Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Operação Fidúcia – Cinco dos 17 envolvidos já estão soltos

“Cinco dos 17 envolvidos no esquema de fraude milionária na Caixa Econômica Federal (CEF), presos na última terça-feira, pela Polícia Federal, foram libertados ontem, no final da noite. A ordem de soltura foi concedida por liminar concedida pelo desembargador federal do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, no Recife, Rogério Fialho Medeiros.

Foram soltos os empresários André Luís Bastos Praxedes, Flávio Benevides Bomfim e Egberto Bossardi Frota Carneiro, além de Jaime Dias Frota Filho, gerente geral da Caixa da agência Dom Luiz e o Superintendente Nacional da Caixa para o Nordeste, Odilon Pires Soares. A liminar foi obtida somente por volta das 22 horas, pelo advogado  Leandro Vasques, que defende também outros integrantes do grupo.

Doze pessoas permanecem presas. Cinco empresários: Ricardo Alves Carneiro, apontado como líder do grupo, Fernando Hélio Alves Carneiro, Diego Pinheiro Carneiro, José Hybernon Cysne Neto e William Bezerra Segundo.

Seis são funcionários ou ex-funcionários da CEF como os gerentes Ana Márcia Cavalcante Nunes, David Athilla Andrade Bandeira Barreto, Joacy Nogueira de Oliveira, Francisco Evandro Cavalcante Marinho, Israel Batista Ribeiro Júnior e o superintendente do banco, Antonio Carlos Franci. Geovane Silva Oliveira Filho, apontado como intermediador, também está detido.

O grupo é acusado de ter desviado até R$ 100 milhões em operações de crédito fraudulentas praticadas entre 2013 e 2014. Na operação, a Polícia Federal apreendeu um avião, carros de luxo, animais silvestres e cédulas de real, dólar e euro. De acordo com a Polícia Federal ainda há foragidos.”

(O POVO)

Câmara aprova projeto que dificulta condicional para autor de crime hediondo

“A Câmara aprovou, nessa noite de quarta-feira, projeto de lei do Senado, que aumenta de dois terços para quatro quintos da pena, o tempo de prisão para que condenados por crimes hediondos possam ter direito à liberdade condicional. Entre os crimes estão a prática de tortura, tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins e terrorismo.

A proposta foi aprovada na forma de substitutivo apresentado pelo deputado Lincoln Portela (PR-MG) na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Como o texto do Senado foi alterado, o projeto retorna à Casa de origem para nova deliberação.

A proposta dividiu os deputados. Alguns, como o deputado Carlos Zarattini (PT-SP), que é vice-líder do governo, disse que aumentar o tempo na prisão não vai resolver o aumento da criminalidade. O deputado Delegado Edson Moreira (PTN-MG), defensor da medida, disse que se essa lei já existisse, muitas vidas teriam sido poupadas.”

(Agência Brasil)

Comissão do Pacto Federativo vai ouvir Sarney, FHC e Lula

“A Comissão especial da Câmara criada para analisar e discutir a revisão do chamado pacto federativo decidiu hoje (25), em sua primeira reunião, convidar os ex-presidentes da República José Sarney, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva para debaterem com os integrantes da comissão a revisão do pacto federativo. Os requerimentos de convites para que os ex-presidentes compareçam à comissão foram todos aprovados. A data não foi marcada.

A comissão também aprovou convite para que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, participe de audiência pública na comissão para debater o pacto. O ex-ministro Delfim Neto também deverá comparecer à comissão. Outros convites aprovados foram para o comparecimento do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Nelson Jobim e do presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski.”

(Agência Brasil)

Senado aprova Lei Geral das Antenas de Telefonia

“O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira, 25, projeto destinado a facilitar a instalação e compartilhamento de antenas de telefonia. A proposta já foi aprovada anteriormente na Câmara e segue para sanção da presidente Dilma Rousseff. O projeto, também conhecido como Lei Geral das Antenas de telefonia, na prática, regulamenta normas gerais para implantação e compartilhamento da infraestrutura de telecomunicações nos Estados e municípios. Atualmente, cada ente da federação tem a sua própria regra para a instalação das antenas.

“O objeto central do projeto é facilitar a instalação, a construção de redes de infraestrutura para promover a banda larga e o atendimento ao cidadão no Brasil”, ressaltou o senador Walter Pinheiro (PT-BA), relator da proposta. “O aspecto fundamental é dar as condições de infraestrutura de rede para fazer cobertura no País. Então, para fazer chegar em locais distantes, você pode usar a técnica do compartilhamento, não há necessidade, por exemplo, de cada operadora montar a sua infraestrutura. Você também facilita o compartilhamento de infraestrutura. E mais, acabam as reclamações das empresas no sentido de que não podem cumprir plano de meta porque elas estavam submetidas a regras muito duras por parte dos municípios”, ressaltou o petista.

De acordo com a proposta, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) será o órgão competente para regulamentar as condições de compartilhamento de infraestrutura. Já as licenças necessárias para a instalação de suporte em área urbana serão expedidas mediante procedimento simplificado, sem prejuízo da manifestação dos diversos órgãos competentes no decorrer da tramitação do processo administrativo. O prazo para emissão de qualquer licença não poderá ser superior a 60 dias. Além disso, o texto estabelece que o período de vigência das licenças não será inferior a 10 anos, podendo ser renovado por iguais períodos.”

(Estadão)

José Pimentel é eleito vice-presidente da CCJ

Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ): senador José Pimentel (PT-CE) durante discussão sobre propostas relativas à reforma política

O senador José Pimentel (PT foi eleito, nesta quarta-feira (25/3), por aclamação, vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado. O presidente do colegiado é o senador José Maranhão (PMDB-PB).

Pimentel agradeceu a confiança dos membros da CCJ, que o elegeram por unanimidade, e assumiu um compromisso: “Quero trabalhar ao lado do presidente José Maranhão e dos nossos pares para que possamos ter, ao final do período, uma boa produtividade e, acima de tudo, a aprovação de boas leis”.

Quase todas as propostas em análise no Senado passam pela Comissão de Constituição e Justiça, considerada uma das comissões mais importantes da Casa. Além de dar parecer sobre o mérito das matérias, a CCJ tem a atribuição de opinar sobre a constitucionalidade e juridicidade das propostas.

(Com Agência Senado)

Humberto Teixeira ganha homenagem em forma de poesia

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=vKFbqcgh1VM[/youtube]

O poeta Dideus Sales lançará nesta sexta-feira, às 19 horas, no Clube Náutico, o livro Humberto Teixeira – Muito mais que um Letrista. Com ilustrações de Audifax Rios.

Em entrevista ao Blog, o poeta diz que esse livro integra o programa que comemora o centenário de nascimento do compositor cearense que foi parceiro de Luiz Gonzaga, o “Rei do Baião”.

 

Tasso Jereissati pede audiência para discutir quadro financeiro da Petrobras

tassojer

“A situação financeira da Petrobras é extremamente preocupante. Especialistas do setor afirmam que atualmente é a empresa de petróleo mais endividada do mundo”, afirmou, nesta quarta-feira, o senador Tasso Jereissati (PSDB). Ele fez uma análise do quadro econômico e da Petrobras, ao falar na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

Tasso solicitou uma audiência pública para discutir o tema e observou ser necessário que o Senado acompanhe as medidas que o governo federal adota com o objetivo de recuperar a Petrobras.

Tasso ainda sugeriu que sejam convidados para essa audiência pública o presidente da empresa, Aldemir Bendine, e o diretor financeiro, Ivan de Souza Monteiro. “Ao deixar de publicar o balancete do terceiro trimestre auditado, a empresa teve rebaixada a classificação de sua dívida pelas agências avaliadoras e o cenário atual, de câmbio elevado e preços controlados prejudicam seriamente o seu fluxo de caixa”, acentuou Jereissati.

(Foto Agência Senado)

Governadores do Nordeste entregam pauta de reivindicações para Dilma Rousseff

loe

O governador Camilo Santana e os demais governadores da região Nordeste mantiveram reunião, nesta quarta-feira, em Brasília, com a presidenta Dilma Rousseff. O encontro contou com a presença também do vice-presidente Michel Temer e ocorreu no Palácio do Planalto, ocasião em que eles apresentaram uma pauta administrativa com cinco itens prioritários para a região. Do encontro, saiu a “Carta dos Governadores”, com uma série de reivindicações. Dilma recebeu o documento.

Na Carta dos Governadores, apelos por financiamentos em áreas como saúde e segurança e o combate à corrupção. Confira:

CARTA DOS GOVERNADORES DO NORDESTE

Os Governadores dos Estados integrantes do Nordeste brasileiro, diante do clima de transitória instabilidade política e econômica, vêm se manifestar nos seguintes termos:

1 – Nos últimos 30 anos, a nossa Nação deu passos acertados que nos permitiram conquistar plena democracia política, controle da hiperinflação e expressivos benefícios sociais. Esse patrimônio é essencial para que possamos continuar a sonhar e obter novas conquistas.

2 – Por isso mesmo, não podemos concordar que o legítimo exercício do direito de oposição e de livre manifestação seja confundido com teses sem qualquer amparo na Constituição Federal, e que dificultam o pleno funcionamento das instituições brasileiras.

3 – Outrossim, reconhecemos as dificuldades econômicas por que passa o Brasil, derivadas em larga medida da continuidade da crise mundial inaugurada em 2008. Por essa razão, compreendemos a necessidade de medidas de ajuste fiscal, de caráter transitório e emergencial. Concordamos que este é o momento de também apresentar rumos claros para as políticas públicas no Brasil, com atenção especial para o desenvolvimento do Nordeste.

4 – Fazemos um apelo a todas as forças políticas, econômicas e sociais para um amplo entendimento nacional, baseado em uma agenda com os seguintes objetivos: retomada do crescimento econômico; defesa dos investimentos públicos e privados, aí abrangidos aqueles relacionados à PETROBRÁS – parte fundamental da nossa soberania; preservação das políticas de combate às desigualdades sociais e regionais; realização de uma ampla reforma política, que observe as garantias do Estado Democrático de Direito conquistados pela nação brasileira; 

5 – Apoiamos as investigações dentro do Estado de Direito e o combate incessante à corrupção, com a punição de todos os culpados em quaisquer casos. Porém, entendemos que o Brasil não pode ser o país da agenda negativa e única. É preciso convergir esforços para superar os problemas e construir soluções que coloquem o país num cenário de crescimento, competitividade, aumento e distribuição de riquezas. O Brasil precisa de uma nova agenda política e econômica.

6 – Um quadro de conflagrações radicalizadas não trará nenhum benefício ao Brasil. A hora exige espíritos desarmados e elevado senso quanto aos deveres patrióticos das lideranças para o bem da Nação. É neste cenário que os governadores dos Estados do Nordeste conclamam todas as lideranças políticas e a sociedade civil a um amplo entendimento que ponha o Brasil em um novo ciclo de crescimento, superando os focos de crise em nome do desenvolvimento de todos os brasileiros.

Brasília, 25 de março de 2015

CAMILO SOBREIRA DE SANTANA

Governador do Estado do Ceará

RICARDO VIEIRA COUTINHO

Governador do Estado da Paraíba

PAULO HENRIQUE SARAIVA CÂMARA

Governador do Estado do Pernambuco

ROBINSON MESQUITA DE FARIA

Governador do Estado do Rio Grande do Norte

JOSÉ RENAN VASCONCELOS CALHEIROS FILHO

Governador eleito do Estado de Alagoas

JACKSON BARRETO DE LIMA

Governador do Estado do Sergipe

FLÁVIO DINO DE CASTRO E COSTA

Governador do Estado do Maranhão

RUI COSTA DOS SANTOS

Governador da Bahia

JOSÉ WELLINGTON BARROSO DE ARAÚJO DIAS

Governador do Estado do Piauí.

(Foto – Roberto Stuckert Filho/PR)

DETALHE – Será que Camilo Santana aproveitou a ocasião para cobrar de Dilma Rousseff o projeto da refinaria?

Líder do Pros defende importância do Fies, mas pede que governo federal reveja critério da renda

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=GzbUcdN0eik[/youtube]

A Câmara dos Deputados debateu, nesta quarta-feira, durante sessão, a crise no FIES. O líder do Pros na Casa, Domingos Neto , ocupou espaços e abordou o programa, expondo aspectos positivos O Fies já beneficia 1,9 milhões de estudantes no País.

Ele defendeu os critérios do reajuste, mas cobrou do governo federal que reveja o critério da renda.

Deputada quer proibir adoção por casal homoafetivo

julia-marinho

“A deputada Júlia Marinho (PSC-PA), integrante da bancada evangélica da Câmara, apresentou um projeto de lei com o intuito de alterar o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), de maneira que seja proibida a adoção de crianças por casais homoafetivos. A proposição foi apresentada no dia 6 de março e tramita na Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara.

O projeto de lei pretende incluir mais um parágrafo, dentro do artigo 42 do ECA. Esse dispositivo estabelece regras para a adoção de crianças no Brasil. Hoje, para ser pai ou mãe adotiva, a pessoa precisa ter 18 anos, ter pelo menos 16 anos a mais que o adotado e garantir a segurança da criança ou do adolescente. Mas a parlamentar quer incluir mais uma condicionante para as adoções: “É vedada a adoção conjunta por casal homoafetivo”, aponta o projeto.

Júlia afirma, no documento, que “o reconhecimento jurídico de união homoafetiva não implica automaticamente a possibilidade de adoção por estes casais, matéria que, a toda evidência, dependeria de lei”. A parlamentar alega, no projeto de lei, que família composta por dois pais ou duas mães “não logra ampla aceitação social” e “pode gerar desgaste psicológico e emocional” na criança adotada.

* Do Congresso em Foco, leia mais aqui.

Presidente nacional da OAB pode virar ministro do STF

marcus_oab1374954954

Presidente nacional da OAB desde 2013, Marcus Vinícius Coelho é hoje o candidato mais forte para ocupar a cadeira deixada por Joaquim Barbosa no Supremo Tribunal Federal.

Coelho tem a simpatia do ministro Ricardo Lewandowski e do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), que tem o poder de derrubar a indicação no Senado, se quiser (mas neste caso, não vai querer).

Cresce a possibilidade de Dilma Rousseff anunciar o nome de Coelho na sexta-feira.

XIII Mostra Brasileira de Teatro Transcendental com inscrições já abertas

mostra_de_teatro_transcendental

Estão abertas, até o dia 30 deste mês, as inscrições de grupos interessados em participar da XIII Mostra Brasileira de Teatro Transcendental. As inscrições devem ser feitas pelo site www.teatrotranscendetal.com

O evento ocorrerá de 19 a 23 de agosto, no Teatro Via Sul, e é uma promoção da ONG Estação da Luz.

* Saiba mais sobre o evento aqui.

Campanha quer renúncias de Eduardo Cunha e Renan Calheiros

142 10

De Rodrigo Cardoso, estudante do Curso de Direito da Unifor, recebemos nota que divulga uma campanha nas redes sociais pedindo as renúncias de Eduardo Cunha e Renan Calheiros das presidências da Câmara e do Senado, respectivamente. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

Iniciamos um movimento multipartidário, exigindo a renúncia de Eduardo Cunha e de Renan Calheiros das presidências da Câmara e do Senado, respectivamente. Acreditamos ser inaceitável que as duas pessoas mais influentes do Congresso Nacional estejam investigadas pelo Supremo Tribunal Federal no âmbito do que é apurado no escândalo de corrupção na Petrobras.

Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Renan Calheiros (PMDB-AL) precisam renunciar imediatamente dos seus cargos para que as investigações possam ocorrer de forma transparente. Um projeto de lei que diminui os poderes do Ministério Público começa a ser ventilado e não podemos aceitar achaques contra as pessoas que estão investigando o lamaçal de corrupção na nossa maior empresa estatal e lutam contra o combate à impunidade. Não podemos admitir que esses dois congressistas utilizem seus cargos para engavetar qualquer investigação. Queremos a imediata renúncia de Eduardo Cunha da presidência da Câmara e Renan Calheiros da presidência do Senado.

Criamos a fã page https://www.facebook.com/euexijoarenunciadoeduardocunha que conta com quase 22 mil pessoas em menos de uma semana. Vamos realizar uma manifestação em Fortaleza para pedir a renúncia de Renan Calheiros e Eduardo Cunha, mas não queremos apenas a renúncia de ambos. Queremos o FIM do financiamento PRIVADO de campanha, o FIM das coligações proporcionais e somos contra qualquer tipo de lei para enfraquecer o poder de investigação do Ministério Público.

STF abre inquérito para investigar presidente nacional do DEM

AGRIPINO

“A ministra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia decidiu abrir um inquérito contra o presidente do DEM, senador José Agripino (RN), após pedido encaminhado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O parlamentar foi citado na delação premiada de um empresário do Rio Grande do Norte na qual é acusado de ter cobrado propina de R$ 1 milhão para permitir um esquema de corrupção no serviço de inspeção veicular do Estado.”

(Estadão)

Vamos salvar nossos jovens!

Com o título “Prevenção da violência juvenil”, eis artigo de Joyce Silvério, assistente social na Terre des Hommes Brasil. Ela lamenta o quadro da criminalidade no segmento e expõe o que essa ONG vem fazendo para amenizar o problema. Confira:

Enquanto a taxa de assassinatos de adolescentes e jovens, entre 15 a 24 anos, no Brasil cresceu 2,7% em 10 anos, no Ceará o índice triplicou de acordo com a pesquisa Mapa da Violência 2014. A maioria das vítimas da criminalidade no estado está fora da escola, possui baixa renda e atinge principalmente jovens negros do sexo masculino, moradores de periferias e áreas metropolitanas dos centros urbanos. Já o Índice de Homicídios na Adolescência – IHA, estima que mais de 42 mil adolescentes, de 12 a 18 anos, poderão ser vítimas de homicídio nos municípios brasileiros de mais de 100 mil habitantes entre 2013 e 2019. Estes são os dados alarmantes que despertam, minimamente, para a busca de uma intervenção que venha prevenir à violência, e promover e defender os direitos de crianças e adolescentes, garantindo-lhes espaços seguros de convivência e desenvolvimento.

Esta intervenção tem como protagonistas a família, comunidade, sociedade e poder público, uma vez que estes sujeitos têm o dever, conforme o art. 4° do Estatuto da Criança e do Adolescente, de assegurar às crianças e aos adolescentes direitos fundamentais. No entanto, os/as adolescentes ainda vivenciam situações de violência urbana em seus espaços comunitários, sejam vítimas ou atores. Tornar em realidade a efetividade dessa lei é, portanto, um desafio.

A violência constitui natureza e consequências complexas, e isso requer estratégias qualitativas de ações que intervenham tanto quando ocorre, mas também em sua prevenção, com fins de efetivamente promover a responsabilidade de quem cometeu a violência, ademais de sua integração comunitária em uma convivência pacífica. Nesse sentido, a Terre des hommes Brasil desenvolve um projeto em Justiça Juvenil Restaurativa desde 2012, que, entre outras ações, realiza um trabalho comunitário mobilizando adolescentes, famílias e comunidades em um plano de ações integradas para prevenção da violência e proteção de crianças e adolescentes especialmente nas áreas do Grande Bom Jardim e o Mucuripe.

Nesse trabalho comunitário, as escolas têm papel importante por ser espaço de convivência de um grande número de crianças e adolescentes. Articuladas com outros atores – pois “uma andorinha só não faz verão” – adota estratégias para fazer-se um espaço seguro com base nos princípios da mediação de conflitos e procedimentos de proteção de qualquer tipo de violência no espaço institucional. O trabalho está só começando e vamos seguir aguerridos e tenazmente pela difusão de uma Cultura de Paz.

* Joyce Silvério

comunicacao@tdhbrasil.org
Assistente Social na Terre des hommes Brasil.

Cid Gomes, a Casa de Brasília e o jeitinho a favor de amigos e parentes

231 2

cidgomes gustavo irandasd

Com o título “Erro que se repete”, eis tópico da Coluna Política do jornalista Érico Firmo, no O POVO desta quarta-feira. Ele comenta a hospedagem de Cid Gomes, como ministro da Educação, na Casa de Representação do Governo do Ceará, em Brasília. “O problema é o jeitinho, a informalidade, é o favor a amigos e parentes”, diz ele. Confira:

Na efêmera passagem como ministro, Cid Gomes (Pros) não entendeu o que havia de errado em se hospedar na residência que o governo paga em Brasília, da mesma forma que, como governador, não compreendeu o problema que havia em levar a sogra para viagem oficial à Europa. Se ocupou um cômodo ou cinquenta, essa não é a questão.

O problema é o jeitinho, a informalidade, é o favor a amigos e parentes. A completa falta de institucionalidade nas questões de Estado. É o patrimonialismo, que, na definição de Raymundo Faoro, faz a administração pública ser gerida como se fosse “extensão da casa do soberano”, conforme aponta o autor de Os donos do poder.

É razoável um ministro do Governo Federal morar de favor em casa paga pelo Governo de um Estado que governou até outro dia? Pode desfrutar da mesma regalia um cidadão cearense comum? Por exemplo, um servidor que exerça cargo em Brasília? Alguém imagina que, se nomeado ministro, Eunício Oliveira (PMDB) teria direito a um quartinho que fosse na mansão? A relação pessoal e política é o fator determinante para o “favorzinho”. Questões públicas não podem ser conduzidas assim. Esse é o ponto crucial, que os dirigentes do Estado, de ontem e hoje, parecem não entender.

Várias das polêmicas e trapalhadas do governo Cid decorreram dessa confusão decorrente na zona nebulosa criada entre o público e o privado. Com tropeços dessa natureza, fica mesmo complicado para Cid sobreviver à selva de Brasília, onde inimigos não perdoam amadorismos. Mais preocupante é que tais procedimentos perdurem na gestão de Camilo Santana (PT).

Construtora Norberto Odebrecht diz que contratos com Petrobras foram legais

A Construtora Norberto Odebrecht (CNO) informou em seu balanço anual que fez apurações na companhia sobre fatos investigados pela “Operação Lava Jato” e concluiu que os contratos com a Petrobras foram conquistados “regularmente”.

A empresa diz ainda que as investigações internas foram “suficientes”. O balanço da construtora é auditado pela PricewaterhouseCoopers (PwC).

( Valor Econômico)

Líder do Governo manda nota em resposta a críticas do tucano Raimundo Gomes de Matos

284 2

guimammma

O líder do Governo na Câmara, José Nobre Guimarães (PT), por meio de sua assessoria de imprensa, manda nota em resposta às críticas feitas, neste Blog, pelo deputado federal tucano Raimundo Gomes de Matos. O parlamentar do PSDB disse que o Governo Dilma não quer economizar nada, porque não reduz ministérios e que a fala de Guimarães definido a medida como “besteira” seria algo para manter a roubalheira dos petistas. Confira: 

Nota em Resposta ao Deputado Raimundo Gomes de Matos

O líder do Governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT), vem responder as declarações de baixo nível proferidas pelo deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB), em entrevista ao Blog do Eliomar.

José Guimarães sempre teve uma relação de respeito e cordialidade com todos os membros da bancada cearense no Congresso Nacional, por isso considera despropositadas, desrespeitosas e desqualificadas as declarações feitas pelo deputado tucano.

Para o bom exercício do mandato, é indispensável que o parlamentar esteja bem informado a respeito dos temas relevantes para o País. Não é o caso de Gomes de Matos. Assim, cumpre levar ao conhecimento do deputado que as medidas propostas pelo governo federal incluem corte de gastos no custeio da máquina pública, com redução de despesas diversas, mostrando que o governo está disposto a dar o exemplo.

A proposta de diminuição do número de ministérios é superficial e demagógica, pois não traz garantia de economia aos cofres públicos, bem como não reflete sobre quais áreas deveriam ser afetadas com a suposta redução – Desenvolvimento social, Desenvolvimento Agrário, Pesca e Aquicultura, Cultura… Qual área da atividade econômica, todas com políticas públicas sendo implementadas e atendendo a milhões de brasileiros, é considerada dispensável pela proposta?

O Governo Federal está trabalhando para dar as respostas que a sociedade brasileira exige. Além das ações de redução do custeio da máquina pública, apresentou medidas que visam promover o ajuste fiscal e a correção de distorções na concessão de alguns benefícios. São ações que, em conjunto, deverão garantir o equilíbrio fiscal e orçamentário do País.

Sobre acusação de que o governo (ou o líder) quer “manter roubalheira”, cabe deplorar a desqualificação e a pobreza de argumentos de um parlamentar que tem atuação pífia na Câmara dos Deputados, vivendo de alardear mentiras como a de que as obras da Transposição do São Francisco estariam paradas, quando, na verdade, estão 70% concluídas e com prazo de conclusão estabelecido.

Ainda exibindo sua aridez de argumentos, Gomes de Matos apelou para o episódio dos “dólares na cueca”. Neste caso, convém relembrar que Guimarães foi inocentado pela Assembleia Legislativa e pela Justiça – em todas as instâncias – com destaque para a decisão unânime do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Somente a incapacidade de trabalhar e contribuir efetivamente com o povo do Ceará pode explicar a necessidade do deputado Gomes de Matos de recorrer a tal fato, ocorrido há quase dez anos, período em que os cearenses concederam a Guimarães três mandatos de deputado federal, sempre com votação expressiva. Essa é a maior prova e atestado de inocência.

Por fim, já que o deputado Raimundo Gomes de Matos apresenta-se como ávido por investigar e punir casos de malfeitos com a coisa pública, sugiro que requeira imediatamente às instâncias partidária e judicial a abertura de processos sobre as muitas “roubalheiras” que envolvem membros do seu partido, como o caso das contas secretas do HSBC na Suíça, o escândalo bilionário dos cartéis do metrô em São Paulo (Trensalão), os casos de Furnas e da Cemig, bem como os tucanos citados na operação Lava Jato, só para citar alguns exemplos.

Presidente do BNB cumpre agenda no eixo DF-Rio e evita comentar permanência no cargo

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=KG5jR2IwD2c[/youtube]

O presidente do Banco do Nordeste, Nelson de Souza, viajou, nesta quarta-feira para o eixo Brasília-Rio. Na Capital Federal, ele participará de várias reuniões em ministérios e, na quinta-feira, no Rio de Janeiro, conferirá o lançamento do Jeep Renegade, produzido pela Fiat e que teve financiamento do banco. A montadora será instalada em Goiana, interior de Pernambuco.

Enquanto algumas instituições reclamam da inadimplência no setor de microcrédito, o presidente do BNB diz que a atividade não sofreu nenhuma redução e continua mantendo uma inadimplência baixa. O percentual varia entre 0,96% e 1%. A diferença, na sua avaliação, é a tecnologia desenvolvida pelo BNB através do aval solidário, que ajuda a reduzir os riscos.

Sobre sua permanência como presidente do BNB, Nelson Antonio de Souza, evitou comentar., Garante que, como técnico, vem procurando cumprir suas obrigações da melhor maneira possível.