Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

PAC da Dilma bem abaixo das expectativas

41 2

“A execução de obras e projetos novos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), entre os quais estão as principais promessas de campanha da presidente Dilma Rousseff, está bem abaixo do sugerido pelos balanços oficiais. Levantamento feito pela Folha mostra que ações orçamentárias do PAC iniciadas em 2011 receberam, até julho, apenas 7,8% do total programado para o ano, mesmo estando livres do bloqueio de gastos promovido no início do governo.

No balanço divulgado no final do mês passado, o governo apresentou uma taxa de execução de 37,5% para os investimentos do PAC 2, como foi batizada a segunda etapa do programa. O motivo da diferença é que os dados oficiais incluem tanto projetos novos quanto os remanescentes do governo Lula –ou seja, na prática, o governo passou a chamar de PAC 2 também parcela do PAC 1 não encerrada na gestão anterior.

Assim, o balanço apresentou desembolsos, até julho, de R$ 10,3 bilhões, de um investimento programado para o ano de R$ 27,5 bilhões. Desse total, a pesquisa da Folha considerou R$ 8,8 bilhões em projetos novos, dos quais foram pagos menos de R$ 700 milhões. A grande maioria das ações pesquisadas faz parte do PAC 2 tal como originalmente anunciado, ou seja, o conjunto de novos investimentos e metas apresentado no ano passado como base da campanha de Dilma.”

(Folha.com)

Universitários brasileiros leem de 1 a 4 livros por ano. Só

“Na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), 23,24% dos estudantes não leem um livro sequer durante o ano. De uma forma geral, a maioria dos universitários brasileiros não vai muito além disso: lê, em média, de uma a quatro obras por ano. É o que revela levantamento exclusivo feito pelo Estado a partir de dados divulgados pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

Numa realidade diametralmente oposta, os estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) são ávidos por leitura: 22,98% deles leem geralmente mais de dez livros por ano. No Maranhão, um dos Estados mais pobres do País, esse índice é de apenas 5,57%.

No início do mês, a Andifes divulgou pesquisa feita com 19.691 estudantes de graduação de universidades federais de todo o País, apresentando números consolidados do panorama nacional. A partir do cruzamento de dados, foi possível mapear e distinguir os cenários regionais no tocante a hábitos de leitura, frequência a bibliotecas, domínio de língua inglesa e uso de tabaco, álcool, remédios e drogas não lícitas.

A UFMA, que lidera o ranking dos universitários que não leem nada, ficou em quarto lugar entre os menos assíduos à biblioteca da universidade – 28,5% dos graduandos não a frequentam. O primeiro lugar nesse quesito ficou com a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio): metade de seus alunos esnoba o espaço.

“O aluno não vai à biblioteca porque não tem acesso a livros ou porque não está estudando? Não sabemos por que ele não vai, mas devemos pensar”, afirma o coordenador nacional do Fórum Nacional de Pró-reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis (Fonaprace), Valberes Nascimento. O curioso é que a taxa de frequência a bibliotecas é relativamente alta no País: mais da metade das universidades tem índice superior a 80%.

Inglês. A média nacional de bom inglês entre universitários é de 38,31%. Das 56 universidades cujos dados foram levantados pelo Estado, a que apresentou o menor índice de domínio do idioma foi a federal do Acre (Ufac), onde apenas 8,42% dos graduandos se consideram em um nível adequado de inglês. Os números também são muito baixos na federal do Recôncavo da Bahia (8,54%), da Fronteira Sul (9,40%), do Amapá (9,97%) e na federal de Rondônia (14,77%).”

(Agência Estado)

Delfim Netto – "As agências de classificação de risco são todas 171"

“Com sorriso maroto, o economista e ex-ministro da Fazenda e do Planejamento Delfim Netto não hesita em reduzir a nota das agências de risco, como a S&P, e ironiza o rebaixamento dos EUA.

Ele só não é o mesmo de antigamente, porque, aos 83 anos, está ainda mais sarcástico: “As agências são todas 171”.

Ele poupa, por ora, a equipe econômica do governo brasileiro. Mas alfineta a política de juros altos do Brasil dizendo que ele é “o último peru disponível com farofa na mesa dos investidores, fora do Dia de Ação de Graças”.

* Clique para ler a íntegra da entrevista em Delfim Netto: ‘As agências de classificação de risco são todas 171’

(Este Blog com Blog do Noblat)

Wagner Rossi acua "Veja" de assassinar reputações

63 1

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Wagner Rossi, divulgou nota neste sábado rebatendo as acusações veiculadas por Veja. Na edição deste final de semana, a revista publica matéria de capa, intitulada “A praga da corrupção”, apontando supostas irregularidades cometidas por Wagner Rossi. “Isso não é jornalismo. É assassinato de reputação”, diz o ministro. “É uma campanha orquestrada com interesses políticos”. Confira:

“Na quinta-feira e sexta-feira, repórteres da revista Veja encaminharam perguntas, cobrando explicações sobre meu patrimônio pessoal, listando supostas irregularidades em empresas estatais em que fui diretor, como a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e a Companhia Docas de São Paulo (Codesp), além questionar uma licitação no Ministério da Agricultura.

Encaminhei as respostas que estão transcritas abaixo. Todas as perguntas enviadas a mim na quinta-feira foram respondidas em menos de 24 horas. Nada, porém, foi aproveitado por repórteres e editores. Agora, pela terceira semana consecutiva, sou obrigado a me explicar.

A informação de que eu teria pedido “propina” de R$ 2 milhões numa licitação, cujo contrato para a prestação de serviços era de R$ 2,9 milhões, fere a lógica e o bom-senso. Pior. É lançada sem qualquer prova ou indício de materialidade. Nem o valor da licitação, que foi anulada por erro de quem estaria fazendo as denúncias agora, é destacado pela revista. Os repórteres baseiam-se na declaração de um funcionário que perdeu a função pública por uma ilegalidade cometida e admitida por ele mesmo.

Mas a lógica não parece nortear os diretores de jornalismo da editora Abril.

Ouvir o outro lado, um princípio basilar do jornalismo, não existe para a revista Veja. Essa é mais uma campanha orquestrada com interesses políticos. Não querem apenas desconstruir minha credibilidade ou acabar com minha imagem, mas destruir a aliança política vitoriosa nas urnas em outubro do ano passado. As acusações são levianas.

Isso não é jornalismo. É assassinato de reputação.

Vou pedir à Justiça o direito de resposta.

Dilma cumprirá agenda intensa de viagens internacionais ate fim do ano

“Até o final deste ano, a presidenta Dilma Rousseff pretende ir a pelo menos quatro países da América do Sul, um da Europa, um da África e um euroasiático, assim como já está confirmada a ida dela à Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, nos Estados Unidos. A ideia é intensificar parceriais, fortalecer as relações sul-americanas e defender as principais propostas do Brasil.

Dilma ainda não fechou a agenda de viagens internacionais. Mas sinalizou que pretende ir à Colômbia, Venezuela, ao Uruguai e Paraguai, na América do Sul. Antes, irá aos Estados Unidos, à Bélgica, Bulgária (país de origem do pai da presidenta) e Turquia.

Os países da América do Sul devem entrar na agenda da presidenta apenas no final de outubro ou começo de novembro. Para a presidenta, é fundamental unir esforços para implementar ações que melhorem o quadro social e de infraestrutura dos países vizinhos. No primeiro semestre, Dilma foi à Argentina, ao Peru, Paraguai e Uruguai.

Paralelamente, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, disse que conclui em dezembro as visitas aos 12 países da América do Sul. Antes de a presidenta ir a um determinado país, o chanceler vai ao local para negociar acordos e examinar demandas e expectativas. Segundo ele, falta apenas o Suriname, para onde pretende ir em breve.

O assessor para Assuntos Internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, também foi incumbido pela presidenta de viajar para alguns países vizinhos. Garcia disse que nos próximos dias segue para a Bolívia e, na sequência, visita Peru, Equador e Colômbia.”

(Agência Brasil)

Reinaldo Gianecchini falará sua saúde no "Fantástico"

664 1

O ator Reynaldo Gianecchini será entrevistado pelo repórter Ernesto Paglia no Fantástico deste domingo. Ele irá falar sobre o tratamento que está prestes a enfrentar para curar um linfoma, diagnostocado nesta semana.

Gianecchini descobriu ter um câncer no sistema linfático depois de apresentar um aumento nos gânglios na região do pescoço. O ator foi diagnosticado com linfoma não-Hodgkin e está internado no hospital Sírio Libanês sem previsão de alta.

(Veja Online)

Dilma considera "inaceitável" divulgação de fotos de presos em operação no Turismo

“A presidente Dilma Rousseff considerou “inaceitável” a divulgação de fotos dos presos na Operação Voucher, realizada pela Polícia Federal, que resultou na prisão de 36 pessoas acusadas de envolvimento em irregularidades no Ministério do Turismo. A informação foi prestada nesta sexta-feira, 12, pelo porta-voz do Planalto, Rodrigo Baena Soares.

O Planalto informou ainda que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, considerou o vazamento das fotos “uma violação do princípio da dignidade do preso”.

O fato causou ainda mais irritação de aliados políticos que já haviam se considerado “expostos” pela Polícia Federal, com permissão para que fossem feitas imagens dos presos, criando mais problemas à presidente, que recebeu inúmeras queixas no Planalto.

As reclamações preocupam o governo que já enfrenta graves problemas com a base no Congresso pela demora na liberação de emendas e de nomeações para cargos.

Mais cedo, o ministro da Justiça encaminhou ofício ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Cézar Peluso, pedindo que o Conselho Nacional de Justiça tome providências sobre o vazamento das fotografias dos presos na Operação Voucher. Os detidos aparecem nas imagens sem camisa e segurando placas de identificação.

O Palácio do Planalto informou também que, em resposta ao ofício de Cardozo, Cézar Peluso disse ao ministro da Justiça que vai encaminhar a denúncia ao Ministério Publico, ao governo estadual e à Vara de Execuções de Macapá.”

(Agência Estado)

SBT e Redetv! em tempos de renovação de concessão

“Está nas mãos do Ministério das Comunicações a renovação da concessão de SBT e Rede TV!. As duas outorgas vencem no dia 20, mas os processos estão em estágios distintos no governo federal.

Enquanto o SBT já conseguiu a certidão negativa de débito da Receita Federal, exigência da União para a renovação, a Rede TV! ainda não apresentou o documento.

(Coluna Radar)

Dilma receberá Kassab e a turma do PSD

“Em uma manifestação de apoio à criação do PSD, a presidente Dilma Rousseff irá receber na próxima quinta-feira (18) as lideranças estaduais do novo partido. A sigla, criada pelo prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, enfrenta dificuldades para cumprir os requisitos e obter registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral)

O encontro, marcado para as 8 horas, deve ser um café da manhã no Planalto ou no Palácio da Alvorada. A agenda foi acertada na tarde de sexta-feira entre Kassab e Dilma, que se reuniram por cerca de uma hora no Palácio do Planalto.

Apesar do encontro com Dilma, Kassab voltou a afirmar que seu partido surge como uma “força política independente” e não é governista. Ele citou, por exemplo, seu apoio a José Serra, tucano derrotado por Dilma nas eleições presidenciais de 2010.

Kassab, que negou dificuldades na criação do partido, afirmou que a executiva e a direção do partido serão escolhidas neste sábado, em reunião em São Paulo.

Para tirar o PSD do papel, Kassab precisa do apoio de 490,3 mil eleitores. As assinaturas devem ser colhidas em, pelo menos, nove Estados. Os esforços das lideranças do PSD estão sendo minadas por denúncias de irregularidades na coleta das assinaturas.”

(Folha.com)

Marta Suplicy se diz "ultrajada" ao falar sobre denúncias no Ministério do Turismo

57 2

“A senadora Marta Suplicy (PT-SP) disse nesta sexta-feira que se sente “ultrajada” com o envolvimento do seu nome nas denúncias de irregularidades no Ministério do Turismo, alvo de uma operação da Polícia Federal nesta semana. Um ex-assessor de Marta, Mario Moyses, que ingressou no ministério na gestão dela, foi um dos 36 presos da Operação Voucher.

-O que tem que ficar claro é que eu saí em maio de 2008 do ministério e fui fazer uma campanha. Não fiquei com ligação no ministério, não fiquei telefonando para o ministério. Eu me sinto ultrajada de ter sido colocada nessa história com a qual eu não tenho nenhuma participação- afirmou a senadora, ao chegar a um encontro do PT na periferia da capital paulista.

Marta elogiou o ex-assessor, que atuou também na coordenação da sua campanha eleitoral.

-O Mário foi muito correto quando trabalhou comigo- disse.

Ela descartou que a prisão de Moyses possa prejudicar seus planos de ser a candidata do PT à Prefeitura de São Paulo em 2012.

-Eu não vejo porquê. Sobre a minha gestão no ministério não existe nenhuma acusação. Depois de 2008, quando eu saí, eu não posso me responsabilizar. Não vejo como isso vai afetar a não ser por manobras perversas. Não tem nenhuma acusação à minha gestão.”

(O Globo)

Ciro Gomes voa para Portugal

92 1


O ex-deputado federal Ciro Gomes (PSB) deu um tempo no trabalho de reestruturação do PSB no Interior. Embarcou para Portugal e levou a filha, Lívia. Uma viagem de curta temporada, segundo amigos dele.

Ciro viajou depois de ter conversado, na tarde de quinta-feira, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, em São Gonçalo do Amarante (Região Metropolitana de Fortaleza). Durante a semana, andou prevendo que o Governo Dilma ainda vá ter muito problema com ministros deixando o cargo sob acusação de descalabros.

Bancários querem reajuste de 12,8%

“O Comando Nacional dos Bancários entregou, nessa sexta-feira, à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) uma pauta de reivindicações da campanha salarial deste ano, que está na reta final, uma vez que a data de dissídio da categoria é 1º de setembro.

Dentre as principais reivindicações, os bancários querem 12,8% de reajuste salarial, sendo 7,5% da inflação projetada nos últimos 12 meses e 5% de aumento real. Pedem, também, participação nos lucros equivalente a uma parcela fixa de R$ 4,5 mil mais três salários mínimos, além de piso de R$ 2.297,51 para novas contratações.

Junto com as cláusulas financeiras, a categoria relaciona, ainda, a garantia de emprego decente, com plano de cargos e salários para todos, fim das metas abusivas de produtividade, combate ao assédio moral, seguranças contra assaltos, fim das dispensas imotivadas, mais contratações, fim da rotatividade, reversão das terceirizações, igualdade de oportunidades, aposentadoria digna e banco para todos, sem precarização.

Ao entregar a pauta de reivindicações ao novo presidente da Fenaban, Murilo Portugal, o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro (Contraf), Carlos Cordeiro, ressaltou que “o momento positivo que o país vive, com crescimento econômico”, exige que o sistema financeiro, “que continua lucrando como nunca”, também contribua para o desenvolvimento, com melhor distribuição de renda.”

(Agência Brasil)

Lula critica Operação Voucher da Polícia Federal

87 3

“O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou hoje a atuação da Polícia Federal na Operação Voucher, que prendeu nesta semana 36 pessoas por suposta participação em irregularidades no Ministério do Turismo.

Para o ex-presidente, a ação policial foi equivocada e houve abusos. “Não é aceitável que uma pessoa com endereço fixo, RG e CPF seja presa como um bandido qualquer, algemada, como em uma exposição pública”, disse Lula.

“Estamos cansados de ver injustiças nesse país”, comentou o ex-presidente ao participar de uma feira literária em São Bernardo do Campo (SP). Apesar das críticas, Lula afirmou que a Polícia Federal é uma instituição da “maior respeitabilidade”.

A Operação Voucher atingiu, sobretudo, indicados políticos do PMDB no Ministério do Turismo. O ex-presidente, no entanto, avaliou que o episódio não afetou a relação da presidente Dilma Roussseff com os partidos da base aliada.

“A presidente Dilma tem uma relação muito boa com os partidos da base e eles sabiam que ninguém poderia ser colocado no governo com o intuito de se apropriar do dinheiro público”, comentou Lula.”

(Valor Online)

Planalto disponibilizará R$ 150 milhões para propaganda oficial da Era Dilma

“A Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) já recebeu propostas de 28 agências de publicidade que vão disputar a licitação para fazer a propaganda do governo federal pelos próximos cinco anos. Das 28, serão selecionadas três, que vão dividir a verba publicitária de R$ 150 milhões por ano.

O valor não será dividido igualmente entre as três empresas vencedoras, já que, para cada propaganda, haverá uma nova disputa entre as três, com objetivo de assegurar a melhor qualidade do material, de acordo com a Secom.

O pacote e valor dizem respeito apenas à propaganda institucional. A publicidade de utilidade pública, como as campanhas de vacinação, estão em outro pacote. A propaganda das estatais também. Ao todo, os gastos com publicidade do governo e de suas empresas atingem aproximadamente R$ 1 bilhão.

A expectativa é de que, até o início de dezembro, as três agências de publicidade que atenderão ao governo federal até 2016 sejam conhecidas.

As três empresas que hoje atendem à Secom – Matisse, Propeg e 141 – também participam da concorrência. Essas três agências já atuavam com o governo federal na gestão Luiz Inácio Lula da Silva. O contrato delas foi renovado em março, por mais um ano, ou seja, elas podem continuar atendendo ao governo até março do ano que vem.”

(iG)

DEM veicula neste sábado propaganda em rede nacional

71 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=ZqcxFwCNjrk&feature=player_embedded[/youtube]

“O DEM vai divulgar neste sábado, 13, em rede nacional, suas novas propagandas partidárias, nas quais pretende mostrar “a tentativa de colonização ideológica que existe por parte da esquerda” e o papel da oposição no País, segundo nota divulgada nesta sexta-feira, 12, pelo partido.

As duas novas inserções de televisão foram dirigidas pelo jornalista José Fernades, que comandou a campanha pela reeleição do senador José Agripino (DEM-RN), presidente nacional do DEM. Disponíveis na internet, as propagandas apresentam o DEM como “o partido da sociedade livre e  da democracia”.

Em uma das propagandas, é apresentado o depoimento de um personagem real, o jovem negro Bruno Alves, que fala sobre o que seria a visão de políticos  de esquerda dos jovens de periferia. “Só porque sou jovem e moro na periferia, alguns políticos pensam que eu tenho que ser de esquerda”, afirma o rapaz. “A esquerda não é dona da juventude.” Em seguida, ele afirma que é a favor de cotas para pobres “independente da cor” e diz que o povo não pode depender “para sempre” do Bolsa Família.

A outra inserção divulgada nesta sexta-feira apresenta o papel da oposição no Congresso. O narrador afirma que o DEM “fiscaliza o governo, aponta os erros, cobra responsabilidades e luta por mais transparência”, enquanto são mostradas manchetes de jornais sobre denúncias de corrupção. ”

(Foha.com)

Governo libera R$ 1 bilhão. Para blindar parlamentares?

“Na mesma semana em que a Polícia Federal prendeu 35 pessoas suspeitas de ligação com um esquema de desvio de dinheiro de emendas parlamentares no Ministério do Turismo, o governo anunciou ter pressa em empenhar nada menos que R$ 1 bilhão para contemplar emendas parlamentares para obras em praticamente todos os Estados do País. A ideia é ter todas as autorizações para soltar os recursos até o final do mês. Já na próxima semana sairão outros R$ 150 milhões na rubrica “restos a pagar”.

Preocupada com a rebelião na base aliada, a presidente Dilma Rousseff cobrou agilidade dos ministros no atendimento de deputados e senadores e na liberação de emendas parlamentares. “Nós precisamos governar”, disse o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho. “A recomendação é para que os ministros abram espaço na agenda e deem atenção aos parlamentares. Vamos fazer nosso papel de cultivar a relação.”

Carvalho participou da conversa entre Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na noite de quarta-feira, em São Paulo. Não quis, porém, comentar o teor da reunião, que também contou com a presença do ex-ministro Luiz Dulci.

A reportagem apurou que Lula aconselhou Dilma a não comprar briga com o PMDB do vice Michel Temer e a promover a “repactuação” com os aliados para evitar uma crise de governabilidade. Insatisfeitos com ações que passam pela operação da Polícia Federal no Ministério do Turismo, a faxina nos Transportes, o atraso nas nomeações e na liberação de recursos do Orçamento, governistas de vários partidos chegaram a obstruir votações de ontem na Câmara.

Dilma vai marcar nova rodada de conversa com o PMDB, injuriado depois da devassa no Ministério do Turismo, comandado pelo partido. A ação da PF resultou na prisão de 35 pessoas, entre elas o secretário executivo do ministério, Frederico Silva Costa o ex-deputado Colbert Martins, do PMDB baiano, e o ex-presidente da Embratur Mário Moysés, que trabalhou com a senadora Marta Suplicy (PT-SP).”

(Agência Estado)

Congresso Nacional de Botânica discute desenvolvimento sustentável

Fortaleza está sendo sede, no Hotel Praia Centro, do 62º Congresso Nacional de Botânica. Em conjunto com a 34ª Reunião Nordestina de Botânica, o evento tem como tema central “Botânica e Desenvolvimento Sustentável”, em que são considerados os aspectos de preservação das reservas naturais dentro da perspectiva do desenvolvimento sustentável.

Entre os temas do congresso, que se encerra nesta noite de sexta-feira, estão o desmatamento indiscriminado, o extrativismo predatório e o desrespeito à natureza, que podem acarretar o desaparecimento de plantas com grande potencial terapêutico e que ainda não foram pesquisadas sob o ponto de vista botânico, agronômico, fitoquímico ou farmacológico. 

Copa 2014 – Juizado Especial para os estádios

O secretário Especial da Copa, Ferruccio Feitosa, apresentou, nesta sexta-feira, para um grupo de advogados todos os detalhes dos projetos relativos à Copa do Mundo de 2014. O encontro foi organizado pela Associação dos Advogados do Estado do Ceará (AACE).

Segundo Ferrucio, somente no Estádio Castelão serão investidos mais de R$ 500 milhões. Ele disse que tanto investimento exigirá também preservação do patrimônio que ficar e, principalmente, a compreensão dos cidadãos.

“Nós precisamos de um juizado especial móvel no Castelão para garantir o cumprimento do Estatuto do Torcedor e a punição daqueles que provoquem a depredação do patrimônio público”, destacou o Secretário Ferruccio Feitosa, defendeu o secretário.

Ferrucio adiantou que essa reivindicação antiga do Governo do Estado foi encaminahda ao Tribunal de Justiça, que ainda está finalizando os estudos para a instalação do equipamento.

Já o presidente da AACE, Hélio Winston, informou que vai buscar um entendimento com TJ para garantir que um juizado móvel já seja instalado também no Estádio Presidente Vargas, recentemente reinaugurado.