Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Aposentados e pensionistas cobram aprovação de PEC que reduz cobrança sobre inativos

“Servidores públicos, aposentados e pensionistas da União ouviram na manhã desta quarta-feira (20) na Câmara Federal, manifestações de parlamentares em apoio à aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 555-2006, que trata da extinção gradual da cobrança de contribuição previdenciária sobre os proventos pagos pela Previdência Pública aos inativos.

A cobrança foi aprovada em 2003 pela Reforma da Previdência e instituiu desconto de até 11% sobre os vencimentos que ultrapassarem o teto da Previdência Social, hoje de R$ 4.159. A PEC 555 está tramitando na Câmara desde 2010 e quer reduzir 20%, a cada ano, sobre o total cobrado dos inativos, até ficar completamente extinto, após os 65 anos de idade.

O deputado Ivan Valente (PSOL-SP), um dos que se manifestaram pela colocação imediata da proposta na pauta da Câmara, lembrou que “a própria reforma da Previdência tem que ser anulada depois que o Supremo Tribunal Federal condenou os parlamentares que participaram da votação, por compra de voto”.

Ele lembrou que a ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), já pediu parecer sobre a ação que pede anulação da reforma à Procuradoria Geral da República (PGR) e à Advocacia Geral da União (AGU), como relatora de pedido impetrado pelo Movimento dos Servidores Públicos Aposentados e Pensionistas (Mosap).”

(Agência Brasil)

Conselho Regional de Contabilidade fará exame de suficiência no próximo domingo

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=2j0udSh_FhA[/youtube] 

O Conselho Regional de Contabilidade (CRC) realizará, no próximo domingo, exame de suficiência (tipo ordem) em Fortaleza, Juazeiro do Norte e Sobral. Para cerca de 800 inscritos.

O exame ocorrerá em todo o País e conta com mais de 40 mil profissionais de contabilidade inscritos, segundo informa o presidente do CRC, Cassius Coelho.

 

Sai edital de concurso para auditor de controle interno estadual

Já está na praça o edital do concurso público para o preenchimento de 18 vagas de auditor de controle interno da Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE). O certame será realizado pela Comissão Executiva do Vestibular da Universidade Estadual do Ceará. As inscrições terão início no dia 8 de abril, permanecendo abertas pelo período de 15 dias úteis.

A realização do concurso, segundo o Controlador e Ouvidor Geral, João Melo, visa recompor os quadros da Controladoria e possibilitar que suas atribuições de avaliação e fiscalização de contratos, convênios e outros instrumentos congêneres; de consultoria aos órgãos e gestores estaduais; e de controle social, através da Ouvidoria e do Portal da Transparência, sejam realizadas de forma satisfatória.
 

Servidores do INSS podem paralisar atividades

351 2

inss

Fachada da agência do INSS Parquelândia: porta com remendo de madeira.

Os servidores públicos federais do Seguro e Seguridade Social no Ceará vão discutir se paralisarão as atividades, por 24 horas, no próximo dia 26, conforme foi aprovado pela Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social. A assembleia ocorrerá às 14 horas desta quinta-feira, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Trabalho e Previdência Social do Ceará (SINPRECE).

Entre as reivindicações da categoria, está a manutenção e regulamentação da Jornada de 30 horas para todos os servidores; a implantação do Plano de Carreira com incorporação das Gratificações GDASS/GDPST; exigir melhores Condições de trabalho para atendimento a população; lutar pela Paridade no tratamento entre Ativo, Aposentados e Pensionistas; realização de Concurso Público para repor o quadro de pessoal e revogação da Reforma da Previdência Social.

(Foto – Paulo MOska)

Comércio – Inadimplência sobe 6,6% em fevereiro

“A taxa de inadimplência do comércio varejista avançou 6,65% em fevereiro de 2013, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, segundo informou hoje (20) a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em conjunto com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). A pesquisa também traz boas notícias: o volume de vendas a prazo subiu 11,23% e o cancelamento de registros de inadimplência teve crescimento de 8,5%. De acordo com o presidente da entidade, Roque Pellizzaro Junior, o aumento do atraso no pagamento de contas é consequência das medidas de estímulo ao consumo somadas à falta de planejamento do consumidor, que não se programa para comprar.

“Alta empregabilidade, crescimento salarial real, taxa de juros baixa e ampliação da oferta de crédito são fatores que favorecem o consumo. A pesquisa aponta que o consumidor brasileiro, principalmente o das classes mais emergentes, ainda não sabem lidar com a grande oferta de crédito”, comentou. A pesquisa apontou ainda que o volume de vendas a prazo subiu 11,23% em fevereiro, quando comparado ao mesmo período do ano anterior. O índice é relativo às consultas feitas para compras a prazo e pagamentos em cheque.”

(Agência Brasil)

Amigo de Padilha pode disputar cadeira de deputado federal

435 22

odoricomoneiro

Além do ex-presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Acrísio Sena, mais um nome no Partido dos Trabalhadores deverá entrar na disputa por cadeira de deputado federal em 2014.

Trata-se do secretário nacional de Gestão e Participação Popular do Ministério da Saúde, Odorico Monteiro. Há movimentações políticas da parte dele dentro do partido e junto a lideranças do Interior.

Já Acrísio Sena entrará no páreo depois de ter fechado acordo com o hoje deputado federal Artur Bruno (PT), que, em 2014, tentará voltar à Assembleia Legislativa.

As mentiras dos generais golpistas são mostradas à sociedade brasileira

212 2

Com o título “Temos de ser intolerantes com a impunidade”, eis artigo do jornalista Messias Pontes. Aborda o período da ditadura e as verdadeiras da época que, hoje, são desmistificadas. O caso da morte de Vladimir Herzog é um deles. Confira:

O Brasil foi o último país nas Américas a libertar seus escravos e é o único a não punir os crimes de lesa humanidade praticados pela ditadura militar (1º de abril de 1964 – 15 de março de 1985). Nesses longos 21 anos de trevas, mais de 50 mil brasileiros foram vítimas diretas dos covardes criminosos fardados que cometeram crimes contra a humanidade: começaram subvertendo a ordem constitucional ao rasgar a Constituição de 1946, que juraram cum defender e cumprir, depondo pela força o presidente da República João Goulart, constitucional e legalmente eleito pelo povo brasileiro; cassaram mandatos de parlamentares eleitos democraticamente; prenderam ao arrepio da lei, baniram, demitiram, sequestraram, torturaram, estupraram, mataram, ocultaram os corpos de centenas de patriotas e continuam mentindo. Pior: continuam impunes apesar de muitos indícios e incontáveis e irrefutáveis provas testemunhais e documentais.

A cada dia mais provas contra as mentiras dos generais golpistas vende-pátria são mostradas à sociedade brasileira. As mais fajutas versões apresentadas pelos militares golpistas são desmascaradas. Em novembro de 2010 a Corte Interamericana de Direitos Humanos da OEA colocou o Brasil no banco dos réus e condenou o País pelo desaparecimento de 62 militantes do PCdoB na região do Araguaia. A CIDH ordenou a investigação e punição dos crimes cometidos por agentes da repressão da ditadura militar. Até o momento, nenhum criminoso militar ou civil foi exemplarmente punido.

Uma a uma as mentiras dos militares golpistas vão sendo desmascaradas. Um dos casos mais emblemáticos é do jornalista Vladimir Herzog, morto sob tortura nas dependências do DOI-Codi do II Exército, em São Paulo, em 25 de outubro de 1975. A versão apresentadas foi de suicídio por enforcamento, inclusive essa aberração constava nos seu atestado de óbito. Todos sabiam que essa versão era a mais pura deformação da verdade.

Felizmente, para gáudio da família, dos amigos, dos democratas e amantes da verdade essa farsa foi desmascarada definitivamente pela Justiça de São Paulo, e a viúva Clarice Herzog recebeu na última sexta-feira 15 o novo atestado de óbito apontando como causa da morte lesões e maus-tratos sofridos por Herzog durante interrogatório numa dependência do II Exército, há 38 anos. Na época ele era diretor de jornalismo da TV Cultura.

A versão de asfixia mecânica por enforcamento indicando que Vlado teria cometido suicídio foi desmascarada no mesmo dia pelo então presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, Audálio Dantas, e pelo rabino Henry Sobel que contestou a versão oficial. Por ser judeu, Vladimir, em caso de suicídio teria de ser enterrado com os pés voltados para o muro do cemitério o que não aconteceu devido à coragem do rabino. Sete dias depois, no culto ecumênico na Catedral da Sé, mesmo diante de grande aparato militar e de ameaças de morte, Audálio e outras lideranças denunciaram e responsabilizaram os militares pelas torturas e assassinato do jornalista.
Há 40 anos outro democrata era morto sob as mais cruéis torturas nas dependências do DOI-Codi em São Paulo e a versão apresentadas pelos criminosos fardados foi de atropelamento. Trata-se do estudante de Geologia da USP, Alexandre Vannucchi Leme, então com 22 anos, que teve o corpo enterrado numa vala do cemitério de Perus (São Paulo), em um buraco forrado de cal para acelerar a decomposição.

O novo atestado de óbito de Vladimir Herzog foi entregue à sua viúva e aos dois filhos Ivo e André durante a cerimônia no Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo da Caravana da Comissão Nacional da Anistia, presidida pelo advogado e secretário-executivo do Ministério da Justiça, Paulo Abrão. Na mesma ocasião foi dada a declaração de anistia política post mortem ao estudante Alexandre Vannucchi Leme que era estudante da USP em março de 1973 quando foi brutal e covardemente assassinado.

Todas as versões apresentadas pelos militares golpistas sobre a morte de adversários do terrorismo de Estado são mentirosas. Casos como o atentado do Riocentro, em 30 de abril de 1981, desmascaram a versão oficial que chega a ser hilariante dada a sua estupidez. Mas muitos casos precisam ser esclarecidos e dado publicidade para que toda a nação saiba dos horrores que aconteceram naquele nebuloso período, verdadeira tragédia nacional.

O mais escabroso foi o fato narrado pelo ex-delegado do DOPS Cláudio Guerra, um dos policiais mais truculentos e poderosos a atuar na repressão do regime militar entre as décadas de 70 e 80 do século passado. Ele confessou ter assassinado mais de 100 e declarou ter levado pessoalmente o corpo de dez militantes políticos mortos sob tortura para serem incinerados nos fornos de uma usina de açúcar no interior do Rio de Janeiro.

Atualmente com 72 anos de idade – ele é pastor evangélico, tendo se convertido na cadeia enquanto cumpria pena pelo assassinato de um bicheiro no estado do Espírito Santo – Guerra confirmou a existência de vários centros de tortura e assassinato, como a Casa da Morte, em Petrópolis, na região serrana fluminense. E narrou que todos os corpos de presos políticos chegavam seminus, castrados e com fraturas expostas. Esse e outros casos escabrosos estão contados por Cláudio Guerra no livro Memórias de uma Guerra Suja, dos jornalistas Marcelo Neto e Rogério Medeiros.

Igualmente carecem de esclarecimentos as mortes dos ex-presidentes João Goulart e Juscelino Kubitscheck. A família de Goulart já autorizou a exumação do corpo dele para autópsia, pois tem certeza que ele foi envenenado, conforme declarou um agente da repressão uruguaia. A versão oficial é de morte por ataque cardíaco. A versão do acidente do carro de JK com uma carreta apresentada apelos militares também ainda hoje é contestada. Há quem afirme que tudo foi arquitetado pela chamada linha dura que pretendia eliminar fisicamente todas as lideranças políticas civis do País.

Diante de todas essas aberrações, das covardes torturas e assassinatos é que a Lei da Anistia de agosto de 1979 precisa ser revista ou revogada para que todos os crimes sejam apurados e os responsáveis exemplarmente punidos como está acontecendo na Argentina onde ex-ditadores, generais e outros oficiais criminosos estão sendo processados e condenados, alguns deles à prisão perpétua como é o caso do general Jorge Rafael Videla, condenado a duas prisões perpétuas e mais 50 anos . Temos de ser intolerantes com a impunidade. Chega de impunidade!”

* Messias Pontes,

Jornalista e radialista.

Rede da Sustentabilidade criada por Marina Silva será lançada em Fortaleza

175 2

#Marina Silva lança o Rede Pró Partido

A Rede Sustentabilidade no Ceará, uma mobilização que tem à frente a ex-senadora Marina Silva e que busca a criação de um novo partido, vai chegar ao Ceará nesta quinta-feira. A partir das 17 horas, no anfiteatro da Faculdade de Direito da UFC, haverá um ato em que esse movimento será lançado.

Para marcar o início dessa mobiliação, estarão em Fortaleza o deputado federal Domingos Dutra (PT-MA), que é da Comissão Executiva Nacional da #rede e ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, e da advogada Marcela Moraes, também da Comissão Executiva Nacional da #rede e Coordenadora Nacional da Coleta de Assinaturas.

Na organização local, está Saullo Oliveira, membro fundador dessa articulação pró-Rede Sustentabilidade e diretor do Centro Acadêmico Clóvis Beviláqua, do curso de Direito da UFC.

Eduardo Campos lança revista com exemplo de gestão. Na primeira edição, seu governo

O governador de Pernambuco e provável candidato a presidente em 2014, Eduardo Campos (PSB), lançou, nesta semana, no Recife, a revista “Gestão Pública PE”. Segundo o socialista, tem o objetivo de expandir o debate sobre gestão pública com exemplos do mundo todo. Entretanto, pelo menos na primeira edição, o destaque é Pernambuco.

A matéria de capa, por exemplo, trata em oito páginas de participação popular nos governos e exalta o programa Todos por Pernambuco, premiado pela ONU no ano passado, com direito a foto do governador e sua equipe.

Com investimento de R$ 200 mil por ano, a publicação será trimestral. A distribuição será de graça, para secretários de estados e em universidades. A primeira edição teve tiragem de mil exemplares.

(Com JC Online)

Leitor reclama de problemas na bela Guaramiranga

De Demóstenes Costa, leitor do Blog, recebemos a seguinte queixa:

Caro Eliomar de Lima,

Fui a Guaramiranga, no último fim de semana, com minha mulher e achei tudo lindo. O clima é aconchegante, mas observei dois probleminhas: a falta de dinheiro no caixa eletrônico do Banco do Brasil da cidade e a ausência de médico de plantão no hospital.

Precisei de atendimento simples para a esposa de um casal amigo nosso e, no hospital, a atendente me informou que o médico estaria almoçando em Pacoti. Ali, fomos atendidos inicialmente por uma enfermeira, que nos mandou para Pacoti, onde encontramos um médico.

Era problema de pressão, mas acabou tudo dando certo. Agora, é bom que as autoridades vejam essa situação, pois Guaramiranga é uma cidade turística.

Sem mais,

Demóstenes, seu leitor.

Para conter inflação, Governo deve aumentar a taxa de juros a partir de maio

“O aperto na política monetária está em curso desde que o Banco Central endureceu seu discurso. Mas a inflação não vai recuar apenas na base do “gogó”, na avaliação do governo, e vai precisar de uma “ajuda” para cair, o que deve significar aumento na taxa de juros neste ano.

Segundo assessores presidenciais, a alta não virá no tempo do mercado, mas no do BC, indicando que os juros podem subir na reunião de maio do Copom (Comitê de Política Monetária), e não na próxima, em abril. Mas “é questão de tempo”.

Em resposta às críticas do mercado, de que o BC demora a subir os juros, um assessor disse à Folha que a estratégia do Banco Central foi, primeiro, endurecer o discurso alertando para uma inflação preocupante e desconfortável, quando foi divulgado o IPCA de janeiro, que bateu em 0,86%, fazendo a taxa anualizada atingir 6,15%.

* Da Folha, leia aqui.

Panificadores fazem mobilização pela redução de impostos do pão francês

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=TKeupA1YNcE[/youtube]

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Panificação (Abip), Alexandre Pereira, comandará um café da manhã, nesta quarta-feira, em Brasília, na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O encontro será com parlamentares federais de vários Estados, segundo informou o presidente do Sindicato da Indústria da Panificação do Ceará, Lauro Martins.

De acordo com o presidente do Sindipan/Ceará, que viajou nas últimas hora para esse café da manhã, o objetivo é iniciar uma mobilização pela redução de impostos do pão francês.

Morre cantor Emílio Santiago

emilioosantagio

Morreu o cantor Emílio Santiago (66). Ele estava internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. A informação foi confirmada pela assessoria da unidade hospitalar. O artista sofreu um acidente vascular cerebral isquêmico (AVC) no dia 7 de março.

O motivo e o horário da morte não foram informados pela assessoria do hospital. O local e horário de enterro também não foram divulgados.

(Com G1)

* Ouça o artista aqui.

Dilma inclui na agenda inauguração de escola em Fortaleza

162 2

A presidente Dilma Rouseff não virá ao Ceará, sexta-feira próxima, tratar só da implantação da Zona de Processamento das Exportações (ZPE) ou receber terreno para a futura Refinaria Premium II, eventos que ocorrerão no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, em São Gonçalo do Amarante (Região Metropolitana de Fortaleza).

Na programação da presidente, entrou também solenidade de inauguração da Escola Professor Jaime Alencar no bairro Tancredo Neves. O nome do estabelecimento é uma homenagem ao professor Jaime Alencar, que foi militante contra a ditadura militar e também presidiu o Sindicato Apeoc.

A inclusão desse evento na agenda da presidente Dilma Rousseff foi uma sugestão do petista Artur Bruno, que é vice-presidente da Comissão de Educação da Câmara.

Eunício está como pré-candidato a governador, avisa vice-prefeito de Fortaleza

220 13

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=y3POt8_1XMc[/youtube]

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, não viajou para Brasília, onde deveria participar, nesta quarta-feira, de reunião dos prefeitos das Capitais sobre queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Gaudêncio Lucena, vice-prefeito, viajou no lugar dele, explicando que Roberto Cláudio tem agenda inadiável nesta manhã de quarta-feira.

Gaudêncio Lucena conversou com o Blog, antes de viajar e, sobre eleições 2014, disse que o senador Eunício Oliveira, presidente regional do PMDB, tem sonho de um dia governar o Ceará. Ou seja, Eunício está mesmo como pré-candidato a governador.

 

Royalties – Líderes partidários vão discutir um possível acordo para o rateio

guimaraess

“Hoje, às 14 horas, líderes dos partidos na Câmara Federal vão se reunir para discutir a divisão dos royalties. Mais do que a guerra pelo dinheiro, o assunto tomou outro rumo depois da decisão da ministra Cármen Lúcia, do Superior Tribunal Federal (STF) de suspender, por meio de liminar, a derrubada do veto que redistribuiria o montante entre todos os estados brasileiros e não apenas aos estados produtores.

De acordo com o deputado José Nobre Guimarães, líder do PT na Câmara, a “ficha caiu” para todos. “Todo mundo já percebeu que o jogo do tudo ou nada não leva a lugar nenhum”, disse. “A judicialização compromete a política”, afirmou o deputado. Guimarães afirmou que a proposta agora é de um entendimento entre os governadores. “Precisamos construir um amplo acordo nacional. A crise é grave e compromete o pacto federativo. Agora zerou o jogo do mata-mata”, declarou.

Mas a decisão do STF a respeito da distribuição dos royalties não altera os planos do governo para licitar novas áreas de exploração. “Vamos manter os leilões previstos”, afirmou o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. “Em maio teremos a 11ª rodada (de concessão), em outubro teremos de gás não convencional e em novembro leilão do pré-sal”, disse o ministro ontem, após reunião com a bancada do PMDB na Câmara.

A avaliação dos auxiliares de Lobão é que não há, na liminar concedida pelo STF aos Estados produtores pela ministra Cármen Lúcia, do STF, qualquer determinação que obrigue o governo a suspender os leilões. Segundo o Ministério de Minas e Energia, a decisão de caráter provisório do STF diz respeito apenas à forma como as receitas dos royalties recolhidas nas áreas exploradas sob o regime de partilha serão repartidas entre os Estados.

Não foram afetados os pontos fundamentais da relação das empresas com o governo, como a alíquota dos royalties, fixada em 15%, e o regime de partilha propriamente dito. Por isso, a ordem é seguir com os leilões.”

(O POVO)

Brasileiro ainda não tem a cultura de segurança nos aeroportos, avalia Anac

O brasileiro não tem muita cultura de segurança, disse nessa terça-feira (19) o gerente técnico de Segurança da Aviação, da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Luiz Gustavo Silva Cavallari, durante encontro organizado pelo Total Airport Security System (Tass) com apoio da Anac e da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Segundo ele, o brasileiro entende que não precisa passar por um sistema rígido de segurança nos aeroportos e costuma reclamar quando o procedimento é mais severo.

“Ele entende que é idôneo e não precisa passar por nenhum tipo de procedimento.Quando vê algo errado, acha que não precisa passar por isso, mas para outros sim. Não aponta o que está errado. Reclama mais da inspeção rigorosa”, disse.

Cavallari acredita que esse comportamento tende a acabar com o tempo, na medida em que o brasileiro identificar que a inspeção rigorosa traz mais segurança. Para Cavallari. esse é um dos desafios na área de segurança que precisam ser ultrapassados.

(Agência Brasil)

Senador carioca volta a comemorar decisão do STF sobre royalties

157 1

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) voltou a comentar nessa terça-feira (19) a decisão liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) que suspendeu parte da nova Lei dos Royalties. A ministra Cármen Lúcia deferiu liminar em ação ajuizada pelo estado do Rio de Janeiro, que questionou a constitucionalidade das novas regras de repartição dos royalties.

Na decisão, que ainda será revista pelo Plenário do Supremo, a ministra suspende vários artigos da lei com a alegação de que há “riscos objetivamente demonstrados da eficácia dos dispositivos e dos seus efeitos, de difícil desfazimento”.

Para Lindbergh, faltou aos estados não produtores equilíbrio e razoabilidade durante a votação do veto da presidente Dilma Roussef que garante a manutenção das regras para contratos vigentes. Agora, os estados não produtores podem perder até mesmo na divisão dos valores futuros.

– Eu acho até graça alguém dizer: “vamos tentar um novo acordo”. Nós tentamos acordo o tempo inteiro – ironizou.

O senador citou partes da decisão e da ação direta de inconstitucionalidade e argumentou que os royalties são receita originária dos estados e se referem á compensação por aumento de demanda por serviços públicos, pelos riscos ambientais e pelo aumento de população nos municípios.

Para o senador, a decisão o STF ensina ao Congresso que é preciso ter respeito pelo pacto federativo. Lindbergh disse ter esperança de que as novas regras sejam revertidas pelo Supremo.

– Vamos acompanhar esse julgamento do mérito com muita esperança. Temos certeza de que o bom direito está ao nosso lado – afirmou.

(Agência Senado)

Relatório de entidade internacional aponta redução das desigualdades no país

Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), lançado nessa terça-feira (19), mostra que as desigualdades regionais do país diminuíram nos últimos 15 anos. O Relatório Territorial do Brasil apresenta indicadores sobre a gestão das políticas regionais brasileiras nos últimos dois anos.

Segundo o relatório, além do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em alguns dos estados mais pobres do país, os programas sociais do governo federal também são responsáveis por impulsionar a redução da desigualdade no país.

Entretanto, a assessora da Divisão de Política de Desenvolvimento Regional da OCDE, Claire Charbit, diz que para a entidade “as taxas de população e atividade econômica ainda estão altamente concentradas territorialmente” e que é necessário coordenar as políticas governamentais entre os níveis federal, estadual e local.

“O Brasil tem um potencial imenso, mas não adianta apenas distribuir renda, como é feito no Bolsa Família. É preciso investir no invisível, em buscar pessoas que ainda não têm acesso aos programas de governo e também aumentar o diálogo entre os níveis de governo. Muitas pessoas ainda não conseguem obter informações sobre os programas existentes ou mesmo se beneficiar deles e isso é um impedimento para o desenvolvimento regional”, disse Claire.

Para o secretário de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração, Sérgio Castro, o relatório mostra que o país está na contramão do atual cenário mundial. “Enquanto conseguimos reduzir as desigualdades no Brasil, o processo de globalização no mundo segue uma tendência oposta. Na maior parte dos países atualmente há concentração de riquezas em territórios mais favorecidos”, disse.

O relatório foi lançado durante o Seminário Internacional Política Regional no Contexto Global, promovido pelo Ministério da Integração Nacional, que prossegue até a próxima sexta-feira (22). A OCDE é uma organização internacional e intergovernamental com objetivo de promover o desenvolvimento econômico e o comércio internacional. A entidade é formada por 34 países. O Brasil não é um país-membro da OCDE, mas participa de atividades patrocinadas pela organização.

(Agência Brasil)