Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Mensaleiro vai passar o Natal com a família

“O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou ontem (04) o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, a passar o Natal na casa dos pais, na cidade de Buriti Alegre, em Goiás. Barroso determinou que Delúbio se ausente do Distrito Federal (DF), onde cumpre prisão domiciliar, no período de 24 a 30 de dezembro. O ex-tesoureiro foi condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão do PT, a seis anos e oito meses pelo crime de corrupção ativa.

Delúbio Soares, que cumpre pena no regime aberto, teve a progressão do regime deferida por Barroso no fim de setembro, por já ter cumprido um sexto da pena e em razão do bom comportamento no Complexo Penitenciário da Papuda. Na época, o ministro autorizou a conversão em prisão domiciliar por não existir Casa de Albergado no Distrito Federal.

Na mesma decisão, Luís Roberto Barroso indeferiu pedido de Delúbio para viajar a São Paulo, entre 8 e 13 de dezembro. Ele iria à sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT), onde presta assessoria aos sindicatos filiados à central.”

(Agência Brasil)

Pelé grava vídeo tocando violão para tranquilizar seus milhares de fãs pelo mundo

pelele

“Pelé deu mais uma prova de sua ótima recuperação na tarde desta sexta-feira. O ex-atleta de 74 anos publicou um vídeo em sua conta no Facebook, no qual aparece sorrindo, sentado, tocando violão ao lado de suas filhas e da namorada, Márcia Aoki.

Ele agradeceu o apoio que vem recebendo ao longo destas quase duas semanas de internação por problemas renais.

“Eu aproveito esta oportunidade para agradecer a todos vocês, de todo o mundo, que se preocuparam com a minha saúde. Graças a Deus eu estou bem, estou recuperado, aqui com a minha família. Eu sei que tem pessoas de toda parte do mundo que estavam preocupadas comigo”, declarou.

(Veja Online)

Código de Processo Civil é aprovado no Senado

A comissão temporária criada no Senado para analisar a reforma do Código de Processo Civil aprovou, nesta semana, em votação simbólica, o substitutivo da Câmara dos Deputados ao projeto da Casa (PLS 166/2010) sobre o tema. A matéria tramitava desde 2009. O Código de Processo Civil regula a tramitação das ações judiciais, os prazos, atos e procedimentos referentes a elas e tem o objetivo de simplificar processos e acelerar decisões da Justiça, inclusive eliminando parte dos recursos hoje permitidos.

Entre os mais de mil artigos do código, está o que prevê uma fase prévia de conciliação e mediação entre as partes, por meio de centros de solução de conflitos, para tentar evitar a solução de problemas por via judicial. “Vamos diminuir sobremodo a avalanche de recursos que existe, vamos garantir prazos compatíveis para o bom andamento da Justiça e oferecer ao Brasil o que eu chamo Código do Processo Civil Cidadão”, ressaltou o relator da matéria, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB).

Durante a discussão do CPC, o relator acatou a maioria das propostas feitas pela Câmara: foram 14 de quase 20 dispositivos, entre eles o que trata de pensão alimentícia. Pelo texto, quem não pagar pensão vai ser preso em regime fechado, mas terá a garantia de separação dos presos comuns. O credor vai poder pedir a prisão após um mês de inadimplência, e não apenas após três meses.

Magazine Luíza inaugura sete lojas no Ceará

maga

O Magazine Luiza vai expandir ainda mais sua atuação no Ceará, a partir das 9 horas desta segunda-feira. O grupo vai inaugurar sete novas lojas nos municípios de Fortaleza, Caucaia, Aracati, Pacajus e Maracanaú. As novas unidades cearenses, segundo a assessoria de imprensa dessa rede, são climatizadas, possuem instalações modernas e ambientes diferenciados.

No dia da abertura, as lojas serão embrulhadas como se fossem um presente para a população, que poderá aproveitar ofertas exclusivas de inauguração e condições especiais de pagamento, com parcelamento de até 10 vezes sem juros em todos os setores da loja.

“Estamos muito satisfeitos com nossa atuação no Ceará, que é um mercado importante para a empresa e que tem demonstrado um grande potencial”, afirma Júlio Pereira, gerente da Divisão Nordeste do Magazine Luíza.

2014 fecha com maior número de movimentações financeiras com indícios de lavagem de dinheiro

“O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) já produziu mais de 3 mil relatórios sobre movimentações com indícios de lavagem de dinheiro em 2014. De acordo com o presidente do conselho, Antonio Gustavo Rodrigues, o número é o maior registrado desde a criação do órgão, em 1998.

Antônio Gustavo Rodrigues participou hoje (5) do 1º Seminário Nacional de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro, no Rio de Janeiro, e contou que, nos 12 anos em que está à frente do órgão, aumentou a comunicação com outras instituições: “a única pessoa que recebia [os relatórios] era o procurador-geral da República. Comecei a mandar para os procuradores federais regionais, para a Polícia Federal e para o Ministério Público”, disse ele, ao afirmar que a troca de informações criou “uma cultura para tratar do tema”.

No ano passado, o Coaf produziu 2.450 relatórios. Esses documentos são elaborados a partir de comunicações suspeitas ou automáticas enviadas por bancos, instituições financeiras e outros órgãos. As comunicações, explica Rodrigues, são feitas automaticamente por envolverem valores elevados, ou por suspeita das instituições, quando a quantia ultrapassar a capacidade econômica dos envolvidos, por exemplo.

Muitas comunicações podem ser reunidas em um único relatório, e muitos relatórios podem dar origem a uma única investigação, afirmou o presidente do Coaf, que usou como exemplo a Operação Lava Jato, para a qual foram produzidos 108 relatórios. O papel do Coaf, no entanto, não é o de investigar, mas de fornecer informações aos órgãos, que investigam para saber se de fato há suspeitas e crimes: “Nosso papel é alertar, levantar a bola e chamar a atenção”, enfatizou Rodrigues.”

()Agência Brasil)

BNB Cultural receberá escritor Milton Hatoum

ESCRITOR MILTON HATOUM

Milton Hatoum, um dos maiores escritores contemporâneos do Pais, estará em Fortaleza na próxima terça-feira. Ele é o convidado do Clube do Leitor, programa do Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza. O encontro começará às 19 horas, com entrada gratuita.

Premiado com o Prêmio Jabuti, considerado um dos mais importantes na literatura nacional, Hatoum busca inspiração nas águas do rio Amazonas, mesclando pedaços de memória para compor um quadro contundente da sociedade brasileira. Nasceu em Manaus, em 1952 e foi professor de Literatura da Universidade Federal do Amazonas e professor visitante da Universidade da Califórnia.

 

Teatro RioMar começa a funcionar nesta sexta-feira

tro

O Teatro RioMar Fortaleza começa a funcionar nesta sexta. Resultado da parceria entre a Opus Promoções e o Grupo JCPM, o empreendimento está localizado dentro do novo shopping e, inicialmente, vai operar em sistema de Soft Opening, período de testes e ajustes para garantir a excelência técnica, acústica e operacional do teatro.

Para marcar o início das apresentações no novo palco, entra em cartaz o musical “Branca de Neve”, a partir das 19 horas, que vai se estender até domingo (sábado e domingo às 17 horas). De janeiro a março de 2015, estão previstos seis espetáculos na programação, que serão confirmados em breve.

Com capacidade superior a 900 pessoas, mais de 4 mil metros quadrados de área total, bar, chapelaria e recursos técnicos e acústicos que seguem aos mais modernos padrões de qualidade, o Teatro RioMar Fortaleza alia conforto, beleza e segurança. Composto por três setores – Plateia Baixa A, Plateia Baixa B, e Plateia Alta, o público ainda contará com locais destinados a pessoas com deficiência e obesos.

(Foto – Divulgação)

Joaquim Barbosa voltará a advogar

“O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa deve trabalhar, em São Paulo, em parceria com o escritório Viseu Advogados, que tem entre seus sócios Gustavo Viseu.

O ex-ministro pretende atuar na área de pareceres, especialmente tributários. Já com escritório de advocacia instalado em Brasília, Barbosa recusou o primeiro caso em que poderia trabalhar.

O potencial cliente queria contratá-lo para atuar no Supremo Tribunal Federal, o que ele decidiu não fazer dada a sua condição de ex-presidente da corte.”

(Coluna de Mônica Bergamo, da Folha)

Mantega avalia como bom o resultado do IPCA de novembro

MANTEGA

“O ministro da Fazenda, Guido Mantega, considerou positivo o resultado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em novembro, divulgado hoje (5) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O indicador, que mede a inflação oficial do país, ficou em 0,51%. “Acho que foi um bom resultado”, disse Mantega ao chegar há pouco ao Ministério da Fazenda.

O IPCA do mês passado supera o de outubro (0,42%), mas é inferior ao de novembro de 2013 (0,54%). No ano, a inflação oficial acumula taxa de 5,58% e, em 12 meses, de 6,56%, acima, portanto, do teto da meta estipulada pelo governo (6,5%).

Mantega, que está no Ministério da Fazenda há oito anos, não continuará à frente da política econômica no segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff. Ele será substituído por Joaquim Levy, ex-secretário do Tesouro Nacional. Ontem (4), no fim da tarde, os dois estiveram reunidos, mas não deram declarações à imprensa.”

(Agência Brasil)

Pelé apresenta melhora nas funções renais

pelé

“A função renal do ex-jogador Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, de 74 anos, apresenta melhora, segundo boletim médico divulgado pelo Hospital Israelita Albert Einstein. Pelé teve boa evolução clínica com melhora progressiva e continua internado na unidade semi-intensiva.

Ontem (4), o cateter que estava sendo usado no tratamento de hemodiálise do ex-jogador foi retirado. Pelé foi internado no último dia 24 com uma infecção urinária, constatada durante revisão médica.

No dia 12 de novembro, Pelé havia sido internado após se sentir mal e, no dia seguinte, foi submetido a uma cirurgia para a retirada de cálculos renais e na vesícula.”

(Agência Brasil)

Produção industria cresce erm outubro em sete localidades pesquisadas pelo IBGE

“A produção industrial cresceu em sete locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na passagem de setembro para outubro deste ano, apesar da estabilidade na média nacional. Entre os destaques estão os estados da Bahia (3,6%), do Rio de Janeiro (1,9%), Amazonas (1,7%) e de São Paulo (1,1%). Outros locais com alta na produção industrial foram Santa Catarina (0,8%), o Pará e o Espírito Santo – ambos com 0,6%. Por outro lado, sete locais tiveram recuo na produção, principalmente o Ceará (-4,9%), Pernambuco (-4,6%) e Minas Gerais (-3,3%).

Também tiveram queda, na passagem de setembro para outubro, o Rio Grande do Sul (-2,2%), a Região Nordeste (-2%), Goiás (-0,6%) e o Paraná (-0,4%).

O IBGE também analisou, também, o comportamento da indústria no estado do Mato Grosso. Em todos eles, houve queda em dez e alta em cinco dos locais pesquisados. Na comparação com outubro do ano passado, a principal queda foi no Amazonas (-9,9%). São Paulo teve queda de 5,2%. Já a maior alta no Espírito Santo (11,7%).

No acumulado do ano, o principal recuo foi observado no Paraná (-6,1%). A queda em São Paulo foi 5,7%. Dos cinco estados que tiveram alta, o destaque foi o Pará (9%). No acumulado de 12 meses, a maior queda foi em São Paulo (-5,1%), enquanto o maior crescimento ocorreu no Pará (8,2%).”

(Agência Brasil)

Custo da construção civil subiu em novembro

aeroprtoto

Obras de ampliação do Aeroporto Pinto Martins paradinhas.

“A inflação medida pelo Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) foi 0,2% em novembro deste ano. A taxa é inferior à observada no mês anterior, que foi 0,3%. O Sinapi, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF), acumula taxas de 5,5% no ano e 6,54% em 12 meses.

Enquanto o custo com materiais caiu 0,07%, passando a ser de R$ 494,93 por metro quadrado, a mão de obra ficou 0,52% mais cara, com custo de R$ 412,50 por metro quadrado. No total, o custo médio da construção civil por metro quadrado foi R$ 905,65, em novembro.

Entre os estados, Pernambuco teve a maior alta (3,98%), e foi o único com inflação acima de 1%. Dez estados tiveram deflação (queda de preços), com destaque para os recuos de preços de 0,57% em Minas Gerais e 0,5% no Maranhão.”

(Agência Brasil)

DETALHE – Por falar em custos, isso nos faz lembrar a obra de ampliação do terminal de passageiros do Aeroporto Internacional Pinto Martins. Estão paralisadas aguardando que a terceira concorrente da licitação diga se assumirá ou não esse fardo. É que o problema reside nos preços. O tempo passa, o tempo voa e os custos sobem.

Ariosto Holanda faz balanço do mandato e apresenta projetos ao governo

ariostoo

O deputado federal Ariosto Holanda (Pros) fará pronunciamento da tribuna da Câmara dos Deputados, nesta sexta-feira, no grande expediente, com transmitido por volta das 11h pela TV Câmara. Ele fará um relato das suas atividades parlamentares no período de 1990 a 2014. Destacará as ações nas áreas de educação, ciência e tecnologia, foco da sua atuação parlamentar.

Como membro titular das Comissões de Ciência, Tecnologia; Educação; Conselho de Altos Estudos e da Comissão Especial do Plano Nacional de Educação – ele disse – teve oportunidade de discutir, analisar e estudar projetos voltados para apontar caminhos do progresso econômico, social e cultural do país. Diagnósticos, indicadores, argumentos, metas, projetos e outros dados, conforme o deputado, lhe deram suporte aos trabalhos que desenvolveu e à sua luta, no Parlamento, pela educação, ciência e tecnologia.

O deputado apresentou cinco estudos por ele realizados, anexados ao pronunciamento, e solicitou que sejam enviados para o ministro chefe da Cada Civil, Aloisio Mercadante, como contribuição do Parlamento ao governo, dada a relevância dos temas tratados. Os cinco projetos tratam do Centro de Ciências e Linguagens; Seca: Análises, Diretrizes e Pressupostos; Assistência Tecnológica às Micro e Pequenas Empresas (MPE); Telemedicina e Central de Laudos; Infovias a Serviço da Transparência.

Ariosto Holanda informou ainda ter trabalhado e relatado – no Conselho de Altos Estudos da Câmara, cujo objetivo principal é discutir temas relevantes, principalmente os da área de ciência e tecnologia -, os estudos Biodiesel e Inclusão Social; Capacitação Tecnológica da População e Assistência Tecnológica às Micro e Pequenas Empresas. Os estudos desenvolvidos resultaram em projetos de lei já aprovados.

Ao abordar a questão do analfabetismo funcional ele procura apontar o caminho da extensão como uma ação que pode levar conhecimento ao trabalhador, para o novo mercado de trabalho. Para isso, Ariosto disse ter apontado a necessidade de se implantar, no país, Centros Vocacionais Tecnológicos (CVT) e Centros de Educação a Distância.

Na defesa dessa recomendação, o deputado observou ter aprovado o projeto de indicação Nº. 551/2007, que sugere ao presidente da República a criação de um amplo programa de capacitação tecnológica da população no país envolvendo a implantação dessas unidades de ensino. Também foi aprovado o projeto de lei 7394 / 2006 resultante do estudo, que cria o fundo de financiamento para as atividades de extensão.

A partir desse estudo – acrescenta o deputado – o governo criou os programas nacionais CVT – Centro Vocacional Tecnológico, no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação; a UAB – Universidade Aberta do Brasil, no Ministério da Educação e o Pronatec – Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, no Ministério da Educação.

O terceiro estudo, segundo Ariosto Holanda, tratou da Assistência Tecnológica às Micro e Pequenas Empresas. “Esse trabalho que relatei mostra a fragilidade das micro e pequenas empresas frente à política da inovação e procura apontar, pela rota da extensão, uma política que venha lhes assegurar a devida assistência técnica com serviços de metrologia, propriedade industrial, serviços laboratoriais, capacitação e inovação”, disse o deputado.

O estudo constatou que as micro e pequenas empresas não conseguem inovar porque estão distantes de quem tem o conhecimento: as instituições de ensino superior e os institutos de tecnologia. Para garantir recursos para essa assistência técnica, o deputado informou ainda ter apresentado o Projeto de Lei 3728/2012 que dispõe sobre o apoio às micro e pequenas empresas.

No Conselho, Ariosto afirmou ter discutido a necessidade de se implantar no país um sistema de informações contra a corrupção. Na ocasião, apresentou o projeto Infovias a Serviço da Transparência, que trata da implantação de uma estrutura de processamento de informações que disponibilizaria para a população informações sobre a aplicação de recursos públicos nas esferas municipal e estadual. Conforme o projeto, este sistema deveria contar com o apoio do Ministério Público no acompanhamento, divulgação e denúncias sobre a aplicação indevida dos recursos.

Como membro da Bancada Federal do Nordeste, Ariosto Holanda assinalou ter elaborado três estudos sobre temas relevantes para a região. O primeiro tratou de um Plano de Desenvolvimento Científico e Tecnológico para o Nordeste, em 2009, com a proposta de instalação de um Conselho Deliberativo presidido pelo ministro da Ciência e Tecnologia para deliberar sobre programas e projetos prioritários de cada estado do Nordeste. Tendo como agente financeiro o BNB, sua principal fonte de recursos seria parte da parcela dos fundos setoriais que a Constituição define como de 30% para as regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste.

O segundo estudo resultou da análise que feita pelo deputado sobre o fenômeno da Seca, que aponta projetos, diretrizes e metas para a convivência com a seca e as rotas de planejamento para um novo Nordeste. Como terceiro tema, foi apresentado o projeto Telemedicina. Tendo como suporte uma central de laudos nas capitais e redes eletrônicas ligando centrais receptoras nos municípios, esse sistema processaria sinais biológicos para fins de diagnóstico e por videoconferência promoveria cursos voltados para educação em saúde.

IPM resgatou R$ 17 milhões do dinheiro levado pelo falido Banco Santos

Da Coluna Vertical, do O POVO desta sexta-feira:
 

Você ainda se lembra do escândalo envolvendo dinheiro do Instituto de Previdência do Município (IPM) e o falido Banco Santos? O caso surgiu na época em que o falecido Juraci Magalhães era prefeito e, à frente do órgão, estava Rosemary Maciel.

Na época, 1999, o IPM aplicou recursos nesse estabelecimento bancário, mas tal operação só veio á tona quando da falência da Instituição e o rombo de mais de R$ 30 milhões nas contas do Instituto.

De lá para cá, iniciou-se uma demorada luta para se recuperar parte do dinheiro. Mário Mamede, que comandou o IPM, abriu essa briga e, as poucos, veio o resgate. Hoje, sob o comando de José Barbosa Porto, essa conta de recuperação chegou a R$ 17 milhões.

Quanto ao resto do dinheiro, pelo visto, acabará indo para as calendas. Adicionado de impunidades?

Sérgio Machado prorroga por mais um mês sua licença da Transpetro

sergiomachado

Sérgio Machado prorrogou por mais um mês sua licença da Transpetro. O primeiro pedido de licença expirou ontem. Até os guindastes dos estaleiros brasileiros sabem que Machado não voltará mais ao comando da enrolada subsidiária da Petrobras.

Aparentemente, seu objetivo é virar o ano como presidente licenciado e, portanto, não quer se demitir antes de o primeiro mandato de Dilma Rousseff acabar.

Em janeiro, quando expira a nova licença, Machado aí, sim, sairia definitivamente – claro que, se até lá, o bafo quente que sopra das delações premiadas não atingi-lo.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Tiririca, que votou contra interesses do governo, passa fim de semana em Fortaleza

197 1

tiririca

O deputado federal Tiririca pode até não saber direito o que um deputado faz e apresentar poucos projetos de lei (leia mais aqui), mas já aprendeu a votar contra a orientação de seu partido.

Na madrugada desta quinta-feira, quando o Congresso aprovou a manobra fiscal de Dilma Rousseff, Tiririca, segundo a Coluna Radar, da Veja Online, foi o único entre os 22 deputados do PR a votar contra os interesses do governo.

DETALHE – Tiririca está em Fortaleza. Veio passar o fim de semana com a família e, quem sabe, bem longe da pressão da direção nacional do seu partido.

Governo federal reduz para 9,8% projeção de crescimento econômico para 2015

“Menos de duas semanas depois de reduzir de 3% para 2% a estimativa de crescimento da economia em 2015, o governo voltou a diminuir a projeção para o Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) para o próximo ano. Documento enviado hoje (4), pelo Ministério do Planejamento, à Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional reduziu para 0,8% a previsão de crescimento do PIB no ano que vem.

A estimativa aproxima-se das previsões do mercado financeiro. Segundo o boletim Focus, pesquisa semanal do Banco Central com instituições financeiras, o mercado acredita em crescimento de 0,77% do PIB em 2015. A nova previsão será incorporada ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015, em discussão no Congresso. O Ministério do Planejamento prevê crescimento de 2% do PIB em 2016 e de 2,3% em 2017.

Com o crescimento de 0,8%, o superávit primário – economia de gastos para pagar os juros da dívida pública – corresponderá a R$ 66,3 bilhões no próximo ano para União, estados e municípios, segundo valores atualizados pelo Ministério do Planejamento. Além dos novos cenários econômicos, o valor foi definido com base na meta de 1,2% do PIB de esforço fiscal para 2015, anunciada na semana passada pelo futuro ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

De acordo com o Ministério do Planejamento, a meta de R$ 66,3 bilhões leva em conta o abatimento de R$ 28,7 bilhões de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Desse montante, o governo federal economizará R$ 55,3 bilhões (1% do PIB). Os estados e municípios entrarão com os R$ 11 bilhões restantes (0,2% do PIB). Diferentemente deste ano, o governo federal será obrigado a economizar mais, caso as prefeituras e os governos estaduais não consigam atingir a meta em 2015.”

(Agência Brasil)

André Figueiredo: Câmara dos Deputados não deve virar um “puxadinho” do Palácio do Planalto

165 2

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=_OzepTdsOmU&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O deputado federal André Figueiredo (PDT) afirmou, nesta quinta-feira, que seu nome está na lista de candidato a presidente da Câmara, dentro de um projeto de dar maior autonomia à Casa.

Embora seja de um partido que faz parte da base aliada de Dilma Rousseff, André Figueiredo  disse que o objetivo é não deixar a Câmara se transformar num “puxadinho” do Palácio do Planalto nem ver Eduardo Cunha, do PMDB, assumindo o comando da Câmara.

 

Brasileiro depositou mais na poupança em novembro

“O Banco Central (BC) informou hoje (4) que os brasileiros depositaram R$ 2,534 bilhões a mais do que retiraram da caderneta de poupança em novembro. A captação é a menor para o mês, desde novembro de 2011, quando o volume ficou em R$ 30,6 milhões. No mês passado, os depósitos na caderneta somaram R$ 139,2 bilhões, enquanto os saques chegaram a R$ 136,7 bilhões. O valor total nas contas passou de R$ 647,5 bilhões, em outubro, para R$ 653,7 bilhões, em novembro. O volume dos rendimentos creditados nas cadernetas dos investidores alcançou R$ 3,6 bilhões.

Do saldo das cadernetas de poupança em novembro, R$ 514,7 bilhões pertencem ao Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos e R$ 138,9 bilhões à poupança rural.

Pela regra atual, quando a taxa Selic é maior que 8,5% ao ano, a poupança rende 0,5% ao mês (6,17% ao ano) mais a Taxa Referencial (TR), que é variável. Essa fórmula está em vigor desde agosto do ano passado, quando a Selic foi reajustada para 9% ao ano. Quando os juros básicos da economia estão iguais ou inferiores a 8,5% ao ano, a caderneta rende 70% da taxa Selic mais a TR.

A fórmula só vale para o dinheiro depositado na poupança a partir de 4 de maio de 2012. Para os depósitos anteriores, o rendimento segue a regra antiga, de 0,5% ao mês mais a TR. Os demais direitos de quem aplica na caderneta foram mantidos, como a isenção de taxa de administração e de impostos.”

(Agência Brasil)