Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

RC entrega posto de saúde e Moroni rouba a cena

88 7

morircc

Prefeito RC ganhou fartos elogios do xerifão do DEM.

O prefeito Roberto Cláudio (Pros), entregou, nesta sexta-feira, no Canindezinho, um posto de saúde reformado. Mas que acabou atraindo as atenções foi um aliado e convidado inesperado: o presidente regional do DEM, Moroni Torgan, que teve direito a discutir com loas à gestão municipal.

Moroni é pré-candidato a deputado federal e aproveitou evento para, digamos, fazer o seu comercial em defesa da segurança pública.

(Foto – Mauri Melo)

Dilma vai conversar com Temer sobre o destino de Eunício Oliveira

117 2

foto eunício e dilma

Essa é do Blog de Josias de Souza:

Dilma Rousseff prometera receber o vice Michel Temer na quarta-feira (19), para fechar a conta do PMDB na reforma ministerial. Trocou a audiência por um telefonema, repetiu a oferta que fizera há duas semanas, rodopiou e não saiu do lugar.

Eis a oferta de Dilma: a Integração Nacional desceria à cota do PMDB como a sexta pasta que a legenda tanto reivindica. Desde que o ocupante fosse o senador Eunício Oliveira, que teria de abdicar de sua candidatura ao governo do Ceará e do papel de pedra no sapato do governador Cid Gomes (Pros). Ah, sim: dessa vez, o PMDB da Câmara nem precisaria ceder o Ministério do Turismo para o PTB.

Eunício recusou novamente a poltrona, o PMDB da Câmara reiterou que já não faz questão de ministérios e figurões da legenda consideraram-se “desrespeitados”.  A presidente voou para Roma. Foi ver o papa. E ficou de receber Temer na semana que vem. A boa notícia é que não houve nenhum aumento da irritação do PMDB. Continua nos mesmos 100%.

Leitor reclama de administrador do cartão de crédito Hipercard

De Jessé Pimentel, leitor deste Blog, recebemos a seguinte nota, em tom de queixa contra o Banco Itaú, que administra o cartão de crédito Hipercard. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

Peço, se possível, tornar público uma prática atrasada e abusiva do Banco ITAÚ – administrador do cartão de crédito HIPERCARD.

O fato se dá quando ocorre o bloqueio de senha do cartão. O banco adota como prática o envio de uma pré-senha via correio, o que pode levar até 12 dias para chegar no endereço, isto é, se não vivenciarmos uma greve dos trabalhadores do setor, como acontece atualmente.

Fizemos alguns contatos com os canais de reclamações e cobramos o fornecimento desta pré-senha, através de canais mais modernos, tipo: email, sms, link no próprio site, enfim, tem tantos.

No entanto, a resposta foi negativa: somente via correios. Ou seja, a modernidade que ora está disponível, não serve para o ITAÚ.

Sem mais,

Jessé Pimentel,

Seu leitor.

VAMOS NÓS – O Itaú está com espaço aberto para explicações.

Inácio Arruda quer o PT mais generoso com aliados e longe do pecado da gula

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=1OQhBKyca5o[/youtube]

O PT estadual, sob comando de José Nobre Guimarães, lançou, nesta sexta-feira, na sede partidária, um manifesto em apoio a qualquer aliado para disputar o governo, mas com os petistas postulando o Senado.

Para o Blog, o senador Inácio Arruda (PCdoB), que quer a reeleição, apelou aos petistas para que deixem de lado o pecado capital da gula e seja generoso com os aliados. Inácio reitera que a direção nacional do PCdoB incluiu, entre prioridades nacionais no pleito deste ano, a sua reeleição.

O direito democrático de se manifestar. Sem segundas leituras

Com o título “Quem tem medo da democracia?”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Ele aborda a luta diária pela democracia no País e critica a tentativa de se generalizar as manifestações como “algo a priori negativo”. Tanto no Brasil como na vizinha Venezuela. Confira: 

Num passado recente, o Brasil passou 25 anos sob o tacão de uma ditadura militar. Um período nefasto da nossa história: tortura, prisões, mortes, completa falta de liberdade de expressão e uma sequência cretina de desmandos que ajudaram a afundar o país, por conta do claro despreparo administrativo, em sucessivas crises econômicas, políticas e sociais. Pelo bem da nossa sociedade, este tempo parece precisa ser rememorado com urgência. Porque a impressão que se tem, no momento atual, é de que a democracia – tão duramente conquistada – nos trouxe uma grande sensação de desconforto.

Basta prestar atenção aos meios de comunicação. Há uma tendência evidente de tentar generalizar as manifestações como algo a priori negativo. Mais do eu isso: em um ano eleitoral, o tratamento das informações está longe de ser isento, e a divulgação e a interpretação das notícias estão sendo feitas com tintas carregadas, de forma intolerante, autoritária e mal educada.

Detalhe: o fenômeno não ocorre só aqui. Fica difícil mesmo pra mim, jornalista com mais de 20 anos de profissão, compreender as manifestações atuais na Venezuela. As notícias veiculadas por aqui são absolutamente parciais. Ou se defende ou se rejeita o regime venezuelano. Não se procura – com raras exceções – um meio termo, um veio compreensivo que devolva ao jornalismo sua função precípua de informar. O objetivo latente é ganhar o espectador para sua posição. Os países da América Latina, assim como o Brasil, também são pródigos em apresentar um desfile inconsequente e triste de intervenções militares em seus governos, com cenas lamentáveis e cruéis de desrespeito aos direitos humanos.

Nas redes sociais então, é um festival de impropérios e agressões. Não há uma estratégia de convencimento ou sedução. Como fanáticos de torcidas organizadas em meio a uma decisão de campeonato, há um desejo de se tomar à força mentes e corações de pessoas que discordam da sua posição. E quem não concorda é alvo das mais rasteiras rotulações: burro, despreparado, reacionário etc.

Neste momento, é saudável lembrar que o significado da palavra democracia não é “todos têm de concordar comigo”. Pelo contrário, é a vontade da maioria, após se fazer um esforço de discutir e tentar acordo acerca de posições divergentes. Posso até me incomodar com a opinião que diverge da minha, mas estarei sempre pronto a ouvi-la de forma educada e apresentar minhas ponderações. Tal debate, em tom civilizado, talvez também não chegue a lugar algum, mas no mínimo ajuda a mediar e trabalhar a aceitação das diferentes posições políticas e ideológicas, preferências partidárias, opções sexuais, questionamentos raciais, religiosos e de gênero.

Portanto, é preciso deixar de ver os conflitos de forma negativa. Pelo contrário, eles são essenciais à democracia. Manifestações, opiniões, protestos, greves – legítimos ou não – são comuns aos ambientes democráticos. E isso precisa ser visto como um direito de qualquer cidadão. Caso contrário, nossa intolerância tenderá a aceitar teses desqualificadas, que tentam usar qualquer desordem institucional como argumento para intervenções autoritárias. E esse passado não pode retornar, a não ser como pesadelo.

* Demétrio Andrade
Jornalista e sociólogo

IBGE diz que inflação teve “leve” alta em janeiro

“O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), prévia da inflação oficial, aumentou 0,7% em fevereiro deste ano. A alta é levemente maior que a verificada no mês anterior, janeiro, quando a inflação medida pelo indicador subiu 0,67%. Os dados, divulgados hoje (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que o aumento de preços de itens do grupo educação, que subiram 6,05%, causaram o maior impacto no IPCA-15. No período, pesaram no bolso do consumidor os reajustes no início do ano letivo, com mensalidades 7,6% mais caras, em média.

Também influenciaram o aumento do índice a alta em artigos para residência (1,1%) e itens de despesas pessoais (1,1%). Os eletrodomésticos subiram 2,8% e se refletiram no aumento da inflação de artigos de residência (1,1%). O grupo de alimentação, junto com vestuário, tiveram reduções do do ritmo de aumento de preços entre janeiro e fevereiro, para 0,52% e -0,68%.”

(Agência Brasil)

“Leão” mostra suas garras e divulga regras da declaração do IR 2014

“O Diário Oficial da União publicou hoje a Instrução Normativa que estabelece as regras para a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2014, que começa no dia 6 de março. O prazo final será o dia 30 de abril em 2014. A multa mínima para quem não entregar no prazo é R$ 165.

A entrega da declaração deverá ser feita pela internet, utilizando o Receitanet, programa de transmissão da Receita Federal, ou por meio de dispositivos móveis tablets e smartphones para sistemas operacionais Android e iOS (Apple). A Receita não receberá mais as declarações em disquete, que eram entregues no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Os formulários de papel já haviam sido abolidos pela Receita Federal.

Como nos outros anos, o contribuinte que enviar no início do prazo deverá receber a restituições nos primeiros lotes, salvo inconsistências, erros ou omissões no preenchimento da declaração. Também terão prioridade no recebimento das restituições, os contribuintes com mais de 60 anos, conforme previsto no Estatuto do Idoso, além de portadores de moléstia grave e deficientes físicos ou mentais.”

SERVIÇO

Confira as regras aqui.

(Agência Brasil)

Receita Federal passa a disponibilizar declaração previamente preenchida

“A declaração de ajuste anual previamente preenchida passa a valer este ano, como havia antecipado em 2011 a Agência Brasil. As regras estão na instrução normativa publicada hoje no Diário Oficial da União, que trata da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2014. A Receita Federal, que chegou a anunciar a ampliação do serviço, voltou atrás, por razões de segurança, e manteve as regras anteriormente vigentes. Por isto, nem todos os contribuintes que desejarem preencher pelo modelo simplificado poderão utilizar o novo modelo: só se enquadram como aptos para o novo serviço os contribuintes que possuem certificação digital, ferramenta informatizada cara e ainda inacessível para muitas pessoas. A certificação custa no mínimo R$ 100.

Pela instrução normativa, o contribuinte pode utilizar a Declaração de Ajuste Anual Pré-preenchida, desde que tenha apresentado a Declaração de Ajuste Anual referente ao exercício de 2013, ano-calendário de 2012. Outra condição é que, no momento da importação do arquivo, as fontes pagadoras tenham enviado para a Receita a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (Dirf) referente ao exercício de 2014, ano-calendário de 2013.

O contribuinte terá o direito a um arquivo a ser importado para a Declaração de Ajuste Anual. O documento contém algumas informações relativas a rendimentos, deduções, bens e direitos e dívidas e ônus reais. O acesso às informações do arquivo a ser importado para a Declaração de Ajuste Anual só pode ser feito por contribuinte que possua certificação digital ou por representante com procuração eletrônica. O arquivo deve ser obtido no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC) no site da Receita, na internet.”

(Agência Brasil)

Projeto quer quebrar sigilo de quem faz doações em campanhas por pessoas físicas

Da Coluna Radar, da Veja Online:

“Líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho apresentou ontem um projeto para tirar do armário quem doa fortunas a políticos. A iniciativa é inspirada na farra de recolhimentos milionários por parte dos mensaleiros José Dirceu, João Paulo Cunha, José Genoino e Delúbio Soares, que, em poucos dias, somaram milhões de reais para quitar suas dívidas – as financeiras, claro – com a Justiça.

O projeto obriga os bancos a exigirem CPF ou CNPJ de quem contribui com qualquer quantia em campanhas realizadas por pessoas físicas. A regra só não vale para doações eleitorais, como era de se esperar.

Se a proposta for aprovada, os bancos serão obrigados a fornecer esse dados a quem quer que seja, sem a necessidade de determinação judicial. O pidão poderá fazer como Dirceu e seus companheiros e abrir um site para receber os agrados, desde que emita recibo e divulgue seus generosos amigos.

STF – Jornalista tem o direito de fazer crítica impiedosa

“A publicação de reportagem ou opinião com crítica dura e até impiedosa afasta o intuito de ofender, principalmente quando dirigida a figuras públicas. Com esse fundamento, o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, acolheu o Recurso Extraordinário da Editora Abril contra condenação do Tribunal de Justiça do Distrito Federal que a obrigava a indenizar em R$ 10 mil o ex-governador Joaquim Roriz por danos morais. A empresa foi defendida pelo advogado Alexandre Fidalgo, do EGSF Advogados.

“Não caracterizará hipótese de responsabilidade civil a publicação de matéria jornalística cujo conteúdo divulgar observações em caráter mordaz ou irônico ou, então, veicular opiniões em tom de crítica severa, dura ou, até, impiedosa, ainda mais se a pessoa a quem tais observações forem dirigidas ostentar a condição de figura pública, investida, ou não, de autoridade governamental, pois, em tal contexto, a liberdade de crítica qualifica-se como verdadeira excludente anímica, apta a afastar o intuito doloso de ofender”, afirmou o decano do STF.

Na avaliação de Celso de Mello, a liberdade de imprensa é uma projeção da liberdade de manifestação do pensamento e de comunicação, e assim tem conteúdo abrangente, compreendendo, dentre outras prerrogativas: o direito de informar, o direito de buscar a informação, o direito de opinar e o direito de criticar. Dessa forma, afirma o decano, o interesse social, que legitima o direito de criticar, está acima de “eventuais suscetibilidades” das figuras públicas.”

* Do Consultor Jurídico aqui.

Nada de mudança na carga horária para evitar concurso nas estaduais

Com o título “Proposta indecente”, eis artigo que o professor Epitácio Macário, de Economia Política da Uece, manda para o Blog nesta noite de quinta-feira. Ele aborda o seminário puxado pelo governador Cid Gomes (PROS) com as três universidades estaduais e lamenta uma proposta de mudança de carga horária, na prática, para evitar concurso público. Confira: 

O seminário “O papel da Uece no desenvolvimento do Estado do Ceará”, realizado no Centro de Eventos nos dias 17 e 18 de fevereiro, foi parte do acordo para suspensão da greve dos três segmentos das três universidades estaduais cearenses que se desenrolou no período de novembro de 2013 a janeiro de 2014. Como acordado, o governador do Estado, Cid Ferreira Gomes, participou de três das cinco mesas temáticas do referido seminário.

Afora a particular maneira de desdenhar dos esforços de professores, servidores administrativos, estudantes e gestores da UECE, o governador expressou uma visão acerca da universidade que pode ser caracterizada a partir de sua proposta sobre a repartição do tempo dedicado, pelos docentes, ao ensino, à pesquisa, à extensão e à gestão.

Cid Gomes propôs um cálculo linear: 60% de horas para o ensino e os restantes 40% para pesquisa, extensão e gestão. As atividades de ensino seriam divididas assim: 2 horas para aula e 1 hora para planejamento. Nesses termos, um professor com regime de trabalho de 40 horas semanais teria a seguinte distribuição de seu tempo: 16 horas em aula (4 disciplinas de 4 créditos) mais 8 horas de planejamento e as demais 16 horas poderiam ser dedicadas à pesquisa, à extensão e à gestão.

Se implementada, a proposta terá três impactos imediatos: intensificação do trabalho docente pela redução do tempo de preparação de aulas; drástica retração das atividades de pesquisa, extensão e gestão a cargo de docentes; e, óbvio, diminuição da demanda de concurso para professor nas universidades estaduais.

Em perspectiva, todavia, a proposta do senhor Cid Gomes teria impactos dramáticos sobre toda a universidade, com prejuízos inauditos para os ainda frágeis pilares da produção de novos conhecimentos (por meio da pesquisa) e da interação com a comunidade nas atividades extensionistas. Ademais, conjugar o aumento do tempo de ensino com a diminuição de 50% do tempo de preparo de materiais pedagógicos, planejamento de aulas e correção de avaliações só pode resultar em prejuízo na qualidade do próprio ensino. É a velha regra taylorista em operação: a racionalização de tempo em detrimento da qualidade.

A vontade do governante, nesse aspecto, contrasta com sólidos procedimentos sedimentados na cultura acadêmica brasileira, inclusive nas melhores universidades privadas. E, ademais, confronta o princípio da indissociabilidade do ensino, da pesquisa e da extensão cravado na Constituição Federal e na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

Que não se busque os termos de tal proposição em concepções profundas de universidade, pois disso Cid Gomes nada sabe. O brilho ofuscante da ideia irradia das planilhas eletrônicas, bisnetas dos velhos e empoeirados livros contábeis, com finalidade cristalina: resolver a escandalosa carência de professores sem realizar concurso. Que não se cumpra o dito! Que as estaduais sobrevivam!

* Epitácio Macário
Professor de Economia Política da UECE.
Membro fundador do Centro de Estudos do Trabalho e Ontologia do Ser Social (CETROS)

Presidindo a Comissão de Integração Nacional, Domingos Neto quer convocar ministro e tratar sobre seca

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Sxxu8dfFuf8[/youtube]

O deputado federal Domingos Neto (Pros), eleito presidente da Comissão de Integração Nacional e Desenvolvimento Regional e Amazônia, já definiu uma primeira tarefa: vai convocar o ministro Francisco Teixeira (Integração Nacional) para ouvir dele que ações o governo federal adota na luta contra a estiagem que castiga o Nordeste.

Eunício reitera que não quer ministério

Eunicio

Da Coluna Veja Online, do Radar, confira:

Eunício Oliveira continua caminhando convicto para um beco cada vez mais longe do Ministério da Integração Nacional, a despeito do desejo de Dilma Rousseff. Hoje de manhã, Eunício ligou e reiterou a Michel Temer que não aceitará a cadeira na Esplanada.

Sim, mas a quem o pergunta se chance de assumir o ministério é zero, Eunício recorre à justificativa do nada é impossível nessa vida para dizer que a probabilidade é próxima do zero.

Se amanhã vier a mudar da ideia e topar a empreitada, será difícil construir um discurso para justificar a alteração da rota em 180 graus, depois de tantas vezes repetir que não pensa em ministério.

Ciro dá palestra em Tocantins

ciro

O secretário estadual da Saúde, Ciro Gomes, encontra-se, nesta quinta-feira, no estado de Tocantins. Ele não trata de questões ligadas à pasta.

Ali, como militante do Pros, Ciro dará palestra sobre o tema Conjuntura Econômica e Política Brasileira dentro de encontro que seu partido realiza em Palmas.

Nessa quarta-feira, Ciro participou, em Brasília, da primeira reunião do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais da Saúde.

Aliás, quem vai à Secretaria da Saúde do Estado anda dizendo que resolve tudo com o secretário-executivo da pasta, Acilon Gonçalves.

PT controla a mais importante comissão técnica da Câmara dos Deputados

“A bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara indicou o deputado Vicente Cândido (SP) para presidir a mais importante comissão da Casam, a de Constituição e Justiça. A escolha de Cândido foi fruto de um acordo entre os petistas e não houve disputa.

Cândido deverá tomar posse na CCJ na próxima semana. Pela comissão passam todos os projetos que tramitam na Câmara para receberem, ou não a chancela de constitucionalidade.”

(Blog do Felipe Patury)

Receita Federal é autorizada a fazer concurso público de auditor-fiscal

Saiu publicada no Diário Oficial da União de quarta-feira uma portaria do Ministério do Planejamento autorizando a realização de concurso público para auditor-fiscal da Receita Federal, cargo que exige nível superior em qualquer área e tem vencimento inicial de R$ 14.653, incluindo o auxílio-alimentação, de R$ 373.

O texto prevê a oferta inicial de 278 vagas na função, e determina que o edital de abertura da seleção seja divulgado dentro de um prazo de seis meses – isto é, até 19 de agosto.

PGJ cria grupo especial para acompanhar manifestações durante a Copa

A Procuradoria Geral de Justiça está criando um grupo especial para acompanhar manifestações durante a Copa do Mundo. O grupo unirá o Núcleo de Desporto e Defesa do Torcedor e a Coordenadoria do Centro de Apoio Operacional Criminal, da Execução Criminal e do Controle da Atividade Policial (CAOCRIM).

Segundo portaria baixada pelo procurador-geral de Justiça, Ricardo Machado, o grupo atuará num prazo de 180 dias, com direito a prorrogação.

Terá entre objetivos prevenir, acompanhar e solucionar problemas em manifestações sociais.

 

 

Desemprego em janeiro é uma das menores taxas para o mês

“O mês de janeiro deste ano registrou uma taxa de desemprego de 4,8%. O dado da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) foi divulgado hoje (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esta é a menor taxa para um mês de janeiro da série histórica da PME, iniciada em março de 2002. Em janeiro de 2013, o desemprego havia ficado em 5,4%. Já em dezembro de 2013, a taxa havia sido de 4,3%.

O número de desocupados (1,2 milhão de pessoas) é 9,6% maior do que dezembro, mas 12,6% menor do que o observado em janeiro do ano passado. Já a população ocupada (23,1 milhões) caiu 0,9% em relação a dezembro e manteve-se estável na comparação com janeiro de 2013.

O número de trabalhadores com carteira assinada ficou em 11,8 milhões, ou seja, estável em relação a dezembro e janeiro de 2013. A PME é realizada em seis regiões metropolitanas: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Salvador e Porto Alegre.”

(Agência Brasil)

Ministro reitera que não há risco de blecautes. Você acredita?

55 1

edsonlobao

“O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, reiterou hoje (20) que não há risco de desabastecimento de energia no país. “Esse risco é mínimo. Para tudo na vida existe um risco. Por que acreditar nessa possibilidade [de apagão] e não que o risco é mínimo”, disse ao chegar ao workshop das empresas do sistema Eletrobras, na capital federal.

Segundo ele, para garantir o suprimento de energia está prevista a entrada de 6 mil a 8 mil megawatts de energia nova no sistema até o fim do ano. Outros ponto positivos seriam a chegada da chuva e o ligamento das termelétricas.

O ministro voltou a negar também a possibilidade de blecautes durante a Copa do Mundo. De acordo com ele, todos os estádios terão geradores próprios.”

(Agência Brasil)