Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Líder do PMDB diz ministros estão “sem autonomia”

97 2

“O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), disse nesta segunda-feira (5) à Folha que os ministros estão “sem autonomia” para resolver questões protocolares do cargo, como demandas de prefeitos.

“Hoje, os ministros estão limitados em suas ações. Ficam esperando demandas da Casa Civil, das Relações Institucionais. Os ministros não conseguem decidir as questões trazidas por prefeitos. Não são obras grandes, são coisas pequenas do cotidiano da prefeitura, por exemplo, que ficam sem respostas.”

O PMDB ocupa hoje os Ministérios da Previdência, Turismo, Agricultura, Minas e Energia, além da Secretaria de Assuntos Estratégicos. Outra avaliação é de que muitas tarefas estão concentradas nos secretários-executivos.

Alves disse não acreditar que as reclamações da legenda se reflitam nas votações da Câmara. “A gente sabe separar as coisas. É uma discussão para ajudar o governo. Se bobear, até o PT assina esse documento. O PT perdeu o Ministério da Pesca, perdeu a Petrobras, perdeu Ciência e Tecnologia.”

Na semana passada, a bancada do PMDB divulgou manifesto dizendo que a relação entre o PT e PMDB com o governo é “desigual” e que o partido vive em uma “encruzilhada, onde o PT se prepara, com ampla estrutura governamental, para tirar do PMDB o protagonismo municipalista no país”.

(Folha.com)

Médicos não descartam transplante para Gianecchini

“Especialistas que acompanham Reynaldo Gianecchini, internado desde 4 de agosto no Hospital Sírio-Libanês, com a discrição que o caso requer, confidenciam que, se o linfoma não Hodgkin de células T não ceder ao tratamento com quimioterapia – como ocorre muitas vezes –, o ator terá que sofrer um transplante de medula.

Nesse caso, as irmãs Cláudia e Roberta têm maiores chances de ser doadoras. A qualquer hora, aliás, elas podem passar por exames, com tal finalidade.”

(IstoÉ Independente – Ricardo Boechat)

O Beijo na Dama de Ferro

394 4

Olha aí o deputado federal Danilo Forte (PMDB), que assina manifesto reivindicando do governo federal mais espaços no governo. Para o grupo de peemedebistas, o PT está ocupando tudo que é cargo e fazendo bom poder de influência neste ano, que é eleitoral.

A cena foi clicada em Fortaleza, quando da recente visita da presidente Dilma ao Ceará. Danilo pode até ser critico, mas não perde a educação, garantem seus assessores.

(Foto – Cláudio Barata)

Dilma confirma para maio leilão da telefonia 4G

“A presidenta Dilma Rousseff confirmou hoje (5) a intenção do governo de realizar o leilão para os serviços de telefonia móvel de quarta geração (4G) em maio, contrariando as empresas do setor, que querem mais tempo até a licitação. Dilma está em Hannover, na Alemanha, onde participou hoje da abertura da Feira Internacional de Tecnologia da Informação, Telecomunicações, Software e Serviços (CeBIT), maior evento do setor, que este ano tem o Brasil como país parceiro.

“Licitaremos, em maio, as faixas necessárias para a implantação dos telefones móveis de quarta geração. Estaremos operando nestas faixas ainda em 2013 nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014”, disse a presidenta, ao listar medidas do governo para o setor. Dilma também citou a ativação de uma rede de fibra ótica para banda larga de 31 mil quilômetros, que, segundo ela, chegará às capitais dos 27 estados brasileiros.

“Contrataremos, ainda em 2012, a construção de cabos óticos submarinos para ligar o Brasil à América do Norte, à Europa e à África. Essas saídas internacionais serão somadas a um anel ótico sul-americano, cuja implementação foi decidida pelos países que integram a Unasul [União das Nações Sul-Americanas]”, acrescentou.

Ao lado da primeira-ministra Angela Merkel, anfitriã do evento, Dilma disse que o crescimento econômico e a ascensão social no Brasil nos últimos anos aumentaram a importância das tecnologias digitais no país. “O Brasil é, hoje, um país de oportunidades. Um país de oportunidades para os 190 milhões de brasileiros e brasileiras que, graças ao crescimento do emprego e da renda, têm cada vez mais acesso a bens de consumo e serviços, inclusive e sobretudo aos ligados à tecnologia digital.”

A expansão da demanda brasileira por tecnologia, segundo Dilma, levou o Brasil a ser o terceiro maior mercado de computadores pessoais e o quinto maior de telefones celulares em 2011.  Além da inclusão digital, a expansão do setor também representa oportunidades de investimentos para o país, disse a presidenta. “A ampliação e o potencial desse mercado não passaram despercebidos aos nossos parceiros externos. Só no setor de telecomunicações, o investimento estrangeiro direto no Brasil cresceu mais de dez vezes no ano passado, saltando para mais de US$ 6 bilhões”, citou.”

(Agência Brasil)

Copa 2014 – Sarney chama de intromissão grosseira” crítica do secretário-geral da FIFA

“O presidente do Senado e do Congresso Nacional, José Sarney (PMDB-AP), usou o mesmo tom do governo para desqualificar as críticas do secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Jérôme Valcke, à organização da Copa do Mundo de 2014. “As coisas não estão funcionando no Brasil” e os organizadores da Copa de 2014 deveriam receber “um empurrão nas costas”, disse Valcke na semana passada.

“O ministro [do Esporte] Aldo Rebelo não falou apenas em seu nome e em nome do governo, mas falou em nome de todo o povo brasileiro a respeito da intromissão grosseira [do dirigente da Fifa]”, disse Sarney. Na entrevista em que fez as críticas, Valcke também apontou a lentidão com que tramita no Congresso o o projeto que institui a Lei Geral da Copa de 2014.

No último sábado (3), Rebelo exigiu, em nome do governo federal, que a Fifa designe outro interlocutor para a preparação da Copa. Valcke tem marcada visita oficial ao Brasil no dia 12. O ministro informou, na ocasião, que enviaria nesta segunda-feira (5) carta ao presidente da Fifa, Joseph Blatter, formalizando o pedido de troca do interlocutor da entidade com o governo brasileiro.”

(Agência Brasil)

Copa 2014 – Crítica do secretário-geral da FIFA provoca reações na Prefeitura de Fortaleza

83 4

Eis artigo de Moacir Tavares, coordenador do Programa Fortaleza Bela, intitulado “A arrogância de um mercador”. Ele trata sobre Copa 2014, a postura do secretário-geral da FIFA, Jérome Valcke, de cobrar atraso das obras e, enfim, chama a atenção para a soberania nacional. Confira:

O Brasil vive um momento ímpar de consolidação pelo exercício pleno do estado democrático de direito. A solidez de nossa instituições, aí destacado o processo eleitoral, serve para análise e comentários elogiosos dos diplomatas internacionais.
A economia brasileira mostra força, colocando-nos entre as maiores do planeta, servindo assim de semióforo para muitas nações. O nosso povo vivencia esses processos com um crescente sentimento de autoestima.

O futebol é catarse, paixão e síntese emocional para muitos de nossa gente. Quem nunca riu ou chorou ao assistir a uma partida de futebol? Sediar uma Copa do Mundo, respeitando as aves de mau agouro, é motivo de orgulho para a ampla maioria de nossa população. O legado será o que será, ou seja, legado, aquilo que alguém ou algo deixa para outro, assim sendo saberemos depois, sem manias de presságios apressados para o bem ou para o mal.

Permitir que um cidadão, por interesses particulares e de mercado, faça insinuações pejorativas e jocosas com o Estado nacional brasileiro é inaceitável. O tempo das decisões do Congresso, sem defender a casa ou seus integrantes de modo específico ou particular, é o tempo da legalidade. Os que lá estão foram legalmente constituídos e não podem ser desrespeitados, além do mais por um estrangeiro que não conhece nossa história nem vivencia nossa cultura.

O senhor Valcke, se é que é assim que se grafa, não demonstra nenhum equilíbrio para tratar o interesse de sua empresa, sim empresa é o que é a FIFA. Uma multinacional, no caso a FIFA, ao aproximar-se de um Estado nacional como o Brasil deve escolher os seus melhores quadros para mediar e conciliar interesses. O mercador de ilusões Valcke, na sanha do capital, mete os pés pelas mãos, literalmente e ameaça “chutar nosso traseiro”.

Tal aleivosia atinge a todos nós ao atingir um Governo e um Congresso legalmente constituídos. Não, senhor Valcke, a FIFA é que deve fazer do senhor uma bola e chutá-lo para escanteio, ou corner, se o cidadão do País dos ótimos chocolates preferir.
Sua pressa é mesquinha, pois visa lucro. A sua representação para nosso povo é nula. O senhor não teve nenhum voto aqui, ninguém escolheu o senhor para nada, a não ser para não tratar mais com o senhor. Volte para os bancos escolares, leia nossa história, respeite nossa cultura, respeite o estado nacional brasileiro e, quem sabe, até tente aprender a jogar bola com os pés, pois com as palavras e atitude o senhor é um desrespeitoso perna de pau.

* Moair Tavares,

Coordenador do Programa Fortaleza Bela e doutor em Saúde Pública.

Pimentel e Eunício disputam relatoria do Funpresp

78 1

“Para acelerar a tramitação no Senado do projeto de lei que cria o Fundo de Previdência Complementar para os Servidores Públicos Federais (Funpresp), a base aliada do governo terá que, antes, resolver a questão da relatoria. A ideia inicial é designar apenas um relator, como ocorreu na Câmara, para a tramitação conjunta nas comissões de Assuntos Sociais, de Constituição e Justiça e de Assuntos econômicos, disse o líder do PT, Walter Pinheiro (BA).

No entanto, como presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) quer relatar a matéria. Walter Pinheiro e outros parlamentares já tentam negociar com Eunício para que abra mão da relatoria do projeto. Caso consigam, o PT pretende indicar o senador José Pimentel (PT-CE) para a função, disse Pinheiro à Agência Brasil.

“Vamos reunir a bancada [do PT no Senado] amanhã (6) e discutir essa questão. Preciso conversar com o Eunício e quero negociar com ele [para que abra mão da relatoria]. Neste caso, a relatoria passa para o José Pimentel”, disse o líder do PT.

À Agência Brasil, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça frisou que, apesar de querer a relatoria, não descarta a possibilidade de negociar. “Preciso chegar a Brasília para conversar com os senadores e ver como isso vai ficar”, disse Eunício Oliveira.

O governo quer aprovar o projeto de lei, no Senado, até a segunda quinzena de abril. A matéria começou a tramitar na Casa oficialmente na sexta-feira (2), após o comunicado feito em plenário pela Mesa Diretora.

O líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), disse nesta sexta-feira que o regime de urgência com que o projeto chegou da Câmara facilitará a tramitação nas comissões temáticas do Senado. Ele não descartou a possibilidade de alteração do texto aprovado pelos deputados se, nos debates nas comissões, os senadores chegarem a esse entendimento.

Como chegou ao Senado com urgência constitucional requerida pela presidenta Dilma Rousseff, a matéria tem 45 dias para ser analisada e votada. Caso contrário, passará a obstruir a pauta da Casa. O prazo para a apresentação de emendas pelos senadores vai até sexta-feira (9).

O relator da matéria – ou os relatores de cada comissão, se não houver um acordo – deverá apresentar o parecer para apreciação das três comissões até 27 de março. Uma vez votado nas comissões, o Regimento Interno do Senado prevê que a matéria terá que estar pronta para votação em plenário até 7 de abril.

O projeto aprovado pelos deputados proíbe instituições financeiras diferentes e com qualquer ligação societária de concorrer na mesma licitação para administrar recursos de um dos três fundos de previdência complementar que foram criados no Executivo, Legislativo e Judiciário.”

(Agência Brasil)

Dilma: Quem fala de juros no Governo é o presidente do Banco Central

95 1

“A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (5) que cabe apenas ao presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, falar sobre política de juros e desautorizou declarações de qualquer outro integrante do governo sobre o tema.

“Quem fala de juros no meu governo é o Banco Central, Alexandre Tombini, nem eu nem ninguém tem autorização para falar sobre juros”, disse a presidenta a jornalistas em Hannover, na Alemanhã.

Ontem (4), o assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, disse, em entrevista, que a taxa básica de juros, a Selic, vem em uma trajetória de queda e que na reunião desta semana do Conselho de Política Monetária (Copom) essa trajetória irá se confirmar.

“Vamos ter mais uma reunião do Copom, na qual vamos ter uma queda moderada, mas vamos ter uma queda”, disse Garcia, que integra a comitiva da presidenta em Hannover, na Alemanha.

O Copom se reúne esta semana, nos dias 6 e 7, e as instituições financeiras apostam em uma queda na Selic para 10% ao ano. Atualmente, a taxa está em 10,5%. O comitê divulga a decisão sobre os juros básicos na quarta-feira (7).”

(Agência Brasil)

Unilab abre mais um concurso para professor efetivo

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (Unilab) lançou mais um edital de concurso para contratação de professor efetivo. Desse vez, serão contempladas as Áreas de Humanidades e Letras, com o total de 16 vagas para professor adjunto. As oportunidades são distribuídas em várias setores de estudo, de acordo com o Edital N° 06/2012. 

As inscrições começaram nesta segunda-feira e vão até o dia 6 de abril, de forma presencial ou por meio de procuração. Os interessados devem procurar a Comissão Coordenadora do Concurso no Campus da Liberdade, em Redenção (CE).
SERVIÇO
* Para ver masi detalhes, acesse o link:
(Site da Unilab)

PSD cogita formar bloco com PSB na Câmara

114 1

Essa é do site Congresso em Foco

Na próxima semana, o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, e a líder do partido na Câmara, Luciana Santos (PE), terão uma importante reunião com o governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos. A reunião tem um objetivo: entender quais são os planos de Eduardo Campos que envolvem uma aproximação com o PSD, o partido criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Campos trabalha para que o PSD passe a integrar o bloco na Câmara do qual já fazem parte seu partido, o PCdoB e o PTB. Hoje, esse bloco soma 63 deputados, e é a terceira maior bancada da Câmara. Se forem somados os 47 deputados do PSD, passará a ser a maior bancada, com 110 deputados. O PT, que hoje é a maior composição, tem 86 parlamentares.

Em princípio, o PCdoB resiste à entrada do PSD no bloco, e por isso quer conversar com Eduardo Campos. O que temem os comunistas? Não querem virar trampolim para pretensões políticas e eleitorais de Eduardo Campos que sejam diferentes das suas.

Os que conversaram recentemente com Eduardo Campos enxergam na aproximação com o PSD e na possível formação do bloco a seguinte via de mão dupla. Depois da decisão do ministro Carlos Ayres Brito que negou o pedido do PSD de assumir postos de comando nas comissões permanentes, o partido de Kassab começou a entender que terá de buscar outras estratégias para ganhar protagonismo na Câmara. E o caminho para isso pode ser a formação do bloco. Fazendo parte da maior bancada, o partido passará a ter que ser ouvido e considerado em todas as votações e negociações importantes no Parlamento.

E, no caso de Eduardo Campos, a aproximação com o PSD é uma forma de, aliado do governo, manter também um pé na oposição, aproximando-se do ex-governador de São Paulo José Serra a partir de Kassab. Na verdade, seria um jogo triplo de Eduardo Campos, uma vez que o PSB já mantém há tempos uma aproximação com Aécio Neves em Minas Gerais. Parceiro histórico do PT e sem nenhuma afinidade ideológica com o PSD, o PCdoB quer reunir-se com Eduardo Campos para discutir a entrada do PSD no bloco porque, à primeira vista, não enxerga nenhuma vantagem para o partido nessa associação.

(Foto – Governo de Pernambuco)

Site da Receita emite segunda via do CPF

“Qualquer pessoa que necessite comprovar que está inscrito no Cadastro de Pessoas Físicas pode pedir a segunda via de seu CPF no site da Receita Federal. Até então, a emissão do comprovante de inscrição no site só era permitida para cadastrados no Centro Atendimento ao Contribuinte (e-CAC), mediante o uso de certificado digital ou código de acesso obtido com o número do recibo das duas últimas declarações do Imposto de Renda.

Segundo a Receita, tais exigências tornavam inacessível a obtenção do documento para cerca de 140 milhões de brasileiros, que estavam obrigados a declarar e não tinham o certificado digital.

O CPF em plástico deixou de ser emitido em junho do ano passado. O comprovante de inscrição no cadastro passou a ser gerado no ato do atendimento, realizado pelo Banco do Brasil, pelos Correios e pelas Caixa Econômica Federal, ou impresso a partir da página da Receita Federal na internet.

De acordo com a Receita, a comprovação de inscrição do contribuinte pode ser feita ainda com documentos nos quais conste o número do CPF, como as carteiras de identidade, de habilitação e de Trabalho e Previdência Social, de identidade profissional, entre outros. Também podem ser usados cartões de CPF emitidos anteriormente.”

(Agência Basil)

Grupo do PMDB divulga manifesto contra PT nesta 3ª feira

154 2

 

“O grupo de rebeldes do PMDB vai entregar manifesto, nesta terça-feira, acusando o governo Dilma Rousseff de privilegiar o PT no processo de formação das candidaturas para a disputa das eleições municipais deste ano. O documento chegou à fase final de elaboração com a assinatura de 45 dos 76 deputados federais — mais oito nomes devem assinar antes da entrega ao vice Michel Temer. Iniciado no ano passado, o movimento ganhou força na última semana após a nomeação do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) para o Ministério da Pesca.

O principal motivo da mudança da pasta foi ajudar na formação do palanque da candidatura de Fernando Haddad (PT) na cidade de São Paulo.“Nós estamos vivendo numa encruzilhada, onde o Partido dos Trabalhadores se prepara com ampla estrutura governamental para tirar do PMDB o protagonismo municipalista e assumir seu lugar como o maior partido de base municipal no País”, diz o manifesto.”

(Portal IG)

DETALHE – Do PMDB cearense, quem assina o manifesto é o deputado federal Danilo Forte.

Índice de Confiança de Serviços cai 3,2% em fevereiro

“O Índice de Confiança de Serviços (ICS), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 3,2% em fevereiro deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. Em janeiro, o índice já havia registrado uma redução de 1%.

A queda de fevereiro foi puxada pela redução do subíndice da Situação Atual, que caiu 8,1% entre fevereiro de 2012 e fevereiro do ano passado. A queda da demanda atual é o principal motivo para a redução do subíndice.

Das 2.895 empresas de serviços consultadas pela Fundação Getulio Vargas, 20,8% consideram a demanda atual como forte, contra 25,9% em fevereiro do ano passado. Já 18,2% a avaliam como fraca, ante 12,1% em igual período de 2011.

Por outro lado, o subíndice de Expectativas aumentou 0,7%, mantendo a tendência de janeiro, quando houve elevação de 1,5%. A expectativa sobre o nível de demanda para os próximos três meses foi o que mais contribuiu para o resultado.

Entre as empresas consultadas, 53,7% preveem crescimento da demanda, ante os 50,3 % de fevereiro de 2011, enquanto a parcela das que esperam queda passou de 4,5% em fevereiro do ano passado para 4,8% no mesmo período deste ano.”

(Agência Brasil)

Mercado publicitário do País movimentou R$ 39,03 bilhões em 2011

134 1

“O mercado publicitário brasileiro cresceu 8,5% em 2011, movimentando R$ 39,03 bilhões, de acordo com dados do Projeto Inter-Meios, coordenado pelo grupo Meio & Mensagem em parceria com a PricewaterhouseCoopers (PwC).

Trata-se de uma taxa bem acima dos quase 3% de alta que o próprio governo estima para o crescimento da economia em 2011, mas é metade do ritmo de desenvolvimento observado em 2010, quando a alta no mercado publicitário brasileiro foi de 17,7%.

Do volume total movimentado ano passado, R$ 31,6 bilhões foram gastos por anunciantes com a compra de espaço publicitário em veículos de comunicação. O restante, R$ 7,4 bilhões, correspondeu às despesas com produção dos comerciais.

Segundo José Carlos Salles Neto, presidente do grupo M&M, apesar de 2010 ter sido um ano excelente — com dois grandes eventos, como a Copa do Mundo da África do Sul e as eleições para presidente e governadores —, a queda esteve diretamente ligada ao desaquecimento da economia brasileira aprofundado com a crise que abala a Europa.”

Do O Globo, aqui.

Roberto Cláudio e presidente do BNB vão conversar sobre decisão que quer fechar agência do banco em Brasília

O governador em exercício Roberto Cláudio (PSB) vai receber, em audiência, nesta segunda-feira, o presidente do Banco do Nordeste do Brasil, Jurandir Santiago.

Com ele, tratará sobre a decisão tomada pela cúpula do banco de fechar a agência do BNB de Brasília, sob a  alegativa de que não é superavitária.

Roberto Cláudio quer se iterirar melhor do caso. Ele, particulamente, é a favor da manutenção da agência, lembando que Brasília é o centro do poder e, para uma instituição como o BNB, que luta pelos interesses de uma região pobre como é o Nordeste, permanecer com filial ali é uma questão política.

Dilma conversa com primeira-ministra alemã sobre crise econômica internacional

“A presidenta Dilma Rousseff se reúne hoje (5) com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, em Hannover. O principal tema da conversa é a crise econômica internacional. Na semana passada, Dilma condenou a ação dos europeus na tentativa de conter os efeitos da crise. Merkel disse que vai tentar mostrar à presidenta que os europeus se esforçam para impedir o agravamento da crise. As duas têm reunião privada e jantam juntas.

Na conversa com Merkel, que é a principal líder das negociações na União Europeia (UE) em busca de soluções para evitar o agravamento da crise, Dilma deve mencionar os impactos do problema no Brasil e no mundo. Ambas também examinarão o aprofundamento do acordo de parceria estratégica definido em 2002.

A presidenta e a chanceler também devem conversar sobre educação, ciência, tecnologia e inovação, além de desenvolvimento sustentável, energia e infraestrutura, assuntos centrais na cooperação bilateral. Nas reuniões, Dilma deve ressaltar as expectativas em torno da Conferência Rio+20, em junho no Rio de Janeiro, a atuação do G20 (que reúne os países mais ricos do mundo) e a reforma das instituições políticas e econômicas de governança global.

Paralelamente, a Alemanha vive um momento delicado em sua política interna. No último dia 17, o então presidente da Alemanha Christian Wulff – que tem funções administrativas – renunciou ao cargo, após ser denunciado pelo Ministério Público por corrupção. O nome de consenso para sucedê-lo é Joachin Gauck, candidato da coligação de maioria governista.

Dilma chegou ontem (4) à Alemanha, onde fica até amanhã (6). A presidenta participa da inauguração da Feira Internacional de Tecnologia de Informação, Telecomunicações, Software e Serviços (Cebit). Ela está acompanhada por ministros e uma delegação de empresários, em um total de 200 pessoas.

A presidenta também participa da Cebit, cujo tema neste ano é o Brasil. São mais de 4.200 expositores de 70 países. A estimativa é que cerca de 350 mil pessoas visitem a feira, que deve abrir oportunidades de negócios para empresas produtoras de tecnologias de informação e comunicação. O Brasil é o sexto maior mercado consumidor dessas tecnologias no mundo.”

(Agência Brasil)

Meirelles desiste de eleições municipais

“O ex-presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, assume nesta segunda-feira, a presidência do Conselho da J&F Participações, uma holding que fatura anualmente mais de R$ 55 bilhões e controla empresas como o frigorífico JBS — maior empresa de processamento de proteína animal do mundo —, a empresa de papel e celulose Eldorado, a J&F Oklahoma (maior empresa de confinamento de gado dos EUA), a fabricante de produtos de higiene e limpeza Flora, a Floresta Agropecuária e a fabricante de produtos lácteos Vigor.

Oficialmente, Meirelles ficará responsável por desenhar a estratégia internacional do grupo e, ainda, por preparar a governança corporativa da holding para uma eventual abertura de capital.

Mas a experiência de sete anos do executivo à frente do Banco Central e da presidência global do BankBoston será importante para os planos financeiros da J&F. Ano passado, o grupo investiu R$ 1,85 bilhão na criação do Banco Original.”

Do O Globo, aqui.