Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Se Dilma for reeleita, Jaques Wagner pode ocupar o Ministério da Fazenda

jaques wagner

“Está em curso uma forte articulação no PT para fazer de Jaques Wagner, um dos petistas vitoriosos nestas eleições, o novo ministro da Fazenda, caso Dilma Rousseff se reeleja. A ideia conta com a adesão de Lula. Dilma tem bom relacionamento com o governador da Bahia.

Mas Wagner? Que ligação com a economia teria um ex-estudante de engenharia que nunca completou o curso?

O exemplo de Antonio Palocci, médico de formação, é lembrado entre os poderosos petistas que abraçam o movimento. Wagner, como Palocci, também é um habilidoso conversador, um predicado obrigatório para aparar as arestas com o setor produtivo.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Um petista e um tucano cearenses acompanharão o debate televisivo entre Dilma e Aécio

guimaraess

O deputado federal petista José Nobre Guimarães vai acompanhar a presidente Dilma Rousseff (PT), durante o debate dos candidatos a presidente da República na Globo, o último antes das eleições do próximo domingo.

Foi convidado pela coordenação nacional da campanha dilmista.

foto tasso entrevista

Já pelos lados de Aécio Neves (PSDB), quem vai estar é o senador eleito Tasso Jereissati. Foi convidado pela coordenação nacional da campanha tucana.

Você acha que a imprensa lhe representa?

176 1

Com o título “Você acha que a imprensa lhe representa?”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade para boas reflexões nesta sexta-feira de reta final de campanha. Confira:

Como jornalista, sempre desconfiei desta história de que “imprensa é o 4º poder”. Acho uma observação sem profundidade, afeita ao senso comum, que quer conferir a esta instituição uma importância social a meu ver bem além de suas reais possibilidades. Dia desses, em evento realizado na Estácio/FIC, mediando uma palestra da socióloga Monalisa Soares, ouvi dela uma observação interessante, ao comentar uma resposta do jornalista William Bonner, quando questionado sobre o tom agressivo usado por ele nas recentes entrevistas com presidenciáveis no 1º turno.

Bonner afirmou que era tarefa dele fazer perguntas que incomodassem os entrevistados, sobre coisas que a população tinha o direito de saber. Monalisa lembrou que quando há perguntas feitas pelos próprios eleitores, elas nunca são agressivas. Geralmente o que “o povo quer saber” é quais são as propostas dos candidatos para resolver seus problemas cotidianos: saúde, educação, habitação, segurança etc. Vale indagar: quem deu ao Bonner o direito e a autoridade de se achar representante do povo? Quem disse que as perguntas e a postura do apresentador do Jornal Nacional são as que o povo queria ver e saber?
A leitura ideológica de Bonner se coaduna com uma visão romântica e idealista do jornalismo, apresentando a imprensa como uma ferramenta contínua de fiscalização e investigação sobre os poderes, notadamente o poder público. Quanto a isso, sem problema. Mas daí a se apresentar como uma “entidade” acima das relações sociais, “livre” de quaisquer pressões sociais e “defensora” dos interesses do povo é de um cabotinismo indefensável.

A Rede Globo, assim como qualquer outro veículo de comunicação, ou como qualquer outra empresa, tem seus negócios, interesses e pontos de vista. O próprio Bonner, por sua vez, também pode e deve ter suas preferências políticas. Ambos estão compondo uma complexa engrenagem social onde a economia de mercado é o item mais importante. Querer vender a ideia da “imparcialidade jornalística” nestes tempos modernos é exigir do cidadão uma cegueira e uma inocência que avilta mesmo os menos dotados de inteligência e consciência crítica.

Não vou reforçar aqui também um discurso esquerdista demonizante sobre os interesses comerciais da mídia. Numa sociedade capitalista, querer que empresas jornalísticas não façam negócios e não obtenham lucros é um denuncismo ingênuo e sem cabimento. Como qualquer empreendimento comercial, veículos de comunicação precisam faturar para sobreviver. O que se está questionando é a tentação dos meios de sempre esconderem esta realidade sob o pano da imparcialidade.

O radicalismo do 2º turno presidencial trouxe à tona novamente este problema. É cada vez mais explícito o apoio ou o ataque dos meios de comunicação de massa às duas candidaturas, segundo suas preferências. Retomo o ponto de vista já dito em outros artigos: seria muito mais honesto que os veículos assumissem suas posições, para que o público soubesse de onde vem o discurso e pudesse avaliar a autenticidade e a credibilidade das notícias de forma mais clara.

Os jornalistas, igualmente, não estão “acima do bem e do mal”. E reconhecer esta limitação é um exercício de humildade e respeito com a esfera pública, que já se acostumou, via redes sociais, a explicitar as contradições cada vez maiores de quem se diz isento mas faz propaganda deslavada, contra ou a favor. Caso meios e profissionais de imprensa não aproveitem este momento para fazerem uma profunda autocrítica, a credibilidade e a representatividade social dos mesmos será posta em xeque. Mesmo porque o público acostumou-se não só a ler, mas também a produzir notícias, divulgando ele mesmo as suas próprias verdades.

* Demétrio Andrade
Jornalista e sociólogo.

Diretor do Datafolha diz que debates entre candidatos a presidente deram boa audiência

O diretor do Datafolha, Mauro Paulino, disse ao O POVO que o debate desta noite de sexta-feira na Globo, entre Dilma (PT) e Aécio (PSDB), deverá ser o de maior audiência da história das eleições no País.
“Hoje, 50% dos eleitores dizem estar muito interessados nas eleições”, afirmou. Segundo ele, a audiência dos debates bateu recordes nessa campanha.
Paulino é o entrevistado de domingo no Caderno DOM.

Empresários cearenses em clima eleitoral

robertosergio

Vice-presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Roberto Sérgio diz que votará em Aécio Neves (PSDB), porque “o Brasil precisa retomar o crescimento econômico”.

julioventura

Já o também empresário Julinho Ventura afirma que votará em Dilma Rousseff (PT), porque o País precisa continuar avançando no social.

VAMOS NÓS – Nesta semana, circulamos no prédio da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), onde também está a sede do Centro Industrial do Ceará (CIC). Saímos convictos de que o empresariado cearense esmagadoramente é… Aécio.

Governo Dilma é avaliado positivamente por 61% dos eleitores cearenses

dilma e cid em aracaju

“Gostou?!”

“O desempenho de Dilma Rousseff (PT) é avaliado positivamente por 61% dos eleitores cearenses, que classificam o governo da petista como “ótimo” ou “bom”. O dado integra nova rodada da pesquisa O POVO/Datafolha, que aponta nota média de 7,7 para a gestão. Segundo o levantamento, 30% dos eleitores consideram o governo como “regular”. Já percentual dos cearenses que consideram a gestão como “péssima” é de 8%.

Durante a campanha eleitoral, o número dos que consideram o governo “ótimo” ou “bom” teve aumento de 6%, saindo de 55 pontos na pesquisa de 11 de agosto até 61% na atual.

O índice de “péssimo” teve seu ápice nos primeiros dias de setembro, quando ficou em 12%. Agora, já reduziu quatro pontos percentuais até os 8%. Movimento semelhante ocorreu com os que avaliavam o governo como regular. Inicialmente com 33 pontos, índice reduziu com a campanha e chegou aos 30%.”

(O POVO)

Presidente da CNBB condena ataques mútuos entre candidatos à Presidência da República

128 1

raimundod

O presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Cardeal Raymundo Damasceno, também arcebispo de Aparecida (SP), condenou ontem os ataques mútuos entre os candidatos à Presidência da República, Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) durante a campanha eleitoral. Para o religioso, os eleitores “ficam defraudados” quando os candidatos partem para ataques pessoas em detrimento da discussão de propostas.

“É lamentável, porque eu sempre disse aos candidatos que o importante não é o resultado nas urnas, mas a contribuição que dariam para aperfeiçoar nossa democracia, ajudar o cidadão a se tornar mais participante e discutir propostas para o país. Mas muitas vezes a campanha descamba para outro rumo”, disse o cardeal em entrevista à imprensa na sede da CNBB, em Brasília.

(Com Agências)

Campanha pelo “Não Vote” vai à Praça do Ferreira

178 1

rosadafonseca

Nesta sexta-feira, a partir das 16 horas, na Praça do Ferreira, o Movimento Crítica Radical fará o ato “Não Vote!”. Hora de pedir ao eleitorado que anule seu voto como forma de protestar contra o modelo político e, em especial, contra o sistema Capitalista.

Segundo Jorge Paiva, membro do grupo, neste ano a campanha pelo não voto teve uma qualidade diferente pela abrangência da abstenção no pleito e pelos votos de protesto. Já a ex-vereadora Rosa da Fonseca, também do Crítica Radical, afirma que os votos brancos e nulos são considerados protestos parciais, pois as pessoas ainda estão participando do processo eleitoral. Por isso, a movimentação do grupo é pelo não voto, o não comparecimento ao processo eleitoral.

Eleitores que não comparecem às urnas, seja por opção, seja por impossibilidades outras, precisam justificar a ausência, segundo a Justiça Eleitoral. 

Time do Macaé é recepcionado por grupo de torcedores do….Ceará

141 1

Cena curiosa no Aeroporto Internacional Pinto Martins, nessa noite de quinta-feira: o time do Macaé (RJ) desembarcou para jogo do “mata-mata” contra o Fortaleza e foi recepcionado por um grupo de torcedores do Ceará.

A equipe do Macaé enfrentará o “Leão do Pici” neste sábado, na Arena Castelão. Quem vencer, ascenderá para a Série B, do Brasileirão. Na primeira partida, em Macaé, deu empate sem gols.

 

Termina nesta sexta-feira o horário eleitoral gratuito

“A dois dias do segundo turno das eleições, termina nesta sexta-feira (24) a propaganda eleitoral gratuita veiculada no rádio e na televisão. Também é a data limite para a divulgação paga de propaganda eleitoral na imprensa escrita e para a realização de debates. Nesse último caso, a transmissão não deve ultrapassar a meia-noite. É nesta sexta-feira o último dia para que os presidentes das mesas comuniquem à Justiça Eleitoral que não receberam o material destinado à votação de domingo (26).

Carro de alto-falante ou amplificadores de som para divulgação de propaganda está permitido até sábado (25), véspera da votação, entre as 8h e as 22h. A distribuição de material gráfico, a realização de caminhadas, passeatas e carreatas, além da divulgação de jingles ou mensagens dos candidatos podem ser feitas também até as 22h.

No segundo turno das eleições, neste domingo (26), cerca de 143 milhões de eleitores estão aptos a votar para presidente da República e governadores de 13 estados e do Distrito Federal. Apesar do horário de verão nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a votação será feita das 8h às 17h, obedecendo o horário local.”

(Agência Brasil)

STF mantém valores de indenização do DPVAT

“O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (23) manter o valor atual de indenização paga em casos de acidente de trânsito pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Dpvat). Por 9 votos a 1, os ministros entenderam que o Poder Executivo pode alterar o valor do seguro com base em medida provisória (MP). Mais de 700 processos sobre o assunto estão parados em todo o Judiciário à espera do julgamento no Supremo.

Em uma das ações julgadas, o PSOL contestou uma MP de 2006, convertida em lei, que alterou o valor do benefício de 40 salários mínimos, no caso de morte e invalidez, para R$ 13,5 mil, em moeda corrente. A legenda alegou que o novo valor prejudica as vítimas de acidente. Seguindo os votos dos ministros Luiz Fux e Gilmar Mendes, relatores das ações sobre o Dpvat, o plenário entendeu que não cabe ao Judiciário definir os valores da indenização, feitos com base em estudos econômicos.

O pagamento do Dpvat é obrigatório a todos os proprietários de veículos. O seguro cobre danos por morte, invalidez permanente, ambos de R$ 13,5 mil, e reembolso de despesas médicas causadas pelo acidente, até R$ 2,7 mil. Outra decisão que envolve o Dpvat foi proferida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). De acordo com decisão da Terceira Turma, os honorários dos médicos podem ser incluídos na indenização.”

(Agência Brasil)

Presidente do CIC vê economia difícíl, mas se diz otimista

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=_BM9h9IBcQs&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O presidente do Centro Industrial do Ceará, José Dias de Vasconcelos, reconheceu, nesta quinta-feira, que a economia do País não anda bem, mas ele se diz confiante em mudanças. José Dias não perdeu o otimismo em melhoras neste fim de ano.

Ele também foi lembrado de que o CIC, na gestão passada, fez um documento expondo alternativas para o Ceará e para o Nordeste.

Setor atacadistas do País deve fechar o ano com 1,5% de incremento, diz José do Egyto

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=3O_HGUItbGg[/youtube]

O presidente da Associação Brasileira dos Atacadistas e Distribuidores (ABAD), José do Egyto, deu palestra, com direito a almoço, nesta quinta-feira, para a diretoria do Centro Industrial do Ceará (CIC). Na ocasião, ele confirmou que Fortaleza será sede da Conferência Anual dos Atacadistas em 2016, no Centro de Eventos. Também expôs suas metas à frente da ABAD, já que obteve a reeleição para mais um mandato.

José do Egyto conversou com o Blog e disse das suas expectativas quanto ao setor neste fim de 2014. Fez a previsão de um crescimento de 1,5%.

OAB quer mobilização a la “Diretas Já” para ver Reforma Política sair do papel

“Para aprovar a reforma política será necessária uma mobilização semelhante ao movimento pelas eleições diretas, defendeu hoje (23) a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), no encerramento do Congresso Nacional de Advogados. O secretário da Comissão Especial de Mobilização pela Reforma Política Democrática da OAB, Aldo Arantes, destacou que o projeto defendido pela entidade e mais 102 instituições vai requerer grande envolvimento da sociedade para passar no Legislativo.

“Uma proposta dessa natureza tem dificuldade de passar no Congresso, mas, se a sociedade se mobiliza, consegue. A influência dessa pressão sobre o Congresso é muito forte. Portanto, o pressuposto absolutamente necessário é o envolvimento da sociedade”, disse Arantes. Acrescentou que este debate será a principal pauta política do ano que vem: “é necessária uma reforma política democrática, que assegure uma identificação entre a representação política e as aspirações da maioria da sociedade. Por isso, apresentamos esse projeto. Temos o dever e o papel de mobilizar a sociedade em algo semelhante ao que foi a Diretas Já”.

O ponto mais importante a ser aprovado pela reforma política, na visão da OAB, é o fim do financiamento de empresas às campanhas, com a permissão apenas de financiamento público ou de pessoas físicas, com valor limitado. Outro, é a votação legislativa em dois turnos, quando os eleitores votariam, primeiro, nos projetos dos partidos, para depois escolherem seus candidatos entre os partidos eleitos.”

(Agência Brasil)

BNB prepara fórum para debater o Fundo Constitucional do Nordeste

taniabacelar

Estão abertas as inscrições para o XX Fórum Banco do Nordeste de Desenvolvimento e o XIX Encontro Regional de Economia, que ocorrerão nos dias 6 e 7 de novembro. O principal tema desta edição é o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste: “FNE – 25 anos promovendo o desenvolvimento”. Os eventos são realizados em parceria com a Associação Nacional dos Centros de Pós-Graduação em Economia (Anpec), no auditório do Centro Administrativo do BNB (Bairro Passaré). O objetivo é mobilizar a comunidade acadêmica e política em torno de questões relevantes para a economia regional.

O presidente do Banco do Nordeste, Nelson Antônio de Souza, participará da abertura do fórum, assim como o secretário-executivo da Anpec, Fábio Neves Perácio de Freitas, e o secretário-executivo adjunto do Ministério da Fazenda e presidente do Conselho de Administração do BNB, Dyogo Henrique de Oliveira, que será um dos palestrantes. Participam ainda do encontro autoridades políticas, representantes do setor privado e da academia e promotores de políticas de desenvolvimento em âmbito nacional e regional.

Além de Dyogo Henrique de Oliveira, o Fórum reunirá como palestrantes José Cláudio Linhares Pires, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), João Paulo dos Reis Velloso, presidente do Instituto Nacional de Altos Estudos (INAE) e a economista Tânia Barcelar.

SERVIÇO

* As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 4 de novembro pelo site do Banco do Nordeste (www.bnb.gov.br).

Projeto autoriza a divulgação de informações sobre menores infratores

“A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 7553/14, do deputado Marcos Rogério (PDT-RO), que libera a divulgação não autorizada informações sobre menores suspeitos de atos ilegais. Essa divulgação hoje é crime, punido com multa de três a vinte salários, além da apreensão da publicação em que tenha sido divulgada imagem.

A proposta revoga o dispositivo do o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA – Lei 8.069/90) que considera crime a divulgação de nome, imagens e informações de processos de crianças ou adolescentes a quem se atribua ato infracional por qualquer meio de comunicação.

Marcos Rogério explica que a divulgação das imagens dos suspeitos ajuda a Polícia a localizar os autores dos crimes e, portanto, deve ser liberada mesmo se os suspeitos são menores de idade. A proibição atual, segundo ele, funciona como “uma venda” para os olhos dos cidadãos brasileiros.

“Consideramos que a sociedade brasileira já está madura o suficiente para decidir não punir quem divulga imagens ou outros dados que podem conduzir à identificação de um delinquente, seja de que idade for”, disse.

Tramitação

A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.”

(Agência Câmara)