Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Tylenol terá mais de 3 milhões de embalagens recolhidas por defeito no gotejador

“O Ministério da Justiça fez alerta para a necessidade de recolhimento de mais de 3 milhões de embalagens do medicamento Tylenol líquido, cujo princípio ativo é a substância paracetamol. As embalagens apresentam problemas no gotejador. A campanha de recall começa na segunda-feira (27) e abrange as embalagens de 200 mg/ml de Tylenol fabricado entre dezembro de 2011 e novembro de 2012. O risco é o gotejador se desprender total ou parcialmente do frasco e provocar superdosagem do medicamento. As embalagens a serem recolhidas são as com numeração de lote não sequencial compreendida entre os intervalos PPL055 a RJL123.

O Código de Defesa do Consumidor determina que o fornecedor substitua o produto defeituoso. Em caso de dificuldade, o Ministério da Justiça recomenda que os consumidor procure os órgãos de proteção e defesa do consumidor. A fabricante do produto, Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda, informou que a superdosagem traz riscos de danos ao fígado, náusea, outros sintomas gastrointestinais e elevação das enzimas hepáticas.

SERVIÇO

Os contatos da empresa para informações são o telefone de número 0800 7286 767 e o site na internet. Detalhes sobre devolução do remédio estão no site do Ministério da Justiça.

(Agência Brasil)

Procuradora da República vai falar sobre combate ao tráfico de seres humanos na Aesp

nilcecunhaa

Com o tema “Policiais Estaduais no Combate ao Tráfico de Seres Humanos”, a procuradora da República no Ceará, Nilce Cunha, falará para agentes da segurança pública, a partir das 9 horas desta quinta-feira, no auditório da Academia Estadual de Segurança Pública (Aesp). Segundo Nilce Cunha, que atende a um convite da Aesp, a grande dificuldade hoje é saber, em números exatos, quantos casos temos no Estado.

“Sabemos que existe o tráfico de seres humanos, temos casos na Justiça, mas reconhecer quantos casos realmente existem é o nosso grande gargalo hoje”, afirma. Em números, o que se tem conhecimento, são 475 casos confirmados no país entre 2005 e 2011.

A Procuradora ainda afirma que outro problema reconhecido no Brasil é a mudança do perfil do País nesse mercado. “Antes, sabíamos que o Brasil era exportador de seres humanos nesse tipo de tráfico, seja ele para crime sexual ou trabalho escravo. Hoje, temos casos de pessoas de outros países sendo traficadas para o Brasil, e isso preocupa”, alerta a procuradora, que integra o Comitê Interinstitucional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do Estado do Ceará e responde pela Procuradora Regional dos Direitos do Cidadão no Estado do Ceará.

Ministro Leônidas firma parcerias na Flórida

content_id (3)

O secretário nacional dos Portos, ministro Leônidas Cristino, participou, nesta quarta-feira, na Flórida, da assinatura do Acordo Internacional de Portos Marítimo Irmãos firmado entre a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) e a Autoridade Portuária de Manatee. O acordo possibilitará o estabelecimento de linhas regulares de navegação entre os dois Portos, principalmente em função da grande importação de produtos brasileiros pela região. O documento foi assinado pelo Presidente da CDRJ, Jorge Mello e pelo Diretor Executivo do Porto de Manatee, Carlos Buqueras. A partir de agora, os portos deverão trocar informações livres e abertas, referentes à movimentação operacional de carga e de turismo, planejamento e pesquisas desenvolvidas. Será criado ainda um grupo de trabalho para dar o acompanhamento necessário e colocar em prática as intenções deste acordo.

O Porto de Manatee fica localizado na costa oeste da Flórida a cerca de uma hora de da Cidade de Orlando. A região tem grande afluência de brasileiros, o que contribui para aumento substancial da importação de produtos e carga brasileira, com possibilidade de geração de grande volume de negócios por intermédio do Porto de Manatee. Tal possibilidade é ainda potencializada pelo grande congestionamento dos portos de Miami e de Everglades, em razão do grande crescimento urbanos das Cidades.
A proximidade do Porto de Manatee com o Canal do Panamá também possibilita a redução dos custos de transporte, permitindo maior agilidade na entrega das mercadorias e fácil conexão entre portos americanos e brasileiros.

O Porto Organizado de Manatee, diferentemente dos principais Portos do Estado da Flórida, ainda dispõe de grandes áreas para expansão e inclui em seu planejamento a construção de plataformas logísticas, conhecidas nos Estados Unidos como Centros de Distribuição. Estas instalações, por estarem mais próximas dos grandes centros urbanos daquele Estado, possibilitam um grande crescimento do Porto. Nesse sentido, o Termo de Cooperação hoje firmado possibilita o aumento do comércio entre os dois Países, em uma região de grande afluência de brasileiros. Participaram também da reunião o Secretário de Gestão e Infraestrutura de Portos, Fernando Victor Castanheira de Carvalho, e o Assessor Internacional, José Newton Barbosa Gama.

(Com Site da SENAP)

Um artigo em tempo de debate sobre polícia cidadã e drogas

Com o título “Uma nova voz no debate sobre as drogas”, eis artigo publicado na Folha desta quarta-feira, que aborda o combate às drogas e que tem entre sues autores o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Confira:

Após mais de quatro décadas de guerra fracassada contra as drogas, as declarações pedindo mudanças profundas nessa estratégia aumentam a cada dia. Na América Latina, o debate engrenou. Chefes de Estado da Colômbia, Guatemala, México e Uruguai assumiram a liderança para transformar suas políticas nacionais de drogas, desencadeando forte dinâmica de mudança por toda a região e ao redor do mundo.

A discussão chegou aos Estados Unidos. Pela primeira vez, a maioria dos norte-americanos apoiam a regulação da maconha para uso adulto. Em nenhum outro lugar tal apoio é tão evidente como em Washington e Colorado, que aprovaram leis locais nesse sentido.

A mudança na opinião pública representa um desafio não apenas à lei federal dos EUA, mas também às convenções da ONU e ao regime internacional sobre drogas.

Desde 2011, a Comissão Global de Política sobre Drogas, formada a partir da mudança de paradigma apresentada pela Comissão Latino-Americana de Drogas e Democracia, tem insistido nesse caminho. Mais de 20 lideranças globais vêm expondo as consequências desastrosas de políticas repressivas.

Nosso relatório “Sobre a Guerra às Drogas” traz duas recomendações principais: substituir a criminalização do uso de drogas por uma abordagem de saúde pública e experimentar modelos de regulação legal de drogas ilícitas para reduzir o poder do crime organizado. Ao promover uma verdadeira conversa global sobre a reforma na política de drogas, nós quebramos um tabu que perdurava há mais de século.

Na semana passada, uma inesperada voz foi adicionada ao debate. O secretário-geral da Organização de Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, apresentou ao presidente Juan Manuel Santos, da Colômbia, uma resposta à demanda dos chefes de Estado americanos.

O estudo da OEA propõe quatro possíveis cenários e reflete um consenso emergente na América Latina. Felizmente, nenhum cenário insiste em manter o status quo. A maior parte dos especialistas subscreve aos três primeiros cenários –trocar a repressão por abordagens que privilegiem a segurança cidadã, experiências com diferentes formas de regular drogas ilícitas e o fortalecimento da resiliência comunitária. Obviamente, todos concordam que o quarto cenário –a ameaça da criação de narcoestados– deve ser evitado a qualquer custo.

Na prática, o relatório é o primeiro tratado de reforma de política de drogas proposto por uma organização multilateral. Indica caminhos complementares e não excludentes. Parte da premissa realista de que a demanda por substâncias psicoativas continuará a existir e que apenas uma pequena parte dos usuários se tornará dependente.

De fato, vários países e Estados já estão descriminalizando o uso de drogas, testando a regulação da maconha e implementando programas de redução de danos incluindo o fornecimento medicinal de drogas como a heroína. Essas políticas têm gerado resultados positivos e mensuráveis, e não o agravamento do consumo.

É tempo de permitir aos governos do mundo que, de forma responsável, experimentem modelos adequados às suas necessidades locais. A liderança demonstrada pelo presidente Santos e o secretário-geral da OEA é bem-vinda. Porém, o relatório é apenas um começo –autoridades do continente devem considerar seriamente as propostas de cenários e avaliar como suas políticas nacionais podem ser melhoradas. Assim, romperão com o ciclo vicioso de violência, corrupção e prisões superlotadas e priorizarão a saúde e a segurança das pessoas.

* FERNANDO HENRIQUE CARDOSO, ex-presidente do Brasil, RICARDO LAGOS, ex-presidente do Chile, PAUL VOLCKER, ex-presidente do Federal Reserve,

Dilma é a segunda mulher mais poderosa do mundo, segundo a "Forbes"

A revisa “Forbes” definiu a presidente Dilma Rousseff como a segunda mulher mais poderosa do mundo, atrás apenas da chanceler alemã Angela Merkel. Dilma, que ficou na terceira posição por dois anos consecutivos, alcançou o segundo lugar após a saída de Hillary Clinton do posto de secretária de Estado americano, o que fez a ex-primeira dama dos Estados Unidos cair para o quinto lugar.

A lista deste ano a “Forbes”  foi divulgada nesta quarta-feira.

Senadores discutem penalidade para quem não acompanha vida escolar dos filhos

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte debate nesta quarta-feira (22) projeto do senador Cristovam Buarque (PDT-DF) que estabelece penalidades para os pais ou responsáveis que não comparecerem à escola dos filhos para acompanhar seu desempenho.

Conforme a proposta (PLS 189/2012), aqueles que passarem mais de dois meses sem ir à escola do filho poderão pagar multa no mesmo valor cobrado de quem não comparece às eleições. Para Cristovam Buarque, a educação de uma criança é direito e obrigação dos seus pais ou responsáveis legais. “Sem a participação deles, a educação fica órfã, porque a escola sozinha não consegue cumprir integralmente o papel de formadora”.

O relator da proposta na CE, senador João Capiberibe (PSB-AP), apresentou voto favorável ao projeto, com emendas de redação.

(Agência Senado)

Cinco pessoas são presas na segunda etapa da Operação Leite Compen$ado

O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) começou nesta quarta-feira (22) a segunda fase da Operação Leite Compen$ado, que investiga esquema criminoso de adulteração do leite, por meio da adição de uma mistura de água, ureia e formol.

Nesta manhã, foram presas cinco pessoas, entre empresários, transportadores de leite, funcionários e um vereador, nos municípios de Rondinha, Boa Vista do Buricá e Horizontina. Também foram cumpridos sete mandatos de busca e apreensão.

Além do MP, a operação contou com a participação de representantes do ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e com o apoio da Brigada Militar.

De acordo com o promotor de Justiça Mauro Rockenbach, a continuidade da operação, iniciada em fevereiro, pretende acabar com o esquema de adulteração do leite em outros dois núcleos no Rio Grande do Sul. A prática é considerada crime hediondo de corrupção de produtos alimentícios, previsto no Artigo 272 do Código Penal.

Segundo o MP, em Rondinha, 11 laudos do Ministério da Agricultura, feitos entre fevereiro e maio, confirmaram a presença de formol no leite cru, somando um total de 113 mil litros impróprios para o consumo. As primeiras notas fiscais apreendidas em Rondinha comprovam a aquisição de 50 quilos de ureia. Com o aumento do volume do leite, os transportadores lucravam 10% a mais que os 7% já pagos sobre o preço do leite cru, em média R$ 0,95 por litro.

O Mistério da Agricultura deve propor que as empresas alterem o pagamento do frete do produto, baseando-se na distância percorrida e não mais no volume transportado. A medida é importante porque o tema é tratado no âmbito comercial, que foge da legislação referente à inspeção sanitária.

(Agência Brasil)

Preços de hotéis e de passagens aéreas preocupam Embratur

A rede hoteleira do Brasil está crescendo, mas há risco de cartelização e de práticas abusivas de lucro. O alerta foi dado pelo presidente da Embratur, Flávio Dino, que participa na manhã desta quarta-feira (22) de audiência pública da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado.

Flávio Dino admitiu a existência de tarifas caras sem justificativa, o que, para ele é um equívoco:

– É a renúncia ao futuro pelo lucro imediato e compromete a imagem do Brasil de modo duradouro. Essa questão tem que ser olhada com cuidado – afirmou.

A falta de concorrência no setor de aviação também preocupa o Executivo, assim como o preço das passagens, outro item que precisa ser debatido na opinião do presidente da Embratur.

(Agência Senado)

Prévia da inflação sobe menos em maio, freada pelos alimentos

A prévia do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15) registrou variação de 0,46%, inferior à variação do índice de abril deste ano e de maio de 2012, ambas de 0,51%. Divulgado nesta quarta-feira (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IPCA-15 mediu a variação de preços de 13 de abril a 14 de maio, comparando-os com os 30 dias anteriores.

Com a redução, caiu o índice acumulado nos últimos doze meses, que era 6,51% em abril e passou para 6,46% em maio. A variação acumulada no ano, no entanto, é 3,06%, superior aos 2,39% do mesmo período do ano passado.

Foi registrada queda na variação dos alimentos, que havia subido 1% em abril e desacelerou para 0,47% em maio. Alguns componentes desse grupo tiveram reduções acentuadas de preços, como o tomate (-12,42%) e o açúcar refinado (-6,46%). Já o feijão carioca subiu 10,13%, seguido pela cebola (5,63%) e a batata inglesa (5,45%).

A variação do preço dos transportes também recuou de -0,01% para -0,03%. O maior impacto sobre o índice, no entanto, coube ao grupo saúde e cuidados pessoais, que havia variado 0,63% no IPCA-15 de abril e subiu para 1,30%, puxado pela alta dos remédios.

A inflação nos medicamentos foi de 2,94% em maio, o triplo da registrada em abril, 0,93%. O motivo apontado pelo IBGE foi o reajuste vigente desde 4 de abril, que elevou em até 6,31% o preço dos remédios. No ano, o subgrupo acumula alta de 4,18%.

A variação de preços também subiu nos grupos habitação, de 0,68% em abril para 0,72% em maio; vestuário, de 0,44% para 0,76%; e comunicação, de -0,09% para -0,06%.

(Agência Brasil)

Tombini: inflação acumulada começará a cair no segundo semestre

Em audiência pública no Congresso Nacional, nessa terça-feira (21), o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, voltou a garantir que fará o que for necessário para controlar a inflação. Segundo Tombini, apesar dos choques de oferta que contribuíram para o aumento dos índices, a inflação está e continuará sob controle.

– O Banco Central está vigilante e fará o que for necessário, com a devida tempestividade, para colocar a inflação em declínio no segundo semestre e para assegurar que essa tendência persista no próximo ano – afirmou.

Durante a audiência, o presidente do Banco Central afirmou que nos meses de maio, junho e julho, a inflação mensal já será menor que a registrada no primeiro trimestre do ano. Além disso, Tombini prevê queda no acumulado dos 12 meses anteriores a partir do segundo semestre. Para ele, é preciso analisar a inflação em um horizonte mais amplo.

– Não é porque a inflação ficou muito alta em um mês que nós temos um descontrole da inflação. Da mesma forma, não é porque a inflação caiu muito num mês que o processo inflacionário está controlado – explicou.

Durante a audiência, Tombini também rebateu críticas que apontam o uso de uma meta extraoficial de inflação. Alguns especialistas acusam o governo de mirar não no centro da meta, de 4,5%, mas no teto, dois pontos percentuais acima.

(Agência Senado)

Medida provisória que permite o RDC para obras de aeroportos é aprovada

A Câmara dos Deputados aprovou nessa terça-feira (21) a Medida Provisória (MP) 600, que dispõe sobre o Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste e constitui fonte adicional de recursos para ampliação de limites operacionais da Caixa . A MP será agora encaminhada à apreciação do Senado, onde precisará ser votada até o dia 3 de junho, para não perder a validade.

A medida também permite o uso de recursos do Fundo Nacional de Aviação Civil (Fnac) para a reforma de aeroportos públicos, com uso das regras do Regime Diferenciado de Contratações (RDC). O texto estabelece, ainda, que a critério da Secretaria de Aviação Civil (SAC), a execução das obras poderá ser direta por meio de recursos do Banco do Brasil ou de suas subsidiárias.

Os deputados aprovaram o relatório da comissão mista do Congresso que a analisou a MP. De acordo com o relator da proposta na comissão, deputado Lucio Vieira Lima (PMDB-BA), o uso do RDC vai tornar a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) mais competitiva na execução das obras nos aeroportos. “Temos um programa para 270 aeroportos regionais, para que a população não fique a menos de 100 quilômetros de um aeroporto”, disse.

O destaque que pretendia excluir do texto a possibilidade de uso do Regime Diferenciado de Contratações (RDC) para obras em aeroportos regionais foi um dos rejeitados pelos deputados. Também foram rejeitados todos os destaques que pretendiam modificar o texto da MP.

(Agência Brasil)

Joaquim Barbosa cobra dos tribunais estaduais julgamento de ações de improbidade

253 2

joaquim barbosa

“O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, encaminhou ofício aos presidentes dos tribunais brasileiros cobrando o julgamento, em 2013, de todas as ações de improbidade e de crimes contra a administração pública distribuídas até 2011. A medida faz parte da Meta 18, estabelecida no final do ano passado após encontro nacional do Judiciário.

A Meta 18 vincula 27 tribunais de justiça estaduais, cinco tribunais regionais federais e o Superior Tribunal de Justiça. Segundo os números mais recentes, há mais de 98 mil processos dentro da meta, mas até agora apenas 35,9 mil foram julgados. No ofício, Barbosa pede a atualização correta e regular das informações sobre o cumprimento da Meta 18. A medida foi tomada porque os tribunais estavam alimentando os dados no sistema de forma incorreta. Muitos levantamentos levam em conta apenas determinadas instâncias e não toda a jurisdição sob responsabilidade do tribunal, deixando os dados incompletos.

Até o momento, somente nove cortes conseguiram julgar mais de 50% dos processos – os tribunais estaduais do Ceará, Acre, Rondônia, Amapá, Minas Gerais, Sergipe, Paraná e federais da Quarta e Quinta Região. Os tribunais regionais federais da 1ª e da 3ª regiões e o tribunal de Roraima ainda não repassaram qualquer informação ao CNJ.”

(Agência Brasil)

Ciro Gomes e seu contumaz destempero verbal

638 10

ciro gomes

Com o título Senhores da guerra: saliva não é gasolina!”, eis artigo do poeta e publicitário Ricardo Alcântara. Ele analisa declarações do ex-ministro Ciro Gomes que, no plano da segurança, ameaça que cabeças rolarão na área da segurança pública, onde ele não detém cargo comissionado. Pelo menos, oficialmente. Confira:

De onde menos se espera… é de lá que realmente não vem coisa nenhuma! Estão nas páginas dos jornais as sábias declarações de Ciro Gomes para provar que, de fato, um dito popular pode ter seu sentido invertido sem prejuízo da verdade. Sua contribuição para amenizar as tensões entre a corporação militar e o comando do governo é o emblema da imprudência. Se os policiais quiserem mesmo tocar fogo, já sabem onde estocaram a gasolina: na saliva do irmão. E logo o mais velho! Como não consta no Diário Oficial nomeação sua para cargo de confiança, a ameaça de “cortar cabeças” comunica à sociedade a existência de uma modalidade danosa no exercício do poder, excessivamente informal para uma situação de crise.

Quando mais evidenciada deveria estar a autoridade eleita e personificada na figura do governador do Estado, é sua fragilidade o que sugere a intervenção carbonária de quem ameaça punir sem as necessárias prerrogativas institucionais. Mais do que aos (ilegítimos, segundo ele) líderes do corpo policial, o destempero contumaz do primogênito afronta as generalizadas expectativas dos cidadãos, já suficientemente alarmados pela inoperância dos serviços públicos de segurança.

Se, mesmo operando no modo diletante, Ciro Gomes se declara com poderes para “cortar cabeças”, saiba ele que, nas circunstâncias atuais, a população aguarda das partes envolvidas exemplos minimamente responsáveis de diálogo e conciliação. Do contrário, não é improvável que, uma vez mais e com sérios danos à ordem pública, volte a população a olhar com simpatia para atos impróprios de quebra de hierarquia, solidária com quem não viu reconhecida a relevância de suas tarefas.

Ao vereador e capitão Wagner, Ciro Gomes dirige acusação que, caso procedente, merece apuração com rigor exemplar, mas não deveria ser manifestada sem a apresentação de algum indício: acusa-o de conluio com quadrilhas de traficantes. Um aspecto positivo: de público, o primogênito se declara isento do uso de drogas – sim, porque usuários de drogas não têm condições morais de apontar o dedo na direção de traficantes, pois a eles é que dão sustento. Boa, Ciro! Então, somos dois.

A réplica do acusado não foi menos inquietante: os verdadeiros bandidos estariam na cúpula da polícia e deu como exemplo o suposto envolvimento do coordenador de Inteligência com nada menos do que grupos de extermínio. Enfim, haja lenha.
Enquanto isso, nós, as famílias que sustentamos a todos eles (menos ao Ciro, que não tem mais profissão definida), fazemos o quê, além das nossas orações? Quem se mostrar mais sensível a isso terá maiores chances de vencer a queda de braço.

* Ricardo Alcântara,

Publicitário e poeta.

Guimarães rebate críticas de Joaquim Barbosa e diz que PT é fruto de voto popular

166 5

Líder do PT na Câmara, José Guimarães rebateu, nesta terça-feira, as críticas feitas pelo presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, ao Congresso Nacional e aos partidos políticos brasileiros. “Somos um partido programático, com 33 anos de vida e com um legado de construção da democracia brasileira e de governos, tanto do ex-presidente Lula, quanto da presidenta Dilma Rousseff”, disse o líder.

O petista também lembrou que o Partido dos Trabalhadores é produto da mobilização social e das eleições. “O PT é fruto do voto popular. O projeto que nós elegemos com Lula e com Dilma é representado pelo PT. O fato de votarmos com o governo mostra que temos identidade programática com o resultado das urnas. Ou esse governo não foi eleito democraticamente pelo povo brasileiro? Nós somos elemento fundante desse projeto transformador que o Brasil está vivendo”, afirmou o líder.

Durante palestra para estudantes universitários, Barbosa chegou a declarar que o Legislativo é controlado pelo Executivo, pensamento que também foi rechaçado por Guimarães. “Não fica bem para um presidente de Poder fazer esse tipo de declaração, isso não é um bom caminho para estabelecer a harmonia entre os Poderes. A Câmara exige respeito, nós representamos a sociedade, os partidos existem”, frisou.

Por fim, o líder lembrou que o projeto que estabelece regras mais rígidas para a criação de novos partidos teve a tramitação interrompida justamente por uma decisão do Supremo. “Nós queremos a moralização do sistema partidário, por isso queríamos votar o projeto [4470/12], mas não fizemos isso porque o STF suspendeu a sua votação”, criticou Guimarães.

(Com Agências)

Deputado apela para harmonia entre Poderes nas críticas feitas por Barbosa ao Congresso

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=C0MYNF19W3g[/youtube]

As críticas constantes do presidente do Supremo Tribunal federal, Joaquim Barbosa, ao Congresso Nacional, repercutem na classe política. Nesta terça-feira, o deputado federal Mário Feitoza (PMDB) chamou a atenção para a independência, mas também harmonia entre os Poderes.

Mário reconheceu que há demora na reforma eleitoral, como chegou a cobrar nesta semana o ministro Joaquim Babosa, mas observou: não é fácil essa discussão, que exige amadurecimento. “Ele (Joaquim Barbosa) tem razão em cobrar, mas Câmara e Senado são casas de conversa”, observa Feitoza.

Presidente do BC diz que inflação está sob controle

“Depois de atingir picos no primeiro trimestre, a inflação começou a desacelerar e tende a continuar a cair nos próximos meses, disse hoje (21) o presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini. Em audiência pública na Câmara dos Deputados, ele assegurou que os preços estão sob controle e que não há risco de o índice oficial fechar o ano acima do teto da meta. De acordo com Tombini, o principal fator que manteve a inflação elevada no início de 2013 foi o choque nos preços dos alimentos, que dependem de fatores externos, não ligados à política monetária. Segundo ele, o início do ciclo de aumento da taxa Selic (juros básicos da economia) e o alívio nas pressões dos preços de determinados alimentos impedirão que a inflação fuja do controle.

“O Banco Central tem se esforçado para colocar inflação em declínio a partir do segundo trimestre. Nos próximos três meses, inflação será menor que no começo do ano. No início do segundo semestre, a inflação acumulada em 12 meses começará a ficar abaixo do teto da meta [6,5%]”, declarou.

Além do aumento dos juros básicos, Tombini ressaltou que continuará a fazer declarações à imprensa e ao mercado para reforçar o compromisso da autoridade monetária com o controle da inflação. “A comunicação é parte importante na consecução da política monetária. As informações repassadas pelo Banco Central contribuem para as decisões dos agentes econômicos”, declarou.”

(Agência Brasil)

Sindicato dos Jornalistas do Ceará comemora 60 anos com sessão solene

1020 3

paulo_bonavides-jurista

Paulo Bonavides foi o fundador do Sindjorce.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce) ganhará sessão solene nesta quarta-feira, às 19h30min, na Câmara Municipal. O ato comemora os 60 anos da entidade. A iniciativa é da vereadora Toinha Rocha (PSOL). Durante o ato, haverá homenagem aos jornalistas Paulo Bonavides, presidente fundador da entidade – criada em 26 de maio de 1953; Mauro Benevides, vice-presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara Federal; Messias Pontes, presidente da Comissão da Verdade, Memória e Justiça dos Jornalistas Cearenses; Ana Márcia Diógenes, coordenadora do Unicef para os estados do CE, PI e RN; e Edmundo Maia (in memoriam), autor da primeira notícia sobre o golpe militar.

Em 9 de abril de 1951, o professor Paulo Bonavides, hoje renomado jurista de projeção internacional, criou a Associação Profissional dos Jornalistas do Ceará. Dois anos depois, uma assembleia geral da categoria transformaria a associação em entidade de categoria, nascendo assim o Sindicato dos Jornalistas dos Profissionais no Estado do Ceará.

Neste 60 anos, o Sindjorce foi presidido por 11 jornalistas eleitos e outros cinco reeleitos democraticamente – Paulo Bonavides (1953/1955-1955/1956), Antônio de Pádua Campos (1956/1959-1966/1968-1971/1974), Antônio Pontes Tavares (1961/1963-1963/1964), Ivonete Maia (1980/1983-1983/1986) e Déborah Lima (2004/2007 – 2007/2010)-, com destaque para Ivonete, primeira mulher eleita presidente de um sindicato de jornalistas no Brasil, e Pádua Campos, único presidente a exercer três mandatos.

Eleita secretária-geral do Sindjorce em 2010, Samira de Castro ocupa hoje a presidência da entidade em substituição a Claylson Martins, licenciado para exercício de mandato sindical junto ao Departamento de Relações Internacionais da Federação Nacional dos Jornalistas, em Brasília.

 

Padarias querem desoneração do pão francês

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=bhyz0K3l2Q4[/youtube]

Na condição de presidente da Associação Brasileira da Indústria de Panificação (Abip), o empresário Alexandre Pereira, também dirigente do Conselho Estadual do Desenvolvimento Econômico, encontra-se em Brasília. Ele faz gestões junto ao Senado por proposta que quer desoneração do pãozinho francês.

Para Alexandre Pereira, essa desoneração será imporante para a sobrevivência e maior geração de emprego e renda no setor das padarias.

BNB promoverá primeira leilão do ano de ações do Finor

“O 263º Leilão Especial de Títulos da Carteira do Fundo de Investimentos do Nordeste (Finor), primeiro deste ano, acontecerá nesta quinta-feira. Na ocasião, serão ofertadas 215,4 milhões de ações, o que equivale a um volume financeiro de R$ 16,3 milhões. O leilão será realizado via Sistema Eletrônico Mega Bolsa, coordenado pela BM&F BOVESPA S/A – Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros, em São Paulo (SP), das 10 às 15 horas (horário local).

Participarão do leilão 17 empresas oriundas de oito Estados. Seis delas são oriundas do setor primário, nove do setor secundário e duas do setor de serviços. Os estados que possuem o maior número de empresas participantes são Pernambuco (5) e Piauí (3).

SERVIÇO

A relação completa das empresas participantes do 263º leilão do Fundo de Investimentos do Nordeste (Finor) encontra-se disponível no portal do Banco do Nordeste (www.bnb.gov.br), por meio do caminho Para sua Empresa > Finor > Leilões, ou diretamente no link http://bit.ly/kc1kL1