Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Deputado diz que onda de manifestações ocorre mais pela cobertura exagerada da mídia

173 6

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=A7FZOsgG5uM&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O deputado federal Aníbal Gomes (PMDB) afirma que a onda de manifestações que se registra no País é turbinada pela imprensa. Para ele, há gente participando desses atos, que considera da democracia, sem saber o porquê da luta.

Aníbal fez crítica a ações que, em meio a manifestações, causam prejuízos ao patrimônio público.

Venda de material de construção cresce no País

“As vendas de materiais de construção da indústria para o comércio varejista atingiram, em maio, o segundo melhor resultado do ano com alta de 1,6% sobre abril. O maior movimento do ano foi registrado em março, quando o setor vendeu 13,8% acima do registrado em fevereiro. Na comparação com maio do ano passado, o faturamento do quinto mês deste ano foi 3,1% superior. No acumulado do ano, as vendas cresceram 4,4%, taxa que se aproxima da projeção do setor para o fechamento de 2013 (4,5%), segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat).

Por meio de nota, o presidente da entidade, Walter Cover, disse que o setor espera que o consumo seja estimulado, principalmente, em razão das obras de infraestrutura. “Com o mercado imobiliário crescendo menos será preciso acelerar as licitações e execução das obras da infraestrutura de transportes, portos e aeroportos”, defendeu.
O executivo também espera que tanto o governo federal quanto o governo estadual adotem medidas de incentivo por meio de desonerações de impostos.”

(Agência Brasil)

 

Taxa de desemprego no País permanece estável em maio

“A taxa de desemprego em maio ficou em 5,8%, mesmo índice registrado em abril, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em comparação a maio de 2012 (5,8%), a taxa também não apresentou variação.
Já o rendimento médio real teve uma queda de 0,3% em relação a abril, recuando de R$ 1.869,87 para R$ 1.863,60. Na comparação com o ano passado, o rendimento subiu 1,4% – em maio de 2012, o valor era R$ 1.838,20.

Nas seis regiões metropolitanas pesquisadas – Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre – não houve variação na taxa de desocupação na comparação maio-abril. Na análise anual (maio/2012 com maio/2011), a taxa também permaneceu estável com exceção da capital mineira que registrou índice de 5,1% em 2012 e 4,3% neste ano.

As taxas de desocupação nas regiões pesquisadas são: Porto Alegre (3,9%), Belo Horizonte (4,3%), Rio de Janeiro (5,2%), Recife (6,1%), São Paulo (6,3%) e Salvador (8,4%). A massa de rendimento real dos ocupados também foi considerada estável, passando de R$ 43,2 bilhões em abril para R$ 43,3 bilhões em maio. Comparada à massa de maio de 2012, houve crescimento de 1,5%.”

(Agência Brasil)

Copa 2014 será a mais cara de toda a História

141 2

copa2014

Notas compiladas do Jornal do Commercio (PE), desta quinta-feira (20), sobre a Copa 2014:

* A Copa mais cara da história

A Copa de 2014 será a mais cara de toda a História, devendo custar perto de R$ 28 bilhões, 10% a mais que o previsto em abril. A estimativa é do Ministério dos Esportes. Até agora, a mais cara, por país, havia sido a da Alemanha (2006), que custou a bagatela de R$ 10,7 bi.

* Entre os 10 mais

Somente R$ 7,1 bilhões será o valor final gasto com a construção dos estádios. O Mané Garrincha, de Brasília, já é considerado, hoje, como um dos 10 mais caros de todo o mundo.

* Lucros da Fifa

Quantos aos lucros da Fifa, esta Copa também baterá recordes. A entidade já prevê faturar perto de U$ 4 bilhões. E o governo brasileiro ainda dará isenções de impostos que devem chegar a R$ 1 bilhão.

Tucano analisa mais um voo de galinha do governo petista

Com o título “Mais um voo de galinhas”, eis artigo do ex-presidente do PSDB de Fortaleza, o administrador Pedro Fiúza, publicado no O POVO desta quinta-feira. Ele se diz preocupado com a situação econômica do País que, no exterior, tem sido alvo de críticas e ironias. Confira:

Nas últimas duas décadas, o Brasil teve uma ascensão importante perante os países de economias mais desenvolvidas, atingindo seu ápice entre 2008 e 2009 quando, respectivamente, obteve rating de grau de investimento pelas principais agências de classificação de risco e foi destaque na criteriosa e respeitada revista britânica The Economist. A capa daquela edição estampava o Cristo Redentor “decolando”. Que o país decolou, não restam dúvidas, mas foi uma “decolagem sustentável” ou só mais um voo de galinha?

Há poucas semanas, ao participar de um evento com investidores estrangeiros de infraestrutura, tive a lamentável constatação de uma mudança significativa de comportamento. Estavam presentes fundos americanos, europeus e asiáticos, todos com importantes investimentos já realizados no país. Durante anos, o apetite dos estrangeiros por esse tipo de investimento era enorme, mas desta vez as reações foram bem diferentes: a maioria aponta que novos investimentos em projetos de infraestrutura estão em stand by. Voltamos a ficar em observação!

Na busca por entender o porquê desta mudança de postura, identifiquei como principais razões: mudanças nos marcos regulatórios dos setores de infraestrutura; estagnação nos investimentos prioritários; e falta de transparência nas contas públicas, fomentando a crise de confiança na política econômica em curso. Ainda depois deste episódio, outro sinal de alerta foi lançado: a possibilidade de o Brasil ter seu rating rebaixado por uma importante agência de classificação de risco.

Custou muito esforço, dedicação e tempo para que Brasil alcançasse a credibilidade internacional de que goza hoje. É preciso – urgentemente – que os nossos gestores públicos tenham visão a longo prazo e tomem decisões mais 
pragmáticas e coerentes.

Permitir um retrocesso neste momento é aceitar a condição (eterna) de país do futuro e reconhecer que a euforia que causamos no mundo, recentemente, não passou de mais um voo de galinha.

* Pedro Fiuza

pedrofiuza.bra@gmail.com
Administrador e ex-presidente do PSDB de Fortaleza.

BC injeta quase US$ 3 bi para conter alta do dólar

“Com a alta do dólar, o Banco Central (BC) iniciou o dia com intervenção no mercado de câmbio. Às 9h20min, o BC anunciou leilão de swap cambial tradicional, equivalente à venda de dólares no mercado futuro. O BC negociou todos os contratos ofertados no leilão. Foram 30 mil contratos com vencimento em 2 de setembro e outros 30 mil, em 1º de outubro. O valor total da primeira data de vencimento ficou em US$ 1,495 bilhão, e no segundo caso, US$ 1,491 bilhão.

Ontem (19), as indicações do Federal Reserve (Fed), Banco Central norte-americano, de que deverá reduzir o ritmo de ajuda monetária para a economia dos Estados Unidos fizeram o dólar fechar acima de R$ 2,20 pela primeira vez em quatro anos. O dólar comercial encerrou o dia em R$ 2,2205 para venda, com alta de 1,94% e na maior cotação desde 27 de abril de 2009.

Durante boa parte desta quarta-feira, o câmbio operou em queda, chegando a atingir R$ 2,1691 por volta das 15 horas, patamar mínimo do dia. Logo depois, no entanto, saiu o comunicado da reunião do Fed. A cotação então inverteu a tendência e subiu expressivamente no fim da tarde.”

(Agência Brasil)

José Guimarães defende a "importação" de médicos

175 4

Com o título “Médicos estrangeiros no Brasil”, eis artigo do líder do PT na Câmara, José Nobre Guimarães, veiculado no O POVO desta quinta-feira. Ele defende a iniciativa do governo federal de abrir portas para médicos estrangeiros trabalharem no Interior do País. Confira:

Há décadas, o Brasil padece da falta de médicos nas regiões mais carentes, como periferias de grandes cidades e cerca de 500 municípios do Interior. Ao longo dos últimos dez anos, o número de postos de emprego formal criados para médicos ultrapassa em 54 mil o número de graduados no País. Segundo dados do Caged, de 2003 a 2011, surgiram 147 mil vagas na área, contra 93 mil profissionais formados. Nossas escolas não conseguem formar médicos na velocidade que o País precisa.

O Brasil tem poucos médicos e ainda mal distribuídos. Dos 371.788 médicos brasileiros, 260.251 estão nas regiões Sul e Sudeste. Temos 1,8 médico por mil habitantes, média inferior a países como Argentina (3,2), Cuba (6,7) e Espanha (4). Pior: 22 estados brasileiros têm média inferior à nacional, como Maranhão (0,58) e Pará (0,77). O Ministério da Saúde quer alcançar a meta de 2,7 médicos por mil habitantes, mesma do Reino Unido, onde, depois do Brasil, há o maior sistema público de saúde orientado pela atenção básica do mundo.

Estudo mostra que 58,1% das pessoas destacam a falta de médicos como principal problema do SUS. Na região Nordeste, apesar do resultado positivo do Provab (Programa de Valorização da Atenção Básica, que oferece bolsa de R$ 8 mil mensais), 41% dos municípios que solicitaram profissionais não conseguiram atrair médicos. Das 1.091 cidades nordestinas participantes do programa, 457 não receberam sequer um profissional.

Uma das soluções possíveis é a contratação de médicos estrangeiros para atuarem na Atenção Básica, submetidos a critérios de revalidação de diplomas conforme determina a legislação. Países desenvolvidos são abertos nesta área. Na Inglaterra, 40% dos médicos são estrangeiros; nos Estados Unidos, 25%; e no Canadá, 22%.

Infelizmente, move-se uma campanha contrária, com alvo preferencial em Cuba. A ilha é reconhecida internacionalmente por seus feitos na área médica, tem 6,7 médicos por mil habitantes e um dos melhores indicadores de saúde do mundo. O New England Journal of Medicine informa que “o sistema de saúde cubano parece irreal. Todo mundo tem um médico de família. Tudo é gratuito, totalmente gratuito. Seu sistema de saúde resolveu problemas que o nosso (dos EUA) não conseguiu resolver ainda”.

O Brasil precisa dar um salto de qualidade no SUS e na assistência médica em geral. Precisamos combater preconceitos, reações corporativistas e desinformação. A população brasileira não pode esperar.

* José Guimarães

Deputado federal (PT-CE) e líder do partido na Câmara.

Leônidas Cristino: "Eleição de 2014 só falamos em 2014!"

183 2

leonidascristinoo

O secretário nacional dos Portos, ministro Leônidas Cristino, anuncia: as obras de construção do Terminal de Passageiros do Porto do Mucuripe, em Fortaleza, superaram a marca dos 50% de execução. Ele diz que o ritmo está acelerado e que vai entregar o projeto, que faz parte do PAC da Copa 2014, no prazo.

Leônidas Cristino deixou Fortaleza na madrugada desta quinta-feira. Seguiu para Brasília, depois de ter assistido ao jogo do Brasil contra o México, na Arena Castelão, ao lado do governador Cid Gomes.

Indagado sobre as eleições de 2014 e seu nome no páreo para a sucessão cidista, voltou a repetir a frase: “Eleição de 2014 só falamos em 2014!” Leônidas tem a preferência do governador para o Palácio da Abolição, dentro de um leque de apoio onde tenta também se cacifar para o pleito o presidente estadual do PMDB, senador Eunício Oliveira.

Atriz Susana Werner é assaltada em Fortaleza

556 1

susana

Susana com o marido, goleiro Júlio César.

A atriz Susana Werner, mulher do goleiro Júlio Cézar, da Seleção Brasileira, passou por um susto na noite de ontem. Na madrugada desta quinta-feira, 20, a atriz contou, em seu Facebook, que foi assaltada em Fortaleza. “Me levaram tudo, com arma na cabeça. Obrigada, meu Deus, por estar viva. Não sei como voltarei para o Rio amanhã, essa noite vai ser longa. Sem passaporte, sem identidade, sem carteira de motorista, sem cartões de crédito, sem dinheiro, porém com vida. Isso em Fortaleza, na Avenida Virgílio Távora. Não se pode sair de casa à noite pelo Brasil”, escreveu a atriz.

Susana Werner compareceu à Delegacia de Turismo de Fortaleza e fez um boletim de ocorrência, acompanhada do pai e de uma amiga. Ela assistiu à partida entre Brasil e México pela Copa das Confederações, na tarde de quarta-feira, 19.

(Com Site EGO)

Secretário nacional da Juventude agenda visita a Sobral

A secretária nacional da Juventude, Severine Macêdo, estará visitando a cidade de Sobral (Zona Norte) na próxima terça-feira. Ela participará do programa “Fala Juventude”, tocado pela Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude da Prefeitura sobralense, quando abordará o tema “Políticas públicas para a juventude”. O encontro ocorrerá a partir das 8h30min, no auditório do SESI.

Severine Macedo aproveitará a ocasião para, ao lado do prefeito Clodoveu Arruda (PT), assinar a adesão do município ao Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra, denominado “Juventude Viva”, do governo federal, que tem por objetivo prevenir e reduzir a violência contra os jovens negros, que são as principais vítimas dos homicídios no Brasil.

 

Governo está preocupado com imagem do Brasil no Exterior

210 2

dilmarousefff

E agora, dona Dilma?

“O governo está preocupado com a repercussão externa das manifestações no Brasil. Especialmente porque jornais e revistas internacionais tratam os protestos como reação a tudo, destacando a Copa das Confederações.

Chama a atenção dos políticos a falha do serviço de inteligência do Palácio do Planalto. Os que já participaram de outros governos, dizem que nunca viram situação igual a esta, em que um presidente da República é pego de surpresa.”

(Ilimar Franco – O Globo)

OAB pedirá no Supremo norma para serviços públicos

“O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil entrará nesta sexta-feira, no Supremo Tribunal Federal, com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) por omissão para obrigar o Congresso a fixar um prazo para regulamentação de norma de proteção dos usuários dos serviços públicos. A ação da OAB pede a concessão de liminar para aplicação imediata da medida enquanto não for editada uma lei sobre a matéria.

Segundo Marcus Vinicius, o artigo 27 da Emenda Constitucional 19/1998, que trata dos princípios da administração pública, não está sendo cumprido. O dispositivo deu prazo de 120 dias para que o Congresso eloborasse uma lei de defesa dos usuário de serviços públicos. Ele lembrou que já há um projeto de lei (6.953/2002) em tramitação na Comissão de Constituição e Justiçada Câmara dos Deputados que trata do assunto mas até hoje não foi votado. “Queremos a aplicação do código de processo do consumidor enquanto não for aprovada a lei de proteção ao usuário dos serviços públicos”, disse Marcus Vinicius.

A proposta da OAB ocorre em meio a protestos por todo o país que tiveram como estopim a elevação das tarifas nos transportes públicos, além de críticas generalizadas contra a qualidade dos serviços oferecidos pelo Estado.”

(Consultor Jurídico)

Presidente da Câmara dos Deputados não pensa em adiar votação da PEC 37

O presidente da Câmara dos deputados, Henrique Alves (PMDB/RN) chegará ao Brasil amanhã com uma decisão irrevogável na mala. Nem as manifestações nem a opinião de André Vargas vai sensibilizá-lo a adiar a votação da PEC 37, “com ou sem acordo”.

– Os protestos reforçam ainda mais a necessidade de tirarmos esse assunto do caminho. Vou colocar na pauta logo depois de me reunir com promotores e delegados da Polícia Federal.

A distância Brasil-Moscou deve estar nublando a capacidade de Henrique Alves mensurar riscos. A eventual aprovação da PEC tem tudo para tornar-se a próxima grande bandeira dos manifestantes, que já deixaram claro que não engolirão a perda de poderes do Ministério Público.

(Coluna Radar – Veja Online)

Para presidente da FIEC, manifestações estão apenas começando

217 2

robertomacedo

Para o presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Roberto Macedo, a onda de protestos que se irrompeu no País tem uma só explicação: é resultado da “insatisfação” daqueles que pagam tantos impostos e não veem o retorno nos serviços ofertados pelo Estado.

“A população começa a reagir e mostrar insatisfação. Tem que haver um tratamento mais sério da parte do governo com a sociedade”, afirma. Macedo não vê esses protestos como algo orquestrado, mas espontâneo, no que destaca como bom para a democracia.

“Aqui e acolá tem algum excesso. Gasta-se muito dinheiro com a Copa – e muito mal, tudo com projetos a toque de caixa, gerando-se privilégios para poucos. Além da Copa, há a ameaça da inflação, o câmbio em alta e a insegurança jurídica. O povo quer desabafar e, creio, isso não para por aqui”, estima Macedo.

(Coluna Vertical, do O POVO)

Novo FPE – Ceará deve perder R$ 90 milhões

maurofilhoooo

“O Senado aprovou na noite de terça-feira, 18, o novo projeto de lei que altera o cálculo para distribuição do Fundo de Participação dos Estados (FPE). Segundo o secretário estadual da Fazenda, Mauro Filho, as mudanças da distribuição do Fundo, farão com que o Estado perca R$ 90 milhões. “O meu coeficiente era de 7,33%, agora ficou em 6,84%”, ele disse.

Após a votação de duas emendas que foram rejeitadas pelos senadores, o projeto foi aprovado pelo plenário, por 54 votos a nove, conforme apresentado pelo relator, senador Walter Pinheiro (PT-BA), ficando mantida a base da proposta aprovada em abril pela Casa e derrubada na semana passada pela Câmara dos Deputados.

O projeto mantém as atuais regras de rateio até 2015 e, a partir de então, garante a 10 Estados um aumento de recursos em cima do excedente de arrecadação do fundo. Mauro Filho ressalta que o prejuízo poderia ser ainda maior, se não fosse pela atuação da bancada nordestina no Senado. “Houve um trabalho dos senadores do Nordeste para tentar minimizar as perdas, diante do quadro que estava desenhado para a Região”.

Agora, o bolo dos recursos do FPE será corrigido pelo IPCA mais 75% da variação real do Produto Interno Bruto (PIB) calculados em 2015. Antes, o porcentual era de 50%. Outra mudança diz respeito ao piso populacional que será considerado para efeitos de cálculo. A nova proposta prevê que as 27 unidades da federação serão consideradas com pelo menos 1,2%. O texto anterior apontava essa “trava” mínima de 1%. A mudança beneficia principalmente Estados do Norte brasileiro, que, em alguns casos, têm população inferior a esse porcentual.

A expectativa é que a Câmara aprove o texto também sem alterações até a próxima semana, de modo a garantir o cumprimento do prazo estabelecido pelo Supremo Tribunal Federal para aprovação de novas regras de distribuição do Fundo. Ontem, o presidente do Senado, Renan Calheiros, disse que os senadores cumpriram seu dever com a votação e aprovação das novas regras e que espera que a Câmara aprecie e vote a matéria até o próximo dia 25. A definição de novas regras foi exigida pelo Supremo Tribunal Federal, quando os ministros da corte consideraram a atual distribuição inconstitucional.”

(O POVO com Agência Brasil)

Abin monta rede para monitorar manifestações

174 3

Sem detectar as manifestações combinadas pelas redes sociais e que hoje terão como alvo o Palácio do Planalto, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) montou às pressas uma operação para monitorar a internet. O governo destacou oficiais de inteligência para acompanhar, por meio do Facebook, Twitter, Instagram e WhatsApp, a movimentação dos manifestantes. A avaliação na agência é de que as tradicionais pastas do governo que tratavam de articulação com a sociedade civil perderam a interlocução com as lideranças sociais.

A decisão foi tomada após uma crise entre assessores civis da presidente Dilma Rousseff e o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que não teria alertado o Planalto das manifestações da semana passada em São Paulo e que desencadearam em uma onda de protestos no Brasil. Nos últimos dois meses, os agentes da Abin e de outros órgãos de inteligência foram deslocados para a segurança da Copa das Confederações, negligenciando outras áreas.

Com a eclosão da crise, o potencial das manifestações passou a ser medido e analisado diariamente pelo Mosaico, um sistema online de acompanhamento de cerca de 700 temas definidos pelo ministro-chefe do GSI, general José Elito. Nos relatórios, os oficiais da agência tentam antecipar o roteiro e o tamanho dos protestos, infiltrações de grupos políticos e até supostos financiamento dos eventos. “O monitoramento, acompanhamento dos assuntos nacionais é dever de todos nós, independentemente de qualquer assunto”, disse o ministro.

(Com Agências)