Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

No PT do Ceará, uma quinta-feira do “vermelhou” pró-Dilma

241 1

dilmazee

José Guimarães integra grupo da mobilização.

Para mobilizar a militância de olho nas eleições do próximo domingo, a direção estadual do PT realizará nesta quinta-feira, a partir das 19 horas, na sede partidária, uma plenária geral. Filiados e parlamentares debaterão as últimas ações que visam a conquista de um maior número de votos pró-Dilma Rousseff (PT) não só no Ceará, mas no Nordeste.

Ao longo deste dia, mais atividades. A partir das 16 horas, o ” Tsunami Vermelho”, na Praça Portugal, com adesivaço, panfletagem e bandeiraço. No mesmo horário, minicarreata em direção à sede do PT Ceará. Panfletagens e bandeiraços também ocorrerão no entorno do North Shopping e Polo de Lazer do Conjunto Esperança.

Encerrando o dia, a partir das 20 horas, haverá um ato cultural no entorno do Dragão do Mar.

(Foto – Divulgação)

DNOCS 105 Anos – A importância dos açudes construídos pela autarquia para o Nordeste

Com o título “Ode aos açudes do semiárido nordestino”, eis artigo do engenheiro Cássio Borges, um apaixonado e defensor do DNOCS, que não se cansa de destacar a importância e influência das ações desse órgão na região. Chega no momento em que a autarquia comemora 105 anos. Confira: 

Um dos mais empolgantes temas abordados sobre recursos hídricos pelo Jornal O Povo, de Fortaleza-CE, em Caderno Especial, sob o título “Mares do Sertão”, foi publicado no dia 30.08.2007. A matéria mostrou o papel dinamizador dos açudes construídos pelo DNOCS no Estado do Ceará, de onde se concluía que, sem eles não teria sido possível construir uma civilização, como a que existe nesta inóspita e seca parte do nosso país. E, por extensão, em toda a região nordestina, onde aquele departamento federal vem exercendo as mais variadas ações (açudes, estradas, poços profundos, irrigação etc.) desde os primórdios de sua existência no ano de 1909, portanto há 105 anos.

A importância de um açude naquela matéria foi bem definida nas palavras do barraqueiro do Açude Orós, Pedro da Silva: “…Mas se não fosse o Orós do Presidente Juscelino (Kubitchek) não existia rico e nem pobre. Não tinha nada, nem cidade”.

E na análise dos jornalistas que elaboraram essa reportagem: “Ele, a exemplo dos habitantes do semiárido, é um dos que usam o açude para sustentar a mulher e dois filhos”.

A matéria ainda faz referência ao programa da Açudagem em Cooperação que pessoas mal informadas, ou que pretendiam denegrir a imagem do DNOCS, diziam, de forma simplista, “que o DNOCS construía açudes em propriedades de particulares”, o que não é verdadeiro. O que existia era um programa sério do Governo Federal que para “combater a fome, a miséria e viabilizar a vida no sertão, construía açudes de até 10 milhões de metros cúbicos de água armazenada em parceria com a iniciativa privada”.

Esse programa foi concebido desde os primórdios da existência do DNOCS , em 1909, no qual os interessados entravam com a metade dos recursos destinados à obra e o Governo Federal com a outra metade. Mas os proprietários eram obrigados a deixar “corredores de acesso” para as populações circunvizinhas se abastecerem de água para usos domésticos. Infelizmente, este vitorioso programa foi extinto no Governo do Presidente Jânio Quadros.

Apesar dos atuais três anos de seca, é importante destacar que o Açude Orós, ainda está com cerca de 54% de sua capacidade de acumulação, cuja água mantém até agora os projetos de irrigação e ainda dispõe de água para a Região Metropolitana de Fortaleza, como fez na seca, também de três anos, de 1991 a 1993, quando foi construído o Canal do Trabalhador. Viva a Açudagem em Cooperação. Viva o Açude Orós. Viva o DNOCS, que muitos pseudo-técnicos cearenses desejam a sua extinção.

* Cássio Borges,

Engenheiro civil e ex-diretor do DNOCS.

Hotéis já trabalham com taxa de ocupação na faixa dos 72,5% ano que vem

regismedeiros

O presidente do Fortaleza Convention Bureau, Regis Medeiros, anuncia: nos últimos cinco anos, a taxa média de ocupação nos hotéis tem variado entre 70% e 73%. A previsão para 2014 é de um percentual de 72,5%.

Embora a média seja interessante, Medeiros reforça que os números ajudam a comprovar que a Copa não gerou um ganho efetivo para o setor.

“Em junho, o percentual de ocupação foi exatamente o mesmo de 2013: 65,17%.”, diz ele.

(Coluna O POVO Economia)

Número de endividados e inadimplentes caiu em outubro

“O número de famílias endividadas ou com contas em atraso caiu em outubro deste ano, segundo dados da Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O número de famílias sem condições de pagar suas contas também caiu. De acordo com a pesquisa divulgada hoje (23), o percentual de famílias com dívidas como cartão de crédito e financiamento, entre outras, caiu de 63,1% em setembro para 60,2% neste mês. Em outubro do ano passado, a taxa era 62,1%.

As famílias que se dizem muito endividadas caíram de 12,6%, em outubro do ano passado, para 11% em outubro deste ano. A maior parte das dívidas é com o cartão de crédito (74,7%). Outras dívidas comuns são com pagamento de carnês (17,3%), financiamento de carro (14,1%), crédito pessoal (9,3%) e financiamento de casa (8,7%).

Os inadimplentes, ou seja, famílias com dívidas ou contas em atraso, passaram de 19,2%, em setembro deste ano, para 17,8% no mês seguinte. Em outubro do ano passado, o percentual era 21,6%. O tempo médio para pagar as dívidas ficou em 58,5 dias. As famílias sem condições de pagar suas contas ou dívidas somaram 5,4% do total, taxa inferior às registradas em setembro deste ano (5,9%) e em outubro do ano passado (7,3%).”

(Agência Brasil)

MEC reconhece 43 cursos superiores

“O Ministério da Educação (MEC) reconheceu, hoje (23), 43 cursos superiores de instituições públicas e privadas de vários estados do país. A lista foi publicada no Diário Oficial da União, em portaria da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, responsável pelo processo de credenciamento. Os diplomas emitidos pelas instituições de ensino superior só têm validade se os cursos tiverem o reconhecimento do MEC.

Entre os cursos reconhecidos estão o de engenharia de produção, da Universidade Federal de Goiás; o bacharelado em fisioterapia, da Universidade Federal do Pará; e o de sistemas de internet, da Universidade Federal de Santa Maria (RS).

Também foram reconhecidos cursos de institutos federais de tecnologia (IFTs), como o de enfermagem do IF do Paraná; e o de matemática no IFT do Espírito Santo.”

(Agência Brasil)

Cearense ganha prêmio da Academia Brasileira de Ciências

ana

O Copacabana Palace, do Rio, foi palco, nesta semana, da cerimônia de entrega do prêmio “Para Mulheres na Ciência”, uma parceria da L’Oréal com a Uensco no Brasil e a Academia Brasileira de Ciências (ABC). Em sua nona edição, a premiação reconhece e promove as cientistas brasileiras e garante visibilidade ao trabalho das sete pesquisadoras contempladas, além de oferecer condições favoráveis para a continuidade dos seus projetos através de um auxílio financeiro. Cada pesquisadora recebeu uma bolsa-auxílio no valor equivalente, em reais, a US$ 20 mil.

As sete cientistas vencedoras deste ano foram: Manuella Pinto Kaster e Patrícia de Souza Brocardo, de Santa Catarina; Maria Carolina de Oliveira Rodrigues e Ludhmila Abrahão Hajjar, de São Paulo; Letícia Faria Domingues Palhares, do Rio de Janeiro; Ana Shirley Ferreira da Silva, do Ceará; e Carolina Horta Andrade, de Goiás. Nesta edição, foram inscritos mais de 300 trabalhos.

A Unesco estava representada pelo Coordenador do Setor de Ciências Naturais da UNESCO no Brasil, Ary Mergulhão. E a Academia Brasileira de Ciências (ABC), pelo seu presidente, Jacob Palis.

SERVIÇO

* Para mais informações sobre as cientistas e sobre o prêmio, acesse o site http://loreal.abc.org.br/fellows2014.asp.

Tasso Jereissati: Aécio passe de um milhão de votos no Ceará

tassojeririri

Oiá!

“Eu acredito que Aécio deve passar de um milhão de votos, e eu tenho uma confiança muito grande nisso. Até domingo nosso movimento estará nas ruas, nos mobilizando”, afirma o senador eleito Tasso Jereissati que, nessa quarta-feira, participou de carreata que circulou os bairros do Bom Jardim e João XXIII.

A carreata teve o objetivo de divulgar não somente o candidato Eunício Oliveira (PMDB) para o Governo, mas também o postulante à presidência da República pelos tucanos, Aécio Neves.

Tasso disse também, ao ser perguntado sobre pesquisas que dão Dilma liderança no estado: “Estou confiante que aqui no Ceará o resultado será diferente do que está sendo apontado pelas pesquisas”. No primeiro turno, no Ceará, Aécio obteve 676.743 votos (14,97%), seguido por Marina Silva (PSB), com 638.115 (14,12%). A presidente Dilma Rousseff (PT) saiu do Ceará com 3.087.115 votos (68,3%).

(Com O POVO/Foto – Divulgação)

Taxa de desemprego ficou em 4,9% em setembro

“A taxa de desemprego, medida pela Pesquisa Mensal de Emprego (PME), atingiu 4,9% em setembro deste ano. Houve queda de 0,5 ponto percentual em relação à taxa observada em setembro de ano passado (5,4%). A pesquisa foi divulgada hoje (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O índice também é numericamente inferior ao registrado em agosto deste ano (5%). Apesar disso, o IBGE considera a variação estatisticamente significativa. A PME é realizada em seis regiões metropolitanas do país.

O contingente de desempregados ficou em 1,2 milhão de pessoas em setembro deste ano, significando estabilidade em relação a agosto deste ano e queda de 10,9% na comparação com setembro do ano passado. Já a população ocupada ficou em 23,1 milhões de pessoas, o que significa que, apesar da queda da taxa de desemprego, não houve geração de postos de trabalho tanto na comparação com agosto deste ano quanto em relação a setembro do ano passado.”

(Agência Brasil)

Ciro Gomes pede à Polícia Federal que apure notícia falsa sobre ebola no Ceará

706 16

cirogomess

O secretário estadual da Saúde, Ciro Gomes, pediu à Superintendência da Polícia Federal a instauração de inquérito policial para apurar a “produção e veiculação de notícia falsa” sobre diagnóstico de ebola no Ceará. No inquérito, o secretário pede também a identificação dos autores da notícia falsa e punição. A notícia é falsa porque em todo o território cearense não há nenhum caso suspeito da doença que está assustando o mundo, diz a pasta.

Essa notícia falsa foi espalhada nos últimos dias por mensagens através de telefones celulares, no que poderia gerar pânico na população. O Ministério da Saúde da Saúde e a Secretaria da Saúde do Estado já informaram que nem no Ceará nem em todo o território nacional não há registro de paciente suspeito da doença.

Expectativa de inflação sobe para 7,5% nos próximos 12 meses

174 1

“O consumidor brasileiro prevê uma inflação acumulada de 7,5% nos próximos 12 meses, segundo pesquisa de outubro da Fundação Getulio Vargas (FGV). Em setembro, a Expectativa de Inflação dos Consumidores nos 12 meses seguintes havia ficado em 7,3%.

Segundo a FGV, a estimativa do consumidor em outubro é a mais alta desde novembro de 2005 (7,8%). Avaliando-se a média móvel trimestral (a média dos últimos três meses, incluindo aquele da pesquisa), o indicador subiu de 7,2% em setembro para 7,3% em outubro.

Segundo a FGV, o aumento da expectativa de inflação futura pelos consumidores é resultado dos crescimentos recentes das taxas de inflação, que se mantém pressionada principalmente pelos alimentos.”

(Agência Brasil)

Fuso horário do Acre atrasará a divulgação do resultado da peleja presidencial

Os sete ministros e alguns técnicos do Tribunal Superior Eleitoral deverão guardar em segredo, por cerca de meia hora, o nome de quem governará o Brasil a partir de 2015. O presidente da corte, Dias Toffoli, estima que o resultado da eleição será definido por volta das 19h30min de domingo. No entanto, a informação só poderá ser divulgada às 20 horas, quando as urnas do Acre estiverem fechadas. A informação é de Bernardo Mello Franco, colunista da Folha de S.Paulo desta quinta-feira.

Dias Toffoli — continua o colunista — diz que a proibição de ataques na propaganda também pode melhorar o nível dos debates na TV. Ele critica o encontro do SBT, marcado pela troca de acusações entre Dilma Rousseff e Aécio Neves.

“Os dois, como candidatos a presidente, deveriam se recusar a obedecer os marqueteiros. Em sã consciência, nenhum dos dois diria o que foi dito”, reprova o presidente do TSE.

Romário decide apoiar Aécio Neves

romariodeputado

“Depois de muita negociações e recuos, Romário finalmente decidiu apoiar Aécio Neves. Ontem, os dois selaram o acordo.

Romário gravou hoje em Brasília, sem alarde, um depoimento que será exibido amanhã à noite, no programa de TV do tucano.

Romário, eleito senador com 4,6 milhões de votos no Rio de Janeiro, é visto na campanha de Aécio como um trunfo para a busca de votos nestes últimos dias no terceiro maior colégio eleitoral do Brasil.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

CIC vai ouvir presidente da Associação Brasileira dos Atacadistas e Distribudores

josedoegito

O empresário José do Egito, que preside a Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados (ABAD), é o próximo convidado do programa “Almoço com o Presidente”, do Centro Industrial do Ceará (CIC). A fala dele ocorrerá nesta quinta-feira, às 12 horas, no Salão VIP da Casa da Indústria (Fiec).

José do Egyto falará sobre suas propostas à frente da entidade e demandas do setor neste clima de cenário eleitoral. Reconduzido na presidência da ABAD, ele está assumindo um novo mandato (2015/2017).

Uma das ações de José do Egvbyto já está definida: a Convenção Anual da ABAD ocorrerá novamente em Fortaleza que, em 2013, foi sede da 33ª Convenção Anual da entidade.

Eleições 2014 – Aécio Neves ganha apoio dos agentes comunitários de saúde

raimddd

Raimundo Gomes – Um dos homens fortes de Aécio no Ceará.

O candidato a presidente da República pelo PSDB, Aécio Neves, recebeu, em Goiânia (GO), a Carta de Compromissos da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (CONACS).

O encontro foi articulado pelo deputado federal Raimundo Matos, nessa terça-feira, ocasião em que Ruth Brilhante e Ilda Angélica, respectivamente presidente e vice-presidente da entidade, entregaram ao candidato um documento com os pleitos da categoria incluindo a continuidade do Programa de Formação.

(Foto – Divulgação)

Programa de Dilma Rousseff na tevê é melhor do que o de Aécio Neves

207 1

dilmms

“O Datafolha de hoje é a comprovação do protagonismo de João Santana nesta eleição presidencial. A pesquisa revela que o otimismo do brasileiro com a economia, melhorou.

Em relação à inflação, por exemplo, o dado é impressionante: desde 2007, nunca tantos brasileiros acharam que a inflação vai parar de subir ou mesmo cair.

Não resta dúvida de que foram os programas criados por João Santana para Dilma Rousseff que (douraram a pílula e) levaram tal otimismo ao eleitor.

Os programas de Dilma na TV e no rádio são superiores aos feitos pela equipe de Aécio Neves. No primeiro turno, muita gente ainda queria tapar o sol com a peneira, argumentando que Aécio tinha menos da metade do tempo destinado ao PT.

Os programas e comerciais de Santana são mais eficientes não só para desconstruir, como já se viu, mas também para construir – isso é pouco ressaltado.

Essa batalha a Dilma já ganhou: a da comunicação na TV e no rádio.

Aécio Neves pode vencer a eleição. Mas se o conseguir terá sido apesar do seu programa de rádio e TV.

(Coluna Radar, da Veja Online)

CNA promoverá encontro em Fortaleza para definir a agenda do agronegócio nordestino

flaviosaboya

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) através da Federação da Agricultura do Ceará (Faec), promoverá, nos dias 27 e 28 deste mês, na sede do Sebrae, encontro com lideranças do setor, governo e outras entidades ligadas ao agronegócio, bem como sindicatos rurais. O objetivo é definir uma agenda estratégica para o agronegócio do Nordeste.

A informação é do presidente da Faec, Flávio Saboya , explicando que esse estudo vem sendo feito pela CNA em todos os estados do Nordeste, através da metodologia de oficinas de trabalho. Nesse processo, são identificados pontos críticos ao desenvolvimento do setor. Há, também, a elaboração de propostas dentro de três grandes blocos: Sistema CNAFederações/Sindicatos, ambiente organizacional e institucional e sistema de produção e produtores rurais.

O encontro reunirá ainda representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-Ce), da Secretaria e Desenvolvimento Agrário, da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), EMATERCE, BNB, BB, UFC, EMBRAPA, superintendência do MAPA/CE, Agência de Desenvolvimento do Estado (Adece) e do Instituto de Desenvolvimento Agrário do Ceará (Idace).

 

Horário eleitoral custará R$ 839,5 milhões aos cofres públicos

“A propaganda eleitoral obrigatória no rádio e na televisão, que termina na sexta-feira (24), deverá custar neste ano R$ 839,5 milhões aos cofres públicos, de acordo com estimativa da Receita Federal. O governo deveria arrecadar esse valor das emissoras em impostos, mas o montante é convertido em renúncia fiscal para que a propaganda eleitoral ocupe a grade de programação das rádios e das TVs.

O custo deste ano representa um aumento de quase 39% em relação aos R$ 604,2 milhões que deixaram de ser recolhidos aos cofres públicos em 2010, quando também foram eleitos presidente, governadores, senadores, deputados federais e estaduais. O cálculo não leva em conta a inflação do período.

Em 2008, quando a eleição limitou-se a prefeitos e vereadores, as concessionárias autorizadas a explorar os serviços de radiodifusão descontaram, a título de ressarcimento pela divulgação do horário eleitoral, R$ 420,3 milhões dos impostos devidos.

O valor da restituição às empresas é calculado a partir de uma fórmula complexa, cuja aferição depende do acesso às tabelas de preços de mercado cobrados pela exibição publicitária. Valores que variam conforme a audiência do veículo, o horário de exibição, a região e a época. As variáveis estão detalhadas no Decreto 7.791/12, que regulamenta o assunto. Os preços cobrados pelos veículos de comunicação devem ser públicos e previamente fixados.”

(Agência Câmara)

A Dívida Política do Lulismo

188 7

lullalala

Com o título “A Dívida Política do Lulismo”, eis artigo do publicitário e escritor Ricardo Alcântara.  Confira:

2002. ‘Agora’ – era dito, prenunciando a vitória – ‘É Lula lá’. ‘Lá’, no imaginário dos eleitores, era uma cidadela blindada onde representantes das elites econômicas em nome exclusivo de seus interesses tomavam as decisões que ferravam a plebe. Pois bem. Era o ano de 2002 e Lula chegou lá. E, chegando lá, fez o diabo para que pudesse fazer também um pouco pelos mais pobres. Se não vendeu a mãe, passou perto. Abriu mão de muito do vinha prometendo há mais de vinte anos.

Quando ele chegou lá, a Reforma Política já estava em pauta. Muitos esperavam que Lula fosse buscar nas ruas a força necessária para fazê-la por compreender a Democracia como a principal causa popular: afinal, para mudar, é preciso ter voz. Tratava-se de dotar a democracia brasileira de uma representatividade efetiva: submeter os partidos a ritos de decisão coletiva e, a seus membros eleitos, fidelidade programática. E conter a força do interesse privado em suas posições.

Somente assim a cultura patrimonialista cederia espaço à imposição do interesse comum. Sem isso, a manifestação da vontade popular só seria percebida quando não ferisse os privilégios dos donos do poder no Brasil. Raras oportunidades. Tratava-se e se trata ainda, como afirma o programa da Rede Sustentabilidade, de ‘democratizar a democracia’. Tirar do conceito nobre de representação popular o constrangimentos das aspas que colocamos no termo ‘democracia’ brasileira.

Mas a realidade tem pouco apreço pelas boas intenções. Para vencer uma herança pesada, Lula adotou medidas conservadoras e, por maioria parlamentar, curvou-se aos maus costumes. Caso contrário, dizia, a menor vítima seria ele e a maior, o país. Quando saiu do governo, oito anos depois, a Reforma Política continuava ‘lá’, sempre muita discutida e nunca votada. Era como uma mulher ao mesmo tempo bela e problemática: todos gostavam dela, mas ninguém queria levar para casa.

Pois saindo do governo, e compreendendo o preço de sua omissão, Lula disse que, já então livre das imposições pragmáticas da presidência, se dedicaria a mobilizar a sociedade por ela. Bem Lula: disse-o logo que saiu e nunca mais tocou no assunto. A fatura veio pelas ruas, no ano passado. O governo, ao perceber a mensagem subjacente às queixas por um Brasil ‘padrão FIFA’, propôs a Constituinte exclusiva sob o correto saber de que o poder (o congresso, no caso) não muda o poder.

Mas se haveria que mudar a Constituição e a matilha logo percebeu no refluxo das ruas, agora ocupadas pelo ‘vandalismo’, a boa ocasião para a presidente lembrar quem é que realmente manda. Como surgiu, a proposta evaporou e aqui estamos. Domingo, saberemos se ainda terá o Lulismo uma nova oportunidade para reparar sua primeira dívida com o país (o aprimoramento da representatividade popular), já que a segunda dívida (a adesão faminta à corrupção) está na casa do sem jeito.