Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Izolda Cela agora governa o Ceará

275 1

unnamed (70)

trasnsis

O governador Camilo Santana (PT) transmitiu, nesta manhã de sexta-feira, o cargo de chefe do executivo estadual para a sua vice, Izolda Cela (Pros). Ele ficará ausente do Ceará por uma semana.

Camilo viajou com a família para os EUA e só retornará no próximo dia 20. A assessoria do Palácio da Abolição informou que ele viajou para temporada de descanso e que pagou tudo do seu próprio bolso.

No ato de transmissão do cargo, Camilo presenteou Izolda com flores. Ela é a primeira mulher a assumir o comando do Governo cearense.

Izolda Cela

Maria Izolda Cela de Arruda Coelho nasceu em Sobral, em 9 de maio de 1960. É casada há quase 29 anos com José Clodoveu de Arruda Coelho Neto, o Veveu, atual prefeito de Sobral.

Tem quatro filhos e é a segunda de uma família de cinco irmãos. A mãe era professora de ensino fundamental, natural de Camocim. O pai, médico, de Santa Quitéria.

É formada em psicologia ( Universidade Federal do Ceará), especializada em Educação Infantil (Universidade Estadual do Ceará) e Gestão Pública (Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA).

É mestranda em Gestão e Avaliação da Educação Pública pela Universidade Federal de Juiz de Fora (MG) e professora do curso de Pedagogia da UVA.

(Fotos – Cláudio Barata)

Presidente do BC – Inflação atingirá pico neste semestre, mas começará cair em 2016

“O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, disse hoje (14) que a inflação deve atingir o pico neste trimestre e começar a cair em 2016. “A inflação acumulada em 12 meses deve atingir o pico neste trimestre e permanecer em níveis elevados até o final do ano, para depois iniciar trajetória de queda”, acrescentou, ao abrir o 10º Seminário Anual sobre Riscos, Estabilidade Financeira e Economia Bancária na capital paulista.

Na estimativa do BC, a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), deve ficar em 9%, este ano. Para 2016, a previsão é que a inflação recue e encerre o ano em 4,8%.

Tobini disse que a previsão é que a inflação volte a convergir para o centro da meta a partir de 2017. “No início do ano, as medianas das expectativas para inflação de 2017 a 2019 se encontravam muito acima do nível de 4,5% ao ano. Atualmente, verifica-se convergência das expectativas para o centro da meta em um intervalo de médio e longo prazo”, acrescentou.

Para evitar que o aumento de preços se estenda para além deste ano, o presidente do Banco Central destacou que a taxa básica de juros (Selic) deve permanecer elevada. “A manutenção do atual patamar da taxa de básica de juros – necessária por períodos suficientemente prologados – é necessária para a convergência da inflação para a meta no final do ano de 2016”, enfatizou. Atualmente, a Selic está em 14,25% ao ano.

Entre as causas da inflação, Tombini citou a valorização do dólar em relação às moedas das economias emergentes e o reajuste dos preços administrados, como energia elétrica. “Como sabemos, os ajustes dos preços relativos, representados pelo fortalecimento do dólar e pelo aumento dos preços administrados têm colocado importantes desafios à condução da política monetária. Esses ajustes de preço fazem com que a inflação se eleve no curto prazo e tenda a permanecer elevada em 2015.”

(Agência Brasil)

CPI do BNDES pode investigar empréstimo da CSP?

unnamed (68)

Chang Sae-Joo e Cid Gomes.

“O empréstimo de 2,3 bilhões de reais feito pelo BNDES em abril à cearense Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) é um forte candidato a entrar na mira da CPI do BNDES. Ou ao menos deveria ser. As siderúrgicas coreanas Dongkuk e Posco, sócias da Vale nos 16,8 bilhões de reais a serem investidos na CSP, estão enroladas no país asiático.

Um mês antes anúncio do empréstimo do BNDES, agentes federais da Coréia do Sul invadiram, ao melhor estilo Lava-Jato, o escritório da Dongkuk e a casa do presidente da empresa, Chang Sae-Joo. Documentos de contabilidade e registros de negócios nacionais e internacionais da siderúrgica foram apreendidos.

Sae-Joo também é investigado pelo Ministério Público coreano por ter gasto três milhões de dólares da Dongkuk em cassinos de Las Vegas. Coincidentemente também em abril, a Posco, terceira maior siderúrgica do mundo, teve um executivo preso por suspeitas de evasão de divisas e pagamento de propina.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Uma semana alucinante para o Governo Dilma

Da Coluna Política do jornalista Érico Firmo, no O POVO desta sexta-feira:

Depois de uma semana passada marcada por derrotas graves na Câmara dos Deputados e tendo de ir a público para desmentir boatos sobre renúncia, a presidente Dilma Rousseff (PT) conseguia o que, diante dos padrões dessa gestão, podia ser considerada uma semana até muito boa.

O adiamento da votação de suas contas no Tribunal de Contas da União (TCU) deu à presidente ao menos um respiro momentâneo. Aliviou a faca no pescoço que era colocada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O peemedebista tem pressa, e não à toa. Quer aproveitar o período em que o governo está sob pressão extrema, mas não apenas isso. Como alvo da operação Lava jato, Cunha não tem tempo a perder. Sua situação pode se complicar a qualquer instante. Por esses fatores, correu para limpar a pauta e votar com urgência as contas de ex-presidentes. Tudo para deixar o espaço livre para o julgamento que pode complicar Dilma. Mas o TCU forçou o pé no freio. E Renan Calheiros (PMDB-AL) deixou explícito que tampouco ajudará a apressar o processo.

Mas o presidente do Senado fez muito mais. A operação capitaneada por ele conseguiu desviar a pauta pública da pressão sobre o Palácio do Planalto e sinalizar um apoio político de peso ao Governo Federal. Talvez o mais importante tenha sido o movimento para isolar Cunha, que se enfraqueceu e acusou o golpe.

O tempo e as circunstâncias são alguns dos elementos mais importantes da política, tanto quanto os fatos em si. Essa semana de relativo alívio tinha ainda mais importância pelo momento em que ocorre, às vésperas dos protestos deste domingo, 16.

As manifestações, tudo indicam, terão grandes proporções e estarão espalhadas pelo Brasil todo. Pela primeira vez, o PSDB decidiu perder pudores e apoia formalmente os atos. E, antes envergonhado, o discurso do impeachment é abraçado de forma mais enfática. Será um episódio grave e difícil para Dilma. A resposta será muito importante para que se defina o rumo do governo: a recuperação ou a derrocada.

Os sinais da semana anterior e a expectativa para esta semana apresentavam o grave risco de os acontecimentos servirem para tornar o cenário ainda pior para a presidente. De o governo chegar ainda mais desgastado, mais fragilizado politicamente. E de os protestos ganharem ainda mais combustível. Pelo contrário, a pauta negativa foi, em boa medida, estancada, a base aliada deu indicações de recuperação e o principal opositor perdeu fôlego.

Mas, ontem, os ventos começaram a mudar. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) retomou a votação da ação do PSDB que aponta abuso de poder político e econômico na reeleição de Dilma e pede a cassação do mandato. A ação havia sido arquivada pela relatora, mas os tucanos recorreram. Há dois votos pela continuidade da ação e um contra. Faltam quatro ministros se posicionarem. A votação foi suspensa por pedido de vistas. A retomada do caso, após cinco meses, ocorre em momento delicadíssimo para a presidente.

Pior ainda para o Planalto foi a nova fase da operação Lava Jato. Mais grave para o governo que a prisão de um ex-vereador do PT é a informação das ramificações do esquema dentro do Ministério do Planejamento. Em fraudes que teriam ocorrido, principalmente, durante o governo Dilma. Se a Petrobras é uma sociedade de economia mista, integrante da administração indireta e com relativa autonomia gerencial e orçamentária, o Planejamento está no coração do governo. Os novos desdobramentos da operação mostram um esquema que não estava isolado. Pode ser mais capilarizado no governo do que se pensava. Isso complica em muito a situação do PT. E, claro, a de Dilma.

Alô, Chicleteiros! Bell Marques gravará primeiro DVD solo em Fortaleza

belll 

Está confirmado. Bell Marques, ex-vocalista do “Chiclete com Banana”, gravará seu primeiro DVD solo durante o Réveillon do Marina Park Hotel, em Fortaleza.

Tudo ficou acertado ontem, em Salvador (BA), durante reunião do gerente do hotel, Eliseu Barros, com o artista. Os dois fecharam toda uma megaestrutura para o evento.

DETALHE – O Réveillon do Marina Park terá como tema “Splendour – Paraíso das Ilhas”, em clima bem havaiano.

Jair Bolsonaro é recebido com festa em Fortaleza

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=LVQZPbhuXOI[/youtube]

Já está em Fortaleza o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), que será uma das atrações do protesto contra o Governo Dilma Rousseff, neste domingo, na Praça Portugal, a partir as 14 horas.

Ele desembarcou no começo da madrugada desta sexta-feira e foi recebido festivamente por um grupo de jovens e membros da Advogacia Geral da União (AGU). O grupo da AGU agradeceu o apoio de Bolsonaro à PEC 433, que lhes garante isonomia salarial com ministros do Supremo. Foi aprovada em primeiro turno na Câmara.

Alguns parlamentares cearenses, como André Figueiredo (PDT) e Adail Carneiro (PHS), também ganharam aplausos dos membros da AGU.

Na agenda

Nesta sexta-feira, Jair Bolsonaro vai até Quixadá participará de um debate sobre a proposta de reforma do Estatuto do Desarmamento, em debate na Câmara. O convite ao parlamentar foi feito pelo deputado cearense Cabo Sabino (PR), integrante da comissão especial que debate a reforma.

No fim da tarde desta sexta-feira, ele estará falando para a diretoria do Centro Industrial do Ceará, (CIC), no prédio-sede da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), sobre “Ética na Política”.

Camilo passará o governo para Izolda, a primeira mulher a assumir o Executivo ceasrense

foto camilo e izolda

O petista Camilo Santana transmitirá o cargo de governador para a sua vice, Izolda Cela, às 9 horas desta sexta-feira, no Palácio da Abolição. Depois disso, ele embarca com sua mulher, Onélia, e os filhos Pedro e Luiza, para curta temporada nos Estados Unidos. O retorno do governador está previsto para o dai 20.

Izolda Cela será a primeira mulher a assumir o executivo do Ceará. Segundo assessores, ela aproveitará o período para reforçar ações do Ceará Pacífico. Trata-se de um conjunto de projetos que envolvem várias secretarias, tendo como foco reduzir a violência e problemas sociais.

Lúcio Brasileiro tem seus 60 anos de colunismo social registrados na Câmara dos Deputados

luciobrasileiro

Beto Studart (Fiec), Luciana Dummar (O POVO) e Lúcio Brasileiro.

O deputado federal Danilo Forte (PMDB) destacou, nessa quinta-feira, da tribuna da Câmara, os 60 anos de atividades ininterruptas na imprensa do jornalista e colunista social do O Povo, Lúcio Brasileiro.

“Eu gostaria de aqui parabenizar, porque é uma data importante para o Ceará, hoje, a pessoa do Francisco Newton Quezado Cavalcante, nosso querido e amado jornalista Lúcio Brasileiro, que hoje faz 60 anos de jornalismo”, disse.

Lúcio Brasileiro iniciou a carreira aos 16 anos, em 1955, no dia 13 de agosto na redação do jornal Gazeta de Notícias. Posteriormente trabalhou para o Correio do Ceará, antes de chegar ao jornal O Povo. O jornalista foi apresentador ainda de programas nas rádios Uirapuru, Verdes Mares, Clube, Iracema e Calipso FM. Na TV foi colunista da TV Uirapuru, TV Educativa e TV Jangadeiro.

O tempo de colunismo na imprensa fez Lúcio Brasileiro entrar para o Guiness (livro dos recordes) como o jornalista de maior tempo com coluna diária. Paralelo ao seu trabalho como jornalista, Lúcio Brasileiro lançou cinco livros: “Até Agora”, “Assim falava Paco”, “Pela Sociedade”, “Longe de dizer adeus” e “Quinhentos contos de réis”.

(Foto – Paulo MOsKa)

Olhar 2018 – Eunício Oliveira receberá mais um título de cidadania no Ceará

236 1

eleições 2014 2t pmdb eunício opovo

O líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, receberá, às 16 horas desta sexta-feira, mais um título de cidadania no Estado. Dessa vez, será o seu 103º e virá da Câmara Municipal de Caridade.

No ato, o senador ainda será homenageado em reconhecimento ao trabalho que realiza no Senado Federal, principalmente no que diz respeito às renegociações das dívidas dos agricultores.

A sessão solene de entrega do título de cidadão a Eunício contará com a participação de prefeitos e vice-prefeitos, vereadores e lideranças de vários municípios da região.

DETALHE – Eunício já está como pré-candidato a governador em 2018.

Gilmar Mendes fala em “sindicadto dos ladrões”

gilmarmendes

O próximo round político do Governo Dilma Rousseff ocorrerá nesses dias, no Tribunal Superior Eleitoral, onde contas de sua campanha pró-reeleição serão julgadas.

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, já afirmou, em seu voto, que é preciso esclarecer se as doações feitas para a campanha de Dilma Rousseff “serviram para lavagem da propina paga com recursos desviados da Petrobras”. O ministro chegou a citar que ouviu uma vez que “ladrões de sindicato transformaram o país em um sindicato de ladrões” e completou dizendo: “não podemos permitir que um país se transforme em um sindicato de ladrões”.

O ministro apresentou um voto, muitas vezes em tom emotivo, cobrando coragem do tribunal para discutir os processos sobre cassação e afirmou que é preciso esclarecer se houve corrupção e lavagem de dinheiro na Justiça Eleitoral, se referindo às doações. “Os fatos são de gravidade tamanha que fingir que inexistem é um desrespeito à comunidade jurídica”, disse.

(Folhapress)

Alerta! Estado do Ceará está no limite do gasto com pessoal

“O Ceará e mais 11 estados do Brasil alcançaram ou ultrapassaram o limite de alerta, de 43,74% da receita corrente líquida, com despesas de pessoal. A situação é mais crítica para oito entes da União, que ultrapassaram o teto permitido por lei ou o limite prudencial.

Conforme a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) – mecanismo de controle das contas públicas dos entes da União – os estados que chegam ao teto permitido ou ao limite prudencial ficam impedidos de conceder aumento de salários e pagar horas extras, gastos que aumentam suas despesas. No caso do teto, os repasses federais e as operações de crédito também ficam suspensas. Na situação do Ceará e dos outros 11 estados, apesar do primeiro limite ter sido alcançado, o de alerta, ainda não há restrição perante a lei.

Para controle de gastos, a cada quadrimestre, os entes apresentam resultados de suas contas ao Tesouro Nacional e Rio Grande do Sul, Pernambuco e Sergipe ficaram no limite prudencial de endividamento com relação a despesas de pessoal. Nesse caso, eles têm o prazo de oito meses para voltar ao patamar permitido pela LRF, que é de até 43,74%, referente ao limite de alerta, eliminando o gasto de pessoal.

Durante esse período de ajuste ainda há regras a seguir. Nos primeiros quatro meses, após verificado o excesso, é preciso eliminar pelo menos um terço do excedente no próximo quadrimestre. O restante, nos quatro meses seguintes. Neste mês, haverá nova prestação de contas com a Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Em situação pior ainda estão cinco estados que ultrapassaram o limite de gastos com pessoal. Assim, Alagoas, Mato Grosso, Paraíba, Santa Catarina e Tocantins já não podem receber repasses federais e fazer operações de créditos. O governador do estado também pode ter de pagar multa de 30% do salário que receber no ano.”

Despesas-com-pessoal (1)

(O POVO)

Eliminatórias – Seleção faz estreia no Brasil em jogo na Arena Castelão

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiu nesta quinta-feira (13) que Fortaleza será a cidade de estreia da Seleção, no primeiro jogo em casa pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo 2018. O Brasil entrará no gramado da Arena Castelão, em outubro deste ano, diante da Venezuela, em partida válida pela segunda rodada da competição que definirá os quatro representantes da América do Sul na Copa da Rússia. A estreia brasileira será também em outubro, contra o Chile, na capital chilena Santiago. As datas dos dois jogos ainda não foram anunciadas.

Após as duas partidas, a Seleção retornará a campo em novembro para mais dois compromissos. O primeiro contra a Argentina, fora de casa, e depois diante do Peru, em Salvador, na Bahia.

(com agências)

Maria da Penha dará palestra em Sobral

mariadapenha

Para comemorar os nove anos da Lei Maria da Penha, o Centro de Educação a Distância do Estado do Ceará (CED), situado em Sobral (Zona Norte), promoverá a palestra “Maria da Penha, uma história de vida – Da mulher à lei”. O evento ocorrerá no próximo dia 18, às 18 horas. A farmacêutica Maria da Penha, cearense que fez de sua tragédia pessoal uma bandeira de luta pelos direitos da mulher, dará a conferência.

A Lei Federal nº 11.340 “Lei Maria da Penha” foi sancionada em 7 de agosto de 2006, pelo então presidente Lula, garantindo maior rigor das punições às agressões contra a mulher, quando ocorridas no ambiente doméstico ou familiar. Maria da Penha ficou paraplégica depois de levar um tiro nas costas, efetuado pelo seu então marido, em 1983. O caso, relatado por ela no livro “Sobrevivi… Posso Contar”, levou o Brasil a mudar sua legislação para proteger mulheres vítimas de violência doméstica e também punir seus agressores.

O evento será gratuito e faz parte das atividades do Curso de Aperfeiçoamento de Educação em Direitos Humanos em EaD do CED/SEDUC.

SERVIÇO

*Para participar, basta confirmar presença pelo e-mail: reserva.ced@gmail.com.

*O evento também será transmitido ao vivo pela internet no Canal do CED: https://www.youtube.com/user/cedceara

Vem aí o Tejubode 2015

285 2

bode

Após dois anos suspenso, vem aí o Tejubode, a maior feira de ovinos e caprinos do Ceará, que ocorrerá em Tejuçuoca (Zona Norte).

A festa, com exposição de animais, leilões e shows, ocorrerá de 4 a 6 de setembro, no parque municipal.

Neste ano, por causa da seca, seguindo o estilo parceria público-privada, informa o prefeito Walmar Bernardo.

Tudo pronto para a XIII Mostra Brasileira do Teatro Transcendental

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=oed7juMInns[/youtube]

Vem aí a XIII Mostra Brasileira do Teatro Transcendental. 

De 19 a 23 deste mês, no Teatro do Via Sul. Durante os cinco dias, o evento levará ao público seis espetáculos teatrais, entre drama, comédia e infantil.

A Mostra trará peças que valorizam o tema escolhido esse ano – “Ética e cidadania: vamos usar todo dia!” e transmitem mensagem de paz, amor e solidariedade.

XX Encontro Nacional dos Jornalistas em Assessoria de Imprensa com descontos na inscrição

Atendendo a uma reivindicação de jornalistas sindicalizados e estudantes de jornalismo pré-sindicalizados, a diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Ceará (Sindjorce) decidiu manter a tradição da entidade e anunciou a adoção de uma política diferenciada para as inscrições de associados para o XX Encontro Nacional dos Jornalistas em Assessoria de Imprensa, que ocorre em Fortaleza de 1º a 3 de outubro.

Os filiados em dia e pré-filiados terão desconto de 10% no valor da inscrição para o evento, podendo parcelar o pagamento em até três vezes no cheque. Para o jornalista sindicalizado em dia, a taxa cai de R$ 330,00 para R$ 297,00, divididos em até três vezes, com parcelas iguais de R$ 99,00, sendo o primeiro cheque para o dia, o segunda para 1º de setembro e o terceiro para 1º de outubro, data do início do XX ENJAI.

Com o desconto, a taxa de inscrição para estudantes pré-sindicalizados e jornalistas aposentados filiados ao Sindjorce cai de R$ 165,00 para R$ 148,50, podendo ser parcelados em três cheques de R$ 49,50. Os mesmos valores e condições de pagamento valem ainda para jornalistas sindicalizados desempregados, com o primeiro cheque para o dia, o segundo para 1º de setembro e o terceiro para 1º de outubro. 

Sindicalização e pré-sindicalização gratuitas 

Para sindicalizados inadimplentes, não haverá o desconto de 10%, mas o pagamento da inscrição poderá ser parcelado em duas vezes no cheque, no valor de R$ 165,00, sendo o primeiro para o dia e o segundo para 1º de outubro.

Se você não é sindicalizado, nem pré-sindicalizado, mas tem interesse em ter acesso à política de descontos para inscrição no maior fórum nacional de debates dos jornalistas em assessoria de imprensa do Brasil, basta se associar ao Sindjorce. A sindicalização é inteiramente gratuita. Informações com o funcionário Macell Davis nos telefones 85. 3272.2966 ou 3247.1094.

Em caso de escolha da modalidade de inscrição por meio de cheques pré-datados, o pagamento deve ser feito diretamente na tesouraria do Sindjorce, que funciona na Rua Joaquim Sá, 545, bairro Dionísio Torres (entre as ruas Nunes Valente e Tibúrcio Cavalcante). 

Valores e condições de pagamento das taxas de inscrição: 

Delegado eleito em assembleia: R$ 390,00, pagos por meio de depósito bancário na conta 868-8, agência 1559 da Caixa Econômica Federal, até o dia 1º de setembro.

Jornalista profissional e demais observadores: R$ 330,00, pagos por meio de depósito bancário na conta 868-8, agência 1559 da Caixa Econômica Federal, até o dia 3 de setembro.

Jornalista sindicalizado em dia: R$ 297,00 (desconto de 10%), podendo ser parcelado em até 3 vezes no cheque, no valor de R$ 99,00, sendo o primeiro para o dia da inscrição, o segundo para 1º de setembro e o terceiro para 1º de outubro.

Jornalista sindicalizado inadimplente: R$ 330 (sem desconto), podendo ser parcelado em 2 vezes no cheque, no valor de R$ 165,00, sendo o primeiro para o dia e o segundo para 1º de outubro.

Jornalista aposentado e estudante de jornalismo: R$ 165,00, pagos por meio de depósito bancário na conta 868-8, agência 1559 da Caixa Econômica Federal.

Aposentado sindicalizado e estudante pré-sindicalizado: R$ 148,50 (desconto de 10%), parcelados em até três cheques de R$ 49,50, sendo o primeiro para o dia, o segundo para 1º de setembro e o terceiro para 1º de outubro.

Jornalista sindicalizado desempregado: R$ 148,50, parcelados em até três cheques de R$ 49,50, sendo o primeiro para o dia, o segundo para 1º de setembro e o terceiro para 1º de outubro.

DETALHE – Em caso de escolha da modalidade de cheques pré-datados, o pagamento da inscrição deve ser feito até o dia 3 de setembro na tesouraria do Sindjorc

Especialista em autismo dará palestra na Assembleia Legislativa

A Assembleia Legislativa será sede, a partir das 18h30min desta quinta-feira, no Auditório Murilo Aguiar, de palestra sobre tratamento biomelecular do autismo. Quem falar sobre o tema é a médica Camila Milagres Pereira. O evento foi solicitado pelo líder do Governo, deputado Evandro Leitão (PDT).

Evandro Leitão ressalta que foi sancionada, em dezembro de 2012, e regulamentada, em 2014, a Lei que institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da pessoa com Transtorno do Espectro Autista. A legislação institui “o incentivo à formação e à capacitação de profissionais especializados no atendimento à pessoa com transtorno do espectro autista, bem como a pais e responsáveis”.

“Baseados nessa lei de iniciativa popular, nós atendemos a solicitação de uma associação de mães e pais de autistas para a realização dessa palestra, e assim divulgar os tratamentos existentes”, ressalta o parlamentar.

A Conferencista

Camila Milagres é médica pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pós-graduada em Medicina Ortomolecular pela Universidade Católica de Petrópolis. É membro da Associação Brasileira de Fitoterapia e foi pesquisadora do Instituto Nacional de Medicina Molecular.

Quando o protesto contra Dilma lembra aula de aeróbica

151 2

Com o título “A política entra na dança”, eis artigo do jornalista Henrique Araújo, editor-adjunto de Conjuntura do O POVO, que pode ser conferido no jornal O POVO desta quinta-feira. Ele aborda a dança coreografada que grupos de manifestantes contra Dilma apresentam em seus protestos. Confira:

Vou falar do único assunto possível. A dança. O vídeo. O ato. A junção hipnótica entre protesto e música, se não é nova, ao menos nunca antes neste país havia chegado a tal ponto: uma aeróbica política com pinta de aula de academia. Nada contra. Não quero ridicularizar ninguém. Entendo que as pessoas estejam furiosas com o governo, indo às ruas reclamar. Se fazem isso dançando, melhor ainda. Com uma coreografia, o que exigiu ensaio, e timing profissional, o protesto cumpre duplamente a meta, como diria a presidente no seu tradicional português-charada. Entusiasmado com a novidade, me declaro desde já um fervoroso apoiador da manifestação dançante.

E acrescento: por que não dançar também contra Renan Calheiros e seu pacote antiambiental? E contra a retirada dos planos de educação de termos relacionados à igualdade entre gêneros? E contra o corte de árvores? Que tal uma zumba contra o espancamento de adolescentes infratores? Quem iria a uma salsa contra o estacionamento irregular nas ciclofaixas? E a um forró para reduzir o valor da conta de energia? Um funk contra a revisão do estatuto do desarmamento não seria má ideia. E, se ainda restar energia e sola de sapato, um tango pelo freio à proposta de redução da maioridade.

Dançar, pra mim, é sinônimo de erotismo. Erotismo não combina com disciplina patriótica. Mesmo assim, fico feliz quando vejo dimensão festiva numa manifestação. A própria esquerda, por exemplo, convive mal com a festa, e ainda hoje muita gente confunde sisudez com consciência política. É uma dessas pragas do pensamento revolucionário: investe-se de um ascetismo missionário a fim de mudar o mundo, mas é incapaz de enxergar e respeitar o outro. Tem dificuldade de entender que, se a dança é o sexo por outros meios, não há mudança sem festa. E nem festa sem dança. O que não significa que toda dança conduza necessariamente a uma transformação. Há danças e danças. Para manter e para conservar.

O corpo em movimento é uma espécie de ayahuasca visual: transcendente no que tem de libertador. O cineasta Leonardo Mouramateus sabe disso. Em seus filmes, os jovens dançam de um modo político, num tipo de recusa ao estabelecido. É uma dança que desconcerta o discurso e abre possibilidades. Nas noites de quinta e sexta-feira, as esquinas do Centro ficam cheias. A Liberato Barroso, tradicional via de comércio popular, vira uma pista de dança nos pontos de churrasquinho, com cerveja e forró a céu aberto. É gente, como eu e você, que passou o dia trabalhando, o corpo maltratado na postura disciplinada da obrigação.

Findado o expediente, porém, demoram-se na dança, uns colados aos outros. Lição que aprendi: o gozo alivia e azeita a máquina do corpo. Dançar, pra mim, é isso. E se o corpo na rua é mensagem política, e a política é o exercício de negociar nossos prazeres e responsabilidades individuais e coletivas, que mensagem a dança coreografada como protesto quer transmitir? Brincar com a dança, mesmo num protesto ensaiado, é um exercício cheio de interrogações. Espero que as respostas encontradas por quem se atreve a dançar na política não sejam binárias, do tipo contra ou a favor, nem personalistas, do tipo ele ou ela, mas abertas ao diálogo, como o próprio.

Henrique Araújo,

Editor-adjunto de Conjuntura do O POVO.

Vice-presidente da AMB é contra a tese de impeachment e apregoa respeito à Constituição

172 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=RzMCDLPcRnk[/youtube]

O vice-presidente da Associação dos Magistrados do Brasil, o cearense Ricardo Barreto, avisa: “O momento é de muita responsabilidade com o País!”

Ele vê com preocupação o cenário nacional, mas não comunga com a tese de impeachment da presidente Dilma Rousseff, como apregoam setores da oposição.

Para Ricardo Barreto, ao respeito à Carta Magna precisa ser respeitado e qualquer mudança que ocorra no País, em termos políticos, precisa vir por meio do voto popular.