Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Parlamentar questiona obras do VLT. Haverá luz no fim destes túneis?

Com o título “Trens fora dos trilhos”, eis artigo do deputado estadual João Jaime (DEM). Ele aborda, com muitas queixas, obras da mobilidade como os VLTs do Cariri e de Sobral e o VLT de Fortaleza. Confira:

O trem (VLT) do Cariri, opera há três anos. Continua transportando, no máximo, 1.200 passageiros por dia, com a tarifa de R$ 1,00 por pessoa. Pensando nisso, paira a dúvida sobre os gastos com a obra referentes a investimento e manutenção. Isso, tendo em vista que a obra custou para o Estado aproximadamente R$ 60 milhões e a manutenção gira em torno de R$ 6 mil por ano.

Considerando essa demanda: 1.200 passageiros/dia, teremos : 1200×22(dias/mês , sábado e domingo quase não funciona ) x 12 (meses) = 316.800 passagens/ano. Considerando que o passageiro paga R$ 1,00 por viagem, teríamos um subsídio de R$ 18,94 por viagem de passageiro. Mais fácil e mais barato seria pagar um táxi para cada passageiro .

No que diz respeito a Sobral, o VLT, que deve ter custado mais do dobro, está pronto há quase um ano, inclusive com os trens comprados. Por que, até hoje, não operou? Quanto custou a obra? Quanto será a tarifa e quanto terá de custeio do Estado? Há informações sobre apontando que, por erro de projeto, os trens não fazem as curvas .

Já o VLT de Fortaleza está em obra. A qualidade da obra é vista a olhos nus. Basta ir à Avenida Jangadeiro e ver as muretas que devem servir de suporte para as grades de proteção da linha férrea. Sem padrão nem alinhamento. Também podemos observar as estruturas pre-moldadas dos viadutos. A construtora atual diz que o problema é a falta de reajuste; o governo não encontraria quem faça pelo atual orçamento.

E a marca do Governo é essa: falta de planejamento, desprezo pela boa técnica e obra barata, com serviço duvidoso e mal executado. O máximo da comprovação da tese foi a adutora de Itapipoca que nem o “bombeiro”, com formação de engenheiro, conseguiu ajeitar.

Quanto vai ser o custeio do VLT e o Metrô para o Estado? A obra total licitada é de R$ 3,5 bilhões. E o custeio da operação?  A Ivepar, vencedora da manifestação de interesse para operar as três linhas do Metrô (Sul, Oeste e Leste) mais o VLT Parangaba /Mucuripe, quer R$ 500 milhões ( quinhentos milhões/ano ) de contrapartida do Estado.

O sistema do metrô atenderá , no máximo, 35% da demanda atual do ônibus. Com o sistema total operando, teremos o modal ônibus com 65% da demanda e o metrô com 35%. Ou seja, temos condição orçamentária para subsidiar o modal metrô?

Apesar das deficiências, por falta de planejamento governamental, que sempre privilegiou o transporte individual, subsidiar o transporte de passageiros deve ser a prioridade de um Estado sem educação, saúde e onde as pessoas ainda sofrem de sede?

A compra dos tatuzoēs (vão perfurar a parte subterrânea do Metrofor) foi um grande erro. O Governo terá que construir uma termelétrica para atender a demanda de energia não prevista na compra . Mais prejuízo para o Estado. Depois da obra, o que vão fazer com esses equipamentos?

Falta planejamento e as decisões são por impulso .

* João Jaime,

Deputado estadual pelo DEM.

Teólogo Leonardo Boff é conferencista em congresso estadual dos fazendários

leonardoboff

Tudo pronto para o VII Congresso Estadual dos Fazendários. A realização é do Sindicato dos Fazendários do Ceará (Sintaf) e ocorrerá nesta terça, quinta e sexta-feira. A abertura ocorrerá a partir das 19h30min desta terça-feira, no Marina Park Hotel. O governador Cid Gomes prometeu estar presente, pois, segundo a categoria, ele se comprometeu a encaminhar a Lei Orgânica do Fisco Estadual até o fim do seu mandato. Dentro da programação, nomes de peso como o teólogo, professor e escritor Leonardo Boff, que debaterá o tema principal “Cidadania Fiscal e Lei Orgânica do Fisco” e temas correlatos, fundamentais ao exercício da carreira fazendária, ao fortalecimento do Fisco e à justiça fiscal. Após o feriado do Dia de São José, Leonardo Boff abrirá os painéis do evento, às 14 horas.

Na sexta-feira, haverá painéis abordando “Participação Política e as Ameaças ao Serviço Público” e “Lei Orgânica do Fisco e Desenvolvimento do Estado”. Além de Leonardo Boff, estarão como conferencistas os deputados federais Chico Lopes (PCdoB), João Dado (SDD-SP), Artur Bruno (PT) e Décio Lima (PT-SC), este último autor da proposta de emenda à Constituição Federal que prevê a Lei Orgânica da Administração Tributária Nacional (PEC 186/2007); o deputado estadual Mauro Filho (PROS) e o coordenador executivo do Laboratório de Estudos da Pobreza (LEP/Caen/UFC), João Mário França, também estão entre convidados.

SERVIÇO

* Mais informações: www.sintafce.org.br – (85) 3281.9044 -sintaf@sintafce.org.br

Dilma destaca avanços do ensino técnico no País

“A presidenta Dilma Rousseff ressaltou hoje (17) a importância do ensino técnico para o desenvolvimento do país. Em entrevista no programa semanal Café com a Presidenta, ela falou sobre as inscrições no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) que começam nesta segunda-feira.

Os cursos técnicos duram de um ano e meio a dois anos. No período, além das aulas teóricas, o estudante tem aulas em laboratórios e faz treinamento ou estágio em empresa para que, ao concluir o curso, tenha uma profissão. “É por isso que as instituições de ensino que oferecem vagas pelo Sisutec são avaliadas pelo Ministério da Educação, porque queremos que os cursos técnicos sejam de alta qualidade. O Brasil precisa muito de técnicos, com habilidade, conhecimento, boa formação, porque eles vão contribuir para o desenvolvimento do nosso país”, destacou Dilma.

Segundo a presidenta, no ano passado, quando o Sisutec foi criado, houve um total de 737 mil inscrições de todo o Brasil para 240 mil vagas. “Foi por isso que nós decidimos ampliar a oferta de vagas na atual edição do Sisutec e estamos oferecendo mais 52 mil vagas”, disse.”

(Agência Brasil)

 

Chico Lopes: Veto ao projeto de emancipação de distritos pode ser derubado

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=pwQtbgjlVD4&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O deputado federal Chcio Lopes (PCdob) afirmou, nesta segunda-feira, que o projeto criando novos municípios no País tem tudo para ser derrubado, caso entre na pauta de votação da Câmara. Ele diz que a matéria traz regras mais rígidas para a emancipação de distritos.

Homens jovens são a maioria das vítimas de homicídio no Ceará

perfilll

“A maioria das vítimas de homicídio no Ceará este ano era jovem, com idade entre 15 e 29 anos. Das 772 pessoas assassinadas nos dois primeiros meses de 2014, 400 (51%) têm esse perfil. O POVO fez o levantamento com base nos relatórios da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Os dados de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) são publicados na Internet e incluem homicídios dolosos, latrocínios (roubos seguidos de morte) e óbitos decorrentes de lesão.

Os jovens homens são os que mais morrem (foram 381 vítimas do sexo masculino e 19 do sexo feminino, nessa faixa etária). Se consideradas todas as idades, o gênero masculino chega a 93% dos CVLIs. O levantamento mostra ainda que os crimes foram cometidos majoritariamente com armas de fogo (83%). Quase metade dessas mortes aconteceu em Fortaleza, cidade que concentra cerca de um terço da população do Ceará (ver quadro).

Para o coordenador do Laboratório de Estudos da Violência (LEV/UFC), sociólogo César Barreira, fatores históricos explicam o perfil da vítima de morte violenta no Ceará ser o homem jovem. Segundo ele, essas vítimas são preferenciais porque culturalmente o homem circula em ambientes mais perigosos que as mulheres. Logo, protagonizam mais disputas. De toda espécie. Das amorosas ao controle do tráfico. Esses conflitos resultam em mortes.

Barreira cobra políticas públicas de esporte, lazer, educação, cultura e capacitação profissional para essa população jovem não ser ainda mais vitimizada. E ressalta a necessidade de reduzir a circulação de armas de fogo no Estado. O Ceará tem desempenho tímido nas campanhas nacionais de desarmamento. “A gente fala muito que a violência é democrática. Mas ela termina sendo seletiva na medida em que a vítima preferencial é o homem jovem. Sendo agressor, ele se expõe mais. Então, também é mais vítima. Os jovens continuam mais vítima do que propriamente agressores. E o Estado carece muito de uma política para o jovem”, cita César.

Questões educacionais também explicam esse fenômeno da matança seletiva. “A formação dos rapazes é voltada para o enfrentamento, o ideal do macho guerreiro e a exposição dos elementos da masculinidade. As moças, até pouco tempo, tinham uma formação mais voltada para o lar. Por isso que, na violência doméstica, a grande maioria das vítimas é mulher e, nas ruas, predomina o masculino. E não existem políticas que acolham esses jovens. Essa ausência de Estado deixa um vazio. Um vazio que é preenchido com a violência”, frisa Geovani Jacó, coordenador do Laboratório de Estudos e Pesquisas sobre Conflitualidade e Violência (Covio/Uece).

Geovani critica a ineficácia do poder público na contenção do narcotráfico, outro forte vetor, conforme o estudioso, da morte violenta. “O Estado é incapaz de reprimir a expansão do narcotráfico. No fundo, os jovens estão pedindo socorro. Estão buscando formas de afirmação social. Como não encontram no Estado, encontram no mercado do narcotráfico, que lhe promete poder e visibilidade. Só que isso é algo letal e autoritário. Depõe contra qualquer lógica do Estado Moderno, instaurando regras particulares. Muito embora não se configure um estado paralelo. Porque tudo isso tem a conivência do Estado. A ramificação da lógica do crime não circula só entre a sociedade. Ela está entranhada na Polícia, na Justiça, no Legislativo… É uma questão complexa. E endêmica.”

(Bruno de Castro, do O POVO)

Congresso decide esta semana se mantém veto a projeto que pode criar 400 cidades

O Congresso Nacional decide, em sessão conjunta da Câmara e do Senado, na terça-feira (18), se mantém 12 vetos da presidenta Dilma Rousseff a projetos de lei aprovados pelo Parlamento no ano de 2013. O ponto mais polêmico é sobre o texto que facilita a criação de novos municípios, vetado integralmente sob o argumento de que a nova lei aumentaria as despesas públicas. O governo teme que quase 400 municípios sejam criados a partir das novas regras.

Em fevereiro, na primeira sessão conjunta do Congresso, os parlamentares não conseguiram chegar a um acordo sobre os vetos.  Pouco antes da abertura da sessão, houve tumulto quando manifestantes municipalistas que queriam acompanhar a sessão das galerias do plenário foram barrados pela Polícia Legislativa. Com receio de que o veto fosse mantido, devido ao pequeno número de senadores presentes na sessão, os parlamentares decidiram adiar a votação.

Já o governo, ante a possibilidade de ter o veto presidencial derrubado, acenou com a possibilidade de apresentar uma proposta alternativa ao projeto de criação de municípios. A ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, e o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PT-PE), entraram em campo para acalmar o ânimo dos parlamentares.

A proposta em negociação, segundo Costa, é manter o veto da presidenta Dilma Rousseff sobre o projeto que já foi aprovado e que facilitava a criação de municípios, para discutir o assunto em outro texto a ser apresentado ao Legislativo. O texto vetado tramitou mais de dez anos no Congresso.

(Agência Brasil)

Codevas passa a gerir oficialmente o projeto de transposição do São Francisco

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) é, a partir desta sexta-feira (14), operadora oficial do sistema de gestão do Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (PISF). O decreto presidencial número 8.207 foi publicado no Diário Oficial da União e, além de ratificar o novo papel da Codevasf, delimita a chamada região de integração, determina a composição do conselho gestor que vai gerir o PISF e aponta as diretrizes das atribuições do conselho.

O decreto assinado pela presidenta Dilma Roussef estabelece que a região de integração, cujo sistema de gestão a Codevasf vai operar, compreende o conjunto de municípios abastecidos pelas estruturas hídricas interligadas aos eixos Norte e Leste do PISF e aos seus ramais, inseridos nas bacias e sub-bacias receptoras nos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte.

O documento também determina que o conselho gestor de caráter consultivo e deliberativo que vai gerir o PISF, além de um membro de cada um daqueles estados, será composto também de um representante de cada um dos seguintes órgãos: Casa Civil; ministérios da Fazenda; Minas e Energia; Planejamento, Orçamento e Gestão; Meio Ambiente; Comitê da Bacia Hidrográfica do rio São Francisco; e dos comitês das bacias hidrográficas receptoras. O conselho será presidido pelo Ministério da Integração Nacional, ao qual fica vinculado.

(Com Codevasf)

AFBNB lança cordel sobre plano de demissão incentiva do Banco do Nordeste

pidd

Caro Eliomar de Lima,

A Associação dos Funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (AFBNB) encomendou ao escritor e ilustrador Klevisson Viana o cordel “PID pra sair!”, sobre o programa de incentivo ao desligamento recém-lançado pelo BNB. O texto ratifica o entendimento da entidade de que o plano não resolve o grave problema previdenciário dos trabalhadores do banco, causado pelo esfacelamento do Plano BD da Caixa de Previdência do Banco (Capef). O cordel será distribuído nas unidades do BNB.

Conto com seu apoio na divulgação no Blog.

Atenciosamente,

Associação dos Funcionários do Banco do Nordeste (AFBNB).

SERVIÇO

* Leia o cordel aqui.

Polícia Civil prende integrante do PCC no Ceará

Um homem apontado como um dos chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC) e acusado de tráfico de drogas foi preso na manhã desta sexta-feira, 14. A prisão foi resultado da operação Famae 40, realizada pela Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus), por meio do Grupo de Custódia, em parceria com a Polícia Civil.

Segundo a Sejus, operação consiste no cumprimento de mais de 40 mandados de prisão de casos relacionados ao tráfico de drogas. O homem apontado como integrante do PCC é Roberto Cavalcante Araújo, o Escorpião.

Ainda de acordo com a Sejus, Roberto Araújo havia recebido da Justiça a progressão do regime fechado para o semiaberto e era monitorado por tornozeleira eletrônica. O acusado foi preso em casa e, em seguida, escoltado pelo Grupo de Custódia até a Delegacia de Narcóticos (Denarc), onde será submetido aos procedimentos cabíveis.

PCC

O PCC é uma facção criminosa criada em agosto de 1993, em um presídio de Taubaté (distante 140 km de São Paulo).

(O POVO Online)

Indaiá patrocina lutador cearense de MMA

reneeforte

O cearense Renée Forte vai buscar neste sábado, em Dallas, no Texas (EUA), a segunda vitória na maior organização de MMA do planeta, o Ultimate Fighter Championship. Será contra o mexicano Francisco Trevino, no UFC 171. Ex-participante da primeira edição do reality show The Ultimate Fighter Brasil, da Globo, o cearense acumula um cartel de oito vitórias e três derrotas ao longo de sua carreira. A caminho de sua primeira luta em 2014, Renée Forte vai entrar no octógono de patrocinador novo: a Indaiá, maior envasadora de água mineral natural do Brasil.

Trevino é um páreo duro. O mexicano está invicto na carreira (11 vitórias). Renée aposta na preparação que fez para superar as qualidades do seu oponente. Aos 26 anos, Renée Forte iniciou no MMA profissional em 2006. Depois de emplacar uma sequência de sete vitórias e apenas uma derrota, conquistou o direito de entrar na casa do TUF Brasil 1 ao derrotar na fase eliminatória Fabio Bolinho.

Após a participação do reality show, ganhou a oportunidade de ingressar no UFC contra Serginho Moraes no UFC 153, disputado em outubro de 2012. Ambientado com os pesos leves (70kg) após duas lutas no UFC – estreou no novo peso com vitória sobre Terry Etim, no UFC on Fuel TV 7, em fevereiro de 2013.

Dilma agenda nova visita ao Ceará

106 4

dilmarcc

Dilma e o prefeito RC: Tudo a ver.

A presidente Dilma Rousseff pode visitar o Ceará na próxima semana e não no começo de abril como se divulga. Há uma reunião da área de comunicação da presidência da República com o pessoal do Palácio da Abolição. A data prevista é 19 próximo, Dia de São José.

Dilma, segundo roteiro em discussão, incluirá ida ao Interior. Sobral (Zona Norte), por exemplo, onde entregará um conjunto habitacional do programa Minha Casa, Minha Vida. Uma ida ao projeto de transposição do Rio São Francisco, em Mauriti (Região do Cariri), ainda não seria certeza. Em Fortaleza, com Cid Gomes, entrega de máquinas agrícolas.

A última visita de Dilma ao Ceará foi para inaugurar a Linha Leste do Metrofor. Naquela época, ela, inclusive, voltou a trocar o nome do prefeito de Fortaleza. De Roberto Cláudio por “Antônio Carlos”.

 

Marco Feliciano – “Sem graça”

Esta é da Coluna Radar, da Veja Online:

De volta ao fundo do plenário, Marco Feliciano começa a dar sinais de que anda sentindo falta dos holofotes que o abandonaram no momento em que ele encerrou sua polêmica atuação na Comissão de Direitos Humanos. Feliciano, ainda integrante da CDH, estranhou a tranquilidade na abertura dos trabalhos do colegiado este ano e a ausência dos que lhe cobravam uma postura democrática como presidente.

Provoca Feliciano:

– Pensei que, já nas primeiras sessões, haveria gays me atacando, marcando presença. Não tinha nada. Está sem graça.

Mantega diz que mercado recebeu com otimismo medidas para setor elétrico

“O ministro da Fazenda, Guido Mantega, considera que as novas medidas anunciadas para o setor elétrico foram bem recebidas pelo mercado financeiro. “Foi bem recebido”, disse Mantega ao deixar o prédio do Ministério da Fazenda, em Brasília. Ele seguiu nesta sexta-feira para São Paulo.

A presença do ministro, em Brasília, surpreendeu os jornalistas: a agenda de Mantega divulgada pelo Ministério da Fazenda informou que ele despacharia no edifício do Banco do Brasil, na Avenida Paulista, São Paulo.

Mantega não comentou o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período), divulgado hoje, que apresentou expansão de 1,26% em janeiro, comparado com o mês anterior.”

(Agência Brasil)

Modelo de Consórcio Público de Saúde de Cascavel vira modelo no IdeiaSUS

A experiência do Consórcio Público de Saúde da Região de Cascavel  (CPSRCAS), apresentado pelo diretor-executivo Bruno Eloy durante a segunda edição da Mostra Nacional de Experiências em Gestão Estratégica e Participativa no SUS – II EXpogep, em fevereiro deste ano, em Brasília, foi selecionada e incluída no Banco de Práticas e Soluções em Saúde e Ambiente (IdeiaSUS).

Coordenado pela Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde da FIOCRUZ, o IdeiaSUS tem como finalidade a divulgação e consulta de práticas e soluções para o SUS, implantadas nos diversos territórios do País.

O trabalho será submetido a comitês de avaliação e, caso seja certificado, poderá ser credenciado para receber incentivos e investimentos por parte de agências de fomento parceiras da FIOCRUZ.

Zona Norte do Ceará em clima de “Zona Eleitoral”

136 1

eunicoliviefra

Eunício: Ser ou não ser candidato? Eis a dúvida cruel.

O governamentável Eunício Oliveira, senador e presidente regional do PMDB, vai puxar mais um encontro regional do seu partido. Será neste sábado, em Croatá (Zona Norte), onde se poderá ouvir, de novo, o corinho “Eunício governador!”.

cidzezinho

Cid com Zezinho em tudo que é evento. Só falta batizado.

Bem ali pertinho, em Sobral, estarão o governador Cid Gomes (Pros) e o presidente da Assembleia Legislativa,  Zezinho Albuquerque, um dos governamentáveis do Pros.

Eles vão conferir a tradicional cavalgada de São José.

* Mas todos, sem dúvida, de olho no altar chamado Palácio da Abolição.

Apoiado por 100% dos sindicatos, Beto Studart é eleito novo presidente da Fiec

197 3

betoto

Beto apregoa união de todos.

beto22

Prometeu não voltar à política partidária.

Em clima de festa, com auditório lotado, todos os delegados representantes dos 39 sindicatos filiados à Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) foram às urnas nesta sexta-feira e endossaram o empresário Beto Studart como novo presidente da entidade. A chapa única foi aclamada e, após a votação, Beto Studart discursou apregoando “união de todos”.

Beto Studart elogiou a gestão do atual do presidente Roberto Macedo, observando que “ela (gestão) não se acabará em setembro – época em que vai toma posse, pois terá continuidade conosco”. Chegou a dizer: “A gestão de Roberto Macedo será eterna!”, no que foi bastante aplaudido.

Ele prometeu “tentar fazer na Fiec uma grande administração”, no que reiterou apelo: com apoio de todos os sindicatos. Disse mais: “Eu não nasci para o anonimato, mas continuarei sendo aquele homem simples, que entrou na Fiec há 26 anos”. Beto afirmou ainda que agora pode dizer que chegou o tempo certo de assumir o comando da entidade. O novo dirigente chegou a postular o comando da Fiec há 12 anos, mas perdeu para Jorge Parente, em disputa acirrada e cheia de dissidências.

Beto aproveitou para afastar também qualquer possibilidade de uma volta sua à vida político-partidária. Ele é filiado ao PSDB, mas não pensa em mandatos. Ele chegou a disputar como vice na chapa do ex-governador Lúcio Alcântara que, tentando reeleição, perdeu para o governador Cid Gomes.

Presenças bem notadas

Humberto Fontenele, que foi vice-presidente da Fiec nas gestões de Fernando Cirino e Jorge Parente; Fernando Cirino, ex-presidente da entidade; Chiquinho Feitosa, vice-presidente estadual do DEM; e o presidente da Fecomércio, Luiz Gastão.

Ausências bem notadas

Alexandre Pereira, que foi eleito como vice de Beto Studart; e Jorge Parente, que será representante da Fiec da gestão de Beto Studart junto à Confederação Nacional da Indústria.

(Fotos – Giovanni Santos)

Você, meu amigo de fé, meu irmão camarada…

Com o título “Fé, meu caro Émerson!”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Ele destaca qualidades de um amigo maratonista, que sofreu acidente, mas nunca perdeu a fé e sempre foi referência. Artigos como esse devem servir para nos lembrar de que precisamos sempre valorizar os amigos. Os verdadeiros. Confira:

O meu compadre Fábio Montenegro, professor da Matemática da UFC e companheiro eventual de corridas, me falou, após concluirmos a maratona do Rio de Janeiro ano passado: “Cara, não existe maratonista ateu!” Fui obrigado a concordar. Não por ser católico e ter o costume de rezar durante os treinos, mas por vários outros motivos. Lembro da chegada da minha primeira maratona: as lágrimas descendo em meio à emoção e o corpo todo dolorido do pescoço pra baixo, sem responder direito às ordens do cérebro. Quem pratica esportes de resistência, sabe que não basta preparação para completar o percurso. É preciso ter fé, é preciso acreditar, no seu íntimo, que você vai chegar lá.

Quando eu falo de fé, eu tento expressar um sentimento que vai além da esfera de uma religião específica: pode ser fé em Deus, fé num santo, fé na humanidade, fé nos astros, fé na natureza, fé em si mesmo. Ela é absolutamente necessária para vencer o cansaço, a dor e quaisquer dificuldades que apareçam no percurso.

No último domingo, dia 9, fui surpreendido com a notícia do acidente do advogado Émerson Damasceno, atropelado fazendo seu treino de bike, num trajeto que já fiz algumas dezenas de vezes. Quem, como eu, o conheceu antes de ele iniciar os treinamentos para o Iron Man, e acompanhou sua drástica mudança de vida – para melhor – se dedicando aos treinos, emagrecendo, parando de beber, dando um exemplo de força de vontade fora do comum, ficou, naturalmente chocado.

Frequentador assíduo das redes sociais, os novos hábitos do Émerson eram compartilhados com seus milhares de seguidores via twitter e facebook. Em meio a tanta porcaria veiculada nestas mídias, sempre me encantava com a possibilidade de aquilo ser uma influência positiva sobre as pessoas, pra que elas cuidassem mais de sua saúde, largassem vícios e posturas sedentárias.

Nós, seres humanos, temos a mania chata de procurar sentido em tudo. Quando um fato destes ocorre, nos vêm logo aquela inexorável pergunta: Por quê? Entregar ao acaso a explicação pode até servir à nossa racionalidade. Mas não para quem tem fé. Porque quem corre, pedala e nada grandes distâncias sabe que o prazer da vitória é chegar ao fim. E chegar ao fim significa nunca desistir. O derrotado não é o segundo, o terceiro ou o trigésimo colocado. O derrotado é aquele que não tem coragem de tentar. Ou não tem fé para cruzar a linha que vai lhe fazer explodir por dentro o grito: “eu consegui!”.

Meu caro Émerson, a primeira vitória você já obteve: está vivo, se recuperando e cercado das pessoas que de fato lhe amam. Isso por si só já é muito e não tem preço. O que você viverá agora é uma batalha muito mais nobre do que qualquer competição. E, como seu seguidor, me sentirei honrado em acompanhar cada momento de sua recuperação pelas redes sociais. E vibrarei com todas as vitórias que serão conquistadas, passo a passo, até seu pleno restabelecimento, que espero que seja breve.

Fé e força, meu caro! Acreditar que tudo vai dar certo, superar nossos limites, são coisas que já fazemos, conscientemente ou não. Tenho certeza que você vai vencer mais essa, ombro a ombro com quem torce e lhe manda boas energias. Você vai cruzar talvez a linha mais importante de sua vida!

* Demétrio Andrade,

Jornalista e sociólogo.

Temendo nova seca, avicultura cearense trabalha contra falta do milho

pintadinha

Para evitar problemas no abastecimento do milho diante de possível nova seca, o presidente da Associação Cearense da Avicultura, João Jorge Reis, já articula, no Ministério da Agricultura, oferta de 40 mil toneladas/mês do produto. Essa é a cota que atende o segmento.

Em matéria de abastecimento, diz João Jorge, o quadro é de estabilidade. O milho consumido pelo setor, vem do Piauí, Goiás e do Maranhão e está dando para evitar problemas. A ordem é trabalhar preventivamente contra possível falta do produto, num contexto onde exportação e outros mercados nacionais sempre acabam mais competitivos.

A produção da avicultura cearense também atinge números positivos: são 5 milhões de quilos de frango por semana e mais quatro milhões de ovos por dia.

Gilberto Carvalho: Mudanças ministeriais reduzirão tensões entre Governo e PMDB

“O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse hoje (14) que as mudanças ministeriais anunciadas ontem (13) pela presidenta Dilma Rousseff devem reduzir as tensões entre o governo e o PMDB, maior partido da base aliada.

Dilma definiu substituições para seis pastas: Desenvolvimento Agrário; Cidades; Pesca e Aquicultura; Ciência, Tecnologia e Inovação; Agricultura, Pecuária e Abastecimento; e Turismo.

“Quando você toma uma definição, há pessoas felizes, outras menos felizes. Mas a tensão tende a baixar, eu espero que isso ocorra. Qualquer processo, quando se conclui, ajuda a dar um encaminhamento, a tensão é própria da definição”, avaliou, antes de participar da cerimônia de lançamento de edital para um programa de agroecologia no Palácio do Planalto.”

(Agência Brasil)