Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Secult lança Edital do Humor do Ceará

Do site da Secretaria da Cultura do Ceará:

Nesta quarta-feira,12, o Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, lança o I Edital Humor do Ceará, no valor de R$ 500 mil, que é uma das ações que integram a “Virada Cultural”, anunciada pelo governador em setembro de 2012. O evento acontecerá no Teatro Carlos Câmara, a partir das 17 horas e conta com apresentações de humoristas cearenses.  Para o secretário da Cultura, Francisco Pinheiro, o humor é uma marca da cultura cearense, com um grupo que nos últimos anos vem se organizando e conquistando espaços; assim, o Edital vem para impulsionar e fortalecer este movimento.

O Edital tem por objetivo identificar e difundir o humor do Ceará voltado para os segmentos de Circulação (Show de Humor), Manutenção (Aquisição de Equipamentos: Som; Iluminação; Figurino; Gravação CD/DVD) e Formação (Curso, oficina, workshop). As inscrições podem ser feitas no período de 12 de junho a 13 de julho.
Segundo Francisco Ernesto Martins da Silva, Presidente do SindiHumor e do Fochum, o Edital de Humor era um dos principais pontos na luta pelo reconhecimento dos humoristas cearenses enquanto segmento cultural e organizado da sociedade.

SERVIÇO

* Teatro Carlos Câmara – Rua Senador Pompeu, 454 – Centro.

Embaixador da Coreia cumprirá agenda no Palácio da Abolição e na Fiec

koreia

Koo Bon-Woo e o superintendente do Centro de Negócios Internacionais da Fiec, Eduardo Bezerra.

O embaixador da Coreia, Koo Bon-Woo, será recebido em audiência, às 15 horas desta terça-feira, no Palácio da Abolição, pelo governador Cid Gomes. Na agenda, discussões sobre investimentos de grupos coreanos no Estado e, claro, refinaria premium II.

Depois desse compromisso, o embaixador coreano seguirá para a sede da Federação das Indústrias do Ceará, onde vai conversar com a diretoria da entidade. O embaixador será recebido pelo presidente da Fiec, Roberto Macedo.

(Foto – Paulo MOska)

Seleção Brasileira de Futsal fará amistoso em Fortaleza

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=GzsCVnEj3yg[/youtube]

A Seleção Brasileira de Futsal fará um amistoso em Fortaleza no dia 28 de julho. Informou, nesta terça-feira, o presidente da Confederação Brasileira de Futsal, Aécio de Borba, acrescentando que o jogo amistoso será contra uma seleção da Europa ainda em negociação.

Aécio de Borba aproveitou para informar: a Seleção Brasileira de Futsal – Sub-20 está treinado em Fortaleza e, na próxima sexta-feira, embarcará para a Venezuela onde, a partir do dia 20, atuará na Copa Latino-Americana de Futsal.

Sobre patrocínios da Seleção Brasileira de Futsal Adulto, Aécio de Borba disse que a CBFS renovou com os Correios e o Banco do Brasil.

Luizianne terá reunião com Dilma nesta 4ª feira, informa o petista Eudes Xavier

62 2

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=HmWNq_jyzgg[/youtube]

A ex-prefeita de Fortaleza e atual presidente regional do PT, Luizianne Lins, terá reunião, finalmente, com a presidente Dilma. Segundo o deputado federal Eudes Xavier, de sua corrente política, o encontro ocorrerá nesta quarta-feira depois de dois adiamentos.

Eudes Xavier avisou que Luizianne não pensa em deixar o PT, como se divulga. Sobre a possibilidade da ex-prefeita de Fortaleza disputar um mandato em 2014, disse que essa decisão só compete a Luizianne Lins.

Pesquisa da CNT – Governo Dilma tem aprovação de 54,2%

“O governo da presidenta Dilma Rousseff teve aprovação de 54,2% da população, aponta pesquisa feita pelo Instituto MDA e divulgada hoje (11) pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT). O número é inferior aos 56,6% registrados no último levantamento, em agosto de 2012. Além disso, o levantamento mostra que 73,7% dos entrevistados avaliam como positivo o desempenho pessoal da presidenta. O percentual é inferior aos 75,7% registrados na última pesquisa. No total, 20,4% desaprovam a gestão de Dilma.

Apesar da queda na popularidade, a presidenta Dilma “ainda mantém altos índices de aprovação, com reflexo em elevado percentual de intenção de voto, o que a torna, hoje, favorita à reeleição”, informa o documento. Na comparação com o governo do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, 29,4% consideram que a gestão anterior melhor, contra 12% que preferem o atual mandato.

A pesquisa traz dados sobre a expectativa da população em relação ao governo e a temas conjunturais. Nesta edição, foram entrevistadas 2 mil pessoas, em 134 municípios de 20 Estados, entre os dias 1º e 5 de junho.”

(Agência Brasil)

 

Inflação semanal avança em seis Capitais pesquisadas

“O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) avançou em seis das sete capitais pesquisadas, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicar geral chegou a 0,48%, 0,16 ponto percentual maior que o divulgado na semana passada, 0,32%. A maior variação foi registrada em Salvador, onde o índice passou de -0,46% para -0,11%, com variações mais expressivas nos componentes habitação (de -1,16% para -0,49%) e transportes (de -2,29% para -1,72%).

São Paulo (de 0,36% para 0,51%), Brasília (de 0,59% para 0,72%), Belo Horizonte (de 0,45% para 0,48%), Rio de Janeiro (de 0,44% para 0,62%) e Porto Alegre (de 0,3% para 0,52%) também registraram alta na variação. Recife foi a exceção, com queda de 0,59% para 0,54%. A desaceleração dos preços nos componentes vestuário e saúde e cuidados pessoais foram apontados como os principais causadores.”

(Agência Brasil)

 

Anvisa vai endurecer fiscalização da propaganda de remédio e relação médico-laboratórios

“A Anvisa quer alterar a legislação para ampliar sua capacidade de fiscalização na propaganda de medicamentos e de alimentos. A relação entre médico e laboratórios – muitas vezes, para lá de promíscua – é um dos alvos da agência.

Na outra ponta, a ideia é atacar as campanhas de alimentos voltadas ao público infantil.

O mais provável é que sejam enviados ao Congresso dois projetos de lei diferentes.

No que dirá respeito a remédios, a Anvisa pretende proibir representantes de laboratórios de entregar presentinhos e bancar viagens de médicos a eventos e conferências de área, prática extremamente comum atualmente.

As doação de amostras grátis de medicamentos em consultórios também deverá ser limitada pela agência.

Enquanto os projetos não saem do papel, a Anvisa deverá produzir um guia de orientações a serem seguidas nas propagandas, tanto de alimentos quanto na de remédios.”

(Coluna Radar – Veja Online)

Abin – Criminalidade comum com maior probabilidade de ocorrer em Fortaleza

Eventos relacionados à criminalidade comum e incidentes de trânsito são as situações com maior probabilidade de ocorrer em Fortaleza (CE), durante os jogos da Copa das Confederações, segundo relatório de riscos produzido pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin). O documento, que em sua maior parte é sigiloso, foi entregue às autoridades de cada cidade-sede no início de abril. A avaliação da Abin identifica fontes de ameaças que podem prejudicar a execução do torneio e atentar contra a segurança do público, de delegações e autoridades.

Além desses dois itens, são analisadas também ameaças relativas a grupos extremistas e terroristas, incidentes com torcedores, grupos de pressão e falha técnica, sendo que os dois primeiros foram os que apresentaram menor risco de ocorrer. Cada uma dessas fontes de ameaça, segundo classificação proposta pela Abin, foram avaliadas em sete locais relacionados aos jogos, como estádios Castelão e Presidente Vargas (treinamento); instalações da Universidade de Fortaleza, que também servirão aos treinamentos; Aeroporto Pinto Martins; e hotéis que receberão as delegações.

A metodologia adotada pela Abin faz a gradação dos riscos em cinco níveis, variando de muito alto a muito baixo. Na capital cearense, 45% das ameaças são do tipo médio e 32%, baixo. Também foram identificados riscos de nível alto (11%) e muito baixo (12%). Não foram detectadas ameaças de nível muito alto. Caso as recomendações da agência de inteligência sejam adotadas pelas autoridades, a projeção é que as ameaças com maior chance de ocorrer desapareçam, dando lugar a taxas de 30% para o nível muito baixo; 46% para baixo; e 25% para o nível médio.

O secretário de Segurança Pública de Ceará, Francisco Bezerra, destaca que essa maior probabilidade de ocorrência de crimes comuns não é uma condição exclusiva de Fortaleza. “Pela característica das cidades brasileiras, a tendência é realmente que, se houver alguma coisa, ela esteja relacionada à criminalidade diária, rotineira. Nós não temos, por exemplo, a perspectiva do terrorismo ou de um grande desastre natural”, ponderou.

Bezerra disse que o estado já faz um trabalho cotidiano de combate a criminalidade e que ele será intensificado durante os jogos. “Todas as providências no estado estão sendo tomadas: por exemplo, aumentamos o quadro de policiais militares [PMs] em 3 mil novos policiais e, desde 2007, já são mais de 7 mil. Além disso, somos recordistas em apreensões de armas. De 2011 a 2013, foram mais de 13,2 mil”, exemplificou.

De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, o Ceará tem a taxa de homicídio de 30,7 mortes por 100 mil habitantes, com dados de 2011, ocupando o 7º lugar no ranking entre os 15 estados que alimentam adequadamente o sistema nacional de estatísticas de segurança.”

(Agência Brasil)

 

Presidente do CIC expõe "Integra Brasil" no Piauí

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=MGbCpPzkh-k[/youtube]

O Centro Industrial do Ceará (CIC) encerrará, nesta terça-feira, a etapa de discussões e exposições sobre o programa Integra Brasil. O objetivo desse programa, que vem colhendo sugestões dos Estados nordestinos, é enfrentar as desigualdades regionais, segundo a presidente do CIC, Nicole Barbosa.

O debate acontecerá em Teresina, na sede da Associação Industrial do Piaui. O Programa Integra Brasil é uma iniciativa do CIC, com apoio da Federação as Indústrias do Estado. Nicole falou sobre essa ação para o Blog, além dos próximos passos.

Copa das Confederações – Força Nacional já está no Rio de Janeiro

“Homens da Força Nacional de Segurança já chegaram ao Rio de Janeiro para participar do esquema de segurança da Copa das Confederações e da Jornada Mundial da Juventude. O uso da tropa foi autorizado em portaria do Ministério da Justiça, publicada na última sexta-feira (7).

De acordo com a portaria, a Força Nacional prestará auxílio à Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça e atuará em apoio às polícias estaduais, até o dia 5 de julho, no Rio de Janeiro, na Bahia, em Pernambuco, Minas Gerais, no Ceará e no Distrito Federal – onde haverá jogos da Copa das Confederações.

No Rio de Janeiro, a Força Nacional ainda permanecerá até 5 de agosto, para auxiliar no esquema de segurança da Jornada Mundial da Juventude, encontro da Igreja Católica que reunirá jovens de todo o mundo no Rio de Janeiro, de 23 a 28 de julho. A Força Nacional de Segurança é formada por policiais e bombeiros de todos os estados brasileiros, que são convocados para se reunir em situações especiais.”

(Agência Brasil)

Posto do BNDES do Ceará fecha primeiro trimestre com incremento de 14%

O Posto Avançado do BNDES, com sede na Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), registrou, no primeiro trimestre deste ano, incremento de 14% no seu desembolso total.

A informação é do coordenador do posto, Fernando Aragão, acrescentando que o setor que mais solicitou empréstimos foi o de comércio e serviços, com 3.792 operações de crédito de um total geral de 5.287 operações.

Em dinheiro, o setor comércio-serviço captou R$ 283,7 milhões de um total geral de R$ 444,4 milhões. Em segundo, veio o setor de infraestrutura e em terceiro a indústria. No Brasil, número de operações do BNDES cresceu 11%.

(Coluna Vertical, do O POVO)

Petrobras muda projeto da Refinaria Premium do Ceará

“A Petrobras assinou carta de intenções com a sul-coreana GS Energy Corporation (GSE) para desenvolver estudo para a Refinaria Premium II, no Complexo do Pecém. De acordo com o comunicado enviado pela Petrobras à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o documento tem como base o interesse da GSE em estudar a formação de joint venture para a implantação da refinaria.

Segundo o deputado federal Antonio Balhmann (PSB-CE), que acompanha as negociações do Governo do Ceará com a Petrobras, haverá mudanças no projeto. A refinaria seria construída em três módulos, cada um com capacidade de processar 100 mil barris de petróleo por dia. O projeto original contemplava apenas um módulo, que totalizava a processamento de 300 mil ao dia.

De acordo com Balhmann, a mudança do projeto foi sugestão do Governo do Estado, em conversa com a presidente da Petrobras, Graça Foster. “Antes era uma planta única, retilínea, que atendia toda a demanda”, explica. Ele evita falar em prazos, mas diz que as soluções encontradas pela estatal e Governo cearense são para que as obras possam começar o mais rápido possível.

“Essa é uma informação da própria presidente Graça Foster, de quando estivemos com ela. A Petrobras acionou uma empresa asiática para desenvolver essa tecnologia modular. São refinarias mais compactas, que demandam menos área”, diz, sem confirmar se a empresa a que se refere é a GSE, que consta no comunicado da Petrobras. Conforme Balhmann, o sócio asiático será um parceiro para implantação de novas tecnologias e também financeiro.

Balhmann explica, ainda, que não foram mencionados novos custos, mas ele estima que o orçamento inicialmente previsto, de US$ 11 bilhões, deve se manter. “Apesar de ser menor, (o novo projeto) precisa de mais tecnologia. Então uma coisa deve compensar a outra”, diz.

O deputado explica que a parceria anunciada não descarta a entrada de outros sócios, mantendo a possibilidade de que o Governo do Estado venha a ser sócio simbólico da Premium II, por meio da Agência do Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), intenção já anunciada pelo governador Cid Gomes (PSB). “A ideia é desconcentrar ao máximo os investimentos da Petrobras”. As informações foram passadas em encontro entre cearenses e sul-coreanos, com participação de empresários e membros do governo, ontem à noite em São Gonçalo do Amarante.”

(O POVO)

Queda de Dilma é sintoma da conjuntura política e econômica

77 1

dillpo

Da Coluna Política do O POVO desta terça-feira, assinada pelo jornalista Érico Firmo, uma análise sobre os porquês da queda da popularidade da presidente Dilma Rousseff. Confira:

A má notícia para Dilma Rousseff (PT) não é a queda de sua popularidade. O resultado do Datafolha é apenas sintoma do problema real: as más notícias que se acumulam há muito tempo – embora não tivessem, até aqui, afetado sua imagem perante a opinião pública, segundo o que apontaram as pesquisas. A presidente demonstrava o que se convencionou chamar de “efeito teflon” do seu antecessor – termo que foi usado para se referir aos sucessivos desgastes que simplesmente não “grudavam” em Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Razões para explicar por que a presidente perdeu oito pontos percentuais, segundo o Datafolha, não faltam. Na última semana, o Banco Central (BC) admitiu que a inflação está alta, com tendência de continuar a subir nos próximos 12 meses. Por essa razão, os juros já haviam subido na semana anterior. E, no mesmo dia em que o BC havia elevado a taxa para 8%, veio a público o decepcionante PIB do primeiro trimestre – 0,6%. Mantém-se a tendência de crescimento superior ao de 2012 para este ano, mas dificilmente no patamar que se esperava. Havia projeções que indicavam mais de 3%. Daí não ser surpresa que a Standard & Poor’s tenha sinalizado redução da confiança na economia brasileira. Há de se considerar que a S&P foi a agência de classificação de risco que saiu mais desmoralizada da crise econômica de 2008, com avaliações que se mostraram absolutamente estapafúrdias. Mas não é suficiente observar isoladamente o fato: o conjunto de informações para a economia brasileira é preocupante. E pode afetar Dilma.

E o problema não se restringe à economia. A relação com a base política é a pior possível. As trombadas com o Congresso são sucessivas, o PSB sinaliza possibilidade concreta de dissidência, há ruídos com o PDT e muitas insatisfações no PMDB – setores influentes da legenda no Rio de Janeiro e Ceará, por exemplo, flertam com o PSDB de forma já nem disfarçada.

A relação com os servidores também não é das melhores, diante da política de contenção de reajustes, bem mais austera na comparação com os últimos anos de governo Lula. Para completar, os recentes conflitos com índios. Se é verdade que muita gente, lamentavelmente, não está nem aí para eles, os episódios compõem o quadro de desgastes que se somam.

Lançada publicação da sentença da Corte Interamericana que condena o Brasil no Caso Araguaia

A Comissão Estadual da Verdade lançou nessa segunda-feira (10) uma publicação que analisa e apresenta, na íntegra, a sentença sobre o Caso Gomes-Lund (mais conhecido como a Guerrilha do Araguaia) pela Corte Interamericana de Direitos Humanos. Para o lançamento da publicação, a comissão promoveu um debate com a presença da coordenadora da Comissão Nacional da Verdade, Rosa Cardoso. O debate ocorreu na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

A sentença da Corte Interamericana, divulgada em 14 de dezembro de 2010, condena o Estado brasileiro a investigar os fatos, julgar e, se forem apontados culpados, punir os responsáveis. A corte também condenou o país a determinar o paradeiro das vítimas da ditadura.

Segundo Criméia Almeida, uma das proponentes da ação que resultou na condenação, o Estado brasileiro já fez um pedido de desculpas às famílias dos mortos no Araguaia, conforme determinado na sentença. Mas, segundo ela, isso ainda é insuficiente. “Nós, parentes, nos recusamos a aceitar o pedido de desculpa [do Estado] enquanto os torturadores não forem punidos”, disse.

Durante o debate, todos os integrantes da mesa defenderam a revisão da Lei de Anistia e que o país cumpra as determinações estabelecidas, na sentença, pela Corte Interamericana de Direitos Humanos.

Para o procurador da República Marlon Alberto Weichert, a decisão da corte invalida a Lei de Anistia. “O direito internacional dos direitos humanos entende que não é possível haver anistia a graves violações dos direitos humanos”, ressaltou. Segundo ele, o Ministério Público Federal é dos poucos órgãos no país que têm tentado cumprir a decisão da Corte Interamericana. Desde a sentença, de acordo com Weichert, perto de 200 investigações criminais referentes ao período da ditadura militar foram abertas no país. Deste total, seis já viraram denúncias.

(Agência Brasil)

Centro de Eventos atrai feira do ramo de festas, papelaria e presentes

77 1

A Francal Feiras, uma das maiores promotoras de feiras de negócios da América Latina, com experiência de 45 anos no mercado, traz ao Ceará mais um evento que promete aquecer o mercado voltado para as festas de fim de ano e comércio de papelarias. É a ExpoFestas & Papelarias – Feira de Artigos para Festas, Natal, Papelarias e Presentes, que será realizada de 3 a 5 de setembro deste ano, no Centro de Eventos.

O amplo portfólio de feiras profissionais da Francal conta com 15 segmentos econômicos, entre eles, calçados e acessórios de moda, produtos e serviços de escritórios, papelarias e escolas, produtos naturais e alimentação saudável, piscinas e lazer. É de olho na demanda da Região Nordeste que o grupo aposta em uma feira de artigos para festas do ramo da papelarias, brinquedos e presentes. Além de compradores dos nove estados da Região Nordeste e também do Norte do país,compradores internacionais da América Latina e Caribe serão convidados para o evento.

SERVIÇO

Os interessados devem fazer o credenciamento gratuito pelo site:www.expofestasepapelarias.com.br, sendo necessária a comprovação da atividade profissional apresentando CNPJ/cartão de visita.

Cristovam: Governo brasileiro perdeu o rumo da economia

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) afirmou, nesta segunda-feira (10), que o governo brasileiro está sem rumo no que diz respeito à economia do país. Ele acredita que as instituições econômicas perderam a credibilidade e que essa falta de confiança da população brasileira nos gestores da economia ameaçam o país.

O senador citou diversas reportagens veiculadas na imprensa que apontam a dificuldade que o país está enfrentando na economia, entre elas, o déficit das contas correntes – que reflete a quantia, em dólares, que falta ao governo para quitar seu saldo negativo na balança comercial – e o aumento da inflação que, segundo ele, é uma forma de corrupção que rouba o salário das pessoas.

– A inflação está em 6,5%, o máximo da tolerância em cima da meta de 4,5%. É preciso que se saiba que 6,5% é uma inflação razoavelmente alta. Basta dizer que, com 6,5%, a cada dois anos uma pessoa perde 10% de sua renda. Então, vai ser preciso reajustar salário, o que vai pressionar os custos e, aí, volta a aumentar a inflação – explicou.

O senador também criticou os pacotes lançados esporadicamente pelo governo, que, em vez de adotar uma política de controle da inflação, tenta manter os preços por meio de desonerações e apontou a necessidade de o governo escutar a oposição e evitar o “excesso de euforia” em acreditar que as coisas vão bem.

– Não tem futuro isso. Isso é um esgotamento previsível totalmente, só que não se pode saber qual é o prazo exato, em quantos anos ou quantos meses o problema vai acontecer – alertou.

(Agência Senado)

Copa das Confederações – Centro Integrado de Segurança opera a partir de 4ª feira

O Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) de Fortaleza, que reúne todas as forças de segurança que atuarão durante a Copa das Confederações, entrará em operação nesta quarta-feira. O (CICCR) é o elemento principal de coordenação entre as atividades de planejamento, táticas e operacionais de respostas às ocorrências de interesse dos Grandes Eventos, assegurando o fluxo de informação para o Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN). A eles estarão subordinados ainda as ações do Centro Integrado de Comando e Controle Móvel (CICCM) e Centro Integrado de Comando e Controle Local (CICCL).

No Centro haverá representantes das seguintes forças: Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Samu, Defesa Civil, Guarda Municipal, Autarquia Municipal de Trânsito, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e Forças Armadas.

Professor da UVA desabafa contra Ministério Público

109 4

Com o título “A UVA e as raposas”, eis artigo do professor Charles Barbosa, dessa Instituição que tem sede em Sobral (Zona Norte). Ele faz um desabafo contra o Ministério Público Estadual e seus questionamentos acerca de taxas cobradas por essa universidade. Confira:

Na fábula de Esopo, a raposa passa a detratar as uvas depois que não consegue desfrutá-las. Pensei assim quando li o texto com palavras fortes contra a UVA que o Ministério Público Federal no Ceará mandou publicar em seu site. Pela enésima vez, o MP ataca a Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), tentando sufocá-la através do corte de uma de suas fontes de receita. Foram tantas as ações, questionando a cobrança de taxas – todas perdidas –, que até parece litigação de má-fé.

O autor desta nova ação, acolhida agora em primeira instância, tem o mesmo teor de outra já transitada em julgado. Aquela ação anterior chegou ao Supremo Tribunal Federal, depois que a UVA ganhou por 5 a 1 em recurso no Tribunal Federal da 5ª Região. No STF, o ministro Dias Toffoli fulminou a pretensão do MP de travar as ações da UVA. A decisão judicial de agora, que acolheu os argumentos do Ministério Público, respaldou-se na gratuidade do ensino público prevista na Constituição. Mas, mesmo assim, a UVA tem amparo constitucional, como resta claro na Constituição e nas sentenças superiores, e já transitadas em julgado, com base no artigo 242:

O princípio do art. 206, IV, não se aplica às instituições educacionais oficiais criadas por lei estadual ou municipal e existentes na data da promulgação desta Constituição, que não sejam total ou preponderantemente mantidas com recursos públicos. A UVA foi criada em 1984, isto é, quatro anos antes da promulgação da Carta de 1988. Ao contrário do que disse o titular do MP, a UVA jamais burlou qualquer lei com o intuito de fazer valer seus direitos. A cobrança de taxas e anuidades já estava prevista desde sua fundação, por meio da Lei 10933/84: em seu artigo 6º, item IV.

Se prosperasse a tese do MP, já repetidamente perdedora, como ficariam as dezenas de milhares de alunos que só conseguem acesso ao ensino superior por meio de cursos oferecidos pela UVA, cobrando taxas inferiores à do mercado? É claro que seus cursos não passarão a ser gratuitos por decisão judicial. Sem recursos, seriam fechados, prejudicando os alunos. Nem isso se levou em consideração.

Sabemos que esses convênios celebrados pela UVA, que levam cursos de qualidade com preços acessíveis, incomodam os tubarões do ensino privado, ao lado do qual, muitas vezes põe-se como aliado aquele cuja missão é a defesa dos direitos da população. Precisamos ofertar mais e mais cursos de ensino superior. Nem Estado ou União dispõem de recursos suficientes para fazer frente às demandas.

A UVA deveria ser enaltecida por sua atuação de expandir a oferta de vagas no ensino superior, principalmente no interior do Estado. Em vez disso, sofre perseguição. Seja por setores da iniciativa privada, seja por algumas instituições, que se deixam levar pela lei de interesses confusos. Fiquem tranquilos todos os alunos da UVA e os que querem ingressar na instituição. Enquanto as raposas regougam, a UVA continua sua caravana da inclusão pela educação.

* Charles Barbosa,

Professor da UVA.