Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Balança comercial brasileira inicia março com déficit

“A balança comercial brasileira iniciou março com déficit (exportações menores que importações) de US$ 50 milhões. O saldo negativo refere-se a US$ 3,930 bilhões em exportações e US$ 3,980 bilhões em importações na primeira semana do mês. Os dados foram divulgados hoje (9) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. No ano, a balança está deficitária em US$ 6,065 bilhões, menor que o déficit de US$ 6,088 bilhões no mesmo período de 2014. Em fevereiro, a balança fechou negativa em US$ 2,842 bilhões.

A média diária (volume financeiro por dia útil) das exportações na primeira semana de março ficou em US$ 786 milhões, com queda de 15,3% em comparação à média de março de 2014. A retração foi puxada pelos produtos básicos, que, sozinhos, tiveram queda de 28,5%, por conta, principalmente, de minério de ferro, soja em grão, petróleo bruto e carne bovina, suína e de frango.

Para os produtos semimanufaturados, a retração foi 0,2%, causada principalmente pelas quedas de óleo de soja bruto, ouro semimanufaturado, ferro e aço. Nos produtos industrializados, a média diária exportada ficou estável em relação à de março de 2014, com leve alta de 0,03%. Subiram as vendas de tubos de ferro fundido, laminados planos, suco de laranja e automóveis de passageiros.

Nas importações, a média negociada na primeira semana de março foi US$ 796 milhões, com queda de 13,6% em relação à registrada para março de 2014. Houve queda nos gastos com adubos e fertilizantes (43,9%), automóveis e partes (31,3%), borracha (22,5%), equipamentos mecânicos (22,3%) e farmacêuticos (15,8%).”

(Agência Brasil)

João Jaime – Nada de chorar o petróleo derramado da refinaria É hora de buscar parceiros

foto joão jaime deputado

Com o título “Refinaria sem a Petrobrás”, eis artigo do deputado estadual João Jaime (DEM). O parlamentar aposta na tese de que a refirmaria cearense continua um sonho em condições de se transformar em realidade. Para ele, se houver busca por parceria com a iniciativa privada. Confira:
Só se surpreendeu com o cancelamento do projeto da Refinariam Premium no Ceará, de forma unilateral, pela Petrobrás, quem se deixou levar pela marquetagem tanto do governo estadual quanto do federal, que enganou os cearenses por anos, acalentando um sonho que se mostrou pesadelo.

A refinaria foi uma falsa promessa do governo dos petistas que tomaram o Planalto Central e já confessaram que fazem o diabo numa campanha política. A mentira como forma de tomar o poder e nele se manter transformou-se numa forma de fazer política, frustrando aqueles que acreditaram nas promessas de campanha e agora pagam o custo das incompetência que levou ao Brasil a essa crise econômica.

O erro do governador cearense foi acreditar nas palavras de Lula, que chegou a encenar paras as câmeras o lançamento da pedra fundamental da refinaria. E agora, quando o projeto se mostrou inviável, levado pelo vendaval de escândalos da petrolífera, os principais atores se calam. O máximo que vemos é o tímido protesto e a promessa, mais uma, de cobrar os investimentos que o Ceará fez, em torno de R$ 600 milhões.

Não adianta agora chorar sobre o petróleo derramado nem se derramar no leito de ressentimentos. Precisamos agir para tentar viabilizar esse projeto que acreditamos como redentor da economia cearense, que pode dar um salto espetacular no seu desenvolvimento econômico e social.

Desde o governo das mudanças, inaugurado por Tasso Jereissati, seus três mandatos, além dos outros governadores e da notícia de que o Ceará vem crescendo mais que a média brasileira nos últimos anos, a verdade é que nosso progresso é muito pouco.

Nesses anos todos, o Ceará não conseguiu superar a barreira dos 2% do percentual do PIB brasileiro. A refinaria seria capaz de alavancar toda a economia e o Ceará dobraria sua riqueza.

Isso dá ideia da magnitude do projeto. Por isso, não podemos simplesmente abandoná-lo. Precisamos viabilizá-lo com outro desenho, que inclua investidores estrangeiros, sem depender da saúde financeira da Petrobrás nem do humor dos políticos de plantão, seja do Planalto Central ou da planície cearense.

Na verdade, era por esse caminho que o então governador cearense Tasso Jereissati tentava costurar uma negociação com investidores árabes, alemães e coreanos. Esse caminho foi deixado de lado quando Lula chegou ao poder e submeteu a Petrobrás aos arranjos ideológicos, dando prioridade à parceria com a petrolífera da Venezuela, encaminhando os investimentos iniciais para a refinaria Abreu e Lima, deixando o Ceará a ver navios. E a refinaria pernambucana também entrou no olho do furacão, por onde escorreu o propinoduto.

É hora de agirmos e retomar o sonho com a parceria com investidores estrangeiros ou nacionais. Soube pela imprensa que o deputado federal Antonio Balhmann (Pros) está trabalhando uma linha de investimento e que o prefeito de São Gonçalo do Amarante, Cláudio Pinho (Pros), está investindo noutra linha.

Em vez de ficar apenas criticando e apontando os erros, também me empenhei na busca de um projeto de investimento que pode virar realidade o sonho da refinaria que já deveria estar funcionando a pleno vapor. Apresentamos mais uma opção, levando ao governador Camilo Santana (PT) investidores que podem assumir o projeto.

Trata-se de um grupo árabe, com tecnologia chinesa em parceria com um grupo brasileiro do ramo de petróleo, gás e mineração, que pode alavancar nosso empreendimento, independente da vontade política da presidente e do ex-presidente. Com todas as condições de resgatar o sonho de redenção dos cearenses.

* João Jaime

Deputado estadual do DEM.

ADUFC-Sindicato promove o projeto Universidade a Céu Aberto

A ADUFC-Sindicato promoverá 12 aulas públicas, mediadas por professores da UFC, em diferentes espaços públicos da cidade. São encontros semanais, em locais de trânsito, de convivência coletiva, aproximando o conhecimento científico da cidade. Neste mês, os temas, segundo a assessoria de imprensa da associação, girarão em torno de questões ambientais, urbanas, pelo cinema e a cidade e pelos direitos humanos e as sexualidades.

Nesta terça-feira, haverá a primeira aula pública sobre o tema “Morte e vida dos oceanos”, com Christiano Magini, do Departamento de Geologia da UFC. A partir das 17 horas, no Titanzinho (Serviluz).

O projeto, produzido em parceria com a ONG Mediação de Saberes, que em 11 anos tem concebido e realizado projetos como o Percursos Urbanos, objetiva estimular a troca de saberes e difundir o pensamento científico a partir de intervenções inusitadas e sob o risco dos encontros de rua. O projeto também reflete a preocupação do sindicato com a degradação das condições urbanas e a precarização da vida comunitária.

Mercadante acredita em parceria do Governo com o Congresso para a aprovação do ajuste fiscal

“Em defesa das medidas de ajuste fiscal proposto pelo governo, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, disse acreditar que haverá parceria entre o Executivo e o Legislativo e que o Congresso Nacional “nunca faltou ao país” e “não faltará nesse momento”.

“Oitenta por cento do ajuste dependem do governo. O Congresso nunca faltou ao país e acho não faltará neste momento. O Congresso sabe da importância do ajuste fiscal, e temos dialogado com as bacadas, e têm sido bem recebidos os argumentos e fundamentos do ajuste fiscal. Acho que teremos a parceria com o Congresso. Vejo uma grande responsabilidade das principais lideranças políticas”, disse em entrevista, no Palácio do Planalto.

Mercadante comparou o ajuste fiscal ao dentista. “Ajuste fiscal é agradável? Não. É mais ou menos como ir ao dentista, ninguém quer ir, mas de vez em quando tem que ir. Temos que fazer ajuste fiscal e vamos fazer. Quando mais rápido, melhor para o país”. Ele disse que as medidas são necessárias para uma retomada do crescimento.”

(Agência Brasil)

 

Líder do Pros apresenta projeto de consórcio de perfuratrizes ao titular da Seplag

235 2

hgodoigno

O líder do Pros na Câmara, Domingos Neto, foi recebido em audiência pelo secretário do Planejamento e Gestão do Estado, Hugo Figueiredo. Na ocasião, o parlamentar apresentou as linhas do projeto de formação de consórcios entre a União, Estados e Municípios para aquisição de maquinas perfuratrizes de poços artesianos. Essa é uma alternativa sustentável “para melhorar a oferta de água principalmente no semiárido que concentra a maior parte da população do Estado e onde menos de 50% das pessoas têm acesso às redes de distribuição de água”, explica o deputado.

Segundo Domingos Neto, para uma distribuição justa dos recursos, o projeto estabelece critérios objetivos para a formação do consórcio, tais como população de 50 mil habitantes na zona rural, Densidade demográfica entre 5 e 15 habitantes por km2, área de no máximo 10 Km2 e que os municípios estejam inseridos na área do semiárido. O secretário gostou do que lhe foi apresentado. Analisará o projeto.

Domingos Neto já expôs o projeto ao ministro da Integração, Gilberto Occhi,  e ao secretário de Desenvolvimento Agrário, Dedé Teixeira, em recente audiência pública no legislativo estadual.

(Foto – Seplag)

UFC aprova Títulos de Doutor Honoris Causa para Ana Miranda e Mérito Cultural para Lira Neto

Ana_Miranda_(Escritora)

O Conselho Universitário da Universidade Federal do Ceará aprovou, durante reunião realizada nesta segunda-feira, a concessão do título de Doutor Honoris Causa à escritora cearense Ana Miranda, autora de obras como “O Boca do Inferno”, com o qual conquistou o Prêmio Jabuti, livro revelação de 1990 incluído na lista dos 100 maiores romances em língua portuguesa do século XX, elaborada pelo jornal “O Globo”, a partir da indicação de escritores, críticos e intelectuais do Brasil e Portugal.

Ana também recebeu o Prêmio Jabuti (2003) na categoria romance com Dias & Dias, livro que foi indicado para o vestibular da UFC.

Lira-Neto

Na mesma reunião, o Consuni aprovou a concessão da Medalha do Mérito Cultural ao jornalista e escritor cearense Lira Neto, considerado um dos maiores biógrafos da literatura nacional. Entre suas obras mais elogiadas estão “O Inimigo do Rei: uma biografia de José de Alencar ou a mirabolante aventura de um romancista que colecionava desafetos, azucrinava D. Pedro II e acabou inventando o Brasil”, com a qual foi agraciado, em 2007, com o Prêmio Jabuti de Literatura, na categoria melhor biografia do ano.

Lira é autor da trilogia biográfica Getúlio, sobre o ex-presidente Getúlio Vargas; de “Maysa: só uma multidão de amores”, biografia da cantora Maysa Matarazzo; e “Padre Cícero: poder, fé e guerra no sertão”, sobre o fundador de Juazeiro do Norte e considerado o maior santo popular do Nordeste.

Professor Emérito

Ainda nessa reunião, o Consuni acatou a proposta de concessão do título de Professor Emérito para três docentes da Faculdade de Direito: Wagner Barreira Filho, Hugo de Brito Machado e Paulo Francisco Banhos Ponte.

(Site da UFC)

Taxas médias de juros do cheque especial sobem em março em média intensidade

“As taxas médias de juros do cheque especial e do empréstimo pessoal voltaram a subir em março, embora em menor intensidade, divulgou hoje (9) a Fundação Procon de São Paulo. Segundo a fundação, a taxa média do cheque especial atingiu 10,55% ao mês, superior ao mês anterior, quando a taxa média era de 10,50% ao mês. Já a taxa média do empréstimo pessoal alcançou 6,02% ao mês, um pouco acima dos 6,01% cobrados no mês anterior.

A pesquisa foi feita no dia 3 de março. Dos sete bancos analisados (Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander), dois aumentaram as taxas do cheque especial [Bradesco e Santander] e um a de empréstimo pessoal [Bradesco]. Os demais bancos mantiveram os índices do mês anterior.

Por causa da alta dos juros, a fundação alerta ao consumidor para ter cautela antes de contratar alguma linha de crédito. Sugere que avalie bem a real necessidade de empréstimo e compare as taxas cobradas pelos bancos.”

(Agência Brasil)

Comunidade Indígena Jenipapo-Kanindé terá inventário fotográfico da fauna e flora

jeniapapo

O projeto “Matas da Encantada”, realizado pela Associação para Desenvolvimento Local Co-produzido (Adelco) e patrocinado pela Petrobras, iniciou o inventário fotográfico da fauna e flora da região que abrange a aldeia indígena Jenipapo-Kanindé, em Aquiraz (Região Metropolitana de Fortaleza). A ordem é observar e pesquisar quais as principais espécies vegetais e animais, com destaque para os pássaros, existentes no território, fotografar e listar o nome popular e científico.

O inventário está sendo realizado com a o apoio da comunidade indígena através de oficinas. Com isso, o registro dos aspectos ambientais da comunidade é feito a partir da memória, tradição cultural e saberes ambientais dos indígenas.

O material coletado será transformado em uma publicação impressa e um acervo para o museu indígena Jenipapo-Kanindé, subsidiando as ações culturais e ambientais. Além disso, o inventário ajudará a compor o Centro de Informação Ambiental da aldeia, fortalecendo o turismo ecológico e comunitário na região.

PEC do diploma de jornalistas será votada pela Câmara nesta quarta-feira

170 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=t953jDMG7Ko[/youtube]

A proposta de emenda constitucional nº 206, que trata da obrigatoriedade do diploma para o exercício do jornalismo no Pais, vai entrar na pauta de quarta-feira da Câmara dos Deputados.

O deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB), em conversa com o Blog, disse que há um trabalho para que a matéria seja aprovada. Gomes de Matos lembra, no entanto, que lideranças do governo federal, incluindo o petista José Guimarães, trabalham contra.

DETALHE – A presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Ceará, Samira Castro, deixou o seguinte comentário no Blog: “O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará informa que conversou com o Deputado José Guimarães e ele é favorável à PEC do Diploma.”

Frente Nacional de Prefeitos vai debater sustentabilidade

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP), em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), vai priorizar materiais sustentáveis na produção do III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS), que será realizado entre os dias 7 e 9 de abril, em Brasília. O uso de tintas ecológicas, mobiliário de madeira plástica e papelão e separação adequada dos resíduos são algumas das escolhas feitas pela organização do evento.

O objetivo é mostrar na prática aos gestores municipais ações na área da sustentabilidade e que podem ser copiadas em seus municípios.

O encontro, que aborda assuntos de interesse comum entre os municípios brasileiros, nesta edição terá como eixo central o tema “Nova governança federativa e o papel das cidades no Brasil e no mundo”. Crise Hídrica, Mobilidade Urbana, Saúde Pública, Educação e Desenvolvimento Econômico são outros tópicos a serem debatidos durante o III EMDS.

SERVIÇO

* Outras informações e inscrições: www.emds.fnp.org.br, nas redes sociais www.facebook.com/EMDS.FNP ou pelo telefone (61) 3044-9800.

TCM e TCU discutem alinhamento de métodos para acompanhar obras públicas

O Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará (TCM/CE), representado por engenheiros do seu quadro funcional, participou de seminário onde o Tribunal de Contas da União (TCU), através da Secretaria de Controle Externo do Estado do Ceará (Secex-CE), apresentou guia para elaboração de planilhas orçamentárias de obras públicas. A teve iniciativa envolveu o órgão federal e o Sindicato das Construtoras do Ceará (Sinduscon – CE).

Para o titular da unidade do TCU no Ceará, Francisco José de Queiroz, as indicações são necessárias para padronizar, e, consequentemente, fixar um entendimento comum sobre o assunto. “O guia busca diminuir alguns desentendimentos sobre pontos fundamentais. O orçamento de obras públicas é um dos pontos sensíveis, pois é ali que reside boa parte dos desencontros, desentendimentos e irregularidades”.

O presidente do Sinduscon, André Montenegro, considera que o encontro entre os órgãos de controle é de grande importância: “- Esse diálogo é muito proveitoso para a sociedade, e que este diálogo continue, que surjam outras orientações para inibir novas dúvidas que possam existir”.

(Site do TCM)

Governador e corregedora vão expor programa de execução fiscal

O governador Camilo Santana e a ministra Nancy Andrighi, corregedora nacional de Justiça, darão entrevista coletiva nesta segunda-feira, às 16 horas, no Tribunal de Justiça do Estado (Cambeba).

Eles vão falar sobre a implementação do “Programa Nacional de Governança Diferenciada das Execuções Fiscais” no Ceará.

FGV – Inflação ganha força nas principais Capitais

“O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-S) teve variação de 1,26%, na primeira prévia de março, que representa 0,29 ponto percentual (p.p.) superior ao resultado do fechamento de fevereiro (0,97%). Quatro dos oito grupos pesquisados apresentaram avanços em índices acima da apuração anterior, segundo os dados da pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV).

A coleta de preços refere-se ao período de 8 de fevereiro a 7 de março últimos e o aumento mais expressivo ocorreu em habitação (de 0,90% para 1,75%) sob o efeito da tarifa de energia elétrica residencial (de 1,09% para 7,20%. O orçamento das famílias também foi mais pressionado pelos grupos: alimentação (de 0,77% para 1,11%), puxado pelas hortaliças e legumes que ficaram 8,21% mais caros contra alta de 4,56%; educação, leitura e recreação (de -0,02% para 0,42%) e vestuário (de 0,11% para 0,20%).

No grupo transportes, o aumento médio foi menos intenso do que no fechamento de fevereiro ao passar de uma alta de 2,52% para 2,28%. O mesmo ocorreu em relação ao grupo despesas diversas (de 1,16% para 1,03%) e comunicação (de 0,27% para 0,12%). No grupo saúde e cuidados pessoais foi constatada estabilidade em 0,63%.

As cinco altas que mais influenciam o IPC-S foram: gasolina (7,60%); tarifa de eletricidade residencial (7,20%); refeições em bares e restaurantes (1,15%); condomínio residencial (2,56%) e etanol (5,23%). Em sentido oposto, os cinco itens de menor peso na taxa foram: leite tipo longa vida (-2,65%); batata-inglesa (-4,21%); frango em pedaços (-1,98%); show musical (-0,93%) e uva (-9,13).”

(Agência Brasil)

Dilma Rousseff receberá líderes partidários para tratar sobre IR e pacote fiscal

eunicioooo

O líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, e demais líderes partidários da base aliada terão encontro, a partir das 18 horas desta segunda-feira, com a presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto.

A presidente Dilma quer reajustar a tabela do Imposto de renda em apenas 4,5% e o Congresso Nacional propõe a inflação, com percentual de 6,5%.

Além da tabela de correção do IR, deve ser discutido também o pacote de ajuste fiscal, devolvido pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), semana passadas, e que voltou a tramitar ali por meio de projeto de lei.

Reforma Política vindo do atual Congresso é enganação

Com o título “Reforma Política não é reforma eleitoral”, eis artigo do professor Uribam Xavier, da Área de Ciências Política do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal do Ceará. Para ele, reduzir a discussão da Reforma Política à reforma eleitoral é uma forma de enganar a população e de tentar apresentar uma reforma eleitoral como saída para a crise institucional, política e moral vivida pelo país. Ele é cético quanto a uma reforma política saindo do atual Congresso. Confira:

Há mais ou menos duas décadas, o debate sobre reforma política é tratado como urgente e necessário, mas tem sido usado como escapatória pelos políticos nos momentos em que os três poderes, principalmente o legislativo, são postos em xeque por estarem envolvidos em esquemas de corrupção, descaso com a coisa pública, abuso do uso de cargos públicos, privatização da agenda política, inoperância das políticas públicas ou a combinação entre esse conjunto de fatores. A reforma política tem sido um espectro que roda o discurso dos políticos acusados de não representarem a sua base eleitoral ou, em momentos de crise institucional, colocada em pauta com o seu conteúdo sendo reduzido a uma reforma eleitoral superficial e casuística, reforçando a ideia de que não encontraremos uma resposta satisfatória para a crise política nos detentores de representação política.

Uma reforma política pressupõe a radicalização da democracia, ou seja, a criação de mecanismos institucionais que permitam uma maior participação da população no controle das instituições públicas dos três poderes, na gestão do orçamento e das políticas públicas, e no controle do mandado representativo. Porém, parece que a democracia, como é entendida, por parte dos políticos brasileiros, não pode ser democratizada, pois aqui se sedimentou o modelo schumpeteriano.

No modelo liberal schumpeteriano, a democracia é uma mera formalidade, um conjunto de procedimentos minimalistas, sem nenhum valor substantivo, que garante o funcionamento de arranjos institucionais que permitem que indivíduos organizados em partidos possam disputar, por meio do voto, o poder de decidir pela maioria. Assim, a maioria tem igualdade formal de voto, mas não tem poder de influenciar e determinar o voto dos parlamentares e dos governos no exercício da representação e do poder. No caso brasileiro, após os avanços na Constituição de 1988, a reflexão sobre a democracia acabou tornando hegemônica a suposição de que a democracia se restringe à legalidade das instituições e ao sistema político representativo. Assim, os mecanismos institucionais da democracia semidireta [o referendo, o plebiscito e a iniciativa popular], garantidos no artigo 14 da Constituição para vigorarem no nível nacional, estadual e municipal, nunca saíram do papel em mais de 27 anos. Cada vez mais é evidente que o poder judiciário precisa ser democratizado, que a população deve ter controle sobre suas ações e o seu financiamento. Uma reforma política precisa pautar a eleição direta para os membros do Supremo Tribunal Federal e para outras esferas do judiciário.

Reduzir a discussão da Reforma Política à reforma eleitoral [financiamento de campanha, sistema eleitoral e partidário, voto livre ou obrigatório, sistema e forma de governo] é uma forma de enganar a população e de tentar apresentar uma reforma eleitoral como saída para a crise institucional, política e moral vivida pelo país. Uma reforma política não vai sair do atual Congresso conservador que temos, e, mesmo que saia uma reforma eleitoral, será apenas no formato que permita que eles continuem a se perpetuar no poder. Uma reforma política que signifique a radicalização da democracia deve ser amadurecida pelo debate propositivo que envolva a reforma dos três poderes e tenha os movimentos organizados na participação individual dos cidadãos na definição do processo e nas suas deliberações. Pode-se dizer que isso é impossível, uma utopia, mas o possível já está dado e não nos serve. Se o possível não nos serve, que passemos, então, a gastar nossas energias políticas na materialização do impossível.

Afinal, uma definição da política é que ela é a arte de materializar o impossível. A reforma política possível a ser feita por um Congresso conservador não é reforma política, não nos representa, não é democrática, reflete apenas uma ação política como simulacro.

* Uribam Xavier,

Professor da Área de Ciências Política do Departamento de Ciências Sociais da UFC.

José Guimarães – “Não tem governabilidade no País, neste momento, sem o PMDB”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Ob61t-fq7M0[/youtube]

O líder do Governo na Câmara, José Nobre Guimarães, disse, nesta segunda-feira, que não há governabilidade no Pais, neste momento, sem o PMDB. Foi essa sua reação, ao ser indagado sobre declaração do governador Camilo Santana (PT) de que o PMDB não vem agindo como aliado do Governo Dilma Rousseff.

Indagado se o PMDB seria, então, um mal necessário para o Governo Dilma, ele reagiu: “Nós precisamos da base completa. Sou defensor da tese de recomposição do PMDB”, e insistiu: “Não tem governabilidade do País, no momento, sem om PMDB”. Guimarães, lembra que é preciso se relacionar com o PMDB, até porque esse partido detém as presidências do Senado e da Câmara.

José Guimarães avalia que o cenário atual do País, confuso e cheio de denúncias, é fruto das falta da reforma política, que seria “o melhor remédio para se combater o caixa 2”.

Corpo de Inezita Barroso é velado na Assembleia Legislativa de São Paulo

170 2

“O corpo da cantora e apresentadora Inezita Barroso está sendo velado desde as 6h30min de hoje (9), na Assembleia Legislativa de São Paulo, e seguirá às 16 horas para o cemitério Gethsemani, no Morumbi, na zona sul da cidade. Ela morreu na noite de ontem (8), aos 90 anos, vítima de insuficiência respiratória, depois de ficar internada no Hospital Sírio-Libanês desde o dia 19 de fevereiro.

A artista apresentava o programa semanal Viola, Minha Viola, na TV Cultura, e ontem (8) foi homenageada em edição especial pela passagem do seu aniversário de 90 anos, comemorado na última quarta-feira (4).

Inezita teve atuação marcante não só na abertura de espaços a talentos da música caipira, como em diversos ramos da cultura. Além de gravar músicas de sucesso, como Ronda, A Marvada Pinga e Lampião de Gás, foi uma das primeiras atrizes da antiga Companhia Cinematografica Vera Cruz.

A cantora nasceu em São Paulo e viveu entre o bairro Barra Funda, na capital, e a fazenda da família, no interior do estado. Formada em biblioteconomia, Inezita tinha grande interesse nos valores regionais do Brasil e tornou-se professora universitária de folclore nacional.”

(Agência Brasil)

DETALHE – Inezita não nasceu Barroso. Esse sobrenome foi adquirido pelo casamento com um cearense da família Barroso. Sobrenome que fez questão de manter até o fim da sua longa vida. Inezita, em décadas passadas, comparecia frequentemente à capital cearense e, sempre, ao se reportar à terra da luz, fazia com um misto de amor e respeito. Repouse em paz, grande guerreira. (Colaboração do leitor João Nogueira de Sousa).

Goveno Dilma não vai mais abrir o capital da Caixa Econômica Federal

carloseduardo

O governo federal não vai mais abrir o capital da Caixa Econômica Federal, como chegou a anunciar a presidente Dilma Rouseff no fim de 2014. Vai abrir apenas o capital da Caixa Seguros. A informação é do jornal Valor Econômico desta segunda-feira.

Ainda segundo o jornal, as primeiras avaliações do governo indicaram que a privatização da Caixa, mediante abertura de capital, seria um processo muito demorado, pouco lucrativo e ainda poderia paralisar os investimentos sociais da Instituição.

Para o presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Carlos Eduardo Bezerra, cuja entidade esteve à frente de várias manifestações em defesa da Caixa 100% pública, esse recuo do governo “é resultado da pressão dos trabalhadores, evitando o retrocesso”.

Mercado espera inflação de 7,77% neste ano

“Os investidores e analistas do mercado financeiro voltaram a elevar a expectativa do fechamento da inflação para 2015. Segundo o boletim Focus, pesquisa junto a instituições financeiras divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC), a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) encerrará o ano em 7,77%, maior do que a previsão de 7,47% na semana anterior. Os preços administrados, aqueles regulados pelo governo – como o da gasolina e da energia – subirão 11,18%. Anteriormente, a estimativa era 11%.

A previsão para o IPCA em 2015 se aproxima da alta acumulada pelo índice no período equivalente a um ano. Na semana passada, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo indicador, divulgou que em fevereiro ele subiu 7,7% no acumulado de 12 meses. Levando-se em conta apenas o recorte mensal, a alta da inflação foi 1,22% em fevereiro e havia ficado em 1,24% em janeiro. A meta de inflação estipulada pela equipe econômica é 4,5%, com teto de 6,5%.

A expectativa para fechamento da Selic, taxa básica de juros da economia e principal instrumento do BC para controle da inflação, permaneceu em 13% ao ano para 2015. Isso significa que o mercado espera que o Comitê de Política Monetária (Copom) da instituição eleve a taxa mais uma vez este ano, em 0,25 ponto percentual. Na semana passada, o Copom subiu a Selic em 0,5 ponto percentual, e esta chegou a 12,75% ao ano. O patamar de elevação confirmou as previsões de analistas de mercado.

Com relação ao Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos por um país) a projeção é que a economia terá retração de 0,66% contra 0,58% anteriormente. Já para a produção industrial, é esperada queda de 1,38%, e não mais o recuo de 0,72%.”

(Agência Brasil)

Fortaleza quer aumentar número de sócio-torcedor com know-how do Palmeiras

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=mWoc_7c8xTI[/youtube]

O time do Fortaleza vai apostar firme num trabalho para aumentar seu sócio-torrcedor. Foi o que disse, nesta segunda-feira, o presidente do clube, Jorge Mota, antes de embarcar para o Rio. Ele participará ali, na CBF, de reunião sobre o Campeonato Brasileiro da Série C e já adiantou que virão novas contratações.

Jorge Mota aproveitou para dar outra informação: vai investir no aumento do número do sócio-torcedor do clube. Para isso, contará com o know-how de gente do Palmeiras.