Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Romário e uma conta no Exterior não explicada

roario

Romário passou o fim de semana respondendo seus seguidores no Twitter sobre a reportagem de VEJA que revelou uma conta-corrente sua não-declarada na Suíça com saldo de 7,5 milhões de reais pertencente a ele.

Abaixo algumas das mensagens do senador na rede. Em nenhuma delas, Romário é capaz de cravar que  não possui a conta:

– É possível que tenha sobrado algum rendimento. Honesto e suado

– Recurso recebido no exterior não é declarado e sim pode ser notificado a qualquer momento

– Se ele existir e eu trouxer para o Brasil, aí sim há a obrigação de declarar

–  Dinheiro ganhado fora é taxado diretamente lá e não aqui. Aqui basta notificar a qualquer momento. Só é taxado se eu trouxer

– Essa conta, se existe, são de recursos de quando joguei fora. Não é ilegal

– Declarações de recursos recebidos fora do Brasil são feitos lá fora, não aqui.

Ainda que não esteja desvendada (ainda) a data de abertura da conta, Romário joga para a galera na argumentação e se esquece do principal: eele têm dívidas a pagar no Brasil – privadas (como com a ex-mulher, condomínios etc) e públicas (com a Receita Federal). Esse dinheiro escondido deveria estar quitando essas contas.”

(Veja Online)

Gonzaguinha será lembrado em Fortaleza

b85605_d55bb6cb897b451b86e57398a7575cf4

Se vivo fosse, o cantor e compositor Gonzaguinha estaria completando 70 anos. A data será lembradas entre os dias 7 e 9 de agosto próximo, no palco da CAIXA Cultural Fortaleza.

Um grupo formado pelos músicos Fábio Luna, Marcelo Caldi, Edú Krieger e Fabiano Salek promete o espetáculo, que terá também conta com um convidado especial Daniel Gonzaga, filho de Gonzaguinha.

A ordem é relembrar clássicos do consagrado compositor como “Grito de Alerta”, “Explode Coração”, “O Que É, O Que É”, “Começaria Tudo Outra Vez” e “Comportamento Geral”.

SERVIÇO

*CAIXA Cultural Fortaleza – Avenida Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema

*Data: 07 a 09 de agosto de 2015 -De sexta-feira a sábado, às 20 horas e, domingo, às 19 horas

*Ingressos: R$ 20,00 (inteira) R$ 10,00 (meia)

*Vendas a partir do dia 6/08, às 10 horas.

BNB comemora 63 anos com fórum de debates

“O papel do banco de desenvolvimento na economia do século XXI” é o tema do XXI Fórum Banco do Nordeste de Desenvolvimento, que acontecerá, a partir das 8h30min da próxima sexta-feira, na sede da instituição em Fortaleza. O evento, que comemora os 63 anos da maior instituição financeira de desenvolvimento regional da América Latina, tem como objetivo mobilizar as classes empresarial e política, governos, comunidade acadêmica e terceiro setor, em torno de questões relevantes para o desenvolvimento regional.

Participarão do fórum representantes de instituições parceiras como Ministério da Fazenda, BNDES, Confederação Nacional da Indústria (CNI), Sebrae e Associação Nacional dos Centros de Pós-Graduação em Economia. Também estarão presentes executivos da iniciativa privada, autoridades políticas, professores, economistas, ONGs e promotores de políticas de desenvolvimento em âmbito regional, nacional e internacional.

A programação contempla três painéis temáticos: “A promoção da inclusão social”; “Produtividade, competitividade e inovação: perspectivas para o Nordeste”; e “Desafios do financiamento à infraestrutura”.

Candidatos ao cargo de procurador-geral se comprometem com a continuidade da Lava Jato

osquatro-300x225

“Quem aposta na derrubada de Rodrigo Janot para interferir na Lava-Jato pode dar um tiro no pé. Os quatro candidatos a procurador-geral da República que disputam as três posições da lista tríplice da Associação Nacional dos Procuradores da República se comprometeram com a continuidade da Lava-Jato.

Carlos Frederico Santos, Mario Luiz Bonsaglia, Raquel Dodge e Rodrigo Janot já escreveram mensagens na rede privada dos procuradores com este teor.

Também postou mensagem semelhante o vice-presidente do Conselho Superior do MPF, Eitel Santiago de Brito Pereira, que pode assumir o comando da instituição caso Dilma atrase na indicação e o Senado, na aprovação do nome do próximo procurador-geral.

Quem está à frente da Procuradoria-Geral da República interfere diretamente nos casos dos políticos com foro no STF e no STJ e administrativamente na equipe da Lava-Jato no Paraná.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Fies 2015 – Inscrições começam na próxima semana

“As inscrições para o processo seletivo da segunda edição de 2015 do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) serão abertas na próxima segunda-feira (3), pela internet. Os candidatos terão até a quinta-feira (6) para fazer a inscrição. O cronograma e as regras desta edição do Fies estão em edital publicado na edição de hoje (27) do Diário Oficial da União.

O resultado da pré-seleção será divulgado no dia 10 de agosto, em chamada única. Os estudantes pré-selecionados deverão concluir a inscrição na internet e completar o processo junto à instituição de ensino e à instituição financeira. Quem não for pré-selecionados passa a integrar a lista de espera.

No final de junho, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, anunciou que nesta edição serão ofertadas 61,5 mil vagas com prioridade para os cursos das áreas de engenharia, saúde e a formação de professores e para as regiões Norte, Nordeste e Cento-Oeste, excluído o Distrito Federal.

A partir desta edição passam a valer novas regras para o Fies anunciadas pelo Ministério da Educação. Os estudantes passam a ser selecionados de acordo com a nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para os novos contratos passa a valer a taxa de juros de 6,5%.

De acordo com o edital, o estudante poderá se inscrever em um único curso e turno de graduação dentre aqueles com vagas ofertadas no processo seletivo. Durante o período de inscrição, o estudante poderá alterar a opção de vaga.

Pode se inscrever no processo seletivo do Fies, conforme o edital, os candidatos que não tenham concluído curso superior, tenham participado do Enem a partir da edição de 2010, obtido média a partir de 450 pontos no exame e não tenham tirado nota zero na redação.

Outro critério é que o candidato tenha renda familiar mensal bruta per capita de até 2,5 salários-mínimos. Quem concluiu o ensino médio antes de 2010 pode participar mesmo que não tenha feito prova do Enem. Nesse caso, o critério para a classificação seguirá uma fórmula que leva em conta itens com renda familiar e raça.”

(Agência Brasil)

Dívida Pública Federal aumentou 3,5% em junho

“A Dívida Pública Federal teve elevação de 3,5% em junho, em comparação a maio: passou de R$ 2,496 trilhões para R$ 2,583 trilhões. Os dados foram divulgados hoje (27) pelo Tesouro Nacional. O endividamento do Tesouro pode ocorrer da por meio da oferta de títulos públicos em leilões, pela internet (Tesouro Direto) ou pela emissão direta (com destinação específica). O aumento da dívida do Tesouro Nacional também pode ocorrer pela assinatura de contratos de empréstimo. Nesse caso, o Tesouro toma empréstimo de uma instituição financeira ou de um banco de fomento.

A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) cresceu 3,81% e passou de R$ 2,372 trilhões para R$ 2,462 trilhões. A DPMFi é a dívida pública federal em circulação no mercado nacional. Ela é paga em reais e captada por meio da emissão de títulos públicos. O motivo da elevação no mês passado foi a emissão líquida, no valor de R$ 65,15 bilhões, realizada pelo governo. Além disso, houve incorporação de juros à dívida, no valor de R$ 25,22 bilhões.

Por outro lado, a Dívida Pública Federal Externa (DPFe) registrou, em junho, redução de 2,35% em comparação ao resultado do mês anterior, chegando a R$ 121,28 bilhões, equivalentes a US$ 39,09 bilhões, dos quais R$ 111,05 bilhões (US$ 35,79 bilhões) referem-se à dívida mobiliária (títulos) e R$ 10,23 bilhões (US$ 3,30 bilhões), à dívida contratual.

DPFe é a dívida pública federal existente no mercado internacional paga em outras moedas. De acordo com o Tesouro Nacional, “a elevação [da DPFe] foi ocasionada pela valorização do real [de maio a junho] em comparação a moedas que compõem o estoque da dívida externa”. De acordo com o Plano Anual de Financiamento (PAF), o governo estima a Dívida Pública Federal, em 2015, entre R$ 2,45 trilhões e R$ 2,6 trilhões.”

(Agência Brasil)

Abuso sexual – Um universo de sofrimento silencioso que precisa ser enfrentado

Com o título “O drama que não sai da pauta”, eis artigo da jornalista Fátima Sudário, no O POVO desta segunda-feira. Ela aborda sobre casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes e restringe análises sobre casos de Lena Strickling (18). Confira:

O drama do abuso sexual contra criança e adolescente é um desses temas que não saem da pauta. Ainda assim, sobre ele, paira uma certa insistência à invisibilidade. Provavelmente porque, por onde quer se olhe, a gente só enxerga constrangimento. Pela covardia, pela violência, pelas loucuras humanas, pelas vidas que se adulteram, pela dificuldade de enfrentamento, pelas estatísticas assustadoras, pelas relações familiares subvertidas… Enfim, as entradas e saídas são realmente difíceis.

Por isso mesmo, fiquei extremamente sensibilizada com a história da jovem Lena Strickling, 18 anos, portadora de câncer no sistema linfático. Ela foi uma das selecionadas por uma ONG, presente em cerca de 50 países, que existe para realizar sonhos de crianças portadoras de câncer, a Make-A-Wish. Entre as muitas possibilidades, Lena pediu para contar sua história de abuso sexual e violência doméstica. A garota quer ajudar pessoas que tiveram a mesma experiência a ter coragem de denunciar.

No vídeo lançado no site Collectively, há revelações como essa: “O câncer nunca me incomodou tanto, comparando com o abuso sexual que aconteceu e ainda me assombra”. E mais: “Não contava para ninguém. Pensei em me matar, odiava a vida. Não me sentia nem um pouco amada. Fui diagnosticada com linfoma de Hodgkin, fui abusada sexualmente e sofri violência doméstica, mas, tudo bem, porque a vida continua”.

No vídeo, gravado ao lado de duas amigas também vítimas de abuso sexual, Lena conta a história de violação que ela e a irmã sofriam do pai. Aos 10 anos, depois de uma aula sobre o tema, Lena escreveu uma carta à mãe, que denunciou o marido. “Acontece mais frequentemente do que as pessoas pensam (…) As pessoas não compreendem quanta força e coragem são necessárias”, disse. Hoje a família vive em Seattle, onde ela se trata do câncer.

É uma história extraordinária e, de fato, uma exposição corajosa. O cenário é dramático. Para se ter uma ideia, em 2014, no Brasil, e só pelo Disque 100, a média foi de três denúncias, a cada hora, de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Isso é do que se sabe. O que não se tem ideia é o que fica sem ser contado. É nesse universo de sofrimento silencioso que mira a jovem Lena Strickling.

Fátima Sudário

fsudario@gmail.com

Jornalista do O POVO.

Fies – Taxa de juros subiu de 3,4% para 6,5% ao ano

272 1

O Banco Central publicou no Diário Oficial da União hoje (27) resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) que elevou a taxa efetiva de juros do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), de 3,4% ao ano para 6,5% para novos contratos. A regulamentação foi aprovada na última quinta-feira (23) na reunião do Conselho, mas o reajuste já era conhecido depois de ter sido anunciado no fim do mês passado pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro.

Na justificativa apresentada após a reunião do CMN, o governo destacou que o “intuito é realizar um realinhamento da taxa de juros devido ao cenário fiscal e à necessidade de ajuste fiscal”.

Outro fator para o realinhamento, informou o governo, é que a alteração continuará permitindo a oferta de financiamentos no âmbito do Fies a juros subsidiados, uma vez que a taxa de 6,5% continua menor que a taxa de mercado. “Além disso, a medida contribuirá para a sustentabilidade do programa, possibilitando sua continuidade enquanto política pública perene de inclusão social e de democratização do ensino superior”, ressaltou o CMN na ocasião.”

(Agência Brasil)

Eunício Oliveira: “Falta dizer o que vem depois do arrocho, da reoneração de empresas”

210 1

foto eunício oliveira

Se depender do líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), o governo conseguirá aprovar os projetos que completam o ajuste fiscal, como o que reduz a desoneração da folha salarial de empresas ­ embora tenha críticas ao modelo aprovado na Câmara ­ e o de repatriação de capital. Cotado para suceder Renan Calheiros (PMDB-­AL) na presidência do Senado no biênio 2017-­2018, defende a responsabilidade do PMDB com a governabilidade, mas cobra a definição de ações resultantes do ajuste para beneficiar a população.

O parlamentar deu entrevista à repórter Raquel Ulhôa, do Valor Econômico, e observou ser necessário saber agora o que virá depois do ajuste: “Não podemos fazer um ajuste pelo ajuste. Falta dizer o que vem depois do arrocho, da reoneração de empresas”.

Sobre a indicação do seu genro para uma diretória da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) Eunício afirma que a indicação partiu do ministro Eliseu Padilha (Aviação Civil).”Não quero discutir isso, até porque a indicação não foi minha. Foi feita pelo ministro Eliseu Padilha (Aviação Civil), que é do meu partido. Pode consultar”, disse.

Ele também se posicionou contra impeachment da presidente Dilma Rousseff, observando que não há pressupostos legais. Mas ele lista uma série de crises na relação com o PT ­ todas geradas pelo partido de Dilma ­ e fixa janeiro de 2018 como data limite da saída do partido do governo, para preparar a candidatura própria à Presidência da República. Confira alguns trechos:

Confiança da indústria registrou leve alta em julho

“Após cinco quedas consecutivas, o Índice de Confiança da Indústria (ICI), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), avançou 1,5% em julho, em comparação a junho, ao passar de 68,1 para 69,1 pontos, o segundo menor nível da série histórica. O aumento ocorre após as quedas de 1,6%, em maio, e 4,9%, em junho.

A alta foi observada em sete dos 14 principais segmentos acompanhados pela pesquisa e foi determinada pela melhora das expectativas em relação aos meses seguintes. O Índice de Expectativas (IE) avançou 3,2%, após cinco quedas consecutivas, quando acumulou perdas de 23,6%. O índice de 67,9 pontos de julho representa o segundo menor valor da série.

Quanto mais baixo o índice em relação a 100 pontos, maior é o pessimismo das empresas da indústria quanto à situação atual e à intenção de novos investimentos. A alta de julho representa um leve impulso no otimismo da indústria.

Segundo o superintendente adjunto para Ciclos Econômicos do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da FGV, Aloisio Campelo Jr., no âmbito das expectativas, o avanço do Índice de Expectativas é bem-vindo, “mas de magnitude ainda insuficiente para ser identificado como uma reversão de tendência, após cinco quedas consecutivas”. Campelo acrescentou que a evolução do Índide de Confiança da Indústria em julho é mais facilmente analisada “de forma desagregada de acordo com o horizonte de tempo”. De acordo com o superintendente, em relação ao momento presente, a indústria continua avaliando “de forma extremamente desfavorável o ambiente de negócios”.

(Agência Brasil)

Ministro da Integração Nacional entrega vilas e visita obras na Região do Cariri

visita_governador_ministro_xapuri_27_05_2015_angela_peres-5-660x330

O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, cumprirá agenda, na tarde desta segunda-feira,a no Ceará. Ele vai inaugurar vilas produtivas rurais nos municípios de Jati e Penaforte, segundo sua assessoria de imprensa.

Gilberto Occhi aproveitará giro pelo Cariri para ver de perto o ritmo das obras da Transposição das Águas do Rio São Francisco na banda do Ceará. É que as águas essse rio deverão entrar no Estado através de Jati.

Com o ministro da Integração Nacional, estará o governador Camilo Santana, que aproveitará para cobrar mais recursos para a convivência com a seca.

Dilma Rousseff deve entregar Centro de Formação Olímpica do Nordeste

img_20141230_173757095_1
O Centro de Formação Olímpica foi incluído como obra a ser entregue, neste ano, pela presidente Dilma Rousseff. Está incluído na agenda positiva que a presidente cumprirá, a partir de agosto, e com foco também n o Nordeste,
Com isso, a Secretaria dos Esportes do Estado mandou acelerar o ritmo do trabalho. O problema é dinheiro saindo lento.
O espaço compreende uma área total de 85.922,12 m². Além dos locais de treinamento das mais variadas modalidades esportivas, o projeto inclui um ginásio com capacidade para 17.100 pessoas sentadas, erguido para receber não somente jogos, mas também eventos culturais.
* Bom lembrar que a obra deveria ter sido inaugurada na gestão de Cid Gomes.
(Fogo Divulgação)

STJ abre concurso público para cadastro de reserva em cargos de nível médio e superior

“O Superior Tribunal de Justiça abriu concurso público para provimento de vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de níveis médio e superior. A seleção será organizada pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe).

O salário é de R$ 8.803,97 para analista judiciário (com curso superior completo) e de R$ 5.365,92 para técnico judiciário (formação no ensino médio). As inscrições podem ser feitas no período entre 10h do dia 30 de julho e 23h59 do dia 19 de agosto no site do Cespe. As inscrições custam R$ 100 para analista judiciário e R$ 70 para técnico judiciário.

Para os cargos de nível superior, as vagas são para as áreas administrativa (qualquer curso superior) e de apoio especializado em análise de sistemas de informação, arquitetura, arquivologia, comunicação social, contadoria, engenharia civil, engenharia elétrica, fisioterapia, pediatria, pedagogia, serviço social e suporte em tecnologia da informação. Para os cargos de nível médio, as vagas são para as áreas administrativa e de apoio especializado em saúde bucal e tecnologia da informação.”

(Site do STJ)

Sérgio Moro decreta prisão preventiva do presidente da Odebrecht e de mais quatro diretores

“A Justiça Federal no Paraná decretou hoje (24) nova prisão preventiva do presidente da construtora Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e de mais quatro diretores da empresa. Alvos da Operação Lava Jato, que apura um esquema criminoso que desviou milhões de reais da Petrobras, os cinco já estão presos, em caráter preventivo, desde o dia 19 de junho, quando a Polícia Federal (PF) deflagrou a décima quarta fase da operação.

Em despacho com data desta sexta-feira, o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da operação, explica que o novo pedido é necessário, porque, após os cinco investigados terem sido detidos, surgiram novas provas do envolvimento deles no esquema. Segundo o magistrado, embora os elementos que justificaram as primeiras prisões continuem válidos, os investigados vêm tentando obter, no Superior Tribunal de Justiça (STJ), habeas corpus para que possam responder em liberdade. Além de Marcelo Odebrecht, estão envolvidos Rogério Santos de Araújo, Márcio Fária da Silva, Cesar Ramos Rocha e Alexandrino de Salles Ramos de Alencar.

Para Moro, não há como não reconhecer que a libertação dos investigados representa risco para a ordem pública. Na avaliação do juiz, a Odebrecht dispõe dos meios para “interferir de várias maneiras na coleta da provas, seja pressionando testemunhas, seja buscando interferência política”. Assim, o magistrado considera a manutenção das prisões preventivas necessária para interromper o ciclo de “crimes desenvolvidos de forma habitual, profissional e sofisticada”.

Na decisão, Moro diz ainda que, embora a Petrobras tenha proibido a assinatura de novos contratos com as empreiteiras já investigadas pela Lava Jato, estas empresas ainda têm contratos em execução com a estatal. Moro também adverte que, apesar do afastamento dos diretores sob suspeita, pode ainda não terem sido identificados todos os empregados da Petrobras que participaram do esquema.”

(Agência Brasil)

Banco Central; Há avanços no combate à inflação, mas persistem riscos para 2016

“Mesmo com alguns resultados positivos inegáveis, acontecimentos recentes mostram que existem novos riscos para o resultado da inflação em 2016. Isso pode afetar as expectativas de inflação no longo prazo, disse o diretor de Política Econômica do Banco Central (BC), Luiz Awazu Pereira da Silva.

Ele participa do seminário Assessing International Capital Flows after the Crisis (Avaliando Fluxos de Capitais Internacionais depois da Crise). O evento, que ocorre no Rio de Janeiro, é organizado pelas seguintes instituições: Banco Central do Brasil, Irving Fisher Committee on Central Bank Statistics (IFC/BIS) e Centro de Estudos Monetários Latino-Americanos (Cemla). O seminário é fechado à imprensa, mas o BC divulgou o discurso do diretor.

A diretoria do BC tem dito que a inflação deve convergir para a meta de 4,5% em 2016. Neste ano, no entanto, o BC projeta a inflação em 9%, bem acima do limite superior da meta, de 6,5%.

O diretor destacou que o país passa por um processo de alinhamento dos preços livres e administrados, internos e externos. Segundo ele, recentemente esse duplo ajuste de preços influenciou a inflação no primeiro semestre, aumentando a inflação em 12 meses. Com isso, as expectativas de mercado da inflação ainda estão acima da meta no final de 2016.

Para ele, há sinais positivos da convergência da inflação para 4,5% no próximo ano, mostrando que o BC está no caminho certo. “No entanto, o progresso até agora na luta contra a inflação precisa ser equilibrado contra riscos recentes que ameaçam nosso objetivo central”, disse. O diretor acrescentou que o BC deve permanecer cauteloso no momento atual.

A Selic já passou por seis altas seguidas e está atualmente em 13,75% ao ano. A próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, que define a Selic, está marcada para 28 e 29 deste mês.”

(Agência Brasil)

Tasso inaugura em agosto shopping no Pará

hqdefault (2)

Mesmo de férias na Europa, o senador Tasso Jereissati (PSDB) não larga dos negócios. Ele marcou para o dia 27 de agosto a solenidade de inauguração do Shopping Bosque Grão-Pará, em Belém.

Será o terceiro shopping do Grupo Jereissati. Além do Iguatemi Fortaleza, opera o Shopping Bosque dos Ipês, em Campo Grande (MS).

Tasso só retorna esse giro de férias no fim da próxima semana, quando retomará o discurso contra o Governo Dilma. Mas ele não anda engrossando a tese do impeachment.

Romário é autor de projeto que torna crime a “carteirada”

romário

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado analisará, em agosto, um projeto de lei que torna crime a “carteirada”, prática ainda adotada por alguns agentes públicos para não cumprirem obrigações ou obterem privilégios indevidos.

O projeto de autoria do senador Romário (PSB-RJ) – o PLS 66/15, altera o Código Penal e impõe pena de detenção, de três meses a um ano, e multa para os infratores.

A pena é aumentada em um terço de a carteirada for dada por autoridades e familiares de membros dos três poderes e comandantes das Forças Armadas. Ou ainda se a houver ameaça ou constrangimento a agente público no exercício da função ou em razão dela.

(Site Congresso em Foco)

Vem aí a CearáPão 2015

Vem aí o CearáPão 2015, evento da Associação Cearense da Indústria de Panificação (ACIP), que ocorrerá de 11 a 13 de agosto, no Centro de Eventos. Trata-se da sexta edição da Feira de Panificação, Confeitaria e Gastronomia, a maior do Norte e Nordeste do setor.

A feira reunirá visitantes de diferentes perfis que buscam maximizar a geração e prospecção de negócios do segmento. São empresários e colaboradores dos setores de panificação, confeitaria e gastronomia que procuram parcerias, novidades e tendências sobre o setor, e que terão a oportunidade de participar de palestras, oficinas e visitação de estandes.

Durante o evento, os profissionais do setor ​também ​pode​rão​ participar do Concurso CearáPão 2015, ​que elegerá as receitas​ mais​ criativas e inovadoras de pães, sanduíches ou tortas. A premiação do concurso acontecerá no dia do encerramento da feira, que tem o apoio do Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria do Estado (Sindipan).

SERVIÇO

* Inscrições para a CearáPão podem ser feitas gratuitamente no site: www.cearapao.com.br.

 

Confiança do consumidor recuou 2,3% em julho

“O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) recuou 2,3% em julho de 2015, em relação a junho, atingindo 82 pontos, informou hoje (24), pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV).

O indicador tem uma média histórica de 111,6 pontos. Quanto mais baixa for pontuação em relação à média histórica, menor é a intenção do consumidor de ir às compras. A pesquisa abrangeu 2.116 consumidores nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, Salvador, Porto Alegre e Belo Horizonte.

“Pela quarta vez neste ano o ICC atinge um novo recorde negativo. A queda em 2015 vem sendo influenciada pela insatisfação e pessimismo em relação à economia e piora da situação financeira das famílias”, disse a coordenadora da Sondagem do Consumidor da FGV, Viviane Seda Bittencourt. Segundo ela, diante deste quadro, o consumidor retrai seu ímpeto para compras diminuindo ainda mais as possibilidades de melhora do cenário atual.”

Os dados divulgados indicam que, entre junho e julho, o Índice de Situação Atual (ISA) recuou 5,2%, passando de 75,1 para 71,2 pontos, enquanto o Índice de Expectativas (IE) – que vinha se mantendo estável nos dois últimos meses – caiu 2,4%, passando de 88,6 para 86,5 pontos.”

(Agência Brasil)