Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Preços ao consumidor estáveis na terceira semana deste mês

“O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) manteve, na semana que terminou no dia 22, a taxa de variação registrada na semana anterior, de 0,73%. O índice é aferido pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV). A maioria dos componentes do IPC-S, porém, apresentou decréscimo em suas taxas de variação. No grupo habitação, a taxa passou de 0,74% para 0,64%, com destaque para o subgrupo da tarifa de eletricidade residencial (de 2,10% para 1,55%). Educação, leitura e recreação passaram de 1,18% para 0,92%, com a redução, principalmente, da passagem aérea (de 23,87% para 18,02%).

Saúde e cuidados pessoais passaram de 0,49% para 0,44%, com baixa dos medicamentos (de 0,13% para 0,08%). O vestuário caiu de 0,90% para 0,80%, com destaque para o subgrupo de bijuterias (de 2,77% para 1,64%). A comunicação passou de 0,04% para 0,03%, com decréscimo importante da tarifa de telefone móvel (de 0,28% para 0,15%).

Registraram aumento em suas taxas de variação a alimentação (de 1,23% para 1,31%), com destaque para hortaliças e legumes (de 0,64% para 2,88%); os transportes (de 0,15% para 0,30%), cujo aumento principal ocorreu com a gasolina (de -0,16% para 0,20%), e as despesas diversas (de 6% para 1,24%), que teve o cigarro entre as altas mais importantes (de 2,07% para 3,12%).”

(Agência Brasil)

Isenção sobre participação nos lucros foi negociada com centrais sindicais

O Diário Oficial da União publica nesta quarta-feira (26) a medida provisória que zera a alíquota do Imposto de Renda incidente sobre participação dos lucros e resultados (PLR), recebida por trabalhadores, até R$ 6 mil.

A informação consta de nota divulgada pela assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, segundo a qual a definição sobre o limite de desoneração foi negociada entre o governo e as centrais sindicais, representadas pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e pela Força Sindical.

Os sindicalistas concordaram com o limite de isenção, sinalizado antes pelo ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, e pediram que a decisão fosse anunciada ainda neste ano.

Além da isenção de IR sobre o PLR até R$ 6 mil, foram definidas alíquotas de 7,5% do IR sobre lucros e resultados entre R$ 6 mil e R$ 9 mil; de 15% para PLR de R$ 9 mil a R$ 12 mil; de 22,5% na faixa entre R$ 12 mil e R$ 15 mil; e de 27,5% para lucros e resultados acima de R$ 15 mil.

(Agência Brasil)

Lei Seca – Dobra número de autuações no Ceará

“Das 16 horas da última sexta-feira, 21, até as 20 horas de ontem, pelo menos 144 condutores foram apanhados dirigindo nas rodovias cearenses após a ingestão de álcool. Destes, 11 foram presos e 133, autuados. Em relação ao feriadão de Natal do ano passado, houve aumento de 118% no número de autuações em rodovias estaduais. Em 2011, 61 motoristas foram flagrados dirigindo sob o efeito de álcool. A operação de Natal anterior, porém, durou apenas três dias.

O número de 2012 não leva em conta o balanço total das ocorrências registradas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que deve ser divulgado hoje. Das 11 prisões efetuadas, 10 ocorreram em rodovias estaduais. A única detenção informada pela PRF foi registrada ontem, na BR-222, na cidade de Sobral. Todos os motoristas detidos foram conduzidos a delegacias e liberados após pagamento de fiança. Eles responderão aos processos em liberdade.

Apesar das regras que tornaram mais rígida a Lei Seca, a maioria dos motoristas flagrados vai responder somente a processos administrativos e pagará multa, que, com a nova Lei Seca, passou de R$ 957,70 para R$ 1.915,40. Dos condutores responsabilizados criminalmente, parte fez o teste do bafômetro, que apontou uma concentração igual ou superior a 0,3 miligramas de álcool por litro de ar. Alguns dos motoristas detidos dirigiam nas cidades de Aquiraz, Baturité, Maracanaú, Umirim, Aracati, Sobral e Pajuçara.

O soldado da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) Rômulo Falcão aponta que existem dificuldades em colocar em prática as novas regras da Lei Seca. De acordo com o policial, muitos condutores que se recusam a fazer o teste do bafômetro não apresentam sinais de embriaguez que possam, por exemplo, ser filmados ou constatados por testemunhas para servir de prova. Rômulo cita o caso de um motorista que tinha sinais claros de dificuldades motoras.

“Esses condutores foram enquadrados no artigo administrativo. Se você sair para um bar e tomar pouca bebida, sem demonstrar sintomas de embriaguez, numa possível gravação, você sai normal, sem nenhum sinal”, diz Falcão, apontando uma das fragilidades da lei. “O que foi bom na mudança da Lei Seca é que aquela pessoa flagrada às quedas e que se recuse a fazer o teste de bafômetro, já podemos atestar que ela está embriagada”, atesta. Com a mudança na Lei Seca, o motorista poderá ser submetido a teste, exame clínico, perícia ou a outro exame para verificar a suspeita de álcool ou de outra substância psicoativa.”

(O POVO)

Presidenta Dilma divulga nota de pesar pela morte de Dona Canô

A presidenta Dilma Rousseff disse nesta terça-feira (25), por meio de nota, que “o Natal ficou mais triste” com a morte de Dona Canô, nesta terça-feira, depois de comemorar o Natal com os filhos, em casa, na cidade de Santo Amaro da Purificação, na Bahia.

Em nota, a presidente se refere a Dona Canô, ou Claudionor Viana Teles Veloso no registro de nascimento, como “uma mulher rica de coragem, principalmente a coragem de ser feliz, como ela mesma gostava de dizer”.

A nota de pesar pela morte de Dona Canô, que tinha 105 anos, destaca que ela construiu uma família em torno do amor pela cultura, pela Bahia e pelo Brasil, expresso no talento dos filhos, dentre eles, Caetano Veloso e Maria Bethânia.

A presidenta ressaltou também que “a alegria de viver e sua lucidez conquistaram o coração dos brasileiros”, e expressou sentimento de pesar aos parentes de Dona Canô e aos filhos de Santo Amaro da Purificação, que “perderam sua maior divulgadora e fã”.

(Agência Brasil)

Brasil é reconduzido para novo mandato na Comissão de Construção da Paz da ONU

O Brasil foi reconduzido nessa segunda-feira (24), por aclamação, para mais um mandato de dois anos no Comitê Organizacional da Comissão de Construção da Paz (CCP) das Nações Unidas, informou nesta terça-feira (25) o Ministério das Relações Exteriores (MRE).

Criada em 2005, a CCP tem como principal objetivo auxiliar os países recém-saídos de conflitos armados a alcançarem estabilidade política e econômica, e o Comitê Organizacional, composto por 31 países, estabelece as diretrizes de atuação da CCP.

O Brasil é membro do Comitê Organizacional desde que a Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), realizada em 20 de dezembro de 2005, criou o colegiado, composto por sete nações escolhidas pelo Conselho de Segurança (China, Colômbia, França, Marrocos, Rússia, Reino Unido e Estados Unidos); sete países eleitos pelo Conselho Econômico e Social (Egito, Chile, República da Coreia, Ruanda, Espanha, Ucrânia e Zâmbia); cinco dos principais contribuintes para os orçamentos das Nações Unidas (Canadá, Holanda, Japão, Noruega e Suécia); cinco dos principais fornecedores de militares para as missões da ONU (Bangladesh, Índia, Nepal, Nigéria e Paquistão); e sete membros eleitos pela Assembleia Geral da ONU (Brasil,. Benin, Croácia, Indonésia, El Salvador, Tunísia e Uruguai.

(Agência Brasil)

Líder do PSDB rechaça votação do Orçamento por Comissão Representativa do Congresso

Em entrevista ao “Blog do Josias”, o líder do PSDB na Câmara, Bruno Araújo (PE), faz o alerta: “Não vamos aceitar que uma comissão decida por todo o Parlamento sobre o que há de mais nobre na liturgia legislativa, que é a aprovação do planejamento orçamentário da nação.”

O tucano se refere à possibilidade levantada pelo presidente do Congresso, senador José Sarney (PMDB-AP), de convocar a chamada “Comissão Representativa do Congresso” — formada por 9 senadores e 19 deputados titulares e igual número de suplentes — para aprovar a lei orçamentária de 2013 em nome de 594 parlamentares.

Na última, o próprio Sarney havia anunciado a decisão de adiar para fevereiro a votação do Orçamento da União de 2013, mas agora estuda dar meia-volta. Como destacou o Blog, “se vingar o plano de Sarney, apenas 4,72% da composição do Legislativo votaria em nome de 81 senadores e 513 deputados.”

Odebrecht fecha o ano no topo da lista de empresas que mais receberam verbas da União

“A Construtora Norberto Odebrecht S.A chegou ao topo da lista de empresas que mais recebem recursos do Orçamento Geral da União (OGU), no Poder Executivo. Em 2012, a empreiteira recebeu R$ 1 bilhão, valor nunca antes alcançado por qualquer outra empresa. O motivo para o valor recorde está na implantação de estaleiros e base naval, ação coordenada pelo Comando da Marinha do Brasil.

Do total recebido, R$ 999,7 milhões foram destinados para essa iniciativa. A rubrica integra o programa “Política Nacional de Defesa” e possui previsão orçamentária de R$ 1,2 bilhão. Até o último dia 19 de dezembro, R$ 1,1 bilhão foi desembolsado, dos quais 94,2% foram pagos à Odebrecht. A previsão é que o ritmo de valores repassados para a Odebrecht continue alto nos próximos anos.”

(Site Contas Abertas)

Tancagem do Mucuripe será transferida para o Pecém em 2013

A Petrobras incluiu a transferência da tancagem da área do Mucuripe, em Fortaleza, para o Complexo Industrial e Portuário do Pecém, em São Gonçalo do Amarante (Região Metropolitana) entre suas prioridades para 2013.

A informação é do secretário nacional dos Portos, ministro Leônidas Cristino.

Esse projeto de transferência da tancagem – empresas distribuidoras de combustíveis, é antigo. Trata-se de um pleito que leva em conta principalmente a segurança dos moradores do entorno do local, onde surgiram várias ocupações ao longo dos últimos anos.

Veja – Deputados cearense entre destaques de 2012

183 5

Domingos Neto preside a Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara.

Em seu primeiro mandato, o deputado federal Domingos Neto (PSB) aparece entre os parlamentares mais influentes no País de acordo com pesquisa publicada pela revista Veja deste fim de semana. Nessa edição, a revista coloca o parlamentar no ranking nacional ocupando o 31º lugar. Entre os cearenses, Domingos Neto (24) aparece em terceiro lugar, atrás apenas dos deputados André Figueiredo, líder da bancada do PDT, e Artur Bruno (PT), que foi relator do Plano Nacional de Educação. Domingos Neto é presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara.

O ‘ranking do progresso’, como é chamado, foi realizado em parceria com o Núcleo de Estudos sobre o Congresso (Necon), do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Iesp/Uerj). Considerou critério de analise o desempenho do parlamentar, aferindo a qualidade de seu ativismo, em palavras e votos, em relação a questões vitais em tramitação na Câmara e no Senado. Outro critério importante foi a exclusão de parlamentares envolvidos em escândalos ou de reputação duvidosa.

DETALHE – Domingos Neto foi escolhido para ocupar o cargo de Secretário especial da Copa na gestão do novo prefeito Roberto Cláudio.

Com quadro estável, Dominguinhos segue internado no Recife

O músico pernambucano Dominguinhos permanece internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Santa Joana, no Recife. Segundo boletim médico divulgado nessa segunda-feira (24), o estado de saúde do artista é estável, mas ele continua sedado e respirando por aparelhos. Um novo boletim médico deve ser divulgado nesta terça-feira (25).

Dominguinhos está internado desde o dia 17 de dezembro para tratamento de uma infecção respiratória e arritmia cardíaca. De acordo com o boletim médico, assinado pelo coordenador da CTI, o médico Odin Barbosa da Silva, a arritmia está sendo controlada com uso de medicamentos e de um marca-passo temporário.

“Está mantida a sedação contínua e [Dominguinhos] encontra-se bem adaptado à ventilação mecânica. A infecção vem respondendo bem ao tratamento instituído e a previsão é manutenção da conduta nos próximos dias”, informou o hospital.

Na véspera do Natal, Dilma anuncia medidas econômicas e fala com governadores

106 1

A presidenta Dilma Rousseff passou esta segunda-feira (24), véspera do Natal, entre reuniões com ministros e telefonemas para governadores. Com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, Dilma acertou dois anúncios: o reajuste do salário mínimo e a isenção de Imposto de Renda (IR) para a participação nos lucros e resultados (PLR). “Ela fez questão de que isso acontecesse hoje, na véspera do Natal”, disse a ministra ao anunciar as medidas.

O valor do salário mínimo será de R$ 678 a partir de 1° de janeiro de 2013. Já a isenção do IR valerá para quem recebe PLR de até R$ 6 mil. A partir de R$6.000,01, foram criadas escalas de alíquotas, de 7,5% até 24,5%, dependendo do valor recebido. As duas medidas serão publicadas no Diário Oficial da União da próxima quarta-feira (26).

Dilma também aproveitou a manhã para falar com governadores em todo o país. “A presidenta ligou para praticamente todos os governadores para desejar feliz Natal”, segundo a ministra da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, Helena Chagas.

A presidenta deve passar a noite de Natal em Brasília, volta ao trabalho na quarta-feira (26), e até o fim de semana deve ir para uma base militar na Bahia, onde passará o réveillon.

(Agência Brasil)

Governo reajusta salário mínimo para R$ 678 a partir de janeiro

O valor do salário mínimo será R$ 678 a partir do dia 1° de janeiro de 2013. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (24) e o decreto será publicado no Diário Oficial da União da próxima quarta-feira (26). Atualmente, o salário mínimo é R$ 622.

De acordo com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que fez o anúncio a pedido da presidenta Dilma Rousseff, o reajuste, de cerca de 9%, considerou “a variação real do crescimento” e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

“Ela [Dilma] fez questão de que isso ocorresse hoje, na véspera do Natal”, disse a ministra. A proposta da Lei Orçamentária de 2013 previa o mínimo em R$ 674,96 a partir de janeiro.

Além do reajuste do salário mínimo, o governo anunciou hoje a isenção de imposto de renda sobre a participação nos lucros e resultados de até R$ 6 mil e escalonamento de alíquotas para benefícios acima desse valor.

(Agência Brasil)

Neste Natal, a lembrança de dom Aloísio Lorscheider

Com o título “O nosso eterno dom Aloísio”, eis o Editorial do O POVO desta segunda-feira, véspera de Natal. Resgata um homem que, acima de tudo, soube ser igreja. Confira:

Este mês de dezembro marca a passagem dos cinco anos da morte em Porto Alegre (RS) de dom Aloísio Lorscheider, o cardeal gaúcho que o Ceará adotou. Após vários anos lutando dignamente contra problemas de saúde, ele nos deixou aos 83 anos, já em retiro no Rio Grande do Sul, seu estado de nascimento. É bom ressaltar que esse recolhimento se deu por escolha própria, pois não faltaram apelos para que vivesse seus últimos dias no Ceará, junto ao povo que até hoje lhe é grato pelos ensinamentos e exemplos de vida.

O destino lhe reservou a data de 23 de dezembro para a passagem final, dois dias antes da celebração natalina, como a nos fazer mais uma vez refletir sobre a importância dos ensinamentos deixados pelo homenageado de amanhã, Jesus Cristo, que a cada dia parecem ficar mais distantes.

Dom Aloísio foi um fiel seguidor desses ensinamentos, tanto na palavra como na ação. Em Fortaleza, onde esteve à frente da Arquidiocese de 1973 a 1995, foi verdadeiramente um cardeal para além da defesa das causas religiosas.

Dele, até hoje, as lembranças só dignificam sua biografia, voltada para a defesa dos mais pobres e dos menos favorecidos de nossa sociedade. Assim, manteve voz ativa na luta contra a ditadura militar, abriu espaço para a causa dos índios, esteve ao lado dos presidiários mesmo em circunstâncias nas quais sofreu risco de morte. Enfim, tratou-se de um homem verdadeiro em todos os momentos de sua trajetória. Para muitos, dom Aloísio era a voz dos que não tinham espaço para expressá-la em meio às barreiras impostas pelos poderosos.

Em vista disso, se fez mediador por diversas vezes entre os mais necessitados e esses donos do poder, em situações nas quais eram poucos os que poderiam e teriam a magnitude necessária para assumir esse papel.

A prova dessa assertiva é que chegou a ser votado para ser papa, fato que encarou humildemente até o final da sua vida. Por tudo, o Ceará continua ainda hoje reconhecendo nele a figura de uma pessoa ímpar, que nos deixou fisicamente, mas que permanece viva através de sua obra.

Gilberto Carvalho: O PT precisa se renovar

82 2

Do Brasil 247

Há dez anos no primeiro escalão do governo federal, o ministro Gilberto Carvalho, que hoje comanda a Secretaria Geral da Presidência da República, acredita que “o PT precisa se renovar”. Segundo ele, do ponto de vista “da ética e da relação com a coisa pública”.

Numa entrevista à repórter Juliana Braga, do jornal Correio Braziliense, o homem que já foi braço direito do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirma que este foi o “ano de maior sofrimento da história do partido”. No entanto, lembra que também foi, ao mesmo tempo, “um ano de grande vitória”, já que realizou conquistas mesmo diante de “rajadas” e “saraivadas”.

Na conversa com o jornal da capital federal, Gilberto Carvalho menciona que há agora de se fazer uma “reparação dos excessos” sofridos durante o julgamento da Ação Penal 470, o ‘mensalão’, segundo ele “um exagero que a história vai colocar no seu devido lugar”.

Questionado sobre o vídeo direcionado à militância petista em defesa de Lula, que gravou depois da publicação do depoimento do empresário Marcos Valério no jornal O Estado de S.Paulo, ele afirma ter “aproveitado o momento” para mandar uma mensagem a seus “companheiros”, mas que não vê “motivo para preocupação com isso”.

Senado – A mordomia dos 14º e 15º salários

“Veja como eu voto, mas não veja o que eu faço. Este é o lema do Senado Federal quando o assunto é a mordomia dos 14º e 15º salários. Em 17 de dezembro, na última segunda-feira, 72 dos 81 parlamentares embolsaram R$ 26,7 mil referentes ao 14º. O 15º será pago em fevereiro.

Os senadores aprovaram por unanimidade o projeto que extingue a regalia, em 9 de maio, mas a Câmara dos Deputados engavetou a matéria e a grande maioria acabou se beneficiando.
Conforme informação repassada oficialmente pela assessoria de imprensa do Senado Federal, apenas nove senadores,

inicialmente, se recusaram a receber a regalia: Ana Amélia (PP-RS), Ana Rita (PT-ES), Cristovam Buarque (PDT-DF), João Capiberibe (PSB-AP), João Ribeiro (PR-TO), João Vicente Claudino (PTB-PI), Pedro Taques (PDT-MT), Randolfe Rodrigues (PSol-AP) e Rodrigo Rollemberg (PSB-DF).”

(Correio Braziliense)

Marina Silva pede apoio a Heitor para criar novo partido no Ceará

239 13

Marina apoiou a Heitor em Fortaleza.

A ex-senadora Maria Silva (PT) pediu ao deputado estadual Heitor Férrer (PDT) que lhe ajudasse a montar no Ceará o seu partido.

Provisoriamente, com nome Partido da Sustentabilidade.

Não se sabe qual a resposta de Heitor que, na disputa pela Prefeitura de Fortaleza, contou com o apoio de Marina em seu palanque.

(Coluna Vertical, do O POVO)

Dilma promete ampliar diálogo com a sociedade. Convoca empresários a investir no País

119 1

“A presidenta Dilma Rousseff disse nesse domingo (23), em rede nacional de rádio e televisão, que 2013 será o ano de ampliar o diálogo com todos os setores da sociedade, acelerar obras, melhorar a qualidade dos serviços públicos e continuar defendendo o emprego e o salário. Ela pediu que os brasileiros mantenham a confiança e que os empresários invistam no país. “Este é um governo que confia no seu povo, no seu empresariado, que respeita contratos e está empenhado na construção de novas parcerias entre os setores público e privado”.

A presidenta garantiu que a redução das tarifas de energia, anunciada em setembro, será mantida. A queda será possível por causa da redução de encargos e acordos com as concessionárias, que irão praticar tarifas mais baixas em troca da renovação de seus contratos. “No início de 2013, a sua conta de luz e a das empresas vão ficar menores. O corte será o que anunciei. A redução na conta de luz é fundamental para que as indústrias brasileiras possam produzir a custos mais baixos, ganhar mercado e continuar gerando empregos”.

Outras ações do governo para melhorar a competitividade da economia também foram lembradas, como a construção de 10 mil quilômetros de ferrovias e a duplicação de 7,5 mil quilômetros de rodovias, as novas regras para os portos, a modernização dos grandes aeroportos e o programa para a construção e expansão dos aeroportos regionais.

Na área econômica, Dilma ressaltou que o governo manteve a inflação sob controle, melhorou o câmbio e criou condições para que os juros caíssem ao menor patamar da história. “Temos ampliado o crédito para estimular os investimentos privados e temos diminuído impostos, juros e desonerado a folha de pagamento das empresas sem reduzir nenhum direito dos trabalhadores”.

A presidenta também destacou a importância das ações na área de educação para superar a pobreza e aumentar o poder competitivo do país. Ela citou programas como o Pronatec, o Prouni e o Ciência sem Fronteiras e convocou as famílias, os professores, diretores, prefeitos e governadores para garantir o direito à alfabetização até os 8 anos. “Essa ação, em conjunto com a educação em tempo integral, nos permitirá mudar de fato a qualidade da educação no Brasil. Aliás, nenhuma nação se tornou próspera e desenvolvida sem alfabetizar na idade certa suas crianças e sem oferecer o ensino em dois turnos”.

Também foram destaques de seu pronunciamento as ações do governo para a superação da pobreza, como o Brasil sem Miséria, que retirou da pobreza extrema 16,4 milhões de brasileiros, o Brasil Carinhoso e o Bolsa Família. “Protegendo as crianças e os jovens, estamos construindo um futuro melhor para o Brasil”, disse. Ela também citou o Programa Minha Casa, Minha Vida, que já permitiu a compra de um milhão de casas e a contratação de mais 1 milhão de novas moradias.

Dilma lembrou a inauguração, na semana passada, dos dois primeiros estádios da Copa do Mundo, o Castelão e o Mineirão. Ela garantiu que no início do ano que vem serão entregues mais quatro estádios, que serão palco da Copa das Confederações. “Entramos na reta final da preparação para realizar a melhor Copa do Mundo de todos os tempos, que será um sucesso dentro e fora dos gramados”.

(Agência Brasil)

Número de concursados contratados no país aumentou em 2012

Dados do Ministério do Planejamento revelam que aumentou em 7,44% o número de concursados convocados em 2012. Neste ano, 16.650 novos servidores ingressaram no serviço público ante os 15.444 chamados no ano passado. Mesmo assim, o número de contratados ficou abaixo da projeção do Planejamento para o período, que era de 16.794 novos postos, dos quais 10.317 se destinariam a novos provimentos e 6.477 à substituição de terceirizados.

A quantidade de convocados é bastante inferior aos 54,7 mil novos postos previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA). De acordo com a secretária de Gestão Pública (Segep) do Ministério do Planejamento, Ana Lúcia Amorim, a quantidade prevista é apenas “autorizativa”. “Não houve queda (nas contratações). Historicamente, o que é efetivado é sempre inferior, isso acontece todos os anos”, explicou Ana Lúcia. Segundo ela, o Anexo 5 da LOA é autorizativo apenas e contém grandes números porque considera todos os Poderes, com previsões que vão além do próximo exercício.

“Estamos falando de uma peça plurianual, cumulativa”, que abrange vagas para cargos efetivos e comissionados civis, para cargos militares e ainda quantitativos relativos à criação de cargos herdados de orçamentos anteriores que não foram ainda aprovados no Congresso Nacional.  Em 2012, educação foi a área mais beneficiada, com 50% das vagas autorizadas, no total de 8.440. Em 2011, esse percentual havia sido 70%. Saúde e segurança pública também entram no topo das prioridades de governo, com 4.161 e 1.513 novas convocações, respectivamente.

Para 2013, a LOA autorizou 49,3 mil contratações. Segundo a margem orçamentária do Ministério do Planejamento, ao descontar o efetivo militar e os cargos comissionados, o número cai para 37,2 mil novos postos. Ana Lucia disse que o momento de instabilidade financeira mundial e o fraco desempenho econômico brasileiro não alteram a quantidade de contratações. “O ritmo das autorizações está dentro da normalidade, levando-se em conta que a recomposição de quadros por meio de concurso público realizada nos últimos anos já chegou a patamares de estabilidade em relação à composição de pessoal”.

(Agência Brasil)