Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Brasil é reconduzido para novo mandato na Comissão de Construção da Paz da ONU

O Brasil foi reconduzido nessa segunda-feira (24), por aclamação, para mais um mandato de dois anos no Comitê Organizacional da Comissão de Construção da Paz (CCP) das Nações Unidas, informou nesta terça-feira (25) o Ministério das Relações Exteriores (MRE).

Criada em 2005, a CCP tem como principal objetivo auxiliar os países recém-saídos de conflitos armados a alcançarem estabilidade política e econômica, e o Comitê Organizacional, composto por 31 países, estabelece as diretrizes de atuação da CCP.

O Brasil é membro do Comitê Organizacional desde que a Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), realizada em 20 de dezembro de 2005, criou o colegiado, composto por sete nações escolhidas pelo Conselho de Segurança (China, Colômbia, França, Marrocos, Rússia, Reino Unido e Estados Unidos); sete países eleitos pelo Conselho Econômico e Social (Egito, Chile, República da Coreia, Ruanda, Espanha, Ucrânia e Zâmbia); cinco dos principais contribuintes para os orçamentos das Nações Unidas (Canadá, Holanda, Japão, Noruega e Suécia); cinco dos principais fornecedores de militares para as missões da ONU (Bangladesh, Índia, Nepal, Nigéria e Paquistão); e sete membros eleitos pela Assembleia Geral da ONU (Brasil,. Benin, Croácia, Indonésia, El Salvador, Tunísia e Uruguai.

(Agência Brasil)

Líder do PSDB rechaça votação do Orçamento por Comissão Representativa do Congresso

Em entrevista ao “Blog do Josias”, o líder do PSDB na Câmara, Bruno Araújo (PE), faz o alerta: “Não vamos aceitar que uma comissão decida por todo o Parlamento sobre o que há de mais nobre na liturgia legislativa, que é a aprovação do planejamento orçamentário da nação.”

O tucano se refere à possibilidade levantada pelo presidente do Congresso, senador José Sarney (PMDB-AP), de convocar a chamada “Comissão Representativa do Congresso” — formada por 9 senadores e 19 deputados titulares e igual número de suplentes — para aprovar a lei orçamentária de 2013 em nome de 594 parlamentares.

Na última, o próprio Sarney havia anunciado a decisão de adiar para fevereiro a votação do Orçamento da União de 2013, mas agora estuda dar meia-volta. Como destacou o Blog, “se vingar o plano de Sarney, apenas 4,72% da composição do Legislativo votaria em nome de 81 senadores e 513 deputados.”

Odebrecht fecha o ano no topo da lista de empresas que mais receberam verbas da União

“A Construtora Norberto Odebrecht S.A chegou ao topo da lista de empresas que mais recebem recursos do Orçamento Geral da União (OGU), no Poder Executivo. Em 2012, a empreiteira recebeu R$ 1 bilhão, valor nunca antes alcançado por qualquer outra empresa. O motivo para o valor recorde está na implantação de estaleiros e base naval, ação coordenada pelo Comando da Marinha do Brasil.

Do total recebido, R$ 999,7 milhões foram destinados para essa iniciativa. A rubrica integra o programa “Política Nacional de Defesa” e possui previsão orçamentária de R$ 1,2 bilhão. Até o último dia 19 de dezembro, R$ 1,1 bilhão foi desembolsado, dos quais 94,2% foram pagos à Odebrecht. A previsão é que o ritmo de valores repassados para a Odebrecht continue alto nos próximos anos.”

(Site Contas Abertas)

Tancagem do Mucuripe será transferida para o Pecém em 2013

A Petrobras incluiu a transferência da tancagem da área do Mucuripe, em Fortaleza, para o Complexo Industrial e Portuário do Pecém, em São Gonçalo do Amarante (Região Metropolitana) entre suas prioridades para 2013.

A informação é do secretário nacional dos Portos, ministro Leônidas Cristino.

Esse projeto de transferência da tancagem – empresas distribuidoras de combustíveis, é antigo. Trata-se de um pleito que leva em conta principalmente a segurança dos moradores do entorno do local, onde surgiram várias ocupações ao longo dos últimos anos.

Veja – Deputados cearense entre destaques de 2012

258 5

Domingos Neto preside a Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara.

Em seu primeiro mandato, o deputado federal Domingos Neto (PSB) aparece entre os parlamentares mais influentes no País de acordo com pesquisa publicada pela revista Veja deste fim de semana. Nessa edição, a revista coloca o parlamentar no ranking nacional ocupando o 31º lugar. Entre os cearenses, Domingos Neto (24) aparece em terceiro lugar, atrás apenas dos deputados André Figueiredo, líder da bancada do PDT, e Artur Bruno (PT), que foi relator do Plano Nacional de Educação. Domingos Neto é presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara.

O ‘ranking do progresso’, como é chamado, foi realizado em parceria com o Núcleo de Estudos sobre o Congresso (Necon), do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Iesp/Uerj). Considerou critério de analise o desempenho do parlamentar, aferindo a qualidade de seu ativismo, em palavras e votos, em relação a questões vitais em tramitação na Câmara e no Senado. Outro critério importante foi a exclusão de parlamentares envolvidos em escândalos ou de reputação duvidosa.

DETALHE – Domingos Neto foi escolhido para ocupar o cargo de Secretário especial da Copa na gestão do novo prefeito Roberto Cláudio.

Com quadro estável, Dominguinhos segue internado no Recife

O músico pernambucano Dominguinhos permanece internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Santa Joana, no Recife. Segundo boletim médico divulgado nessa segunda-feira (24), o estado de saúde do artista é estável, mas ele continua sedado e respirando por aparelhos. Um novo boletim médico deve ser divulgado nesta terça-feira (25).

Dominguinhos está internado desde o dia 17 de dezembro para tratamento de uma infecção respiratória e arritmia cardíaca. De acordo com o boletim médico, assinado pelo coordenador da CTI, o médico Odin Barbosa da Silva, a arritmia está sendo controlada com uso de medicamentos e de um marca-passo temporário.

“Está mantida a sedação contínua e [Dominguinhos] encontra-se bem adaptado à ventilação mecânica. A infecção vem respondendo bem ao tratamento instituído e a previsão é manutenção da conduta nos próximos dias”, informou o hospital.

Na véspera do Natal, Dilma anuncia medidas econômicas e fala com governadores

160 1

A presidenta Dilma Rousseff passou esta segunda-feira (24), véspera do Natal, entre reuniões com ministros e telefonemas para governadores. Com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, Dilma acertou dois anúncios: o reajuste do salário mínimo e a isenção de Imposto de Renda (IR) para a participação nos lucros e resultados (PLR). “Ela fez questão de que isso acontecesse hoje, na véspera do Natal”, disse a ministra ao anunciar as medidas.

O valor do salário mínimo será de R$ 678 a partir de 1° de janeiro de 2013. Já a isenção do IR valerá para quem recebe PLR de até R$ 6 mil. A partir de R$6.000,01, foram criadas escalas de alíquotas, de 7,5% até 24,5%, dependendo do valor recebido. As duas medidas serão publicadas no Diário Oficial da União da próxima quarta-feira (26).

Dilma também aproveitou a manhã para falar com governadores em todo o país. “A presidenta ligou para praticamente todos os governadores para desejar feliz Natal”, segundo a ministra da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, Helena Chagas.

A presidenta deve passar a noite de Natal em Brasília, volta ao trabalho na quarta-feira (26), e até o fim de semana deve ir para uma base militar na Bahia, onde passará o réveillon.

(Agência Brasil)

Governo reajusta salário mínimo para R$ 678 a partir de janeiro

O valor do salário mínimo será R$ 678 a partir do dia 1° de janeiro de 2013. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (24) e o decreto será publicado no Diário Oficial da União da próxima quarta-feira (26). Atualmente, o salário mínimo é R$ 622.

De acordo com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que fez o anúncio a pedido da presidenta Dilma Rousseff, o reajuste, de cerca de 9%, considerou “a variação real do crescimento” e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

“Ela [Dilma] fez questão de que isso ocorresse hoje, na véspera do Natal”, disse a ministra. A proposta da Lei Orçamentária de 2013 previa o mínimo em R$ 674,96 a partir de janeiro.

Além do reajuste do salário mínimo, o governo anunciou hoje a isenção de imposto de renda sobre a participação nos lucros e resultados de até R$ 6 mil e escalonamento de alíquotas para benefícios acima desse valor.

(Agência Brasil)

Neste Natal, a lembrança de dom Aloísio Lorscheider

Com o título “O nosso eterno dom Aloísio”, eis o Editorial do O POVO desta segunda-feira, véspera de Natal. Resgata um homem que, acima de tudo, soube ser igreja. Confira:

Este mês de dezembro marca a passagem dos cinco anos da morte em Porto Alegre (RS) de dom Aloísio Lorscheider, o cardeal gaúcho que o Ceará adotou. Após vários anos lutando dignamente contra problemas de saúde, ele nos deixou aos 83 anos, já em retiro no Rio Grande do Sul, seu estado de nascimento. É bom ressaltar que esse recolhimento se deu por escolha própria, pois não faltaram apelos para que vivesse seus últimos dias no Ceará, junto ao povo que até hoje lhe é grato pelos ensinamentos e exemplos de vida.

O destino lhe reservou a data de 23 de dezembro para a passagem final, dois dias antes da celebração natalina, como a nos fazer mais uma vez refletir sobre a importância dos ensinamentos deixados pelo homenageado de amanhã, Jesus Cristo, que a cada dia parecem ficar mais distantes.

Dom Aloísio foi um fiel seguidor desses ensinamentos, tanto na palavra como na ação. Em Fortaleza, onde esteve à frente da Arquidiocese de 1973 a 1995, foi verdadeiramente um cardeal para além da defesa das causas religiosas.

Dele, até hoje, as lembranças só dignificam sua biografia, voltada para a defesa dos mais pobres e dos menos favorecidos de nossa sociedade. Assim, manteve voz ativa na luta contra a ditadura militar, abriu espaço para a causa dos índios, esteve ao lado dos presidiários mesmo em circunstâncias nas quais sofreu risco de morte. Enfim, tratou-se de um homem verdadeiro em todos os momentos de sua trajetória. Para muitos, dom Aloísio era a voz dos que não tinham espaço para expressá-la em meio às barreiras impostas pelos poderosos.

Em vista disso, se fez mediador por diversas vezes entre os mais necessitados e esses donos do poder, em situações nas quais eram poucos os que poderiam e teriam a magnitude necessária para assumir esse papel.

A prova dessa assertiva é que chegou a ser votado para ser papa, fato que encarou humildemente até o final da sua vida. Por tudo, o Ceará continua ainda hoje reconhecendo nele a figura de uma pessoa ímpar, que nos deixou fisicamente, mas que permanece viva através de sua obra.

Gilberto Carvalho: O PT precisa se renovar

125 2

Do Brasil 247

Há dez anos no primeiro escalão do governo federal, o ministro Gilberto Carvalho, que hoje comanda a Secretaria Geral da Presidência da República, acredita que “o PT precisa se renovar”. Segundo ele, do ponto de vista “da ética e da relação com a coisa pública”.

Numa entrevista à repórter Juliana Braga, do jornal Correio Braziliense, o homem que já foi braço direito do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirma que este foi o “ano de maior sofrimento da história do partido”. No entanto, lembra que também foi, ao mesmo tempo, “um ano de grande vitória”, já que realizou conquistas mesmo diante de “rajadas” e “saraivadas”.

Na conversa com o jornal da capital federal, Gilberto Carvalho menciona que há agora de se fazer uma “reparação dos excessos” sofridos durante o julgamento da Ação Penal 470, o ‘mensalão’, segundo ele “um exagero que a história vai colocar no seu devido lugar”.

Questionado sobre o vídeo direcionado à militância petista em defesa de Lula, que gravou depois da publicação do depoimento do empresário Marcos Valério no jornal O Estado de S.Paulo, ele afirma ter “aproveitado o momento” para mandar uma mensagem a seus “companheiros”, mas que não vê “motivo para preocupação com isso”.

Senado – A mordomia dos 14º e 15º salários

“Veja como eu voto, mas não veja o que eu faço. Este é o lema do Senado Federal quando o assunto é a mordomia dos 14º e 15º salários. Em 17 de dezembro, na última segunda-feira, 72 dos 81 parlamentares embolsaram R$ 26,7 mil referentes ao 14º. O 15º será pago em fevereiro.

Os senadores aprovaram por unanimidade o projeto que extingue a regalia, em 9 de maio, mas a Câmara dos Deputados engavetou a matéria e a grande maioria acabou se beneficiando.
Conforme informação repassada oficialmente pela assessoria de imprensa do Senado Federal, apenas nove senadores,

inicialmente, se recusaram a receber a regalia: Ana Amélia (PP-RS), Ana Rita (PT-ES), Cristovam Buarque (PDT-DF), João Capiberibe (PSB-AP), João Ribeiro (PR-TO), João Vicente Claudino (PTB-PI), Pedro Taques (PDT-MT), Randolfe Rodrigues (PSol-AP) e Rodrigo Rollemberg (PSB-DF).”

(Correio Braziliense)

Marina Silva pede apoio a Heitor para criar novo partido no Ceará

351 13

Marina apoiou a Heitor em Fortaleza.

A ex-senadora Maria Silva (PT) pediu ao deputado estadual Heitor Férrer (PDT) que lhe ajudasse a montar no Ceará o seu partido.

Provisoriamente, com nome Partido da Sustentabilidade.

Não se sabe qual a resposta de Heitor que, na disputa pela Prefeitura de Fortaleza, contou com o apoio de Marina em seu palanque.

(Coluna Vertical, do O POVO)

Dilma promete ampliar diálogo com a sociedade. Convoca empresários a investir no País

198 1

“A presidenta Dilma Rousseff disse nesse domingo (23), em rede nacional de rádio e televisão, que 2013 será o ano de ampliar o diálogo com todos os setores da sociedade, acelerar obras, melhorar a qualidade dos serviços públicos e continuar defendendo o emprego e o salário. Ela pediu que os brasileiros mantenham a confiança e que os empresários invistam no país. “Este é um governo que confia no seu povo, no seu empresariado, que respeita contratos e está empenhado na construção de novas parcerias entre os setores público e privado”.

A presidenta garantiu que a redução das tarifas de energia, anunciada em setembro, será mantida. A queda será possível por causa da redução de encargos e acordos com as concessionárias, que irão praticar tarifas mais baixas em troca da renovação de seus contratos. “No início de 2013, a sua conta de luz e a das empresas vão ficar menores. O corte será o que anunciei. A redução na conta de luz é fundamental para que as indústrias brasileiras possam produzir a custos mais baixos, ganhar mercado e continuar gerando empregos”.

Outras ações do governo para melhorar a competitividade da economia também foram lembradas, como a construção de 10 mil quilômetros de ferrovias e a duplicação de 7,5 mil quilômetros de rodovias, as novas regras para os portos, a modernização dos grandes aeroportos e o programa para a construção e expansão dos aeroportos regionais.

Na área econômica, Dilma ressaltou que o governo manteve a inflação sob controle, melhorou o câmbio e criou condições para que os juros caíssem ao menor patamar da história. “Temos ampliado o crédito para estimular os investimentos privados e temos diminuído impostos, juros e desonerado a folha de pagamento das empresas sem reduzir nenhum direito dos trabalhadores”.

A presidenta também destacou a importância das ações na área de educação para superar a pobreza e aumentar o poder competitivo do país. Ela citou programas como o Pronatec, o Prouni e o Ciência sem Fronteiras e convocou as famílias, os professores, diretores, prefeitos e governadores para garantir o direito à alfabetização até os 8 anos. “Essa ação, em conjunto com a educação em tempo integral, nos permitirá mudar de fato a qualidade da educação no Brasil. Aliás, nenhuma nação se tornou próspera e desenvolvida sem alfabetizar na idade certa suas crianças e sem oferecer o ensino em dois turnos”.

Também foram destaques de seu pronunciamento as ações do governo para a superação da pobreza, como o Brasil sem Miséria, que retirou da pobreza extrema 16,4 milhões de brasileiros, o Brasil Carinhoso e o Bolsa Família. “Protegendo as crianças e os jovens, estamos construindo um futuro melhor para o Brasil”, disse. Ela também citou o Programa Minha Casa, Minha Vida, que já permitiu a compra de um milhão de casas e a contratação de mais 1 milhão de novas moradias.

Dilma lembrou a inauguração, na semana passada, dos dois primeiros estádios da Copa do Mundo, o Castelão e o Mineirão. Ela garantiu que no início do ano que vem serão entregues mais quatro estádios, que serão palco da Copa das Confederações. “Entramos na reta final da preparação para realizar a melhor Copa do Mundo de todos os tempos, que será um sucesso dentro e fora dos gramados”.

(Agência Brasil)

Número de concursados contratados no país aumentou em 2012

Dados do Ministério do Planejamento revelam que aumentou em 7,44% o número de concursados convocados em 2012. Neste ano, 16.650 novos servidores ingressaram no serviço público ante os 15.444 chamados no ano passado. Mesmo assim, o número de contratados ficou abaixo da projeção do Planejamento para o período, que era de 16.794 novos postos, dos quais 10.317 se destinariam a novos provimentos e 6.477 à substituição de terceirizados.

A quantidade de convocados é bastante inferior aos 54,7 mil novos postos previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA). De acordo com a secretária de Gestão Pública (Segep) do Ministério do Planejamento, Ana Lúcia Amorim, a quantidade prevista é apenas “autorizativa”. “Não houve queda (nas contratações). Historicamente, o que é efetivado é sempre inferior, isso acontece todos os anos”, explicou Ana Lúcia. Segundo ela, o Anexo 5 da LOA é autorizativo apenas e contém grandes números porque considera todos os Poderes, com previsões que vão além do próximo exercício.

“Estamos falando de uma peça plurianual, cumulativa”, que abrange vagas para cargos efetivos e comissionados civis, para cargos militares e ainda quantitativos relativos à criação de cargos herdados de orçamentos anteriores que não foram ainda aprovados no Congresso Nacional.  Em 2012, educação foi a área mais beneficiada, com 50% das vagas autorizadas, no total de 8.440. Em 2011, esse percentual havia sido 70%. Saúde e segurança pública também entram no topo das prioridades de governo, com 4.161 e 1.513 novas convocações, respectivamente.

Para 2013, a LOA autorizou 49,3 mil contratações. Segundo a margem orçamentária do Ministério do Planejamento, ao descontar o efetivo militar e os cargos comissionados, o número cai para 37,2 mil novos postos. Ana Lucia disse que o momento de instabilidade financeira mundial e o fraco desempenho econômico brasileiro não alteram a quantidade de contratações. “O ritmo das autorizações está dentro da normalidade, levando-se em conta que a recomposição de quadros por meio de concurso público realizada nos últimos anos já chegou a patamares de estabilidade em relação à composição de pessoal”.

(Agência Brasil)

Projeto cria novas regras para reajuste de professores da educação básica

161 1

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 4375/12, do deputado Alex Canziani (PTB-PR), que determina o reajuste anual do piso salarial de professores da educação básica com base na inflação medida pelo INPC nos doze meses anteriores, acrescido de 1/3 da variação anual do Fundeb. Pelo texto, caso o 1/3 do crescimento do Fundeb seja igual ou menor que 3,5% será aplicado esse percentual mais a inflação.

Atualmente, o reajuste considera apenas o crescimento do valor aluno ano do Fundeb, que representa 22% ao ano.

Para Canziani, o modelo utilizado hoje é inadequado porque desconsidera a capacidade orçamentário-financeira de estados e municípios. Por outro lado, segundo o autor, a correção apenas pela inflação não é suficiente para recuperar o poder aquisitivo dos professores.

“A inflação no ano passado foi de 6,08% (INPC) e o orçamento de estados e municípios cresceu em média 10%. Logo, 22% (variação do Fundeb) está acima do limite da responsabilidade fiscal e orçamentária do gestor”, argumenta.

(Agência Câmara de Notícias)

Cearense tido como maior estelionatário do Brasil morre em tentativa de fuga

Durante uma tentativa de fuga do Hospital Monte Sinai, em Garanhuns, no agreste pernambucano, o cearense Hamilton Rodrigo Araújo Freitas de Andrade, 36, conhecido como o “rei do golpe”, morreu nesse sábado (22) ao pular do segundo andar do prédio.

Segundo a Polícia, o cearense estava sob custódia em um dos leitos do hospital e aproveitou o descuido de um policial para saltar sobre um colchão que estava no térreo. De acordo ainda com a Polícia, o estelionatário teria errado o alvo. O comparsa de Hamilton Rodrigo, que havia colocado o colchão, foi detido. O excesso de peso do cearense, cerca de 200 quilos, foi um agravante na queda livre.

O cearense respondia a processos nos estados do Ceará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Goiás e Minas Gerais, todos pela prática de estelionato, diante da realização de cursos de capacitação profissional, sem as devidas licenças ou qualificações.

Em um vídeo gravado em Fortaleza, antes da sua prisão (junho de 2011), no bairro Aldeota, o estelionatário disse estar incomodado com o título de “rei dos golpes”. “Se isso fosse verdade, eu estaria rico”, alegou no vídeo, disponível no You Tube. Na mesma gravação, Hamilton Rodrigo negou que fosse estelionatário e sugeriu que a Polícia deveria centrar investigações nos políticos em Brasília.

(com agências)

Corpo do poeta Lêdo Ivo será cremado na Europa

O corpo do poeta e romancista Lêdo Ivo, que morreu na madrugada deste domingo (23) na Espanha, será cremado na Europa. Segundo a Academia Brasileira de Letras (ABL), suas cinzas serão trazidas para o Rio de Janeiro, provavelmente na próxima semana, e ficarão no mausoléu da ABL, no Cemitério São João Batista.

Lêdo Ivo estava em Sevilha, em companhia do filho, o artista plástico Gonçalo Ivo, quando passou mal e morreu. Assim que soube de sua morte, a presidenta da ABL, Ana Maria Machado, determinou que a bandeira da academia fosse hasteada a meio-mastro.

“Poeta e ficcionista versátil, de obra variada que abarcava vários gêneros, Lêdo Ivo gozava de uma vitalidade assombrosa para seus quase 90 anos e sua saúde frágil. Falava alto, gostava de comer bem, se esmerava em contar histórias divertidas. Nos últimos tempos, essa disposição estava sendo comprovada o tempo todo, nas sucessivas viagens que se multiplicavam , fossem para participar de festivais internacionais de poesia, fossem para receber homenagens no exterior, sobretudo nos países de língua hispânica”, disse a escritora, em nota divulgada à imprensa.

O capital político de Dilma e as incertezas de 2013

109 2

Da coluna Menu Político, no O POVO deste domingo (23), pelo jornalista Luiz Henrique Campos:

Os últimos números sobre a avaliação da presidente Dilma Rousseff, indicando que surfa em altíssima popularidade junto à sociedade, revelam aspectos interessantes em relação ao perfil traçado, ainda na campanha, para a gestora do País. Um ponto, e talvez o principal a ser destacado, é que grande parte dessa aceitação se deve ao bom momento da economia, com pleno emprego e, por consequência, geração de renda para as classes menos favorecidas. Outro fator é que se a então chefe da Casa Civil do ex-presidente Lula, antes tida como a gerentona que garantiria ao País a entrada em outro patamar de desenvolvimento, não conseguiu ainda dar mostras concretas dessa característica, ela agora assume papel mais voltado à área social, graças ao aprofundamento de programas voltados a esse foco.

Mas se a política e a economia se complementam no contexto geral de atendimento das demandas da sociedade, é impossível traçar um quadro para 2013 no Brasil, sem ter em perspectiva as vulnerabilidades a que o atual governo está exposto, principalmente diante às ameaças externas. Nesse sentido, as projeções econômicas apontam que a crise na Zona do Euro seja estabilizada em 2013. Mas isso não é garantia de que os países atingidos pelo mau momento na Europa voltem imediatamente à rota do crescimento econômico vigoroso em virtude dos elevados níveis de endividamento e pelos programas de ajuste fiscal em curso e, principalmente, pelo risco financeiro ainda presente nas economias mais fragilizadas como Grécia, Espanha, Irlanda, Itália e Portugal, que contemplam elevados índices de desemprego.

Como reflexo disso, no caso do Brasil, não teremos apenas desafios para 2013 e 2014, mas sim para os próximos 30 anos. Por isso mesmo, destaque-se ser de curto prazo a necessidade de retornar o mais rápido possível ao equilíbrio das contas fiscais e à realização de investimentos em áreas estratégicas. É consenso, ainda, que, para termos crescimento vigoroso e sustentável, o governo terá de melhorar a qualidade dos seus gastos correntes, criar condições para o aumento de produtividade, aprimorar os marcos regulatórios, promover uma reforma tributária, investir na educação e na qualificação de mão de obra e criar condições para a efetiva eliminação de gargalos de infraestrutura. Tudo isso, todavia, não é tarefa fácil de ser executada.

A disputa em torno dos royalties do petróleo é um exemplo típico do quanto a economia é influenciada pelo jogo político e de como o vento muda rápido na esfera dos interesses políticos. Prova disso é a indefinição sobre as reformas estruturais que a sociedade anseia há anos para permitir ao Brasil avançar no seu crescimento. O ano que se inicia, além disso, antecede a 2014, quando se sabe que é praticamente morto em termos de decisões. O panorama político, portanto, apesar da popularidade hoje em alta da presidente, não é garantia de um 2013 tranquilo, caso surjam turbulências na economia, reservando muito mais incertezas do que garantias para a presidente Dilma e o Brasil.

Dilma deve ir a sete países em 2013 e agenda internacional começa em janeiro

A presidenta Dilma Rousseff retoma sua agenda internacional no fim de janeiro de 2013, quando participa da Cúpula da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e União Europeia, em Santiago, capital chilena. Até setembro, Dilma deve ir a, pelo menos, seis países: Chile, Guiné Equatorial, África do Sul, Índia, Rússia e Estados Unidos. A presidenta passará o Natal e o Ano-Novo no Brasil. Ela pretende ficar em Brasília no Natal e ir para a Base Naval de Aratu, na Bahia.

A agenda internacional da presidenta costuma ser alterada com frequência, pois há convites que surgem de última hora e fatores internos que acabam interferindo, como questões que ela quer acompanhar de perto. Porém, a cada fim de ano é organizada uma agenda com uma série de programações.

No Chile, durante a Cúpula Celac-União Europeia, o tema que deve prevalecer nas discussões é a questão econômica e comercial. Alguns países sul-americanos reclamam das barreiras econômicas impostas pelos europeus aos seus produtos. Porém, outros, como a Bolívia, mantêm acordos de livre comércio com a União Europeia (que reúne 27 países).

Nos dias 22 e 23 de fevereiro, a presidenta deve participar da Cúpula América do Sul-África, na cidade de Malabo, capital da Guiné Equatorial. A cúpula foi adiada algumas vezes em decorrência da instabilidade interna em alguns países da região, como o Egito, a Guiné-Bissau, Tunísia, Madagascar, o Níger e Mali. 

No fim de março, Dilma deve participar da Cúpula do Brics (grupo formado pelo Brasil, a Rússia, Índia, China e África do Sul), em Durban, na África do Sul. Em junho, será a vez de ela participar da Cúpula Ibas (Índia, Brasil e África do Sul), em Nova Délhi, na Índia.

Em setembro, a presidenta tem programadas duas viagens internacionais. Nos dias 5 e 6, deve ir a  São Petersburgo, na Rússia, para a Cúpula do G20 (grupo que reúne as 20 maiores economias do mundo) e no fim do mês, participa da abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, nos Estados Unidos. Tradicionalmente, ela é a primeira a discursar.

(Agência Brasil)