Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Editorial do O POVO destaca o Dia do Trabalhador

Com o título “O dia dos trabalhadores”, eis o Editorial do O POVO desta terça-feira:

O 1º de Maio apresenta-se como um dia de desafios para os trabalhadores frente à situação difícil do País. Além dos problemas econômicos, vive-se uma situação nebulosa diante da crise política, para a qual, não se vê saída no curto prazo.

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), as vagas formais abertas este ano só alcançaram o patamar até dois salários mínimos (R$ 1.908). No Norte e Nordeste, a situação foi ainda mais dramática, pois a abertura de empregos não ultrapassou o teto de um salário mínimo (R$ 954).

Ao mesmo tempo, o Caged registra que, em março foram 1.340.153 contratações e 1.284.002 demissões; ou seja, o País abriu 56.151 vagas com carteira assinada, constituindo-se o melhor resultado para o mês, desde 2013. Esse é também o terceiro mês seguido de saldo positivo; isto é, o total de contratações menos o de demissões.

Em contrapartida, mesmo considerando-se o início da recuperação econômica e da vigência das mudanças trabalhistas, o Brasil fechou 20.832 vagas com carteira assinada em 2017, terceiro ano seguido no vermelho. Observa-se também que o aumento do número de postos de trabalho não se faz acompanhar pela qualidade dessas vagas, com menor remuneração, e parte delas oriunda do trabalho intermitente. Além disso, o índice de desemprego se mantém em patamares bastante elevados, com mais de 13 milhões de pessoas sem emprego.

Um grande segmento empregador de mão de obra – a construção civil – não conseguiu ainda recuperar-se completamente, pois, apesar do índice positivo de contratação no primeiro trimestre, os números ainda são baixos. O setor ficou em terceiro lugar na abertura de vagas, com 7.728 postos. Porém, o setor de serviços, que ficou em primeiro lugar, abriu 57.384 novas vagas.

Não resta dúvida de que é uma quadra de dificuldades para os trabalhadores, fazendo vir à mente o simbolismo do 1º de Maio. A data evoca suas lutas no decorrer da história, que levaram a importantes conquistas – como a jornada de trabalho de oito horas, por exemplo –, que se tornou um marco da humanização do trabalho. Mas a negociação também foi um importante instrumento para fazer avançar esses direitos. O que se deseja, portanto, é que esta data seja um momento de reflexão sobre a conjuntura difícil do País, quando é necessário fazer prevalecer o diálogo sobre o confronto.

Parte de prédio desaba durante incêndio em São Paulo

Atualização (5h55min)

Parte de um prédio desabou durante um incêndio de grandes proporções na região da República, no Centro de São Paulo, na madrugada desta terça-feira (1). Moradores relatam que as chamas se alastraram para imóveis próximos no no Largo do Paissandu. Ainda não há informações sobre vítimas. A informação é do Portal G1, adiantando que um morador chegou a ser resgatado, mas acabou desaparecendo por conta de um desabamento nessa ocasião. Outa quatro pessoas estão desparecidas.

Vizinhos ao prédio atingido inicialmente pelo fogo foram orientados a deixarem os imóveis e estão na via, que foi isolada. Segundo moradores, as chamas teriam começado por volta das 2 horas.

“Tinha chegado em casa, estava me preparando para tomar banho e a vizinha veio falando para todo mundo descer. No que a gente desceu, metade do meu prédio já estava na rua, tinha galera pulando, muito triste. A gente achou que o fogo fosse terminar assim que os bombeiros chegassem”, contou Victor Hinckel, morador de um dos edifícios da região.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego, há interdição no trânsito entre a Avenida Rio Branco e a Rua Antônio de Godói, na região central. Segundo os bombeiros, são mais de 50 homens trabalhando no combate às chamas e 24 viaturas estão no local. Um helicóptero também ajuda na ocorrência.

PGR denuncia Lula, Gleisi e mais quatro por corrupção e lavagem de dinheiro

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), e mais quatro pessoas pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. De acordo com a denúncia, a empreiteira Odebrecht prometeu US$ 40 milhões a Lula em 2010 em troca de decisões políticas que beneficiassem a empresa. Entre essas decisões está, por exemplo, o aumento da linha de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para obras tocadas pela companhia em Angola.

O processo está no Supremo Tribunal Federal (STF), aos cuidados do ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato na corte. Segundo a acusação, o dinheiro, que totalizava R$ 64 milhões na época, ficou à disposição do PT. Parte teria sido usado em 2014 na campanha de Gleisi ao governo do Paraná. Também foram denunciados: os ex-ministros Paulo Bernardo (marido da senadora) e Antonio Palocci, o empresário Marcelo Odebrecht, e Leones Dall’Agnol, chefe de gabinete de Gleisi. A informação é do O Globo.

Para que eles se tornem réus e tenha início uma ação penal, é preciso que a Segunda Turma do STF, composta atualmente pelos ministros Fachin, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Celso Mello, aceite a denúncia.

Além da condenação, Dodge pede que os petistas sejam condenados ao pagamento de valores milionários. Para Lula, Paulo Bernardo e Palocci, a denúncia solicita a condenação à reparação, juntos, de US$ 40 milhões, valor da vantagem indevida, mais R$ 10 milhões de indenização por dano moral coletivo.

Para Gleisi e Paulo Bernardo, Dodge solicita reparação de R$ 3 milhões pela propina mais R$ 500 mil de dano moral coletivo. Também pede que Gleisi devolva à União R$ 1,8 milhão referente ao valor inexistente declarado à Justiça Eleitoral.

A PGR sustentou ainda que, em 2014, Gleisi e Paulo Bernardo aceitaram receber R$ 5 milhões via caixa dois. Os pagamentos teriam alcançado pelo menos R$ 3 milhões. A entrega do dinheiro teria sido sido viabilizada por Benedicto Júnior, executivo da Odebrecht, e Leones Dall’Agnol, que trabalhava para Gleisi. Tanto Benedicto quanto Marcelo Odebrecht fecharam acordos de delação.

Um dos métodos usados por Gleisi para lavar dinheiro da propina da Odebrecht, segundo a PGR, foi declarar pagamentos inexistentes à Justiça Eleitoral. A denúncia aponta que Gleisi declarou à Justiça Eleitoral ter pago R$ 3 milhões à empresa Oliveiros Marques Comunicação e Política, mas o dono da empresa, Oliveiros Domingos, afirmou em depoimento que só recebeu efetivamente R$ 1,1 milhão.

“Ocorre que R$ 1.830.000,00 dessa prestação de contas à Justiça Eleitoral foram ocultados (não foram efetivamente gastos) e dissimulados como despesa de campanha para escamotear a natureza e origem criminosas: recebimento dessas vantagens espúrias”, escreveu Raquel Dodge.

A PGR considerou válidas as provas documentais obtidas a partir da delação da Odebrecht. “Os depoimentos prestados nas colaborações premiadas dos executivos da Odebrecht foram ponto a ponto corroborados por uma série de provas documentais (e-mails, planilha produzida em sistema periciável e anotações), todas praticadas de forma espontânea e contemporaneamente àqueles fatos de 2010”, escreveu na denúncia, apontando ainda informações obtidas a partir da quebra de sigilos telefônicos.

Dodge pediu a condenação de Lula, Bernado, Palocci e Dall’Agnol por corrupção passiva; de Marcelo Odebrehct por corrupção ativa; e de Gleisi por corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Em seu depoimento, a senadora negou as acusações e afirmou que não pediu recursos à Odebrecht em 2014. Sua defesa não foi localizada. As defesas de Paulo Bernardo e Antonio Palocci afirmaram que não poderiam comentar porque não tiveram acesso ao teor da investigação. Procurada, a defesa de Lula ainda não respondeu.

Dos seis denunciados, apenas Gleisi, por ser parlamentar, tem foro privilegiado no STF. Mas Dodge entendeu que as acusações dos outros cinco têm relação com os crimes atribuídos à senadora.

(Foto – Givaldo Barbosa, da Agência O Globo)

 

64% dos executivos brasileiros estão infelizes no trabalho, revela pesquisa

Mais da metade dos brasileiros estão infelizes no trabalho. É o que diz um estudo realizado por Fredy Machado e que está na integra no seu livro “É possível se reinventar e integrar a vida pessoal e profissional”, que está sendo lançado pelo selo Benvirá, da Editora Saraiva. A pesquisa foi realizada num universo com mais de 300 profissionais, incluindo atuantes no “C” level das empresas, de 21 estados brasileiros, 14 países representados com 18 Brasileiros expatriados; sendo a maioria dos entrevistados homens e revela que quase 40% dos profissionais pesquisados estão infelizes com o trabalho que realizam e aproximadamente 65% gostaria de fazer algo diferente do que faz hoje para ser mais feliz.

O autor foi um workaholic boa parte de sua vida e sofreu na carne a insatisfação gerada pelo mundo corporativo, e quase sucumbiu a um mal súbito provocado por uma angina enquanto ele fazia um curso nos EUA – “o corpo gritou. Eu tinha um ritmo insano de trabalho e quase não via a minha família, quando cheguei na Universidade para um curso, me deparei com um mau estar estranho que me levou ao hospital. Era hora de repensar” – lembra Fredy.

Depois desse baque, decidiu diminuir o ritmo, e, aos poucos, encontrou seu propósito. Começou a pesquisar a infelicidade no trabalho e agora lança a obra que poderá servir de alerta para os executivos – “é possível se reinventar e integrar a vida pessoal e profissional” revela como passar de uma trajetória desbalanceada e sem integração para uma vida na qual as atividades de casa e do trabalho estejam em sintonia e convivam em harmonia.

No livro, Fredy uniu sua experiência pessoal com a teoria. O autor conta como diminuiu o ritmo e parou para refletir sobre suas ações. E a partir do seu exemplo pessoal tem o ensejo de levar os leitores a encontrarem seu propósito antes que os efeitos da infelicidade apareçam em seu corpo. “Por meio dessa obra, quero inspirar outros profissionais para que façam um mergulho introspectivo e descubram seu propósito de vida, mostrando que é possível ter uma vida plena, e encarar as atividades profissionais e pessoais de forma prazerosa, capazes de proporcionar a felicidade ao profissional e a família”, conta.

O grande obstáculo que impede a integração da vida pessoal e da vida profissional das pessoas é a falta de conhecimento, a ausência de um objetivo claro de vida que unifique tanto o plano privado quanto o profissional – “Há inúmeros exemplos de pessoas que trabalharam duríssimo ao longo de suas vidas em nome de um objetivo maior, que extrapolava suas ambições meramente individuais e traz benefícios para a comunidade” – revela Fredy.

O autor também aborda as vantagens das organizações possuírem colaboradores que tem vida integrada. “A felicidade pode ser medida, controlada e incentivada. Ser feliz é essencial para o desempenho e produtividade e, portanto, traz bons resultados para a empresa. O funcionário feliz não vai adoecer, não vai mentir, não vai ficar enrolando. Empresas precisam de criatividade como nós precisamos de oxigênio. Não podem viver sem talentos. A falta de integração entre a vida profissional e pessoal é a principal inimiga da criatividade e da produtividade”, explica.

“É possível se reinventar e integrar a vida pessoal e profissional”, convida o leitor a um autodiagnostico por meio de perguntas do tipo Qual foi a última vez que você dormiu sorrindo depois de um dia trabalho? Quando foi a última vez que você dedicou tempo para ouvir o que seu filho(a) fez durante o dia ou para conversar com alguma outra pessoa importante para você? Para Fredy o livro tem um objetivo bem especifico – cada página escrita tem o objetivo de contribuir para transformar para melhor a vida das pessoas que hoje estão no mercado de trabalho ou que um dia estarão nele. “Desejo que elas conquistem isso sem ter de passar pelo UTI, por casamentos desfeitos, por desentendimentos e solidão, como costuma ocorrer, muitas vezes”, alerta.

Sobre o autor

Fredy Machado (Frederico Augusto Arantes Machado) é um executivo multi-qualificado em gestão de talentos, gestão estratégica, finanças, comunicação e marketing em mercados locais e internacionais.Iniciou sua vida profissional aos 14 anos na empresa de engenharia da família, onde conquistou espaço até se tornar COO da empresa – 8ª maior empresa de construção e montagem do Brasil, com mais de sete mil funcionários e faturamento próximo a R$ 1 bilhão. Em 2013, após processo de seleção, ingressou no curso OPM (Owners President Management Program), na Harvard Business School, mas no início do curso, teve um mal súbito e quase morreu. Uma angina no meio do caminho. A partir de então começou a se preocupar com a saúde e com a qualidade de vida, indo em busca de uma maior integração entre vida pessoal e profissional. Hoje oferece seus serviços de mentoria, consultoria, palestras sempre com objetivo principal de conscientizar outros profissionais e executivos que estão “afundados” na vida profissional.

SERVIÇO

*Preço do livro – R$ 39,90

*Editora Saraiva – selo Benvirá.

Cantoras cearenses vão homenagear Dona Ivone Lara

A memória de dona Ivone Lara (96) será lembrada, no Bar Estorill (Praia de Iracema), com roda de samba formada só por cantoras. O encontro ocorrerá nesta quarta-feira que vem, a partir das 18 horas, numa promoção da Secretaria do Turismo de Fortaleza.

Dona Ivone Lara morreu no último dia 16, no Rio, por conta de um quadro de insuficiência cardiorrespiratória.

Conhecida como a “Grande Dama do Samba”, ela nasceu em família de amantes da música popular e enfrentou o preconceito por ser mulher e sambista. O seu maior sucesso é “Sonho meu”, música que estourou nas paradas de sucesso com Maria Bethânia e Gal Costa.

(Foto – Divulgação)

Barco usado por Ana Maria Braga é autuado por invadir área de plataforma

458 2

Um barco pesqueiro usado por Ana Maria Braga invadiu a área de segurança no entorno da Plataforma de Mexilhão, na Baía de Santos, no último domingo (29) e foi autuado pela Marinha. Por lei, é preciso manter uma distância mínima de 500 metros da plataforma. A informação é da Coluna Radar, da Veja nline.

Segundo documentação encaminhada pela Petrobras às autoridades, ao entrar no perímetro da plataforma, o barco onde estava a apresentadora recebeu ordens por megafone para se afastar. A Petrobras afirma que o comando foi desobedecido.

Nesta segunda-feira, além de receber o auto de infração, o comandante responsável pelo pesqueiro foi levado para prestar esclarecimentos na delegacia de Caraguatatuba.

“Eu não fiz nada escondido. Estava pescando, um esporte que adoro. Não entendo nada de lei marítima e não sabia que o comandante havia ultrapassado o limite. Mas me sinto triste porque havia ao menos 20 barcos ali, e ninguém mais foi punido”, disse Ana, que publicou fotos do passeio no Instagram.

A apresentadora afirma que vai arcar com todos os custos de autuação. Já a Marinha não informou se outras embarcações forma autuadas.

Fortaleza será sede da Tatoo Expo, a maior convenção de arte corporal do Norte e Nordeste

Fortaleza receberá a maior convenção de arte corporal do Norte e Nordeste. Trata-se da Tattoo Expo, que ocupará, de sexta a domingo, espaços do Centro de Negócios do Sebrae. A feira, que contará com a participação de mais de 150 expositores de diversos nichos dessa cadeia produtiva, tanto artistas tatuadores quanto produtores e revendedores de materiais e insumos utilizados nos procedimentos, de todas as regiões do Brasil e até do exterior, promete interagir com diversas outras linguagens artísticas através de uma extensa programação cultural em seus palcos

A expectativa dos organizadores é que cerca de cinco mil pessoas circulem no evento durante os três dias.

O evento renasce com este nome, mas tem seu cerne e “DNA” nos anos 2003,2004 e 2005, nos conhecidos “Fortattoos”, convenções de arte corporal que eram realizadas pela Associação dos tatuadores e Píercers do Ceará.

Entre os destaques da programação, está a apresentação de um dos principais e mais criativos rappers do Brasil, o MC do Planet Hemp, Bnegão. Ele, que tem a banda autoral Seletores de Frequência, discoteca na Fortaleza Tattoo Expo o seu projeto Bnegão Bota Som, que contempla a sua alquimia musical, que passa pelo funk, rap, surf rock, samba-jazz, e até gafieira e ciranda. Outras atrações musicais são o DJ Doido, DJ Assum, DJ Nego Célio e o Projeto Born To Chill, de Nayra Costa e Márcio Motor.

Outra atração inédita é a produção, durante os três dias do evento, de uma escultura ao vivo em tamanho real, por um dos maiores artistas do Brasil, o escultor Alex Oliver. Reconhecido mundialmente, Alex já desenvolveu trabalhos para diversas empresas, como National Geographic, Discovery Channel, e a famosa Blizzard, onde trabalhou em títulos como Diablo 3 e World of Warcraft, bem como já ministrou palestras em diversos países, como na Gnomo Shcool, uma das maiores escolas do mundo de efeitos especiais. O artista também é o responsável pela concepção do troféu do Concurso de Tatuagem, competição tradicional que sempre acontece em convenções de Arte Corporal.

Além de boa música e do Reality de Alex Oliver, a Fortaleza Tattoo Expo conta ainda com apresentações de Malabaris de Fogo, Acroyoga, Capoeira, Dança Tribal, Live Painting, além dos concursos Miss Fortaleza Tattoo Expo, Desafio de Barbeiros, Desfile Mini Catrina e Concurso de Piercing.

SERVIÇO

*Mais informações sobre o evento pelo site: www.fortalezatattooexpo.com.br

*Centro de Negócios do Sebrae Ceará – Avenida Monsenhor Tabosa, 777, Praia de Iracema, Fortaleza -Das 12 às 22 horas.

*Ingressos: R$ 40,00 (Inteira) / R$ 20,00 (Meia-Entrada) (Por dia) – R$ 100,00 (Inteira/ R$ 50,00 (Meia-Entrada) (Pacote para os 03 dias)

*Meia-entrada Solidária: Doando 1 kg de Alimento (1 dia) / 3 kg de alimento (03dias), qualquer pessoa paga a meia-entrada.

** Crianças até 1o anos não pagam.

Pontos de Venda: Kaleidoscope Studio Tattoo – Rua Franklin Távora, 604, Centro.

Freedom Of Tattoo – Rua Carolina Sucupira, 07, Aldeota.

Navalha Brasil – Rua Costa Barros, 2000, Loja 19, Aldeota.

“Os Vingadores – Guerra Infinita” lidera bilheterias no País

O filme “Vingadores – Guerra Infinita” estreou com liderança nas bilheterias. No fim de semana, foi assistido por 3,6 milhões de espectadores, arrecadando R$ 65,1 milhões.

A estreia fez com que “Nada a perder“, que conta a história do bispo Edir Macedo, ficasse em segundo lugar, sendo assistido por 814 mil espectadores e renda de R$ 7,8 milhões. No total, o filme acumula bilheteria de R$ 108 milhões.

Na terceira posição vem “Rampage – Destruição total“, com público de 98 mil espectadores, e renda de R$ 1,5 milhão.

Os dados são da consultoria ComScore.

(Veja)

Bolsonaro é recebido com aplausos e faixas na Agrishow

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), Pré-candidato a presidente da República, o deputado federal Jari Bolsonaro (PSL-RJ) virou o centro das atenções na abertura da 25ª Agrishow, em Ribeirão Preto (SP).

Na entrada da principal feira do agronegócio da América Latina, faixas de apoio ao parlamentar foram estendidas às margens da rodovia de acesso. Antes da cerimônia de abertura, Bolsonaro foi o único político recebido com aplausos e gritos de “mito”.

A cerimônia de abertura da 25ª Agrishow teve a presença do ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, além de políticos e lideranças do setor.

(Agência Estado/Foto – Joel Silva, da Folhapress)

Lava Jato – STJ deverá julgar pedido de extração de investigado

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Sergio Kukina, decidiu hoje (30) que caberá à Primeira da Seção da Corte julgar o habeas corpus sobre a validade do pedido de extradição do empresário luso-brasileiro Raul Schmidt para o Brasil. Schmidt é investigado na Operação Lava Jato e foi preso em Portugal em 2016. A decisão do ministro foi motivada por um conflito de competência entre a Justiça Federal em Brasília e no Paraná para julgar o caso.

Para Kukina, a questão será decidida pelo STJ porque o mérito de um habeas corpus que trata do assunto já estava pendente de julgamento na Corte antes das duas decisões da Justiça Federal.

Na sexta-feira (27), o juiz Leão Aparecido, da Justiça Federal em Brasília, suspendeu liminarmente a extradição de Raul Schmidt. No mesmo dia, o juiz Sérgio Moro decidiu manter o processo e alegou que o magistrado não tem jurisdição sobre o assunto. Em seguida, o desembargador Ney Bello criticou a decisão de Moro que manteve a extradição do empresário luso-brasileiro.

Na Lava Jato, Raul Schmidt responde pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. O empresário é investigado pelo pagamento de propina a ex-diretores da Petrobras.

(Agência Brasil)

Em junho, cartão de crédito virá com novas regras

Os clientes que pagarem menos de 15% da fatura do cartão de crédito e caírem na modalidade rotativa não regular pagarão menos juros. Isso vai valer a partir de junho, decidiu o Conselho Monetário Nacional (CMN), que é formado pelo Banco Central, Ministério do Planejamento e Ministério da Fazenda.

Até então, quem pagava menos de 15% da fatura entrava no chamado rotativo não regular, que tem juros mais altos. Já quem pagava mais de 15% do valor devido, entrava no rotativo regular, com taxas menores. A partir dessas mudanças, haverá uma única taxa para todos os clientes.

Por decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), a partir de junho, as únicas cobranças extras que os cartões poderão fazer é a multa de 2% sobre o valor e os juros de mora de 1% ao mês, taxas que já são cobradas atualmente. Até agora, os bancos cobravam a multa e os juros de mora mais uma taxa punitiva, sem nenhum padrão, de quem caía no crédito rotativo não regular.

Desde 2017, o crédito rotativo está limitado a 30 dias. Após esse prazo, o cliente faz uma nova operação para parcelar a dívida com a operadora do cartão, regra que continua valendo.

Também por determinação do Conselho Monetário Nacional, as instituições financeiras terão que implantar uma política de segurança cibernética. O objetivo é reforçar a segurança das operações, além de prevenir e combater crimes cibernéticos.

(Com Agências)

OAB já reconhece nome social a 62 advogados e advogadas trans

Desde que a Ordem dos Advogados do Brasil reconheceu que travestis, transexuais e transgêneros podem usar nome social no lugar do nome civil para exercer a profissão, a entidade emitiu 62 certidões com as alterações. A autorização foi dada em 2016, por meio da Resolução 5/2016 do Conselho Federal. Desde o ano seguinte, quando o texto entrou em vigor, 11 estados e o Distrito Federal emitiram carteiras da OAB para trans.

A Bahia foi o estado com mais registros até o momento, com nove documentos. O Distrito Federal ficou em segundo lugar, com oito. A única região do país sem emissões, por enquanto, é a Centro-Oeste. Segundo a resolução, o registro deve seguir “a designação pela qual a pessoa travesti ou transexual se identifica”, mediante solicitação prévia.

Em fevereiro, foi a vez da seccional de Pernambuco emitir o documento pela primeira vez para a advogada Robeyoncé Lima. Ela preferiu alterar o registro civil antes de pedir a nova carteira, para não ficar com os dois nomes no registro da OAB. De acordo com Robeyoncé, o processo judicial demorou cerca de oito meses.

(Com Agências)

 

Unesco e Juventus lançam concurso de fotos sobre futebol

A Unesco e o Juventus convidam a todos a espalhar uma mensagem de paz e tolerância por meio de histórias sobre o futebol. Para contar essas histórias, um movimento online está sendo criado, seguindo a máxima “uma imagem vale mais do que mil palavras”. Tudo o que você precisa fazer é mandar uma foto que retrate o potencial do futebol para promover a inclusão, superar estereótipos e reverter discriminações de todas as formas.

Para participar do concurso, o interessado deve mandar sua foto para WhatColour@unesco.org juntamente com um depoimento de 150 a 200 palavras (em inglês ou francês) explicando como o futebol promove e mantém a inclusão, a união e a tolerância, e supera a discriminação. O interessado deve indicar também seu primeiro e último nome e suas informações de contato e profissão.

SERVIÇO

*Prazo para a inscrição: Domingo, 06/05/2018, às 23:59 GMT+1, o que equivale às 19:59 do horário de Brasília.

*Composição e formato da foto

Sua foto deve ser dinâmica e expressar a mensagem da campanha
Sua foto deve ser colorida e em alta resolução (mínimo 300dpi)
A foto pode ser tirada tanto com a câmera na horizontal quanto na vertical, e o formato pode ser de retrato, de fotojornalismo, de fotografia de rua, ou de foto de ação
Assinaturas, nomes dos fotógrafos, ou direitos autorais devem ser submetidos juntamente com a foto.
Sua foto deve ser enviada por e-mail, em formato digital, e a extensão do arquivo deve ser .jpg

*Ganhadores do concurso

Pelo menos três vencedores e outros sete finalistas serão selecionados. A Unesco publicará os resultados do concurso de fotografia no dia 12/05/2018. Os selecionados serão notificados diretamente e suas fotos e depoimentos serão publicados nas redes sociais e no site. As dez melhores fotos serão incluídas em um vídeo promocional que será amplamente disseminado.

*Premiação

Os três ganhadores receberão uma câmera Canon DSLR (ou equivalente). Os demais selecionados do concurso receberão uma camisa personalizada do Juventus 2017/2018 e uma bola de futebol.

Luan Santana abrirá o festão junino de Iguatu

1045 1

A Prefeitura Municipal de Iguatu divulgou a programação do seu “Arraiá do Povo 2018”, o maior evento cultural da região Centro Sul do Ceará. O festão junino ocorrerá no período de 13 a 17 de junho e homenageará os músicos Jeová Fernandes e Djacir Rodrigues.

Entre as atrações, o cantor Luan Santana, que vai abrir toda a programação.

Em 2017, durante os quatro dias de festa, mais de 200 mil pessoas passaram pelo Parque de Exposições do Rotary Club, onde aconteceu o evento. Neste ano, a expectativa é superar esta marca.

Confira as principais atrações do São João de Iguatu:

Dia 13/06

Abertura do Festival Junino com apresentações de quadrilhas

Dia 14/06

Luan Santana

Tropykália

Manuca Araújo

Dia 15/06

Wallas Arrais

Gabriel Diniz

JP Cantor

Dia 16/06

José Augusto

Forró Real

Bêu Paulino

Erick Land

Dia 17/06

Banda Ingroove

(Foto – Divulgação)

Dia do Trabalho – Centrais sindicais farão mobilização pró-Lula em Curitiba

Várias centrais sindicais farão uma mobilização nesta terça-feira – Dia do Trabalho, não em São Paulo, como tradicionalmente, mas em Curitiba (PR), onde o ex-presidente Lula está preso. O evento, que acontecerá a partir das 14 horas, na Praça Santos Andrade, no centro da Capital paranaense, reunirá representantes da CUT, CTB, CSB, Força Sindical, Intersindical, Nova Central e UGT, que terão como objetivo principal reivindicar direitos e manifestarem em favor da liberdade do ex-presidente.

Além de membros e líderes sindicais, artistas nacionais também estarão presentes no ato. Entre os nomes confirmados, estão os das cantoras Beth Carvalho e Maria Gadú, que se apresentarão no palco do evento. A deputada estadual e pré-candidata à presidência Manuela D’Ávila (PCdoB-RS), o líder esquerdista e pré-candidato à presidência pelo PSOL, Guilherme Boulos e a ex-presidente Dilma Rousseff também estão entre as presenças esperadas no manifesto.

(Com Agências/Reproduçao de TV)

 

Contas públicas registram saldo negativo para março

O setor público consolidado, formado pela União, estados e municípios, registrou saldo negativo nas contas públicas em março, segundo dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (30), em Brasília.

O déficit primário, receitas menos despesas, sem considerar os gastos com juros, ficou em R$ 25,135 bilhões. No mesmo mês de 2017, o resultado negativo foi de R$ 11,047 bilhões. O resultado do mês passado foi pior para março na série histórica do BC, iniciada em dezembro de 2001.

O Governo Central (Previdência, Banco Central e Tesouro Nacional) foi o responsável pelo saldo negativo, ao registrar déficit primário de R$ 25,531 bilhões em março. Já os governos estaduais tiveram superávit primário de R$ 291 milhões, e os municipais, saldo também positivo de R$ 261 milhões.

As empresas estatais federais, estaduais e municipais, excluídas as dos grupos Petrobras e Eletrobras, acusaram déficit primário de R$ 156 milhões no mês passado.

(Agência Brasil)

Presidenciável do PRB cumprirá agenda neste mês no Ceará

205 1

O empresário Flávio Rocha, presidenciável do PRB, cumprirá agenda no Ceará nos próximos dias 17, em Fortaleza, e 18 de maio, em Juazeiro do Norte (Região do Cariri).

Ele vem para reuniões com pré-candidatos a cargos proporcionais e acertar próximas visitas na condição de candidato ao planalto.

A informação é do deputado federal Ronaldo Martins, dirigente local, observando que toda a programação ainda está sendo fechada.

Não se sabe Flávio Rocha terá encontro com a cúpula Igreja Universal, já que o PRB é o braço político dessa religião no Brasil.

 

Gol lança novos voos entre Fortaleza e Argentina

Para fortalecer o hub do Nordeste, que se iniciará nesta quinta-feira (3), a Gol anuncia novos voos entre Fortaleza e Argentina com previsão de início no segundo semestre deste ano. A companhia solicitou autorização para ampliar as frequências de operações entre Fortaleza e Buenos Aires e também iniciar duas rotas inéditas decolando da capital cearense, com voos diretos para Córdoba e Rosário. A informação é da assessoria de imprensa dessa empresa aérea.

Com as novas operações, a companhia terá seis voos diretos semanalmente decolando da capital cearense com destino à Argentina. Os voos para Buenos Aires passam de uma frequência semanal para quatro; já as novas rotas para Rosário e Córdoba terão uma opção de voo cada.

Com isso, a Gol expande as oportunidades de viagens, tanto para os clientes argentinos que podem aproveitar as belas praias do Nordeste, como para os passageiros que embarcam nas cidades que compõem o hub. As operações de Buenos Aires estão estruturadas para oferecer conexões rápidas e eficiente com as capitais do norte e nordeste e Europa, com os voos das parceiras estratégicas Air France e KLM.

A Gol aguarda a autorização dos órgãos reguladores argentinos para iniciar a venda dos bilhetes. Os voos serão operados com aeronaves Boeing 737-800, que tem disponível serviço de bordo gratuito, internet e entretenimento a bordo.

O trabalho liberta?

Com o título “O trabalho liberta?”, eis artigo do jornalista e assessor sindical Haroldo Barbosa. Ele nos traz uma boa reflexão nesta véspera pelo Dia do Trabalho . Confira:

A palavra trabalho tem sua origem no latim Tripalium (três paus), que era um instrumento romano de tortura, no qual se castigavam os escravos.

Na entrada do campo de concentração de Auschwitz, onde foram mortos a mando de Adolf Hitler mais de um milhão de judeus, estava escrito “O trabalho liberta”.

O mito grego de Sísifo também pode ser compreendido como uma metáfora do trabalho. Castigado pelos deuses, todos os dias Sísifo tinha de subir uma montanha empurrando a mesma pedra, que rolava de volta. E tal como ele, seguimos.

Para a crise vivida hoje pelo capitalismo, não há saída dentro do horizonte do sistema. A microeletrônica e a quarta revolução industrial cada vez mais expulsam o trabalho vivo da produção de mercadorias. Sem trabalho vivo não há mais-valia. E quem não trabalha não tem dinheiro para consumir. Eis o impasse.

Paradoxalmente, as mesmas condições que permitiriam uma grande redução da quantidade de trabalho, uma vida melhor e mais tempo livre e criativo, são aquelas que estão gerando mais miséria e privação, obrigando aos que ainda encontram empregos a submeterem-se a longas jornadas de trabalho e a toda sorte de abusos.

Neste quadro, o Estado tem sido usado descaradamente para garantir a sobrevivência e o lucro de empresas, bancos e corporações, retirando o que resta de direitos mínimos através do Executivo, Legislativo e Judiciário, com o apoio da mídia e uso cada vez maior do aparelho repressivo.

Usando a máxima neoliberal de que “qualquer emprego é melhor do que nenhum”, as reformas iniciadas nos governos petistas foram aceleradas no governo Temer com brutal perda de direitos e desemprego recorde. E os postos de trabalho perdidos não voltarão.

Hoje mais do que nunca, o movimento dos trabalhadores se encontra atrelado ao capital e refém da crise. Capital e trabalho agem como dois lados da mesma moeda. Representantes dos trabalhadores, salvo raríssimas exceções, se propõem meramente a fazer uma melhor gestão da crise, a cobrar de forma bem-comportada direitos perdidos e a defender uma democracia sem povo. Nem se cogita em aprofundar a crítica ao sistema, às suas categorias e a seus representantes visando uma ruptura com o mesmo. E assim segue a valsa no convés no Titanic.

Termino com duas citações bastante atuais:

“Trabalhas sem alegria para um mundo caduco,
onde as formas e as ações não encerram nenhum exemplo”

(Carlos Drummond de Andrade, Elegia 1938)

“O trabalhador só se sente consigo mesmo fora do trabalho, enquanto que no trabalho se sente fora de si. Ele está em casa quando não trabalha, quando trabalha não está em casa. Seu trabalho, por isso, não é voluntário, mas constrangido, é trabalho forçado. Por isso, não é a satisfação de uma necessidade, mas apenas um meio de satisfazer necessidades exteriores a ele mesmo. A estranheza do trabalho revela sua forma pura no fato de que, desde que não exista nenhuma coerção física ou outra qualquer; foge-se dele como se fosse uma peste.”
(Karl Marx, Manuscritos Econômico-Filosóficos, 1844)

*Haroldo Barbosa,

Jornalista e assessor sindical.