Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Ministro do Turismo visitará obras na Praia do Futuro

48 2

Essa é do site da Prefeitura de Fortaleza:

Nesta quarta-feira (8), a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, receberá o ministro do Turismo, Pedro Novais, para uma visita, a partir das 14 horas, à obra da Praça do Futuro (antiga 31 de Março). O espaço será totalmente requalificado pela Prefeitura de Fortaleza, e se transformará numa grande praça esportiva, com quadras, campos de areia, ciclovia, pista de cooper e equipamentos de ginástica.

A Praça do Futuro é uma das quatro intervenções do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) em Fortaleza, que, no total, investirá mais de 200 milhões de reais nos principais corredores turísticos da cidade.

Que Gleisi Hoffman não seja "areia de cemitério"

Com o título “Palocci já saiu tarde”, eis artigo do jornalista Messias Pontes sobre a novela criada em torno de Antonio Palocci e o crescimento do seu patrimônio. Para ele, hora agora de Gleisi Hoffman, substituta, oxigenar a Casa Civil. Confira:

A permanência de Antonio Palocci à frente da Casa Civil da Presidência da República era temerária. Ele demorou demais a falar sobre o seu meteórico enriquecimento, e, quando o fez, justificou mas não esclareceu, não convenceu nem mesmo a base aliada. Até mesmo importantes lideranças petistas e de partidos aliados estavam a exigir o imediato afastamento dele. Foi uma sucessão de erros, inclusive em falar com exclusividade para o Jornal Nacional, da TV Globo, ao invés de convocar uma entrevista coletiva. A sua permanência só problemas traria ao governo da Presidenta Dilma Rousseff.

O desgaste foi tamanho que nem mesmo o anúncio do Programa Brasil sem Miséria, o principal do atual governo, foi capaz de merecer a repercussão esperada. A entrega da plataforma P-56, da Petrobras – totalmente construída no Brasil com 73% de conteúdo nacional, fato histórico notadamente depois de os neoliberais tucanos terem sucateado a indústria naval brasileira – foi outro importantíssimo acontecimento que não gerou a repercussão exigida.

Sem bandeira, sem proposta, sem programa e sem credibilidade, além de dividida, a oposição conservadora de direita, com o irrestrito apoio da velha mídia conservadora, venal e golpista recebeu a denúncia de enriquecimento “ilícito” de Palocci como um manjar dos céus. Era tudo o que faltava para a direita infernizar a vida e o governo da presidenta Dilma, pois não era o ministro que a oposição queria atingir, posto que é seu aliado, mas sim o governo democrático e popular.

Os clientelistas e chantagistas que fazem morada na base aliada, em especial os do PMDB e os evangélicos, tendo à frente o deputado federal e ex-governador fluminense Antony Garotinho, igualmente soltaram rojões deste período junino, comemorando mais essa trapalhada de Palocci.

Sem a menor cerimônia, Garotinho saiu com essa pérola, chantageando o governo ao fazer do ministro da Casa Civil moeda de troca para a base governista votar a favor da emenda que eleva o salário de policiais, e também para a presidenta Dilma retirar do Congresso o chamado kit gay: “O momento político é este. Temos uma pedra preciosa, um diamante que custa R$ 20 milhões, que se chama Antonio Palocci”.

O governo Dilma não podia ficar refém desse tipo de gente, e a única maneira de continuar governando com tranquilidade é com a substituição do ministro. Aliás, o próprio Antonio Palocci já deveria ter tomado a iniciativa para por um fim à crise e poupar a Presidenta do constrangimento de ter de demiti-lo.

A oposição conservadora de direita que estava se afogando em águas turvas, encontrou em Palocci a sua tábua de salvação. Porém com a saída do ministro, a oposição vai continuar buscando algo para sobreviver.

A indicação da senadora petista Gleisi Hoffmann foi bem recebida pela base aliada. O que dela se espera é que não repita os erros do seu antecessor, que, como areia de cemitério, queria comer sozinho, ou seja, queria monopolizar e indicar os ocupantes dos principais cargos do governo. Para o fortalecimento do governo Dilma é imperioso que os aliados recebam o tratamento que merecem. A presidenta Dilma foi chantageada, mas Palocci chantageou também os aliados com ameaças de demissão de correligionários.

A prática demonstrou neste pequeno período de governo que nem sempre ter maioria no Congresso é certeza de tranqüilidade. A posição de Antony Garotinho e de outros parlamentares evangélicos, em determinados momentos, deixou isso muito claro. O tratamento dispensado por Palocci a fiéis e corretos aliados, negando-lhes ou tentando negar espaços no governo, também contribuiu para o seu isolamento. Afinal, o ex-ministro da Casa Civil está colhendo o que plantou. E a safra foi péssima. Por isso a sua saída já aconteceu tarde. Que os erros sirvam de exemplo!

* Messias Pontes,

Jornalista e radialista.

Copa 2014 – Implosão de arquibancadas do Setor Oeste do Castelão ocorrerá domingo

183 2

As arquibancadas do Setor Oeste do Estádio Castelão vão ser alvos de implosão. Para dar maiores detalhes sobre essa operação, a Secretaria Especial da opa 2014 e o Consórcio responsável pela obra de reforma do local convocam para coletiva de imprensa nesta quinta-feira, a partir das 10 horas, no próprio estádio.

Participarão dessa coletiva a Defesa Civil do Estado e do Município, o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Autarquia municipal de Transito (AMC), Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Guarda Municipal de Fortaleza e Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza.

A implosão dessa área do Castelão ocorrerá no próximo domingo, às 9 horas. O consórcio Castelão contratou a única empresa brasileira com certificação ISO 9000 – a Fábio Bruno Construções para executar o trabalho.

CUFA quer apoio da SRTE em projeto de inclusão de jovens no mercado de trabalho

Júlio Brizzi recebe Preto Zezé em audiência.

O superintendente regional do Trabalho e Emprego, Júlio Brizzi, recebeu, em seu gabinete, o presidente nacional da Central Única de Favelas (CUFA), Preto Zezé. Durante a audiência, a entidade solicitou a doação de equipamentos da SRTE/CE para implementar cursos de qualificação nos espaços que a CUFA tem hoje na cidade.

Esss cursos capacitarão jovens que estão em situação de iminente risco para inseri-los no mercado de trabalho. Preto Zé se inteirou dos procedimentos levais para obter doação de bens do órgão.

(Foto – Divulgação/CUFA)

Queda de Palocci ajuda Dilma a afastar sombra de Lula do Governo, diz jornal argentino

47 1

“A queda de Antonio Palocci e sua substituição pela senadora Gleisi Hoffman à frente do Ministério da Casa Civil podem ajudar a presidente Dilma Rousseff a se livrar da sombra de seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, na avaliação de um artigo publicado nesta quarta-feira pelo diário argentino La Nación.

‘Com a nomeação de Gleisi Hoffmann – uma senadora do PT sem experiência na política nacional – como nova chefe de gabinete, Rousseff se arrisca a perder consistência política no governo, mas ao mesmo tempo dá um passo decisivo para se desprender da alargada sombra de Lula’, afirma o jornal.

Para o diário, após ser apontada como sucessora por Lula e ser eleita presidente graças aos altos índices de popularidade do antecessor, Dilma ‘teve que engolir um ou outro sapo para chegar ao Palácio do Planalto’.

‘O mais indigesto, sem dúvida, foi o de aceitar Palocci como ministro da Casa Civil’, diz o jornal.”

(BBC Brasil)

Grupo Paes Mendonça vai apresentar projeto de shopping para a prefeita

64 3

Essa é do site da Prefeitura de Fortaleza:

A prefeita Luizianne Lins reúne-se, nesta quarta-feira, às 11 horas, no Paço Municipal, com o presidente do Grupo JCPM, João Carlos Paes Mendonça. No encontro, Luizianne conhecerá o projeto completo do RioMar Shopping de Fortaleza, empreendimento que o Grupo JCPM pretende instalar no bairro Papicu (antiga fábrica da Astra). 

O futuro shopping da cidade, um dos maiores do Nordeste e do País, será semelhante ao construído pela empresa em Salvador, na Bahia, o Salvador Shopping.  

Logo após o encontro, a prefeita Luizianne Lins e João Carlos Paes receberão a imprensa para apresentar o novo shopping da capital. A chegada do empreendimento possibilita ainda mais o fortalecimento da crescente oferta de emprego na capital cearense.

DETALHE – De olho nessa concorrência que promete, o Grupo Jereissati prepara uma nova ampliação para o Shopping Iguatemi.

STF decide destino de Battisti nesta 4ª quarta-feira

108 1

“O destino do ex-ativista italiano Cesare Battisti será decidido nesta quarta-feira, 8, pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Por maioria, os ministros devem manter a decisão do ex-presidente Lula, no último dia de seu mandato, de não entregar Battisti ao governo italiano, mesmo com a autorização do Supremo para que ele fosse extraditado.

Os ministros terão de julgar se Lula descumpriu a decisão do Supremo de autorizar a entrega de Battisti ou o tratado de extradição firmado entre Brasil e Itália. O ex-presidente, no último dia de seu mandato, aprovou parecer da Advocacia Geral da União (AGU) que recomendava a manutenção de Battisti no Brasil.

No parecer, a AGU relata a possibilidade de Battisti ter agravada sua situação pessoal caso fosse entregue ao governo italiano para cumprir a pena de prisão por quatro assassinatos no final da década de 70.

Na Itália, Battisti foi condenado à prisão perpétua. O STF autorizou sua extradição, mas limitou a pena a 30 anos, máximo previsto na legislação brasileira.”

(Estadão)

CARAVANA

Uma caravana de militantes do Movimento Crítica Radical está em Brasília e promete fazer ato em favor de Battisti. O grupo viajou no último domingo de ônibus, informa a ex-vereadora Rosa da Fonseca, que organizou a viagem ao lado de Jorge Paiva.

TSE – Nova ministra declarou patrimônio de R$ 659,8 mil em 2010

“A senadora Gleisi Hoffman (PT-PR), que assume, nesta quarta-feira, o comando da Casa Civil em substituição a Antonio Palocci, tem um patrimônio declarado de R$ 659,8 mil, segundo a relação de bens apresentada por ela ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no ano passado.

De acordo com informações do site do TSE, a futura ministra é dona de um apartamento em Curitiba, no valor de R$ 245,5 mil, um veículo avaliado em R$ 88 mil, aplicações bancárias de R$ 269 mil, além de R$ 34 mil em ações e R$ 23 mil em conta corrente.

Na comparação com os bens declarados em 2006, quando Gleisi Hoffmann concorreu pela primeira vez ao Senado, o patrimônio dela aumentou quase 40%. Naquele ano, a então candidata declarou à Justiça possuir dois apartamentos – o mesmo citado em 2010 e outro, em construção, avaliado em R$ 234,33 mil, totalizando R$ 479,83 mil.

A evolução do patrimônio do ex-ministro Palocci, que, segundo reportagem do jornal “Folha de S.Paulo”, aumentou 20 vezes entre 2006 e 2010, resultou nas pressões que o levaram a pedir demissão do cargo.

Campanha

Na corrida ao Senado, a futura ministra da Casa Civil declarou ao TSE previsão de gasto máximo de R$ 15 milhões durante a campanha, mas a arrecadação total declarada foi de R$ 7,979 milhões e os gastos, de R$ 7,944 milhões. Ela teve as contas de campanha aprovadas pela Justiça Eleitoral.

Segundo a prestação de contas final da campanha de 2010, apresentada em novembro do ano passado à Justiça Eleitoral, as maiores doações para a senadora vieram de construtoras, excetuando-se as doações do Diretório Nacional do PT e do comitê único de financiamento. A construtora Camargo Correa doou R$ 1 milhão e o Grupo OAS, R$ 780 mil.”

(Portal G1)

Cid Gomes expõe em Brasília experiências bem sucedidas da educação

O governador Cid Gomes (PSB) e a secretária Izolda Cela (Educação) expõem nesta quarta-feira, na Comissão Especial que discute o Plano Nacional de Educação (PNE), em Brasília, projetos do Estado nesse setor.

Atendendo a um convite de Artur Bruno (PT), apresentarão experiências bem sucedidas nessa área como a implantação de escolas profissionalizantes e o projeto Alfabetização na Idade Certa.

Por conta desse compromisso de Cid, que se desloca de São Paulo, onde conferiu despedidas do jogador Ronaldo – Brasil contra Romênia, para Brasília, o vice-governador Domingos Filho cumprirá agenda com o ministro do Turismo, Pedro Novais, nesta manhã de quarta-feira, no Centro de Convenções.

É que haverá a entrega de certificados a mais de quatro pessoas que foram atendidas pelo Programa de Qualificação para o Turismo.

Quatro parentes de Lula devolvem passaporte diplomático

“Dois filhos do ex-presidente Lula, Marcos Cláudio e Sandro Luis, devolveram no começo do mês os passaportes diplomáticos que haviam recebido de forma irregular do governo federal. Dois netos de Lula menores de idade, filhos de Marcos e Sandro, entregaram os superpassaportes no mesmo dia.

Os quatro documentos foram entregues no escritório de representação do Ministério das Relações Exteriores em São Paulo. A devolução dos documentos ocorre cinco meses após a Folha revelar a decisão que beneficiou os filhos de Lula.

O documento foi concedido em “caráter excepcional” e “em razão de interesse do país”, sem que fosse apresentada uma justificativa para a concessão. Os quatro documentos tinham validade de quatro anos e iam durar todo o mandato da presidente Dilma. Os familiares devolveram sob pressão do Ministério Público Federal no Distrito Federal, que abriu uma ação após a reportagem da Folha.”

(Folha)

Restituição 2011 – Receita libera primeiro lote

“A Receita Federal libera hoje consulta ao primeiro lote multi exercício de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física, a partir das 9h. O pagamento será feito para 1,55 milhão de contribuintes com imposto a receber, totalizando R$ 2 bilhões.

Serão creditadas, simultaneamente, no dia 15 de junho as restituições referentes ao exercício de 2011 (ano calendário de 2010), residual de 2010 (ano calendário 2009), residual de 2009 (ano calendário 2008) e residual de 2008 (ano calendário de 2007).

Lotes

Para o exercício de 2011, haverá o pagamento para um total de 1,5 milhão de contribuintes com imposto a restituir, totalizando R$ 1,9 bilhão, já acrescidos da taxa Selic de 1,99% (maio a junho).

Deste montante, cerca de 1,3 milhão foram priorizados conforme o Estatuto do Idoso, totalizando R$ 1,6 bilhão.

Com relação ao lote residual do exercício de 2010, serão creditadas restituições para um total de 26.344 contribuintes com imposto a restituir, totalizando um montante de R$ 65,127 milhões já atualizados pela taxa Selic de 12,14% (maio de 2010 a junho de 2011).

Já no lote residual do exercício de 2009 serão creditadas restituições para um total de 10.227 contribuintes, totalizando R$ 20,086 milhões já atualizados pela taxa Selic de 20,60% (período de maio de 2009 a junho de 2011).

Por último, o lote residual de 2008 terá restituições para 5.120 contribuintes, totalizando de R$ 13,933 milhões corrigidos pela taxa Selic de 32,67% (período de maio de 2008 a junho de 2011). Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet (www.receita.fazenda.gov.br), ou ligar para o Receitafone 146.”

(Folhapress)

STJ anula provas obtidas pela Operação Satiagraha

“O Superior Tribunal de Justiça (STJ) anulou [ontem] as provas obtidas pela Operação Satiagraha, que resultou na condenação por corrupção do banqueiro Daniel Dantas, dono o grupo Opportunity, a 10 anos de prisão.

Por 3 votos a 2, a 5.ª Turma do STJ concluiu que foi ilegal a participação de integrantes da Agência Nacional de Inteligência (Abin) nas investigações.

A maioria dos ministros aceitou um pedido de habeas corpus no qual os advogados do banqueiro solicitaram a anulação das provas obtidas na investigação e a extinção da ação penal na qual Dantas foi condenado por tentativa de suborno a policiais.

Autor do voto de desempate, o presidente da 5.ª Turma, Jorge Mussi, afirmou que os agentes da Abin não poderiam ter atuado de forma clandestina nas apurações.

“Poderia a Abin, numa operação compartilhada, participar dessa investigação? Eu penso que sim, mas com autorização judicial”, disse Mussi. “Poderia ela participar sem autorização judicial? Poderia, se fosse requisitada. Mas o que não pode é na clandestinidade, de forma oculta”, respondeu.

“Não é possível que esse arremedo de prova possa levar a uma condenação com esse tipo de prova. Essa volúpia desenfreada de se construir arremedo de prova acaba por ferir de morte a Constituição desse País. É preciso que se dê um basta, colocando freios inibitórios antes que seja tarde”, afirmou Mussi.”

(Estadão)

Palocci deve pedir demissão

“O ministro Antonio Palocci (Casa Civil) já comunicou sua equipe que pedirá demissão hoje.

A forma do anúncio e o substituto do ministro ainda estão sendo discutidos entre Dilma Rousseff, Palocci e outros assessores do Palácio do Planalto.

O martelo foi batido depois que, a despeito da decisão do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, de arquivar o pedido de investigação sobre seu enriquecimento, ficou evidente a falta de respaldo político para Palocci se manter.

Os senadores do PT se recusaram a assinar uma nota de apoio a Palocci. E a CPI proposta pela oposição para investigá-lo está a três assinaturas de ser criada.”

(Portal Uol)

Câmara tem guardado sigilo telefônico de Palocci. Ministro gastou R$ 150 mil em 20 meses

“Estão guardadas em salas da Câmara informações importantes sobre o sigilo telefônico do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci. São dados que podem subsidiar esclarecimentos que a Procuradoria da República no Distrito Federal busca para dirimir as suspeitas da oposição de que o braço-direito da presidenta Dilma Rousseff praticou improbidade administrativa e enriqueceu de modo ilícito, suposições que vieram à tona após a revelação de que o ministro multiplicou seu patrimônio por 20 durante quatro anos.

Ontem (6), o procurador geral da República, Roberto Gurgel, arquivou pedido de investigação criminal contra Palocci, mas ainda prossegue a apuração cível, por conta da Procuradoria da República do DF.

A mil metros do edifício da PGR, no subsolo do Anexo IV da Câmara, na Coordenação de Gestão da Cota Parlamentar (Cogep), e nas salas do Centro de Documentação da Câmara, no Anexo II, estão originais de todas as contas telefônicas do então deputado Palocci entre 2007 e 2010.

Os documentos contêm as datas e números de telefones de pessoas, empresas e órgãos públicos que receberam chamadas do hoje ministro enquanto ele era deputado e sua consultoria, a Projeto, estava ativa e fechando contratos com clientes dos setores de finanças, engenharia e serviços, pelo que se sabe até agora. Só em 2010, a Projeto faturou cerca de R$ 20 milhões, valor concentrado no final do ano, após a vitória de Dilma na campanha eleitoral.

Assessores do ministro Palocci afirmaram ao Congresso em Foco que ele jamais usou os telefones da Câmara para atividades fora do exercício do seu mandato. Sem a apresentação das faturas telefônicas à Câmara, os deputados não obtêm reembolso das despesas com telefonia feitas por eles.
 
R$ 150 mil com telefone

Dados do Legislativo mostram que, de maio de 2009 a fevereiro de 2011, o então deputado Palocci gastou quase R$ 150 mil com os telefones à sua disposição: seu celular e os aparelhos em seu gabinete, seu imóvel funcional em Brasília e em escritórios políticos no estado de São Paulo. Os valores incluem gastos do próprio ex-parlamentar e de seus auxiliares. As despesas refletem uma média de cerca de R$ 7 mil por mês, descontados os dois meses de 2011, que contabilizam despesas remanescentes da época em que ele ainda era deputado, mas já estava no Executivo.
 
Os gastos de Palocci com telefones representaram 45% de todas as despesas dele com o chamado “cotão”. O “cotão” é uma verba guarda-chuva de R$ 27 mil mensais usada para pagar uma série de itens, como bilhetes de passagens aéreas, aluguel de escritórios políticos, divulgação do mandato, telefonia, alimentação, transporte, hospedagem e segurança. Antes de maio de 2009, a divulgação das despesas era restrita e não incluía os gastos com telefonia.  Mesmo assim, as informações anteriores a esse momento também guardadas nos arquivos da Câmara.
 
As despesas com telefone do hoje ministro estão entre as mais altas de deputados de São Paulo, estado de sua base eleitoral. O Congresso em Foco identificou apenas Aline Corrêa (PP-SP) com gastos maiores do que Palocci. Ela gastou R$ 154 mil em 2009 e 2010.
 
Em setembro do ano passado, antes do primeiro turno das eleições presidenciais, quando o então deputado trabalhava para a eleição de Dilma Rousseff, os gastos com telefone quase chegaram a R$ 11 mil. Naquele mês, falar ao telefone representou 71% de todas as despesas de Palocci e seu gabinete. Mais que isso, o hoje ministro só gastara um ano antes. Em setembro de 2009, foram R$ 11.700, embora naquele mês a despesa representasse apenas 55% do “cotão” usado à época.”

(Congresso em Foco)

Caso Palocci – Presidente da OAB diz estar decepcionado com arquivamento

64 1

O presidente nacional da Ordem dos Advogasdo do Brasil, Ophir Cavalcante, afirmou nesta terça-feira (7) ter ficado decepcionado com a decisão do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, de arquivar as representações contra o ministro Antônio Palocci (Casa Civil).

“Essa decisão da PGR, de optar pelo arquivamento, pode servir para que o ministro definitivamente deixe o cargo. Se faltava uma motivação maior além das de ordem política e moral, que já existiam, esta, de ordem jurídica, justifica a sua saída do cargo neste momento”, disse .

Na segunda-feira (6), Gurgel, decidiu arquivar todas os pedidos de abertura de inquérito contra Palocci. Ainda segundo o presidente nacional da OAB, com a decisão, a leitura que se transmite à sociedade é “a de que se conferiu uma senha para a impunidade neste país”.

(Folha.com)

CNI – Faturamento da indústria cresce 4,3% em abril

“O faturamento industrial voltou a crescer em abril. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), o faturamento cresceu 4,3% na comparação com o mês anterior. Em março ante fevereiro, o faturamento real havia caído 5,2%. O crescimento real dessazonalizado em abril (que desconsidera influências típicas do período) foi de 4,9%, quando comparado com o mesmo mês de 2010.

Na média dos quatro primeiros meses do ano, o faturamento cresceu 6,5% quando comparado com o mesmo período de 2010.

Segundo os dados da CNI, a indústria operou com a média de 82% da capacidade instalada, queda de 0,4 ponto percentual ante março deste ano. Esse é o menor patamar desde fevereiro de 2010. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a utilização da capacidade instalada caiu 1 ponto percentual, a primeira queda desde outubro de 2009, na mesma base de comparação.

O emprego na indústria ficou praticamente estável (queda de 0,1%) em abril, em relação a março deste ano. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, houve alta de 2,8% em abril.

O rendimento médio real do trabalhador caiu 4% em abril na comparação com o mês anterior. Na comparação com o mesmo mês de 2010, houve crescimento de 1,5%.”

(Agência Brasil)

Dnocs vai licitar barragem em Crateús

57 1

O diretor-geral do Dnocs, Elias Fernandes, marcou para o próximo mês a licitação para a barragem Fronteiras, em Crateús. Segundo adianta, a obra integra o Programa de Aceleração do Crescimento – PAC 2 e terá capacidade para armazenar 500 milhões de metros cúbicos.

Elias informa que o custo total é da ordem de R$ 300 milhões. Essa barragem é um sonho antigo dos moradores de Crateús.

Caso Palocci expõe o fisiologismo que Dilma tenta enfrentar

Com o título “Milho aos pombos”, eis artigo do publicitário e poeta Ricardo Alcântara. Ele aborda a “Novela Palocci” como resultado do fisiologismo, que gera corrupção. Confira: 

Quem sabe, diz que nos fatos sugeridos pela crise que envolve o ministro Antonio Palocci, há, apenas, uma pequena demonstração, proporcionalmente insignificante, do que acontece na capital federal todo dia à luz do dia.
 
As decisões públicas no país estão atadas aos cordões que tem em mãos uma fera insaciável, que sabota prioridades, desvia recursos e compromete a eficiência e os resultados: o fisiologismo e sua finalidade, a corrupção.
 
Na língua dos bastidores, é o “toma lá, dá cá”, que descamba, quando os interesses não coincidem, para o irredutível “ou dá, ou desce”: o deputado vota o que o governo deseja, desde que o governo dê a ele o que ele quer.

E o que ele quer? Quer colocar gente de sua confiança em cargos estratégicos, onde se decide o destino dos recursos e quais empresas vencerão as licitações para prestar serviços e reallizar obras.

Por elas, a “liderança” política que participa do esquema com cota definida de ganhos recebe generosa comissão ou salda contribuições recebidas para sua campanha eleitoral. Manda quem paga.

Em troca, ele vota o que o governo pede, o que nem sempre coincide com o que prometeu aos eleitores. Posto ali para defender o interesse destes, passa a lutar, quando eleito, somente em favor dos interesses de si mesmo.
 
A presidente Dilma tem resistido o quanto pode. Blindou algumas funções estratégicas para o bom desempenho do governo e vem adiando as nomeações dos indicados pelos partidos aliados para o segundo escalão.
 
Pela ousadia de oferecer uma modesta resistência ao fisiologismo, tem apanhado no congresso e sofrido chantagens que os observadores mais informados de Brasília não ousam, por falta de provas, denunciar.
 
A pressão maior parte do seu aliado mais forte, o PMDB, para o qual a eclosão de escândalos como o do Palocci é providencial: quanto mais rabos presos, mais descabidas as exigências postas à mesa como custo da “governabilidade”.
 
Nessa cruzada, nem mesmo com o apoio do seu próprio partido conta a presidente na medida suficiente, pois o que tem permitido a eles nem sempre  é menos constrangedor do que exigem seus aliados mais vorazes.
 
Por outro lado, a presidente Dilma não tem carisma e popularidade suficientes para estabelecer uma aliança direta com a sociedade que lhe garanta alcançar um nível pelo menos razoável de autonomia. Ela quer, mas não pode. 

Manda quem paga. Quem vota, obedece.

* Ricardo Alcântara,

Publicitário e poeta.