Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Fiesp, Contraf e Fecomercio criticam aumento dos juros

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) classificou como equivocada a decisão do Banco Central de elevar a taxa básica de juros (Selic) em 0,25 ponto percentual na noite desta quarta-feira (17), aumentando a taxa para 7,5% ao ano. “O Brasil não pode abrir mão do controle da inflação, mas devemos superar a política econômica do uso exclusivo da taxa de juros”, ressaltou o presidente da Fiesp, Paulo Skaf.

A federação defendeu o aumento dos investimentos públicos como forma de garantir o crescimento econômico. “A nova política econômica deve ousar no sentido de aumentar os investimentos públicos, controlar os gastos de custeio, criar um ambiente favorável ao investimento privado e, de forma corajosa, finalizar as reformas que promovam a desindexação da nossa economia”, disse Skaf por meio de nota.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) também se manifestou contra a elevação da Selic. Para a entidade, o aumento da taxa pode frear a expansão da economia brasileira. “O Banco Central errou ao engatar uma marcha ré no caminho da redução da Selic, pois essa decisão somente agrada aos rentistas e especuladores do mercado financeiro e não ajuda a estimular o crescimento, a expansão do crédito, o fortalecimento da produção e do consumo e a geração de empregos”, disse o presidente da Contraf, Carlos Cordeiro.

A Federação do Comércio de São Paulo (FecomercioSP), foi menos dura, mas também criticou a medida. “As autoridades econômicas poderiam ter cogitado outro caminho para lidar com a questão, como a retomada dos investimentos públicos, direcionamento de gastos e mudanças nas metas de inflação para números mais realistas”, diz a nota da entidade.

A federação do comércio enxerga a elevação como um possível entrave ao crescimento que não ataca as reais causas da inflação. “O aumento neste momento pode ser um obstáculo para a retomada do ritmo de crescimento do país, pois os juros não exercem influência em itens que tem causado as pressões inflacionárias, como no caso dos alimentos e serviços”.

(Agência Brasil)

Senado deve votar em maio projeto da Lei Geral das Religiões

As lideranças partidárias decidiram nesta quarta-feira (17) votar o projeto da Lei Geral das Religiões em, no máximo, 30 dias. A proposta (PLC 160/2009) foi apresentada na Câmara para tratar de forma isonômica as diferentes religiões. A iniciativa surgiu depois que o governo brasileiro assinou, em 2008, um acordo com o Vaticano, criando o Estatuto Jurídico da Igreja Católica no país.

O texto estabelece normas sobre ensino religioso, casamento, imunidade tributária para as entidades eclesiásticas, prestação de assistência espiritual em presídios e hospitais, garantia do sigilo de ofício dos sacerdotes, entre outros temas. Também reforça o vínculo não-empregatício entre religiosos e instituições católicas, ratificando regras já existentes.

Na avaliação de religiosos de denominações protestantes, o Estatuto da Igreja Católica gerou desequilíbrio no tratamento das religiões por parte do Estado. Foi acordado então que, tão logo o estatuto fosse aprovado no Senado, seria aprovada também a Lei Geral das Religiões. A lei garante, da mesma forma que foi feito com a Igreja Católica, direitos às demais religiões constituídas no país.

(Agência Senado)

A 13 dias do fim do prazo, 42% entregaram Declaração do Imposto de Renda

A 13 dias do fim do prazo de entrega, quase 60% dos contribuintes ainda não entregaram a Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física. Até as 16h desta quarta-feira (17), a Receita Federal recebeu informações de 11.127.427 pessoas físicas, o que equivale a 42,3% dos 26 milhões de declarações esperadas para este ano.

Nas últimas 48 horas, 1.044.821 contribuintes acertaram as contas com o Fisco. No levantamento anterior, divulgado na segunda-feira (15), 10.082.606 pessoas físicas entregaram o formulário. O prazo de entrega começou em 1º de março e vai até as 23h 59min 59s de 30 de abril.

Neste ano, o Fisco espera receber mais de 26 milhões de declarações, ante 25.244.122 do ano passado. O programa gerador está disponível na página da Receita Federal desde 25 de fevereiro. Para transmitir a declaração, é preciso instalar também o Receitanet, que pode ser baixado no mesmo endereço.

A Receita publicou um passo a passo na internet com os procedimentos para a entrega da declaração. Está disponível ainda um manual com perguntas e respostas sobre o preenchimento do documento. O contribuinte também tem uma animação sobre a instalação do programa.

Além da internet, a declaração poderá ser entregue em disquetes de computador nas agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil, durante o horário de funcionamento das agências. Quem entregar depois do prazo pagará multa de R$ 165,74 ou de 20% sobre o imposto devido, prevalecendo o maior valor.

As regras para a entrega da declaração estão na Instrução Normativa 1.333, publicada no Diário Oficial da União em 19 de fevereiro. Estão obrigados a declarar os contribuintes que receberam em 2012 rendimentos tributáveis cuja soma foi superior a R$ 24.556,65, além dos que tiveram rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, com total acima de R$ 40 mil.

A apresentação da declaração é obrigatória para quem obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, fez operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas ou obteve receita bruta com a atividade rural superior a R$ 122.783,25. Quem tinha, até 31 de dezembro de 2012, posse de bens ou propriedades, inclusive terra nua, com valor superior a R$ 300 mil, também está obrigado a declarar.

(Agência Brasil)

Cearenses estão de olho na maior mina de ferro do mundo

Empresários do Ceará conhecer as oportunidades de negócios que a maior mina de ferro do mundo, que fica na localidade de Canaã de Carajás, no Pará, oferece. Isso, durante encontro que a Associação das Empresas dos Distritos Industriais do Estado do Ceará (AEDI) realizará nesta sexta-feira, às 14 horas, no auditório do SESI, no Clube da Parceria, em Maracanaú (Região Metropolitana de Fortaleza). A mina de Canaã de Carajás é um investimento da Vale do Rio Doce, que está aplicando R$ 40 bilhões.

Segundo o presidente da empresa, Murilo Ferreira, é o maior investimento do setor privado na história do País e que vai permitir a elevação da produção de minério de ferro do grupo em 40% até 2017. A mina de Canaã de Carajás tem reservas de dez bilhões de toneladas de minério, e quando entrar em operação, em 2016, chegará a fornecer 90 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.

A implantação e a operação da minha em Canaã de Carajás vão criar mais de 2.600 postos permanentes de trabalho, e muitas oportunidades em toda sua cadeia produtiva, e são estas oportunidades que serão apresentadas aos empresários cearenses, começando pelos instalados no Distrito Industrial de Maracanaú.

SERVIÇO

* Mais Informações sobre o evento – 3293-1797 e 4117-0684.

 

Cid pede oficialmente que Ministério da Justiça investigue denúncias de arapongagem

cidix

O governador Cid Gomes (PSB) deu entrada, nesta tarde de quarta-feira, no Ministério da Justiça, em Brasília, num ofício endereçado ao titular da pasta, Eduardo Cardozo. No conteúdo, pede que seja investigado o teor do discurso feito pelo deputado federal Eudes Xavier (PT), há duas semanas, no qual o parlamentar denuncia um suposto esquema de espionagem na politica cearense a partir de emails. Ele não revelou a procedência.

Em pronunciamento na tribuna da Câmara, Eudes Xavier afirmou que o Governo do Estado, secretários e a empresa americana Kroll estariam espionando o ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, vice-presidente estadual do PR e desafeto do governador.

Cid Gomes chegou a ir à Assembleia Legislativa apresentar defesa, afirmar que sua caixa postal havia sido hackeada. Ele repudiou a fala de Eudes, prometendo renunciar se a denúncia fosse verdadeira e adiantou que  houve uma operação com emails falsos para tentar alcançar responsáveis pela invasão de sua caixa postal.

Já Eudes Xavier aguarda que a Assembleia o convoque para reitera denúncias. O petista exige o mesmo tempo concedido para a defesa do governador no legislativo estadual.

DETALHE – Cid está em Brasília. Nesta quarta-feira, ele deu palestra durante reunião dos secretários estaduais de Planejamento e Administração. Isso, quando do CONSAD 2013.

Governo Dilma Rosseff assina primeiro contrato de concessão de rodovias

dillllma

“Depois de brigas judiciais que atrasaram o processo por quase um ano, foi assinado hoje (17) o primeiro contrato de concessão de uma rodovia no governo da presidenta Dilma Rousseff, que abrange um trecho de 475,9 quilômetros da BR-101, da divisa entre o Rio de Janeiro e Espírito Santo até o entroncamento com a rodovia BA-689, onde fica o acesso a Mucuri (BA). O governo federal pretende licitar para mais trechos da rodovia.

“Vamos ampliar as concessões para o norte”, disse o ministro dos Transportes, César Borges, momentos após participar da cerimônia de assinatura do contrato entre a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e o consórcio vencedor do leilão, Rodovia da Vitória – que passa agora a ser a concessionária Eco 101, sob administração do grupo Ecorodovias.
O contrato deveria ter sido assinado em julho do ano passado, mas devido a algumas manobras jurídicas feitas pelo consórcio que perdeu a disputa, só pôde ser assinado hoje, após decisão proferida ontem (16) pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). A partir da assinatura, inicia-se a transferência da responsabilidade pela rodovia, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para a nova concessionária.”

(Agência Brasil)

Ex-superintendente da Receita Federal vê inflação sazonal

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=zRYSb4zHkf0[/youtube]

A ameaça inflacionária.

O Conselho Nacional de Política Monetária (Copo), do Banco Central começa reuniões para avalar o quadro da economia. Para o advogado e ex-superintendente da Receita Federal, Pedro Dario Sampaio, o momento não é para desespero por conta de alguns sinais de inflação registrados. Ele avalia que o País vive uma situação sazonal e que o Governo Dilma Rousseff saberá agir para evitar problemas com a economia.

Venda de bebida alcóolica para menores de 18 anos agora é crime

397 1

bebida

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou hoje (17) projeto de lei que criminaliza a venda, fornecimento (inclusive gratuito), servir ou entregar bebida alcoólica à menores de 18 anos de idade. Apreciada em turno suplementar – segunda votação – a matéria segue para avaliação da Câmara dos Deputados. A proposta aprovada na comissão, de autoria do senador Humberto Costa (PT-PE), excluiu dispositivo da Lei de Contravenção Penal, datada da década de 40, que pune de forma mais branda a venda de bebida às crianças e adolescentes. O relator Benedito de Lira (PP-AL) destacou que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) “já considera implicitamente” esse comércio como crime, mas o Superior Tribunal de Justiça (STJ) tem determinado, com frequência, as punições com base na Lei de Contravenção Penal, que é a legislação em vigor.

“O senador Humberto Costa, no seu projeto de lei, diz que a iniciativa irá resolver controvérsia jurídica acerca de qual procedimento aplicar nos casos de venda de bebida alcoólica a criança ou adolescente: se o ato deve ser tratado como contravenção ou como crime”, frisou o relator.

Os senadores estabeleceram que os vendedores ou fornecedores de bebida alcoólica processados e condenados pela Justiça deverão cumprir pena de dois a quatro anos de detenção. O projeto prevê multa de R$ 3 mil a R$ 10 mil aos estabelecimentos comerciais punidos e estes ficarão interditados até a efetivação do pagamento.”

(Agência Brasil)

Presidente da CUT não quer Dilma aumentando a taxa de juros

Com o título “Contra o aumento da taxa selic”, eis artigo do presidente da Central Única dos Trabalhadores, Vagner Freitas. Ele diz que há pressão por aumento dos juros, mas considera fundamental que o governo petista evite esse remédio amargo. Freitas apresenta até algumas alternativas à ameaça inflacionária. Confira:

Promover o desenvolvimento do Brasil deve ser um objetivo permanente. Para isso, não há mágica e, sim, muita competência técnica e alta capacidade política para superar os obstáculos e desafios. É tarefa de todos reunir forças sociais que apostam no desenvolvimento produtivo, na inovação e incremento da produtividade, na distribuição de renda, na qualidade do emprego e na superação das desigualdades.

Nos últimos dias, colunistas e economistas, que repercutem os anseios de rentistas ávidos por manter e recuperar ganhos financeiros, reacenderam o debate sobre as soluções para resolver o problema da inflação. O fato é que a queda dos juros reais de 8% para 2% com a redução da taxa Selic para 7,25% e a elevação da taxa de inflação, que atingiu um patamar próximo ao teto da meta (6,5%), tem provocado forte reação daqueles que vivem do ganho financeiro.

O Brasil que queremos e estamos construindo tem a dura tarefa de deslocar a riqueza financeira para o investimento produtivo e atenção social, o que requer muita determinação dos gestores da política econômica.

É forte a pressão para que o Conselho de Política Monetária eleve a taxa básica de juros (Selic), recompondo as expectativas do mercado – leia-se, repondo os ganhos especulativos desejados, supostamente trazendo a inflação para o centro da meta. O resultado dessa medida para a sociedade é a queda na atividade econômica, a redução da produção, do desemprego, dos salários e da receita pública, entre outras mazelas. Um custo social e econômico elevadíssimo. A sociedade precisa dizer que não quer isso!

A inflação em março foi de 0,47%, acumulando em 12 meses 6,59%. Apesar de no mês de março a inflação estar ligeiramente acima do teto, o Banco Central indica que a inflação irá arrefecer – a taxa anual de 2013 deve fechar em cerca de 5,68% (Boletim Focus, 12/04/13). O que explica os atuais índices da inflação são a subida dos preços agrícolas e dos serviços.

No caso do mercado internacional, há as commodities agrícolas indexadas ao dólar que cresceram muito, mas os preços têm caído nos últimos meses. Quanto aos hortifrutigranjeiros, alguns na entressafra e outros impactados por fatores climáticos, terão queda nos preços com a entrada da nova safra. Há ainda os preços das escolas, dos planos de saúde, das tarifas de transporte público, entre outros, que sazonalmente impactam as taxas de inflação no início de cada ano.

Mesmo com este comportamento dos preços a inflação atingiu o teto da meta, porém com indicações claras de que deverá começar a cair nos próximos meses. Nada, aliás, muito diferente do que se observou nos últimos anos no país. Nenhum desses componentes são sensíveis aos juros, duro remédio para reduzir a atividade econômica contra uma inflação de demanda que, claramente, não é o nosso caso. O enfrentamento é outro!

Nos últimos anos, o país tem feito grande esforço para recuperar a capacidade de promover crescimento com base na ampliação da capacidade produtiva de bens e serviços, na infraestrutura, na inovação e na produtividade, entre outros. Os recentes indicadores de elevação da taxa de crescimento econômico revelam leves sinais dessa perspectiva.

Promover e sustentar essa nova dinâmica de crescimento econômico deve ser a tarefa prioritária da política econômica brasileira. Lembremo-nos que a experiência de aumento da taxa de juros para combater um “possível descontrole inflacionário”, no início de 2011, desestimulou o crescimento econômico que apresentou baixas taxas deste então.

Para enfrentar a inflação propomos que sejam aprofundadas medidas como: 1) a desoneração dos itens da cesta básica, incluindo impostos estaduais e municipais; 2) a ampliação da capacidade de atuação da Companhia de Nacional de Abastecimento (CONAB) por meio de estoques reguladores para estabilização dos preços ao consumidor; 3) atenção aos crescentes movimentos de concentração de mercado ocorridos no país – fusões e aquisições -, principalmente no que diz respeito ao poder de mercado e capacidade desses grandes grupos de influenciar os preços de mercado; 4) avançar na desindexação de contratos e tarifas públicas. Além, evidente, da ampliação da infraestrutura produtiva e social que, entre outros efeitos, reduz custos e preços.

Todas estas medidas, associadas às que já vêm sendo adotadas pelo Banco Central e pelo governo federal, são importantes para conter a inflação sem interromper o processo de crescimento que se desenha para 2013, porque atuaria em fontes estruturais do processo inflacionário.

Entendemos que o tema da inflação deva receber atenção prioritária da política econômica, porque, nós, os trabalhadores, sabemos muito bem o que ela significa em termos de transferência de renda. Entretanto, há outros objetivos prioritários que precisam ser considerados na escolha da política econômica de forma a produzir o crescimento, o emprego e a distribuição de renda, elementos essenciais para dinamizar as transformações no sentido do desenvolvimento social.

Por tudo isso, os trabalhadores esperam que a presidenta Dilma Rousseff e as autoridades monetárias atuem com determinação e em sintonia com as expectativas dos diversos segmentos da sociedade, não cedendo à pressão da especulação financeira.

(Do Blog do Zé Dirceu)

Rede Master faz intercâmbio em Belo Horizonte

436 1

msterr

Nazareno e Herbene Oliveira, Albaniza Gomes e Belarmina Arraes.

O diretor-geral da Rede Master de Ensino, Nazareno Oliveira, embarcou na rota de Belo Horizonte (MG). À frente de grupo formado por diretoras dos Colégios Master Bezerra e Master Sul, fechará intercâmbio com a Escola Bernoulli, que obteve o terceiro lugar nacional no Enem.

A Rede Master, em termos de Enem, ficou em quinto lugar no Estado.

(Foto – Paulo MOska)

Gido Mantega dá aval à ideia de anistiar dívida dos clubes de futebol

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, acaba de dar o aval para a ideia do deputado petista Vicente Cândido de abater a dívida de clubes de futebol em troca do investimento em modalidades olímpicas.

Cândido agora vai definir com Aldo Rebelo se o projeto tramita como iniciativa dele ou do próprio Executivo.

(Coluna Radar – Veja Online)

Parlamentar considera secundária discussão sobre mudança da sede do DNOCS

137 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=PqM7XGq2UFw[/youtube]
O deputado federal Aníbal Gomes (PMDB) considera secundário o debate sobre possível mudança da sede do Dnocs para Brasília, o que surgiu dentro das discussões sobre a reestruturação da autarquia. O secretário-executivo do Ministério da Integração Nacional, Alexandre Navarro, já disse que mudar a sede está nos planos da pasta, o que gerou muita polêmica na bancada federal do Nordeste.

Aníbal Gomes, no entanto, não vê motivo para tanta celeuma. “Se for para melhorar, que vá para Brasília. O importante é ver o Dnocs funcionar”, afirma o parlamentar.

Todo empresário precisa saber escalar montanhas para alcançar o sucesso

227 2

rosierr

Com om título “Alcançar cumes”, eis artigo do presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Roberto Macedo, veiculado no O POVO desta quarta-feira. A partir dos desafios enfrentados pelo montanhista cearense Rosier Alexandre, ele faz uma analogia do que enfrenta também o empresário que quer obter o sucesso. Confira:

A primeira lembrança que me veio à cabeça quando tomei conhecimento de que um cearense está prestes a concluir o seu projeto de escalar os sete cumes mais altos do planeta terra, foi uma frase do meu pai, José Macêdo sobre o enfrentamento de desafios. Esta metáfora usada por ele décadas atrás, é a comparação do galgar montanhas, com a superação de obstáculos, onde cada pico atingido dá a oportunidade de se visualizar outro mais adiante.

Rosier Alexandre, natural de Monsenhor Tabosa, prepara-se para escalar o Monte Evereste (8.848m), a maior montanha do mundo, localizada na cordilheira do Himalaia, na Ásia. Com seu projeto Sete Cumes, ele já chegou, sem a ajuda de helicóptero, ao cume do Monte Aconcágua (6.962m),na América do Sul; ao Monte McKinley (6.194m), na América do Norte; ao Kilimanjaro (5.895m), na África; ao Monte Elbrus (5.642m), na Europa; ao Monte Carstensz (5.039m), na Oceania; e ao Vinson (4.897m), que fica na Antártica.

Quando Rosier alcançar o cume do Monte Evereste, ele terá feito do Ceará o único estado brasileiro a ter a sua bandeira aberta nas sete mais altas montanhas do mundo. Orgulho de cearense à parte, os feitos deste nosso conterrâneo vão muito além dos picos que ele já alcançou. As lições que ele nos dá ultrapassam as vitórias no alpinismo. Rosier nos ensina que os meios que utiliza para ter sucesso são aplicáveis a várias atividades de nossas vidas.

Por trás do que parece ser apenas mecanismos de escaladas de montanhas desafiadoras, ele desenvolveu sete conceitos sólidos que transcendem o seu projeto Sete Cumes: 1) vontade; 2) visão; 3) planejamento; 4) disciplina; 5) coerência; 6) determinação; e 7) resultados. Observando-se bem esse conjunto vê-se o quanto se tem a aprender com ele em nosso cotidiano.

Imaginar que quando conheci o Rosier no início do seu projeto Sete Cumes, não o levei muito a sério. Porém, ao conhecer em detalhes sobre como ele venceu as dificuldades das suas duas primeiras experiências, mudei minha visão e enxerguei nele uma pessoa atuando no extremo da coragem e da determinação, para a realização de um sonho quase impossível.

No dia a dia da vida temos que tomar decisões, correr riscos e buscar alternativas. O Rosier faz essas coisas com maestria. Ele é um exemplo como poucos de pessoa que tem usado o planejamento nos mínimos detalhes, antes de iniciar qualquer ação, dentro da estratégia estabelecida para alcançar o seu propósito.

O projeto Sete Cumes pode ser usado como modelo para diversos tipos de organizações, como constatei nas palestras que ouvi do Rosier. Ele serve de inspiração para o sucesso contínuo diante dos desafios dos nossos empreendimentos.

Antes mesmo de completar a série de cumes a que se determinou alcançar, Rosier já visualizou que sua nova montanha é a profissão de palestrante, por meio da qual ele está levando aos mais diversos públicos os preciosos ensinamentos apreendidos ao tornar realidade o seu ambicioso sonho.

* Roberto Macêdo

roberto@pmacedo.com.br
Empresário.

UFC – Pesquisa aponta métodos eficazes contra infertilidade feminina

O Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Ceará elaborou pesquisa sobre infertilidade feminina que traz resultados animadores para mulheres com dificuldade de engravidar. Após utilizarem métodos simples indicados pelo estudo, oito das 28 participantes (28%) consideradas inférteis conseguiram conceber. O efeito positivo foi atingido através de intervenções que podem ser facilmente adotadas no setor de atenção básica da rede de saúde pública: acompanhamento da temperatura corporal basal e do muco cervical da mulher, bem como a prescrição de cuidados voltados à eliminação de fatores que interfiram no depósito de sêmen ou que dificulte a migração espermática no trato genital feminino.

Apesar de o tema da infertilidade ser abordado com ênfase nas políticas públicas voltadas à saúde da mulher, as recomendações de tratamento ainda são pouco implementadas por enfermeiros e médicos da atenção básica ou da Estratégia Saúde da Família (ESF), mesmo sabendo-se que 70% dos casos de infertilidade podem ser solucionados nesse nível, com procedimentos de baixo custo. Estima-se que, em 72,9% dos municípios brasileiros, não há atendimento sobre o problema na ESF.

Metodologia

Participaram da pesquisa mulheres com idade entre 18 e 30 anos. Prevaleceram o tipo de união parceria fixa e a escolaridade de ensino médio completo. A média de renda per capita foi de R$ 617,04. Inicialmente, 39 mulheres compareceram ao primeiro dia de intervenção (ensino do uso da temperatura corporal basal) e 31 participaram da segunda etapa (ensino do uso do muco cervical). Destas, 28 participaram do primeiro retorno. Nesse grupo, oito pacientes que se queixavam de dificuldades de gravidez conseguiram engravidar em até 90 dias pós-intervenção. As orientações foram oferecidas com apoio de um folheto educativo elaborado pela autora da pesquisa.

A leitura do folheto era realizada com acompanhamento da pesquisadora, que oferecia explicações e estimulava as participantes a fazer perguntas. Cada mulher recebeu um kit contendo formulários para registro do uso dos métodos, um termômetro digital, lápis, borracha, apontador e uma prescrição dos cuidados facilitadores da concepção. O trabalho é intitulado “Intervenção de Enfermagem voltada à queixa de infertilidade na atenção básica” e foi orientado pela Profª Escolástica.

(Site da UFC)

Cid fala no encontro do CONSAD 2013 sob olhares cearenses

cidrobertt

O governador Cid Gomes fala, neste momento, no Congresso dos Secretários Estaduais de Administração e Planejamento, em Brasília, o CONSAD 2013. O encontro ocorre no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Cid expõe ações positivas de sua administração, numa mesa de trabalho que reúne os cearenses Raul Araújo, que é ministro do STF; o  secretário do Planejamento e Gestão do Estado, Eduardo Diogo, que preside os trabalhos; e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, convidado.

(Foto – DF Express)

Balhmann presidirá audiência em Brasília sobre Projeto Nordeste Competitivo

O deputado federal Antonio Balhmann (PSB vai presidir audiência pública da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio sobre o tema “Projeto Nordeste Competitivo”. Atende a um requerimento dos deputados Chico Lopes (PCdoB-CE) e Afonso Florence (PT-BA). Balhmann subscreveu o requerimento dessa audiência pública que está marcada para as 11 horas desta quarta-feira.

O encontro terá a presença de César Borges, ministro dos Transportes; Eduardo Diogo, secretário de Planejamento e Gestão do Ceará; Renato Casali Pavan, diretor da Macrológica, representando a Confederação Nacional da Indústria (CNI); e Carlos Matos, diretor corporativo do Instituto de Desenvolvimento Industrial da Federação das Indústrias do Estado do Ceará

Nordeste Competitivo

O Nordeste Competitivo é um levantamento feito pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com as federações das indústrias dos nove estados do Nordeste, para diagnosticar os principais gargalos na infraestrutura de transportes da região.

MST ocupa sede do DNOCS

Um grupo de trabalhadores rurais ligado ao MST ocupa, nesta manhã de quarta-feira, a sede do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNCOS), em Fortaleza. O grupo quer uma reunião com representantes do órgão para negociar questões ligadas à estiagem. Os trabalhadores estavam acampados desde ontem no canal da Integração em Pacajus.

Segundo lideranças do MST, essa mobilizaçãoobjetiva cobrar políticas públicas efetivas de combate aos efeitos da seca, investimentos para reforma agrária, assentamento imediato de famílias acampadas e evidenciar a situação crítica que vivem os agricultores do estado com problemas como a falta de distribuição de água, a perca do rebanho e da produção agrícola.

 

José Pimentel otimista sobre anistia de PMs e bombeiros grevistas do Ceará

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=DyECseDe39s[/youtube]

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado votará, a partir das 10 horas desta quarta-feira, projeto que dá anistia a PMs e bombeiros grevistas do Ceará. O projeto é de autoria do petista José Pimentel, que está otimista quanto à aprovação da matéria.

José Pimentel também falou sobre eleições 2014 e afirmou que o PT quer a manutenção de uma aliança que assegure a reeleição da presidente Dilma Rousseff. A prioridade, conforme o senador petista, é reeleger Dilma.

Ciro Gomes: Relação de Dilma com Congresso é clientelista e suscetível à corrupção

134 2

cirogomess

“O ex-ministro Ciro Gomes (PSB) afirmou ontem que irá abrir uma discussão interna em seu partido para mostrar que uma eventual candidatura presidencial do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), seria “inoportuna”. Ele diz, porém, que irá apoiar uma eventual postulação do pernambucano caso a maioria do partido decida lançá-lo. “Se meu partido tiver candidato, depois que fizer minhas ponderações, vou acompanhar o partido. Mas vou fazer uma discussão dizendo que a candidatura é inoportuna.”

O ex-ministro afirma que seu pensamento é “complexo”: defende candidatura própria, mas aponta “incoerência” em disputar o Planalto na condição de sigla aliada ao governo Dilma Rousseff. Ciro diz que em 2010, quando se apresentou como pré-candidato à Presidência pelo PSB e Dilma era ainda pouco conhecida, o seu partido decidiu apoiá-la. “Qual a explicação para mudar de posição agora?”, questionou.

“Está bom mas podemos fazer melhor? Isso é conversa de marqueteiro. O Brasil precisa de debate profundo de ideias”, afirma o ex-ministro, em crítica ao slogan de Campos. “O PSB não tem ideia nenhuma, pelo que eu saiba”, disse, ponderando que Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (Rede), possíveis candidatos em 2014, também não possuem.

Ciro diz que Campos é o mais preparado dos três. “Mas é zero de ideia”. Afirmou ainda que o governador de PE “faz um discurso também reacionário quando vai conversar com empresários reacionários de São Paulo”. “Vamos disputar com a Dilma pela direita?” Ele também voltou a criticar a relação do governo Dilma com o Congresso. Disse que a gestão é “de base fisiologista, clientelista e suscetível à corrupção”.”

(Folhapress)