Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Sarney está magoado com Dilma

SARNEY4

O ex-presidente José Sarney já revelou a interlocutores que está magoado com Dilma Rousseff. Em momentos de maior irritação, surpreende pelo tom que adota quando fala dela. Mas Sarney nega qualquer mágoa: ‘Estou velho para perder amigos’.

Questionado se tem falado com Lula e com Dilma, ou com outros interlocutores do governo, diz que não. ‘A velhice é assim mesmo. Como diz Norberto Bobbio, a velhice é boa, mas o problema é que dura pouco.’ Ele já anunciou que não disputará mais eleições.

Lembra a colunista que embora o PT oficialmente tenha apoiado Edison Lobão Filho, candidato de Sarney ao governo do Maranhão, Dilma apareceu nos materiais de campanha do adversário dele, Flávio Dino (PCdoB). E não gravou para o programa de TV de Lobão nem foi ao Estado para fazer campanha.

(Coluna Mônica Bergamo, da Folha)

Era Cid e o teste de fogo neste segundo turno

99 1

Com o título “Um importante teste para o cidismo”, eis artigo de Emanuel Freitas, doutorando em Sociologia na UFC. Ele faz uma avaliação da Era Cid e diz que o grande teste de força política do governador ocorre neste segundo turno, quando muitos esperavam a vitória de Eunício Oliveira logo na primeira fase da disputa. Confira:

A compreensão dos resultados eleitorais deste domingo exige um olhar mais atento para a “Era Cid”, marcada por importantes rompimentos durante os momentos eleitorais. Já quando de sua primeira candidatura, em 2006, seu grupo rompeu com o então governador Lúcio Alcântara. Depois, em 2010 foi a vez de Tasso Jereissati (PSDB), em 2012 Luizianne Lins (PT) e, em 2014, Eunício Oliveira (2014).

Luizianne levou seu grupo dentro do PT à cristianização da candidatura de Camilo, pois “não apoiaria nenhum nome escolhido pelos Ferreira Gomes”.  Tasso Jereissati conduziu sua campanha como uma prestação de contas de seus mandatos de governador, apresentando-se como “independente” e formatando-se como o anti-ethos de Cid Gomes. Eunício Oliveira apresentou um forte discurso de opositor, denunciando o descaso da gestão e prometendo um “novo tempo” para o Ceará.

Por sua vez, Cid Gomes tratou de responder, a seu modo, a cada um desses opositores. Desqualificou Eunício como “milionário ambicioso” e Luizianne Lins como “alguém que vive de factoides”. Para responder às críticas de Tasso dedicou uma tarde inteira para publicações em sua página no Facebook.

 

Vejamos os resultados das urnas desse domingo. Dos 22 deputados federais mais votados, 13 são da coligação de Camilo Santana. Mas importantes nomes de oposição a Cid, como o de Luizianne Lins, lá compareciam. Já na lista de deputados estaduais mais votados, os mais disparados eram Capitão  Wagner e Heitor Férrer, mas em grande parte nomes ligados a Cid pareciam compor a nova Assembleia Legislativa, entre eles seu irmão, Ivo Gomes. 

Do embate entre Tasso e Mauro Filho, prevaleceu a voz anti-cidista do tucano.

Mas, sem dúvida, é no resultado para o governo que Cid tem o que comemorar: numa apertada disputa, conseguiu com que seu candidato fosse ao segundo turno à frente do segundo colocado, tendo crescido unicamente como o “candidato de Cid”. O teste final será no último domingo de outubro.

Emanuel Freitas

emanuel.freitas@ufersa.edu.br
Doutorando em Sociologia (UFC).

Dilma e Aécio iniciam articulações da campanha neste segundo turno

eleições 2014 0826 debate aécio e dilma

Os candidatos à presidência Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), confirmados no segundo turno das eleições, começaram hoje (6) nova fase da campanha. Eles se reúnem com assessores com o objetivo de definir agendas e estratégias para os próximos 20 dias.

Dilma – que terminou o primeiro turno na frente, com 41,59% dos votos – está reunida com integrantes da coordenação de campanha no Palácio da Alvorada. Além de encontro com assessores ao longo do dia, a candidata à reeleição pode ir à Bahia ainda nesta segunda-feira, estado em que o candidato petista Rui Costa surpreendeu e foi eleito governador no primeiro turno.

Já Aécio Neves vai se reunir com equipe de campanha em São Paulo.

Falências atingem em setembro maior nível em 4 anos

“As solicitações de falências no país aumentaram 21,5%, em setembro, em relação a agosto último, e 16% sobre o mesmo mês do ano passado, segundo mostra o Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações. Foram encaminhados à Justiça nesse período 181 pedidos ante 149, em agosto, e 156, em setembro de 2013.

As falências de setembro formaram o maior volume de solicitações dos últimos quatro anos para um mês de setembro. Em 2011 foram registrados 108 processos; em 2012, 135; e em 2013, 156. A maior parte dos processos refere-se às micro e pequenas empresas (91 pedidos), seguido pelas grandes empresas (51) e médias (39).

Os economistas da Serasa Experian avaliam que as empresas tiveram mais dificuldades em honrar os compromissos em razão da “deterioração do quadro conjuntural doméstico caracterizado por recessão interna, juros altos e queda generalizada dos níveis de confiança empresariais e, mais recentemente, pela alta da moeda norte-americana”.

(Agência Brasil)

Nem Aécio acreditava que passaria para o 2º turno

99 1

“Oito dias antes da eleição consagradora e surpreendente de ontem, Aécio Neves mostrava-se confiante para os outros, como não poderia deixar de fazer, mas não para os mais próximos. No sábado, retrasado, num jantar no Solar dos Neves, em São João Del Rey, do qual participaram apenas suas irmãs, sua mãe e sua mulher e um casal de amigos, Aécio previu que não iria para o segundo turno.

Analisou que o avião que matou Eduardo Campos bombardeara sua candidatura, mas que chegava ao fim do primeiro turno com a tranquilidade de ter feito uma campanha limpa e propositiva.

Numa palavra, entregou os pontos aos familiares, numa avaliação que tinha as pesquisas disponíveis como base. Como não o fez para o público externo, manteve o gás na campanha e conseguiu o “milagre” da virada.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Mercado financeiro estima leve alta para a inflação deste ano

“Pela terceira vez nas últimas semanas, analistas do mercado financeiro e investidores elevaram a estimativa de inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – considerada a inflação oficial o país. A nova expectativa para 2014 passou de 6,31% para 6,32%. Para o crescimento da economia, o pessimismo permanece e o setor projeta 0,24% e não mais 0,29% como no levantamento anterior, com a produção industrial negativa e em queda de 2,14%.

Houve elevação também na projeção do câmbio, que passou de R$ 2,35 para R$ 2,40. O mercado financeiro não alterou a perspectiva para taxa básica de juros (Selic), mantida em 11% ao ano, com a dívida liquida do setor público em 35% em proporção do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todas as riquezas produzidas no país.

Por outro lado, os investidores e analistas voltaram a reduzir o déficit em conta corrente do Brasil de US$ 81,20 bilhões para US$ 80,50 bilhões, com saldo da balança comercial em US$ 2,41 bilhões. Os investimentos estrangeiros diretos estimados permanecem em US$ 60 bilhões. Os preços administrados, que sofrem influência do governo, como as tarifas de energia elétrica, registraram leve alteração de 5,10% para 5,20%.”

(Agência Brasil)

Tasso Jereissati e uma noite em algum lugar do passado

tassojere

Com o título “Uma noite, há quatro anos”, eis um ensaio do jornalista Érico Firmo sobre a vitória de Tasso Jereissati. O tucano obteve 57,99% dos votos para o Senado. Confira:

Tasso Jereissati (PSDB) viveu ontem uma noite rotineira para ele como para nenhum outro personagem da história do Ceará. Foi sua quinta vitória em eleição majoritária estadual. Depois de ter sido três vezes governador, será pela segunda vez senador. Mas, a repetição embute uma novidade. A diferença remete a uma noite há quatro anos.

Às 20h39min do dia 3 de outubro de 2010, a contabilização dos votos no Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) tornou irreversível o improvável. O homem que mais poder teve durante mais tempo na história do Ceará ficou na terceira colocação, com duas vagas em disputa. Ele que, além dos quatro mandatos majoritários que já exercera, foi o principal responsável pela vitória de outros dois governadores e sete senadores. E conhecia pela primeira vez uma derrota sua.

Naquela noite, óculos escuros e olhos inchados tomaram o escritório de Tasso. Ele disse que não mais seria candidato, iria se dedicar a “cuidar dos netos”. Mas, passado o primeiro mês, o sabor amargo foi esquecido. Viajou, redescobriu o prazer de, como define, não ter de dar satisfação. Voltou-se, também, às empresas.

“Depois você entende e se adapta. Nunca é bom, não é agradável perder uma eleição. Mas a gente tem de ter a mesma humildade na vitória que tem na derrota”, disse o agora senador eleito, no início da tarde de ontem, enquanto acompanhava a votação de seu colega de chapa, Eunício Oliveira (PMDB), no Náutico.

Horas depois, às 19h53min, a apuração confirmou que Tasso retornaria ao mandato para o qual não havia sido reeleito quatro anos atrás. Os 2.314.796 votos, 57,91% dos válidos, garantiram aquele que, dessa vez, garante que será mesmo seu último mandato. “Ah, agora eu fiquei desmoralizado, que eu disse isso na última vez. Mas eu não tenho dúvida (de que será a última eleição). Dessa vez, vocês sabem, as circunstâncias me levaram e eu estou muito honrado e feliz com isso”.

Mas não haverá tempo para festejar. Confirmada a vitória, à noite no comitê, prometeu mergulhar no 2º turno, por Eunício e Aécio Neves (PSDB). “Vamos descansar 24 horas, mas vamos pra rua mais fortes do que nunca, pra mostrar ao Brasil inteiro que o Ceará não é esse Estado que todo mundo pensava há 30 anos atrás (…) e voltou novamente à lista dos estados mais pobres, mais atrasados e mais conformados com a pobreza”.

E destacou a importância que atribui à eleição, sobretudo, presidencial: “Não é questão de eleger um governador de estado, de eleger um senador que vocês gostam, mas principalmente é uma questão de salvar o Brasil”.

Dilma quer todos os governadores e senadores eleitos de sua base engajados na campanha

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=iuqh2BMmhVU[/youtube]

Membro da coordenação nacional da campanha pró-Dilma Rousseff, o cearense Geraldo Acioly avaliou, nesta segunda-feira, o pleito de segundo turno agora com o tucano Aécio Neves. Para ele, o pleito será bem acirrado, mas com a vantagem de ter menos candidatos, o que favorecerá o debate dos projetos.

Geraldo Acioli informou que nesta terça-feira, em Brasília, haverá reunião da coordenação nacional da campanha de Dilma, no que o presidente nacional do PT, Rui Falcão, está convocando a presença dos governadores e senadores eleitos para acertar estratégias.

O petista também avaliou o pleito no Ceará considerando ruim a baixa do PT na Assembleia Legislativa,mas a garantia de Camilo Santana no embate do segundo turno.

Câmara dos Deputados retomará atividades nesta 3ª feira

“O plenário da Câmara dos Deputados retoma nesta semana as sessões deliberativas. Estão marcadas sessões ordinárias amanhã (7) e quarta-feira (8), às 14 horas, com ordem do dia às 16 horas. O destaque da pauta de votação é o projeto de lei (PL 7.735/14), do Poder Executivo, que trata da Convenção sobre Diversidade Biológica. O projeto tramita com urgência constitucional e, por isso, tem prioridade de votação.

A proposta prevê uma revisão de toda a legislação que trata de pesquisa científica e exploração do patrimônio genético de plantas e animais nativos e dos conhecimentos indígenas ou tradicionais sobre propriedades e usos de plantas, extratos e outras substâncias. O objetivo é a simplificação do trabalho de pesquisadores, de instituições brasileiras e de empresas com sede no exterior vinculadas a entidades nacionais.”

(Agência Brasil)

Pesquisa Boca de Urna – Disputa no Ceará pode dar 2º turno e promete fortes emoções

camiloeuy

Saiu resultado da pesquisa boca de urna que o Ibope realizou, durante este dia de votação, em nove Estados. A pesquisa foi divulgada pela Globo.

Eis os dados sobre a disputa no Ceará:

Eunício Oliveira (PMDB) – 49%

Camilo Santana (PT) – 44%

Aílton Lopes (PSOL) – 4%

Eliane Novis (PSB) – 3%

* A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O Ibope ouviu  4 mil eleitores em 29 municípios. 

Eleições 2014 – Sobe para 55 o número de candidatos presos

“Sobe para 55 o número de candidatos presos por crime eleitoral no país. Desses, 22 por boca de urna e 11 por transporte ilegal de eleitores. Mais sete candidatos foram presos por terem divulgado irregularmente propaganda, e quatro por fornecimento ilegal de alimento. De acordo com o terceiro boletim de ocorrências divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), das 1.662 ocorrências registradas até pouco depois das 14h, 264 envolviam diretamente candidatos e 1.398 eleirores.

Em 209 ocorrências envolvendo candidatos – mas que não resultaram em prisão – 53 foram devido a boca de urna. Outras 120 foram por divulgação de propaganda e oito por corrupção eleitoral. O TSE contabiliza 496 prisões de não candidatos. Do total, 310 por boca de urna; 71 por divulgação de propaganda; 22 por transporte ilegal de eleitores; e 36 por corrupção eleitoral.”

(Agência Brasil)

Festa de São Francisco de Canindé começa na próxima 5ª feira

Depois das eleições, tem festa tradicional religiosa no Ceará. Com o tema “São Francisco: caminho de esperança para Cristo”, a festa de São Francisco das Chagas da cidade de Canindé terá inicio na próxima quinta-feira. Os romeiros de vários Estados participarão de novenas, celebrações eucarísticas e procissões em honra do santo de origem italiana e pregador da pobreza como meio de seguimento a Jesus. Os festejos  durarão 11 dias e começarão às 4 horas da manhã do dia 9 de outubro, com hasteamento de bandeiras e missa em frente ao Santuário de São Francisco das Chagas. 

As novenas acontecerão no período da noite, na Praça dos Romeiros, entres os dias 10 e 18 de outubro. Cada noite de novena terá orações em homenagem a um dos estados nordestinos. Haverá confissões e batizados durante todo o período de festejos no Complexo de São Damião, ao lado da Basílica. A celebração do batismo acontece apenas para quem levar documento de autorização do pároco da região de origem dos batizandos.

Lula descarta disputar em 2018 e aposta na briga PT-PSDB no segundo turno

lukllala

“Nem acabou a eleição e já estão pensando em 2018. O que eu quero é que a Dilma ganhe as eleições e que ela faça o melhor governo que for possível fazer e que o Brasil ajude a vencer essa crise internacional que está ficando cada dia mais grave”, assim reagiu o ex-presidente Lula ao ser indagado sobre possível nova candidatura presidencial sua.

Lula votou neste domingo, em São Bernardo do Campo (SP), e chegou a afirmar que PT e PSDB são as duas legendas “mais fortes” e que devem disputar o segundo turno para a Presidência da República.

Falando indiretamente sobre Marina Silva, postulante a presidente pelo PSB, disse que não se faz uma candidatura em cima da hora.

(Com Agências e foto de Letícia Macedo, do G1)

Justiça Eleitoral substitui mais de1.800 urnas eletrônicas em todo o País

86 1

“O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que, até o início da tarde de hoje (5), 1.869 urnas foram substituídas em todo país, o que corresponde a 0,38% do total. “Em 2010 o índice ficou em 0,72%. Portanto estamos dentro da média das últimas eleições”, disse o presidente do tribunal, ministro Dias Toffoli. Rio de Janeiro, com 383, São Paulo, com 215, e Rio Grande do Sul, com 184, foram os estados com maior número de urnas substituídas. “De modo geral, nenhuma ocorrência significativa aconteceu. Apenas [situações] corriqueiras”, acrescentou o ministro. Apenas duas seções substituíram as urnas eletrônicas por votação manual, com cédulas de papel: uma no município de Santo Antônio, no Rio Grande do Norte, e outra em Jaguaré, no Espírito Santo.

O ministro Toffoli minimizou os problemas de demora na votação com o sistema biométrico. Segundo ele, os casos reportados até o momento são “residuais” e comuns. “Isso faz parte de um processo de aprendizagem dos eleitores, mas com certeza até as 17 horas todos terão votado com tranquilidade. Pode até haver uma formação maior de filas em uma ou outra seção, mas são casos isolados”, ressaltou. Segundo o TSE, até agora não houve problemas na votação em trânsito que está sendo feita em 89 países.”

(Agência Brasil)

Eleição é momento de comemorar a democracia

Enquanto a votação prossegue em todo o País, uma reflexão que pode ser conferida no Editorial do O POVO deste domingo. Loas ao regime democrático, que resiste no Brasil. Confira:

No dia de hoje 141.824.607 brasileiros terão o direito – e também o dever – de comparecer às urnas para eleger os ocupantes do cargo de presidente, senador, governador de estado, deputado federal e deputado estadual. Esse número representa a parcela de eleitores entre os mais de 200 milhões de brasileiros, de acordo com os dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Para uma geração que nasceu, cresceu e se formou na democracia, o voto pode parecer um gesto ordinário, pois as eleições incorporaram-se solidamente ao calendário de efemérides do país. Porém, nem sempre foi assim. O período ditatorial (1964-1985) sonegou o direito de os brasileiros escolherem seus próprios governantes, entre outros interditos que caracterizam governos autoritários.

Sem a participação popular, o “milagre econômico” dos governos militares serviu a uns poucos, pois a receita era “fazer o bolo crescer para depois dividi-lo”, o que nunca ocorreu. Por fim, uma crise econômica e os movimentos pela democracia puseram abaixo o regime ditatorial, e o Brasil pôde ingressar em uma nova era, sob a égide das liberdades democráticas.

Foi a derrocada da ditadura e a ampla participação dos brasileiros na vida nacional, que levou, por exemplo, à política de estabilização da moeda e, na sequência, aos programas sociais que retiraram da miséria milhões de brasileiros, possibilitando a eles o mínimo necessário para uma vida digna.

Os governantes, confrontados pela pressão dos movimentos sociais, fiscalizados por uma imprensa livre, e submetidos a um poderoso mecanismo de cobrança – o voto – foram obrigados a responder às reivindicações da população, que passou a se expressar das mais diversas formas.

Pode-se até concordar com os críticos, que caracterizam a democracia como imperfeita, dizendo que é preciso mais qualidade na política e dos políticos, porém esse é um regime perfectível, diferente das ditaduras, que só tendem a piorar à medida que o tempo passa. No caso da democracia, a evolução é da essência do próprio regime, pois é na liberdade que se encontram os caminhos para a superação dos problemas.

Temos a comemorar o mais longo período democrático na história do país – que continue assim – e um povo cada vez mais consciente de seus direitos. Portanto, cada cidadão, ao escolher seu candidato, e depositar seu voto na urna, pode se orgulhar do país que está ajudando a construir.

Comando da greve dos bancários orienta pelo fim do movimento

“Após receber nova proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), o Comando Nacional dos Bancários divulgou orientação à categoria para que encerre a greve. A paralisação começou no último dia 30. Ao todo, 10.355 agências e centros administrativos nos 26 estados e no Distrito Federal aderiram ao movimento.

Por meio de nota, o comando informou que, na nona rodada de negociação da Campanha 2014, a Fenaban aumentou o índice de reajuste de 7,35% para 8,5% (aumento real de 2,02%) nos salários e demais verbas salariais; de 8% para 9% (2,49% acima da inflação) nos pisos; e de 12,2% no vale-refeição.

Ainda segundo o comunicado, os bancos também vão incluir na Convenção Coletiva o compromisso de que o monitoramento de resultados ocorra com equilíbrio, respeito e de forma positiva para prevenir conflitos nas relações de trabalho. “Trata-se de mais um passo no combate às metas abusivas, que tem provocado adoecimento e afastamento de bancários”, avaliou o comando.

Outra mudança citada pela categoria é que a cobrança de metas passará a ser proibida não somente por mensagem de celular, mas também por qualquer outro tipo de aparelho ou plataforma digital.”

(Agência Brasil)

Dilma já votou

ddd

“A presidenta Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, votou por volta das 8h45 de hoje (5) na Escola Estadual Santos Dumont, na Vila Assunção, zona sul de Porto Alegre. Ela estava acompanhada do candidato à reeleição ao governo estadual Tarso Genro, que vota no mesmo local, e do candidato ao Senado, Olívio Dutra. Ela cumprimentou os mesários e fez o V da vitória.

Mais cedo, Dilma tomou café da manhã com aliados políticos em um hotel no centro da capital gaúcha. Ela disse que não considera a hipótese de ganhar no primeiro turno e sempre trabalhou com a possibilidade de disputar o segundo turno. Dilma preferiu não indicar quem prefere enfrentar no segundo turno, porque isso seria “desrespeitoso”.

Dilma embarca ainda nesta manhã para Brasília, onde acompanha a apuração dos votos.”

(Agência Brasil)

Procurador eleitoral lamenta tanta briga judicial em busca do poder a qualquer custo

romuloconcrado

Eis uma reflexão do procurador regional eleitoral, Rômulo Conrado, sobre estas eleições. Ele lamenta a peleja no âmbito judicial, onde candidatos demonstram a intenção de alcançar o poder a qualquer custo.Confira:

As eleições de 2014 representam a primeira oportunidade na qual se verifica a aplicação da Lei da Ficha Limpa para as eleições gerais. A norma é uma exigência da sociedade, posto que não se pode admitir que políticos com máculas venham a participar do pleito. Sua efetividade depende de compromisso das instituições com essa cláusula de moralidade.

Temos assistido a uma forte disputa judicial entre os candidatos com maior representatividade, os quais têm aderido a uma linha de menor exposição de propostas, partindo para ataques pessoais, dificultando que o eleitor possa formar convicção sobre seu voto.

Tramitam perante a Procuradoria Regional Eleitoral vários procedimentos investigativos apurando situações de abuso de poder político, econômico e condutas vedadas aos agentes públicos, demonstrando a intenção de alcançar o poder a qualquer custo, com franco prejuízo ao equilíbrio da disputa.

(Reflexão no O POVO deste domingo)