Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Ministro da Educação cancela agenda no Ceará

O ministro da Educação, Aloízio Mercadante, não vai participar da solenidade em que o governador Cid Gomes (PSB) anunciará resultados que os municípios cearenses atingiram no Programa de Alfabetização Na Idade Certa 2012. Foi convocado pela presidente Dilma para a reunião de emergência que avaliará a onda de manifestações em todo o País.

Cid Gomes, durante ato a partir das 10 horas desta sexta-feira, no Centro de Eventos, deverá divulgar ainda aumento de cota de repasse de ICMS para prefeituras que conseguiram avançar no plano da alfabetização.

Dilma convoca reunião de emergência para avaliar impactos das manifestações

A presidente Dilma Rousseff convocou uma reunião de emergência, para esta manhã de sexta-feira, com ministros mais próximos, entre eles o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, da Justiça. Hora de avaliar as manifestações realizadas no País. A invasão ao Palácio do Itamaraty deixou as autoridades palacianas “assustadas” e “chocadas”.

Elas consideraram este fato “muito grave”. Embora apenas Cardozo apareça na agenda de Dilma, os ministros chamados da Casa, que trabalham do Planalto, participarão do encontro. Na pauta, o mapeamento da extensão das manifestações e medidas emergenciais que podem ser tomadas para arrefecer o movimento.

(Com Agências)

Ministro cidista ameniza críticas de Ciro á administração de Dilma Rousseff

55 1

leocristino

O secretário nacional dos Portos, ministro Leônidas Cristino, amenizou ontem, em Fortaleza, declarações do ex-ministro Ciro Gomes (PSB), que admitiu apoio a Eduardo Campos em 2014 e teceu críticas à política econômica do Governo Dilma Rousseff.

“O Ciro é um homem inteligente, é meu amigo e conhece a realidade do País. Ele fala apontando novos caminhos e querendo o melhor para o País.” Ciro disse, na grande imprensa, que a gestão Dilma é “muito ruim” e que a economia do país se “deteriora” de “forma rápida e grave’, com possíveis consequências nas urnas em 2014.

Leônidas evitou polêmica, reiterou que Ciro lança um alerta na condição de aliado e completou: “O Ciro gosta da Dilma”. Isso lembra letra de música interpretada por Roberta Miranda… “Que amor é esse?”

(Coluna Vertical, do O POVO)

Ministro das Relações Exteriores diz que atos de vandalismo não podem se repetir

“O ministro as Relações Exteriores, Antonio Patriota, havia ido embora e retornou ao Palácio Itamaraty assim que soube do protesto no prédio, na noite de ontem (20). Manifestantes invadiram a sede do Ministério das Relações Exteriores. Houve princípio de incêndio na parte externa.

“Voltei ao prédio com o secretário-geral do Itamaraty, o chefe da Administração e com outros assessores. Fiquei muito indignado com o que ocorreu. Este é um prédio que é um patrimônio da nação brasileira, um patrimônio público, que representa a busca do entendimento pelo diálogo, com base no direito. Este foi um ato de vandalismo que não pode se repetir”, disse por intermédio da assessoria de imprensa.

O ministro ressaltou que é necessário que os manifestantes “transmitam suas reivindicações de forma pacífica” para que tenham “credibilidade”. Patriota lembrou que a partir do momento que há destruição do patrimônio público isso “destitui de qualquer legitimidade política e moral”.

“Eu acredito que a grande maioria dos manifestantes não se associa à violência e está, pelo contrário, procurando como aperfeiçoar a democracia brasileira por formas legítimas de manifestação”, destacou o chanceler, que costuma deixar o prédio Itamaraty apenas à noite.”

(Agência Brasil)

Clima quente no Palácio da Abolição entre PMs e manifestantes

62 2

violos

Seis menores foram apreendidos e 55 pessoas foram presas durante a manifestação desta quinta-feira, 20, segundo informações oficiais. De acordo com o superintendente Carlos Dantas, os 55 ainda serão investigados e nem todos deverão ser autuados em flagrante. Vários manifestantes foram ouvidos na 2ª Delegacia de Polícia.

Até as 23 horas, a polícia não havia  divulgado quantas pessoas foram detidas durante a manifestação desta quinta-feira, 20. Nesse momento, manifestantes são ouvidos na 2ª Delegacia de Polícia. No entorno, muitos familiares chegaram e reclamam da falta de informações. Três advogados foram autorizados a entrar no local.

Desde o fim do confronto, quando policiais se espalharam nas ruas adjacentes da avenida Barão de Studart, pessoas foram detidas e conduzidas para a 2ª Delegacia de Polícia. Um grupo de 10 manifestantes chegou à unidade acompanhada por homens do Batalhão de Choque.

(Com POVO Online – Foto Fábio Lima)

Paim afirma que manifestações têm pauta e proposta

O senador Paulo Paim (PT-RS) afirmou, nessa quinta-feira (20), que, apesar de as manifestações que estão ocorrendo no Brasil não terem um alvo específico, elas têm pautas e propostas concretas, entre elas a exigência de investimentos em transporte, saúde e educação de qualidade e no combate à violência.

– Temos muito por fazer e por isso esse movimento é correto e é justo – disse o senador, acrecentando que o Palácio do Planalto tem que ouvir o que Ulysses Guimarães chamava de “a voz rouca das ruas”.

Paim afirmou que nem em momentos históricos como na luta contra a ditadura militar e durante o movimento Diretas Já, pelo restabelecimento das eleições diretas para a Presidência da República, houve um número tão grande de jovens protestando. Ele disse que cerca de 2 milhões de pessoas saíram as ruas nessa quinta-feira a favor de ideias e causas e cabe ao Congresso Nacional refletir sobre esse momento.

– Eu não consigo acreditar que só botar na linha de frente a reforma política consiga mexer com o povo brasileiro. Reforma política não movimenta a massa até pelo desgaste em que estão os partidos políticos – disse.

Paim disse que a população que está nas ruas quer resultados práticos. O senador defendeu avanços nas políticas para aposentados e pensionistas, o fim do voto secreto em todas as situações no Congresso e pediu a rejeição da PEC 37/2011, que retira poderes de investigação do Ministério Público.

Em aparte, os senadores Pedro Taques (PDT-MT), Cristovam Buarque (PDT-DF) e Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) pediram manifestações pacíficas e condenaram a violência e a depredação nas ruas. Taques criticou a baderna causada por alguns manifestantes e apontou que certos atos precisam ser punidos, entre eles, a quebra de vidros no Itamaraty.

– Quando a casa do povo, para ter um grupo pequeno de senadores reunidos aqui, porque simpatizam com a luta deles lá fora, precisa estar protegida pela polícia, algo está profundamente errado – lamentou.

(Agência Senado)

Noite de manifestações em várias cidades do país; em algumas ocorreram atos de vandalismo

As manifestações pela redução das passagens do transporte público, contra os gastos com as obras da Copa do Mundo e pelo aumento dos recursos para a saúde e educação atingiram várias cidades do país, nessa quinta-feira (20).

Além do Rio de Janeiro, de São Paulo e Brasília, os protestos ocorrem também em Salvador, onde foram registrados atos de vandalismo por parte de um pequeno grupo de pessoas, segundo informou a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, por meio da assessoria de imprensa. Eles depredaram pontos de ônibus, ônibus, placas de sinalização e banheiros químicos.

Policiais do Batalhão tiveram de usar bombas de gás para dispersar os manifestantes. Um policial militar ficou ferido e foi atendido no local. A manifestação na capital baiana começou de forma pacífica, por volta das 16h, reunindo cerca de 20 mil pessoas no centro da cidade, segundo a Polícia Militar (PM).

No Recife, de acordo com a Polícia Militar, a manifestação reuniu cerca 52 mil pessoas. Inicialmente, a Secretaria de Segurança Pública de Pernambuco informou que 100 mil pessoas estavam nas ruas, mas o número foi revisado para baixo.

Em Teresina, de acordo com o coronel José Fernandes, da PM, a manifestação foi pacífica. Cerca de 13 mil manifestantes, segundo a PM, caminharam pela Avenida Frei Serafim e se concentraram em frente ao Palácio de Karnak, a sede do governo piauiense.

Em Fortaleza, de acordo com a estudante e uma das organizadoras dos protestos, Camila Marreiro, a manifestação começou na Praça Portugal e seguiu, em passeata, rumo ao Palácio da Abolição, sede do governo cearense. No Maranhão, o protesto se dirigiu para o Palácio dos Leões.

(Agência Brasil)

Em Brasília, manifestação termina em atos de violência

“A manifestação na capital federal, que reuniu, segundo a Polícia Militar (PM), cerca de 30 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios, na área em frente ao Congresso Nacional, terminou por volta 23h30min, com ação da (PM). Bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha foram utilizadas para dispersar os manifestantes. A ação da polícia foi precedida por diversas tentativas de manifestantes de furar o bloqueio formado em frente ao Congresso.

Segundo o comando da PM, foram registradas 125 ocorrências. Dentre elas, cortes provenientes de pedradas, além de pequenos ferimentos. Nas tendas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), manifestantes foram atendidos com ferimentos graves provenientes de balas de borracha. Três pessoas foram presas e dez policiais ficaram feridos.

O secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Sandro Avelar, elogiou a ação da polícia. “Eu acho que a polícia teve uma atuação excelente e que demonstra que está preparada para enfrentar esses eventos. A polícia do Distrito Federal tem sido um exemplo para o país”. Avelar, no entanto, negou o uso de balas de borracha durante a manifestação e considerou comedida a ação da polícia.”

(Agência Brasil)

Protesto reúne mais de 20 mil pessoas em Brasília

“Mais de 20 mil pessoas participam do protesto no gramado no Congresso Nacional, segundo cálculos da Polícia Militar. Um pequeno grupo de manifestantes tenta romper o cordão de isolamento da polícia, usado para impedir o acesso das pessoas ao Parlamento. O policiamento foi reforçado. Alguns ocupam o espelho d’água em frente ao Congresso Nacional.

Aos gritos de não violência e até vaias, a maioria dos manifestantes pede que o grupo não tente invadir o Congresso. Com camisas e bandeiras do Brasil e cartazes com dizeres como “O Brasil acordou”, os manifestantes protestam contra os gastos públicos na Copa das Confederações, defendem mais verbas para educação e saúde e a rejeição da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 37, que limita o poder de investigação do Ministério Público, além de outras reivindicações. Cerca de 3.500 policiais militares participam da segurança ao Congresso.”

(Agência Brasil)

Cantor Fagner comemora onda de manifestações que se irrompeu em todo o País

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=lXeytr3Rur4&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O cantor e compositor Raimundo Fagner está rodando cidades nordestinas em clima de São João. Numa das pausas, em clima de aeroporto de Fortaleza, ele conversou com o Blog sobre seleção brasileira, pois adora futebol, aproveitando para comemorar a onda de manifestações cidadãs que se irrompeu no País.

Para Fagner, um momento importante, pois o povo brasileiro está despertando para cobrar e exigir mais saúde, educação e seus direitos, numa iniciativa espontânea e sem políticos.

Manifestação chega ao Interior do Ceará. Nesta 6ª feira, ato em Icó

47 1

Nesta sexta-feira, a partir das 16 horas, haverá manifestação na cidade de Icó (Vale do Salgado). A concentração ocorrerá no Largo do Theberge (Praça do Forricó), e é organizada por movimento sem carácter partidário, organizado por estudantes e diversos segmentos desse município.

A ordem é se solidarizar à onda de manifestação que ocorre em todo o País.

Hora de cobrar mais educação, saúde, segurança e outras serviços públicos, dizem os manifestantes.

(Icó na Rede)

OAB/CE repudia, em nota, agressões da PM a manifestantes

oabce

A OAB do Ceará mandou nota para o Blog com sua posição sobre a onda de manifestações que se registra em Fortaleza e, em especial, casos de abusos policiais que se verificaram sábado, antes do jogo do Brasil contra o México, no entorno da Arena Catelão. Confira:

A Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Ceará, repudia a utilização de balas de borracha contra manifestantes, fato ocorrido em Fortaleza, nesta quarta-feira, 19. A Diretoria da OAB-CE reitera o apelo para que as autoridades respeitem o livre direito de manifestação e evitem o uso excessivo de força policial nos protestos, colocando em risco a integridade física de pessoas que têm exercitado o direito constitucional de liberdade de expressão.

Observadores da OAB-CE, que acompanharam a manifestação no entorno da Arena Castelão, durante o jogo Brasil x México, pela Copa das Confederações, relataram excessos da Polícia Militar, que alvejaram com balas de borracha manifestantes em postura de não resistência e jornalistas que estavam fazendo a cobertura do movimento das ruas. Alerta a Diretoria da Ordem dos Advogados no Ceará que a polícia precisa estar preparada para lidar as manifestações com convivência e diálogo, sem adotar a postura de confronto, o que gera conflitos. A Polícia precisa estar preparada para dialogar e para situações de crise. Não pode ir para o confronto, pois gera conflitos.

A OAB-CE repudia também a ação de vândalos, uma minoria que se infiltrou no movimento com o único objetivo de provocar a destruição. Para eles, o uso da lei. Para a entidade, é preciso que governo e polícia compreendam que se tratam de manifestantes, na maioria jovens, que estão indo às ruas exigir saúde e educação de qualidade, infraestrutura, segurança e tantos outros direitos assegurados em nossa Constituição Cidadã, mas que não foram implementados.

* Ordem dos Advogados do Brasil  – Ceará.

Intervenções do BC não seguram câmbio. Dólar fecha acima de R$ 2,25

“As intervenções do Banco Central (BC) não conseguiram impedir a alta da moeda norte-americana. O dólar comercial subiu 1,69%, encerrando a sessão a R$ 2,258 para venda. Foi o quinto dia seguido que o câmbio se desvalorizou e a maior cotação desde 1º de abril de 2009, quando o dólar tinha fechado em R$ 2,281 para venda.

Pela manhã, o BC injetou US$ 2,986 bilhões vendendo dólares no mercado futuro. No início da tarde, a autoridade monetária promoveu um leilão de até US$ 3 bilhões com compromisso de recompra. Os leilões não inverteram a valorização da moeda norte-americana. Por volta das 16 horas, o dólar comercial atingiu R$ 2,2725, na máxima do dia. Nos minutos seguintes, a cotação desacelerou.”

(Agência Brasil)

Militantes da CUT são agredidos e expulsos de passeata no Rio

51 2

Um grupo de cerca de 20 militantes da Central Única dos Trabalhadores foi expulso da concentração para o protesto contra o preço e a qualidade do transporte público, que ocorre nesta noite desta quinta-feira, no Centro do Rio de Janeiro. Eles foram encurralados na esquina da avenida Presidente Vargas com a praça Pio 10, onde levaram socos e empurrões.

Os manifestantes destruíram as bandeiras e todo o material do grupo vinculado à CUT e levaram os mastros como prêmio. O grupo, pressionados pela multidão que gritava “Sem partido”, deixou o local pela rua da Quitanda.

A CUT- Rio repudiou as agressões sofridas por seus membros na concentração da manifestação. “Não vamos aceitar o fascismo. Sem partido é fascismo. Quem agrediu nosso pessoal é uma milícia travestida de ato político”, disse Jadir Batista de Araújo, coordenador do setor naval da CUT. A rua é de todos.”

(Com Uol)

Seleção já viajou para Salvador. A turma da imprensa também

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=pLrHPxECcTc&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

E não foi a Seleção  Brasileira que deixou Fortaleza nesta quinta-feira com destino a Salvador, onde vai fechar a primeira etapa da Copa das Confederações jogando contra a Itália. A turma das redes nacionais de rádio e tevê também. Um deles conversou com o Blog: Luciano do Vale, da Rede Bandeirantes, que começou a gostar do desempenho da seleção.

Ministério da Saúde destaca apoio para governo estadual na luta contra o crack

44 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=IaIMPcVcA1E&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O governo estadual, por meio da Assessoria Especial de Políticas sobre Drogas, recebeu, nesta quinta-feira, durante solenidade no Palácio da Abolição, três unidades móveis de videomonitoramento na área do crack. O ato contou com representantes dos ministérios da Justiça e da Saúde, tendo a presença de Socorro França, a titular da assessoria estadual sobre drogas. Na ocasião também foi firmado apoio para prefeituras na luta contra o crack, como informa o secretário nacional de gestão e participação popular do Ministério da Saúde, Odorico Monteiro,

STF libera tramitação de projeto que inibe criação de partidos

‘Por placar de 7 votos a 3, o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou hoje (20) a retomada da tramitação do projeto de lei que inibe a criação de partidos. De autoria do deputado Edinho Araújo (PMDB-SP), o texto impede a destinação de valores extras do Fundo Partidário e de tempo maior de rádio e de televisão a legendas recém-criadas que afiliarem parlamentares de outros partidos. No momento, o ministro Celso de Mello está concluindo a leitura do seu voto. Até o final da sessão, os ministros podem mudar de opinião.

O andamento do projeto foi suspenso em abril por decisão provisória do relator, ministro Gilmar Mendes. Ele entendeu que o projeto era casuístico e ia de encontro ao que o STF decidiu no ano passado em processo que beneficiou o PSD. Segundo o ministro, a proposta objetiva excluir da disputa eleitoral do ano que vem a Rede Sustentabilidade, articulada pela ex-senadora Marina Silva. Com a decisão de hoje, o Senado poderá iniciar os debates sobre o projeto já aprovado na Câmara.

O julgamento foi retomado nesta tarde com o voto da ministra Cármen Lúcia. Ela aderiu à maioria formada nas últimas três sessões pelos ministros Teori Zavascki, Rosa Weber, Luiz Fux, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello. Eles entendem que o Supremo não pode fazer controle prévio de projeto de lei por meio de mandado de segurança. Para Cármen Lúcia, esse controle só deve ser admitido em casos extremos. No mérito, ela também rejeitou os argumentos sobre possíveis inconstitucionalidades no texto. “O Congresso discutir livremente um tema que é de sua competência não é situação de insegurança jurídica”, ponderou.”

(Agência Brasil)

Nova manifestação em Fortaleza ocorrerá na Praça Portugal

foto eliomar 130620 manifestação pça portugal

Todas as lojas do entorno da Praça Portugal estão fechando por recomendação da Polícia Militar. No local, o movimento “Mais Pão e Menos Copa”, programa uma manifestação. O local, bom lembrar, é um dos gargalos do trânsito da área da Aldeota.

A manifestação quer redução da tarifa de ônibus, celeridade na emissão de carteiras estudantis e, claro, repudia gastos absurdos com a Copa de 2014.

Dilma cancela ida a Salvador e viagem do Japão

44 1

A presidente Dilma Rousseff não vai mais para Salvador, onde lançaria o Plano Safra do Nordeste e poderia ter encontro com a Seleção Brasileira. Ela também não vai mais viajar para o Japão. A Assessoria de Imprensa do Palácio do Planalto divulgou agora há pouco essa informação.

Dilma cancelou o Japão porque, segundo assessores, não quer estar longe o País, que vive onda de manifestações.