Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

TSE multa Aloizio Mercadante

“O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu multar hoje (1º) em R$ 7,5 mil o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, por propaganda eleitoral antecipada. A ação, movida pelo PSDB, contestou a ação de Mercadante de ter convocado no dia 15 de junho uma coletiva, no Palácio do Planalto, para rebater críticas do partido ao governo da presidenta Dilma Rousseff e feito comparações com as administrações anteriores dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso.

No dia anterior, ocorreu a convenção nacional do PSDB, quando foi oficializada a candidatura de Aécio Neves à Presidência da República. Na ocasião, os integrantes do partido fizeram críticas ao governo da presidenta. Cabe recurso da decisão.

A decisão foi tomada durante a reabertura dos trabalhos do tribunal, depois do recesso forense, como resposta à uma representação apresentada pelo PSDB. “O representado não se limitou a rebater críticas ao governo federal. Ao meu ver, ele transbordou conteúdos desconectados da convocação da entrevista”, declarou a ministra Maria Tereza.”

(Agência Brasil)

Ariano Suassuna – O Encantado

Com o título “Suassuna: o rapsodo universal do Nordeste”, eis artigo do jornalista Francisco Bezerra (Bezerrinha). Ele reúne uma série de opiniões sobre o saudoso Arianio Suassuna. Confira mais esta homenagem:

“Suassuna e Cervantes, meus picarescos prediletos. A Pedra d´O Reino e D. Quixote são os livros mais doidões do planeta. Você não sabe o que tá perdendo”. Jornalista Xico Sá.

O imortal Guimarães Rosa em sentença inolvidável discorreu sobre a transcendência do ser. Segundo ele, as pessoas não morrem, ficam encantadas. Como o assunto em tela não é a metafísica, paremos por aí sobre questões filosóficas aristotélicas, até porque Voltaire assinalou que “o estudo da metafísica consiste em procurar, num quarto escuro, um gato preto que não está lá”. Além disso, Guimarães Rosa é mineiro e mineiro tem horror ao controverso.

O prelúdio tem por escopo analisar, a luz do encantado, um personagem que marcou de forma contundente sua passagem pelo reino dos vivos e adentrou ao de Plutão com a certeza da imortalidade. Falo do insigne Ariano Vilar Suassuna. Gênio da raça como foram os seus conterrâneos Celso Furtado, José Lins do Rego, Simeão Leal e José Américo de Almeida, para ficar em poucos.

Permitam-me uma digressão. Em conversa com este escriba, quando aqui na taba esteve palestrando, o jornalista Paulo Henrique Amorim foi peremptório: “Apesar de toda a arrogância, de toda a prepotência da Academia paulista, ela nunca produziu um intelectual de trânsito internacional como Celso Furtado, Paulo Freire e Gilberto Freyre.” Redargui assomando a este panteão de sumidades da inteligência nacional o nome de Capistrano de Abreu, um cearense de Columinjuba – sítio localizado em terras maranguapenses -, pai da história brasileira. O arguto homem de mídia assentiu a minha observação.

Não porque tenha “se encantado”, absolutamente. Mas, em minha opinião de nordestino apaixonado por nosso torrão, Suassuna há que ter espaço consagrado neste mesmo panteão de ínclitos pensadores nacionais. As teses econômicas elevaram Celso Furtado ao patamar dos grandes mestres da disciplina que o levou a lecionar na Sorbonne. Paulo Freire e seus postulados da educação ganharam o mundo como instrumento libertador dos oprimidos e transformador das sociedades iníquas. Gilberto Freyre, em sua principal obra “Casa grande & Senzala”, publicada em 1933, revolucionou a intelectualidade da época ao apresentar novos conceitos sobre a formação da sociedade brasileira, considerando a mistura de três étnicas: índios, africanos e portugueses.

Suassuna notabilizasse como o escritor da identidade nacional. Vou abrir aspas para garimpar definições do filho de João Suassuna, um nordestino valente que foi assassinado na revolução de 1930: “Na década de 70, em pleno regime de exceção, parte de nossos intelectuais e artistas vivendo no exílio, Ariano Suassuna significou um legítimo farol não só em termos de manutenção da cultura popular, como na afirmação de uma — até então — pouco delineada identidade nacional.

Mentor do Movimento Armorial, uma dessas iniciativas tão geniais quanto graciosas e que pretendia, segundo ele, “uma arte brasileira erudita a partir das raízes populares de nossa cultura”, Suassuna incendiou o imaginário de pelo menos duas gerações. Lutando contra a vulgarização das manifestações populares, pregava a integração de todas as artes, da literatura à tapeçaria, valorizando a tradição,” teorizou Cintia Moscovic, uma escritora e jornalista gaúcha, mestre em Teoria Literária e ministrante de oficinas literárias.

O que disse Luiz Fernando Verissimo, também gaúcho sobre o rapsodo nordestino: “Ariano era um tesouro nacional. Mais do que escritor: compositor, um ícone da cultura brasileira. Além do trabalho original, seu trabalho fazendo traduções, conhecia muito de história do Nordeste. Não era só um escritor, era muito mais do que isso”.

Lya Luft, escritora: “Era um desbravador, do Brasil inteiro, com uma grandeza, efervescência. Ele mostrou não só alegria, mas o drama do Brasil. Como pessoa, era querido como poucos. Era um dos últimos patriarcas da nossa literatura.” São relatos insuspeitos, posto que os fraseantes não são nordestinos.

Vou citar um intelectual alencarino para realçar a importância de Suassuna para o imaginário nacional. O historiador e escritor Juarez Leitão discorre sobre o menestrel do Nordeste lembrando que ele virou universal sem sair da província: “Quem quiser que viesse beber de sua sabedoria em plagas nordestinas.”

Abusado, Suassuna esnobou nada mais nada menos do que estrelas de uma constelação mundial. Quando esteve em visita ao Brasil, Jean Paul Sartre, o pai do existencialismo, num encontro frugal com Ariano, disse que já houvera lido O Auto da Compadecida em inglês. Em seguida, pediu autorização ao autor para publicá-la em francês. Abusado que só João Grilo, o filho da Paraíba recusou a oferta. A razão: “Eu não sou existencialista”.

Para finalizar, prometendo voltar a falar sobre o inesgotável Suassuna em outra oportunidade, um causo por ele narrado me chamou atenção pela irreverência. O ex-primeiro-ministro de Portugal, Mário Soares, veio a Recife entregar pessoalmente uma comenda para Ariano e o convidou para ir a Portugal. Como resposta o premier português ouviu do homenageado: “ Eu nunca saí do Brasil, mas se tiver que sair certamente é para ir a Portugal, porque lá vocês falam a língua mais linda do mundo. Aliás, nós falamos melhor do que vocês.” Uma personalidade que nem todo o tratado metafísico de Aristóteles explicaria.

* Francisco Bezerra (Bezerrinha),

Jornalista, radialista e professor.

As perdas de Ariano Suassuna, João Ubaldo e Rubem Alves e nossa ignorância

272 1

Com o título “Como é difícil admitir que não sabemos…”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Ele fala das perdas na área cultural com mortes de João Ubaldo Ribeiro, Ariano Suassuna e Rubem Alves, mas indaga: será que tantos que se manifestaram tristes conhecem obra desses autores? Confira:

Nos últimos dias, o Brasil ficou mais burro com as mortes de Ariano Suassuna, João Ubaldo Ribeiro e Rubem Alves. Fique tranquilo: o objetivo deste artigo não é tecer loas a nenhum deles. Pelo contrário: a intenção é refletir justamente sobre as inúmeras (e justíssimas) “citações” – notadamente na imprensa e nas redes sociais – em homenagem a estes três escritores.

Acho válido e salutar constatar a quantidade de brasileiros tristes com estas perdas. Mas depois fiquei me perguntando: será que este povo todo conhece a obra destes intelectuais? Os trechos reproduzidos foram fruto de leitura de fato? Havia uma admiração por afinidade de saberes ou porque para alguns virou moda o lamento coletivo?

De Suassuna, salvo engano, à parte de suas entrevistas deliciosas, assisti ao filme e li somente o Auto da Compadecida. De Ubaldo, exclusivamente A Casa dos Budas Ditosos. Por sinal, é a única obra dos três constante na minha biblioteca. Nunca sequer folheei um livro de Rubem Alves. A minha sensação de ignorância, porém, foi rapidamente sanada com alguns cliques: hoje, diante do computador ou de um smart phone, em segundos você se sente um catedrático na vida de qualquer um.

A informação constante na nuvem nos dá uma segurança dantes nunca vista. Os lapsos de memória viraram pó. Aquele título obscuro de uma música qualquer da sua infância, o nome daquele diretor do filme que ganhou o Oscar em 1972, o autor dinamarquês do livro de sociologia, todos vem a nós pela graça do Santo Google. Mas é o caso de perguntar: que saber é esse?

Tenho de responder que é uma aparência de conhecimento. Uma boia para salvar vidas num mar de ignorância. Numa perspectiva positiva, benjaminiana, isso deve servir pelo menos para divulgar a obra e quem sabe provocar em alguns o desejo de conhecê-los. Mas só quem realmente leu o Auto da Compadecida e, por exemplo, O Mercador de Veneza, conseguirá entender o trabalho de Suassuna de levar Shakespeare até o sertão. Só quem conhece Henry Miller ou Anais Nin conseguirá ver arte nA Casa dos Budas Ditosos.

No mais, a internet causa um desserviço abominável: dificulta, sobremaneira, uma coisa que o ser humano detesta fazer, qual seja, admitir sua própria ignorância. Fico irritado em entrevistas com celebridades porque falam dos mais variados assuntos de forma irresponsável, na base do “eu acho que…” querendo mostrar à força uma erudição que não possuem.

Levei anos, primeiro como aluno, depois como professor, para dar à expressão “não sei” o seu devido valor. Ao invés de a cobrirmos com o verniz da vergonha, deveríamos lembrar que na verdade este é o ponto de partida para nos lançarmos em busca do conhecimento. “Só sei que nada sei”, dizia Sócrates. Rubem Alves que me perdoe.

Demétrio Andrade,

Jornalista e sociólogo.

Conselho Nacional de Educação vai discutir marco regulatório para cursos de especialização

“O estudante de mestrado ou doutorado que não defender a dissertação ou a tese no final do curso poderá receber um certificado de especialista na mesma área de conhecimento. Essa é uma das mudanças previstas no novo marco regulatório dos cursos de especialização ou MBA que será discutido em audiência pública na segunda-feira (4). A expectativa do Conselho Nacional de Educação (CNE), responsável pelo projeto, é que o marco entre em vigor no próximo ano.

Para aproveitar a formação e transformá-la em especialização o estudante precisa ter sido aprovado na qualificação. Esta possibilidade deverá constar no regulamento do curso de mestrado ou doutorado. Essas instituições poderão certificar os estudantes independente de ofertarem os cursos de especialização. Também haverá a possibilidade dos alunos aproveitarem os estudos e atividades concluídas no mestrado ou doutorado em cursos de especialização.

O novo marco também vai ampliar a possibilidade de oferecer especializações. As instituições que oferecem mestrado ou doutorado poderão ofertar especializações na mesma área. Além dessas instituições, poderão ofertar especializações, as Escolas de Governo, desde que atendam a formação e o desenvolvimento de servidores públicos; as instituições de pesquisa científica, públicas e privadas, na mesma área de atuação; e, as instituições de ensino superior que oferecem cursos de graduação.”

(Com Agência Brasil)

Fortaleza será a capital dos tribunais de contas a partir da próxima 2ª feira

chicoaguiar

Delegações dos Tribunais de Contas de todo o País estarão reunidas no Centro de Eventos do Ceará, a partir das 9 horas da próxima segunda-feira. Hora de debater “O Papel dos Tribunais de Contas Frente às Demandas Sociais” dentro do IV Encontro Nacional desse segmento, tendo como cicerone o presidente do TCM, Francisco Aguiar.

Durante três dias, dirigentes, conselheiros, integrantes do Ministério Público de Contas e do corpo técnico estarão discutindo e aprovando propostas que visam ao aperfeiçoamento das ações dos TCs. Há uma preocupação fundamental em firmar uma relação de compreensão diferente com a sociedade.

“Sabemos que os Tribunais de Contas evoluíram muito nos últimos anos, mas ainda temos grandes desafios. A sociedade cobra dos órgãos de controle uma atuação mais efetiva tanto no combate à corrupção, como também em relação ao desperdício dos recursos públicos. E é isto que vamos debater em Fortaleza”, disse o presidente da Atricon, conselheiro Valdecir Pascoal.

Sisutec 2014 – Termina nesta 6ª feira o prazo para a matrícula dos selecionados na 1ª fase

“Termina nesta sexta-feira o prazo para que os selecionados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) façam a matrícula nas instituições. A lista dos aprovados está disponível site do Sisutec. O candidato deve verificar, na instituição de ensino em que foi encaminhado, o local, horário e procedimentos para a matrícula. Nesta edição, foram oferecidas 289.341 vagas em cursos técnicos e gratuitos em instituições públicas e particulares e do Sistema S.

A segunda chamada será divulgada na terça-feira (5), e as matrículas estão previstas para os dias 6, 7 e 8. As vagas remanescentes serão disponibilizadas online para todos aqueles que fizeram o ensino médio, independentemente de terem feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Para concorrer, o candidato precisa ter concluído o ensino médio e feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano passado, sem tirar zero na redação. Pelas regras do Sisutec, 85% das vagas são destinadas a candidatos que cursaram o ensino médio em escolas públicas ou privadas, como bolsistas integrais.”

(Agência Brasil)

Cagece convoca mais 64 concursados

A Cagece está convocando mais 64 aprovados em seu último concurso público, sendo 24 de nível técnico e 40 de nível superior. Os convocados têm até o dia 15 para entregar a documentação na sede da Cagece (Avenida Lauro Vieira Chaves, 1030, Vila União), sob pena de serem considerados desistentes. Deverão comparecer das 8 às 11 horas e das 13 às 16 horas, portando a documentação requerida e os formulários disponibilizados, devidamente preenchidos.

Na ocasião, o convocado terá que indicar o nome que constará no crachá de identidade funcional e será necessário ainda informar, caso já seja correntista, o número da conta corrente e agência bancária do banco Bradesco, Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal. Caso o convocado não possua conta corrente em um dos bancos mencionados, faz-se necessária a abertura.

SERVIÇO

O candidato deverá entrar em contato com o setor médico da Cagece, pelo telefone (85) 3101.1863, para agendar seu exame médico, momento no qual deverá entregar os seguintes exames:

– Hemograma completo
– VDRL
– Sumário de Urina
– Raio X do tórax em PA.

Eduardo Campos promete aumentar o percentual de repasse do FPM

eduardocampos

“O candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB), e a candidata a vice, Marina Silva, fizeram campanha nessa quinta-feira, em Porto Alegre (RS). Campos participou de um painel com presidenciáveis promovido pela Federação das Associações e Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs).

Campos disse que há uma omissão do governo federal na negociação de conflitos entre indígenas e produtores rurais em diversos estados. “Dizem por aí que nós somos contra os agricultores. No entanto, sabemos que aqui no Rio Grande do Sul, como em Mato Grosso do Sul e em outros estados, as populações indígenas e os produtores rurais chegaram a acordos sobre as fronteiras das terras de um e de outro que só não foram efetivados porque o governo federal foi omisso, se ausentou do papel de promover o diálogo para evitar o enfrentamento entre as partes, não quis dispor de alguns milhões, não bilhões como fez na ajuda que deu ao setor elétrico, para selar a paz no campo. Infelizmente, em razão dessa omissão, já presenciamos mortes em Mato Grosso do Sul e aqui no Rio Grande”, acentuou.

Em entrevista à imprensa, o candidato também disse, que se eleito, irá aumentar em 2% o Fundo de Participação dos Municípios para permitir que as prefeituras possam fazer os investimentos previstos em lei. “Essa é uma causa que unifica os prefeitos do Brasil. As prefeituras, só no governo Dilma, saíram de 14% na participação do conjunto das receitas públicas para 11%. Estamos falando de recompor uma participação que os municípios tinham no bolo tributário brasileiro”.

(Agência Brasil)

Ministro do Trabalho prestigia inauguração de comitê do PDT

96 1

mistroro

Ciro, André, ministro Manoel Dias, Izolda, Camilo e Mauro Filho.

O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias (PDT), prestigiou, nessa noite de quinta-feira, a inauguração do Comitê Central da campanha de reeleição do deputado federal André Figueiredo.  André é também presidente regional do PDT. O ato contou com a presença do candidato a governador pelo PT/Pros, Camilo Santana, que estava com a sua candidata a vice, Izolda Cela, e com o postulante ao Senado, Mauro Filho.

“O crescimento do Ceará é chinês. E este crescimento só existe porque tem um governador que tem a sensibilidade de atender as grandes demandas daqueles que mais precisam de água, educação e mobilidade urbana. O Ceará é hoje líder na geração de empregos e do aumento real do salário”, disse, em discurso, o ministro Manoel Dias. Ele conclamo em seguida: “Vamos eleger Camilo para o governo deste Estado e Mauro, para o Senado”.

O secretário estadual da Saúde Ciro Gomes também esteve no ato. Dessa vez, nada de bater duro na oposição.

(Foto – Divulgação)

Fundação Raimundo Fagner manda nota repudiando postura da Secult

Em contato com este Blog, a Fundação Raimundo Fagner envia nota repudiando a informação divulgado pelo Tribunal de Contas do Estado sobre supostas irregularidades em repasses da Secretaria da Cultura do Estado para a entidade. A nota repudia com veemência a postura do órgão estadual. Confira:

Nota de posicionamento

A Fundação Raimundo Fagner repudia, de forma veemente, a atuação falha da
Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) no repasse ao Tribunal de
Contas do Estado do Ceará (TCE) de informações relativas ao convênio firmado
para o projeto Aprendendo com Arte. Os erros de procedimento da referida
Secretaria levaram a uma exposição pública negativa de uma entidade idônea e
referenciada na sociedade local e nacional por desenvolver há 14 anos um
trabalho digno e sério com crianças do interior do Ceará e da periferia de
Fortaleza.

A Fundação foi alvo de questionamentos por parte do TCE, que não recebeu no
prazo previsto, dia 29 de julho, as informações de prestação de contas da
administração de políticas públicas para a cultura do Governo do Estado do
Ceará. Da parte da Fundação Raimundo Fagner, cada uma das etapas de
prestação de contas foi apresentada à Secult e devidamente protocolada há
mais de 60 dias, seguindo as orientações para esse tipo de projeto.

A Fundação Raimundo Fagner está absolutamente segura de que cumpriu todas as
suas obrigações previstas no convênio com o maior rigor e se indigna com o
fato de que equívocos cometidos por terceiros tenham causado interpretações
errôneas sobre o seu compromisso com as crianças e o zelo com os recursos
recebidos de parceiros públicos ou privados.

A entidade se coloca disponível para apresentar as informações necessárias
de modo que não pairem dúvidas sobre sua seriedade e responsabilidade, tendo
o Projeto Aprendendo com Arte recebido diversos reconhecimentos públicos,
entre eles o Prêmio Itaú Unicef, em 2009, e o Prêmio ODM Brasil, em 2014.

* Raimundo Fagner Cândido Lopes

Presidente.

Aluno da UFC representa Brasil em certame internacional de Matemática

alunoo

“Estudantes de sete universidades brasileiras – entre eles, Davi Lopes Alves de Medeiros, da Universidade Federal do Ceará – representam o País na 21ª Competição Internacional de Matemática para Estudantes Universitários (IMC, em inglês), que acontece na cidade de Blagoevgrad, na Bulgária, até a próxima segunda-feira. O evento, organizado pelo University College London em parceria com a American University in Bulgaria, é a maior competição para estudantes universitários e recebe graduandos em Matemática e ciências afins de todo o mundo.

Davi Medeiros atualmente cursa o oitavo semestre do bacharelado em Matemática. Em 2012, ele já havia ganhado medalha de ouro no IMC. Em 2013, disputou individualmente e repetiu a proeza.

Além da UFC, a delegação brasileira é formada por representantes do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A delegação é acompanhada pelos professores Fábio Dias Moreira, do Rio de Janeiro, e Frederico Vale Girão, do Departamento de Matemática da UFC.”

(Site da UFC)

Em algum lugar do passado

algun

Eis o tópico “Tasso X Ciro”, da Coluna Política de Érico Firmo desta quinta-feira: 

Um dos desdobramentos mais interessantes a conferir é a disputa particular entre Tasso Jereissati (PSDB) e Ciro Gomes. O irmão do governador já disse que, mesmo em 2010, não pediu voto para ninguém para o Senado, como forma de preservar o ex-amigo. E sempre tratou de evitar se dirigir a ele, nos vários confrontos que travaram. Desta vez é diferente. Pela primeira vez Ciro se dirigiu criticamente a Tasso. Sem deixar de fazer a ressalva da histórica relação entre os dois, vinculou o homem que o projetou na política à oposição a projetos no Ceará, como refinaria e transposição do São Francisco. O tucano é outro que não costuma deixar essas coisas sem resposta. A conferir.

(Foto – Álbum de Ex-Família)

VAMOS NÓS – Nesta quinta-feira, a partir da 19 horas, será inaugurado o Comitê Central da campanha de Eunício Oliveira para governador e Tasso Jereissati para senador.

FGV quer formar a “Geração Brasil” dos advogados cosmopolitas

“Membro de uma liga internacional de 25 grandes escolas de direito, a Fundação Getulio Vargas (FGV) planeja começar a formar uma nova geração de advogados cosmopolitas, em vista do novo potencial do mercado que está igualmente globalizado. De acordo com o diretor da Faculdade de Direito da FGV-SP, professor Oscar Vilhena Vieira, “o Brasil precisa navegar por mares transnacionais”.

A conferência anual da Liga Global das Escolas de Direito (LSGL, na sigla em inglês) aconteceu em Istambul, onde a percepção comum foi a de que o direito também está em processo de globalização e que é preciso ter novos padrões de comportamento aceitáveis nos negócios.”

(Valor Econômico)

TSE com espaço livre para divulgação nas emissoras de rádio e TV

114 1

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) poderá, a partir desta quinta-feira, requisitar das emissoras de rádio e de televisão até 10 minutos diários, contínuos ou não, que poderão ser somados e usados em dias espaçados.

O espaço é para que o TSE possa fazer a divulgação dos comunicados, boletins e instruções ao eleitorado, podendo, ainda, ceder, a seu juízo exclusivo, parte desse tempo para utilização por Tribunal Regional Eleitoral. É o que manda a Lei nº 9.504/97.

Prefeituras querem prorrogar vigência de lei que obriga o fim dos lixões

Com o título “O Papel da lei ou a lei no papel?”, eis artigo do professor Albert Gradvohl, especialista na área de Gestão Econômica Ambiental. Ele faz uma denúncia em tom de alerta: o setor público teve dois anos para se adequar à Política Nacional de resíduos Sólidos. Agora, quer prorrogar esse prazo. Confira:

Com o advento da Política Nacional de Resíduos Sólidos a partir da Lei 12.305, cujo marco regulatório foi regulamentado tardiamente, mesmo assim, o Brasil passou a ser aclamado e defendido pelos brasileiros mais conscientes. Além disso, entidades empresariais de comportamentos pró-ativo, a exemplo da ABAD, ACESUL e SISTEMA FIEC, passaram a assinar Acordo Setoriais sob a ótica da Logística Reversa, e ainda ajustar seus próprios processos de fabricação.

Lamentavelmente, essa evolução da busca da sustentabilidade brasileira não foi acompanhada pelo setor público, que teve dois anos para se adequar a mais frágil e sugestiva PNRS do planeta. Para consolidar a falta de compromisso público com a causa ambiental, surge agora o grito vitimado de uma manada de gestores públicos pedindo a prorrogação do prazo por mais oito anos, a fim de assegurar aos governos municipais tempo hábil para fechar os lixões e destinar os resíduos para aterros sanitários.

Que vergonha! Este tema tem sido matéria de grande repercussão na mídia nacional. E não é pra menos!Podemos até admitir, que o GOVERNO FEDERAL é mestre em fabricar campanhas sem produto. Mas daí querer prorrogar através desse lobby imoral, a gestão integrada de resíduos sólidos do Brasil, consequentemente, o mais importante programa de saúde preventiva dos brasileiros, certamente é melhor rasgar a LEI, e assumir efetivamente a INSUSTENTABILIDADE até então implantada em nosso país.

Espero que essa triste realidade, que já se encontra sendo articulada em Brasília, não seja aceita pelos nossos representantes. Caso contrário, nada mais justo que iniciarmos já, um grande movimento popular em defesa dessa importante causa social contra a sujeira.

* Albert Gradvohl,

Prof. de Gestão Econômica Ambiental.

Dilma sanciona projeto que cria marco regulatório das ONGs

“O projeto de lei que cria um novo marco regulatório para as organizações não governamentais (ONGs) foi sancionado hoje (31) pela presidenta Dilma Rousseff. A lei estabelece normas para as parcerias voluntárias da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios com as organizações e estabelece regras para evitar o favorecimento de grupos específicos e a escolha de entidades sem preparo técnico ou estrutura para o cumprimento dos projetos.

Pela proposta, as ONGs terão que participar de processo seletivo (chamada pública) inscrevendo seus projetos para serem selecionados, pondo fim a uma das principais polêmicas referentes às parcerias, a forma de seleção. Terão ainda que cumprir uma série de requisitos para fazer parcerias com os governos. Entre as exigências para firmar os contratos estão: existir há, no mínimo, três anos; ter experiência prévia na realização do objeto do convênio; e ter capacidade técnica e operacional para desenvolver as atividades propostas.”

(Agência Brasil)

Eunício Oliveira concentra patrimônio dos candidatos dos maiores Estados

Eunicio

Essa informação é do site Congresso em Foco:

Dos 70 candidatos a governador nos dez maiores colégios eleitorais do Brasil, 23 têm patrimônio superior a R$ 1 milhão, segundo declarações fornecidas por eles à Justiça eleitoral. Juntos, eles possuem bens que somam R$ 181,5 milhões. A apresentação da declaração de bens é um dos requisitos a serem cumpridos no pedido de registro de candidatura. Todos os candidatos são obrigados a declarar imóveis, veículos, investimentos e outros bens.

De todo esse patrimônio, mais de R$ 100 milhões (54%) estão concentrados no Ceará. Isso porque o senador Eunício Oliveira (PMDB), que quer ser governador, declarou ter R$ 99 milhões – a maior parte dos itens consiste em propriedades rurais.

São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco, Ceará, Pará e Santa Catarina são os principais colégios eleitorais do país, com 108,5 milhões de eleitores de um total de 142,8 milhões.

Coca-Cola abre inscrições para cursos de Varejo, Logística e Empreendedorismo

O Coletivo, plataforma de valor compartilhado da Coca-Cola, está com inscrições abertas, até esta sexta-feira, para mais um ciclo de formação na área de Varejo e de Logística & Produção. Para participar da capacitação, jovens de 15 a 30 anos que estejam cursando ou tenham concluído o Ensino Médio devem fazer a pré-inscrição através do site www.coletivococacola.com.br e, posteriormente, efetivar a matrícula em uma das unidades do Coletivo onde acontecerá a formação. As sete unidades do Coletivo no Ceará estão oferecendo, ao todo, 524 vagas. A capacitação começa no dia 4 de agosto e terá duração de oito semanas.

As aulas, teóricas e práticas, acontecerão duas vezes por semana (segundas e quartas-feiras, terças e quintas-feiras, terças e quartas-feiras, quintas e sextas-feiras, dependendo da disponibilidade da ONG) por duas horas, nos Coletivos do Pirambu, Maraponga, Jardim das Oliveiras, Planalto Ayrton Senna, Jangurussu, Bom Jardim e Maracanaú. Há turmas disponíveis nos turnos da manhã e tarde. Além de capacitar, o projeto também encaminha os jovens para processos de seleção em grandes empresas parceiras do projeto, além das fábricas do Sistema Coca-Cola Brasil.

SERVIÇO

Mais informações no site www.coletivococacola.com.br

Joaquim Barbosa vai aderir ao pijama?

joaquim barbosa

“Me aguaaarde!!”

“A aposentadoria do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa foi publicada hoje no Diário Oficial da União. Em sua última sessão como presidente do STF, no dia 1º de julho, Barbosa disse que deixava a Corte de forma tranquila e com a “alma leve”. Em maio, ele anunciou que se aposentaria antecipadamente em julho, após 11 anos como ministro da Corte. Barbosa tem 59 anos e poderia continuar na Corte até a aposentadoria compulsória, em 2024, quando completa 70 anos.

Ele foi o primeiro negro a presidir o STF e ocupou a presidência da Corte e do Conselho Nacional de Justiça desde novembro de 2012. O ministro foi indicado à Suprema Corte em 2003, no mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Amanhã (1º) ocorre a eleição do novo presidente do Tribunal. Pela tradição do órgão, os ministros devem escolher o presidente interino e atual vice-presidente, Ricardo Lewandowski, por ser o integrante mais antigo que ainda não presidiu o colegiado.”

(Agência Brasil)

Edições Demócrito Rocha e a Flipinha

reginaelandia

Regina e Elândia tomaram a rota da Flipinha.

A editora-executiva de Edições Demócrito Rocha (EDR), jornalista Regina Ribeiro, e a gerente de operações da EDR, Elândia Farias, estão participando da Feira Literária Internacional de Paraty (Flip), no Rio de Janeiro, que entra no seu segundo dia nesta quinta-feira.

A EDR marcará presença também na programação da Flipinha, a feira infantil paralela de Paraty, através da\ divulgação do livro “O mistério da professora Julieta” da escritora Socorro Acioli, vencedora do Prêmio Jabuti de Literatura Infantil.

Já a Flip abordará urbanismo, cidadania, poesia e prosa à tradição literária russa entre seus temas centrais nesse seu segundo dia. O circuito alternativo traz debates sobre ilustração, sociedade e literatura, políticas públicas para a leitura, além de lançamento de livros e apresentações de teatro e cinema. Cerca de 50 autores de 15 países participam da Flip. Pela primeira vez, a Rússia estará presente na mostra.

(Com Agência Brasil/Foto – Paulo MOsKa)