Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Eleições 2012 – PT poderá sair com “derrota acachapante” no País

215 6

O professor João Arruda mandou para o Blog artigo intitulado “O PT, as Eleições Municipais e o ex-Presidente Lula”, onde ele analisa o quadro atual das campanhas do partido no País e, baseado em pesquisas, prevê que o Partido dos Trabalhadores, mesmo com o carisma de Lula, poderá sair, no geral, com uma “derrota acachapante” . Confira:

As eleições municipais deste ano vêm causando surpresas e perplexidades aos atores envolvidos com a sucessão Brasil a fora. Analisando o quadro sucessório nacional, percebemos, atônitos, um comportamento do eleitor fugindo das expectativas esperadas, fato esse que vem preocupando os dirigentes petistas e os seus respectivos marqueteiros. No período que antecedeu a campanha, tínhamos um quadro nacional extremamente favorável ao PT, onde o Lula, o ex-presidente mais bem avaliado na história do Brasil, aparecia como o grande eleitor, capaz de, sozinho, desequilibrar uma eleição em favor do candidato por ele apoiado.

Pesquisas afirmavam que, na média, mais de 60% dos eleitores votariam num candidato que contasse com o seu apoio. Por conta do que diziam as pesquisas, havia uma convicção inquebrantável dos dirigentes, dos militantes e dos candidatos do PT que eles seriam beneficiados pelo prestígio do ex-presidente: era só fazer a convenção, escolher o candidato e o Lula, com o seu prestígio, o elegeria. A convicção era tanta que as direções partidárias relaxaram na escolha dos seus candidatos, optando por nomes desconhecidos e/ou despreparados. Nesse quadro favorável e no comando de sete prefeituras, os petistas foram à luta.

Passados quase dois meses de campanha e duas semanas de propaganda política no rádio e na TV, vieram as pesquisas eleitorais e, com elas, a grande surpresa: mesmo com uma intensa presença de Lula nas propagandas eleitorais, os candidatos petistas ostentavam pífios desempenhos. O eleitor, mesmo simpático ao presidente Lula, prefere municipalizar o seu voto e escolher aquele que lhe oferece mais confiança para administrar a sua cidade.

Belo Horizonte é o exemplo mais emblemático. Após duas semanas de presença do Lula na campanha do Patrus Ananias, a avaliação popular da candidatura petista se mantinha quase inalterada. Como medida de choque,
prepararam um grande comício na Praça da Estação, no centro da Capital mineira, com a presença do ex-presidente. Para surpresa de todos, menos de 5.000 pessoas prestigiaram o ato. A luz vermelha foi acesa.

Desesperados, percebendo um inacreditável fenômeno político, caminhando na contramão do esperado, os marqueteiros baniram, de vez, a presença do Lula da propaganda no rádio e na TV. A última pesquisa realizada pelo
Ibope, Márcio Lacerda, do PSB, tinha 44% e Patrus Ananias, do PT, 30%.

A situação do PT na atual campanha é desesperadora. Entre as 15 maiores Capitas do Brasil, a exceção de Goiânia, onde Paulo Garcia é bem avaliado e tem sua reeleição quase garantida, seus candidatos perdem nas cidades em que disputam. O PT é coadjuvante em 7 capitais. Vindo do Sul em direção ao Norte, eis o quadro das capitais: Porto
Alegre: Manuela D’Ávila, do PCdoB, aparece com 37% das intenções de voto, seguida de José Fortunati, do PDT, com 35%, Adão Villaverde, PT, com 5%. Em Curitiba e Florianópolis, o PT atua como mero coadjuvante. Em São Paulo, Celso Russomanno tem 35%, José Serra (PSDB), 21%, Fernando Haddad (PT), 16%. No Rio de Janeiro, segundo maior colégio eleitoral do Brasil, o PT é coadjuvante. Em Vitória, Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB) aparece com 46%; Luciano Rezende (PPS) tem 20%; Iriny Lopes (PT) tem 14%.

No Nordeste, a situação é nada promissora para os candidatos que contam com o apoio de Lula. Em Recife, Geraldo Julio (PSB) tem 33% das intenções de voto e Humberto Costa (PT) – 25%; em Salvador, ACM Neto mantém a liderança, com 40%, Pelegrino do PT está em segundo lugar, com 16%; em Fortaleza, Moroni 24% , Roberto Cláudio, 16% e Elmano 14%; em Teresina, Firmino Filho, do PSDB, com 30%, Elmano Férrer (PTB), 24%, e o senador Wellington Dias, do PT, 17%; em Natal, Carlos Eduardo (PDT) tem 44%, Hermano Morais (PMDB) 19%, Fernando Mineira, do PT, 5%; em São Luís, João Castelo (PSDB) – 33%, Edivaldo Holanda Jr. (PTC) – 18%, Tadeu Palácio (PP) – 15%, Washington Luiz (PT) – 5%; em Maceió e Aracaju o PT atua como mero aliado. Em Belém, Edmilson Rodrigues (PSOL) – 47% das intenções de voto, seguido por José Priante (PMDB) – 16%, Zenaldo Coutinho (PSDB) – 12%, Arnaldo Jordy (PPS) – 6%, Jefferson Lima (PP) – 6%, Anivaldo Vale (PR) – 3% e Alfredo (PT) – 3%. Em Manaus, é coadjuvante.

Pelo quadro das pesquisas, o PT poderá terminar as eleições ganhando apenas em Goiânia e Rio Branco. Para quem começou a campanha com 7 Prefeituras e com a certeza de que o ex-presidente Lula, com o seu prestígio, levaria o PT à vitória nas cidades em que disputasse, a situação do PT é desesperadora e a derrota poderá ser é acachapante.

* João Arruda,

Professor da Universidade Federal do Ceará.

Vovô embarca para Natal onde vai enfrentar ABC

214 1

O time do Ceará embarcou às 12h35min desta segunda-feira, 10, para Natal (RN). A equipe, em 8º lugar na Série B, vai enfrentar o ABC, que está na 16ª posição da tabela.

O alvinegro tentará sua quinta vitória fora de casa. O objetivo é melhorar sua posição e voltar a sonhar com o G4.

O lateral Apodi deve voltar à equipe, enquanto o zagueiro Daniel Marques cumprirá suspensão por ter recebido cartão amarelo na partida contra o Guarani (SP), quando o Ceará venceu por um gol.

DETALHE – A equipe embarcou sem dar entrevistas, deixando na saudade as equipes da TV Cidade e TV Verdes Mares, que queriam, pelo menos, captar imagens do embarque.

Presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA falará para Agropacto

O Agropacto, que discute questões ligadas à agropecuária cearense, vai se reunir na próxima quinta-feira, a partir das 8 horas, em São Benedito.

Na ocasião, ouvirá palestra de Carlos Prado, presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Ele dará um quadro geral do setor no Pais.

A palestra integra a programação da II Feira Tecnológica do Agronegócio da Ibiapaba – Hortifrutec 2012.

MEC fecha parceria com Senac e oferecerá cursos profissionalizantes

“O Ministério da Educação firmou parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) para a realização de cursos técnicos profissionalizantes. Na Portaria número 30, publicada na
edição de hoje (10) do Diário Oficial da União, a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica se compromete a repassar R$ 214,1 milhões para o Senac. O texto completo da portaria está na Seção 1, página 15, no endereçohttp://www.in.gov.br/imprensa/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=15&data=10/09/2012).

Com base na portaria de março deste ano, todos os parceiros do governo devem seguir as orientações contidas no Manual de Gestão da Bolsa Formação, elaborado pelo Ministério da Educação, definindo todos os
procedimentos tanto por parte dos órgãos públicos, quanto daqueles que trabalham em conjunto, assim como dos beneficiários.

No fim do ano passado, a presidenta Dilma Rousseff disse que o governo pretende investir, até 2014, no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) cerca de R$ 24 bilhões na
capacitação de jovens e adultos. Dilma informou que serão 8 milhões de vagas em cursos de formação técnica e profissional para estudantes do ensino médio de escolas públicas e para trabalhadores, 5,6 milhões para cursos de curta duração, destinados à qualificação profissional de trabalhadores, além de 2,4 milhões de vagas para cursos técnicos voltados aos estudantes do ensino médio, com duração mínima de um ano.”

(Agência Brasil)

Marcos Valério transitava com facilidade no BC

“Documentos da Advogacia Geral da União (AGU) mostram como o publicitário Marcos Valério transitava com desenvoltura pelos gabinetes do Banco Central para ajudar o Banco Rural. Os papéis revelam que a direção da instituição financeira usava o bom relacionamento de Valério na promoção de seus interesses, como apontou a ministra Rosa Weber em seu voto na última quinta-feira.

Hoje, o caso do Rural volta a ser analisado pelo Supremo Tribunal Federal. Os papéis fazem parte de um dos processos administrativos instaurados contra o ex-procurador da Fazenda Nacional, Glênio Guedes Sabbad, demitido em 2007 por exercício de advocacia privada.”

(Zero Hora)

STF – Dilma cria comissão para escolher novos ministros

“Nos próximos meses, a presidente Dilma Rousseff vai indicar três novos nomes para ocupar os cargos de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). E sempre que uma das 11 cadeiras da mais alta corte do País fica vaga ressurge a discussão sobre qual o perfil ideal de um ministro do Supremo. Para escolher quem ocupará as vagas, Dilma nomeou uma comissão para avaliar currículos. Participam do grupo o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o advogado-geral da União, Luiz Inácio Adams, e alguns assessores da Casa Civil.

Dilma já indicou dois ministros, Luiz Fux e Rosa Weber, cada um com um perfil diferente. Fux é apadrinhado do ex-ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, e seria uma indicação ainda com influência das heranças do ex-presidente Lula.

Rosa, por sua vez, seria uma indicação mais “a cara de Dilma”. Discreta, a ministra nem mesmo concedeu entrevista quando foi nomeada, evita conflitos com outros ministros e tem mostrado posicionamento forte em julgamentos importantes, como o mensalão por exemplo. Agora a expectativa é que as indicações da presidente para as cadeiras vagas do Supremo sigam o mesmo estilo da nomeação de Rosa Weber. O nome de uma outra mulher, inclusive, é esperada para pelo menos uma das três vagas.”

(R7.com)

Policiais federais em greve fazem ato público em Fortaleza

Os policiais federais do Ceará continuam mobilizados na luta pela reestruturação da carreira. A partir das 9 horas desta segunda-feria,  a categoria fará um ato público em frente a sede da Superintendência Regional da PF no Estado.

A categoria cantará o hino nacional e o hino da corporação com o objetivo de mostrar à população que a greve continua por tempo indeterminado.

FHC fala de Mensalão na campanha pró-Serra e esquenta disputa em São Paulo

354 1

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso deu destaque ao Mensalão em sua estreia na propaganda eleitoral de José Serra (PSDB) na TV. Com isso, inflamou os discursos de tucanos e petistas na disputa à Prefeitura de São Paulo, informa o jornal Folha de ão Paulo nesta segunda-feira.

Em inserções televisivas do PSDB veiculadas desde anteontem à noite, FHC se referiu ao caso sob julgamento no STF (Supremo Tribunal Federal) para dizer que “São Paulo não aceita quem é tolerante com desvios de dinheiro público” e “vai votar em um administrador honesto, com história limpa, José Serra”.

A fala do ex-presidente motivou um contra-ataque do adversário Fernando Haddad (PT) com menções ao chamado “mensalão mineiro” –suposto esquema do publicitário Marcos Valério com tucanos do Estado, em 1998.

Receita libera consulta ao 4ª lote do IR nesta 3º feira

“A Receita Federal libera, às 9 horas desta terça-feira, a consulta ao lote multiexercício do IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física), que diz respeito ao quarto lote do exercício de 2012, além dos pagamentos residuais de 2011, 2010, 2009 e 2008. No total, serão 1,96 milhão de contribuintes beneficiados, totalizando R$ 1,8 bilhão. As restituições referentes a estes períodos serão creditadas, segundo a Receita, simultaneamente no dia 17 de setembro.

Destes, R$ 1,7 bilhão será distribuído entre 1,92 milhão de contribuintes referentes ao terceiro lote do exercício de 2012 (ano base 2011) -já acrescida a taxa Selic do período, de 3,75% (maio a setembro de 2012), e inclusos os 25,08 mil contribuintes beneficiados pelo Estatuto do Idoso de 2003.”

(Com Agências)

Mensalão – STF julgará sobre lavagem de dinheiro

117 1

“O Supremo Tribunal Federal (STF) entra amanhã (10) em uma nova etapa no julgamento da Ação Penal 470, conhecida como processo do mensalão. A Corte entra no vigésimo primeiro dia de trabalhos com a análise do capítulo sobre lavagem de dinheiro. Este é o quarto item da denúncia apresentada em 2006 pelo Ministério Público Federal (MPF). Segundo a acusação, os réus do núcleo financeiro e do núcleo publicitário se uniram para montar um “sofisticado mecanismo de branqueamento de capitais”, que permitia a distribuição de dinheiro do chamado mensalão sem deixar vestígios.

O MPF diz que o esquema entre o Banco Rural e o grupo do publicitário Marcos Valério começou ainda em 1998, durante a campanha para o governo de Minas Gerais, o que foi chamado de “mensalão mineiro”. O esquema consistia na emissão de cheques pelas empresas do publicitário Marcos Valério para pagar supostos fornecedores, quando, na verdade, os valores iam para as mãos de políticos.

Os réus dessa etapa são os integrantes do núcleo financeiro – os então dirigentes do Banco Rural Kátia Rabello, José Roberto Salgado, Ayanna Tenório e Vinícius Samarane – e os do núcleo publicitário – Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz, Rogério Tolentino, Simone Vasconcelos e Geiza Dias. A defesa dos réus alega que não houve lavagem de dinheiro porque todos os saques eram identificados com assinaturas e recibos.”

(Agência Brasil)

Secretaria da Pesca do Ceará engaja-se à Semana do Peixe

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=9CBCb3R4gXU&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=9&feature=plcp[/youtube]

Até o próximo dia 16, prossegue a Semana do Peixe, uma promoção do Ministério da Pesca e Aquicultura que quer incentivar o consumo de pescado no País. O secretário da Pesca e Aquicultura do Estado, Ricardo Campos, falou sobre o evento e adiantou o que vem sendo feito no Estado. Ricardo Campos também avaliou a pesca da lagosta que, neste ano, não fechará positivamente.

Funcionários dos Correios decidem nesta 2º feira se entram em greve

Os trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) realizam, nesta segunda-feira, assembleias estaduais para avaliar a proposta de uma greve nacional da categoria por tempo indeterminado. As informações são da Agência Brasil.

Se for aprovada pelas assembleias, a greve começa na madrugada desta terça-feira. A paralisação irá interromper todos os setores de triagem e distribuição de encomendas e cartas e aí, haja sufoco para a clientela.

Ministério Público levará ao STF candidaturas “contas-sujas” aprovadas elo TSE

243 1

Da Coluna Painel, da Folha:

Apesar da liberação do TSE, o Ministério Público levará casos de candidatos “contas-sujas” com registros deferidos ao Supremo Tribunal Federal. Em derradeira tentativa de barrar políticos que tiveram rejeitadas contas de campanhas pregressas, a Procuradoria Geral Eleitoral prepara recursos extraordinários argumentando tratar-se de tema constitucional.

A avaliação é de que não se deve permitir candidatura de quem já teve irregularidade insanável na contabilidade eleitoral.

Lula provoca Eduardo Campos e chama Cid para comício pró-Fernando Haddad

186 1

“Lula quis provocar o antigo amigo Eduardo Campos (PSB): chamou o governador cearense Cid Gomes, que tem diferenças com o de Pernambuco, para um comício de Fernando Haddad em São Paulo. A informação é de Lauro Jardim, na VEJA. Segundo o colunista, a presidenta Dilma e Lula querem rachar o PSB. Uma das idéias já postas em prática é se reaproximarem de Cid Gomes e convencê-lo a se opor a uma candidatura própria do PSB ao Planalto, em 2014. ‘’O líder da oposição, o tucano Mendes Thame (SP), aposta que se manterá PT-PSDB após surgirem figuras como Eduardo Campos: “PSB vive um ciclo de popularidade, mas e a credibilidade?”.

Enquanto isso, informa Felipe Patury, na ÉPOCA, o PSDB pôs foco total no Pará e para isso o senador mineiro Aécio Neves já esteve lá a pedido do candidato do partido a prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho. Ele tenta, agora, convencer o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, a dar-lhe uma forcinha na próxima semana. Campos preside o PSB, partido da vice de Zenaldo Coutinho, Carla Martins.

Cantor e compositor Eudes Fraga completa 50 anos e lança novo CD

227 4

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=8Cucu_09k6Q&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=1&feature=plcp[/youtube]

O cantor e compositor cearense Eudes Fraga mora hoje em Belém do Pará, mas não se esquece de suas origens. Vez em quando, circula por Fortaleza para atender os apelos do irmão – o publicitário Paulo Fraga (Íntegra Publicidade), para elaborar algum jingle de campanha comercial.

Pois é, Eudes Fraga, com quem convivemos nos tempos do grupo de jovens da Igreja de Santos Afonso, no bairro Parquelândia, nos anos 1980, volta no fim deste ano para comemorar seus 50 anos e lançar um novo CD com bons parceiros nacionais. Quem conta para o Blog é ele mesmo.

TSE – Ficha Limpa numa sinuca de bico?

167 3

Com o título “O TSE ameaça a ficha limpa”, eis um dos destaques da Revista IstoÉ:

Considerada o caminho mais curto para livrar a política brasileira dos maus gestores e de gente acostumada a se apropriar de dinheiro público, a lei da ficha limpa começou a valer este ano, mas, na semana passada, uma resolução sem muito alarde do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) colocou sua aplicação sob ameaça. O TSE decidiu que o fato de um administrador ter as contas de sua gestão rejeitadas não é motivo para impedi-lo de ser candidato. Os ministros entenderam que a inelegibilidade somente pode ser declarada se houver provas suficientes de que o político teve culpa pelos desvios ou falhas no uso de recursos públicos. A decisão que atingiu a alma de uma das mais populares leis brasileiras foi tomada durante a análise da ação que impugnou a candidatura do vereador de Foz do Iguaçu, Valdir de Souza Maninho, por ordenamento irregular de despesas quando ele era secretário de Esportes do município. O TSE liberou o candidato alegando que o Tribunal de Contas não comprovou sua culpa. O mais paradoxal é que a jurisprudência criada prejudica a execução da ficha limpa no exato momento em que o próprio TSE investe mais de um milhão de reais em campanhas no rádio e na televisão em defesa da lei.

A interpretação abre uma brecha que pode beneficiar cerca de dez mil candidatos barrados com base no artigo da lei que exige a aprovação de contas durante gestões anteriores. “Foi aberto um flanco destrutivo na lei e isso partiu de quem menos se esperava: do próprio tribunal. A decisão dos ministros terá um efeito danoso porque a rejeição de contas é o principal item da norma, é o coração dela”, reclama o juiz eleitoral Marlon Reis, um dos maiores articuladores da lei da ficha limpa. No Rio Grande do Norte, por exemplo, nada menos do que 95% dos candidatos barrados podem se livrar dos processos. “Os ministros dilaceraram o papel e a importância das decisões dos órgãos de controle”, comenta o procurador do Rio Grande do Norte, Carlos Thompson. Em outros Estados, como Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo, as falhas na aplicação de recursos públicos são responsáveis por mais da metade dos pedidos de indeferimentos de candidaturas.

Governo deve aceitar inflação maior para manter juros baixos

“A redução de juros como forma de manter a economiaaquecida encontrou uma barreira. O comportamento da inflação, que voltou a subir em agosto, ainda não chegou a representar uma ameaça. No entanto, segundo especialistas, o governo deverá se ver diante do risco de aceitar preços mais altos para evitar que a atividade econômica desacelere.

Mesmo com as pressões inflacionárias, os economistas  defendem a manutenção da política monetária, que reduziu a Selic, taxa básica de juros, para o menor nível da história. Eles acreditam que a recuperação econômica resultante das medidas de estímulo compensará a alta da inflação. Isso porque o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deverá fechar o ano abaixo de 2011, quando atingiu 6,5% e bateu no teto da meta fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Em agosto, o IPCA subiu e atingiu 0,41%, acima do 0,37% registrado no mesmo mês de 2011. Nos últimos 12 meses, o índice está em 5,24%, pouco acima dos 5,2% observados nos 12 meses anteriores. O valor está acima das estimativas do mercado. Segundo o último boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgadas pelo Banco Central, o IPCA deverá fechar 2012 em 5,2%.”

(JB Online)

Inadimplência representa entrave para reativação da economia, avaliam especialistas

122 1

Além do risco de pressionar a inflação, a política monetária precisa superar outra barreira para reativar a economia. A manutenção da inadimplência no maior nível da história, segundo especialistas, tem impedido que o maior ciclo de redução dos juros básicos da história surta efeito. No fim do mês passado, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central reduziu a taxa Selic para 7,5% ao ano. No entanto, a inadimplência também tem batido recorde. De acordo com o Banco Central, as operações de crédito com mais de 90 dias de atraso atingiram 5,9% em julho, o maior nível da série histórica iniciada em 2002. Se forem consideradas apenas as pessoas físicas, o calote aumenta para 7,9%.

Na avaliação dos especialistas, a população está aproveitando a queda dos juros para quitar os financiamentos em atraso. Somente então, explicam, os consumidores poderão aproveitar o crédito mais barato para fazerem novas dívidas. “O governo desobstruiu os caminhos [para o crédito e o consumo], mas poucas famílias estão indo porque estão com o orçamento estrangulado”, diz o ex-diretor do Banco Central Carlos Eduardo de Freitas. Segundo Freitas, as famílias brasileiras comprometem, em média, 43% da renda anual com empréstimos e financiamentos, nível considerado baixo em relação a países desenvolvidos, em que a proporção chega a superar 100%. O que pesa no orçamento doméstico, ressalta, são as taxas e os encargos dessas operações, que representam cerca de 22% da renda e estão em níveis altos, mesmo com os cortes de juros pelas instituições financeiras nos últimos meses.

O vice-presidente da Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac), Miguel de Oliveira, acredita que a inadimplência vá cair e destaca que ainda há espaço para o crédito crescer. “Grande parte da população continua fora do mercado de crédito. Enquanto estivermos garantindo emprego e renda, a inadimplência tende a reduzir”, comenta. Ele, no entanto, alerta que isso só ocorrerá se a crise econômica no exterior não se agravar.

(Agência Brasil)