Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

BC abre inscrições para procurador

O Banco Central está com inscrições abertas para concurso público destinado ao preenchimento de 15 vagas no cargo de Procurador. Segundo o edital, os aprovados receberão remuneração de R$ 15.719,13 para jornadas de 40 horas semanais. Do total das vagas, 14 estão destinadas a órgãos centrais da Procuradoria-Geral Brasília – DF e PR1DF – Procuradoria-Regional no Distrito Federal.

Os interessados em participar do concurso poderão fazer a pré-inscrição até às 23h59min do próximo dia 22, mediante preenchimento da ficha disponível no site do Centro de Seleção e de promoção de Eventos Universidade de Brasília (Cespe/UNB). A taxa de inscrição será de R$ 190,00.

SERVIÇO

* Mais informações clique aqui.

Novo diretor da ANS era advogado do Grupo Hapvida

“O advogado Elano Figueiredo, novo diretor da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), representou o plano de assistência médica Hapvida em pelo menos 21 processos judiciais contra o órgão regulador e o Ministério da Saúde. A maioria das ações, propostas na Justiça Federal do Ceará e do Rio de Janeiro, visava a reverter punições aplicadas à empresa por se negar a pagar o tratamento de segurados.

Figueiredo é alvo de processo na Comissão de Ética da Presidência da República por esconder sua ligação com a Hapvida. A investigação foi aberta a pedido da Casa Civil, após a reportagem revelar que o diretor omitiu no currículo enviado ao Planalto ter sido representante jurídico do plano, que atua no Nordeste.

O nome do advogado foi aprovado em sabatina do Senado em julho, seis dias após a indicação pela presidente Dilma Rousseff. Nomeado no último dia 2, ele deve assumir a Diretoria de Fiscalização da ANS, que se ocupa, no âmbito administrativo, dos processos de irregularidade contra planos de saúde.

Ficarão sob o guarda-chuva do novo diretor as investigações da Hapvida, que, segundo o Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Idec), é a 4.ª operadora do País com mais reclamações na ANS por negativa de cobertura de consultas medicas, exames de sangue, partos e cirurgias. Questionado pela reportagem, Figueiredo alegou que, ao assumir o cargo na ANS, se retirou das ações judiciais da Hapvida. Ele adianta que vai se declarar impedido de atuar nas centenas de processos administrativos da empresa que tramitam na agência.”

(Com Agência Estado)

2014 – O Ano das grandes mobilizações

102 2

Com o título “2014: com emoção ou sem emoção?”, eis artigo do publicitário e poeta Ricardo Alcântara. Ele prevê que o próximo ano será de muita, muita manifestação de uma sociedade que não está mais engolindo a classe política e suas práticas atuais. Confira:

A análise do potencial de crescimento de candidatos majoritários no curso de um processo eleitoral se dá com base na avaliação de alguns fatores. A eles, costuma-se creditar maior relevância pela frequência com que se mostram determinantes.

Fundamentam a primazia deles a avaliação de resultados anteriores e suas circunstâncias. São fatores clássicos, por exemplo, estrutura partidária e tempo de propaganda, perfil do candidato e transferência de votos, entre alguns outros mais.

Eles se articulam com pesos variáveis em cada cenário observado. Lidar com a relatividade com que se manifestam exige uma combinação bem calibrada de objetividade e intuição. Há um pouco de ciência e muito de faro nisso tudo.

Importante destacar, tais fatores preponderam, sim, em circunstâncias normais e podem até se tornar pouco relevantes, quando não inteiramente adversos, quando a conjuntura política se vê contaminada por aspectos de excepcionalidade.

Exemplo? Em política, costuma-se dizer que “apoio não se rejeita” – frase pronta com que se reverencia uma rede de sustentação partidária, ainda mais decisiva em campanhas de alcance nacional, onde o território já é, por si mesmo, um desafio.

Mas quando o processo eleitoral se dá com intensa mobilização popular e numa conjuntura de radicalização crítica, ter um cacique em cada esquina pode, então, passar a oferecer mais riscos do que oportunidades. Neste caso, fragilidade é força.

Tenho conversado muito e ninguém acredita no refluxo definitivo das mobilizações de rua. Ao contrário, muitos creem, e a indiferença da nossa elite política só reforça esta impressão: o pior – para eles, e melhor para a nação – ainda está por vir.

O fato é: entre Sociedade e Estado, a relação azedou. Até mesmo uma decisão muito específica, como a obra de um viaduto, drena para a rua uma carga de ressentimentos que persistem e se agravam. Se já não sangra tanto, a ferida continua aberta.

Os indicadores de curto prazo da economia terão seu papel, mas a ameaça latente de novas mobilizações – com tendência de melhor articulação e maior virulência – dão pouca valia ao que projetam para 2014 pesquisas eleitorais realizadas agora.

Pois sem que se restabeleça um melhor ânimo, e já em curso a disputa eleitoral, lentes de toda parte estarão cobrindo a Copa do Mundo no Brasil – e aí, inverto os versos de Caetano e Gil para dizer: “rezem pelo Haiti”… porque o Haiti será aqui!

* Ricardo Alcântara,

Publicitário e poeta.

Senado abre licitação para alugar carros que atenderão senadores em seus Estados

senadoo

E a festa continua.

Um anúncio foi publicado num pé de página no site do Senado, em letras bem miúdas, uma licitação. Ela tem o objetivo de alugar carros com motoristas para atender os senadores em seus estados de origem.
O carro fica à disposição de suas excelências todos os dias, mesmo aquele que deveriam estar trabalhando em Brasília.

São mais 78 carros pagos pelo contribuinte para conforto dos senadores. Os de Brasília só vão ter um único carro. E até agora não reclamaram. E como senador não é o papa, nada de carro de pobre, é carrão para autoridade nenhuma por defeito. Na sua opinião quem deveria ter direito a carro com motorista pagos por nós?

(Blog do Heródoto Barbeiro)

A luta dos senhores médicos

89 1

medcicoos

Com o título “Além do próprio umbigo”, o jornalista Paulo Rogério, ex-ombudsman do O POVO, entra na polêmica sobre o Programa Mais Médicos, do governo federal. Ele considera justa a luta dos médicos, mas faz algumas considerações sobre uma categoria que precisa também aprender a respeitar o ser humano. 

Estudantes protestam. Professores vão às ruas e pedem maiores salários. Metalúrgicos, motoristas, operários e até policiais e suas mulheres também escolheram, historicamente, a manifestação pública como forma de denunciar falta de estruturas ou baixa remuneração. Isso tem sido normal.

O que é inusitado mesmo são os médicos ocuparem esse mesmo espaço para também reclamar. Não da péssima estrutura nos hospitais públicos ou da falta de profissionais em determinadas

localidades. Mas, sim, diante da possibilidade de o Governo contratar médicos estrangeiros para ocupar exatamente o vazio deixado por esses profissionais brasileiros, especificamente nas localidades do Interior.

É óbvio que a categoria dos médicos, assim como qualquer outra, tem direito de protestar, afinal, vivemos em uma democracia. Longe de julgar se a reivindicação é justa ou não. Mas alguns pontos são importantes de serem lembrados. Muito além do mero umbigo de cada um dos envolvidos. A questão da saúde é bem mais ampla que essa pendenga entre gestores políticos e médicos.

A começar pela falta de respeito com o ser humano. Se até quem paga – e caro – por um plano de saúde é atendido por um médico que nem levanta da cadeira, preso ao computador e aos 5 ou 10 minutos em que tem que resolver o problema, imagine quem recorre a um posto público. Onde está o respeito se você marca uma hora a consulta e é atendido duas ou três horas depois? Ou nem é atendido, como ocorre em muitos hospitais públicos? E se a consulta fosse particular? O tratamento seria igual?

Agora mesmo, com o protesto dos médicos nas ruas – justo como disse antes – quem está pagando a conta? Ora, o paciente do serviço público.

Aquele que está sentindo dor, independente de quanto tem no bolso. É a mesma pessoa que cobra atenção, tratamento digno e respeito.

Os gestores públicos ainda podem ser modificados a cada quatro anos. É a evolução natural das coisas. Mas médicos, não. Não importa se vão passar seis, sete ou oito anos em uma faculdade. De que vale toda a técnica se o quesito ”humanização” só aparece quando há interesse pessoal no fato.

Ora, os próprios profissionais de saúde deveriam ser os primeiros a denunciar as mazelas de falta de pagamento de prefeituras do Interior ou a deterioração na infraestrutura. As ruas também servem para esse tipo de manifestação.

* Paulo Rogério

paulorogerio@opovo.com.br
Editor-adjunto do Núcleo de Negócios do O POVO.

Termina nesta 2ª feira prazo para escolha do livro didático por escolas públicas

“As escolas públicas têm até hoje (12) para escolher os livros didáticos que serão usados por alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental a partir de 2014. A escolha deve ser feita pelos professores, diretores e coordenadores pedagógicos. Eles deverão selecionar livros para todas as disciplinas: português, matemática, história, geografia, ciências e língua estrangeira (inglês ou espanhol), pela internet. Até a última sexta-feira (9), 26 mil escolas públicas ainda não tinham selecionado os livros didáticos de seus estudantes, segundo balanço divulgado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Para ajudar, uma lista com todas as obras está disponível no portal do FNDE. O Guia de Livros Didáticos 2014 traz resumos e informações de cada uma das obras selecionadas para o Programa Nacional do Livro Didático.

Os professores podem indicar os livros mais adequados ao projeto de ensino de cada escola. O FNDE disponibiliza ainda uma série de documentos de apoio, como orientações para a escolha, compromissos e normas de conduta. Os representantes das escolas podem escolher duas opções para cada disciplina, de editoras diferentes. Caso não seja possível negociar os livros com a editora da primeira opção, o FNDE tenta adquirir as obras da segunda opção.”

(Agência Brasil)

Mercado financeira prevê inflação menor neste ano e em 2014

“A projeção de instituições financeiras para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu tanto para este ano quanto para 2014. Para 2013, a projeção passou de 5,75% para 5,74%. No próximo ano, a expectativa é que a inflação fique em 5,85%, contra 5,87% previstos na semana passada. Essas estimativas são resultado de pesquisa do Banco Central (BC) com instituições financeiras sobre os principais indicadores econômicos. As estimativas estão distantes do centro da meta de inflação, de 4,5%, e abaixo do limite superior de 6,5%. É função do BC fazer com que a inflação convirja para o centro da meta.

Um dos instrumentos usados pelo BC para influenciar a atividade econômica e, por consequência, a inflação, é a taxa básica de juros, a Selic. Para as instituições financeiras, ao final deste ano, essa taxa estará em 9,25% ao ano. Essa é a mesma expectativa para o fim de 2014. Atualmente, a Selic está em 8,5% ao ano. A próxima reunião do Copom será nos dias 27 e 28 deste mês.

A pesquisa do BC também traz a mediana das expectativas para a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que permanece em 4,28%, este ano, e foi ajustada de 5,43% para 5,37%, em 2014. A projeção para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) foi alterada de 4,81% para 4,57% este ano, e mantida em 5,50% em 2014. Para o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), as projeções foram ajustadas de 4,69% para 4,50%, em 2013, e seguem em 5,50% no próximo ano.”

(Agência Brasil)

Saúde + 10 – Começa a peleja política para aprovar ou aprimorar o projeto

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=9JSJ_hUuUpo&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O projeto de iniciativa popular “Saúde+ 10”, que quer mais recursos para a área da saúde no País,  já foi entregue ao Congresso Nacional. A luta agora é política, ou seja, fazer com que a matéria seja aprovada ou aprimorada.

O secretário-executivo do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais da Saúde, o cearense Jurandi Frutuoso, diz como estão os passos dessa proposta que quer gerar mais R$ 42 bilhões para a saúde.

Projeto O POVO Quer Saber debaterá envelhecimento da população brasileira

Prossegue, a partir as 10 horas desta segunda-feira, o projeto O POVO Quer Saber, do Grupo de Comunicação O POVO, que debate temas importantes com personalidades de destaque no País e no Estado.

Nesta nova edição, o tema será “Envelhecimento da população brasileira e seus desafios”, com o médico geriatra Charlys Barbosa, também professor da Universidade Federal do Ceará.

SERVIÇO

* Transmissão – O POVO Online, TV O POVO (Canal 48 e NET 23) e O POVO/CBN (FM 95.5).

Dilma gasta com propaganda quase o valor da Transposição do São Francisco

64 3

“Os gastos com propaganda do governo federal nos dois primeiros anos da gestão de Dilma Rousseff, incluindo estatais, é 23% maior, na média, do que nos oito anos de mandato de seu antecessor e padrinho político, Luiz Inácio Lula da Silva. A presidente também vem gastando mais – cerca de 15% -, na média, na comparação com o segundo mandato de Lula. Ao todo, em dez anos de governo petista foram desembolsados, incluindo todos os órgãos da administração, cerca de R$ 16 bilhões, em valores corrigidos pela inflação, segundo levantamento inédito do Estado.

A quantia é quase igual aos R$ 15,8 bilhões que o governo pretende investir no programa Mais Médicos até 2014. Com o valor também seria possível fazer quase duas obras de transposição do Rio São Francisco, atualmente orçada em R$ 8,2 bilhões.”

(O Estado de S.Paulo – Fernando Gallo)

 

Sindicalistas fazem mobilização contra lei que amplia terceirizações no serviço público

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=3wAPbtkBSJs&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

Várias categorias de servidores públicos de todo o País estão se mobilizando contra o projeto de lei nº 4339, que amplia as terceirizações na área pública em todos os níveis. Lideranças sindicais estão seguindo para Brasília com o objetivo de barrar a votação da matéria, que pode ocorrer na quarta-feira.

Marcos Saraiva, diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará e da Confederação  Nacional dos Trabalhadores do ramo Financeiro (Contrafi), deu detalhes sobre o projeto de lei 4330. Ele também aproveitou para falar como estão as negociações com os banqueiros sobre campanha salarial da categoria, cuja data-base é setembro.

Sisutec – Termina nesta 2º feira prazo para inscrições

“Quem deseja concorrer a uma vaga gratuita no ensino técnico tem até hoje (12) para fazer a inscrição no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Para se cadidatar é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012 e obtido nota maior que zero na redação. As inscrições devem ser feitas pela internet e os candidatos podem escolher até duas opções de curso em todo o país. O sistema vai selecionar candidatos para 239.792 vagas em cursos técnicos. O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 14, com matrículas nos dias 15 e 16.

A seleção dos alunos será feita de acordo com a nota no Enem 2012. Do total de vagas, 85% são destinadas aos candidatos que cursaram o ensino médio na rede pública ou na rede privada na condição de bolsista integral. As vagas são ofertadas em instituições da rede publica, privada e do Sistema S. Os cursos têm de um a dois anos de duração, com carga horária entre 800 e 1.200 horas-aula.

Os cursos com maior oferta de vagas são os ligados à tecnologia da informação, saúde e área industrial. Lideram a lista os de técnico em informática (23 mil), técnico em enfermagem (14 mil), técnico em logística (13 mil), técnico em segurança do trabalho (13 mil) e técnico em redes de computadores (11 mil). Os estados onde há maior oferta são São Paulo (76 mil), Pernambuco (40 mil), Minas Gerais (27 mil), Paraná (17 mil) e o Distrito Federal (8 mil).”

(Agência Brasil)

Comitiva de Advogados confere em Brasília sessão pelos 80 anos da OAB do Ceará

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Zg6nj9a6K4g&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

Uma comitiva de advogados cearenses, tendo à frente o vice-presidente da OAB, embarcou nesta madrugada de segunda-feira para Brasília. É que logo mais, a partir das 10 horas, haverá sessão solene da Câmara dos Deputados, em comemoração aos 80 anos de fundação da seccional da OAB do Ceará. A sessão solene é iniciativa do deputado federal e advogado Mauro Benevides.

O vice-presidente estadual da OAB, Ricardo Bacelar, falou da homenagem e também da mobilização que a Ordem faz em favor da Reforma Política.

Datafolha – Dilma melhora popularidade, mas só Lula venceria no 1º turno

56 2

lulall

“Assim como a popularidade, a presidente Dilma Rousseff (PT) recuperou também a intenção de voto, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada na edição dominical da Folha de S.Paulo. No cenário mais provável, tendo como adversários Marina Silva (Rede), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), Dilma tem 35% das intenções, ante 30% na pesquisa anterior, de junho, seguida pela ex-ministra do Meio Ambiente. Marina tem 26% da preferência, três pontos acima dos 23% da pesquisa anterior.

Aécio recuou 17% para 13% e o governador pernambucano Eduardo Campos variou de 7% para 8%. Mesmo com a reação, Dilma ainda enfrentaria um segundo turno, nesse caso com Marina, se as eleições fossem hoje. A soma de votos brancos, nulos e dos que não votariam em qualquer candidato atingiria 13% e outros 5% dos ouvidos não sabem em quem votar.

O Datafolha traçou ainda cenário com a candidatura de José Serra (PSDB) e com a inclusão do também tucano Aécio para avaliar o posicionamento do ex-governador paulista, cujo futuro ainda é incerto. Nesse caso, Dilma teria 32%, no seu pior posicionamento entre as avaliações, Marina 23%, Serra 14%, Aécio 10% e Campos 6%.

Com a entrada do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa no páreo, que teria 11% dos votos, ante 15% no levantamento anterior, Dilma teria 33% das intenções, Marina 22%, Aécio 12% e Campos 6%. Brancos, nulos e nenhum candidato somados chegariam a 11% e 5% não saberiam em quem votar.

Dilma mantém 32% das intenções de voto também no cenário análogo, mas com Serra substituindo Aécio. O ex-governador paulista aparece com 15% dos votos nessa avaliação, o melhor cenário da pesquisa para o tucano. Na disputa aparecem ainda Marina em segundo lugar, com 21%, Joaquim Barbosa com 11% e Campos se sustenta com 5%.

Lula

Outro destaque da pesquisa é o posicionamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que venceria em primeiro turno, com 51% dos votos, o que representa um avanço de cinco pontos em relação à pesquisa de junho, quando tinha 46% das intenções de voto. Esse cenário de vitória sem segundo turno se configura na disputa com Marina, que ficaria com 20% dos votos ante 19% da pesquisa anterior, seguida da Aécio, cuja intenção de voto caiu de 14% para 11%.”

(Com Agências)

Mensalão – Julgamento terá procurador interino

Como a presidente Dilma Rousseff não escolheu ainda o próximo procurador-geral da República, parte do julgamento dos recursos do mensalão será acompanhada por procurador ainda desconhecido.

O atual, Roberto Gurgel, só participa da sessão de quarta-feira e, mesmo no caso de Dilma escolher um nome nesta semana, o tempo entre a sabatina no Senado e a posse fará com que um interino ocupe a cadeira do Ministério Público em algumas sessões.

(Com Agências)

Entidades médicas reafirmam posicionamento contrário ao Programa Mais Médicos

Após encerrarem nesse sábado (10) os dois dias de discussões do Encontro Nacional de Entidades Médicas (Enem), os profissionais divulgaram uma carta reafirmando o posicionamento contra o Programa Mais Médicos e pela derrubada dos vetos à  lei que regulamenta a atividade no país e que ficou conhecida como Lei do Ato Médico. No texto, as entidades da área médica defendem a atuação de profissionais formados no exterior apenas após terem passado pelo Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras (Revalida)

As entidades defendem ainda a contratação de médicos por meio de concurso público nacional e com garantia dos direitos trabalhistas. No próximo dia 20, quando os deputados e senadores devem decidir se aprovam ou rejeitam os vetos presidenciais à Lei do Ato Médico, os profissionais planejam atos de mobilização no Congresso Nacional.

“Propomos a defesa da criação da carreira de Estado para o médico, ponto essencial à interiorização permanente da assistência em saúde, com a fixação do profissional e a melhoria das infraestruturas de atendimento em áreas remotas”, diz a carta.

O Mais Médicos prevê a contratação de profissionais formados no exterior para ocupar as vagas que não forem preenchidas pelos brasileiros em periferias de grandes centros e no interior do país. As entidades médicas, no entanto, criticam essa ação e argumentam que os médicos brasileiros não se fixam em cidades do interior devido à falta de estrutura da rede de saúde.

O manifesto final do Enem é assinado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), pela Associação Nacional de Médicos Residentes (ANMR), Associação Médica Brasileira (AMB), Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e Federação Brasileira de Academias de Medicina (Fbam).

(Agência Brasil)

Compra de caças com transferência de tecnologia para a FAB é tema de debate na CRE

A aquisição, pela Força Aérea Brasileira (FAB), de 36 aeronaves de caça estrangeiras com transferência de tecnologia para o Brasil é o tema da audiência pública que a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) realiza na terça-feira (13). O convidado para o debate é o comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro-do-ar Juniti Saito. Logo depois, a segunda parte da reunião será deliberativa, para que sejam sabatinados os embaixadores indicados para Holanda e Japão.

Como lembra o presidente da CRE, senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), na justificação de seu requerimento que pediu a realização da audiência, o chamado Projeto FX-2 da FAB arrasta-se desde 2001, tendo esse primeiro processo se encerrado em 2005.

A nova fase do Projeto FX-2, explica o senador, começou em 2008 e consiste na aquisição de 36 aeronaves de caça “de múltiplo emprego”, incluindo itens como os simuladores de voo correspondentes, a logística inicial e a transferência de tecnologia “necessária para a capacitação do parque industrial aeroespacial brasileiro no desenvolvimento de um caça de quinta geração”.

Logo depois da reativação do projeto, diz Ferraço, a Estratégia Nacional de Defesa enfatizou que a compra desses aviões de guerra deveria ter como característica prioritária a transferência de tecnologia para o Brasil por parte do país escolhido como vendedor. O objetivo é que essa transferência tecnológica ajude no desenvolvimento das capacitações tecnológicas nacionais, de modo a eliminar, progressivamente, a compra de serviços e produtos importados, e possibilitar a produção nacional de um caça.

Também em 2008, o Estado-Maior da Aeronáutica emitiu relatório selecionando três aeronaves como possíveis objetivos de compra do Brasil: Boeing F-18E/F Super Hornet (norte-americano), Dassault Rafale F3 (francês) e Saab Gripen NG (sueco).

Os aviões de caça Mirage 2000 que pertencem ao Brasil serão aposentados no último dia de 2013, fato que preocupa o senador em virtude da possibilidade de a compra das novas aeronaves não ser concretizada ainda este ano. Os seis Mirage 2000 ainda em funcionamento estão baseados no 1º Grupo de Defesa Aérea, em Anápolis (GO), e têm como principal tarefa a defesa da capital federal.

(Agência Senado)

Caso Mensalão – STF decidirá na 4ª feira se processo pode ter novo julgamento

56 1

“O Supremo Tribunal Federal (STF) volta a analisar na quarta-feira (14) a Ação Penal 470, o processo do mensalão, e o primeiro item da pauta é a possibilidade de novo julgamento por meio do recurso conhecido como embargo infringente. Três réus abordaram o assunto: o publicitário Cristiano Paz, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o ex-deputado federal Pedro Corrêa.

A Corte terá que decidir se os embargos infringentes são cabíveis, pois há divergências teóricas sobre o assunto. Embora esse tipo de recurso esteja previsto no Regimento Interno do STF, uma lei editada em 1990 sobre o funcionamento de tribunais superiores não faz menção ao uso da ferramenta na área penal. Para alguns ministros, isso significa que os embargos infringentes foram revogados.

Os embargos infringentes previstos no regimento interno permitem novo julgamento quando há pelo menos quatro votos pela absolvição. A situação atende a pelo menos 11 réus: João Paulo Cunha, João Cláudio Genú e Breno Fischberg (lavagem de dinheiro); José Dirceu, José Genoino, Delúbio Soares, Marcos Valério, Kátia Rabello, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz e José Salgado (formação de quadrilha). O presidente do STF e relator do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, negou individualmente a possibilidade de admissão dos embargos infringentes, classificando a tentativa de discutir o assunto de “absurda”. Segundo ele, a Corte já analisou todos os argumentos trazidos pela defesa e os advogados tentam apenas “eternizar”.

(Agência Brasil)

PSB de São Paulo fará ato de apoio à candidatura de Eduardo Campos para presidente

71 1

EDUARDO-CAMPOS-PREFEITOS-10

Enquanto o governador Eduardo Campos (PSB-PE) cumpre agenda no Agreste pernambucano, o PSB de São Paulo fará nesta sexta-feira (9) um ato de apoio à candidatura do correligionário a presidente em 2014. De acordo com socialistas, outros eventos como este devem ocorrer nos demais diretórios ao longo deste segundo semestre.

Em entrevista à imprensa esta semana, ao comentar sobre 2014, o governador exaltou que seu partido “está unido”, mas ele não admite que será candidato, embora aja como tal, inclusive fazendo críticas ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT).

No evento, que ocorrerá na sede do diretório estadual, será apresentado um documento defendeu a entrega dos cargos que o partido tem no governo federal.

(JC Online)

Dilma reafirma que inflação está sob controle

dillllma

“A presidenta Dilma Rousseff voltou a dizer hoje (9) que o governo não abre mão do controle da inflação e ressaltou a queda dos últimos meses. “A inflação no Brasil está completamente sob controle. A inflação de maio foi menor que a de abril, a de junho é menor que a de maio, e a de julho foi das menores de todos os ‘julhos’ passados no Brasil, 0,03%”, disse Dilma, classificando a queda do preço da cesta básica como o indicador mais importante.

Ainda segundo a presidenta, é importante saber que o Brasil vive uma situação diferente do resto do mundo em relação à taxa de emprego, com 826 mil postos formais criados nos primeiros seis meses do ano. Dilma Rousseff participou da cerimônia de inauguração do campus do Instituto Federal Rio Grande do Sul (IFRS) em Osório, a 100 quilômetros de Porto Alegre, no litoral norte do estado. Durante o evento, também ocorreu a formatura de 430 alunos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

A presidenta parabenizou os formandos e ressaltou a importância e necessidade de capacitação de mão-de-obra para o aumento da competitividade e da qualidade de vida do país. Segundo Dilma, não basta crescer o Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todas as riquezas do país – sem que a qualidade de vida também seja elevada. “Tem de crescer a qualidade de vida da população, melhorar os serviços públicos, para que haja também melhoria de vida, na renda, no emprego, na qualidade do trabalho de cada um dos brasileiros e das brasileiras”.

(Agência Brasil)