa do SUS – o item é apontado como maior gargalo na rede pública para 82% dos entrevistados que buscam consulta, 80% dos que precisam de um exame de imagem e para 79% dos que aguardam cirurgia.

Na semana de realização das entrevistas (9 a 16 de maio), 39% dos entrevistados declararam estar aguardando algum tipo de atendimento na rede pública, índice nove pontos percentuais maior do que o registrado em pesquisa semelhante realizada pelo CFM em 2014.

Para o presidente do CFM, Carlos Vital, os resultados da pesquisa demonstram claramente uma posição de insatisfação por parte da sociedade brasileira e não devem ser ignorados pelos candidatos ao pleito de outubro. “Esses números falam por si só. Precisamos ter mais sensibilidade política, financiamento mais adequado, gestão mais eficiente”, concluiu.

(Agência Brasil)

Confiança do consumidor atinge menor nível desde agosto

O Índice de Confiança do Consumidor, medido pela Fundação Getulio Vargas, caiu 4,8 pontos de maio para junho deste ano. Com a queda, o indicador atingiu 82,1 pontos em uma escala de zero a 200, o menor nível desde agosto de 2017 (81,4 pontos).

Em junho, as avaliações dos consumidores pioraram tanto em relação ao momento atual quanto em relação ao futuro. O Índice de Situação Atual, que mede a confiança em relação ao presente, recuou 5,4 pontos e chegou a 71,8 pontos, o menor nível desde setembro de 2017 (71,2 pontos).

Já o Índice de Expectativas, que mede a confiança em relação aos próximos meses, caiu 4,2 pontos e chegou 90 pontos, o menor nível desde agosto de 2017 (89,9 pontos).

De acordo com a coordenadora da Sondagem do Consumidor da FGV, Viviane Seda Bittencourt, a greve dos caminhoneiros, no final de maio, contribuiu para “o aprofundamento da tendência de queda da confiança que se desenhava nos meses anteriores. Com perspectivas negativas sobre o mercado de trabalho, as famílias vão se tornando bastante conservadoras com os gastos, o que deve causar impacto negativo no crescimento econômico no segundo semestre”.

(Agência Brasil)

Brasil e Sérvia: Rivais, mas nem tanto

281 1

Com o título “Brasil e Sérvia: Rivais, mas nem tanto”, eis artigo do jornalista Carlos Mazza, que pode ser conferido também no O POVO desta terça-feira. Ele expõe detalhes de um cenário político entre os dois Países e a Copa. Confira:

Prestes a entrarem em campo em polos opostos de partida decisiva, Brasil e Sérvia mantém relações bem distintas da rivalidade dos gramados na diplomacia internacional. Há mais de dez anos, somos o principal aliado ocidental da Sérvia na controversa questão da independência do Kosovo, declarada unilateralmente pela maioria albanesa da região secessionista em 2008.

A questão é pouco conhecida por aqui, mas voltou recentemente aos holofotes após jogadores suíços de raízes kosovares comemorarem gols na Copa do Mundo com gestos referentes ao símbolo da bandeira da Albânia. O impasse étnico pode parecer pouco para o Brasil – País besta que ainda insiste que índio só é índio se viver no mato sem calça nem celular –, mas está longe de ser.

Atualmente, mais de cem países – incluindo todas as grandes potências do G7 – reconhecem a independência do Kosovo, bancada pelos EUA contra normas do Conselho de Segurança da ONU. Do outro lado, a Rússia, junto com China e mais de 70 membros da ONU, incluindo o Brasil, tomam lado da Sérvia na disputa. Entre o mundo ocidental, principais aliados sérvios acabam sendo Espanha – muito mais por conta do próprio impasse étnico da Catalunha – e o Brasil.

O brasileiro nem sabe, mas tivemos inclusive protagonismo na questão. Nos anos 1990, Fernando Henrique Cardoso foi um dos principais líderes mundiais a se posicionar contra bombardeios da Otan na antiga Iugoslávia durante a Guerra do Kosovo. Em 2015, o governo Dilma Rousseff (PT) foi festejado após emitir visto sérvio para a então presidente do Kosovo, Atifete Jahjaga. Em passagem pelo Brasil para participar de evento com Rousseff, Jahjaga reagiu com indignação ao “presente” e cancelou a viagem. Anos depois, nem mesmo a ascensão do PSDB – bem mais simpático aos EUA do que à Rússia – ao comando da política externa nacional alterou relação amistosa entre brasileiros e sérvios na arena diplomática.

Inaugurada em jogo com time tradicional sérvio, o Estrela Vermelha de Belgrado, a Arena Otkritie deverá dar torcida maior para a Sérvia na partida decisiva contra o Brasil, valendo vaga nas oitavas. Vamos esperar que, só desta vez, o Brasil deixe um pouco as boas relações de lado.

*Carlos Mazza

carlosmazza@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.

PSL de Bolsonaro é suspenso em São Paulo por irregularidades na prestação de contas de 2016

375 1

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo suspendeu o diretório paulista do PSL, sigla de Jair Bolsonaro (RJ), por falha na prestação de contas de 2016. A informação é da Painel, da Folha de S.Paulo desta terça-feira.

O grupo do presidenciável só assumiu a legenda em 2018, mas pode ficar proibido de lançar candidato no estado se não regularizar a situação até agosto.

O TRE desconsiderou a prestação por falta de documentos. Major Olímpio, presidente do PSL em SP e pré-candidato ao Senado, diz que vai recorrer enquanto se desdobra para levantar os dados.

(Foto  Valter Campanato, da Agência Brasil)

PF deflagra Operação Mimetismo no Ceará e no Pará

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira, a Operação Mimetismo, em sua segunda fase. O objetivo, segundo a assessoria de imprensa da Corporação, é desarticular uma organização criminosa que vinha fraudando benefícios previdenciários no Ceará e no Pará, mais precisamente em Belém. Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão: um em Caucaia/CE, três em Belém/PA, e três mandados de prisão preventiva, dois no estado do Pará e um no presídio, onde já se encontra recolhido o chefe da organização criminosa. Participaram da operação 16 policiais federais para o cumprimento dos mandados expedidos pela 32ª vara da Justiça Federal no Ceará.

As investigações iniciaram em atuação conjunta da Força Tarefa Previdenciária, formada pela Delegacia de Combate aos Crimes Previdenciários no Ceará e Coordenação de Inteligência Previdenciária no Ceará com apoio da Delegacia de Combate aos Crimes Previdenciários no Pará.

Fraudes

Foi constatado, na primeira fase da Operação Mimetismo, em janeiro de 2018, a partir de material recolhido, que os integrantes haviam fraudado 103 benefícios previdenciários e 20 contas bancárias que teriam movimentado valores decorrentes de pagamentos efetuados indevidamente pelo INSS.

Durante as investigações, foi verificado um prejuízo de R$ 7,6 milhões e projeção de dano em torno de R$ 9,4 milhões. Além das prisões preventivas, foram sequestrados os valores nas contas bancárias, bem como o bloqueio dos benefícios tidos como fraudulentos.
Os envolvidos responderão pelos crimes de estelionato previdenciário, associação criminosa, falsificação de documento público e particular, falsidade ideológica, uso de documentos falso e lavagem de dinheiro.

MIMETISMO – Designação que se refere à habilidade que alguns seres possuem de se camuflar, objetivando se esconder de seus predadores.

Comissão do Ceará busca na Alemanha negócios para a ZPE

Da Coluna O POVO Economia, assinadas pela jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta terça-feira:

Políticas comerciais, desafios digitais e até cooperação na área médica. Estes assuntos estão na pauta do 36º Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA 2018) aberto oficialmente ontem, em Colônia, na Alemanha. A pauta de discussão do evento interessa a vários setores, mas o Ceará tem pressa em fechar novos contratos com investidores, e montou uma agenda de rodadas de negócios.

O presidente da ZPE Ceará, Mário Lima Júnior, e o diretor-comercial da companhia, Roberto de Castro, que estão em Colônia, terão encontro com o vice-presidente do KFW Ipex-Bank (banco comercial, com sede em Frankfurt), Frank Breitenbach. A instituição alemã atua na área de financiamento de exportação e projetos internacionais.

Também consta na agenda reunião com o assessor sênior da consultoria IDA Group, Pablo Oliveira Nicolitz. O IDA trabalha com assuntos governamentais, comércio e financiamento, com escritórios em São Paulo, Bruxelas, Berlim, Londres, Xangai, Hong Kong, Ottawa e Tóquio.

A estratégia, como já tinha sido dito antes pela coluna, passa pela estruturação da área de expansão da ZPE.

Setor turístico está otimista com as férias de julho

Controlador da agência Casablanca Turismo, Henrique Sérgio Abreu encontra-se em São Paulo. Na condição de diretor da Associação Brasileira das Agências de Viagem (Abav), participa de reunião que prepara o próximo congresso da entidade. Ele diz que a Capital paulista deve ser a sede do evento, já marcado para setembro próximo.

Sobre as férias de julho, se diz otimista, apesar da onda de crise em alguns segmentos do País.

A Casablanca Turismo vem embarcando vários grupos de estudantes em excursões culturais pelo País e apostando também nos pacotes para a Disney (EUA). Mas a agência mantém o foco no negócio que lhe garante o primeiro lugar no Norte e Nordeste: viagens corporativas.

(Foto – Paulo MOska)

Lula avisa que não é “pombo-correio para usar tornozeleira”

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva deu, nesta segunda (25), um recado claro à banca de advogados que o auxilia.

Ele voltou a afirmar que não tem interesse em pena alternativa e disse que não é “pombo-correio para andar com tornozeleira”. A informação é da Folha de S.Paulo desta terça-feira.

No recurso em que pede para o Supremo Tribunal Federal analisar pedido de liberdade do petista, os advogados dizem que “o dano concreto que se objetiva cessar é dirigido à liberdade do agravante” — e a palavra liberdade foi grifada.

(Foto – Marlene Bergamo, Folhapress)

PSB sinaliza apoia ao presidenciável Ciro Gomes

Os presidentes regionais do PSB dos 27 estados estiveram reunidos, nessa segunda-feira à noite, em Brasília, com o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira. O tema foi a posição da legenda no quadro da sucessão presidencial.

Segundo o deputado federal Odorico Monteiro, os presidentes avaliaram duas teses do PSB: uma aliança com o PDT, mais precisamente um alinhamento ao pré-candidato Ciro Gomes; ou não apoiar nenhum candidato.

A maioria sinalizou pró-Ciro Gomes, mas o presidente Carlos Siqueira preferiu marcar reuniões do diretório e da executiva nacionais para o dia 20 de julho quando, enfim, o partido tomará sua decisão final.

Odorico se diz otimista na tese de que o PSB acabará apoiando o presidenciável Ciro Gomes.

(Foto – Divulgação)

Bolsonaro e Boulos cumprem agenda em Fortaleza nesta semana

O pré-candidato à presidência da República pelo Psol, Guilherme Boulos, vai cumprir agenda em Fortaleza na próxima quinta-feira. A informação é da assessoria de imprensa do partido. Boulos virá participar, às 18h30min, de um seminário que definirá as diretrizes da plataforma nacional de campanha na área da Segurança Pública. Esse encontro ocorrerá no auditório do anfiteatro da Arquitetura (UFC).

Também prestigiará o lançamento, na sede do Psol, às 20 horas, da pré-candidatura ao governo do Ceará. A chapa terá o bancário Aílton Lopes para governador, e Anna Karina Cavalcante para vice-governadora. Após o evento, haverá uma festa em alusão ao Dia do Orgulho LGBT. Na agenda de Boulos também está previsto almoço, ao meio-dia, com professores da Uece no R.U do Itaperi. Ele chega coincidindo com o início da visita que outro presidenciável fará à Capital cearense.

Na quinta-feira, Jair Bolsonaro (PSL) desembarcará também para cumprir agenda de encontros com militantes à tarde na Praça Portugal, com dirigentes do PSL e com empresários, às 19 horas, no Hotel Praia Centro, articulado pelo ex-presidente do CIC, José Dias.

(Fotos – Alice Vergueiro, da Folhapress, e Valter Campanato, da Agência Brasil)

Festival Vida & Arte: Insights

Com o título “Festival Vida & Arte: Insights”, eis o Editorial do O POVO destacando o maior evento multicultural do País, realizado no fim de semana, no Centro de Eventos e que traz a marca do Grupo de Comunicação O POVO e Fundação Demócrito Rocha. Confira:

Alimentar a alma e sorver o espírito – esse poderia ser o resumo (se algo dessa espécie pudesse ser resumido) da experiência impactante traduzida no turbilhão de ideias, sentimentos, agregações, encontros e vivências possibilitados pelos dias arrebatadores do Festival Vida & Arte, entre 21 e 24 de junho, promovido pela Fundação Demócrito Rocha.

São nesses momentos de comunhão indizível com a imaginação criativa que se adentra o campo infinito das possibilidades emergentes, permitindo que se catalisem energias criadoras, até então represadas pela rotina cinzenta dos hábitos rotineiros, e se desencadeie o processo disjuntivo das erupções culturais. Nesse processo, tudo vira chama e eletricidade e aceleram-se sinapses impulsionadoras de energias criativas e insights clarividentes que se espargem sobre o tempo-espaço fomentando circuitos de saberes não-vocalizados e de junções transformadoras. Assim, espocam artes e intelectos, deixando um rastro de fogo vivencial que a tudo arrasta ao derredor, fomentando momentos de comunhão e sinergia abrasadoras, iluminando e revelando espaços abscônditos, nunca suspeitados. E todos podem, enfim, se contemplar com novos olhos e enxergar “novos céus e novas terras”, onde antes só existiam desertos ressecados pela mesmice.

Essa experiência, agora plenificada, iniciada no Festival Vida&Arte, em 2003, e repetida em 2005, buscou aprimoramento e universalidade holísticos para corresponder, ao máximo, à abrangência das aspirações de um público faminto de alimentos culturais, numa conjuntura cada vez mais pouca afeita a essa demanda. Alimentar o espírito, longe de ser alienação e substitutivo da crueza da realidade, é possibilitar que o lúdico se entremeie com o racional e faça vibrar os acordes da criatividade de modo que o “retorno ao mercado”, como faz o velho monge montado no seu iaque, após uma ausência motivada pela busca de significado, entreveja riquezas embutidas no cotidiano, vistas sob um novo olhar transfigurante. Ao voltar a agir sobre a realidade, os que vivenciaram estes dias de comunhão celebrativa, reflexiva e de autodescoberta terão mais razões para encontrar na vida palpável de cada dia uma fonte de ressignificação e de ação transformadora.

Olhar interior, espiritualidade, reflexão do presente, jornalismo, literatura, artes, celebração, divertimento, recreação foram janelas pelas quais as pessoas congregadas pelo Festival Vida&Arte puderam contemplar o mundo exterior e recarregar as baterias da alma e, a partir desta, enxergar o fio unitivo que encadeia as várias dimensões da realidade, evitando perder-se na ilusão da separatividade exclusivistas.

Edson Fachin reverte decisão e Lula terá recurso julgado no plenário do STF

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta segunda-feira, 25, submeter ao plenário da Corte um recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que o pedido de liberdade do petista seja analisado pelo tribunal. Lula está preso em Curitiba desde 7 de abril.

A defesa de Lula pediu a Fachin “imediata reconsideração” da decisão do próprio ministro para que o pedido de liberdade do ex-presidente seja analisado pela Segunda Turma nesta terça-feira, 26. Na sexta-feira, 22, Fachin decidiu arquivar o pedido, após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negar um recurso de Lula ao STF contra os efeitos da condenação.

Caso o ministro não reconsiderasse a decisão anterior, os advogados do ex-presidente pediram que o novo recurso apresentado pela defesa nesta segunda-feira fosse submetido à Segunda Turma do STF. Fachin atendeu apenas essa segunda solicitação, mas decidiu submeter o recurso de Lula à apreciação do plenário do Supremo.

“Diante do exposto, mantenho a decisão agravada e submeto o julgamento do presente agravo regimental à deliberação do plenário, sem prejuízo de propiciar prévia manifestação da Procuradoria-Geral da República, observando-se, para tanto, o prazo regimental”, decidiu Fachin.

Agora caberá à presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, definir a data do julgamento. Integrantes do STF cogitam a possibilidade de Lula ir para a prisão domiciliar, mas sem alterar os efeitos de sua condenação, como a inelegibilidade.

Fachin havia entendido que o pedido de Lula estava prejudicado porque o TRF-4 negou, também na sexta-feira, a possibilidade de Lula recorrer ao Supremo contra a condenação no caso do triplex no Guarujá (SP), processo pelo qual cumpre pena de 12 anos e um mês por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo com a petição apresentada nesta segunda-feira ao Supremo, o fato de defesa ter recorrido contra a decisão do TRF-4 se configura como fato novo e, por isso, Fachin deve reconsiderar a situação.

“No entanto, a negativa de seguimento pela Corte Regional já foi devidamente impugnada em agravo interposto nesta data. Conforme diversos precedentes desta Suprema Corte, é possível a atribuição de efeito suspensivo a recurso extraordinário nessa situação, pois o exame final da sua admissibilidade caberá também ao Supremo Tribunal, como adiante demonstrado”, dizem os advogados.

(Agência Estado)

Setor industrial ainda sente os efeitos da paralisação dos caminhoneiros

A indústria brasileira ainda sente os efeitos dos 11 dias de paralisação dos caminhoneiros em maio. De acordo com a sondagem industrial divulgada hoje (25) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), além de terem favorecido para o aumento da ociosidade e para o acúmulo de estoques indesejados, as manifestações colaboraram para a queda na produção do país. As empresas de grande porte foram as que registraram maior prejuízo.

A produção do setor industrial caiu para 41,6 pontos em maio, ficando, segundo a sondagem da CNI, “muito abaixo” da linha divisória dos 50 pontos, que separa as situações de aumento e de queda na produção. Também houve recuo da utilização da capacidade instalada para 63%. Com isso, a ociosidade subiu para 37%.

O indicador de evolução dos estoques efetivos em relação ao planejado subiu para 53,3 pontos em maio. Variando entre zero a 100 pontos, esse indicador, quando fica acima de 50 pontos, mostra que os estoques estão acima do planejado.

Emprego

Outro índice que apresentou recuo em maio foi o referente a emprego, que, ao registrar 48,3 pontos, se afastou da linha dos 50 pontos. Na avaliação da CNI, a paralisação dos transportes de carga atingiu o setor em um momento em que ele estava com dificuldades de se recuperar.

No caso das indústrias de grande porte, o índice de evolução da produção recuou para 41,6 pontos em maio, índice pouco pior do que o registrado pelas empresas de pequeno porte (42,3 pontos).

Ainda segundo o levantamento, o nível de utilização da capacidade instalada nas grandes empresas em maio ficou em 67%, o que representa uma queda de 4 pontos percentuais na comparação com abril. No caso das médias, a queda ficou em 2 pontos percentuais. Já as pequenas registraram queda de 1 ponto percentual. O indicador de estoque efetivo, que compara o estoque atual com o que era planejado, subiu 5,2 pontos em maio frente a abril, alcançando 57,6 pontos.

A greve dos caminhoneiros atingiu também o otimismo dos empresários. “Embora ainda estejam acima dos 50 pontos, os indicadores de expectativas em relação à demanda, à compra de matérias-primas e de quantidade exportada recuaram em junho”, informou por meio de nota a CNI.

O indicador de emprego ficou em 48,9 pontos, o que, de acordo com a CNI, mostra que os empresários preveem mais demissões nos próximos seis meses. Com isso, diminuiu também o interesse dos empresários em fazer investimentos nos próximos seis meses.

O índice de intenção de investimentos caiu para 50,5 pontos em junho. “Com o resultado de junho, são quatro meses consecutivos de redução da intenção de investir”, afirma a Sondagem Industrial.

A sondagem foi feita entre os dias 4 e 14 de junho com 2.204 indústrias. Dessas, 920 são pequenas, 780 são médias e 504 são de grande porte.

(Agência Brasil)

BC atua para manter dólar em tendência de baixa

A atuação do Banco Central (BC) foi fundamental para manter a cotação do dólar em uma tendência de baixa. A moeda norte-americana fechou hoje (25) em queda de 0,14%, cotado a R$ 3,7779 na venda, depois de registrar alta de 0,53% no pregão da última sexta-feira (22).

O BC realizou um leilão de linha (venda com compromisso de recompra) de US$ 500 milhões na tarde de hoje, dos US$ 3 bilhões anunciados como disponíveis para o mercado cambial.

O índice Ibovespa, da B3 (bolsa de valores de São Paulo), encerrou o primeiro pregão da semana em alta de 0,44%, com 70.952 pontos. Os papéis preferenciais da Petrobras tiveram destaque com valorização de 3,90%.

(Agência Brasil)

Cachaça cearense ganha prêmio na 28ª Expocachaça de Minas

A cearense Ypióca, do Grupo Diageo – líder mundial na produção de bebidas alcoólicas, ganhou prêmio em Minas, a terra da cachaça. Foi na 28ª Expocachaça 2018, em Belo Horizonte, no começo deste mês de junho. N evento, uma das maiores e mais importantes feiras da cadeia produtiva da cachaça, a Ypióca marcou presença com estande de mostra de produtos e também concorreu ao Concurso Expocachaça 2018, tendo Ypióca Ouro conquistado a medalha de prata da categoria Madeiras Brasileiras.

O concurso classifica as cachaças dos expositores em uma competição com degustação às cegas. A competição avalia a evolução e a qualidade dos produtos de diversas regiões produtoras de cachaça do Brasil, com o intuito de sinalizar para o mercado nacional e internacional o alto nível de produção da cachaça.

Premiações

Em março deste ano a marca foi contemplada com duas medalhas de ouro durante na 5th Annual Berlin International Spirits Competition e na mesma competição ganhou o prêmio de Destilaria do Ano. Em 2017, pelo segundo ano consecutivo, foi reconhecida em duas respeitadas e influentes competições internacionais de destilados: a “New York World Wine and Spirits Competition” e a “Spirits Selection by Concours Mondial de Bruxelles”. A edição 2017 da competição nova-iorquina foi responsável por premiar Ypióca com oito medalhas ao todo, entre ouro, prata e bronze. Já o concurso belga premiou Ypióca com duas medalhes de Prata para Ypióca 160 e Ypióca Brasilizar Ouro Reserva Especial. Já o Spirits Selection by Concours Mondial de Bruxelles 2017, considerado a ‘’Copa do Mundo’’ de destilados, reconheceu com medalha de Prata dois produtos da marca: Ypióca Brasilizar Ouro Reserva Especial e Ypióca 160.

Ypióca também foi destaque no Concurso Mundial de Bruxelas 2017, um dos mais importantes concursos de vinhos e destilados do mundo. Em 2015, Ypióca 160 ganhou medalha de ouro no Concurso Mundial de Bruxelas – “Spirits Selection”. Esse diferencial da marca cearense também foi reconhecido em 2016, quando a marca recebeu seis no “New York World Wine and Spirits Competition” e no “Spirits Selection by Concurso Mundial de Bruxelas”.

(Foto – Divulgação)

Em visita ao Ceará, Bolsonaro dará coletiva exigindo credenciamento prévio da imprensa

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), em sua visita ao Ceará, nesta quinta e sexta-feira, vai reservar um momento para uma entrevista coletiva.

Segundo a assessoria de imprensa do pré-candidato, ocorrerá na quinta-feira (28), às 15 horas, no Hotel Praia Centro (Av Monsenhor Tabosa, 740).

DETALHE – Restrita a veículos credenciados.

(Foto – Valter Campanato, da Agência Brasil)

Gilberto Gil será ouvido como testemunha de Lula

Os advogados do ex-presidente Lula insistiram e o juiz federal Sergio Moro, mesmo a contragosto, acatou: o cantor Gilberto Gil será ouvido como testemunha de defesa do petista no caso do sítio em Atibaia (SP), na primeira quinzena de agosto.

O cantor, segundo informa o jornalista Lauro Jardim, colunista do, O Globo, não irá a Curitiba (PR).

No Rio, a oitiva de Gil será por videoconferência.

UNI7 oferecerá cursos nas férias de julho para executivos

A UNI7 Escola de Negócios vai oferece cursos de férias para o público executivo no próximo mês. A informação é da assessoria de imprensa desse centro universitário de Fortaleza.

Os cursos ofertados são de Design Thinking – Uma abordagem criativa para os desafios das empresas, Orçamento Empresarial na Prática, Imersão em Inteligência de Mercado, Negociação Estratégica, Excel Aplicado às Empresas e Práticas Colaborativas em BIM e Compatibilização 3D.

SERVIÇO

*Para mais informações sobre os cursos, como horários, datas e investimento, acesse: http://www.escoladenegociosuni7.com.br/educacao-executiva