Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Presidente Dilma sanciona lei que cria a Secretaria da Micro e Pequena Empresa

A presidente Dilma Rousseff sancionou sem vetos, na noite desta quinta-feira (28), a lei que criou a Secretaria da Micro e Pequena Empresa. A secretaria será o 39º ministério do governo federal e terá estrutura já existente que será deslocada do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic).

Com isso, todas as atribuições que o Mdic tem atualmente referentes a esse assunto passarão para o novo ministério. Da mesma forma, os servidores e o patrimônio que constavam da secretaria, que antes era ligada à pasta do Desenvolvimento, agora servirão ao novo ministério.

O projeto que criou a secretaria foi aprovado no último dia 7 no Senado e provocou protestos de oposicionistas que questionaram a necessidade de mais um ministério e os custos dele. Já o governo considera importante a criação do órgão para o estímulo à geração de empregos e ao empreendedorismo no país.

O ministro que ocupará a pasta ainda não foi escolhido. A sanção será divulgada no Diário Oficial da União na próxima segunda-feira (1º) e não há previsão de quando sairá a nomeação do titular do novo ministério.

(Agência Brasil)

Jader e João Lyra, os mais ausentes do Congresso

Com patrimônio declarado de R$ 240 milhões, o deputado João Lyra (PTB-AL) começou a legislatura como o parlamentar mais rico do Congresso, segundo declaração apresentada à Justiça eleitoral. Mas o usineiro alagoano terminou o seu segundo ano de mandato como um homem de negócios à beira da falência e o deputado mais ausente da Casa. João Lyra compareceu a apenas 29 (32%) das 91 sessões destinadas a votação em 2012.

No Senado, ninguém faltou mais que Jader Barbalho (PMDB-PA). O senador que só tomou posse em dezembro de 2011, após ser beneficiado com o adiamento da vigência da Lei da Ficha Limpa para as eleições de 2012, registrou presença em somente 69 (55%) das 126 sessões destinadas a votação ao longo de todo o ano. Os dados são de levantamento da Revista Congresso em Foco.

Além das faltas, esses parlamentares têm, pelo menos, mais duas coisas em comum. Ambos justificaram a maioria de suas ausências e, por isso, evitaram cortes nos salários. Os dois têm um longo histórico de problemas com a Justiça que parece não ter fim.

O deputado petebista justificou todas as suas 62 faltas por motivos de saúde e obrigações partidárias. Segundo a assessoria de Lyra, um problema no ouvido o impediu várias vezes de voar para Brasília. Mas, de acordo com os registros da Câmara, ele faltou 36 vezes por questões de saúde e outras 26 para atender a compromissos políticos.

Jader teve abonadas 50 das suas 57 ausências por ter apresentado algum tipo de justificativa: foram 37 por atividades políticas, dez por motivos particulares e três por problemas de saúde. A assessoria do senador não retornou o contato da reportagem.

(Congresso em Foco)

Deputado quer mobilização para cobrar de Dilma mais investimentos contra a seca

87 4

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=h807btMz7JU[/youtube]

O deputado federal Danilo Forte (PMDB) considera importante a vinda da presidente Dilma Rousseff ao Ceará na próxima terça-feira. Ele, no entanto, aproveita para conclamar a classe política, o empresariado e vários outros setores da sociedade a um trabalho de pressão contra a estiagem.

Para Danilo Forte, é fundamental que os cearenses aproveitam essa visita da presidente par mostrar as dificuldades e cobrar ações concretas

Henrique Alves entre os pontos e desiste do pastor Marco Feliciano

“Depois que a teimosia de Marco Feliciano ganhou apoio do PSC, nem Henrique Eduardo Alves acredita na substituição do presidente da Comissão de Direitos Humanos e praticamente entrega os pontos (Leia mais em: Feliciano tripudia), ao admitir:

– Não tenho mais o que fazer. Voltarei a reunir os líderes na terça-feira para tentarmos, juntos, encontrar uma solução, mas o regimento interno não permite nada se ele não quiser sair.

A mudança de discurso do PSC, que até semana passada negociava com o presidente da Câmara a melhor maneira de varrer Feliciano da comissão, foi o golpe de misericórdia na esperança de Henrique Alves, que atribui à uma interferência da Executiva Nacional do partido o novo posicionamento da bancada de deputados da legenda.

A Henrique Alves resta lamentar e constatar o que todo mundo já sabe:

– Feliciano não sabe separar o pastor do deputado. Por isso, a comissão não está funcionando, não tem reuniões, todo dia é um tumulto terrível.”

(Coluna Radar – Veja Online)

Cagece – Concurso tem novo período de inscrições

Nem tudo é racionamento. O concurso público da Cagece estará com inscrições abertas no período de 11 deste mês até o dia 7 de maio. Houve alteração na data do edital, que saiu agora no último dia 27. Todas as informações sobre o certame já estão disponíveis no site da Funcab (www.funcab.org).

A prova, segundo a assessoria de imprensa da companhia, será realizada no dia 19 de maio. A seleção pública é para o preenchimento de 315 vagas distribuídas da seguinte forma: 65 nível superior e 250 nível técnico. O certame também irá formar cadastro de reserva.

SERVIÇO

Inscrições no site da Funcab ou no posto de atendimento localizado na EMEIF Deputado José Dias de Macedo, no bairro Meireles.

 

DNOCS – A luta pela reestruturação não é de agora

Essa é para mostrar que a luta pela reestruturação do DNOCS é coisa do fundo do Baú. Lei essa que, talvez, foi uma das primeiras tentativas de fortalecimento da autarquia, como manda para o Blog o colaborador José Airton Castelo Branco. Confira:

“O SR. ALENCAR ARARIPE –

Sr. Presidente, anuncia-se que o Govêrno, com a solicitada colaboração dos partidos, vai proceder à reorganização da máquina administrativa do país.
O momento é oportuno, portanto, para, desde logo, se chamar a atenção de todos sobre a premente necessidade de restruturar-se o Departamento Nacional de Obras contra as Sêcas.

Trata-se de órgão da mais alta importância, uma vez que lhe está afeta a solução de um problema do qual depende o progresso de região que representa 13% da superfície total do país, e onde vivem 23,8% da população brasileira.

As dotações destinadas ao combate aos efeitos das sêcas cada vez mais se mento vegetativo das rendas tributá- avolumam, em face do natural au-rias, mas, o certo é que o DNOCS, regido por leis e decretos, regulamentos e portarias antiquadas, não se acha aparelhado para lhes dar útil e segura aplicação.

O DNOCS está acorrentado ás exigências descabidas da burocracia oficial, tem seus passos entravados, a cada instante por determinações obsoletas, que lhe impedem a oportuna utilização de recursos.

Sujeito ao regime do registro prévio de créditos, ao pagamento por duodécimos e á caducidade de um exercício para outro, o órgão em apreço está assim impedido de dispor, quando e como seja melhor, dos recursos que a lei orçamentária lhe destina. Negam-se-lhe todos os meios para desenvolver uma atuação eficiente em benefício da comunidade nordestina.

É preciso por têrmo a essa situação anômala. Urge que se reúnam os projetos sobre o assunto, que se encontram nas Comissões de Economia e Polígono das Sêcas, e se coloque o DNOCS sob uma disciplina legal oportuna e útil ao êxito dos seus esforços. Não se deve perder tempo, em tal sentido. Montam a centena de milhões de cruzeiros as verbas das sêcas, que precisam ser aplicadas com o melhor resultado possível.

Se isso realmente não se pode realizar, agora, por força da inconveniência do regime, sob que o DNOCS se encontra, que não se perca tempo em lhe modificar a estrutura. (Muito bem; muito bem).”

Fonte: Diário do Congresso Nacional – Outubro de 1952.

Déficit primário supera R$ 3 bi em fevereiro

“O setor público consolidado – governos federal, estaduais e municipais e as empresas estatais – registrou déficit primário de R$ 3,031 bilhões, em fevereiro, segundo dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (28). O resultado negativo veio depois do superávit primário recorde de R$ 30,251 bilhões em janeiro. Em fevereiro de 2012, houve superávit de R$ 9,514 bilhões. É a primeira vez que se registra déficit primário no mês de fevereiro, desde o início na série histórica do BC em 2001. O resultado primário é a diferença entre as receitas e as despesas, excluídos os juros da dívida pública.

Em 12 meses encerrados em fevereiro, o superávit primário ficou em R$ 96,641 bilhões, o que representa 2,16% de tudo o que o país produz – Produto Interno Bruto (PIB). A meta do governo para este ano é R$ 155,9 bilhões. Em fevereiro, a maior contribuição para o resultado negativo veio do Governo Central (Banco Central, Tesouro Nacional e Previdência Social), que registrou déficit de R$ 7,144 bilhões. As empresas estatais, excluídos os grupos Petrobras e Eletrobras, também registraram déficit primário, de R$ 130 milhões. Os governos estaduais anotaram superávit primário de R$ 3,281 bilhões, e os municipais, R$ 961 milhões.

O esforço fiscal do setor público não foi suficiente para cobrir os gastos com os juros que incidem sobre a dívida. Esses juros chegaram a R$ 20,251 bilhões, em fevereiro, contra R$ 18,269 bilhões de igual período do ano passado. Com isso, foi registrado déficit nominal, formado pelo resultado primário e as despesas com juros, ficou em R$ 23,282 bilhões, no mês passado, contra R$ 8,755 bilhões de igual mês de 2012.”

(Agência Brasil)

Missão precursora já acerta detalhes da visita de Dilma ao Ceará

dilma e cid em aracaju

A missão precursora da Presidência da República está em Fortaleza. Trata dos detalhes da programação que a presidente Dilma Rousseff cumprirá em Fortaleza na próxima terça-feira. O grupo já inspecionou o Centro de Eventos, o polo central dos compromissos de Dilma e que concentrará a reunião do Conselho Deliberativo da Sudene. Todos os governadores do Nordeste, do Espírito Santo e de Minas Gerais participarão do encontro que terá como prioridade uma discussão sobre a estiagem.

Dilma Rousseff, que chegará na noite de segunda-feira e se hospedará no Gran Marquise Hotel, anunciará uma série de medidas para amenizar o quadro da seca. Além de liberação de verbas, prorrogação de programas como o Garantia Safra e o Bolsa Estiagem, ainda entregará equipamentos agrícolas para 61 municípios cearenses.

No roteiro da presidente, a inauguração da Escola Profissionalizante Professor Jaime Alencar, no bairro Tancredo Neves. Com ela, estarão o governador id Gomes e a secretária estadual da Educação, Izolda Cela.

CNI – Construção civil completa 10 meses consecutivos de desaquecimento

60 1

“A indústria da construção manteve em fevereiro atividade abaixo do usual e completou dez meses consecutivos em desaquecimento. De acordo com a Sondagem Indústria da Construção, divulgada hoje (28) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o índice de atividade em relação ao usual ficou em 46,2 pontos em fevereiro, considerado estável em relação ao de janeiro, que foi 46,4 pontos. O índice vai de 0 a 100 e, abaixo de 50, indica atividade desaquecida.

A pesquisa mostra que a atividade ficou abaixo do normal em empresas de todos os portes, mas foi mais acentuado nas pequenas empresas, que registraram índice de 40,9 pontos. Nas maiores, o índice ficou em 48,9 pontos. Apesar do índice do número de empregados ter aumentado de 45,8 pontos em janeiro para 46,8 pontos em fevereiro, ele ainda reflete queda no emprego, situando abaixo de 50 pontos. A utilização da capacidade de operação subiu de 68% para 70%, mas está abaixo da registrada em fevereiro de 2012, quando registrou 71%.

Embora o desempenho seja considerado fraco, o estudo mostra que os empresários esperam crescimento para os próximos seis meses. O índice de expectativa sobre o nível de atividade ficou em 59,2 pontos e o de novos empreendimentos e serviços, em 59 pontos, ambos estáveis em relação ao mês anterior. Os empresários também demonstraram expectativa em aumentar compras de insumos e matéria-prima e a contratação de empregados. A intenção foi refletida nos índices: 58,1 pontos, para as compras, e 58,5 pontos, para as contratações. A pesquisa foi feita entre 1º e 13 de março em 439 empresas, sendo 150 de pequeno porte, 195 médias e 94 grandes.”

(Agência Brasil)

BC – Aumenta probabilidade de a inflação ultrapassar o teto da meta

“A probabilidade de a inflação estourar o limite superior da meta é 25%, este ano, e 24%, em 2014. As estimativas foram divulgadas hoje (28) pelo Banco Central (BC), no Relatório de Inflação, publicado trimestralmente. A meta de inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), é 4,5% e a margem superior é 6,5%. As estimativas do relatório deste mês são maiores do que as divulgadas pelo BC em dezembro. Naquela época, a probabilidade de a inflação ultrapassar o limite superior da meta era 12%, neste ano, e 19%, em 2014. As projeções são do cenário de referência, construído com base na taxa básica de juros, a Selic, no atual patamar (7,25% ao ano) e o dólar a R$ 1,95.

De acordo com esse cenário, a inflação deve encerrar este ano em 5,7%. Mas deve apresentar variação acima do limite superior da meta ao longo de 2013. O IPCA, em 12 meses, deve chegar ao final do primeiro trimestre em 6,5% e subir para 6,7% no segundo trimestre. Depois, a expectativa é que a inflação diminua para 6% e 5,7% no terceiro e quarto trimestres, respectivamente. Ao final de 2014, a estimativa é que a inflação fique em 5,3%.”

(Agência Brasil)

Cruz Vermelha continua recebendo doações para atingidos pela estiagem no Ceará

A Cruz Vermelha continua arrecadando, até o dia 16 próximo, alimentos não perecíveis e água potável para a população no sertão cearense. As doações podem ser entregues nos estandes da organização nos shoppings do Grupo North Empreendimentos no Ceará.

Os postos da Cruz Vermelha estão localizados também no North Shopping Fortaleza (1º piso), Via Sul Shopping (Praça de Eventos) e no stand comercial do North Shopping Parangaba (Av. Dom Luís, 579, Aldeota).

SERVIÇO

Mais informações: (85) 3472-3535 (Cruz Vermelha) e 3404-3000 (North Shopping Fortaleza) e 3311-9300 (North Shopping Maracanaú).

Semana Santa – Aeroportos operam sem maiores problemas

pintomartins

“Os aeroportos do país operam hoje (28) praticamente dentro da normalidade, no primeiro dia do feriado da Semana Santa. Boletim divulgado às 10 horas pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) mostra que dos 784 voos programados para decolar entre meia-noite de ontem e 10 horas desta quinta-feira, 21 estão atrasados e 32 foram cancelados.

Em Brasília, nenhum voo está com atraso e dois foram cancelados. No Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim/Galeão (RJ), dos 41 voos previstos para decolar nenhum está atrasado e dois foram cancelados. No Aeroporto Santos Dumont, que opera só voos domésticos na capital fluminense, 47 decolagens estavam previstas entre a madrugada e 10h de hoje. Três voos ainda não decolaram e quatro foram cancelados.

Em São Paulo, 62 voos estavam previstos para deixar a capital por Congonhas. Nenhum desses voos atrasou e cinco foram cancelados. No Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos – Governador André Franco Montoro, das 75 decolagens previstas apenas três permanecem com atraso e cinco foram cancelados.

Nos dois aeroportos de Belo Horizonte, a situação é praticamente normal. No Aeroporto Carlos Drummond de Andrade – Pampulha, das dez decolagens previstas nenhuma está atrasada ou foi cancelada. Já no Aeroporto Internacional Tancredo Neves -Confins, não há nenhum cancelamento, mas há quatro atrasos nos 48 voos previstos. A previsão da Infraero é que 2 milhões de pessoas deixem suas cidades durante o feriado da Semana Santa.

* EM FORTALEZA, o Aeroporto Internacional Pinto Martins opera sem problemas.

Secretaria de Cultura de Fortaleza vai divulgar programa do 64ª Salão de Abril

A Secretaria de Cultura de Fortaleza convoca para entrevista coletiva na próxima segunda-feira, às 9h30min, na Vila das Artes. Vai divulgar a programação dos 70 anos do 64º Salão de Abril. Na ocasião, todos os detalhes das mostras que irão compor o Salão, bem como a premiação prevista para este ano, serão apresentados pela coordenadora de Ação Cultural da Secultfor, Germana Vitoriano, e pelo curador convidado, Ricardo Resende, atual diretor geral do Centro Cultural São Paulo.

o 64º Salão de Abril 2013 terá, entre suas principais atrações, uma mostra paralela na qual sete artistas convidados farão uma reflexão, por meio de suas obras, sobre a importância do evento para o fomento da arte no Estado. Intitulada “7×7”, a mostra será composta por obras destes sete artistas, num total de 49 obras, que serão apresentadas ao público em exposição prevista para o fim de abril.

Banco Central eleva para 5,7% projeção da inflação deste ano

“A inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), deve chegar a 5,7%, este ano. A estimativa foi divulgada hoje (28) pelo Banco Central (BC), no Relatório de Inflação, divulgado trimestralmente. A projeção está 0,9 ponto percentual acima da previsão de dezembro. Para 2014, a estimativa é que a inflação fique em 5,3%, ante 4,9% previstos anteriormente. No caso da inflação acumulada em 12 meses no final do primeiro trimestre de 2015, a estimativa é 5,4%.

Essas estimativas são do cenário de referência, feito com base na taxa básica de juros, a Selic, no atual patamar (7,25% ao ano) e no dólar a R$ 1,95. O BC também divulga estimativas do cenário de mercado, em que são utilizadas projeções de analistas de instituições financeiras para a taxa Selic e o câmbio. Nesse caso, a estimativa para a inflação, este ano, é 5,8%, 0,1 ponto percentual acima do projetado no cenário de referência e 0,9 ponto percentual maior que a projeção do relatório divulgado em dezembro.

Para o próximo ano, a estimativa desse cenário é que a inflação fique em 5,1%, ante 4,8% previstos anteriormente. A projeção para a inflação acumulada em 12 meses no final do primeiro trimestre de 2015 é 5,2%.”

(Agência Brasil)

Tudo pronto para o XXV Festival de Mentiras

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=LND0Pjr84CU[/youtube]

Vem aí o XXV Festival de Mentiras. Será na próxima segunda-feira, dia 1º de abril, na Praça do Ferreira, a partir das 17 horas, numa promoção do Escritório do Riso, comandado pelo historiador e humorista Jáder Soares, o conhecido “Zebrinha”.

Cada mentiroso contará uma mentira. A apresentação deverá durar, no máximo 5 (cinco) minutos, não podendo haver mentiras repetidas. Isso acontecendo, o mentiroso repetidor será desclassificado e vaiado por 2 minutos. A sequência das apresentações será à base de sorteio, após as inscrições

Segundo a organização, qualquer pessoa poderá participar desse certame que, inclusive, terá direito ao Troféu Pantaleão, uma alusão a personagem de Chico Anísio. O júri é o povão e haverá até premiação em dinheiro:

1º Colocado: R$ 1,00

2º Colocado: R$ 0,50

3º Colocado: R$ 0,25

SERVIÇO

Inscrições antes do festival, das 15h30min às 16h30min, debaixo do Cajueiro da Mentira, na Praça do Ferreira. De graça.
Mais informações – 3252 3741 – 9991 0460

* Quem pode participar
Qualquer pessoa, profissional de qualquer área que se ache capaz de contar uma boa mentira. Idade: Qualquer idade.

* Quem não pode participar
Político, com ou sem mandato.

Vem aí o Projeto Vinícius de Moraes

72 1

“A GEO,  braço de eventos das Organizações Globo, conseguiu do Ministério da Cultura o o.k. para captar R$ 5,4 milhões, via Lei Rouanet, para produzir o Projeto Vinicius de Moraes, uma mostra comemorativa do centenário do poeta e letrista.

A exposição será no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, no segundo semestre.

(Coluna Radar, Veja Online)

Uma mulher vai comandar a Unilab

nilmam

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, nomeou os novos dirigentes da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), com sede em Redenção (Região Metropolitana de Fortaleza). A educadora Nilma Lino Gomes vai assumir o cargo de reitora da Unilab e o economista Fernando Afonso Ferreira Junior, atual pró-reitor de Planejamento, ficará à frente da vice-reitoria.A posse de Nilma Gomes ocorrerá na próxima segunda-feira, no MEC, em Brasília. Já Fernando Afonso será empossado terça-feira, pela nova reitora, no Campus da Liberdade, em Redenção. O atual reitor da Unilab, Paulo Speller, vai deixar o cargo para assumir a Secretaria da Educação Superior (Sesu) do Ministério da Educação.

Nilma Lino Gomes – reitora

Nilma Gomes possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1988), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (1994), doutorado em Ciências Sociais (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo (2002) e pós-doutorado em Sociologia pela Universidade de Coimbra – Portugal (2006). Atualmente é professora associada do Departamento de Administração Escolar da Universidade Federal de Minas Gerais, Bolsista de Produtividade/CNPq, coordenadora-geral do Programa Ações Afirmativas na UFMG e do NERA – Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Relações Raciais e Ações Afirmativas. É conselheria do Conselho Nacional do Educação, onde integra a Câmara de Educação Básica. Tem experiência na área de Educação e Antropologia, com ênfase em Antropologia Urbana, atuando principalmente nos seguintes temas: organização escolar, formação de professores para a diversidade étnico-racial, movimentos sociais e educação, relações raciais, diversidade cultural e gênero.

Fernando Afonso Ferreira Junior – vice-reitor

Fernando Afonso tem graduação em Economia pela Universidade Católica de Salvador, mestrado em História Econômica pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp e doutorado em Ciências, com ênfase em História Econômica, pela Universidade de São Paulo. Foi pró-reitor de Planejamento e Orçamento e pró-reitor de Administração da Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha e Mucuri. Atualmente na Unilab, exerce o cargo de professor adjunto, onde também exerce as funções de coordenador da Área de Ciências Sociais Aplicadas e pró-reitor de Planejamento. Durante quase um ano à frente da Proplan, vem tocando grandes projetos, como a construção do Campus das Auroras, implantação do Campus dos Palmares, elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional da Unilab, acompanhamento do Plano Diretor do Campus das Auroras, elaboração do Plano Diretor do Campus de São Francisco do Conde (BA), implantação do Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (SIGAA) e da Rede Alta Velocidade para Internet.

Em defesa do DNOCS

dnocs

Com o título “DNOCS, patrimônio centenário do povo nordestino”, eis o editorial do O POVO desta quinta-feira. A ordem é mobilização pró-reestruturação da autarquia. Sem a necessidade de transferir sede para Brasília. Confira:

Os nordestinos – e os cearenses em particular – acabam de tomar conhecimento de que o Ministério da Integração Nacional pretende transferir para Brasília a sede do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), situada atualmente em Fortaleza. O objetivo seria o de facilitar a reestruturação do órgão, que deixaria de ser uma autarquia para se transformar em empresa pública.

Evidentemente, ainda será necessário analisar, item por item, a proposta concreta e sopesar o significado da inovação pretendida e, mesmo, se o modelo pretendido corresponde aos interesses das populações do semiárido brasileiro. Pois, a verdade é que, na realidade contemporânea, marcada pela revolução do conhecimento e dos meios de comunicação, a questão da localização geográfica deixou de ser uma limitação determinante para que uma empresa ou um órgão possa desincumbir-se de suas tarefas ou aumentar a excelência de seu desempenho.

Ou seja: não seria necessário transferir o Dnocs para Brasília para tornar possível uma reestruturação que lhe permita atender, com maior eficiência e eficácia, as exigências postas por antigos e novos desafios. Sobretudo, porque as perdas resultantes da transferência não atingem somente o aspecto simbólico do desprestígio político regional, mas incidem em prejuízos efetivos para a comunidade local que abriga a sede, em termos econômicos e sociais (corpo de funcionários e seus familiares e tudo o que gira em torno deles).

Quanto ao conteúdo da reforma (a mudança da natureza de seu regime jurídico e de seu campo de atuação, bem como dos mecanismos gerenciais e seu status político), isso exigirá um debate mais profundo, no qual a voz da comunidade regional terá de ser ouvida. Não se pode tratar uma instituição mais do que centenária (detentora de um cabedal de conhecimentos científicos sem igual sobre a realidade do semiárido brasileiro, e de um patrimônio de realizações invejáveis, que viabilizou o povoamento dos sertões com a construção de quase mil açudes de grande, médio e pequeno porte – entre públicos e particulares) como um órgão qualquer. Trata-se de um patrimônio do Brasil, mas, sobretudo, do povo nordestino.