Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Ex-assessor de Lula critica Dilma por ter consultado FHC

“Chefe da Secretaria de Imprensa no governo Lula, o jornalista Ricardo Kotscho criticou a atuação da presidente Dilma Rousseff em resposta à onda de protestos. Segundo Kotscho, em busca de uma saída, Dilma acabou por magoar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o vice-presidente Michel Temer (PMDB) ao consultar o ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso antes de ouvir os aliados que “ainda a apoiam no Congresso Nacional”.

“No atropelo para virar o jogo, Dilma acabou magoando seus dois principais aliados, o ex-presidente Lula e o vice Michel Temer, ao mandar um emissário consultar Fernando Henrique Cardoso sobre a sua proposta de reforma política, antes de apresentá-la aos líderes dos partidos que ainda a apoiam no Congresso Nacional”, escreveu Kotscho, em seu blog no portal R7. Ex-assessor de imprensa de Lula, Kotscho chefiou por dois anos a comunicação do ex-presidente. Manteve o relacionamento com Lula mesmo depois de deixar seu governo. No texto do blog, publicado no sábado, Kotscho chama de “muito fraco” o ministério de Dilma.

“Mais preocupada em montar uma cada vez maior base aliada para disputar a reeleição, me parece que Dilma perdeu o timing das mudanças necessárias em seu ministério, que é muito fraco, na virada do ano, quando se limitou a trocar seis por meia dúzia, trazendo de volta partidos varridos na faxina do primeiro ano de governo.”

Kotscho não poupa a equipe de comunicação da presidente. Segundo o jornalista, “Dilma confiou demais nas pesquisas, nos comerciais e nos pronunciamentos produzidos por seu marqueteiro João Santana, sem dar a devida atenção para o que acontecia no mundo político do outro lado do Palácio do Planalto, no meio empresarial e na vida real dos trabalhadores e estudantes”.

(Folhapress)

 

Plebiscito sobre Reforma Política pode sair ainda neste ano

“Após um pedido da presidente Dilma Rousseff, a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Cármen Lúcia, anunciou ontem que a equipe técnica da Justiça Eleitoral estuda a possibilidade de fazer, ainda este ano, um plebiscito com regras para as eleições de 2014. Cármen Lúcia disse que a presidente Dilma formalizou, na manhã de ontem, uma consulta ao TSE sobre os “prazos mínimos e operacionalização” de um plebiscito sobre a reforma política.

Diz a carta enviada por Dilma: “Gostaria de informar que pretendo sugerir aos membros do Congresso Nacional a realização do plebiscito sobre reforma. Diante disso, consulto sobre o tempo mínimo bem como os procedimentos necessários para a operacionalização e a racionalização da referida consulta popular”. A ideia do estudo é saber se é viável organizar um plebiscito até outubro deste ano. É necessário um prazo de um ano de antecedência para que as regras decididas no plebiscito valham para a eleição de outubro de 2014.

A ministra destacou que “ainda não tenho, nada, absolutamente nada a dizer sobre os dados”. “É uma consulta que envolve a operacionalização e para isso nós temos nossos órgãos técnicos”, disse. “É certo que a Justiça Eleitoral está pronta e preparada sempre a cumprir o que a Constituição determina, que é a consulta popular, mas o TSE tem seus procedimentos, sistemas, prazos e isso será formalmente analisado”, completou. Cármen fez o anúncio na última sessão do TSE antes do recesso. Ela fará uma reunião com os presidentes dos 27 Tribunais Regionais Eleitorais para discutir a viabilidade do plebiscito. Disse, ainda, que o corpo técnico do tribunal já começou o estudo.

Na sessão do TSE, ela avisou aos colegas ministros que não descarta convocar uma reunião extraordinária, ainda no recesso, para discutir o resultado do estudo técnico. Ou seja, o estudo deve ser concluído ainda este mês. Na sessão, o ministro Gilmar Mendes criticou o pedido de Dilma. O ministro disse que não cabe à Presidência fazer essa consulta ao TSE, uma vez que é o Congresso que deve organizar o plebiscito. Mendes disse que a consulta está “mal organizada” e sugeriu que os organizadores do plebiscito consultem os “manuais existentes”.

(Folhapress)

Lei da Ficha Limpa pode ser aplicada a cargos comissionados no Senado

128 1

Projeto de resolução programado para exame na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), na quarta-feira (3), estende ao preenchimento de cargos comissionados no Senado os critérios de inelegibilidade da Lei da Ficha Limpa. A restrição, pelo texto, vale para os gabinetes dos senadores, das lideranças partidárias e da Mesa.

Se o texto (PRS 5/2012) passar a valer, ficará longo tempo inabilitado a ocupar esses postos quem, após eleito para cargo eletivo, tiver o mandato cassado ou renunciar para evitar a cassação. O mesmo acontecerá para os que forem condenados por sentença final ou decisão de órgão colegiado (com mais de um julgador) por diversos tipos de crime.

A proposta foi apresentada pelos senadores Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), Pedro Simon (PMDB-RS) e Pedro Taques (PDT-MT). Depois de aprovada pela comissão, o texto seguirá para exame na Mesa, esfera final de decisão. O projeto altera a Resolução do Senado 63/1997, que estabelece a composição e a estrutura dos gabinetes.

Pela Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135), a inelegibilidade começa quando sai o resultado do julgamento e vai até oito anos após o cumprimento da penalidade. A norma originou-se de projeto de lei de iniciativa popular que chegou ao Congresso com mais de 1,6 milhão de assinaturas, após campanha de entidades envolvidas no combate à corrupção, com apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Para os autores, a Lei da Ficha Limpa é um marco que deve servir não apenas para os que submetem ao voto, mas para o acesso a qualquer função na esfera estatal. Eles consideram que sua aprovação representou um “pacto” da sociedade contra práticas que comprometem a democracia, tais como a corrupção, a improbidade administrativa e a falta de zelo com a coisa pública.

O relator, senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), recomenda a aprovação da proposta. A seu ver, a composição de pessoal dos órgãos essenciais ao funcionamento do Senado deve preservar a “higidez do servidor e sua idoneidade”, como forma de a Casa homenagear a “probidade e a moralidade administrativa”.

(Agência Senado)

Turismo movimentou mais de R$ 311 milhões durante a Copa das Confederações

223 1

Turistas gastaram R$ 311,5 milhões durante os 15 dias de Copa das Confederações, informou nesta segunda-feira (1º) o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). A estimativa considera gastos de turistas brasileiros e estrangeiros, além das seleções e delegações. O cálculo tem como base o número de turistas e o tempo de permanência do visitante nas cidades que sediaram os jogos, além do gasto de delegações e seleções que participam do torneio.

Pela previsão da autarquia, o turista estrangeiro fica cerca de dez dias na cidade e o brasileiro permanece três dias no local do jogo. O gasto total de turistas estrangeiros para a Copa das Confederações é estimado em cerca de R$ 69 milhões. Os brasileiros tiveram gasto estimado em R$ 172 milhões durante os quinze dias do torneio. As seleções tiveram gasto calculado em cerca de R$ 70 milhões.

De acordo com o presidente da Embratur, Flavio Dino, o impacto dos gastos do turista brasileiro é maior, pois se trata de um evento majoritariamente local. “A Copa das Confederações é um evento voltado mais para o público interno, é um teste para a Copa do Mundo de 2014, quando, realmente, vamos receber um número massivo de estrangeiros”, diz.

(Agência Brasil)

Conselheiro apresenta relatório sobre direito de resposta ainda nesta semana

O conselheiro Ronaldo Lemos, do Conselho de Comunicação Social do Senado, informou nesta segunda-feira (1º) que pretende distribuir seu relatório sobre o projeto de lei do direito de resposta até o fim desta semana. O PLS 141/2011, do senador Roberto Requião (PMDB-PR), trata também da retificação de matéria divulgada, publicada ou transmitida por veículos de comunicação.

Segundo o relator, a proposição “está bastante madura” e as contribuições recebidas até agora são possíveis de serem agregadas ao texto. Ronaldo Lemos também adiantou que as intervenções do conselho são valiosas, mas pontuais, e não devem sugerir alterações profundas no projeto.

Como o Conselho de Comunicação Social tem caráter consultivo, as sugestões não necessariamente serão acolhidas. Aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) no início de maio, o PLS 141/2011 aguarda inclusão em Ordem do Dia para votação no Plenário do Senado.

(Agência Senado)

Unilab divulga lista de aprovados para a primeira chamada do Sisu

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, localização em Redenção, no Ceará, divulgou nesta segunda-feira (01) a lista de aprovados por curso para a 2ª Chamada do Sistema de Seleção Unificado (SiSU/MEC) 2013.2. Para esta chamada, estão sendo ofertadas vagas nos cursos de: Administração Pública (15), Agronomia (14), Ciências da Natureza e Matemática (14), Enfermagem (18), Engenharia de Energias (19), Bacharelado em Humanidades (73) e Letras (17). As matrículas serão realizadas nos dias 8 e 9 próximos, das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas, de acordo com o calendário abaixo:

Dia 8

Administração Pública, Agronomia, Ciências da Natureza e Matemática, Enfermagem, Engenharia de Energias e Letras – Língua Portuguesa.

Dia 9

Bacharelado em Humanidades e retardatários de todos os cursos.

Os candidatos que optaram pelas vagas de ação afirmativa nas modalidades L1 e L2, por possuírem renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo, devem obrigatoriamente apresentar, no ato da matrícula, toda a documentação de comprovação de renda, sua e de seus familiares.

SERVIÇO

O formulário de requerimento para comprovação de renda per capita e a relação de documentos está disponível no site da Unilab (www.unilab.edu.br).

Mais informações na sala do Núcleo de Acesso dos Estudantes (Nuace). Contatos: (85) 3332.1471 ou selecao@unilab.edu.br.

(Site da Unilab)

A história condenou o FHC presidente ao ostracismo?

323 9

SAO PAULO/SP 05/09/2006 - 16:00 H - FHC / ENTREVISTA - VARIEDADES JT - Entrevista com ex Presidente da Republica, Fernando Henrique Cardoso em seu escritorio no Instituto.

Com o título “O chá dos ‘umbigos delirantes”, eis artigo do jornalista Felipe Araújo, no O POVO desta segunda-feira. Ele critica a Academia Brasileira de Letras e a entrada de um novo membro: o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. “A história tratou de condenar o FHC presidente ao ostracismo – por seus malfeitos ao País. O FHC sociólogo, o próprio FHC presidente tratara de enterrar. Fico em dúvida sobre qual FHC a ABL tenta ressuscitar agora”, diz o jornalista. Confira:

A Academia Brasileira de Letras (ABL) – desde muito tempo – deixou de ser uma instituição relevante. Há anos, seu protagonismo se restringe a intervir nas cotações do mercado nacional de vaidades, afagando políticos e empresários. Vigora no casarão da avenida Presidente Wilson uma economia simbólica estéril e anacrônica que deixa para a história não mais que uma embolorada galeria de encômios casuístas. A ABL é a casa da burocracia do elogio fácil; um porfioso Baile da Ilha Fiscal da “inteligência” nacional.

Na semana passada, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi eleito “imortal”. Cadeira 36, cujo patrono é Afonso Celso – aquele do Por que me ufano do meu país. FHC, o superlativo de PhD, como definiu Millôr Fernandes. O intelectual que, chegando ao poder, pediu aos brasileiros que esquecessem o que havia escrito. O sociólogo outrora elevado à condição de “príncipe da sociologia”, mas que carrega em seu currículo graves acusações de plágio, sobretudo na formulação da sua “Teoria da Dependência”, cujas ideias centrais teriam sido despudoradamente copiadas de autores como Ruy Mauro Marini. Sem falar em sua “Mein Kampf” tropical, a biografia A soma e o resto, mesmo título de um livro do marxista francês Henri Lefebvre.

Não creio que cada país tenha os “imortais” que mereça. A Academia Brasileira de Letras, há muito, não vive no Brasil real, não dialoga com sua cultura, com seu povo, com os impasses de seu tempo. Prefere convidar “umbigos delirantes” para o chá dos fardões. “O que me impressiona é que esse homem, que escreve mal e fala pessimamente, as frases se contradizem entre si, é considerado o maior sociólogo brasileiro”, escreve Millôr Fernandes no genial O primado da ignorância, em que demole a escrita do ex-presidente ao analisar seu principal livro, Dependência e desenvolvimento na América Latina.

A história tratou de condenar o FHC presidente ao ostracismo – por seus malfeitos ao País. O FHC sociólogo, o próprio FHC presidente tratara de enterrar. Fico em dúvida sobre qual FHC a ABL tenta ressuscitar agora.

* Felipe Araújo

felipearaujo@opovo.com.br 
Editor-chefe do Núcleo de Cultura e Entretenimento.

Sonegação supera R$ 50 bi/ano no País, diz líder sindical

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=fwLMmU0LbFY&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O presidente da Associação Nacional dos Auditores Fiscais Federais, Álvaro Solon, lamentou para o Blog que nos vários pacotes lançados pela presidente Dilma Rousseff, não entrou nada de combate à sonegação que, para ele, é parte integrante da corrupção.

Álvaro Solon lamenta ainda que há carência de fiscais da Receita Federal, o que abre para uma sonegação que hoje, no Brasil, supera os R$ 50 bilhões por ano.

UFC inscreve para seleção de professor da Medicina do Cariri e Farmácia de Fortaleza

Estão abertas inscrições de seleção para professor substituto dos cursos de Medicina da Universidade Federal do Cariri (Edital nº 217/2013), do qual a UFC é tutora, e da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem da UFC, em Fortaleza (Edital nº 236/2013).

No Cariri, as inscrições vão até o próximo dia 5, e a vaga é para o setor de estudo “Ciências Sociais e do Comportamento”. Em Fortaleza, a vaga é para o setor de estudo “Parasitologia Básica”. As inscrições serão feitas de 2 a 4 deste mês.

SERVIÇO

Acesse os editais da Pro-Reitoria de Gestão de Pessoas, no site www.progep.ufc.br.

(Site da UFC)

Ex-reitor da Uece ganhará título e medalha de Doutor Honoris Causa no Peru

manases

O professor e pesquisador Manassés Fonteles acaba de ganhar reconhecimento internacional. Ex-reitor da Universidade Estadual do Ceará e da Universidade Mackenzie, de São Paulo, ele receberá título e medalha de Doutor Honoris Causa da Universidade de Lima.

A cerimônia foi marcada para o próximo mês, no Peru. Manassés, nessa ocasião, também passará á condição de membro da Academia Mundial de Educação.

Banco do Brasil tem R$ 70 bilhões para a safra agrícola

“O crédito rural do Banco do Brasil na safra 2013/2014 vai chegar a R$ 70 bilhões, 14% acima do desembolso da safra anterior. Desse total, R$ 13,2 bilhões vão financiar a agricultura familiar e R$ 56,8 bilhões vão para agricultores empresariais e cooperativas rurais. A maior parte dos recursos – R$ 48,8 bilhões, recursos equivalentes a 70% do total – será aplicada em custeio e comercialização. Estão destinados R$ 21,2 bilhões (30%) para investimentos.

Na safra 2012/2013, o Banco do Brasil desembolsou R$ 61,5 bilhões em operações de crédito rural, crescimento de 28% em relação ao período anterior. Os desembolsos ficaram acima do estipulado no lançamento do Plano Safra 2012/13 (R$ 55 bilhões).”

(Agência Brasil)

Alimentos mais baratos ajudam a segurar a inflação

“O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) encerrou o mês de junho em alta de 0,35% ante 0,37% percentual apurado na terceira prévia do mês. Esse pequeno decréscimo foi influenciado pelo grupo alimentação que passou de 0,20% para 0,02%. Houve recuo das frutas de 1,33% ante 0,94% no período anterior. Também houve influência do grupo vestuário com variação de 0,59% ante 0,71% na terceira prévia. Neste último caso, o destaque foi o vestuário feminino – que teve elevação mais lenta – passando de 0,93% para 0,70%.

O levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostra que seis dos oito grupos pesquisados apresentaram avanços em relação à apuração da terceira prévia do mês. A taxa mais expressiva foi constatada em saúde e cuidados pessoais com 0,48% ante 0,34% e foi puxada pelos medicamentos em geral cujo valor médio cobrado foi revertido de uma queda de 0,08% para uma alta de 0,23%.”

(Agência Brasil)

Renato Roseno – Queda de popularidade de Dilma mostra crise do sistema político

134 2

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=xcd0o-KAL14&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O advogado Renato Roseno, que disputou pelo PSOL a Prefeitura de Fortaleza no último pleito, avaliou, nesta segunda-feira,  a queda de popularidade da presidente Dilma – ela perdeu 20 pontos percentuais em clima de manifestações populares. Para Roseno, esse fato mostra a crise da velha política e não deve ser creditado só a Dilma Rousseff, mas a um sistema como um todo que não corresponde aos anseios da população.

Por conta disso, Renato Roseno defende a luta pela reforma política.

A queda de popularidade de Dilma e seus reflexões nas alianças 2014

Com o título “a queda da popularidade da presidente Dilma Rousseff – O futuro da aliança PSB-PT na política cearense”, eis artigo do sociólogo Luiz Cláudio Ferreira Barbosa. Ele avalia essa situação como um cenário trágico, em todos os sentidos, para o Partido dos Trabalhadores. Confira:

A presidente Dilma Rousseff (PT) não esperava o esvaziamento da sua pré-candidatura para a renovação do seu mandato de presidente da República. O novo cenário é trágico, em todos os sentidos, para o Partido dos Trabalhadores, que está à frente do Governo Federal há uma década.

Dilma Rousseff (PT) procura compreender o motivo da vaporização da sua popularidade, que estava alta no final do mês de março na pesquisa do Datafolha: sessenta e cinco por cento de aprovação (ótimo/bom). No final de junho a sua popularidade despencou para trinta por cento de aprovação (ótimo/bom), conforme os novos dados divulgados pelo Datafolha.

As várias manifestações públicas nos principais centros urbanos contra a Copa das Confederações, já são consideradas como estopins de outras passeatas de protestos (Corrupção, Reformas Políticas ,Melhorias no Transporte, Saúde e Educação). O Planalto não atendeu às demandas sociais reprimidas da sociedade civil nas áreas de Saúde e Educação, nos últimos dez anos, por isso esse movimento, da classe média brasileira, que expressa a avaliação negativa da atual gestão pública da mandatária do Planalto.

O Partido dos Trabalhadores já começa a temer um cordão de isolamento dos seus atuais aliados partidários no Congresso e nos Ministérios. Os palanques regionais serão refeitos após esses índices nada favoráveis à popularidade da presidente Dilma Rousseff (PT). O PT não tem uma estratégia para sair dessa situação de pária político-eleitoral na avaliação da opinião pública.

A tendência de inflação alta com crescimento baixo do PIB não ajudou a situação do partido do poder no momento, nos seus rearranjos dos cenários eleitorais dos estados. Os partidos que ocupam determinados cargos no primeiro escalão do Governo federal, já têm uma previsão de saída antes de abril de 2014. O Partido Socialista Brasileiro e o Partido Democrático Trabalhista já pensam em sair, no final deste ano, da gestão pública da presidente Dilma Rousseff.

O governador Cid Gomes (PSB) sempre manteve um alinhamento político-eleitoral com a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). O seu posicionamento sempre se chocava com a direção nacional do Partido Socialista Brasileiro, que desejava lançar o governador Eduardo Campos para a presidência da República. Cid Gomes deverá alimentar um debate interno para redirecionar o PSB local, no pleito eleitoral de 2014.

O Partido dos Trabalhadores pode perder o privilegio de ser o principal aliado do pré-candidato do governador Cid Gomes (PSB), na sucessão estadual de 2014. O senador Eunício Oliveira (PMDB) poderá ser o elo, do PT e do PSB, com a candidatura natural de pacificação do condomínio político-administrativo do Governo Estadual, para os próximos quatro anos (2015 – 2018).

* Luiz Cláudio Ferreira Barbosa,

Sociólogo.

Cearense ocupa a vice-presidência da Comissão Nacional de Direito Sindical da OAB

katiana

A cearense Katiana Wirna tomará posse, nesta segunda-feira, como vice-presidente da Comissão Nacional de Direito Sindical criada pela Ordem dos Advogados do Brasil. O ato ocorrerá na sede da OAB, em Brasília, e será prestigiado por membros da Ordem no Estado. No grupo, o presidente da OAB, Waldetário Monteiro.

Essa Comissão Nacional de Direito Sindical é resultado de comissão do gênero criada pela OAB cearense e cujo objetivo é fiscalizar e garantir respeito à legislação trabalhista e às liberdades sindicais.

(Foto – Paulo MOska)

Instituições financeira projetam taxa Selic a 9,25% até fim deste ano

“A taxa básica de juros, a Selic, deve chegar ao final de 2013 a 9,25% ao ano. A projeção é de instituições financeiras consultadas todas as semanas pelo Banco Central (BC). Na semana passada, a previsão para a Selic no fim do período era 9% ao ano. Para o final de 2014, a projeção também é 9,25% ao ano. As instituições financeiras esperam que, na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), em 9 e 10 deste mês, seja mantido o ritmo de alta da Selic, com aumento de 0,5 ponto percentual. A taxa básica, atualmente em 8% ao ano, subiu 0,25 ponto percentual em abril e 0,5 ponto percentual em maio.

Essa expectativa surgiu depois da divulgação do Relatório de Inflação, no último dia 27. O BC elevou a projeção para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de 5,7% para 6%, este ano. Para 2014, a estimativa é que a inflação fique em 5,4%. A taxa básica de juros é elevada quando o objetivo do Copom é conter a inflação. Na divulgação do Relatório de Inflação, o diretor de Política Econômica do BC, Carlos Hamilton Araújo, disse que a autoridade monetária “dispõe dos instrumentos e está fazendo uso [deles] para que a inflação permaneça sob controle”.

Para as instituições financeiras, a inflação medida pelo IPCA deve chegar ao final deste ano a 5,87%, contra 5,86% previstos na semana passada. Para 2014, a projeção subiu de 5,80% para 5,88%. A pesquisa do BC também traz projeção para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que passou de 4,98% para 4,71%, este ano, e permanece em 5%, em 2014.”

(Agência Brasil)

Suely Chacon é nomeada reitora pró-tempore da Universidade Federal do Cariri

Saiu no Diário Oficial da União portaria nomeando a professora Suely Chacon como reitora pró-tempore da Universidade Federal do Cariri, cuja sede será em Juazeiro do Norte. A posse dela, que saiu de lista tríplice, será definida numa conversa, nesta quarta-feira, do reitor da Universidade Federal do Ceará, Jesualdo Farias, com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Jesualdo está em Brasília tratado de pleitos do interesse da UFCA, pois a UFC vai tutelar o processo de implantação da nova universidade.

A presidente Dilma Rousseff sancionou, no ultimo dia 5, a lei que criou a Universidade Federal do Cariri (UFCA). A instituição funcionará nos campi da UFC localizados em Juazeiro do Norte, Barbalha e Crato. Serão construídas também instalações nos municípios de Icó e Brejo Santo. A expectativa é que a UFCA atenda 6.490 estudantes da região.

QUEM É

Suely Salgueiro Chacon possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Ceará (1990), Mestrado em Economia Rural pela Universidade Federal do Ceará (1994) e Doutorado em Desenvolvimento Sustentável pela Universidade de Brasília (2005). Atualmente é professora e pesquisadora da Universidade Federal do Ceará e Avaliadora Institucional do MEC/INEP. Tem experiência nas áreas de Economia, Socioeconômica, Meio Ambiente e Políticas Públicas, atuando principalmente nos seguintes temas: Semi-árido, desenvolvimento regional, desenvolvimento sustentável, políticas públicas, organização social de pequenas comunidades, recursos hídricos, energia alternativa, gestão ambiental e economia.