Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

DVD com memórias da Constituinte de 1988 será lançado em Brasília

“Um DVD com memórias da Constituinte de 1987-88 que será lançado nesta semana em Brasília traz diálogo de Fernando Henrique Cardoso, José Serra e Gilmar Mendes sobre temas debatidos na época.

O lançamento do DVD está na programação de um congresso de direito constitucional promovido pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP).

Na quarta-feira (26/11), a reforma política será discutida numa mesa integrada por Serra, Dias Toffoli e Michel Temer.”

(Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo)

Adib Jatene – Um especialista em gente

A partida do médico Adib Jatene deixou, sem dúvida, lacuna não só na sua área de atuação, mas também entre cidadãos de bem e que amam este País. O ex-governador Lúcio Alcântara, também médico, eque conviveu com Jatene, deixou em seu Blog um testemunho simples. Expôs um profissional que, acima de tudo, gostava de ser especialista em gente. Confira:

O Brasil perdeu um grande médico. Adib Jatene foi médico na acepção integral da palavra. Foi muito mais que um excelente cirurgião cardíaco. Ministro da saúde por duas vezes, com Collor e Fernando Henrique, foi não apenas íntegro mas dinâmico e eficiente.

Chegou a ser considerado como padrão de qualidade, creio que pelo Lula que chegou a convida-lo para voltar ao ministério, mercê de ser honrado e pairar acima de partidos.

Com ele fiz uma parceria que resultou na criação da CPMF para financiar a saúde cujo emprego pelo governo determinou sua saída do ministério por discordar da forma como estavam sendo usados os recursos.

Deixou algumas frases que definem bem sua preocupação com a formação de médico e seu desempenho profissional.

Sem desdenhar das especialidades disse : “médico tem que ser mesmo especialista é em gente”.

“Para ser um médico completo tem que ter compromisso com as pessoas carentes”.

Quando alguém depois de operado perguntava se podia voltar a trabalhar ouvia dele : “O que mata não é o trabalho é a raiva”

E por último, quando um paciente examinado por ele, por medo, pretendia adiar um exame : “Se eu soubesse o dia em que sua artéria irá fechar eu chamaria você um dia antes”.

Professores da UFCA vão debater a “Sedição de Juazeiro”

xediçao
O Centenário da Sedição de Juazeiro será celebrado com a reabertura do casarão de José Ferreira Menezes, a partir das 19 horas desta terça-feira. Localizado na Rua Padre Cícero, nº 118, o casarão, que já foi sede da coletoria de Juazeiro, guarda parte da memória da sedição e da história da cidade.
Na ocasião, haverá a palestra “Cem Anos da Revolução de 14”, com a escritora Fátima Menezes, neta do José Ferreira. Em seguida, a professora Polliana de Luna Barreto, do IESA, falará sobre “A Preservação do Patrimônio – Cultura Material e Imaterial” e, por fim, o professor Augusto Tavares, do curso de Administração Pública (UFCA), abordará o tema “Gestão da Memória Social”.
DETALHE – Uma visita guiada pelo casarão encerrará o evento.
* Sobre o que é Sedição de Juazeiro, leia aqui.

José Guimarães – O PAC 3 beneficiará o futuro Governo Camilo Santana

108 2

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=areA4FUz9Vg&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O deputado federal José Nobre Guimarães, vice-presidente nacional do PT, garante: o futuro governo do petista Camilo Santana começará bem, pois terá recursos assegurados para uma série de obras por meio do PAC 3, o Programa de Aceleração do Crescimento.

De acordo com o parlamentar, na pauta de recursos para o Ceará, haverá bom volume na área hídrica.

Transações correntes do País registraram saldo negativo em outubro

“O saldo das compras e vendas de mercadorias e serviços do Brasil com o resto do mundo – as chamadas transações correntes – ficou negativo em US$ 8,131 bilhões em outubro informou, contra US$ 7,096 bilhões no mesmo mês do ano passado, informou hoje (24) o Banco Central (BC). Trata-se do maior déficit já registrado pelo BC para meses de outubro. De janeiro a setembro, o saldo negativo acumulado soma US$ 70,697 bilhões, contra US$ 67,378 bilhões no mesmo período de 2013.

A conta de serviços (viagens internacionais, transportes, aluguel de equipamentos e seguros) também teve déficit, de US$ 4,323 bilhões em outubro, com recuo de 11,8% na comparação com o mesmo mês do ano passado. O gasto específico com viagens internacionais representou US$ 1,637 bilhão, 7% menor que no ano anterior. O valor decorreu de recuo de 8,6% nos gastos dos viajantes estrangeiros no país, que somaram e de 7,4% nos gastos de residentes brasileiros em viagens no exterior.

O saldo comercial (exportações maiores que importações) ficou negativo em US$ 1,177 bilhão, com as exportações em US$ 18,3 bilhões e as importações em US$ 19,5 bilhões. As remessas líquidas de rendas para o exterior alcançaram US$ 2,8 bilhões no mês, 8,9% mais do que em 2013. O ingresso líquido de transferências unilaterais correntes (doações e remessas de dólares que o país faz para o exterior ou recebe de outros países, sem contrapartida de serviços ou bens) chegou a US$ 199 milhões.”

(Agência Brasil)

Economista Eduardo Giannetti vem expor seu economês em Fortaleza

gianetti

Dentro da quarta edição do programa “Brasil em Debate”, o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon) e a Cooperativa da Construção Civil do Ceará (Coopercon), debaterá, na próxima quinta-feira, no La Maison Cidade, as perspectivas do Brasil para os próximos quatro anos.

O convidado é o professor e economista Eduardo Giannetti, que foi membro da equipe econômica da ex-candidata a presidente da República, Marina Silva (PSB). Para ele, o Brasil poderá vivenciar dois cenários: “curva de aprendizado” ou “aposta redobrada”.

No primeiro, o Governo Dilma reconheceria os equívocos cometidos e daria início a um movimento corretivo; já no segundo, o governo aprofundaria a chamada nova matriz econômica, que prevaleceu no primeiro mandato.

SERVIÇO

Interessados ainda podem fazer suas inscrições nos siteswww.coopercon.com.br ou www.sindusconce.com.br.

Mercado reduz para US$ 100 milhões a expectativa de superávit comercial do País

“O mercado voltou a reduzir a expectativa de superávit comercial (exportações maiores que importações) em 2014. A projeção para o fechamento da balança caiu pela sexta vez, de US$ 400 milhões para apenas US$ 100 milhões. Há duas semanas, analistas e investidores estimavam saldo positivo de US$ 1 bilhão e, no início do mês, superávit de US$ 2 bilhões.

As informações estão no boletim Focus, divulgado hoje (24) pelo Banco Central (BC). Os analistas também elevaram a expectativa de fechamento do dólar, de R$ 2,53 para R$ 2,55. No último dia 14, a moeda norte-americana fechou acima de R$ 2,60 pela primeira vez desde 2005. Já a projeção da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 6,40% para 6,43%.

No setor externo, a previsão de déficit em conta-corrente, o indicador que mede o desequilíbrio das contas externas, aumentou de US$ 82 bilhões para US$ 83 bilhões. Quanto ao crescimento da economia, a projeção, que estava em 0,21%, teve leve redução, voltando a 0,2%. A previsão de queda da produção industrial está mantida em 2,3%.

Com relação à Selic, taxa básica de juros da economia, analistas continuam estimando fechamento em 11,5%. Na penúltima reunião do ano, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC decidiu elevar a Selic de 11% para 11,25% ao ano, como forma de controlar a inflação.”

(Agência Brasil)

 

Cid Gomes: “É melhor uma base mais enxuta, porém confiável!”

cidgomess

“Diante de uma nova rebelião da base aliada no Congresso e dos desdobramentos da Operação Lava Jato, dedicada à apuração do escândalo de corrupção na Petrobras, não resta alternativa a Dilma Rousseff senão repensar a forma como o Executivo se relaciona com o Parlamento.

O diagnóstico é do governador Cid Gomes (Pros), defensor da criação de uma frente de esquerda para trabalhar pela estabilidade do governo e fazer um contraponto ao fisiologismo e ao avanço dos conservadores no Parlamento. Essa defesa foi novamente feita por Cid durante entrevista, no fim de semana, à revista Carta Capital.

“O governo está escravo do PMDB, que se considera um partido essencial, quando eu penso que ele não tem essa bola toda. É melhor ter uma base mais enxuta, porém mais confiável”. Na entrevista a seguir, ele explica a proposta e fala sobre os rumos da economia. Evita, porém, comentários sobre a possibilidade de assumir um ministério. “Ninguém fala sobre conjecturas.”

* Confira a entrevista de Cid à Carta Capital aqui.

Avaliação da alfabetização começa a ser aplicada em todas as escolas do País

“Estudantes do 3º ano do ensino fundamental de escolas públicas de todo o país começaram a responder às questões da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA). O objetivo é avaliar o aprendizado dos alunos no final do ciclo da alfabetização. Esta é a segunda vez que o exame é aplicado nacionalmente. O processo é feito pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e segue até sexta-feira (28).

As questões, na área de leitura, escrita e matemática, são divididas em dois dias de aplicação. “A segunda aplicação será bem importante para as escolas que receberam este ano os resultados de 2013. Trata-se de um diagnóstico importante, que só era feito a partir do 5º ano [com a Prova Brasil]”, explica a coordenadora-geral do Todos pela Educação, Alejandra Meraz Velasco. Ao final dos três anos do chamado ciclo da alfabetização, espera-se que o estudante tenha um nível de autonomia para continuar o aprendizado no 4º e 5º ano – momentos de consolidação da habilidade já desenvolvida, acrescenta ela.

A ANA foi criada a partir do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic). O acordo estabelece que todas as crianças até os 8 anos de idade sejam alfabetizadas em português e matemática. “A situação no Brasil é muito preocupante: a cada 20 crianças que entram na educação básica, apenas uma sai com a formação adequada em matémática e três em língua portuguesa no ensino médio. A solução do ensino médio não está só no período, mas ao longo de todo o ensino básico”, destaca Alejandra.

Neste ano, apenas as escolas tiveram acesso aos resultados obtidos na avaliação de 2013. Segundo o Inep, o objetivo da ANA é apenas pedagógico.”

(Agência Brasil)

Cotado para a Fazenda, o que Joaquim Levy pensa para o Brasil?

vy

“No final de setembro, um grupo de economistas liberais abrigados no Centro de Debates de Políticas Públicas, lançou um documento batizado Sob a Luz do Sol., com uma espécie de agenda para a economia do Brasil voltar aos trilhos. Entre os economistas, Joaquim Levy, virtual futuro ministro da Fazenda a partir de 2015.

No texto, de quinze páginas, intitulado Robustez fiscal e qualidade do gasto como ferramentas para o crescimento, Levy faz propostas que, sem dúvida, se chocam com o que foi o governo Dilma até aqui.

Mais: é exatamente o contrário do que prega o vice-rei Aloizio Mercadante em quase todos os seu pronunciamentos. Independentemente de apontarem na direção correta – e apontam- são propostas que alimentarão uma óbvia pergunta: Dilma vai jogar no lixo o seu discurso de campanha e sua prática nos últimos quatro anos?

Não é tarefa simples para uma presidente com fragilidades políticas evidentes, tanto em sua relação com o Congresso, quanto com os partidos aliados e, sobretudo, com o próprio PT.

Eis alguns trechos do que escreveu Levy:

*Sobre as desonerações dos últimos anos, Levy criticou a contabilidade criativa promovida por Arno Augustin – que, aliás, ocupa o mesmo cargo, a secretaria do Tesouro, comandada por Levy no início do governo Lula. Escreve Levy:

“Elas foram acompanhadas por artifícios contábeis a partir de 2012, prática infelizmente coincidente com o fim do ciclo de relaxamento monetário.”

*Levy prega a necessidade de diminuir a dívida bruta do setor público. E mais críticas às políticas adotadas entre 2011 e 2014. Diz Levy:

“Focar na redução da dívida bruta do setor público aumentaria a consistência da política econômica, estimulando o crescimento econômico. As medidas tomadas nos últimos anos acabaram impedindo da dívida pública cair como proporção do PIB, não obstante a queda de juros e o relativo vigor do PIB nominal. Assim, a dívida bruta como proporção do PIB é ainda maior no Brasil do que a na maioria dos nossos pares entre emergentes, incluindo Rússia e China (empata com Índia). Estabelecer um objetivo de trazê-la para abaixo de 50% do PIB nos próximos anos daria rumo claro à política fiscal, ajudando a reduzir o prêmio de risco e facilitando a derivação das metas para o fluxo de despesas.

*O futuro ministro prega também a diminuição dos subsídios e transferências; e elogio à Lei de Responsabilidade Fiscal. Quando se fala em transferências, evidentemente Levy inclui as transferências para os programas sociais do governo. Diz o texto:

“A moderação da atual dinâmica do gasto—em particular transferências e subsídios, inclusive a empresas—não é uma tarefa simples, mas será essencial para aumentar a taxa de crescimento sustentável da economia e evitar a asfixia tributária. Essa pressão aponta para a importância de se revitalizar o processo orçamentário como local de explicitação de escolhas — com clara definição das fontes de receitas para novas propostas de gasto, ou compensações através de cortes de outras despesas. A Lei de Responsabilidade Fiscal já proporciona mecanismos para tanto, que podem ser usados de forma mais ampla e, nas instâncias que se mostrarem necessárias, serem ampliados com vistas a manter-se a solvência pública sem aumentos da carga tributária.”.

(Coluna Radar, da Veja Online)

Ministro fará balanço sobre ações de combate à seca

foto francisco teixeira ministro

O ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, participará nesta segunda-feira, a partir das 8h30min, da reunião do Comitê Integrado da Seca no Estado.

No encontro, marcado para o auditório do Corpo de Bombeiros (Bairro Jacarecanga), ele fará um balanço do que a pasta tem feito para combater a seca no Ceará e no Nordeste.

Dará detalhes, por exemplo, sobre o programa Água para Todos e apoio para a construção de adutoras. Também informará sobre a Operação Carro-Pipa.

 

Presidente do STF defende que juízes dos tribunais superiores tenham mandato

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, defende que juízes dos tribunais superiores tenham mandato. Ele é contrário à PEC da Bengala, que joga a aposentadoria desses juízes de 70 anos para 75 anos de idade.

Devido à natureza política das nomeações, Lewandowski sustenta: “O mandato evitaria que uma visão política e ideológica, que reflete pensamento expresso nas urnas, se perpetuasse no tempo e não acompanhasse a mudança da sociedade”.

(Com Agências)

Quatro filmes brasileiros podem concorrer ao Oscar 2015

O curta-metragem O Caminhão do Meu Pai é um dos finalistas ao Oscar 2015. Dirigido pelo paulista Mauricio Osaki, o filme concorre com outras nove produções ao prêmio de Melhor Curta-Metragem. Na categoria Documentário, disputam uma vaga as produções Elena, de Petra Costa, e This Is Not a Ball, do artista plástico Vik Muniz, e, na categoria Melhor Filme Estrangeiro, Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, de Daniel Ribeiro. No caso dos três últimos, os finalistas ainda não foram divulgados

Uma coprodução feita entre Brasil e Vietnã e premiada em festivais internacionais, O Caminhão do Meu Pai foi produzido por uma equipe técnica brasileira e tem elenco vietnamita. Filmado em Hanói, ele conta a história de uma menina que passa um dia inteiro acompanhando o pai, que é caminhoneiro. Na sinopse oficial do filme, aos poucos, ela percebe que certo e errado são conceitos amplos. O filme foi exibido em diversos festivais internacionais, inclusive no Festival Internacional de Cinema de Berlim, no ano passado.

No dia 15 de janeiro, os finalistas de todas as 23 categorias serão divulgados. A premiação será no dia 22 de fevereiro, durante a 87ª edição da Oscar.

(Agência Brasil)

Operação Lava-Jato – Foragido vai se entregar na segunda-feira

“A defesa de Adarico Negromonte Filho, único investigado na sétima fase da Operação Lava Jato que ainda está foragido, informou hoje (21) à Justiça Federal que ele se entregará na próxima segunda-feira (24), na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. De acordo com as investigações, Negromonte prestava serviços ao doleiro Alberto Youssef.

Na petição, os advogados reiteraram pedido de revogação da prisão temporária, por entenderam que a concessão de liberdade a Negromonte não impedirá a conclusão das investigações.

“Ratifica-se que a liberdade do requerente, que é primário, tem quase 70 anos de idade, bons antecedentes, residência fixa e ocupação lícita, em nada poderá influenciar sobre a colheita de provas que ainda resta ser feita, razão pela qual reitera-se que o enclausuramento, a princípio determinado por Vossa Excelência, não se mostra imprescindível para o prosseguimento das investigações criminais”, argumentou a defesa.”

(Agência Brasil)

Orquestra Sinfônica da Uece em sol maior

maestroalfredobarros

A Orquestra Sinfônica da Uece (OSUECE), em sua série “Concertos Especiais”, sob a regência do maestro Alfredo Barros, realizará neste domingo, um concerto comemorativo. Hora de  marcar os cinco anos do projeto que deu origem a essa orquestra, hoje reconhecida como fundamental no aprendizado da música no Estado. A apresentação ocorrerá, a partir das 17 horas, no Theatro José de Alencar, com acesso gratuito.

No programa, segundo o maestra Alfredo Barros, Sinfonia N. 8 em Si Menor (Incabada), de Franz Schubert; Concerto para Violino e Orquestra de Ludwig van Beethoven, com o solo de Gustavo Lima, spalla da OSUECE; e Dança Eslava N° 8 do compositor checo Antonín Dvořák.

Dilma adia anúncio de ministros

“A presidenta Dilma Rousseff não vai anunciar nesta sexta-feira (21) nomes de novos ministros. A informação do Palácio do Planalto é que nenhum anúncio será feito hoje, após várias horas de expectativas, inclusive com manchetes no noticiário online de alguns jornais, com nomes que seriam indicados para as principais pastas da área econômica.

De acordo com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), havia previsão oficial de que os nomes de parte do primeiro escalão de Dilma seriam divulgados nesta sexta-feira. Entre as dezenas de jornalistas presentes no comitê de imprensa do Planalto, a expectativa era de que o anúncio sairia, sim, na data de hoje. O Salão Leste do palácio, onde costumam ocorrer entrevistas coletivas, já tinha sido preparado para um possível anúncio.

A agenda oficial de Dilma Rousseff para hoje previa apenas um encontro com o ministro Aloizio Mercadante, chefe da Casa Civil, e despachos internos, ambos no Palácio da Alvorada, sua residência oficial. Lá, porém, ela recebeu também o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges, e o senador Armando Monteiro (PTB-PE).”

(Agência Brasil)

 

UFC lança edital de concurso para oito vagas de professor visitante

​Estarão abertas nos dias 26, 27 e 28 de novembro e 1º e 2 de dezembro as inscrições para concurso público de professor visitante da Universidade Federal do Ceará. A iniciativa faz parte do plano de melhoria da pesquisa da UFC (http://is.gd/Y7qxZO), lançado em outubro pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação.

Exigências

De acordo com o Edital nº 242/2014 (http://is.gd/Yz79Nt), há vagas para as categorias sênior (título de doutor há pelo menos 10 anos, com produção acadêmica equivalente à de pesquisador de produtividade do CNPq nível 1A e 1B), pleno (título de doutor há pelo menos 10 anos, com produção equivalente à de pesquisador de produtividade do CNPq nível 1C ou 1D), júnior (título de doutor entre cinco e 10 anos, com produção equivalente à de pesquisador de produtividade do CNPq nível 2) e jovem doutor (título de doutor entre dois e cinco anos e pelo menos uma bolsa anterior em outra instituição, com formação acadêmica ou técnico-científica inovadora).

Distribuição das vagas

Programa de Pós-Graduação em Matemática (uma vaga). Setor: geometria diferencial. Categoria: sênior.

Programa de Pós-Graduação em Física (uma vaga). Setor: microscopia eletrônica. Categoria: jovem doutor.

Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução (duas vagas). Setor: estudos da tradução. Categorias: sênior e pleno.

Programa de Pós-Graduação em Linguística (uma vaga). Setor: linguagem e saúde. Categoria: pleno.

Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamentos (uma vaga). Setor: inovação metodológica em medicamentos – ensaios pré-clínicos e clínicos. Categoria: jovem doutor.

Programa de Pós-Graduação em Farmacologia (uma vaga). Setor: farmacologia de produtos naturais marinhos. Categoria: júnior.

Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente (uma vaga). Setor: gerenciamento ambiental da qualidade das águas de superfície. Categoria: pleno.

DETALHE – O professor visitante brasileiro terá contrato de até dois anos na UFC, e o estrangeiro terá contrato de até quatro anos. A atração de pesquisadores de alto nível para a Instituição tem contribuído para o desenvolvimento da pesquisa, para a elevação dos níveis de internacionalização e dos conceitos dos programas de pós-graduação.

SERVIÇO

* Mais detalhes sobre o processo seletivo estão no Edital nº 242/2014 (http://is.gd/Yz79Nt), publicado no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da UFC (www.progep.ufc.br).

* Divisão de Planejamento e Movimentação de Pessoal da Progep – (85) 3366 7407.

(Com Site da UFC)

Armando Monteiro, uma nomeação sem passar pelo PTB

armandomonteiro

“Dilma Rousseff convidou Armando Monteiro Neto para assumir o Ministério do Desenvolvimento. Beleza. Duas observações sobre a nomeação:

1) O PTB, partido de Armando Monteiro, não foi consultado por Dilma para a escolha. O partido não vai reclamar, porém. Como não tem ministério, o que vier é lucro.

2) Josué Gomes da Silva tomou um banho de urnas para nada? Era uma espécie de pule de dez para o ministério, mas apesar de se serem 39 pastas, deve ficar fora da Esplanada.

(Coluna Radar, da Veja Online)

Joaquim Levi deve ser o novo Ministro da Fazenda

O economista Joaquim Levy deverá ser o novo ministro da Fazenda, mas o anúncio só ocorrerá após o fechamento da Bolsa. Nelson Barbosa deve ir para a pasta do Planejamento.

O dois já fizeram parte da equipe econômica no primeiro governo. Levy foi secretário do Tesouro Nacional, enquanto Barbosa era o secretário-executivo da pasta da Fazenda.

Já o ex-presidente da CNI, Armando Monteiro, deve ir para o Ministério do Desenvolvimento, enquanto a senadora Kátia Abreu (PMDB/TO) deve ocupar o Ministério da Agricultura.