Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Cid faz panfletagem neste domingo convidando para a festa de reinauguração do Castelão

203 7

O governador Cid Gomes está panfletando, neste domingo, no cruzamento das avenidas Dr. Theberg e Leste-Oeste. Hora de convidar a população para a festa de inauguração do Estádio Castelão. Durante a última semana, Cid fez essa mesma divulgação na Aldeota.

A festa de reinauguração do Estádio Castelão terá início às 17 horas, com a presença da presidente Dilma Rousseff, que vai descerrar placa. Em seguida, haverá show para o povo na Esplanada do Castelão.

Do Interior, virão também várias caravanas para o ato, que terá a presença de governadores como Eduardo Campos (PE), Rosalba Ciarlini (RN) e Agnelo Queiroz(DF), além do ministro dos Esportes, Aldo Rebelo.

(Foto – Leitor do Blog)

Degradação da imagem de Lula é oportunidade eleitoreira mesquinha, diz colunista

74 6

Da coluna Concidadania, no O POVO deste domingo (16), pelo jornalista Valdemar Menezes

Os estrangeiros não entendem como um quadro de tanto prestígio internacional, como o ex-presidente Lula, que fez um governo exitoso, retirando 40 milhões da pobreza e reforçando o papel do Brasil na arena internacional (tanto que está sendo requisitado no mundo todo para conferências e fóruns, e acaba de ser agraciado na Espanha pelo governo da Catalunha) não seja preservado pela elite de seu País como um patrimônio político e diplomático da Nação perante o mundo (ainda mais depois de ter deixado o poder com uma aprovação jamais vista).

Aceitar a degradação de sua imagem a partir das declarações de um condenado (“um pilantra”, segundo Ciro Gomes) em busca de conseguir o benefício da delação premiada, e apenas pelo fato de os adversários políticos do governo verem nelas uma mesquinha oportunidade eleitoreira, vem encontrando repulsa em todas as pessoas de bom senso, inclusive o próprio presidente da França e outras personalidades mundiais, que prestaram solidariedade a Lula.

A articulação que busca desacreditar Lula, na verdade, é insuflada por forças internacionais muito poderosas. Seu alvo verdadeiro é o governo Dilma e a retirada do poder das mãos dos petistas para impedir a continuação do modelo econômico levado a cabo pelo partido.

O governo Lula foi tolerado (tentou-se “sangrá-lo”) porque, ao realizar algumas mudanças, não bateu de frente com os grandes interesses consolidados. Porém, já se presumia que chegaria a hora em que o projeto do PT não poderia mais avançar sem ferir esses interesses.

Foi o que aconteceu, agora, com o governo Dilma. Ela trombou com o sistema ao enquadrar bancos (baixar os juros), restringir os interesses das petroleiras (através do novo marco regulatório do petróleo) das hidroelétricas (redução das tarifas), das telefônicas, dos planos de saúde privados e das agências reguladoras. Isso é uma heresia e uma ameaça à ordem estabelecida pelo Consenso de Washington. A ordem dos centros mundiais de poder é dar um basta na “aventura populista do PT”.

Festa do Castelão – Cid recebe governadores para almoço

O governador Cid Gomes vai receber para almoço, na Residência Oficial, alguns convidados da festa de reinauguração do Estádio Castelão. O almoço, fechado, ocorrerá na Resid~encia Oficial.

Na lista dele, governadores Agnelo Queiroz, de Brasília, Eduardo Campos, de Pernambuco, e Rosalba Ciarlini, do Rio Grande do Norte.

Alguns ministros também como Aldo Rebelo (Esportes), além de dirigentes esportivos, participarão do almoço, que integra o programa de reinauguração do Estádio Castelão.

Copa 2014 – No meio da agenda de Dilma, uma obra inacabada

136 2

A presidente Dilma Rousseff está em Fortaleza desde o fim da noite deste sábado. Ela é hóspede do Gran Marquise Hotel, na avenida Beira Mar.

Na agenda de Dilma, que só será cumprida nesta tarde de domingo, visita com a prefeita Luizianne Lins ao Hospital da Mulher (Bairro Pici), e, em seguida, a festa de reinauguração do Estádio Castelão.

DETALHE – Dilma acabará observando também uma obra programada para a Copa 2014, mas inacabada: a ampliação das avenidas do entorno do Castelão. Tarefa da prefeita Luizianne Lins que vai ficar para o prefeito eleito Roberto Cláudio.

Corinthians é bicampeão mundial

Se eram 30 mil, 20 mil, 10 mil, mil, 100 ou apenas um, não importa. A festa feita pela torcida do Timão já está marcada na história do Mundial de Clubes e do Japão. E a linda demonstração de amor da Fiel foi coroado com o bicampeonato mundial. À la Corinthians, com aquela pitada de sofrimento e muita entrega tática, o time de Tite fez 1 a 0 no Chelsea neste domingo em Yokohama (ou no Pacaembu?) e trouxe a taça para São Paulo.

O Timão de milhões de brasileiros. De todas as idades e partes do mundo. Mundo que “deixou” de ser azul e ficou (mais) preto e branco.
O Bando de Loucos fez barulho antes mesmo de o jogo começar. Fez durante toda a semana no Japão. E neste domingo, durante a disputa do terceiro lugar, já se ouvia os cantos da Fiel em Yokohama.

“Vamos Corinthians, esta noite, teremos que ganhar…”

O primeiro tempo “alternou” a dominância. Nervoso, o Corinthians não conseguiu fazer nada nos primeiros minutos. O Chelsea não teve um grande domínio mas criou uma grande chance aos 10 minutos: após escanteio e bate e rebate na pequena área, Cahill bateu para o gol e a bola parou na bunda de Cássio. A primeira de muitas defesas do goleiro corintiano…

O Timão melhorou na segunda parte do primeiro tempo e assustou os ingleses. Paulinho deu um bom chute. Guerrero fez boa jogada na área e bateu cruzada, a bola passou por toda a área do Chelsea e sobrou para Sheik, que bateu na trave.

E aí Cássio “roubou a cena” de vez. Fez pelo menos três boas defesas em chutes de Fernando Torres, Mata e Mosses.

No segundo tempo, o jogo ficou mais aberto. A velocidade da partida aumentou, os dois times chegaram e Cássio continuou como o “cara”. Aos 8 minutos, o goleiro corintiano salvou mais uma, desta vez nos pés de Hazard.

O Corinthians melhorou no jogo e criou uma boa chance com Paulinho, que recebeu na área e bateu para fora. A torcida continuou em festa.
Aí a bola sobrou para Paulinho… O volante, artilheiro do time no ano (13 gols) e o “heroi” por muitas vezes, fez (outra) grande jogada, tocou para Danilo que bateu… A bola subiu e caiu na cabeça de Guerrero que, sem goleiro, tocou para o fundo das redes aos 23 minutos. Seis gols nos últimos sete jogos do peruano, autor do tento da semifinal contra o Al Ahly.

Ainda deu tempo de Cássio salvar mais uma em chute de Fernando Torres de dentro da pequena área. Cahill foi expulso nos acrécimos. O goleiro corintiano “falhou” uma vez, o atacante espanhol marcou o gol, que foi anulado por impedimento bem marcado.

(POVO Online)

 

CPMI do Cachoeira pode votar relatório final na terça-feira

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira pode votar na terça-feira (18) o relatório final, elaborado pelo deputado Odair Cunha (PT-MG). A semana que vem é a última de funcionamento da CPMI, que tem prazo até 22 de dezembro.

O relatório deveria ter sido votado na reunião no último dia 11, mas divergências em relação ao seu conteúdo levaram ao adiamento.

Odair Cunha informou que, até terça-feira, vai analisar os cinco votos em separado apresentados, para decidir se serão incluídos no seu texto. O deputado já afirmou que o relatório final não terá mudanças substanciais.

O texto pede o indiciamento de 29 pessoas e a responsabilização de outras 12. Na lista, estão o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB); o prefeito de Palmas, Raul Filho (PT); o deputado Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO); e o ex-senador Demóstenes Torres.

(Agência Câmara de Notícias)

Campanha quer reduzir número de acidentes de trânsito entre festas de fim de ano e carnaval

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, participou nesse sábado (15) de uma blitz no Trevo das Margaridas, no início da Via Dutra, marcando o início da ação integrada que visa a reduzir o número de acidentes de trânsito nas rodovias federais, entre os dias 15 de dezembro de 2012 e 13 de fevereiro do próximo ano. No período, que abrange as festas de final de ano e o carnaval, o número de vítimas de acidentes nas estradas costuma aumentar de forma considerável.

A Operação Integrada Parada-Rodovida terá ações de conscientização e fiscalização desenvolvidas pelos ministérios das Cidades, Saúde, Justiça e Transportes. A ação faz parte do Parada – Um Pacto pela Vida, lançado pelo governo brasileiro em resposta à decisão da Organização das Nações Unidas (ONU) de reduzir em 50% o número de mortes no trânsito no mundo, durante a década de 2011 a 2020.

O ministro das Cidades disse que a operação mostra o respeito que o governo brasileiro tem à vida. “É uma sinalização muito clara de que nós queremos reduzir esses acidentes, queremos mudar essa realidade de vermos muitos brasileiros perdendo a vida em um momento de congraçamento que é o fim do ano, que deve ser um momento de celebração das famílias e a gente não quer ver festa virar tragédia.”

Aguinaldo Ribeiro disse que o número de acidentes nas estradas registrou uma redução de 18% no ano passado em relação a 2010. Já o número de mortes diminuiu 27,5% no mesmo período.

Durante a cerimônia na Via Dutra, o ministro Aguinaldo Silva fez a entrega de 1 milhão de bafômetros doados ao governo federal pela Confederação Nacional das Empresas de Seguros e pela Federação Nacional das Empresas de Seguros para serem usados nas ações nas estradas.

(Agência Brasil)

Senado terá semana decisiva para FPE, royalties e orçamento

O Senado terá uma semana movimentada a partir desta segunda-feira (17). Na pauta, estão assuntos polêmicos e urgentes, como a criação de novas regras do Fundo de Participação dos Estados (FPE), a definição sobre o veto à Lei dos Royalties e a aprovação da lei orçamentária para 2013.

A última semana de atividade legislativa do ano começa com sessão deliberativa ordinária na tarde de segunda-feira. Antes de apreciar qualquer outro projeto, os senadores precisam votar duas medidas provisórias que constam da ordem do dia do Plenário.

A primeira é a MP 578/2012, transformada no Projeto de Lei de Conversão (PLV) 27/2012, que cria mecanismos de estímulo à economia. Inicialmente a matéria tratava apenas da apuração e dedução, no Imposto de Renda, da depreciação acelerada dos veículos usados para transporte de mercadorias, vagões e locomotivas novos. Na Câmara, foram aprovadas emendas estabelecendo também o parcelamento das dívidas de estados e municípios com o Pasep e a reabertura do prazo de adesão para outros programas de parcelamento.

A segunda medida provisória que tranca a pauta é a MP 584/2012, que prevê isenções tributárias para a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Brasil, em 2016. Transformado no Projeto de Lei de Conversão (PLV) 26/2012, o texto isenta de tributos várias atividades do Comitê Olímpico Internacional e patrocínio. Também há benefício tributário para empresas domiciliadas no Brasil que realizarem obras e serviços de infraestrutura urbana de revitalização da cidade do Rio de Janeiro.

(Agência Senado)

Comissão vai investigar desaparecimentos e mortes de jornalistas

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) vai criar uma Comissão da Verdade, Memória e Justiça dos Jornalistas. O grupo será instalado durante o Seminário Internacional de Direitos Humanos e Jornalismo, programado para os dias 18 e 19 de janeiro de 2013, em Porto Alegre.

O objetivo é registrar os casos de jornalistas mortos e desaparecidos e também dos que foram perseguidos, ameaçados, indiciados em processos, condenados, exilados, presos e torturados na ditadura militar.

Em 2012, 119 jornalistas foram mortos, o maior número desde que o Instituto Internacional de Imprensa (cuja sigla em inglês é IPI) começou a pesquisar o assunto, em 1997. Na América Latina, foram registradas 22 mortes de jornalistas. O local considerado mais perigoso para o exercício da profissão é o México, onde sete profissionais foram assassinados. O Brasil, Honduras e a Colômbia também aparecem no relatório do IPI. No Brasil, houve quatro mortes, em Honduras, três, e na Colômbia, duas.

Aprovada no 35º Congresso Nacional dos Jornalistas, a Comissão Nacional da Verdade da categoria será composta pelos jornalistas Audálio Dantas (SP), Nilmário Miranda (MG), Rose Nogueira (SP), Carlos Alberto Caó (RJ) e Sérgio Murillo de Andrade (SC), que vai coordenar a comissão.

Ao final dos trabalhos, a comissão deve produzir uma publicação especial e encaminhar o resultado à Comissão Nacional da Verdade (CNV) até agosto do próximo ano.

(Agência Brasil)

Orçamento pode ser aprovado na próxima semana

O relator-geral do Orçamento, senador Romero Jucá (PMDB-RR), pretende entregar seu parecer à proposta orçamentária para 2013 (PLN 24/2012) nesta segunda-feira (17). Assim como o presidente da Comissão Mista de Orçamento, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), Jucá quer ver o texto votado pela comissão no dia seguinte, terça, e pelo Plenário do Congresso na quarta, encerrando assim o ciclo de votações da proposta orçamentária de 2013.

Um dos compromissos assumidos por Jucá é o de equilibrar, em seu relatório, a distribuição dos recursos entre as emendas das bancadas estaduais. A medida visa compensar as discrepâncias que surgiram nos dez relatórios setoriais aprovados na última quarta-feira – que destinaram cerca de R$ 8,4 bilhões às emendas das bancadas.

Para fazer essa “equalização”, um dos instrumentos a ser utilizado por Jucá é a reserva de recursos que uma resolução do Congresso Nacional (Resolução 1/2006-CN) prevê para as emendas das bancadas estaduais. O relator-geral informou que terá R$ 2,58 bilhões para esse procedimento – e permitiu que os coordenadores das bancadas decidissem como fazer a distribuição da verba.

Além disso, Jucá terá outros R$ 2,1 bilhões para alocar entre emendas de comissões e de bancadas estaduais. Isso também foi possível devido à reserva de recursos prevista na Resolução 1/2006.

(Agência Senado)

Plenário pode concluir votação de MP do setor elétrico na próxima semana

O Plenário pode votar na próxima semana, a última do ano legislativo, duas medidas provisórias: a 588/12, que destina R$ 1,68 bilhão para o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies); e as emendas à 579/12, que trata do setor elétrico. Essa duas MPs trancam a pauta das sessões ordinárias.

O presidente da Câmara, Marco Maia, também pretende colocar em votação alguns pontos da reforma política, se houver acordo entre as lideranças partidárias. Havia expectativa de inclusão do tema na pauta nas últimas duas semanas, mas não foi obtido consenso.

Os deputados aprovaram na última quarta-feira (12) o texto principal da MP 579/12, que antecipa a prorrogação de concessões de energia elétrica com vencimento entre 2015 e 2017 e diminui encargos do setor. Na semana que vem, o Plenário terminará a votação dos destaques ao texto.

Uma das emendas pendentes de votação, do deputado Arnaldo Jardim (PPS-SP), propõe isentar a energia elétrica do PIS/Pasep e da Cofins (tributos federais).

O deputado José Guimarães (PT-CE),  vice-líder do governo na Câmara, criticou a intenção da oposição de alterar a MP. “O PSDB ficou o tempo todo dizendo que era contra a medida provisória, e é contra porque não quer a redução das tarifas de energia. [Os deputados do PSDB] Dizem que esta MP é uma alavanca ainda maior na reeleição da presidenta Dilma”, disse o parlamentar.

Guimarães lembrou que a MP 579/12 já diminui encargos do setor elétrico, o que deve resultar em redução na conta de luz. O governo estima que a tarifa final vai diminuir cerca de 16% nas residências e 28% na indústria: “Essa medida provisória é fundamental para a indústria nacional, porque diminui o custo Brasil. Além disso, reduz as tarifas para o pequeno consumidor”.

(Agência Câmara de Notícias)

Para estimular hábitos saudáveis, mapa interativo mostra localização de feiras orgânicas no país

Para estimular as famílias brasileiras a adotarem uma alimentação mais saudável, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) lançou um mapa com a localização das feiras orgânicas no país. Por meio da ferramenta é possível saber os dias e horários de funcionamento e os produtos que são comercializados.

De acordo com o pesquisador do Idec, João Paulo Amaral, estão cadastradas 140 feiras em diversos estados e o número tende a aumentar com a maior divulgação do serviço, já que os consumidores também podem enviar informações sobre os locais de venda desses produtos. Após checados os dados, eles são acrescentados ao mapa.

“Com a ferramenta, as pessoas encontrarão facilmente as feiras orgânicas que existem próximo a elas. Ao mesmo tempo, fará com que mais feiras sejam descobertas pelos próprios visitantes do site. É um serviço interativo que estimula uma prática saudável e sustentável”, disse.

Um levantamento feito este ano pelo Idec com cerca de 500 internautas apontou que 23% deles optariam por orgânicos se houvesse mais feiras especializadas perto de suas casas. Além disso, 70% consumiriam mais alimentos orgânicos se fossem mais baratos.

(Agência Brasil)

O legado que é de todos nós

Em artigo no O POVO deste sábado (15), o editor adjunto do Núcleo de Conjuntura do O POVO, Luiz Henrique Campos, destaca as homenagens ao centenário de Gonzagão. Confira:

Justíssimas as homenagens prestadas nos últimos dias pela passagem do centenário de nascimento de Luiz Gonzaga, em 13 de dezembro. Para uma época na qual era difícil até chegar fisicamente ao sul maravilha, conseguir como ele conseguiu construir uma obra e levá-la ao patamar em que se encontra hoje, abrindo portas e quebrando preconceitos, qualquer lembrança, todavia, ainda é pouco para esse artista com ares de mito nos mais inóspitos rincões do sertão nordestino.

Como bem disse Alceu Valença em belíssimo show na quinta-feira no Recife, na celebração dos 100 anos de Gonzagão, mais importante do que a comemoração é a manutenção do legado do rei do baião através de ações cotidianas, e não só de efeméride.

O recado não poderia ter sido mais direto para aqueles que se propugnam donos e manipuladores dos gostos e preferências populares, criando e vendendo artistas descartáveis que muitas vezes não resistem a prazos de validade de 12 meses. É nessa luta desigual que vemos a cada dia o embrutecimento de uma geração já acostumada ao passageiro e ao fútil, que nada acrescenta à cultura e aos valores da Região marcada pela convivência com as dificuldades, mas também pela capacidade de se superar e vencer as agruras.

Sempre que possível, portanto, não se pode desperdiçar o referencial de Gonzagão para se contrapor ao lixo ofertado pela cultura pop unicamente como produto de consumo. Até porque a obra de Luiz Gonzaga não se resume apenas à música.

Ao cantar o sertão, ele descortinou ao restante do País a saga de um povo que até hoje sofre pela insensibilidade dos governantes de plantão. Há algo mais atual, por exemplo, do que as letras do rei do baião nesse período de seca? Lembrar os 100 anos é mera formalidade para quem merece brilhar por mais 100, 200, enfim, enquanto houver alguém com sensibilidade para querer entender a força e a dureza de ser nordestino.

Como ninguém, Luiz Gonzaga soube traduzir essa realidade com brilhantismo, trazendo na esteira de suas interpretações o choro, o riso, a malícia e a beleza de um povo rico em simbologia e história, cabendo a nós a missão de propagar às futuras gerações esse legado deixado de maneira tão simples, mas tão bela.

Ipea faz mapeamento sobre qualificação da mão de obra

O Ipea lança na segunda-feira (17), a partir das 15 horas (horário de Brasília), a vigésima terceira edição do boletim Radar: tecnologia, produção e comércio exterior, sobre o mercado de trabalho e capacidades dos trabalhadores. O boletim será apresentado m Brasília, com transmissão ao vivo pelo Portal Ipea.

Composta por seis artigos, a edição traz uma síntese de trabalhos que estão sendo desenvolvidos pelo Ipea sobre escassez de mão de obra, educação e produtividade laboral; mensuração e análise das competências cognitivas e técnicas; demanda de trabalho nas áreas de design e engenharia; empregos verdes; e ainda sobre as estruturas de emprego no Brasil.

O boletim Radar: tecnologia, produção e comércio exterior é uma publicação bimestral da Diretoria de Estudos e Políticas Setoriais, de Inovação, Regulação e Infraestrutura (Diset) do Ipea. O boletim traz artigos curtos, em linguagem clara e direta, sobre temas relacionados à produção, inovação tecnológica, infraestrutura, regulação econômica e ao comércio exterior.

(Ipea)

Defesa do Consumidor vai investigar atuação das telefônicas Oi, Tim e Claro

82 2

A Comissão de Defesa do Consumidor vai realizar auditoria em operadoras de serviços telefônicos com o auxílio do Tribunal de Contas da União (TCU). A intenção é averiguar os casos de má qualidade de atendimento e serviço das operadoras Oi, Tim e Claro. Proposta de Fiscalização e Controle (PFC 95/12), do deputado César Halum (PSD-TO), foi aprovada pela comissão na última quarta-feira (12).

O autor lembrou que as sanções aplicadas recentemente pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) atingiram apenas três das principais empresas de telefonia móvel celular no Brasil: Oi, Tim e Claro, impedindo de forma temporária a comercialização de novos acessos e exigindo a apresentação de planos de investimentos e de melhoria por parte das empresas.

“Se, de um lado, as operadoras e entidades do setor demonstram “surpresa” ou manifestam críticas por ter a Anatel tomado medidas mais fortes contras as mesmas, o que se percebe na outra ponta, especialmente a partir de reclamações dos consumidores, é justamente uma grande queda nos índices de qualidade”, afirmou César Halum.

(Agência Câmara de Notícias)

Sarney define como ‘grata surpresa’ seu retorno à Presidência da República

Em sua última atividade no Palácio do Planalto como presidente da República interino, o senador José Sarney definiu como “grata surpresa” reassumir o cargo que exerceu há mais de duas décadas.

– Na minha vida eu tive que me preparar para muitas surpresas. Uma delas foi esta, de assumir a Presidência da República depois de 22 anos, substituindo a presidente Dilma Rousseff nestes breves instantes – disse, depois da cerimônia de transmissão do cargo de secretário-executivo do Gabinete de Segurança Institucional, da Presidência da República.

O general-de-divisão Roberto Peternelli Júnior, que integrou a equipe de segurança quando Sarney assumiu a Presidência da República em 1985, substitui o general-de-divisão Antonio Sergio Geromel, que foi para a reserva.

Eleito vice-presidente da República, com doença e depois a morte de Tancredo Neves, Sarney assumiu a Presidência e governou o país até março de 1990. A redemocratização do país, com o fim da censura, legalização dos partidos comunistas, a retomada de relações diplomáticas com Cuba, união econômica e política dos países da América Latina – embrião do Mercosul – e a garantia de ampla liberdade de imprensa são marcas de seu governo.

Presidente do Senado pela quarta vez, Sarney é o terceiro na linha sucessória presidencial. Assim, assumiu a Presidência em razão de viagens da presidente à França e à Rússia, do vice-presidente Michel Temer a Portugal, e do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, ao Panamá, para participar de reunião do Parlamento Latino-Americano (Parlatino).

Interino, elogiou a titular do cargo, Dilma Rousseff.

– Mulher extraordinária que hoje merece respeito nacional por suas qualidades, pelo governo que está fazendo – afirmou.

(Agência Senado)

Temer defende o ex-presidente Lula em viagem a Portugal

92 1

O vice-presidente Michel Temer defendeu nesta sexta-feira (14) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao ser perguntado, em sua viagem a Portugal, sobre declarações atribuídas ao publicitário Marcos Valério que relacionam o ex-presidente ao caso do mensalão. Em entrevista coletiva no Palácio de Belém, em Lisboa, após audiência com o presidente português Cavaco Silva, Temer lembrou que as acusações nunca foram apresentadas durante o processo.

O vice-presidente citou declarações do ex-procurador-geral da República, Antonio Fernando Barros e Silva de Souza, que leu ainda no Brasil. Segundo Temer, o ex-procurador-geral “registrou o fato de que, no início do processo, quando provocado, o cidadão Marcos Valério não chegou a mencionar, em nenhum momento, qualquer inter-relacionamento com o ex-presidente Lula”.

As declarações de Marcos Valério foram publicadas na terça-feira (11) no jornal O Estado de S. Paulo, e teriam sido feitas ao Ministério Público Federal em setembro. Segundo o jornal, Valério disse a procuradores da República que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sabia do esquema do mensalão e o usou para pagamento de “despesas pessoais”.

Temer chegou nessa quinta-feira (13) a Lisboa e nesta sexta-feira, além de Cavaco Silva, tem agenda com empresários em almoço na casa do embaixador brasileiro em Portugal, Mário Vilalva, e visita de cortesia ao ex-presidente Mário Soares. À noite, assiste à peça de teatro “Herivelto como conheci”, com Marília Pêra. A apresentação encerra a Mostra de Teatro do Brasil em Lisboa, que integra a programação do Ano do Brasil em Portugal.

(Agência Brasil)

Fortaleza será sede da reunião de agências de publicidade

 

Fortaleza será sede, na próxima segunda-feira, a partir da 15h30min, no Hotel Luzeiros, do encontro regional da Associação Brasileira das Agências de Publicidade (ABAP). O encontro é coordenado pelo presidente da ABAP/CE, Eduardo Odécio e discutirá o tema “Agenda Nordeste”.

Segundo Eduardo Odécio, oportunidade para os dirigentes de associações do setor na região avaliarem o ano e definir perspectivas para 2013.

Mensalão – Resultado do julgamento deve ser publicado só no começo de 2013

“O resultado do julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão, deve ser publicado no início de 2013, segundo afirmou hoje (14) a ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF). Somente com a publicação da decisão, o chamado acórdão, as sentenças podem ser executadas ou recorridas. “Como esse processo foi bastante estudado pelos ministros, os votos estão prontos. A publicação deve sair logo no início do semestre”, disse Cármen Lúcia nesta manhã. Segundo a legislação vigente, os acórdãos devem sair até dois meses após o julgamento, mas há casos no STF em que mais de um ano se passa sem a publicação.

Cármen Lúcia também criticou as brechas no sistema judicial que permitem vários recursos para atrasar a execução da sentença. Para a ministra, o ideal é que as decisões saiam “não tão depressa que parece que está com medo, nem tão devagar que parece estar afrontando”. “O problema no Brasil é que tem muitos recursos e o processo eterniza. Tem que ter direito de entrar, de recorrer, mas todo mundo é contra morosidade. A morosidade da Justiça deve interessar a alguém. O processo é um jogo. Quem está ganhando quer que acabe logo, o mais rápido possível. Quem está perdendo quer estender”, analisou.

Cármen Lúcia também disse não acreditar em crise entre o STF e o Legislativo sobre a questão da perda de mandato de parlamentares na Ação Penal 470. Atualmente, o placar está em 4 votos a 4: metade dos ministros acredita que a decisão é do STF, a outra metade acredita que a prerrogativa é do Congresso Nacional. O voto de desempate será do ministro Celso de Mello. Está em jogo o futuro político dos deputados federais João Paulo Cunha (PT-SP), Valdemar Costa Neto (PR-SP) e Pedro Henry (PP-MT).”

(Agência Brasil)