Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Copom inicia nesta terça-feira reunião para definir taxa de juros básicos

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) inicia hoje (7), em Brasília, a terceira reunião de 2019 para definir a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,5% ao ano. Amanhã (8), após a segunda parte da reunião, será anunciada a taxa.

Instituições financeiras consultadas pelo BC preveem que a Selic deve permanecer este ano no atual patamar.

O Copom reúne-se a cada 45 dias. No primeiro dia do encontro são feitas apresentações técnicas sobre a evolução e as perspectivas das economias brasileira e mundial e o comportamento do mercado financeiro. No segundo dia, os membros do Copom, formado pela diretoria do BC, analisam as possibilidades e definem a Selic.

O Banco Central atua diariamente por meio de operações de mercado aberto – comprando e vendendo títulos públicos federais – para manter a taxa de juros próxima ao valor definido na reunião.

A Selic, que serve de referência para os demais juros da economia, é a taxa média cobrada em negociações com títulos emitidos pelo Tesouro Nacional, registradas diariamente no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic).

A manutenção da Selic no atual patamar, como prevê o mercado financeiro, indica que o Copom considera as alterações anteriores nos juros básicos suficientes para chegar à meta de inflação, objetivo que deve ser perseguido pelo BC.

Ao reduzir os juros básicos, a tendência é diminuir os custos do crédito e incentivar a produção e o consumo. Entretanto, as taxas de juros do crédito não caem na mesma proporção da Selic. Segundo o BC, isso acontece porque a Selic é apenas uma parte do custo do crédito.

Para cortar a Selic, a autoridade monetária precisa estar segura de que os preços estão sob controle e não correm risco de ficar acima da meta de inflação. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

A meta de inflação, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%, neste ano.

(Com Agência Brasil)

Maia e Alcolumbre discutirão a Nova Previdência com governadores

Os governadores vão se reunir, nesta quarta-feira (8), em Brasília, com os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). O objetivo é discutir a reforma da Previdência (PEC 6/19). O encontro está marcado para as 10 horas, na residência oficial do presidente do Senado.

Os chefes de executivo vão discutir principalmente os impactos financeiros da Nova Previdência nos estados, principalmente o que, no texto, pode atingir a folha dos estados com professores, policiais e outros servidores.

A comissão especial responsável por analisar o mérito da reforma já tem primeiro encontro nesta terça-feira.

DETALHE – O governador Camilo Santana confirmou presença nessa reunião.

(Foto – Divulgação)

Ministério Público Federal abre seleção para voluntários em Sobral

O Ministério Público Federal, no Ceará, abriu seleção com objetivo de preencher vagas que surgirem em sua unidade de Sobral (Zona Norte). As vagas são para prestadores de servios voluntários e as inscrições, via e-mail, prosseguem até o dia 15 de maio.

O processo prevê três vagas para estudantes ou profissionais graduados na área do Direito. Os candidatos aprovados prestarão serviços de caráter voluntário ao MPF, sem vínculos funcional e empregatício, sem remuneração, podendo permanecer até dois anos como voluntário na instituição.

Os interessados passarão por avaliação curricular e entrevista pessoal, devendo enviar a documentação especificada no edital por e-mail. A jornada é de 4 a 20 horas semanais e os candidatos selecionados receberão, ao fim do programa, um certificado de prestação de serviço especificando as atividades desempenhadas. A validade do processo seletivo é de seis meses a partir da data da homologação final do mesmo.

SERVIÇO

*Os candidatos devem encaminhar mensagem para o e-mail prce-sest@mpf.mp.br com os documentos solicitados em anexo.

*Edital aqui.

*Mais Informações – (85) 3266.7394.

Jair Bolsonaro comanda reunião ministerial

O presidente Jair Bolsonaro comanda, nesta terça-feira, no Palácio do Planalto, a 11ª Reunião do Conselho de Governo. Periodicamente, o alto escalão se reúne para avaliar as ações desenvolvidas e discutir as prioridades da agenda do governo federal.

Não devem comparecer nesse encontro os ministros da Agricultura, Tereza Cristina, e das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Ambos estão em viagem ao exterior.

Além dos ministros de Estado, o vice-presidente, Hamilton Mourão, e líderes do governo no Congresso Nacional também devem estar presentes.

(Agência Brasil)

Mercado de trabalho – Indicadores apresentam piora de março para abril

Os dois indicadores do mercado de trabalho da Fundação Getulio Vargas (FGV) apresentaram piora na passagem de março para abril deste ano. O Indicador Antecedente de Emprego (Iaemp), que busca antecipar as tendências do mercado de trabalho para os próximos meses, com base na opinião de consumidores e de empresários da indústria e de serviços, recuou 1 ponto no período.

Com essa, que foi a terceira queda consecutiva, o indicador passou para 92,5 pontos, em uma escala de zero a 200, o menor nível desde outubro do ano passado. Em três meses, o Iaemp acumula perda de 8,6 pontos.

Já o Indicador Coincidente de Desemprego, que mede a percepção dos consumidores sobre o mercado de trabalho atual, subiu 0,7 ponto de março para abril e chegou a 94,8 pontos, em uma escala invertida de zero a 200. Nessa escala invertida, quanto maior a pontuação, pior é o resultado.

(Agência Brasil)

MP do Saneamento – Parecer de Tasso Jereissati pode ser votado nesta terça-feira

Tasso Jereissati preside a Comissão de Assuntos Econômicos no Senado.

A Comissão Mista da Medida Provisória 868/18, que muda as regras para o setor de saneamento, pode votar nesta terça-feira (7) o parecer do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Na prática, a proposta transfere a competência para editar normas de regulamentação sobre o serviço de saneamento, que hoje é dos municípios, para a Agência Nacional de Águas (ANA). Além de alterar o marco legal do saneamento básico e a Lei 9.984/00, a MP também autoriza a União a participar de um fundo para financiar serviços técnicos especializados no setor.

Pelo modelo em discussão, a agência reguladora ficaria responsável pela fixação das tarifas cobradas. Já os contratos de saneamento passariam a ser estabelecidos por meio de licitações, facilitando a criação de parcerias público-privadas.

Emendas

O texto foi lido no último dia 26 na comissão e, das 500 emendas apresentadas, 33 foram acolhidas total ou parcialmente pelo relator. Tasso defendeu uma das principais mudanças estabelecidas pela MP: a inclusão, entre as competências da ANA, da edição de normas de âmbito nacional para a regulação da prestação dos serviços públicos de saneamento básico.

“Os dispositivos introduzidos pela MP têm o objetivo comum de aumentar a segurança jurídica para que se expandam os investimentos públicos e privados em saneamento básico”,ressaltou o senador.

Entre as emendas acolhidas por Tasso Jereissati estão algumas que tratam do controle da perda de água, da universalização do saneamento básico, de metas de cobertura, subsídios para populações de baixa renda, infraestrutura de água e esgoto e outros temas.

O relator, no entanto, excluiu do texto a criação de um novo artigo na Lei de Saneamento Básico, que abre a possibilidade de empresas privadas celebrarem contratos com o setor público sem licitação.

Ao participar de audiência pública para discutir a medida provisória no mês passado, o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, classificou como fundamental fazer a iniciativa privada investir em saneamento básico.

À época, Canuto observou que é preciso criar meios para que o setor de saneamento básico seja atrativo para a iniciativa privada, sem a inocência de achar que só porque é privado é bom.

“Nem toda concessão é bem-sucedida, nem todo serviço público é bem prestado. Independentemente de ser privado ou público, o que garante a eficiência é o contrato, a gestão e a fiscalização. Somos defensores de um serviço que atenda bem ao cidadão”, afirmou o ministro.

Tramitação

O prazo de vigência da MP, que foi editada ainda no governo Temer, expira no dia 3 de junho. Até essa data, se aprovado o relatório na comissão mista, o texto precisa passar por votação nos plenários da Câmara e depois do Senado.

(Agência Brasil)

Projeto que libera venda de bebida alcoólica nos estádios cearenses será votado na quinta-feira

O projeto de lei que libera e disciplina a venda e o consumo de bebidas nos estádios e arenas esportivas do Ceará vai ser colocado na pauta de votação da próxima quinta-feira na Assembleia Legislativa. Anuncia o primeiro vice-presidente da Casa, Fernando Santana (PT).

O projeto, de nº 85/2019, de autoria do deputado Evandro Leitão (PDT), autoriza o comércio e o consumo de bebida cujo teor alcoólico não seja superior a 10% nas praças esportivas, por meio de fornecedores devidamente cadastrados junto à administração do respectivo local.

Hoje à tarde, no legislativo estadual, haverá mais uma audiência pública sobre matéria polêmica. A maioria dos deputados é a favor do projeto. Mas muitos andam acossados por entidades contrárias a essa liberação. Reiteramos aqui por uma dose de serenidade.

(Foto – ALCE)

Mega-Sena vai sortear nesta quarta-feira R$ 170 milhões. E aí, faz uma fezinha?

A Mega-Sena vai sortear nesta quarta-feira (8) o prêmio acumulado de R$ 170 milhões; o maior deste ano.

As seis dezenas do concurso 2.149 serão sorteadas, a partir das 20 horas (horário de Brasília) no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

Segundo a Caixa, o prêmio, que está acumulado pela 13ª vez consecutiva, é o terceiro maior da história da Mega-Sena, sem considerar a Mega da Virada. Caso aplicado na poupança, o valor renderia mais de R$ 631 por mês.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) de amanhã, dia do sorteio, em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50.

(Agência Brasil)

BNB vai facilitar crédito para o comércio

Os empresários do comércio cearense devem ser beneficiados com linhas de crédito facilitadas após assinatura de acordo entre o Banco do Nordeste (BNB) e a Confederação Nacional do Comércio (CNC), que será assinado no próximo dia 16. O convênio prevê que em todos estados atendidos pelo BNB o setor consiga obter crédito de forma desburocratizada.

A assinatura será na abertura da 35ª edição do Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais, em Fortaleza. A reunião que definiu a criação do convênio, realizada entre o presidente do BNB, Romildo Rolim, e o vice-presidente da CNC, Luiz Gastão Bittencourt, aconteceu na sede do banco, em Fortaleza. Os executivos esperam que a parceria gere empregos e impulsione os resultados do comércio.

Luiz Gastão ainda acrescenta que a possibilidade de crédito facilitado proporciona aos empresários maior garantia de manutenção dos negócios e também permite que investidores entrem no setor pela criação de novas empresas.

“A união da CNC e do BNB pode servir de alavanca em prol do desenvolvimento da região. Queremos que o Nordeste possa ser reinserido no papel econômico de desenvolvimento do País”, complementa o também presidente licenciado da Fecomércio-CE, em nota.

A expectativa é que a parceria vá além das facilidades em linhas de crédito. Pesquisas para o desenvolvimento de novos produtos e serviços, implementar ações para fortalecer a captação das empresas com temas de educação financeira, competitividade, produtividade e inovação estão entre os focos.

Os serviços da Fecomércio também devem ser inseridos na parceria com a promoção de capacitação dos beneficiários com crédito do BNB em cursos do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), além da criação de uma rede regional que informará sobre crédito e incentivos culturais.

Romildo aponta que a ação é mais um esforço para ocorra desenvolvimento econômico da Região para que as economias estaduais “saiam do marasmo”.

O acordo também agrada o presidente da Fecomércio-CE, Maurício Filizola. “Que possamos fortalecer o comércio existente e incentivar o crescimento e a abertura de novos negócios”, disse.

Beneficiados

Acordo vai facilitar linhas de crédito aos empresários do comércio de bens, serviços e turismo do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo.

Reunião

Estiveram presentes no encontro os presidentes da Fecomércio de Alagoas; de Pernambuco; do Piauí; do Rio Grande do Norte e de Minas Gerais. Além da subsecretária geral da CNC, Cláudia Brilhante e do chefe da Divisão Econômica da CNC, Fabio Bentes.

(O POVO – Repórter Samuel Pimentel)

Selfie da oração do líder da bancada evangélica com Bolsonaro ganha as redes sociais

271 1

Uma selfie diferente. Foi o que fez o líder da bancada evangélica na Câmara dos Deputados, Silas Câmara (PRB-AM), ao participar de um culto dias atrás, no qual estava presente Jair Bolsonaro. As informações são da Veja Online.

A imagem está ganhando as redes. Silas aparece de olho fechado, orando, mas não errou a mira: fotografou a si mesmo em primeiro plano e, ao fundo, o presidente.

O culto evangélico dos Gideões ocorreu no último dia 2, em Camboriú (SC).

Arcebispo de Belo Horizonte é o novo presidente da CNBB

305 2

O arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, foi eleito, na tarde desta segunda-feira, em Aparecida (SP), o novo presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Cumprirá mandato de quatro anos à frente da entidade.

Dom Walmor é doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade Gregoriana (Roma, Itália) e mestre em Ciências Bíblicas pelo Pontifício Instituto Bíblico (Roma, Itália). Cursou Filosofia no Seminário Arquidiocesano Santo Antônio (1972-1973), em Juiz de Fora (MG), e na Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras (1974-1975), em São João Del-Rei (MG). De 1974 a 1977, cursou Teologia no Seminário Arquidiocesano Santo Antônio, em Juiz de Fora.

Em 1977, após ser ordenado sacerdote, incardinou-se na Arquidiocese de Juiz de Fora. Foi pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Benfica (1986-1995) e da Paróquia do Bom Pastor (1996-1998); coordenador da Região Pastoral Nossa Senhora de Lourdes (1988-1989); coordenador Arquidiocesano da Pastoral Vocacional (1978-1984) e reitor do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio (1989-1997).

No campo acadêmico, lecionou nas disciplinas Ciências Bíblicas, Teologia e Lógica II; coordenou os cursos de Filosofia e Teologia. Em Belo Horizonte, foi professor da PUC-Minas (1986-1990). Também lecionou no mestrado em Teologia da PUC-Rio (1992, 1994 e 1995).

(Com Estado de Mimas)

Azul fará a rota Fortaleza-Juazeiro do Norte em junho e julho

A Azul Linhas Aéreas fará a rota Fortaleza-Juazeiro do Norte. A novidade surgiu após essa empresa fechar negociação com a Secretaria do Turismo do Ceará. O anúncio foi feito pela assessoria de imprensa da Setur nesta segunda-feira.

Pelo acordo, a Azul vai disponibilizar o trecho Fortaleza-Juazeiro do Norte durante os meses de junho e julho. Em junho, serão quatro frequências semanais e em julho, a princípio, uma vez por semana, o que pode aumentar dependendo da demanda.

O voo, de acordo com a Setur, será feito com aeronave A320 e as vendas terão início já a partir desta segunda-feira (6). Os voos atenderão a demanda das festas juninas e da alta estação, adianta a Secretaria do Turismo do Estado.

Frequências

Em junho próximo, o voo, ao preço de R$ 700, decolará 1h20min e aterrissará em Juazeiro do Norte às 2h25min. O retorno ocorrerá às 5 horas e pousará em Fortaleza às 6h05min. Em julho, a decolagem serás às 15h15min e pouso às 16h20min na terra do “Padim Ciço”. O retorno para Fortaleza será às 17 horas e o retorno às 18h05min.

(Foto – Arquivo)

Por uma agenda política que apoie os pequenos negócios

Com o título “Ngócios locais”, eis artigo de Joaquim Cartaxo, superintendente estadual do Sebrae. Ele defende a tese de que o “fortalecimento da economia local requer a realização da agenda política que apoia os pequenos negócios.” Confira:

Administrar um município não é uma tarefa fácil. Diariamente, o gestor toma decisões com impacto direto na vida das pessoas. Mas administrar é mais que resolver problemas. É pensar soluções e algumas delas passam pelo fortalecimento da economia local. A economia local fortalecida se traduz em geração de emprego e renda para a população e receita pública para a administração municipal, aumentando a capacidade da mesma investir em ações e projetos relevantes para a cidade.

O fortalecimento da economia local requer a realização da agenda política que apoia os pequenos negócios. Estes respondem por mais de 90% das empresas instaladas em qualquer dos municípios brasileiros; garantem que os empregos e a renda fiquem no próprio território onde estão inseridos; possuem relação direta com a comunidade que atendem.

Sublinhe-se que a integração entre o social, o econômico e o ambiental (cultura e natureza) é a matriz do desenvolvimento sustentável. Desta forma, tão importante quanto os gestores públicos municipais desenvolverem ações na área da saúde, educação, assistência social e infraestrutura, por exemplo, é priorizarem também ações de dinamização desta economia local. Ações como estímulo à formalização, desburocratização de processos para a abertura e fechamento de empresas, acesso ao crédito facilitado, realização de programa de compras pelos setores público e privado que priorize as micro e pequenas empresas.

Desenvolve-se no Ceará, ações bem sucedidas relativas a essa modalidade de compras, bem como outras iniciativas voltadas para o estímulo ao surgimento, desenvolvimento e aumento da competitividade dos pequenos negócios. Grande parte dos casos foram reconhecidos por meio do prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor, que este ano alcançou a X edição. Além disso, o Sebrae realiza iniciativas que podem ajudar os municípios na execução de políticas públicas de apoio aos pequenos negócios, por meio da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (MPE) e da RedeSimples que prevê a criação do Fórum da MPE e da Sala do Empreendedor.

*Joaquim Cartaxo,

Superintendente do Sebrae do Ceará.

(Foto – Sebrae/CE)

Eleições na UFC – Consulta ocorrerá na próxima quarta-feira

Será nesta quarta-feira, 8, a consulta para reitor da Universidade Federal do Ceará. Docentes, alunos e servidores vão às urnas.

No páreo, Antonio Gomes, atual pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFC, Custódio Almeida, atual vice-reitor da UFC, e Cândido Albuquerque, atual diretor da Faculdade de Direito. A lista tríplice será encaminhada ao presidente Jair Bolsonaro para que ele escolha um dos nomes.

Conforme o presidente da comissão eleitoral central da UFC, Haroldo César, a escolha do reitor ocorre dessa forma há pelo menos 20 anos. A votação realizada não é paritária, tendo proporcionalmente docentes 70% do peso no cálculo final e os demais consultados 15%. “Se nós considerarmos o número de alunos da instituição, a participação é pequena”, destaca. O voto não é obrigatório para nenhuma das categorias consultadas.

O Coselho Univerisitário (Consuni) vai se reunir no dia 20 de maio para elaboração da lista tríplice

Haroldo pontua que, historicamente, o reitor escolhido pela presidência é o que figura como primeiro na lista tríplice. Já houve casos, porém, em que o presidente não obedeceu a lista. O atual reitor, Henry Campos, termina seu mandato no dia 6 de agosto, devendo tomar posse o reitor eleito logo após.

O processo de consulta à comunidade universitária é regido pela Portaria nº 01, de 3 de abril de 2019, aprovada pela comissão eleitoral. De acordo com o documento, a propaganda dos candidatos será permitida até 48 horas antes do início da realização da consulta em todas as unidades acadêmicas da UFC.

Antonio Gomes, Cândido Albuquerque e Custódio Almeida prosseguem neta reta final da campanha, apregoando suas metas para a Instituição.

(Fotos – Divulgação)

Receita Federal vai fiscalizar 7 mil contribuintes suspeitos de sonegação

A Receita Federal já identificou sete mil contribuintes que serão fiscalizados por sonegação no primeiro semestre de 2019. Entre os setores que estão na mira do Fisco este ano, figuram os de cigarros, bebidas e combustíveis. A previsão da Receita é recuperar R$ 164,96 bilhões em tributos.

“No caso do cigarro porque tem tributação alta e [com isso] há incentivo para o produto ilegal. Há evasão no setor de bebidas açucaradas, principalmente. E no setor de combustíveis, o biodiesel e o etanol”, disse o subsecretário de Fiscalização, Iágaro Jung Martins.

A Receita também continuará a atuar com foco nas operações especiais, como a Lava Jato, Zelotes e Calicute. Segundo o Fisco, no caso da Lava Jato há cerca de 650 ações fiscais ainda em curso.

De acordo com a Receita, desde 2012, quando foram iniciadas as fiscalizações, as atuações relacionadas à Lava Jato somam R$ 24 bilhões. Desse total, R$ 9,6 bilhões ingressaram nos cofres públicos ou foram parcelados.

“Há uma tendência de redução [nos lançamentos de tributos sonegados] porque a operação está se encerrando do ponto de vista tributário”, disse Martins.

Repatriação de recursos

A Receita Federal informou ainda que continuará a fiscalizar 25 mil contribuintes que aderiram ao programa de repatriação de recursos do exterior.

Por meio do programa, recursos não declarados eram regularizados com pagamento de 15% de multa e 15% de imposto devido.

Martins disse que estão sendo verificados se os contribuintes cumpriram os requisitos previstos no programa, como a origem lícita dos recursos, não ser político ou parente de político e não ser servidor público.

Neste ano, já foram identificadas 263 pessoas que deverão prestar esclarecimentos ao Fisco.

(Agência Brasil)

Apesar das pressões, relator diz que manterá o Coaf sob comando de Sergio Moro

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), relator da Medida Provisória (MP) que definiu a reorganização de ministérios do governo Bolsonaro, avisou: vai manter em seu relatório o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sob a responsabilidade do Ministério da Justiça e Segurança Pública, onde Sergio Moro é o titular. Fez questão de dizer que fará isso, apesar de “pressões” de parlamentares do Centrão.

Líder do governo no Senado, Bezerra Coelho se reuniu com Moro na manhã desta segunda-feira 6 para tratar da MP, que caduca, isto é, perde sua validade, no início de junho. O senador aproveitou a ocasião para alertar o governo da necessidade de mobilização para “construir a maioria” na votação da matéria.

“Após ouvir os presidentes da Câmara e do Senado e o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil), a gente vai manter o Coaf na Justiça em nosso relatório. Agora é evidente que precisa haver um trabalho de convencimento e mobilização para que o governo possa construir a maioria na votação dessa matéria, que certamente será destacada no plenário e na comissão”, disse o senador nesta manhã no Ministério da Justiça.

Ainda nesta segunda-feira, Bezerra Coelho terá uma reunião com Onyx e o líder do governo na Câmara, major Vitor Hugo (PSL-GO), para definir em quais pontos o governo poderá ceder. “Eu vim colocar o ministro a par das demandas, das pressões e das solicitações para que a gente possa construir maioria para aprovar o relatório”, afirmou o relator da MP.

O líder do governo no Senado admitiu que pode ser mais difícil a votação no plenário nas duas Casas Legislativas do que na comissão mista que analisa o tema. A intenção do senador é apresentar o relatório nesta terça-feira e colocá-lo em votação na comissão no dia seguinte. Se der certo, Coelho disse que combinou com Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, para que a MP seja votada na próxima semana no plenário. Dessa forma, sobrariam duas semanas para análise e votação no Senado.

Há outras possíveis mudanças envolvendo o ministério da Justiça, mas a única que Moro faz questão de evitar é a perda do Coaf. O ministro, embora fosse contrário, já não oferece resistência à possibilidade de retorno da Fundação Nacional do Índio (Funai) ao Ministério da Justiça. Desde janeiro, o órgão está no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

(Veja/Foto – Agência Brasil)

Domingos Neto pede reabertura de postos da Conab no Ceará

Domingos Filho, Newton Júnior e o deputado Domingos Neto.

O deputado federal Domingos Neto (PSD) e o ex-vice-governador do Ceará, Domingos Filho, foram recebidos em audiência, nesta segunda-feira, em Brasília, pelo presidente da Conab, Newton Júnior.

Na ocasião, os dois solicitaram a reabertura dos postos da Conab que estão fechados no Estado, entre eles o de Brejo Santo (Região do Cariri), bem como a necessidade de continuar abastecendo os postos da Companhia.

Para Domingos Neto, o O trabalho da Conab “é importantíssimo para os nossos agricultores, que podem ter acesso aos produtos com um preço melhor que o de mercado”, justificou. A direção do órgão prometeu dar resposta breve.

(Foto – Divulgação)

Justiça aceita denúncia contra Temer e seus ex-minstros

A Justiça Federal em Brasília aceitou hoje (6) denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-presidente Michel Temer pelos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça. Os ex-ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco também fazem parte da denúncia. Com a decisão, todos passam à condição de réus no processo.

O MPF sustenta que Temer e parlamentares do PMDB participaram de um suposto esquema de corrupção envolvendo integrantes do partido na Câmara dos Deputados com objetivo de obter vantagens indevidas em órgãos da administração pública. Parte das acusações foi baseada nos depoimentos de delação de Joesley Batista e Ricardo Saud, ex-executivos do grupo J&F.

Em 2017, a denúncia foi apresentada ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot. No entanto, o Congresso não concedeu o aval para prosseguimento da denúncia, que ficou suspensa até 1º de janeiro, quando Temer saiu da presidência e o caso foi enviado para a primeira instância da Justiça Federal.

Na denúncia, a defesa de Eliseu Padilha afirma que as acusações estão amparadas apenas em palavras dos delatores. Os advogados de Moreira Franco sustentam que o ex-ministro jamais participou de qualquer grupo para práticas de ilícitos. A defesa de Temer critica as delações e conduta de Janot à frente da investigação.

(Agência Brasil)

Mulher cearense trans assassinada em São Paulo deve ser enterrada em Pacatuba

O corpo de Larissa Rodrigues, uma transexual cearense de 21 anos, deve chegar à Capital no fim da tarde desta segunda-feira, segundo familiares. Já o enterro ocorrerá nesta terça-feira, no Cemitério Jardim do Éden, em Pacatuba (Região Metropolitana de Fortaleza).

Larissa foi assassinada, no último sábado à noite, a pauladas, no bairro da Saúde (Zona Nobre), em São Paulo. Ela morava na capital paulista há quatro anos.

Em entrevista ao site Ponte Jornalismo, Sorela Souza, amiga de infância de Larissa, informou que a jovem foi abordada com violência por um homem. Ele teria tentado atropelar Larissa. Como não conseguiu atingi-la, saiu do local e voltou na sequência armado com um pedaço de madeira. Atacada com golpes contínuos, a vítima ainda foi levada ao hospital, mas não resistiu.

Com o que ganhava trabalhando em São Paulo, Larissa ajudava a família no Ceará, mandando mensalmente dinheiro para a mãe.

Para a Ponte Jornalismo, a família de Larissa disse que o socorro demorou a chegar. Ela ainda estava viva quando foi levada ao hospital, onde veio a óbito.

O caso foi registrado como homicídio. O agressor fugiu.

(Também com O POVO Online e Rádio O POVO/CBN -Foto – Reprodução de Facebook)