Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Copa 2014 – A juventude precisa dimensionar a importância do evento

34 1

Com o título “Vai ter Copa”, eis artigo do vereador petista Acrísio Sena, que pode ser lido no O POVO desta segunda-feira. Ele comenta as manifestações populares contra a Copa do Mundo como uma espécie de crescimento político da juventude. “Os jovens aumentaram seu espírito crítico – isto é positivo – mas não conseguem dimensionar a importância deste evento. Copa não é novidade”, diz Acrísio. Confira:

Tenho acompanhado com preocupação as manifestações contra a realização da Copa. É preciso recuperar e comparar dados para verificar o que isto significa. Minha história pessoal dá pistas de como as mudanças recentes na história do Brasil ajudaram a pintar este quadro. Filho de família de operários, enfrentei dificuldades comuns às pessoas de baixa renda. Preocupado com a desigualdade social, me vinculei aos partidos de esquerda e lutas sociais. Como fundador e presidente da CUT-CE vivi de perto reivindicações por melhores condições de vida nas décadas de 1980/1990.

Umas das principais bandeiras do movimento sindical à época era o  salário mínimo de U$S 100. No governo FHC, o mínimo correspondia a US$ 70. Hoje, com os governos do PT, equivale a US$ 300. A pauta do desemprego era constante. Hoje, a taxa das seis maiores regiões metropolitanas caiu para 5,4% na média de 2013, a menor marca da série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego do IBGE. Antes, universidade para trabalhador era um luxo. Hoje, são milhões em cursos superiores. São jovens com acesso à universidade, ganhando salários melhores e consumindo com qualidade. Milhões saíram das classes C e D para a classe média.

As manifestações contra a Copa, contraditoriamente, são fruto deste crescimento. Os jovens aumentaram seu espírito crítico – isto é positivo – mas não conseguem dimensionar a importância deste evento. Copa não é novidade. O Brasil já sediou o evento em 1950. E realizar uma Copa não significa reduzir investimentos ou dar as costas para problemas sociais. Em 2013, os recursos destinados à educação e à saúde cresceram. Em 2014, isso deve se repetir. Só em 2011 e 2012, o governo repassou a estados e municípios R$ 92 bilhões.

 

O Brasil não irá gastar menos por causa da Copa. Ao contrário, vai gastar. O fato é que o Brasil tem vários problemas. Mas que não foram causados e nem serão resolvidos pela Copa. E se o evento serviu para alertar e mobilizar a população em relação às suas carências, a Copa marcou mais um gol de placa. Até porque, independentemente do evento, haverá ganhos para a população. Basta verificar que cerca de 70% dos investimentos são em infraestrutura, mobilidade urbana, serviços e formação de mão-de-obra.

Além disso, o turismo cresceu 5,6% em 2013, acima da média mundial. É evidente o alinhamento político dos discursos: em sua maioria, quem se apresenta contra a Copa, é contra o Mais Médicos e o Bolsa Família. Por mais que uns não queiram a Copa, nem as Olimpíadas, são conquistas do povo. Quem vos fala é aquele jovem dos anos 1980/1990, que não teve, nem de longe, o direito sequer de sonhar com tal possibilidade.

Acrísio Sena

opiniao@opovo.com.br

Vereador do PT em Fortaleza.

BNB lança seu programa de demissão voluntária

aryjoel

O presidente do Banco do Nordeste do Brasil, Ary Joel, lançou, nesta manhã de segunda-feira, em Brasília, o Programa de Incentivo ao Desligamento (PID) do banco, uma espécie de “demissão voluntária”.

O programa estará disponível para quem estiver com 30 anos de contribuição junto a Capef (caixa de previdência do BNB) e 35 anos de contribuição para o INSS.

Esse PID do BNB oferece oito salários brutos e 40% do FGTS para quem aderir.

Detalhe: Não é obrigatório.

Agnelo Queiroz adora tapioca

agneloo

Da Coluna Radar, da Veja Online, nesta segunda-feira:

“O governador Agnelo Queiroz, do Distrito Federal, sabe como poucos o mal que uma tapioca pode fazer, desde que seu sucessor no Ministério do Esporte, Orlando Silva, ficou marcado por usar o cartão corporativo do governo federal para comprar a iguaria, em 2008.

Mas o episódio é passado, e Agnelo continua fazendo questão de ter tapioca à mesa. E o carrinho de supermercado da residência oficial mostra suas preferências.

Em fevereiro, governo Agnelo está gastando 652 reais para comprar trinta quilos de tapioca. E, se quiser, tem cobertura. Outros 288 reais já foram empenhados para abastecer a despensa com 144 embalagens de dois litros de sorvete de: tapioca, lógico.”

PIB 2014 – Projeção de instituições financeiras cai para 1,67%

“A projeção de instituições financeiras para o crescimento da economia, este ano, caiu pela terceira semana seguida. Desta vez, a estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, passou de 1,79% para 1,67%. Para 2015, a projeção para o crescimento do PIB também caiu, pela segunda semana consecutiva, ao ser ajustada de 2,1% para 2%.

Essas projeções fazem parte da pesquisa semanal do BC em instituições financeiras sobre os principais indicadores da economia. A estimativa para a expansão da produção industrial passou de 1,93% para 1,87%, este ano, e de 2,89% para 3%, em 2015.

A projeção das instituições financeiras para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB foi ajustada de 34,8% para 34,7%, em 2014, e segue em 35%, em 2015. A previsão para o superávit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) permanece em US$ 7,9 bilhões, este ano. Para 2015, a previsão passou de US$ 11,5 bilhões para US$ 10,5 bilhões.”

(Agência Brasil)

Secretária da Justiça e Cidadania se queixa no CNJ sobre dados do Mutirão Carcerário

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=JPoXSbFuiNI&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

A secretária da Justiça e Cidadania do Estado, Mariana Lobo, viajou para Brasília nesta segunda-feira. Na agenda dela, cobrança, no Conselho Nacional de Justiça, sobre dados que divulgou sobre o Estado a partir do Mutirão Carcerário que realizou no País.

Entre as queixas da secretária, o sumiço de presos e até construção de presidio em seis meses, no que para Mariana Lobo é um absurdo.

A secretária da Justiça e Cidadania aproveita para informar sobre novos presídios.

Governo destina R$ 21 bilhões para financiar a safra da agricultura familiar

“A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (24) que o governo destinou R$ 21 bilhões para financiar a safra de 2013/2014 da agricultura familiar, dos quais R$ 13,7 bilhões já foram contratados pelos pequenos produtores. Segundo ela, os agricultores estão aproveitando o crédito barato do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para expandir a produção e comprar máquinas e equipamentos.

No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma informou que o pequeno agricultor também pode se beneficiar das inovações tecnológicas. “No Pronaf Inovação, o crédito é bem barato para incentivar o cultivo protegido de hortifrutigranjeiros, para a automação da avicultura e da suinocultura, e também para atualização tecnológica da bovinocultura de leite.”

(Agência Brasil)

Ministro agenda visita de empresários cearenses às obras do rio São Francisco

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=19YUXD-2cR8&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

Uma caravana de empresários cearenses deve visitar as obras de Transposição do Rio São Francisco em março próximo. Quem articula é a Federação das Indústrias do Estado.

A data está sendo acertada com o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, que falou sobre o empreendimento antes de seguir para Brasília, nesta segunda-feira, após fim de semana na Capital cearense.

Copa 2014 – Super Rede vai lançar promoção para atrair o sócio-torcedor

Da Coluna Vertical, do O POVO desta segunda-feira:

A Super Rede acaba de fechar parceria com fornecedores nacionais com o objetivo de oferecer, a partir da Copa do Mundo, descontos especiais nas compras para quem for sócio-torcedor. A informação é do presidente da organização, José Ximenes, um dos controladores dos Supermercados Frangolândia.

Nessa iniciativa, que objetiva aumentar vendas e incentivar clubes a conquistarem mais sócios, a Super Rede contará com o apoio de grupos nacionais como Danone, Unilever e Ambev. A campanha ocorrerá durante a Copa, mas, segundo Ximenes, essa ação deverá continuar após o evento.

Ele promete liberar todos os detalhes numa coletiva de imprensa que está sendo programada pela Advance, a agência de publicidade que acaba de assumir a conta da Super Rede.

Dilma participa da reunião de Cúpula Brasil-União Europeia

“A presidenta Dilma Rousseff participa hoje (24) em Bruxelas, na Bélgica, da Reunião de Cúpula Brasil-União Europeia. Ela chegou à capital belga neste domingo (23), visitou o primeiro-ministro, Elio Di Rupo, e participou de jantar promovido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil e pela Confederação Nacional da Indústria.

No encontro empresarial de hoje (25), está previsto o lançamento do plano de ação de competitividade e investimentos. “É importante dizer que é um passo importante na consolidação da integração comercial Mercosul-União Europeia, que é o próximo passo que nos aguarda nos próximos meses”, disse o ministro do Desenvolvimento, Mauro Borges.

A presidenta deverá discutir também a viabilidade da construção de um cabo ótico submarino para facilitar a comunicação eletrônica com a Europa. O projeto se tornou uma das prioridades do governo brasileiro depois das denúncias de espionagem feita pelos Estados Unidos a cidadãos de vários países.”

(Agência Brasil)

TJ do Ceará – Edital do concurso para juiz substituto já está na praça

O Tribunal de Justiça do Ceará publicou, nesta sexta-feira, no Diário da Justiça Eletrônico, o edital do concurso para juiz substituto. Ao todo, são ofertadas 80 vagas (quatro para pessoas com deficiência) e formação de cadastro reserva. O prazo de validade do concurso é de dois anos, prorrogável a critério do TJCE, por igual período. Um dos requisitos para o cargo é a comprovação da atividade jurídica pelo período mínimo de três anos. O valor da inscrição é R$ 227,00.

As pessoas que têm direito à isenção devem preencher formulário disponível no site da organizadora do concurso, de 26 de fevereiro a 6 de março de 2014. O candidato deficiente que necessitar de condição especial para realização da prova deverá enviar solicitação até o último dia das inscrições, encaminhando laudo médico original ou cópia autenticada, que comprove a deficiência alegada, o grau ou nível da deficiência, a Classificação Internacional de Doenças (CID) e a provável causa.

O concurso terá as seguintes etapas: uma prova objetiva; uma discursiva (sentença cível e criminal); inscrição definitiva; sindicância da vida pregressa e investigação social; exame de sanidade física e mental; prova oral e avaliação de títulos. A prova objetiva deve ocorrer no dia 25 de maio. O gabarito oficial está previsto para ser divulgado no dia 28 do mesmo mês.

SERVIÇO

As inscrições devem ser feitas, exclusivamente, no site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br), de 26 de fevereiro a 27 de março deste ano.

Danilo Forte espera que Eunício não frustre o povo como fez Armando Falcão

47 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=OM7kN_AVjFU&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&feature=c4-overview[/youtube]

O deputado federal Danilo Forte (PMDB) espera que o presidente regional do seu partido, senador Eunício Oliveira, dispute mesmo o Governo do Ceará como tem dito sempre aos correligionários.

Para Danilo Forte, o peemedebista já articulou demais esse seu projeto político e, em caso de desistência, causaria uma grande frustração aos que esperam dele uma atitude concreta. O parlamentar espera que Eunício não dê uma de Armando Falcão que, no passado, trocou a disputa pelo Governo do Ceará por um cartório no Rio.

Presidente do Solidariedade vê como quase irreversível candidatura de Eunício ao Governo

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=VUTZ1ZISmf8[/youtube]

O Partido da Solidariedade aconselha o senador Eunício Oliveira a continuar sua luta para consolidar sua candidatura ao Governo. É o que diz o presidente regional do partido, deputado federal Genecias Noronha, observando, no entanto, que o Solidariedade vai aguardar até junho pelo governador Cid Gom es (Pros).

Genecias Noronha, no entanto, após conversas recentes com o senador Eunício Oliveira, chegou a uma conclusão: Eunício não recua mais do seu sonho de postular o Governo.

André Figueiredo acusa ANP e MME de boicotarem lei dos royalties para educação

andrefigueiredo

O deputado federal André Figueiredo (PDT), relator na Câmara do projeto que originou a lei para repassar mais recursos do petróleo para a educação, está acusando a Agência Nacional do Petróleo (ANP) e o Ministério das Minas e Energia (MME) de atuarem para beneficiar as petrolíferas e prejudicar o restante da sociedade. “A ANP deveria defender os interesses da União, assim como o Ministério das Minas e Energia, não o interesse de empresas”, criticou, em entrevista ao Congresso em Foco.

Figueiredo defende um repasse maior de recursos do petróleo para o ensino. Para isso, apresentou um projeto de lei que obriga o governo a destinar 80% dos bônus dos próximos leilões de campos de petróleo para a área. A proposta tramita em regime de urgência na Câmara e pode ser levada a plenário a qualquer momento.

Estudo inédito da Consultoria da Câmara, ao qual o site teve acesso (leia mais), mostra que leis e editais em vigor destinam à área da educação apenas 7% dos trilhões de reais em receitas geradas pela exploração do minério. Ficam com 73% do dinheiro as corporações, dentre elas Shell, Total e Petrobras, que tem 54% de capital privado.

O Ministério das Minas e Energia disse que cumpre sua função de “fortalecer a indústria petrolífera” e, assim, também contribuir para o financiamento da educação e saúde. O estudo do consultor Paulo César Lima acusa a ANP de cometer ilegalidades para beneficiar empresas em leilões, mas a agência nega.

RC entrega posto de saúde e Moroni rouba a cena

43 7

morircc

Prefeito RC ganhou fartos elogios do xerifão do DEM.

O prefeito Roberto Cláudio (Pros), entregou, nesta sexta-feira, no Canindezinho, um posto de saúde reformado. Mas que acabou atraindo as atenções foi um aliado e convidado inesperado: o presidente regional do DEM, Moroni Torgan, que teve direito a discutir com loas à gestão municipal.

Moroni é pré-candidato a deputado federal e aproveitou evento para, digamos, fazer o seu comercial em defesa da segurança pública.

(Foto – Mauri Melo)

Dilma vai conversar com Temer sobre o destino de Eunício Oliveira

46 2

foto eunício e dilma

Essa é do Blog de Josias de Souza:

Dilma Rousseff prometera receber o vice Michel Temer na quarta-feira (19), para fechar a conta do PMDB na reforma ministerial. Trocou a audiência por um telefonema, repetiu a oferta que fizera há duas semanas, rodopiou e não saiu do lugar.

Eis a oferta de Dilma: a Integração Nacional desceria à cota do PMDB como a sexta pasta que a legenda tanto reivindica. Desde que o ocupante fosse o senador Eunício Oliveira, que teria de abdicar de sua candidatura ao governo do Ceará e do papel de pedra no sapato do governador Cid Gomes (Pros). Ah, sim: dessa vez, o PMDB da Câmara nem precisaria ceder o Ministério do Turismo para o PTB.

Eunício recusou novamente a poltrona, o PMDB da Câmara reiterou que já não faz questão de ministérios e figurões da legenda consideraram-se “desrespeitados”.  A presidente voou para Roma. Foi ver o papa. E ficou de receber Temer na semana que vem. A boa notícia é que não houve nenhum aumento da irritação do PMDB. Continua nos mesmos 100%.

Leitor reclama de administrador do cartão de crédito Hipercard

De Jessé Pimentel, leitor deste Blog, recebemos a seguinte nota, em tom de queixa contra o Banco Itaú, que administra o cartão de crédito Hipercard. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

Peço, se possível, tornar público uma prática atrasada e abusiva do Banco ITAÚ – administrador do cartão de crédito HIPERCARD.

O fato se dá quando ocorre o bloqueio de senha do cartão. O banco adota como prática o envio de uma pré-senha via correio, o que pode levar até 12 dias para chegar no endereço, isto é, se não vivenciarmos uma greve dos trabalhadores do setor, como acontece atualmente.

Fizemos alguns contatos com os canais de reclamações e cobramos o fornecimento desta pré-senha, através de canais mais modernos, tipo: email, sms, link no próprio site, enfim, tem tantos.

No entanto, a resposta foi negativa: somente via correios. Ou seja, a modernidade que ora está disponível, não serve para o ITAÚ.

Sem mais,

Jessé Pimentel,

Seu leitor.

VAMOS NÓS – O Itaú está com espaço aberto para explicações.

Inácio Arruda quer o PT mais generoso com aliados e longe do pecado da gula

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=1OQhBKyca5o[/youtube]

O PT estadual, sob comando de José Nobre Guimarães, lançou, nesta sexta-feira, na sede partidária, um manifesto em apoio a qualquer aliado para disputar o governo, mas com os petistas postulando o Senado.

Para o Blog, o senador Inácio Arruda (PCdoB), que quer a reeleição, apelou aos petistas para que deixem de lado o pecado capital da gula e seja generoso com os aliados. Inácio reitera que a direção nacional do PCdoB incluiu, entre prioridades nacionais no pleito deste ano, a sua reeleição.

O direito democrático de se manifestar. Sem segundas leituras

Com o título “Quem tem medo da democracia?”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Ele aborda a luta diária pela democracia no País e critica a tentativa de se generalizar as manifestações como “algo a priori negativo”. Tanto no Brasil como na vizinha Venezuela. Confira: 

Num passado recente, o Brasil passou 25 anos sob o tacão de uma ditadura militar. Um período nefasto da nossa história: tortura, prisões, mortes, completa falta de liberdade de expressão e uma sequência cretina de desmandos que ajudaram a afundar o país, por conta do claro despreparo administrativo, em sucessivas crises econômicas, políticas e sociais. Pelo bem da nossa sociedade, este tempo parece precisa ser rememorado com urgência. Porque a impressão que se tem, no momento atual, é de que a democracia – tão duramente conquistada – nos trouxe uma grande sensação de desconforto.

Basta prestar atenção aos meios de comunicação. Há uma tendência evidente de tentar generalizar as manifestações como algo a priori negativo. Mais do eu isso: em um ano eleitoral, o tratamento das informações está longe de ser isento, e a divulgação e a interpretação das notícias estão sendo feitas com tintas carregadas, de forma intolerante, autoritária e mal educada.

Detalhe: o fenômeno não ocorre só aqui. Fica difícil mesmo pra mim, jornalista com mais de 20 anos de profissão, compreender as manifestações atuais na Venezuela. As notícias veiculadas por aqui são absolutamente parciais. Ou se defende ou se rejeita o regime venezuelano. Não se procura – com raras exceções – um meio termo, um veio compreensivo que devolva ao jornalismo sua função precípua de informar. O objetivo latente é ganhar o espectador para sua posição. Os países da América Latina, assim como o Brasil, também são pródigos em apresentar um desfile inconsequente e triste de intervenções militares em seus governos, com cenas lamentáveis e cruéis de desrespeito aos direitos humanos.

Nas redes sociais então, é um festival de impropérios e agressões. Não há uma estratégia de convencimento ou sedução. Como fanáticos de torcidas organizadas em meio a uma decisão de campeonato, há um desejo de se tomar à força mentes e corações de pessoas que discordam da sua posição. E quem não concorda é alvo das mais rasteiras rotulações: burro, despreparado, reacionário etc.

Neste momento, é saudável lembrar que o significado da palavra democracia não é “todos têm de concordar comigo”. Pelo contrário, é a vontade da maioria, após se fazer um esforço de discutir e tentar acordo acerca de posições divergentes. Posso até me incomodar com a opinião que diverge da minha, mas estarei sempre pronto a ouvi-la de forma educada e apresentar minhas ponderações. Tal debate, em tom civilizado, talvez também não chegue a lugar algum, mas no mínimo ajuda a mediar e trabalhar a aceitação das diferentes posições políticas e ideológicas, preferências partidárias, opções sexuais, questionamentos raciais, religiosos e de gênero.

Portanto, é preciso deixar de ver os conflitos de forma negativa. Pelo contrário, eles são essenciais à democracia. Manifestações, opiniões, protestos, greves – legítimos ou não – são comuns aos ambientes democráticos. E isso precisa ser visto como um direito de qualquer cidadão. Caso contrário, nossa intolerância tenderá a aceitar teses desqualificadas, que tentam usar qualquer desordem institucional como argumento para intervenções autoritárias. E esse passado não pode retornar, a não ser como pesadelo.

* Demétrio Andrade
Jornalista e sociólogo