Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Petrobras desenvolve tecnologia que desintegra garrafa pet

Pesquisadores da Petrobras estão desenvolvendo um processo para acelerar a degradação do polímero que compõe as garrafas PET em até sete dias. A tecnologia do Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes) utiliza enzimas que possibilitam recuperar os componentes das garrafas, sob pressão e temperatura brandas.

Iniciados há quatro anos, os estudos obtidos já permitem “vislumbrar a viabilidade técnica de uma utilização desse processo em larga escala”.

Uma das maiores vilãs para o meio ambiente, principalmente para o ecossistema marinho, a produção mundial de garrafas PET é estimada em 50 milhões de toneladas por ano e o percentual de reciclagem é de 18%.

Volume de descarte

No Brasil, segundo dados do último censo da Associação Brasileira da Indústria do PET (Abipet), responsável pelo levantamento de estatísticas sobre plástico, o descarte de embalagens é de 550 mil toneladas por ano e a taxa de reciclagem da ordem de 51%.

“O que leva à conclusão de que a fração que hoje não é reciclada no país chega a um montante de resíduos de PET de 270 mil toneladas”.

A gerente de biotecnologia da Petrobras, Juliana Vaz Belivaqua, diz a tecnologia em desenvolvimento pode ajudar a reduzir a quantidades de resíduos decorrentes do descarte inadequado das garrafas.

“Através da biodespolimerização, ou seja, a desconstrução química de uma molécula com muitas unidades funcionais ligadas, até obtermos novamente essas unidades poderemos transformar completamente a cadeia do PET pós consumo, pois o que seria resíduo volta a ser matéria-prima”, disse.

A avaliação da gerente da Petrobras é que “dessa forma se evita o problema do acúmulo desse material em lixões ou no meio ambiente e se reduz a demanda por novas matérias-primas que são oriundas da petroquímica, reduzindo nossa pegada de carbono”.

Diante da preocupação com os danos, países como Alemanha, Áustria, Estados Unidos e Japão também estão desenvolvendo tecnologia semelhante.

Metodologia

No processo em estudo, as embalagens são coletadas após o uso por consumidores e levadas a um reator para reprocessamento do material.

“O método consiste na adição da enzima às embalagens moídas, em condições de reação adequadas para a atuação da enzima. O processo ocorre até o polímero se tornar novamente em suas unidades mínimas, que servem para a formação de novo PET em processo de reutilização na indústria petroquímica”, ressalta Juliana Belivaqua.

Em dezembro de 2017, a Petrobras assinou um termo de cooperação com a Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Através dessa parceria, será possível acelerar o desenvolvimento e elevar o grau de inovação e de maturidade da tecnologia. Atualmente, o projeto encontra-se em fase de otimização em laboratório e dentro de 3 anos deve ser testado em escala piloto. “Só então teremos condição de avaliar o potencial econômico da tecnologia e planejar seu escalonamento para uma escala comercial”, avaliou.

A gerente acrescentou que a reciclagem de plásticos atualmente utilizada é baseada em processos físicos e, por este método, os materiais não recuperam as propriedades do polímero original, gerando um produto de baixo valor. Já com a reciclagem biotecnológica com a tecnologia em desenvolvimento será permitido que o PET reciclado tenha exatamente as mesmas características do original.

Para a gerente de biotecnologia da Petrobras, no momento em que a tecnologia já tiver maturidade adequada, a companhia irá buscar parceiros para a implementação.

(Agência Brasil)

Cid Gomes: “O PT tem é que botar o rabo entre as pernas!’

1203 6

Cid Gomes, irmão de Ciro Gomes, resolveu também reforçar mais ainda suas críticas ao PT.

Entrevista pela Rádio Gaúcha nessa quarta-feira, soltou o verbo: “O PT tem é que botar o rabo entre as pernas. Pedir desculpa. Pedir perdão ao povo brasileiro. Isso, se quiser continuar partido e não como uma seita.”

Reitera assim a cobrança por mea culpa do partido, que fez durante ato pró-Haddad, no começo da campanha de segundo turno, quando estava colado ao governador Camilo Santana. E dentro de um auditório lotado de pedetistas e, principalmente, petistas.

(Foto – Tatiana Fortes)

No Ceará, a questão hídrica exige pressa por solução

Com o título “Questão hídrica exige pressa”, eis o Editorial do O POVO desta quinta-feira:

A preocupação com o possível agravamento da questão hídrica, em decorrência de uma eventual eclosão do fenômeno El Niño (ainda não totalmente confirmada, mas, se adensando no horizonte da previsibilidade) mobiliza o governo estadual para pôr em andamento o projeto da usina de dessalinização da água do mar para suplementar o abastecimento de Fortaleza e faz crescer as pressões sobre o Governo Federal para que conclua as obras da Transposição do Rio São Francisco, o quanto antes.

Um sétimo ano consecutivo de seca é um pesadelo que todo nordestino – sobretudo o cearense – quer exorcizar de todas as maneiras, face o acúmulo de sofrimento físico e mental, penúria e desestruturação econômica e social registrado nos últimos seis anos. E tudo poderia ser bem mitigado se as obras da Transposição do Rio São Francisco fossem concluídas, no Ceará. São apenas 4% restantes do Eixo Norte, que tem 96% das obras já finalizados.

Não se nadou tanto, para morrer na praia. Esse emperramento não tem justificativa, sob qualquer ângulo: sobretudo ante a possibilidade de uma nova seca. Os poderes centrais precisam ter noção do que significa para a população esse descompasso.

Cabe ao Governo Estadual mobilizar o conjunto da sociedade para exigir a solução do impasse. Convoque-se a bancada federal multipartidária para que atue, antes de tudo, como representante do povo cearense. Essa é uma causa que está acima das fronteiras partidárias. O governador Camilo Santana, por sua parte, faz bem em anunciar iniciativas destinadas a fortalecer o esquema de abastecimento da população de Fortaleza para o caso de uma situação crítica. Acaba de pedir ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) um esforço para acelerar a apreciação do edital da primeira usina de dessalinização da Região Metropolitana de Fortaleza, com vistas à sua licitação. O prazo formal é de 60 dias, mas poderia ser menor se houver um esforço para isso, a fim de dar maior segurança hídrica à Capital, no caso de uma emergência.

Aproveitar a água do mar, dessalinizando-a, é uma tecnologia já bastante desenvolvida por alguns países. No Brasil, não é inédita: basta ver o exemplo do arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco, onde usinas de pequeno porte já respondem por 40% do abastecimento de água. A de Fortaleza será a maior do País. O investimento previsto é da ordem de R$ 600 milhões. Seu custo operacional é alto – em torno de US$ 1 por metro cúbico de água – mas permite aumentar em 12% a oferta da matriz hídrica do Estado, numa situação emergencial, beneficiando aproximadamente 720 mil pessoas, o equivalente a 27% da população da Capital. Por isso deve ser encorajada.

(Editorial do O POVO)

Anastasia decreta: “O PSDB de Minas está morto!” E no Ceará?

Numa conversa com um correligionário após o segundo turno, o senador tucano Antonio Anastasia foi duro ao falar sobre o próprio partido: “O PSDB de Minas acabou”. A revelação é feita pela Veja Online.

Derrotado pelo candidato do Partido Novo, Romeu Zema, com menos votos do que teve no primeiro turno das eleições, Anastasia creditou o resultado em Minas Gerais a uma “grande onda” de mudança. Mas disse que pagou por erros que não cometeu.

Anastasia também lamentou a redução do seu partido, que perdeu deputados estaduais e venceu em apenas três governos estaduais – São Paulo, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul. Ele destacou o fato de a legenda ter ficado com o estado mais rico do país.

“Como houve um esfacelamento em termos de partidos de governadores, há um equilíbrio e, nesse equilíbrio, o PSDB tem uma posição até boa”, disse.

Ceará

No Ceará, o clima é de buscar a reestruturação, segundo informou para o Blog o deputado federal Raimundo Gomes de Matos, que não conseguiu a reeleição. Por aqui, os tucanos fizeram um deputado federal – Roberto Pessoa, e dois deputados estaduais, no caso o novato Nelinho e a reeleita Fernanda Pessoa, que, antes, era do PR.

(Foto -Estadão)

PDT de Ciro quer liderar bloco de oposição a Bolsonaro com pelo menos 70 deputados

O PDT do ex-candidatos Ciro Gomes estreitou ainda mais as articulações com PSB e PCdoB para compor bloco único de oposição no Congresso sem a participação do PT. Segunda colocada nas eleições presidenciais, com 45% dos votos, a sigla lulista tem a maior bancada da Câmara: 52 assentos.

Deputado federal reeleito e presidente estadual da legenda brizolista no Ceará, André Figueiredo afirmou que a intenção é criar uma frente de 70 parlamentares: 29 do PDT, 32 do PSB e nove do PCdoB. “Nós respeitamos os resultados das urnas, mas queremos um modelo de oposição diferenciado”, disse o deputado em entrevista ao O POVO.

Figueiredo se refere à declaração recente do também deputado federal José Guimarães (PT), que, em conversa com O POVO, afirmou que “as urnas delegaram a Fernando Haddad o papel de líder” da oposição.

Essa função, todavia, vem sendo contestada por siglas de centro-esquerda. O pedetista afirma que o objetivo dos três partidos é constituir um núcleo sólido na Câmara e Senado que possa se contrapor à agenda do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), cujo carro-chefe é a reforma da Previdência e o projeto “Escola sem Partido”.

Questionado se essa nova oposição encabeçada pelo PDT teria espaço também para o PSDB, Figueiredo afirmou que, “dentro da perspectiva de atuação conjunta, é pouco provável que o PSDB esteja conosco”. O deputado, porém, não descarta a participação de outras agremiações: “A depender da pauta, (PSDB) poderá ser um parceiro, como o PT será e eventualmente algum outro, como PV e PPS”.

Colega de bancada de Figueiredo na Câmara, o deputado mineiro Júlio Delgado (PSB-MG) informou que, embora a conversa com PDT e PCdoB “seja ainda embrionária”, as três siglas estão tentando encontrar “pontos de convergência” para robustecer a oposição a Bolsonaro.

“Esse bloco não pretende fazer uma oposição sistêmica, reivindicando um terceiro turno”, respondeu o parlamentar ao O POVO. “É uma frente em torno de assuntos que convergem para uma pauta na qual não há espaço para terceiro turno ou caixa 2 de WhatsApp”, afirmou, numa crítica indireta ao PT.

A suposta compra de disparo de informações pelo WhatsApp foi denunciada pelo jornal Folha de S. Paulo na semana que antecedeu o segundo turno das eleições entre Bolsonaro e Fernando Haddad, do PT. “Essa não é uma pauta para a gente”, acrescentou Delgado, para quem o PT, passada a votação, ainda permanece com “pretensões hegemônicas”.

Em entrevista à Rádio O POVO/CBN nessa quarta-feira, o ex-presidenciável Ciro Gomes voltou a acusar o PT de cometer fraude eleitoral.

“Tentei avisar um milhão de vezes da irresponsabilidade da cúpula do PT ao conduzir esse processo de disputa”, falou o ex-ministro. “O PT abusou da fraude em todos os caminhos. Foi o partido que encaminhou essa fraude, que deu no Bolsonaro.”

Pelas redes sociais, a presidente da sigla, deputada federal eleita Gleisi Hoffmann, lamentou que “Ciro Gomes esteja tão irritado com seu resultado eleitoral insatisfatório”. A petista prosseguiu: “Mas entendemos suas dores e somos solidários. O que importa é a unidade contra o fascismo e o ataque aos direitos do povo. Nisso estaremos juntos!”.

Perguntado sobre a tarefa de Ciro à frente desse bloco de oposição, Figueiredo falou que o ex-candidato, terceiro colocado na disputa presidencial, “sai fortalecido nesse processo”.

“O Ciro tem um papel de mostrar um contraponto que vem do governo Bolsonaro e apontar caminhos que possam ser diferentes”, completou. “Ele vai mostrar aos brasileiros que não votaram nele que há uma saída para esse Brasil dividido entre petismo e antipetismo.”

(O POVO – Repórter Henrique Araújo)

Mega-Sena – Sem acertador, prêmio acumula em R$ 10 milhões

Nenhuma aposta acertou as seis dezenas Mega-Sena e o prêmio acumulado para o próximo sorteio, segundo estimativa da Caixa, é R$ 10 milhões. O concurso 2.093 foi, realizado na noite dessa quarta-feira (31), no Caminhão da Sorte estacionado na cidade de Arapiraca, em Alagoas.

Os números sorteados foram: 08 – 14 – 27 – 34 – 52 – 54

A quina teve 46 apostas vencedoras, cada uma vai receber R$ 33.553,03. A quadra, com 3.177 ganhadores, pagará a cada um R$ 694,02.

O concurso 2.094 será realizado no próximo sábado (3). As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), do dia do sorteio em qualquer loja lotérica credenciada pela Caixa, no país. A aposta simples, com apenas seis dezenas, custa R$ 3,50.

Por unanimidade, STF suspende ações policiais em universidades

Cármen Lúcia foi a relatora.

Por unanimidade, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram ontem manter a decisão individual da ministra Cármen Lúcia de suspender decisões da Justiça Eleitoral que determinaram ações policiais e de fiscalização eleitoral nas universidades públicas durante as eleições. No entendimento da Corte, a liberdade de expressão no ambiente acadêmico é garantida pela Constituição e não pode ser restringida.

A Corte julgou o referendo à liminar da ministra, que foi proferida na semana passada. As decisões da Justiça Eleitoral em diversos estados foram questionadas no STF pela Procuradoria-Geral da República (PGR). Segundo a procuradora-geral, Raquel Dodge, as decisões ofenderam os princípios constitucionais da liberdade de expressão e de reunião.

Além disso, estudantes e a comunidade acadêmica classificaram as decisões como censura prévia à liberdade de expressão. A maioria dos protestos foram contra o presidente eleito Jair Bolsonaro.

Os tribunais regionais eleitorais (TREs) informaram que decisões foram proferidas para coibir a propaganda eleitoral irregular a partir de denúncias feitas por eleitores e pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).

O primeiro voto foi proferido pela relatora, Cármen Lúcia, que reafirmou seu entendimento. A ministra disse que as decisões determinaram ordens de busca e apreensão e a interrupção de manifestações sem comprovar o suposto descumprimento da norma eleitoral.

Em seu voto, o ministro Alexandre de Moraes entendeu que as medidas atentaram contra a liberdade de reunião, prevista na Constituição. “Há um ranço paternalista de que o eleitor não pode ter o amplo conhecimento de tudo, de que o eleitor não pode exercer o exercício crítico”, disse Moraes.

Gilmar Mendes disse que o episódio lembra “momentos tristes na história mundial”. Ele citou casos de queima de livros no nazismo na Alemanha, e a invasão de militares na Universidade de Brasília (UnB), durante o regime militar.

Os ministros Luís Roberto Barroso, Edson Fachin, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello também votaram no mesmo sentido.

(Agência Brasil)

Prova do Enem – 5,5 milhões de candidatos devem participar do exame neste domingo

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 será aplicado neste e no próximo domingo, 4 e 11 de novembro, em 1.725 municípios brasileiros, 70 deles de difícil acesso. O Ministério da Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informam que estão preparados para aplicar a prova para 5.513.726 participantes. Mais de 81% já acessaram o cartão de confirmação da inscrição, que informa o local de provas. No ano passado, neste mesmo período, essa porcentagem era de 61%, informa a assessoria de comunicação do MEC.

A estrutura para aplicação do Enem envolve 10.718 locais de aplicação, 155.254 salas e mais de meio milhão de colaboradores. Foram impressos 11,5 milhões de provas. Doze cadernos de questões diferentes e uma videoprova em libras garantem acessibilidade.

Os números do Enem 2018 foram apresentados nesta quarta-feira, 31, em coletiva de imprensa na sede do Inep, em Brasília. O ministro da Educação, Rossieli Soares, destacou a verdadeira “operação de guerra” para a realização do exame. “São quase 600 mil pessoas envolvidas com a aplicação do Enem, o que demonstra todo o esforço do Ministério da Educação, e especialmente do Inep, para que todos os participantes possam fazer suas provas com toda a segurança e isonomia necessárias”, afirmou.

Para Maria Inês Fini, presidente do Inep e idealizadora do exame, a edição é especial por celebrar 20 anos de Enem. “Em 1998, 115 mil estudantes brasileiros trocaram a tarde de domingo por um compromisso desconhecido”, lembrou ela. “O Inep, de forma inédita, aplicou uma avaliação do indivíduo. Vinte anos depois, quase 90 milhões de brasileiros já se inscreveram no Enem. A experiência na produção de itens e provas, e na logística de aplicação, e mesmo a transformação da sociedade, foram conduzindo mudanças. A possibilidade de oferecer parâmetros para o prosseguimento dos estudos ou para o ingresso no mundo do trabalho, entretanto, permanecem desde a concepção do Enem”, celebra Maria Inês Fini.

Horários

O Enem 2018 será aplicado em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal, seguindo o horário oficial de Brasília. Este ano, o início do horário de verão coincidirá com o primeiro domingo de aplicação de provas, 4 de novembro. Portanto, como em edições passadas, o Enem será aplicado em quatro fusos horários distintos, mas de acordo com o horário de Brasília. Residentes em outras localidades devem fazer a conversão para o horário local. Estudantes do Amazonas devem ficar atentos, porque o estado tem dois fusos diferentes.

12h – Abertura dos portões
13h – Fechamento dos portões
13h30 – Início das provas
19h – Término das provas em 4/11
18h30 – Término das provas em 11/11

Jair Bolsonaro avisa: Não nomeará “condenados por corrupção”

206 2

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) disse hoje (31), em sua conta do Twitter, que não vai nomear “condenados por corrupção” nem tolerar “especulação maldosa e sem credibilidade” sobre os nomes que vão compor sua equipe. Ele disse ainda que vai anunciar os escolhidos em suas redes sociais.

“Nossos ministérios não serão compostos por condenados por corrupção, como foram nos últimos governos. Anunciarei os nomes oficialmente em minhas redes. Qualquer informação além é mera especulação maldosa e sem credibilidade“, tuitou o Bolsonaro.

Até o momento, quatro nomes foram confirmados a equipe ministerial do futuro governo. Hoje pela manhã, o presidente eleito confirmou o astronauta brasileiro e major da reserva Marcos Pontes para assumir o Ministério de Ciência e Tecnologia. Anteriormente, ele definiu os titulares para a Defesa, o general da reserva Augusto Heleno; para o superministério da Economia, Paulo Guedes; e na Casa Civil, o deputado federal Onix Lorenzoni (DEM-RS).

Em entrevistas após vencer o segundo turno, ele fez menção de convidar o juiz Sergio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato, para sua equipe. Segundo ele, o magistrado poderia ser nomeado para o Ministério da Justiça ou para uma próxima vaga que venha a abrir no Supremo Tribunal Federal (STF).

Na Corte Suprema, a próxima vaga será aberta em novembro de 2020 com a aposentadoria do decano ministro Celso de Mello, que completará 75 anos e pela legislação, deve deixar a função.

(Agência Brasil)

BC mantém taxa básica de juros em 6,5%

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu, na primeira reunião depois das eleições, nesta quarta-feira, 31, manter a taxa básica de juros da economia, a Selic, em 6,5% ao ano. Foi a quinta manutenção consecutiva. A taxa está no seu menor patamar da história desde março deste ano. A decisão já era esperada pelos economistas. Ainda que a inflação tenha subido nos últimos meses – a previsão é de que feche o ano em 4,4%, próxima da meta de 4,5% –, a economia ainda está cambaleando.

Para 2019, porém, é esperado um aumento dos juros, motivado pela recuperação da economia. Na média, os analistas do mercado financeiro esperam que a Selic feche o próximo ano em 8%.

Quando a taxa básica de juros estava em dois dígitos, era possível ter alta rentabilidade nos investimentos de renda fixa facilmente. Agora, os investidores precisam se empenhar mais para encontrar bons retornos. A diversificação nunca foi tão importante, especialmente em um momento de expectativa de valorização das ações na Bolsa após a eleição de Jair Bolsonaro.

Com a Selic em 6,50% ao ano, investimentos de renda fixa como poupança, CDBs com taxas pós-fixadas, fundos DI e títulos do Tesouro Selic pagam menos, já que seu rendimento é atrelado à taxa Selic ou à taxa DI, muito próxima da taxa básica de juros.

A seguir, veja uma simulação de quanto 5 mil reais rendem na poupança, em um CDB, em um fundo DI ou no Tesouro Selic, em diferentes prazos. Os cálculos foram feitos por Michael Viriato, coordenador do Laboratório de Finanças do Insper.

Na simulação, a taxa básica de juros se mantém em 6,5% ao ano por todo o período do investimento. Os valores da simulação já descontam o Imposto de Renda, cobrado em todas as aplicações, exceto na poupança, que é isenta.

(Revista Exame)

Padilha recebe os primeiros nomes da equipe de transição

O deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) entregou hoje (31) os primeiros 22 nomes da equipe de transição, por parte do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), para o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, durante reunião no Palácio do Planalto. São nomes, em sua maioria, das áreas econômica e de infraestrutura. Porém, os nomes são mantidos sob sigilo.

“Tivemos a possibilidade de conversar com as áreas técnicas da Casa Civil, que nos permitiu uma visão dos avanços obtidos e vai permitir que o presidente Jair Bolsonaro tenha condições de decidir o que será implementado no curto, médio e longo prazo”, disse Onyx.

O parlamentar foi confirmado pelo presidente eleito para assumir a Casa Civil e também tem sido o interlocutor da equipe de Bolsonaro com o governo do presidente Michel Temer. Ao lado de Padilha, Onyx conduzirá os trabalhos de transição.

A reunião de Padilha e Onyx começou por volta das 16h30min, no gabinete da Casa Civil, no quarto andar do Planalto. É a primeira vez que representantes dos governos atual e eleito se encontram.

Nomes

Os nomes serão submetidos à análise da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), como é praxe em caso de contratações pela União. Em seguida, as nomeações serão publicadas no Diário Oficial. Os trabalhos entre técnicos dos dois governos ocorrerá no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de Brasília. No local, há 22 salas.

Ainda não há definição se o presidente eleito vai indicar nomes paras todas as 50 vagas a que tem direito.

De acordo com Onyx, Bolsonaro virá a Brasília na próxima semana para conversar com o presidente Michel Temer e dar continuidade à definição da estrutura ministerial. “Ele já vai na próxima semana dar as primeiras sinalizações em relação tanto à estrutura ministerial quanto aos principais programas, projetos ou áreas que ele vai determinar que a equipe de transição se foque prioritariamente.”

Processo

Padilha afirmou que o processo de transição começou oficialmente hoje ao receber os primeiros nomes da equipe de Bolsonaro. “Iniciamos hoje oficialmente o processo de transição. Queremos fazer uma transição com tranquilidade e dando condições as maiores possíveis para o novo governo.”

O presidente Michel Temer e seus ministros já haviam manifestado a intenção de realizar uma transição “tranquila” e “transparente”, informando todos os atos que o governo já realizou e que ainda estão em andamento, as receitas e despesas do Estado e as propostas para reduzir o déficit nas contas públicas.

A reforma da Previdência é uma dessas propostas, que poderá ser encampada ainda este ano, caso o atual governo concorde com o texto atual, em trâmite no Congresso. Bolsonaro indicou que quer dar continuidade ao tema no Congresso.

(Agência Brasil)

Centro Integrado de Inteligência vai operar na primeira semana de dezembro, garante ministro

Camilo, Jungmann e André Costa.

O Centro Integrado de Inteligência do Nordeste vai entrar em operações até a primeira semana de dezembro. Foi o que garantiu, nesta quarta-feira, o ministro da Secretaria da Segurança Pública, Raul Jungmann, ao governador Camilo Santana.

Foi durante audiência em Brasília, na qual participou também o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado, André Costa.

O Centro de Inteligência no Nordeste deverá reunir organismos de todas as polícias do Nordeste juntamente com a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, a Abin (Agência Brasileira de Inteligência) e a Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública). Foi uma promessa feita pelo ministro em março deste ano, quando do auge de ataques de facções criminosas.

O investimento da União é de R$ 2 milhões em equipamentos. O governador Camilo Santana já disponibilizou um prédio para a sede.

(Foto – Divulgação)

Wesley Safadão agora é o garoto-propaganda da cachaça Pitú

391 5

O cantor Wesley Safadão é o novo garoto-propaganda da Cachaçaria Pitú. Ele assinou o contrato nessa terça-feira e em breve serão divulgados detalhes sobre a nova campanha com a marca. O valor do acordo não foi divulgado.

Artista que representa grandes marcas no País, Wesley Safadão vai divulgara campanha dos 80 anos da Cachaçaria Pitú, empresa com sede em Pernambuco e que, além de forte atuação nacional, é também a cachaça mais exportada do Brasil.

“Fico muito feliz de ter como parceira uma empresa com tanta história”, afirma Wesley.

(Foto – Divulgação)

Sergio Moro e Bolsonaro vão se reunir nesta quinta-feira para discutir indicação

253 2

O juiz federal Sergio Moro terá encontro, nesta quinta-feira (1º), no Rio, com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Hora de discutir a indicação dele para o Ministério da Justiça ou para ocupar umas das vagas do Supremo Tribunal Federal, como propôs Bolsonaro. O encontro foi confirmado pelo Portal UOL.

No primeiro dia após ser eleito, Bolsonaro, em uma série de entrevistas a emissoras de televisão confirmou que
pretende convidar Moro para assumir a pasta da Justiça ou indicá-lo para ocupar umas das vagas do STF assim que houver disponibilidade. Com a projeção de aposentadoria dos atuais ministros, cadeiras devem ficar vagas em 2020 e 2022.

Ao jornal “O Estado de S. Paulo”, Moro – responsável pelos processos da Operação Lava Jato na Justiça Federal no Paraná -, admitiu que poderá assumir o Ministério da Justiça, caso o convite seja feito pelo presidente eleito. “Tudo depende de conversar para ver se há convergências importantes e divergências irrelevantes”, declarou o magistrado ao jornal.

(Foto – Reprodução de TV)

SRT do Ceará difunde a Escola do Trabalho, projeto que oferta cursos online para capacitação

A Superintendência Regional do Trabalho está divulgando o projeto Escola do Trabalho (escola.trabalho.gov.br).

Nessa iniciativa, oferece, com apoio da parceria entre o Ministério do Trabalho e Emprego e a UnB, o total de 25 cursos online para formação profissional envolvendo áreas que vão do turismo e gestão ao cuidador de pessoas idosos.

O titular da superintendência estadual, Fábio Zech, adianta que a agência do órgão a ser inaugurada, até o dia 15 próximo, em Juazeiro do Norte (Região do Cariri), contará com uma sala com computadores que ficarão à disposição dos desempregados interessados em se capacitar em algum dos cursos em oferta.

(Foto – Balada In)

TRT do Ceará tem 10 varas entre as 25% com melhor desempenho no Brasil

A 1ª Vara do Trabalho do Cariri é destaque.

A Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho divulgou o mais recente resultado do Índice Nacional de Gestão de Desempenho – iGest. Dentre as 1.571 varas trabalhistas avaliadas, dez unidades do Ceará estão entre as 25% com melhor desempenho no Brasil. A 1ª Vara do Trabalho do Cariri, em Juazeiro do Norte, ocupa a 12ª colocação do ranking e é a 2ª colocada no Nordeste. Os dados referem-se ao período de outubro de 2017 a setembro de 2018 e foram divulgados no último dia 25, informa a assessoria de comunicação do TRT do Estado.

Além da unidade do Cariri, completam a lista das dez varas do trabalho do Ceará entre as 25% com melhor desempenho no Brasil a 2ª VT de Maracanaú (42ª), a VT de Tianguá (66ª), a 2ª VT de Sobral (159ª), a 18ª VT de Fortaleza (221ª), a 2ª VT de Caucaia (244ª), a VT do Eusébio (280ª), a 1ª VT de Maracanaú (304ª), a 16ª VT de Fortaleza (382ª) e a VT de Aracati (383ª).

Para a titular da 1ª VT do Cariri, juíza do trabalho Fernanda Monteiro Lima Verde, o destaque da Vara no iGest é fruto de um trabalho coletivo. “Esse resultado vem reconhecer a incessante busca pelo aprimoramento da prestação jurisdicional que norteia o funcionamento harmônico desta unidade na realização de todos os expedientes forenses, bem como atestar o compromisso de uma equipe que, na pessoa do diretor de secretaria, João Emanuel Bezerra Bastos, parabenizo pelo primoroso trabalho e incansável dedicação”, declarou a magistrada.

Fórmula

O iGest classifica todas as unidades judiciárias de primeiro grau da Justiça do Trabalho do Brasil. “O índice é resultado de uma fórmula que considera indicadores de acervo, celeridade, produtividade, taxa de congestionamento e força de trabalho de cada unidade. Esses índices são chamados de mesoindicadores”, explica Patricia Machado, secretária de Gestão Estratégica do TRT/CE.

Conforme a servidora, os mesoindicadores são compostos por microindicadores, como mostra o detalhamento abaixo:

Acervo: idade média do acervo “pendentes de julgamento”, acervo pendente, taxa de conclusos com o prazo vencido;

Celeridade: prazo médio na fase de conhecimento, prazo médio na fase de liquidação, prazo médio na fase de execução;

Produtividade: taxa de conciliação, taxa de solução, taxa de Execução;

Congestionamento: taxa de congestionamento na fase de conhecimento, taxa de congestionamento na fase de execução;

Força de Trabalho: produtividade por servidor e pendentes por servidor.

Pesquisa CNI/Ibope – Confiança do consumidor é a maior desde 2014

Apesar de mais otimistas com relação à inflação, o desemprego e a renda pessoal, e de perceber melhora da situação financeira, o brasileiro continua cauteloso na hora de fazer compras, segundo levantamento divulgado hoje (31) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

De acordo com a entidade, o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) apresentou uma alta de 4,4% em outubro, na comparação com o mês anterior, e atingiu 110,6 pontos, o maior valor registrado desde outubro de 2014, acima também ao da média histórica, de 107,7 pontos.

Por meio de nota, a CNI avalia que, entre as principais razões para o aumento da confiança, está a melhora da situação financeira registrada nos últimos meses. Esse índice (indicador da situação financeira) registrou uma alta de 8,9% em outubro, na comparação com setembro. Quanto maior for esse índice, maior é o número de pessoas que percebem melhora da situação financeira nos últimos meses.

Ainda segundo o levantamento da CNI, as expectativas relativas à renda pessoal, desemprego e inflação também ficaram mais otimistas. O índice de expectativa sobre a renda pessoal aumentou 5%, o de desemprego subiu 8% e o otimismo com relação à inflação cresceu 5,4%. A CNI informa que quanto maior o índice, maior é o número de pessoas que esperam a queda da inflação e do desemprego e o aumento da renda pessoal.

A entidade, no entanto, avalia que os brasileiros continuam cautelosos com relação às compras, uma vez que o indicador de expectativa de compras de maior valor, como móveis e eletrodomésticos, caiu 0,3% em relação a setembro, mantendo-se 0,8% abaixo do registrado em outubro do ano passado. Na avaliação da CNI, apesar da melhora da confiança, o consumidor ainda está cauteloso para comprar bens de maior valor, de forma a evitar um comprometimento maior da renda ao longo do tempo.

Para fazer a pesquisa, a CNI, em parceria com o Ibope Inteligência, ouviu 2.002 pessoas em 142 municípios, entre os dias 18 e 22 de outubro.

(Agência Brasil)