Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Cotidiano dos idosos é administrar aposentadoria e aumento de despesas

197 1

O cotidiano dos idosos é baseado geralmente na administração dos benefícios da aposentadoria com os gastos e o aumento de despesas. Dos 22,3 milhões de brasileiros, com mais de 60 anos, 3,7 milhões voltaram a trabalhar – em empregos fixos ou temporários. Muitos se queixam das dificuldades, pois ajudam parentes e amigos. Pelo menos 15,8 milhões se dizem chefes de família. 

É o caso do marceneiro aposentado Manoel Lopes, de 61 anos. Lopes disse que sua sorte é ter casa própria, do contrário, sua vida seria mais difícil. “Eu gasto pouco e faço minhas economias, como não pago aluguel, dá pra viver. Não gasto com roupa, nada disso. Gasto muito pouco com medicamentos, coisinha de R$ 10 a R$ 15”, ressaltou.

Econômico, Lopes disse que sempre tenta ajudar um parente que esteja precisando de suporte financeiro. “De vez em quando ainda dá para ajudar um filho ou um neto que precise”, destacou o aposentado.

Lopes faz parte do perfil da pesquisa Idosos no Brasil, do Instituto DataPopular. O diretor do instituto, Renato Meirelles, fez o levantamento de dados com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),e entrevistas nas principais cidades das cinco regiões do país, de outubro a dezembro de 2012.

“Para o idoso, trabalhar é um valor a ser respeitado. Mas a maioria volta a trabalhar porque a aposentadoria é insuficiente”, disse Meirelles. “Mas todos têm muito orgulho de dizer que, embora aposentados, ainda trabalham”, acrescentou. “Na prática, o que muitos ganham por ter experiência perdem pela baixa escolaridade, infelizmente.”

O funcionário público aposentado Benedito da Rocha, de 73 anos, reclama das dificuldades financeiras e das despesas que têm com a mulher, que é diabética e sofre de doença de Chagas, fazendo uso de uma série de medicamentos. “Tá tudo muito caro. A inflação subiu e o salário não foi corrigido de acordo com esse aumento. Minha mulher tem diabetes e Chagas [doença]. Ela precisa de uma boa alimentação. Verdura é caro”, disse.

Estudo da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) mostra que renda familiar inferior a R$ 291 indica classe baixa. Se a renda familiar fica entre R$ 291 e R$ 1.019 aponta para a classe média.

(Agência Brasil)

Revista Veja diz que Abin espionava Eduardo Campos

201 2

Com chamada de primeira página, a revista Veja desta semana traz uma bomba: quatro agentes da ABIN – o serviço de espionagem do Governo Federal – foram presos sob a acusação de espionar os passos e vasculhar a vida do governador Eduardo Campos.

O caso agora abordado pela revista VEJA é o mesmo noticiado pelo Estado de S.Paulo em março, em que o jornal obtevedocumento sigiloso confirmando que o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI) mobilizou a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para monitorar portuários e sindicatos contrários à Medida Provisória 595, conhecida como MP dos Portos. Identificado como “Ordem de Missão 022/82105”, de 13 de março de 2013, o ofício encaminhado a superintendências da Abin em 15 Estados litorâneos traz em destaque o alvo dos agentes: “Mobilização de Portuários”. O GSI confirma a autenticidade do documento.

A “missão” da Abin, informa o documento, é identificar ações grevistas como reação à medida provisória que altera o funcionamento dos portos. O alvo central são sindicalistas ligados à Força Sindical. A central sindical se uniu às críticas feitas pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), contra a MP dos Portos. Campos é possível candidato à Presidência em 2014.

Reportagem do Estado mostrou que a Abin vigiava os passos dos portuários de Suape, em Pernambuco. Na ocasião, o general Elito, após reunião com a presidente Dilma Rousseff, divulgou nota dizendo ser “mentirosa a afirmação de que o GSI/Abin tenha montado qualquer operação para monitorar o movimento sindical no Porto de Suape ou em qualquer outra instituição do País”.

A ordem contida no ofício 022/82105, porém, é clara sobre o monitoramento de sindicatos que atuam em portos. “Dirigentes sindicais ligados à Força Sindical pretendem promover paralisação nacional de 24 horas no dia 19 mar. 2013”, alerta o documento sigiloso.

 

Elevação de idade de dependentes no Imposto de Renda pode ser votada na CAE

147 1

A Comissão de Assuntos Econômicos pode votar na terça-feira (18), em decisão terminativa, o PLS 145/2008, que eleva a idade dos dependentes para fins de Imposto de Renda da Pessoa Física. O projeto, que já tem parecer favorável da Comissão de Assuntos Sociais (CAS), recebeu voto favorável do relator, senador Benedito de Lira (PP-AL).

O projeto, do ex-senador Neuto de Conto, altera o artigo 35 da Lei 9.250/1995, a fim de que filho, filha, enteada, enteado, irmão, neto, bisneto e menor pobre dependente do contribuinte tenham aumentada a idade limite de dependência para 28 anos, no lugar dos atuais 21 anos. Caso estejam cursando ensino superior ou escola técnica de segundo grau, a condição poderá estender-se até os 32 anos de idade.

(Agência Senado)

Manifestantes estão concentrados no Estádio Nacional Mané Garrincha

Manifestantes estão concentrados na entrada do Estádio Nacional Mané Garrincha, que vai sediar a abertura da Copa das Confederações neste sábado (15). Policiais da Tropa de Choque fazem um cordão de isolamento para evitar o ingresso dos manifestantes no local.

“Eles [manifestantes] poderão permanecer aqui e nós vamos proteger a sociedade que comprou o ingresso para assistir ao jogo”, disse a coronel Hilda Ferreira, integrante do comando da operação policial. A Polícia Montada chegou ao local para reforçar a segurança. No total, 3.200 homens fazem a segurança no estádio.

Por causa do protesto, duas entradas do estádio tiveram de ser fechadas, mas os torcedores têm sido orientados para ingressar por outros portões. O protesto é contra os gastos públicos com o evento esportivo. Os manifestantes cobram aplicação de recursos na saúde e na educação.

Para o torcedor Willians dos Santos, que estava chegando ao estádio, a manifestação é legítima, pois saúde e educação sofrem com a falta de dinheiro e “milhões são gastos com a Copa”, porém acha que o ato deveria ter ocorrido em outro dia, pois hoje é dia de festa.

Com cartazes e faixas, os manifestantes gritam para que não haja violência, e que o ato é pacífico, porque os policiais estão com cachorros e equipados com máscaras de proteção. Um estudante, que participa da manifestação e não quis se identificar, argumenta que o governo está maquiando os problemas do Brasil para mostrar aos estrangeiros, que vieram assistir à Copa, uma realidade diferente. A intenção do movimento, segundo ele, não é barrar o jogo de abertura e nem causar tumulto na Copa. O movimento quer abrir os olhos da população para aplicação de recursos públicos.

O protesto também apoia as manifestações que têm ocorrido em São Paulo e no Rio de Janeiro, contra o aumento das tarifas do transporte público. Segundo a Polícia Militar, 500 pessoas participam do ato. Já a organização calcula em 2 mil pessoas.

(Agência Brasil)

Idosos sonham com a felicidade e reclamam do desrespeito dos mais jovens

195 1

Os brasileiros, com mais de 60 anos, sonham em viver ao lado de companheiros que saibam compartilhar bons e maus momentos. Mas reclamam do mau-humor, do egoísmo, da frieza e desrespeito com que são tratados. No Brasil, há aproximadamente 22,3 milhões de idosos, dos quais 15,5 milhões são homens e mulheres que chefiam suas famílias e fazem planos para o futuro. A conclusão está na pesquisa Idosos no Brasil, do Instituto DataPopular, entidade de consultoria.

O diretor do Instituto DataPopular, Renato Meirelles, fez o levantamento de dados com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nas principais cidades das cinco regiões do país, de outubro a dezembro de 2012.

“São pessoas que buscam o companheirismo e, não o suporte. São pessoas que querem companhia e não gostam de ficar sozinhas, mas reclamam também da forma como são tratadas”, disse à Agência Brasil.

Apesar de ainda não estar na faixa acima dos 60 anos, a aposentada Cleuza Maia dos Santos, de 56 anos, que mora em Planaltina de Goiás, resume nas suas observações o que a pesquisa concluiu. “As pessoas não têm mais paciência para andar com os idosos. Vejo muitos andando sozinhos por aí. Eu mesma tenho seis filhos e quando preciso de um para acompanhar não encontro. Estão todos ocupados. Já vi alguns idosos serem agredidos com palavras e com gestos”, contou.

A maioria dos idosos vive com alguém da família. Do total, cerca de 2,7 milhões dos homens e mulheres, com mais de 60 anos, moram sozinhos. Dos solitários, 1,8 milhão é formado por mulheres, enquanto 938 mil são homens. “O mais interessante da pesquisa foi verificar que essas pessoas continuam com esperança no futuro em serem felizes ou, como em alguns casos, em voltar a ser feliz”, ressaltou Meirelles. 

A pesquisa destacou também o perfil por gênero dos idosos. Do total de brasileiros, com mais de 60 anos, 55% são mulheres. Elas também são maioria em todas as faixas etárias – de 60 a mais de 100 anos. Nas faixas de 90 a 99 anos, 61,85% são mulheres, e acima de 100 anos, elas são 75%. “De uma forma geral, todos eles reclamam de um mesmo aspecto: o egoísmo das pessoas”, disse Meirelles.

(Agência Brasil)

Associação Médica Brasileira entra com ação de improbidade contra o ministro da Saúde

A Associação Médica Brasileira (AMB) entrou com uma ação de improbidade contra o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, por não ter usado R$ 17 bilhões que estavam disponíveis no orçamento do ministério entre 2011 e 2012. “Nós todos reclamamos, inclusive o ministro, de que a saúde pública brasileira precisa de mais recursos. Então, a gente quer saber do ministro da Saúde porque ele não utilizou nem o recurso que tinha disponível”, ressaltou o presidente da AMB, Florentino Cardoso.

Segundo Cardoso, a informação foi repassada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em uma audiência na Câmara dos Deputados. De acordo com a exposição do TCU, o ministério não usou cerca de 18% dos R$ 93 bilhões que tinha à disposição. De acordo com o presidente da AMB, o percentual está acima da média dos anos anteriores, um patamar de 3%. “A gente imagina que a burocracia oficial para se fazer as coisas, a gente até imagina que seja difícil executar 100% do orçamento. Mas deixar de executar um valor tão importante, nós queremos saber porque. Essa não é a média dos anos anteriores”. Cardoso disse ainda que dependendo dos motivos apresentados por Padilha, a associação buscará a responsabilização do ministro.

Em nota, Padilha atribuiu a ação da AMB à controvérsia em relação à contratação de médicos estrangeiros para trabalhar no Brasil. “O ministro Alexandre Padilha lamenta que uma entidade médica recorra a este tipo de ataque por discordar do diagnóstico de que faltam médicos no Brasil e por tratar como tabu a perspectiva de atração de médicos estrangeiros para atuarem no Brasil”, diz a nota do ministério.

O comunicado destaca ainda que os recursos destinados à saúde cumprem as determinações legais e que as contas do ministério foram aprovadas pelos órgãos competentes. “O Ministério da Saúde cumpre rigorosamente o que determina a Emenda Constitucional 29 [a verba destinada ao setor deve ser a mesma empregada no ano anterior com o acréscimo da variação do Produto Interno Bruto], o que assegura investimento federal crescente, estável e contínuo. As contas federais, inclusive, foram aprovadas pelos órgãos de controle interno e externo e pelo Conselho Nacional de Saúde, no qual as entidades médicas têm participação”.

(Agência Brasil)

STJ suspende pagamento bilionário da Petrobras até decisão final da Justiça

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Benedito Gonçalves suspendeu no início da noite desta sexta-feira (14) a decisão que obrigava a Petrobras a pagar R$ 7,39 bilhões à Receita Federal. Ele reavaliou sua decisão dessa quinta-feira (13), que era contrária à petroleira, pois entendeu que há fatos novos no processo que precisam ser considerados.

“Os riscos derivados da imediata exigibilidade do crédito em questão ultrapassam os limites da própria lide [disputa judicial], na medida em que podem atingir o próprio abastecimento nacional de combustíveis, que é de utilidade pública”, destacou o ministro.

A decisão informa que “há suficientes razões jurídicas e econômicas” para a suspensão do pagamento até o posicionamento final da Justiça sobre a validade da cobrança. O ministro lembra que já houve pronunciamentos favoráveis à Petrobras na Justiça Federal do Rio de Janeiro, com “forte indicativo” de que a sentença que determinou a cobrança poderá ser reformada.

A discussão judicial sobre a dívida tributária da Petrobras começou em 2003, quando a empresa foi autuada pela Receita por não ter recolhido Imposto de Renda sobre as remessas de valores ao exterior para pagar afretamentos de plataformas petrolíferas móveis entre 1999 e 2002. Para a Petrobras, o imposto não é devido porque as plataformas devem ser consideradas como embarcações, cuja alíquota de imposto é zero.

De acordo com o ministro do STJ, a exigência imediata dos valores “ostenta uma potencialidade danosa às atividades normais da empresa”. Ele destaca que, embora a estatal tenha grande poder econômico, a quantia “é por demais elevada para pressupor eventual facilidade na pronta apresentação de garantias suficientes para fazer frente a esse débito”.

O ministro considera que o impasse fica “ainda mais dramático” pelo fato de a Petrobras desempenhar papel relevante na economia nacional. Atualmente, o não pagamento da dívida fez a petroleira ter cancelada sua Certidão Negativa de Débitos, o que pode prejudicar operações de importação e exportação, entre outras dificuldades comerciais.

(Agência Brasil)

Senado aprova MP que desonera banda larga

Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ): senador José Pimentel (PT-CE) durante discussão sobre propostas relativas à reforma política

 

“O Senado aprovou, em votação simbólica, a Medida Provisória 606, que estende até 30 de junho de 2014 o prazo para as empresas aderirem ao Regime Especial de Tributação do Programa Nacional de Banda Larga (REPNBL). O texto segue para sanção presidencial, informa o Valor econômico. O regime concede desoneração de PIS/Pasep, Cofins e IPI para todos os equipamentos e mão de obra usados na implantação, ampliação e modernização de redes de telecomunicações para acesso a internet de alta velocidade.

O governo tinha estabelecido o dia 30 deste mês como limite para as empresas apresentarem projetos ao Ministério das Comunicações. Mas o ministro Paulo Bernardo já disse publicamente que o prazo seria “apertado” e apoiou a iniciativa do relator, senador José Pimentel (PT), de ampliá-lo em um ano.

Em seu parecer, Pimentel argumenta que a demora na regulamentação do Regime Especial — com a publicação da última portaria em março deste ano — prejudicou as empresas. “Há risco de que projetos relevantes para a infraestrutura de telecomunicações não sejam viabilizados. Por outro lado, com mais tempo disponível, o Regime Especial representará um mecanismo de indução da produção e do desenvolvimento de equipamentos de telecomunicações no país”, justifica o petista.”

(Consultor Jurídico)

PSDB comemora com exposição seus 25 anos e os 19 anos do Plano Real

164 3

O PSDB vai comemorar 25 anos de atividades e 19 anos do Plano Real. Isso, com uma exposição organizada pela cúpula nacional da legenda e o Instituto Teotônio Vilela. A abertura da exposição ocorrerá terça-feira próxima, no corredor de acesso ao plenário da Câmara dos Deputados, a partir das 14h30min, segundo convite que nos foi enviado pelo presidente nacional tucano, senador Aécio Neves.

O evento contará com a participação do presidente de honra do PSDB, Fernando Henrique Cardoso, que neste mesmo dia estará comemorando seus 82 anos de vida. O vice-presidente nacional tucano, Tasso Jereissati, participará do ato. A exposição vai se estender até 4 de julho.

 

Dilma diz que descontrole da inflação é conto do vigário

191 1

“A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (14), em visita a uma comunidade da zona sul do Rio de Janeiro, que a inflação está e continuará sob controle. Segundo a presidenta, é conto do vigário a ideia de que a inflação está descontrolada, inventado por quem deseja que o governo diminua os gastos sociais.

“Não deem ouvidos àqueles que dizem quanto pior, melhor. Críticas são bem-vindas, mas terrorismo informativo, não”, declarou a presidenta. “O Brasil é hoje um dos países mais sólidos do mundo, que mesmo com uma das crises mais graves, talvez, desde a crise de 1929, temos uma das menores taxas de desempregados do mundo, quase uma situação de pleno emprego”, disse.

A presidenta citou alguns países da Europa em que o desemprego entre os jovens está alto, como em Portugal com taxa de 20%. ” Temos recursos suficientes para investir e gastar com recursos sociais e ainda manter a inflação sob controle. O bolo só cresce se for bem distribuído”, acrescentou.”

(Agência Brasil)

ProUni – Instituição particular em situação fiscal irregular está fora do programa

“Instituições em situação fiscal irregular não poderão participar do Programa Universidade para Todos (ProUni). Conforme foi divulgou o Ministério da Educação (MEC), o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) suspendeu a liminar que permitia a participação de instituições de ensino que não apresentaram comprovação de regularidade fiscal. A liminar foi interposta pela Associação Nacional dos Centros Universitários (Anaceu), após o MEC ter desvinculado do ProUni, em maio deste ano, 266 mantenedoras que não estavam com as contas em dia.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, as que aderem ao programa são isentas de alguns tributos. “Não é admissível que instituições privadas gozem de isenção fiscal devendo ao Tesouro Nacional”, diz o MEC.

A exigência da comprovação da regularidade fiscal está na lei que criou o ProUni (Lei nº 11.128/2005). A confusão é porque, até 2012, isso era dispensado. No ano passado, foi criado o Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior (Proies) para que as instituições renegociassem as dívidas. Com o Proies, as instituições poderiam converter até 90% das dívidas em oferta de bolsas de estudos ao longo de 15 anos e, assim, reduzir o pagamento a 10% do total devido.”

(Agência Brasil)

Setor imobiliário prevê bons negócios no Feirão Caixa de Juazeiro do Norte

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=zF8QvTKkF90[/youtube]

O Conselho Regional dos Corretores de Imóveis prevê fechar bons negócios durante o Feirão Caixa da Casa Própria de Juazeiro do Norte (Região do Cariri).

O evento ocorrerá neste sábado e domingo e promete movimentar o mercado juazeirense que, segundo o diretor do Creci/CE, Armando Cavalcante, está se transformando numa grande fronteira para negócios do ramo imobiliário no Estado.

Na Copa das Confederações, o jogo da exploração

153 4

“Os jornalistas estrangeiros que irão cobrir a abertura da a Copa das Confederações, no sábado, em Brasília, correm o risco de voltar para seus países achando que visitaram a Suíça.

No comitê de imprensa montado pela FIFA no Centro de Convenções, em frente ao Estádio Mané Garrincha, um mísero pão de queijo não sai por menos de exorbitantes dez reais e a água está sendo vendida a seis reais.”

(Coluna Radar – Veja Online)

VAMOS NÓS – Alguém já conferiu os preços que serão cobrados na Arena Castelão? Um cachorro quente vai custar R$ 8,00. Os apreciadores de cerveja, por sua vez, vão escolher entre a opção de R$ 12,00 (importada) e a de R$ 9,00 (nacional). Chocolates, batatas onduladas, tortinhas e amendoins serão consumidas ao preço de R$ 7,00, enquanto, água, refrigerante, energético e cerveja sem álcool vão custar R$ 6,00.

É hora de ressuscitar a "Lei da Ficha Limpa"

528 1

votoot

“Alguém já disse que, às vezes, é preciso dar um passo para trás para dar dois a frente. No caso dos políticos brasileiros, é diferente. Para cada um passo dado para frente, eles querem dar dois parta trás. Na surdina, constroem uma minirreforma eleitoral na Câmara que quer deformar a Lei da Ficha Limpa.

Hoje se um candidato a presidente, governador ou prefeito tiver suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas, ele fica inelegível por oito anos. Um verdadeiro limpa na política brasileira.

Este projeto foi votado graças ao apoio popular. Foi o primeiro da história do Brasil. Agora suas excelências querem mudar e tirar do Tribunal a avaliação das contas e passar para o legislativo. Ou seja eles fiscalizam eles.

O cabrito vai ficar com a chave da horta. Mais de um milhão e meio de pessoas ajudaram a aprovar o Ficha Limpa e um grupo de menos de 600 deputados querem mudar.
Por que não aprovam o voto distrital? Você concorda com essa lambança?”

(Blog do Herodoto Barbeiro)

Banco Palmas terá box no Aeroporto de Fortaleza

Neste sábado, a partir das 10 horas, o Banco Palmas estará iniciando atividades com box no Aeroporto Internacional Pinto Martins. No box, os turistas que aqui estão chegando para a Copa das Confederações poderão fazer câmbio de suas moedas – euro, dólar ou real pela moeda social Palmas. Haverá também a distribuição de panetos com toda a programação que o Banco Palmas preparou na periferia para a Copa das Confederações, além, de cartilhas explicando o que é um Banco Comunitário e como funciona a moeda social.

O box funcionará no período de 15 a 28 deste mês, das 8 às 22 horas, e terá uma vasta programação da arte e da cultura cearense, tocadores, repentistas, cordelistas, grupos de danças regionais, grupos de música da periferia, capoeira, malabares, e outras manifestações culturais. No lançamento do bOX será exibido um espetáculo produzido exclusivamente para a Copa das Confederações utilizando arte circense.

Banco Palmas

Durante a Copa das Confederações você poderá conhecer tudo de bom que existe na Periferia de Fortaleza, conhecendo o melhor da culinária, do artesanato, da confecção, da arte e da cultura e das historias de vida e resistência do povo cearense. Preparamos uma rota de turismo comunitário, que gera e distribui renda, promovendo a igualdade e a justiça social.

Programação

Turismo Comunitário na Periferia de Fortaleza
19 e 27 de junho – Das 11 às 20 horas (Jogo Brasil e México e 2ª Semi-nal)
Grande Festival da Culinária Cearense: 150 barracas de comidas típicas, artesanato e confecção e uma grande tenda com a cultura nordestina. Tudo apresentado e produzido por empreendimentos da própria comunidade, da rede local de Economia Solidária. – Haverá um telão para transmissão dos jogos.

22 de junho (Na véspera do Jogo Nigéria e Espanha)
8h30min – Visita ao Banco Palmas: conheça como funciona um Banco Comunitário que criou sua própria moeda e hoje atende 10.000 famílias na periferia de Fortaleza.

9 horas – Passeio: Visita ao município de Acarape.

(Site Banco Palmas)

Atividade econômica cresce só 0,84% em abril

“A atividade econômica apresentou crescimento de 0,84%, em abril, na comparação com o mês anterior. Os dados são do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período), divulgado hoje (14).
Esse foi o segundo mês seguido com expansão do indicador, mas em ritmo menor. Em março comparado com fevereiro, o crescimento ficou em 1,07%, de acordo com dados revisados. Na comparação de fevereiro com janeiro, houve retração de 0,26%.

Em relação ao mesmo mês do ano passado, a economia cresceu 7,3% (sem ajustes). No ano, o IBC-Br apresentou expansão de 3,2%, e em 12 meses, 1,57%. O IBC-Br é uma forma de avaliar e antecipar a evolução da atividade econômica brasileira. O índice incorpora informações sobre o nível da atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária.”

(Agência Brasil)

Quem não vai ao Castelão, se arranja no Aterro de São João

192 1

Com o título “Futebol: perigo de restrição à participação popular”, eis Editorial do O POVO desta sexta-feira. Com o preço dos ingressos cobrados na Arena Castelão, o povão vai ter que se contentar em assistir aos jogos na televisão. Mas, se quiser mais alguma coisa, tem “circo” armado no Aterro da Praia de Iracema. Confira o texto:

Nestes últimos dias, a opinião pública nacional tomou conhecimento da preocupação manifestada pelo ministro do Esporte, Aldo Rebelo, com o encarecimento dos ingressos nos novos estádios que estão sendo construídos ou reformados para a Copa do Mundo de 2014. O assunto tem sido recorrente, nos últimos tempos, e traduz a crítica de amplos setores àquilo que é classificado como “elitização do futebol brasileiro”.

O fenômeno, na verdade, é decorrente do processo mais antigo da transformação ocorrida no futebol desde que este deixou de ser um simples entretenimento amadorístico para se transformar num empreendimento lucrativo como outro qualquer, a mover grandes recursos financeiros. Essa mudança, reconhecidamente, é sem volta. Mas teria de excluir, necessariamente, a grande massa popular para a qual o futebol era até agora um dos entretenimentos mais acessíveis e até uma das expressões mais vívidas da cultura nacional?

Devido ao alto preço cobrado nos novos estádios, o ministro do Esporte manifestou uma justa preocupação: “Não queremos que a população mais pobre do País, que está mais ligada ao futebol, seja afastada dos estádios. Isso seria muito ruim para o futebol. É preciso compatibilizar o acesso entre eles e o torcedor de poder aquisitivo mais alto”. Pelo que se depreende das palavras ministeriais, o governo federal poderá intervir junto aos administradores dos estádios para a criação de categorias mais baratas de ingressos, a exemplo do que aconteceu na Copa das Confederações e na Copa do Mundo.

Embora seja aceitável que existam lugares mais confortáveis para aqueles que querem pagar mais, o ideal é que essa realidade não se traduza também em levar para os estádios a mentalidade discriminatória presente em alguns segmentos da sociedade para os quais o poder aquisitivo deve prevalecer imperativamente sobre outros critérios. Há quem pense, por exemplo, que as bebidas alcoólicas deveriam ser liberadas normalmente nos estádios para os segmentos vips e não para os setores populares. Seria uma discriminação odiosa.

O bom senso recomenda – como bem expressou a autoridade ministerial – que o povo brasileiro não seja excluído dos estádios, por nenhuma razão, pois seria castrá-lo da própria identidade.

MP dos Portos – Ministro garante que vetos serão mantidos

leonidascristinoo

“O governo está disposto a manter os vetos presidenciais à Medida Provisória (MP) 595, que ficou conhecida como a MP dos Portos, garantiu hoje (14) o ministro da Secretaria de Portos da Presidência da República, Leônidas Cristino. Segundo ele, qualquer alteração no texto significa perda da “essência” do marco regulatório. “Vamos trabalhar para não acontecer a derrubada dos vetos. Queremos que esse marco regulatório se preserve. O vetos da presidenta [Dilma Rousseff] foram importantíssimos para que a essência dessa lei fosse mantida. Tenho absoluta convicção de que essa lei vai ser preservada e nós poderemos fazer os investimentos necessários para melhorar a estrutura portuária nacional”, disse após entrevista ao programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços.

O ministro destacou ainda que a derrubada dos vetos significaria atraso nos procedimentos do primeiro bloco de licitações, previstos para ocorrer a partir de julho. “Vamos conversar com todos no Congresso Nacional. Vamos fazer um apelo para que os parlamentares não derrubem esses vetos porque a essência da MP precisa ser preservada”, destacou. As primeiras áreas a serem licitadas fazem parte dos portos de Santos e do Pará, com 26 terminais cada um. Estudos preliminares preveem investimentos de R$ 2 bilhões. O segundo e terceiro blocos contemplam 43 e 36 áreas, respectivamente. O investimento total previsto nesses terminais é R$ 25 bilhões.”

(Agência Brasil)

Copa das Confederações – Líder do PT confirma vinda de Dilma

197 3

guimma

A presidente Dilma Rousseff vem assistir ao jogo do Brasil contra o México, na próxima quarta-feira, na Arena Castelão. a partida é válido pela Copa das Confederações. A confirmação é do líder do PT na Câmara, José Nobre Guimarães, acrescentando que integrará a comitiva da presidente.

Guimarães adiantou ainda que a presidente Dilma voltará ao Ceará ainda na primeira semana de julho. Ao lado do governador Cid Gomes, assinará a ordem de serviço da primeira etapa do projeto Cinturão das Águas, durante solenidade em Missão velha (Região do Cariri).

Esse projeto é da ordem de R$ 1,6 bilhão em sua primeira de três etapas. O Cinturão das Águas receberá água da transposição do rio São Francisco. Trata-se da maior obra hídrica do Estado depois da construção do açude Castanhão.

(Foto – Divulgação)