Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Mudança na graduação de medicina proposta no Mais Médico mostra “improvisação do governo”, diz AMB

A Associação Médica Brasileira (AMB) diz que abrir mão do segundo ciclo – dois anos a mais na graduação de medicina propostos pelo Programa Mais Médicos – mostra “o grau de improvisação do governo”. A AMB voltou a criticar o programa nessa quarta-feira (31) após o governo apresentar uma proposta que mantém o curso de medicina com seis anos e torna obrigatória a residência médica no Sistema Único de Saúde (SUS) a partir de 2018.

Segundo o diretor da Associação Médica Brasileira (AMB), José Bonamigo, as entidades médicas – Conselho Federal de Medicina (CFM), Federação Nacional de Medicina (Fenam) e Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR) – decidiram em reunião em São Paulo que não dialogarão com o governo até que a Medida Provisória (MP) 621/2013, que cria o programa, seja derrubada no Congresso Nacional. As entidades reúnem-se novamente nesta quinta-feira (1º) em Brasília.

“Não há condições para ampliar nem a residência médica [para atender a todos os formandos – hoje apenas 50% conseguem vaga], nem as faculdades de medicina na velocidade que o governo quer”, diz Bonamigo.

Na outra ponta, a do ensino, as instituições de ensino particulares receberam a notícia da residência com otimismo, com isso, o curso continua com seis anos. Segundo o Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular, a residência obrigatória no SUS é positiva “desde que seja proporcionado o ambiente adequado para a prática”, diz o assessor do fórum, Solon Caldas.

Caldas critica, no entanto, a obrigatoriedade. “A residência no SUS deve ser opção do aluno”. De acordo com o assessor, a maioria dos alunos busca uma especialização, mas nem sempre no SUS.

(Agência Brasil)

Governo desiste de aumentar tempo de graduação em Medicina

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, informou nesta quarta-feira (31) que o governo vai alterar a proposta do Programa Mais Médicos de ampliar em dois anos os cursos de graduação em Medicina. A ideia era aumentar de seis para oito anos o tempo da graduação, com os dois últimos anos de trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo Mercadante, a proposta será levada ao relator da medida provisória que cria o programa, deputado Rogério Carvalo (PT-SE).

Em contrapartida, Mercadante defendeu que, já em 2018, a residência médica se torne obrigatória ao final dos seis anos de graduação para algumas atividades da medicina. Nesse modelo, toda a residência será feita no SUS, e o primeiro ano, obrigatoriamente na atenção básica, urgência e emergência no sistema.

“É evidente que algumas especialidades são mais disputadas, terão exames de seleção. Mas terá vaga para todo estudante de medicina. A partir de 2018, queremos condicionar para algumas atividades da medicina a obrigatoriedade da residência, a exemplo do que ocorre em alguns países”, disse o ministro. De acordo com Mercadante, a decisão foi tomada em discussão com diretores de faculdades, comissão de especialistas e representantes da Associação Brasileira de Educação Médica.

Lançado neste mês, o Programa Mais Médicos desagradou a entidades médicas, que criticaram os dois anos de extensão no curso e a possibilidade de contratação de profissionais com diploma estrangeiro para atuar, durante três anos, na periferia das grandes cidades e em cidades do interior. Nessa terça-feira (30) e também nesta quarta-feira, médicos em todo o país paralisam as atividade em protesto ao Mais Médicos.

(Agência Brasil)

UFC abre 13 novas vagas para professor efetivo

“A Universidade Federal do Ceará está com inscrições abertas até 27 de agosto para dois concursos públicos que ofertam 13 vagas de professor efetivo (nas classes de adjunto e assistente). O Edital 270/2013 selecionará docentes para Fortaleza (seis vagas distribuídas entre o Instituto Universidade Virtual – UFC Virtual e o Instituto de Educação Física e Esportes – Iefes). Já o Edital 271/2013 se refere à seleção de sete professores para o Campus da UFC em Sobral (Cursos de Engenharia da Computação, Engenharia Elétrica, Odontologia e Música). Em todos os casos, o regime de trabalho é de 40 horas semanais, com dedicação exclusiva.

Para Fortaleza, os setores de estudo no Instituto UFC Virtual são “Animação Gráfica e Digital” (único com oferta de duas vagas), “Design de Som”, “Produção Áudio Visual”, “Sistemas Embarcados e Computação Física”. Desses, o de “Animação Gráfica e Digital” é para professor assistente, com a exigência do título de mestrado e taxa de inscrição de R$ 136,00. Os demais são para professor adjunto, tendo o candidato que possuir o título de doutor. A taxa de inscrição é de R$ 201,00. No Iefes, a vaga é no setor de estudo “Anatomia Humana e Cinesiologia Aplicada à Educação Física e Esportes”, também para professor adjunto e regime de 40 horas semanais, com dedicação exclusiva.

Em Sobral, as vagas estão assim distribuídas: Curso de Engenharia da Computação – setor de estudo “Matemática para Engenharia”; Curso de Engenharia Elétrica – setores de estudo “Sistemas de Energia” e “Física para Engenharia”; Curso de Odontologia – setores de estudo “Clínica Odontológica/Periodontia/Clínica Integrada” e “Anatomia Geral, Anatomia Buco-Maxilo-Facial e Clínica Integrada”; Curso de Música – setores de estudo “Prática Instrumental de Sopros: Flauta Transversal e Flauta Doce” e “Prática Instrumental Cordas Friccionadas Graves (Violoncelo e/ou Contrabaixo)”.

Para os concursos de Sobral, o curso de Odontologia oferece o cargo de professor assistente, com a exigência do título de mestre. A taxa de inscrição é de R$ 136,00. Nos demais casos, o cargo é o de adjunto e a exigência é do título de doutor, sendo a taxa de inscrição no valor de R$ 201,00.”

SERVIÇO

* As inscrições podem ser feitas de forma presencial ou por procuração.

* Para mais detalhes sobre os processos seletivos, basta acessar os editais citados no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (www.progep.ufc.br).

(Site da UFC)

Pressionada, Dilma Rousseff vai abrir as torneiras para os parlamentares

Dilma e ministro Temporão são multados por propaganda antecipada

“Pressionada por aliados e antevendo nova rebelião no Congresso a partir da próxima semana, quando deputados e senadores voltam das férias, a presidente Dilma Rousseff decidiu abrir o cofre. Em reunião com dez ministros, nesta terça-feira, no Palácio da Alvorada, Dilma determinou a liberação de três lotes de emendas parlamentares até o fim do ano, em parcelas, totalizando 6 bilhões de reais. Na tentativa de driblar dificuldades previstas em votações importantes para o governo, a presidente pediu aos ministros uma lista dos principais projetos contidos nas emendas paradas em cada pasta. Embora o governo tenha anunciado corte adicional de 10 bilhões de reais no Orçamento, para cumprir a meta fiscal e recuperar a confiança do mercado na política econômica, Dilma decidiu manter a reserva para pagar emendas.

Num momento de perda de popularidade após os protestos de junho, desgaste na relação com a base aliada e com o PMDB liderando uma rebelião para tornar obrigatória a execução das emendas parlamentares, a presidente foi aconselhada a agir para neutralizar a proposta do orçamento impositivo. Nas três horas da reunião desta terça-feira no Alvorada, Dilma cobrou dos ministros políticos novo esforço concentrado para controlar deputados e senadores de seus partidos e prometeu empenhar 2 bilhões de reais de emendas individuais em agosto.

As outras “prestações”, no mesmo valor, devem ser liberadas em setembro e novembro. No mês passado o governo também reservou 2 bilhões de reais para o pagamento de emendas, mas até agora elas não foram efetivamente pagas. Chamado pelos congressistas de “peça de ficção”, o Orçamento da União prevê 8,9 bilhões de reais para essa finalidade, ao longo deste ano.”

(Veja Online)

Ministro da Integração quer levar Dilma para visitar obras do São Francisco

“O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, informou hoje (31) que quer levar a presidenta Dilma Rousseff, para visitar as obras de transposição das águas do Rio São Francisco. “Em setembro queremos levar a presidenta para visitar todas as frentes de serviço. Acreditamos que em setembro, vamos ter mais de 8 mil pessoas mobilizadas e mais de 3 mil equipamentos empregados na obra”.

De acordo com ele, até lá, 50% da obra estarão concluídos. Até junho de 2013, foram gastos R$ 3,4 bilhões com o empreendimento, orçado em R$ 8,2 bilhões. Bezerra participou na manhã desta quarta-feira do programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços.”

VAMOS NÓS – E aí, o ministro vai convidar também o governador Eduardo Campos (PSB), seu padrinho político em Brasília, para essa visitinha?

Confiança do comércio na economia cai 3,4% em julho

“O Índice de Confiança do Comércio (Icom) atingiu em julho o menor nível da série histórica iniciada em março de 2010, divulgou hoje (31) a Fundação Getúlio Vargas. A queda registrada alcançou 3,4%, taxa 0,4 ponto percentual menor que a de junho, que chegou a 3%. De acordo com a FGV, os resultados sugerem desaceleração do setor no início do terceiro trimestre de 2013, com piora concentrada na avaliação do momento presente, enquanto as expectativas para o futuro variaram com menor força. Uma possível explicação para esse comportamento apontada pela fundação são os protestos realizados em diversas cidades do país.

Na comparação do trimestre encerrado em julho com o mesmo período do ano passado, a taxa que avalia a situação atual recuou 4,6%, 0,7 ponto percentual a mais que junho, em que a retração tinha sido 3,9%. A diferença fica mais expressiva quando analisados os meses isoladamente. Em julho deste ano, em relação ao do ano passado, a taxa caiu 7,7%, enquanto em junho havia recuado 3,7% na mesma base de comparação.

A variação do Índice de Expectativas, que mede o otimismo ou o pessimismo dos comerciantes, aumentou de -2,5% para -2,6% do trimestre encerrado em junho para o trimestre encerrado em julho, ambos comparados aos mesmos períodos do ano passado. Nos dados mensais, houve melhora da situação, com a variação do índice evoluindo positivamente de -3,7% em junho para -1,6% em julho.”

(Agência Brasil)

Ah, que saudades da CPMF…

107 8

Com o título “Saúde de qualidade se faz com muito dinheiro”, eis artigo do jornalista e radialista Messias Pontes. Ele aborda o cenário de crise na saúde do País, as ações do governo federal voltadas para tentar resolver a situação e lamenta o fim da CPMF, observando que “a presidenta Dilma Rousseff, que chegou a ter o maior capital político de toda a história brasileira, não teve coragem de enfrentar a velha mídia que fazia terrorismo com a recriação da CPMF. Confira:

É cada vez mais caótica a situação da saúde pública no Brasil. Como é de todos sabido, os recursos do Orçamento da União para o setor são insuficientes para atender com o mínimo de dignidade a maioria dos brasileiros. É também por todos sabido que a saúde é dever do Estado e direito do cidadão, conforme reza a Constituição Cidadã de 1988.

Como todo dinheiro para a saúde é pouco, foi criado em 1993, no governo Itamar Franco, o Imposto Provisório sobre Movimentação Financeira para cobrir o déficit da saúde. O IPMF vigorou até o ano seguinte. Dois anos depois, através de Emenda Constitucional, já no desgoverno do Coisa Ruim (FHC), foi criada a CPMF, agora como contribuição e não mais como imposto, e a alíquota, que era de 0,20% passou a 0,38% até 2007. Mas os recursos daí advindos não foram aplicados integralmente na saúde, inclusive no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em 2007, com a ajuda da banda podre do PMDB, a oposição conservadora de direita (PSDB, PFL e PPS), com o irrestrito apoio da velha mídia conservadora, venal e golpista derrotou a Emenda Constitucional que prorrogava a CPMF e destinava 100% do arrecadado à saúde. A cobrança da contribuição seria para quem ganhava acima de R$ 5 mil por mês, o que atingiria pouco mais de 2% dos contribuintes, mas a arrecadação seria, a preços de hoje, de aproximadamente R$ 100 bilhões anualmente, recursos que iriam suprir as necessidades da saúde.

A presidenta Dilma Rousseff, que chegou a ter o maior capital político de toda a história brasileira, não teve coragem de enfrentar a velha mídia que fazia terrorismo com a recriação da CPMF. A bancada do PT, a maior da Câmara dos Deputados e a segunda maior do Senado, igualmente acovardou-se e não soube nem quis mobilizar a sociedade para forçar o Congresso a aprovar a nova CPMF. E em junho último perdeu a oportunidade de forçar a barra, pois milhões de brasileiros, em todos os estados, foram às ruas exigir o fim da corrupção, melhores condições de transporte público, mais verbas para a educação e para a saúde.

A hipocrisia da oposição conservadora de direita não tem limites. A campanha midiática massiva contra a CPMF argumentava que o tributo iria pesar muito no bolso do trabalhador, que a carga tributária já é muito grande etc. e tal. Mas, propositadamente, deixou de dizer que com o fim da CPMF não houve redução de um centavo sequer na aquisição de bens e serviços em todo o território nacional. E também que pouco mais de 2% da população seria tributada.

A vantagem de CPMF é que além de arrecadar recursos para a saúde, evita a sonegação fiscal, aumentando a arrecadação, pois em cada transação financeira o próprio banco, automaticamente, desconta o percentual. Com isso a Receita Federal tem o controle de quanto cada correntista movimenta, sem necessidade de autorização judicial.
Há muitas fontes onde se buscar recursos para a saúde. O que está faltando é determinação política. Além de uma nova CPMF, o imposto sobre grandes fortunas, sobre heranças e sobretudo o combate à sonegação que chega ao montante de R$ 415 bilhões anualmente, o que representa 10% do PIB, poderiam resolver de vez o grave problema da saúde.

É inadmissível e incompreensível que grandes empresas soneguem milhões, e às vezes bilhões de reais e não sejam punidas, e que um trabalhador que tem um carro popular para a sua labuta diária seja obrigado a pagar anualmente o IPVA – imposto sobre propriedade de veículos automotores – mas um bilionário que possua iates de luxo e helicópteros para seu deleite seja isento desse tributo.

Também não se consegue entender como a Rede Globo deve mais de R$ 600 milhões, tendo sido notificada 776 vezes pela Receita Federal e continua zombando do fisco. Pior ainda é que o governo federal, através da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República–Secom – continue destinando anualmente mais de R$ 500 milhões em anúncios publicitários para a empresa da famiglia Marinho. Somente a Globo recebe mais que todos os demais veículos juntos.

Não resta dúvida de que o Programa Mais Médicos objetiva minorar o quadro caótico da saúde, notadamente nos pequenos municípios das regiões mais pobres, como Norte e Nordeste, e nas periferias das grandes cidades. Contudo é forçoso afirmar que de nada adianta colocar médico em cada município apenas com o estetoscópio e um talão de receitas. Se não houver recursos para construir e bem equipar hospitais e dar condições dignas aos profissionais da área, a saúde continuará na UTI. E principalmente transformar a profissão do médico que atua na atenção básica de saúde em carreira de Estado, como já acontece com a magistratura e o Ministério Público.

* Messias Pontes,

Jornalista e radialista. 

Sarney recebe alta de hospital

“O senador José Sarney (PMDB-AP), 83 anos, recebeu alta no início da manhã de hoje (31) e já deixou o Hospital UDI, em São Luís, onde estava internado desde a madrugada de domingo (28), tratando uma infecção pulmonar. A expectativa é que Sarney se submeta a novos exames em São Paulo. A decisão de complementar o check up foi anunciada pela família do senador há dois dias em função dos recentes problemas de saúde. Este ano, ele internado em Brasília com dores no peito e já tinha apresentado alterações semelhantes no ano passado, quando foi encaminhado para um hospital em São Paulo.

O último boletim emitido pela equipe médica do Hospital UDI, no início da tarde de ontem (30), confirmava que o senador já apresentava melhora, respirando sem a necessidade de aparelhos e mantendo os sinais vitais estáveis. O cardiologista Carlos Gama, diretor do hospital e médico responsável pelo acompanhamento de Sarney informou que o tratamento foi baseado em antibióticos.”

(Agência Brasil)

Bolsa Família & Bolsa Prêmio

“O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) vai premiar as boas práticas de gestão do programa Bolsa Família. O Prêmio Rosani Cunha: Edição Especial – Bolsa Família 10 Anos abre as inscrições nesta quinta-feira (1º) pela internet. As inscrições podem ser feitas até o dia 27 de agosto. Podem participar gestores municipais, estaduais e do Distrito Federal. O projeto inscrito deve ter pelo menos quatro meses de implementação. Serão selecionados 12 projetos. Os relatos serão disponibilizados em versão digital e impressa. “O objetivo é dar visibilidade e compartilhar as boas práticas, para que elas sejam difundidas no país”, explica a secretária adjunta nacional de Renda de Cidadania do MDS, Letícia Bartholo.

Esta é a segunda edição do prêmio, a primeira ocorreu em 2009. O primeiro lugar foi ocupado pela prefeitura de Pão de Açúcar (AL), com um programa de construção de cisternas e placas de armazenamento de água. Com uma tecnologia chamada cisterna de placas, que armazenavam 16 mil litros cada, o programa atendia, na ocasião, a cerca de 4,5 mil pessoas.

Neste ano, o prêmio será dividido em três categorias: busca ativa para cadastramento e atualização cadastral, incluindo identificação de grupos populacionais tradicionais e específicos; ações articuladas do Plano Brasil Sem Miséria voltadas à inclusão produtiva das famílias beneficiárias do Bolsa Família; e gestão de condicionalidades e acompanhamento familiar intersetorial (assistência social, saúde e educação).”

(Agência Brasil)

Vem aí o projeto "Fortaleza Meeting"

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=-CNjWn2-veI&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

A Secretaria do Turismo de Fortaleza fechou parceria com o Fortaleza Covnention Bureau, organismo que trabalha na atração de congressos e feiras para a Capital cearense e vai realizar o projeto “Fortaleza Meeting”. O objetivo é atrair eventos corporativos para a cidade, além de chances de negócios no setor do turismo.

Cabral Júnior, diretor do Fortaleza Convention Bureau, em conversa com o Blog, dá detalhes sobre a estratégia do projeto Fortaleza Meeting.

Sindicato Nacional dos Aeronautas fará ofensiva política para evitar demissões na TAM

“Com a promessa de demissão de até 1.000 funcionários pela TAM, o Sindicato Nacional dos Aeronautas pedirá socorro a Moreira Franco: finaliza um pedido de audiência para enviar ao ministro nas próximas horas.

Os sindicalistas também procuraram o deputado Jerônimo Goergen, que também vai bater na porta de Moreira, além realizar uma audiência pública na Câmara para tratar do tema, assim que terminar o recesso parlamentar.”

(Coluna Radar – Veja Online)

Avião da Air France faz pouso de "emergência médica" no Aeroporto de Fortaleza

Atualizada às 10h25min

Uma aeronave da Air France fez um pouso de “emergência médica” na madrugada desta quarta-feira, no Aeroporto Internacional Pinto Martins. Segundo informações da Infraero, uma adolescente de 17 anos teve que desembarcar para ser atendida com urgência, pois chegou a desmaia dentro da aeronave.

A adolescente, cujo nome não foi divulgado, teria caído dentro da aeronave e batido a cabeça, durante voo oriundo da Europa. Chegou a ser atendida numa escala em Buenos Aires. Durante o percurso, no entanto, em razão da pressão, passou mal e desmaiou, no que a tripulação decidiu pelo pouso na Capital cearense.

A adolescente encontra-se internada no Hospital Regional da Unimed. Ainda não foi liberado boletim médico.

O Hospital da Unimed mandou nota informando o estado de saúde da paciente identificada como Gobillon Valerie, 17 anos, de nacionalidade francesa. Confira:

“A paciente Gobillon Valerie, de nacionalidade francesa, 17 anos, chegou ao Hospital Regional Unimed Fortaleza, na noite desta terça-feira (30/04), às 23h30, encaminhada pela Infraero. O estado de saúde da paciente é estável e bom, já que todos os exames realizados tiveram resultados normais. A paciente foi avaliada pela clínica médica, emergência e neurocirurgia do Hospital. A recomendação, agora, é de que fique em observação por seis horas e, mantendo-se o quadro clínico estável, possa ter alta médica.”

João Ananias critica decisão da TAM de demitir mil funcionários

155 1

joaananiass

O deputado federal João Ananias (PCdoB) classifica de “absurdo” o anúncio feito pela TAM Linhas Aéreas, nessa terça-feira, 30, de que deverá cortar pelo menos mil funcionários, entre pilotos, copilotos e comissários. A empresa alega que é para compensar os altos custos do negócio.

“É um verdadeiro absurdo as demissões anunciadas pela TAM logo após o fim da alta estação turística”, criticou o parlamentar, que prometeu reagir politicamente junto ao governo federal para tentar alguma solução.

Entre funcionários da TAM de Fortaleza, o clima é de apreensão. A gerência local não comenta o fato, que tem entre consequências a oscilação cambial.

Censo da Educação Básica – Prazo para envio de dados termina nesta 4ª feira

“Hoje (31) é o último dia para o preenchimento dos dados do Censo Escolar da Educação Básica de 2013. Os gestores de escolas públicas e privadas devem acessar o endereço educacenso.inep.gov.br e informar dados da escola, turmas, alunos e profissionais escolares em sala de aula. O Censo Escolar é o principal instrumento de coleta de informações da educação básica. As informações são usadas para transferência de recursos públicos destinados à merenda, ao transporte escolar, à distribuição de livros, a uniformes, implantação de bibliotecas, instalação de energia elétrica.

No caso das creches, as informações serão também usadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para calcular a suplementação de recursos de 2014 a creches que atendem a crianças do Bolsa Família.

Além disso, os resultados sobre o rendimento (aprovação e reprovação) e movimento (evasão) escolar dos alunos são usados para o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), indicador que serve de referência para as metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), do Ministério da Educação.”

(Agência Brasil)

Médicos farão protesto em frente ao Hospital das Clínicas

116 2

Médicos e estudantes do curso de Medicina vão realizar, a partir das 9h30min desta quarta-feira, ato de protesto contra o Programa Mais Médicos em frente ao Hospital das Clínicas, em Porangabussu. Às 14 horas, a categoria fará panfletagem e atendimento médico na Praça Coração de Jesus (Centro).

Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, José Maria Pontes, além dessas atividades, a categoria estará em comissão, às 16 horas, na sede do Ministério da Saúde, no Centro. Ali, vai entregar manifesto contra o veto ao projeto do Ato Médico, que regulamenta o exercício da medicina, e que é contra também a importação de médicos e o aumento no período de estudos do curso de Medicina.

Nas últimas horas, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, criticou o cancelamento de cirurgias e consultas em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS), como forma de protestar contra o Programa Mais Médicos, anunciado pelo governo Federal.

 

Greve dos aeroportuários não afeta operações no Aeroporto Pinto Martins

piquete

Alguns funcionários em greve distribuíram panfletos na madrugada.

O Aeroporto Internacional Pinto Martins operou normalmente durante toda a madrugada desta quarta-feira. Funcionários da Infraero anunciaram paralisação das atividades, mas as operações dos 52 pousos e decolagens que ocorrem no período não foram afetadas, de acordo com as empresas aéreas e supervisores da estatal que cumpriram a jornada de trabalho. A categoria luta por 6,5% de reposição das perdas inflacionárias e mais 9,3% de produtividade e é contra a concessão de alguns terminais para a iniciativa privado.

Durante a madrugada, alguns funcionários distribuíram panfletos para os passageiros que chegavam para o embarque. A ação se registrou no subsolo do aeroporto, onde houve um apitaço logo no começo da madrugada. Lideranças do movimento dizem esperar que, ao longo desta quarta-feira, haja adesão maciça dos aeroportuários principalmente dos que operam no eixo Rio-São Paulo, de onde parte a maioria dos voos para demais Capitais. Entre o grupo, houve quem lembrasse: há muita terceirização nas operações de aeroporto, o que pode ter influenciado na pouca repercussão da greve.

faixaaa

Mesmo com erro, faixa denuncia a ameaça de “privatização” no setor.

De acordo com orientação do representante do Sindicato Nacional dos Aeroportuários, regional Ceará, Jorge Luís, os funcionários da Infraero, no entanto, devem bater o ponto e depois se juntar ao movimento paredista. A concentração ocorre na parte externa do subsolo do terminal, onde há sistema de som e algumas faixas e buzinaço.

Alguns passageiros ouvidos se solidarizaram com a luta dos aeroportuários. Mas houve alguns que reclamaram. Não do movimento, mas de empresa aérea. Foi o caso da Avianca, que cancelou o voo 6371, com destino a São Paulo. Deveria sair às 7 horas, mas houve “problemas de manutenção”, informou um dos funcionários da empresa.

avianca

Cerca de 120 passageiros foram acomodados em outros voos programados ao longo do dia e alguns tiveram lanche e hotéis à disposição, informaram funcionários da Avianca.

(Fotos – Paulo MOska)

Ministério da Saúde fará 70 mil testes para hepatites B e C até sexta-feira

Como parte das ações que marcam o Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais, o Ministério da Saúde pretende fazer 170 mil testes para hepatites B e C até a próxima sexta-feira (2). Com o slogan “Hepatites virais: sem perceber, você pode ter”, a campanha também quer intensificar a vacinação contra a hepatite B, já disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O governo anunciou a ampliação do público que pode receber a vacina contra a hepatite B gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Antes a idade limite era 29 anos, esta semana passou a ser 49 anos. Em 2012, mais de 15 milhões de pessoas foram imunizadas contra a hepatite B. A população deve se informar na Secretaria de Saúde dos municípios onde estão sendo feitos os testes e as imunizações.

A estimativa do Ministério da Saúde é que 800 mil pessoas estejam infectadas pelo vírus da hepatite B e 1,5 milhão de pessoas pela hepatite C. A hepatite, doença que atinge o fígado, pode ser causada por vírus, pelo uso de alguns remédios, pelo consumo de álcool e por doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. Os cinco principais tipos (A, B, C, D e E) são causados por vírus que podem passar de uma pessoa para outra.

Nem sempre há sintomas, mas os especialistas alertam que cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras podem ser sinais da doença.

Pelos dados oficiais da Organização Mundial da Saúde, 1,4 milhão de pessoas morrem por ano em decorrência das diversas formas de hepatite. Apenas 37% dos 126 países analisados pela organização dispõem de estratégias para prevenção e tratamento. O Ministério da Saúde informa que, no Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C.

No Brasil, atualmente, existem vacinas para a prevenção das hepatites A e B. O Ministério da Saúde oferece vacina contra a hepatite B nos postos de saúde do SUS e contra a hepatite A nos centros de Referência de Imunobiológicos Especiais. Não há vacina contra a hepatite C.

(Agência Brasil)

Funcionários de 62 aeroportos entram em greve nesta quarta-feira

O Sindicato Nacional dos Empregados em Empresas Administradoras de Aeroportos (Sina) iniciou à zero hora desta quarta-feira (31) uma greve em 62 aeroportos administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Os aeroportos que serão afetados pela paralisação podem consultados no link http://goo.gl/4NNbPc e inclui os aeroportos de Confins, da Pampulha (Belo Horizonte), de Congonhas (São Paulo), Afonso Pena (Curitiba), de Porto Alegre, Santos Dumont e do Galeão (RJ).

Em abril o sindicato entregou uma extensa pauta de reivindicação à Infraero, que incluía questões econômicas, benefícios, segurança e medicina do trabalho, entre outras melhorias para a categoria. O Sina pede além da reposição salarial, um aumento de 9,5% e a elevação em um padrão da tabela de salários para todos os aeroportuários.

Segundo o sindicato os reajustes salariais ofertados pela Infraero são “infinitamente menores” aos 26% dados aos cargos de direção da empresa. A Infraero apresentou uma contraproposta, na qual concorda com mais de 70 das cláusulas dos trabalhadores. O impasse está na correção salarial e benefícios como auxílio-creche, material escolar e auxílio-funeral.

Em nota, a Infraero diz que respeita a manifestação dos seus empregados e entidades trabalhistas e que tem um plano de contingenciamento “para ser aplicado em caso de necessidade”. O plano inclui o remanejamento de empregados, tanto do quadro administrativo como de escala. A intenção é reforçar as equipes nos horários de maior movimento de passageiros e aeronaves, envolvendo ainda os demais agentes que atuam nos aeroportos.

Segundo a Infraero, os salários dos empregados estão em dia e a empresa “ainda negocia com o sindicato para chegar a um acordo coletivo que atenda aos interesses do corpo funcional e da Infraero”. A nota também desmente a informação de que há salários atrasados e redução de benefícios.

(Agência Brasil)

Governo Dilma faz maiores cortes nas verbas das áreas econômica e de defesa

“Os ministérios ligados à área econômica e à defesa foram as principais pastas afetadas pelo corte adicional de R$ 10 bilhões no Orçamento Geral da União. O contingenciamento (bloqueio) de verbas adicional foi anunciado no último dia 22, mas o detalhamento dos cortes só foi divulgado hoje (30) em decreto presidencial publicado no Diário Oficial da União. Em valores nominais, Fazenda (R$ 990 milhões) e Defesa (R$ 919,4 milhões) foram os ministérios com os maiores cortes. Eles estão bem à frente do terceiro colocado, o Ministério da Previdência Social, cuja verba foi reduzida em R$ 280,7 milhões. Nas posições seguintes, estão os ministérios da Justiça (R$ 275,9 milhões) e do Planejamento (R$ 216,6 milhões).

Em termos percentuais, ao comparar o tamanho do corte com o orçamento original de cada pasta, os órgãos mais afetados foram os ministérios da Fazenda (19,3%), das Relações Exteriores (14,1%), do Planejamento (13,5%), o gabinete da Vice-Presidência (13,4%) e o Ministério da Previdência Social (12%). Os ministérios da Saúde, da Educação e a Secretaria Especial das Micro e Pequenas Empresas foram preservados do novo corte.

O total dos cortes detalhados hoje chega a R$ 4,32 bilhões. O bloqueio de verbas abrange somente as despesas discricionárias (não obrigatórias), o único tipo de gasto que pode ser efetivamente cortado. De acordo com a equipe econômica, os cortes afetarão apenas gastos administrativos, como diárias e passagens, material de consumo, aluguel de imóveis, veículos e equipamentos e serviços terceirizados e de tecnologia da informação. Os investimentos, que abrangem as obras públicas, foram poupados, assim como os programas sociais.

Para completar os R$ 10 bilhões de corte anunciados, o governo revisou para baixo em R$ 5,68 bilhões a estimativa de despesas obrigatórias, alegando erro de cálculo na hora de elaborar o Orçamento ou mudança de parâmetros econômicos no decorrer dos últimos meses. Essa conta incluiu o cancelamento do repasse de R$ 4,4 bilhões do Tesouro Nacional à Previdência Social previstos por causa da desoneração da folha de pagamentos.”

(Agência Brasil)

Cid recebe missão do Itamaraty e trata sobre reunião dos BRICs em Fortaleza

itamaratiii

Essa é do site do Governo do Estado:

O governador Cid Gomes (PSB) se reuniu nesta terça-feira (31), com a missão do Itamaraty para definir as ações para a realização do próximo encontro do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) que acontecerá no Centro de Eventos do Ceará (CEC) na segunda quinzena de março de 2014. A chefe da missão, a embaixadora Maria Edileuza Fontenele, destacou a importância desse evento acontecer no Brasil e, sobretudo, na Região Nordeste. “As nações estão preocupadas em conciliar desenvolvimento com conquistas sociais e o Nordeste, e o Ceará, são exemplo desse novo momento que vive o Brasil”, destacou.

O governador Cid Gomes ressaltou que a escolha do Ceará para sediar o evento, orgulha e motiva o Estado. “É uma grande oportunidade para nós apresentarmos para o mundo as conquistas que estão sendo alcançadas no âmbito social e econômico. Essa escolha nos enche de orgulho”, definiu o Governador. A escolha do Ceará para sediar o encontro dos BRICS foi feita pessoalmente pela presidenta Dilma Rousseff, no mês de abril passado quando ela conheceu a estrutura do Centro de Eventos do Ceará (CEC). “Realmente, não existe no Brasil uma estrutura como o Centro de Eventos”, enfatizou a Embaixadora.

O encontro do BRICS no Ceará reunirá os chefes de estado dos cinco países que compõe o grupo, e ainda ministros, secretários e empresários. A previsão de participação é 750 pessoas, além das representações das cinco maiores empresas de cada um dos cinco países, bancos de desenvolvimento e cerca de 1.500 jornalistas de todo o mundo. A missão ao Ceará foi acompanhada do assessor especial de Assuntos Internacionais, Hélio Leitão, e visitaram hotéis, espaços culturais e se reuniu com equipes de segurança estadual e federal.