Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Base governista passará por teste de fidelidade

“Até o fim do ano, a base governista no Congresso poderá dar sua maior prova de fidelidade à presidente Dilma Rousseff ou tumultuar as contas públicas e comprometer projetos vistos como prioritários. O desafio é a aprovação de uma emenda constitucional – com pelo menos três quintos dos votos na Câmara e no Senado – para prorrogar o mecanismo, em vigor só até dezembro, que dá ao governo margem de manobra no Orçamento para aplicar no que considera necessário.

No Orçamento de 2012, as receitas desvinculadas somam R$ 210 bilhões – se a Desvinculação de Receitas da União (DRU) não for prorrogada, esse volume cairá para R$ 150 bilhões, uma diferença de quase 30%. Segundo cálculos feitos por assessores técnicos do Senado, a pedido do jornal O Estado de S. Paulo, esses R$ 150 bilhões em recursos livres são insuficientes para que o governo consiga executar o Orçamento como o previsto – uma estimativa preliminar indica que podem faltar cerca de R$ 45 bilhões em verbas “desengessadas”.

Está em jogo, além de verbas que sustentam obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), parte dos recursos reservados para abater dívidas – que formam o chamado superávit primário, meta cujo cumprimento revela o sucesso ou o fracasso da política fiscal.

O primeiro desafio do governo é o prazo: são apenas quatro meses para votar a proposta, em dois turnos em cada Casa, antes que o Orçamento volte a ficar mais “engessado”. O segundo é a imprevisibilidade da base aliada. “O Brasil não tem oposição, mas também não se pode dizer que tenha situação”, ironizou o cientista político Carlos Melo, do Instituto de Ensino e Pesquisa.

“O governo tem uma base tão complicada que é impossível saber o quanto ela será fiel daqui a um mês.” Para Melo, setores que exigem cargos e liberação de verbas terão nessas votações um trunfo para forçar o governo a ceder. “As pressões vão aumentar muito.”

 (Estadão.com.br)

Presidente do Simec-CE duvida do aumento de impostos sobre o cigarro para custear saúde

107 1
 
Do presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, José Maria Pontes, recebemos nota para reflexões sobre a questão do financiamento da saúde no País.
Caro Eliomar,
Aumentar os impostos sobre o tabaco e as bebidas alcoólica e destinar à saúde teria duas conseqüências boas para o nosso País:
 
          1 – Destinaria mais dinheiro para a saúde, que está uma calamidade.
 
          2 – Reduziria a violência no nosso País e preservaria as vidas de tantos jovens vítimas da violência causada pelo álcool. 
 
Será que a indústria do tabaco e das bebidas vão aceitar? Claro que não. O poder econômico ainda tem um grande poder sobre os nossos parlamentares.
 
Pobre País onde o dinheiro vale mais que a vida!

* José Maria Pontes,

Presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará.

Copa 2014 – Governo quer internet rápida em celular

“A presidenta Dilma Rousseff afirmou hoje (12) que o governo já autorizou investimentos de R$ 200 milhões na infraestrutura das 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 com o objetivo de oferecer internet rápida pelo celular.

No programa semanal Café com a Presidenta, ela explicou que a ideia é que brasileiros e turistas possam ter acesso à transmissão de voz e de imagens de alta qualidade pelo telefone móvel, no país.

Outra iniciativa trata da implantação de celulares de quarta geração até o início da competição. “Esse é um legado que ficará para toda a população brasileira depois da Copa e das Olimpíadas”, destacou a presidenta.

A partir de 1º de outubro, o acesso à internet banda larga começa a ser oferecido em todo o país a R$ 35 por mês. Atualmente, o preço médio cobrado pelo serviço é R$ 70. Segundo Dilma, o acordo com as operadoras de telefonia prevê que a internet popular chegue a todos os municípios brasileiros até 2014.

“Queremos chegar a, pelo menos, 40 milhões de lares com acesso à internet de alta velocidade, o que é muito importante para o desenvolvimento do nosso país. A internet está presente em tudo: na economia, na educação, nas compras, nas relações pessoais, nos serviços públicos.”

(Agência Brasil)

Transnordestina – Famílias fazem protesto

“Cerca de 70 famílias que estão sendo ameaçadas de expulsão pelas obras da Transnordestina realizam, nesta manhã de segunda-feira, um protesto na BR-101, próximo à entrada do município de Amaraji e do Bairro de Frexeiras, em Escada (PE). As famílias pretendem fechar a BR até que representantes do Governo do Estado e do Ministério Público venham negociar com os moradores e moradoras.

As famílias serão impactadas pelas obras da Transnordestina. A empresa Transnordestina Logística S/A moveu uma ação de reintegração de posse contra as famílias que vivem no local e o Juiz da Comarca de Escada já concedeu a liminar à Empresa. De acordo com a decisão, as famílias deverão ser expulsas e todas as casas destruídas.

“Aqui tem pessoas que moram há 40 anos, 25 anos 10 anos e vão sair sem direito a nada. Que desenvolvimento é esse que eles falam?”, questiona uma das moradoras do local  sobre o discurso da Empresa e do Governo que diz que a Transnordestina é para desenvolver o Estado, ignorando as famílias que vivem no local onde a obra passará por cima.”

(Comissão Pastoral da Terra de Pernambuco)

Copa 2014 – Polícia começa a ser preparada

“Mais de 190 mil policiais, bombeiros, guardas municipais e outros agentes de segurança pública de várias partes do país iniciam amanhã curso de qualificação a distância. Alguns dos cursos são destinados a preparar os profissionais para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

É a terceira vez este ano que a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça, promove os cursos de aperfeiçoamento. Entre esses cursos estão o de controle de armas, gerenciamento de crises, como lidar com bombas e explosivos e de policiamento internacional.

Os cursos terminam nos dias 18 de outubro ou 2 de novembro, dependendo da carga horária. O agente faz uma prova ao final do curso.

Em 2011, quase 470 mil agentes de segurança vão passar pela capacitação, que não é obrigatória, segundo o Ministério da Justiça.”

(Agência Brasil)

 

Ciro dá palestra na 52ª Convenção Nacional Lojista

O ex-deputado federal Ciro Gomes (PSB) dará palestra, a partir das 9 horas desta segunda-feira, dentra da 52ª Convenção Nacional do Comércio Lojista. Ele falará sobre o tema “Conjuntura Política e Econômica do Brasil”.

Ciro, com certeza, por ser crítico, vez em quando, do Governo Dilma Rousseff, deverá abordar ququestões do momento como a articulação de setores da oficialidade pró-criação de um imposto para a saúde.

Na condição de coordenador do processo eleitoral do PSB, de olho em 2012, terá muito o que dizer, com certeza, pós-palestra. Principalmente sobre a oposição declarada de Sérgio Novais ao seu irmão, o governador Cid Gomes. A ala cidista, que tem maioria no PSB, marcou para quinta-feira encontro com objetivo de destituir Sérgio do comando partidário.

Enem – Rede pública perde espaço para setor privado

94 2

“Oito em cada dez escolas públicas ficaram abaixo da média no último Exame Nacional do Ensino Médio (2010). É o que revelam os resultados do Enem por estabelecimento de ensino, que o Ministério da Educação divulga hoje.

O cálculo considera escolas em que, pelo menos, 25% dos alunos participaram do exame. Entre os colégios particulares, 8% não conseguiram superar a média nacional — um décimo do índice verificado na rede pública.

A média geral dos estudantes do último ano do ensino médio foi de 553,73 pontos, numa escala até 1.000. A nota considera o desempenho tanto nas provas objetivas quanto na redação.

E é ela que serve de referência para determinar quantas escolas ficaram abaixo da média nacional: nada menos do que 8.926 estabelecimentos públicos e 397 privados. Considerando apenas a nota geral nas provas objetivas — 511,21 pontos —, 80% das escolas públicas ficam abaixo da média.

A diferença entre a rede pública e a particular é um desafio para o sistema de educação brasileiro. E o Enem 2010 apresenta novos dados sobre o problema. Das 20 escolas com maiores médias, 18 são privadas e as duas públicas são vinculadas a universidades federais.

Na outra ponta, todas as 20 piores são públicas, assim como as 100 unidades com notas mais baixas. Entre as mil escolas com piores médias, 995 são públicas e apenas cinco, privadas.

O ministro da Educação, Fernando Haddad, lembra que outras avaliações já mostraram o abismo entre a rede pública e a particular. Para ele, é natural que existam escolas com melhor e pior desempenho, independentemente da rede à qual pertençam.

O problema, observa o ministro, é mundial. No caso brasileiro, porém, o absurdo está no grau de desigualdade:

— É assim no mundo inteiro. O que chama a atenção no Brasil é que as distâncias são intoleráveis. Mais de dois terços da explicação de qualquer desempenho está fora da escola. É diferente uma escola em um bairro nobre, com um investimento anual dez vezes superior ao de uma escola pública, em área rural, que atende filhos de lavradores que não tiveram acesso à educação.”

(O Globo)

Senador José Pimentel assume nesta 2º feira a liderança do Governo o Congresso

137 1

O senador José Pimentel (PT) seguiu, na madrugada desta segunda-feira, para Brasília onde, após reunião da cordenação política do governo federal, será confirmado como o novo líder do Goerno Dilma Rousseff no Congresso.

“É um desafio novo”, disse o parlamentar, que entrará em substituição ao deputado federal Mendes Ribeiro, agora ministro da Agricultura.

Pimentel disse que, agora nessa função, terá entre prioridades lutar pela aprovação de leis que ampliem as micro e pequenas empresas. Também a regulamentação do comércio eletrônico, a regulamentação dos royalties do Pré-sal e a aprovação do Pronatec, o programa nacional de apoio ao ensino tecnológico.

José Pimentel evitou falar sobre a possível criação de um imposto para financiar a saúde, mas observou que esse segmento é um grande desafio porque os Estados, que cuidam da área da chamada alta complexidade no setor estão reclamando recursos.

Para ele, há alternativas de se viabilizar o apoio sem que se aprove imposto novo. Citou recursos do DPVAT, o seguro de veículos, o aumento da alíquota de impostos sobre o cigarro e uma negociação com os planos de saúde que, quando de casos de alta complexidade, acabam transferindo pacientes para o setor público.

Dilma evita expressão "faxina" e diz que ordem é dificultar a corrupção

“Ao rejeitar uma vez mais a expressão faxina para a série de demissões efetuadas em seu governo, a presidente Dilma Rousseff afirmou, em entrevista exibida na noite deste domingo no programa “Fantástico”, da TV Globo, que faxina tem hora para começar e terminar, e que a corrupção não acaba de uma vez por todas. O objetivo é dificultá-la cada vez mais.

Dilma classificou a luta contra a corrupção como “ossos do ofício”, e repetiu que não gosta da palavra faxina para as mudanças que promoveu nos ministérios e que levaram à saída de quatro ministros.

– Faxina você faz às 6h da manhã, e, às 8h, ela acabou. A atividade de controle do gasto público, na atividade presidencial, jamais se encerra – distinguiu.

A presidente rebateu a pergunta de por que os oito anos e oito meses do governo do PT não foram suficientes para acabar com a corrupção:

– Minha querida, … por isso que não é faxina, viu? Você não acaba com a corrupção de uma vez por todas. Você a torna cada vez mais difícil.

Dilma enfatizou que é preciso cuidado para não “demonizar a política” no Brasil. Ela comentava a relação com os aliados no Congresso, dizendo não temer ser obrigada a ceder a exigências.

– Não acho que sou refém. Tem que ter muito cuidado no Brasil para a gente não demonizar a política. (…) A minha base aliada é composta de pessoas de bem. Não é possível que a gente chegue e diga o seguinte: olha, todos os políticos são pessoas ruins.

Questionada sobre como controlar o “toma lá da cá das bancadas”, Dilma também rejeitou a expressão:

– Eu não dei nada a ninguém que eu não quisesse. Nós montamos um governo de composição. Caso ela não seja um governo de composição, nós não conseguimos governar.”

(O Globo)

Comissão de Ética da Presidência analisará uso de jatinho por ex-ministro

“A Comissão de Ética Pública da Presidência da República vai analisar nesta segunda-feira (12) a conduta do ex-ministro da Agricultura Wagner Rossi, que durante o exercício do cargo viajou em um jatinho emprestado por uma empresa do ramo agropecuário, a Ourofino Agronegócios. A pauta da reunião foi confirmada pelo presidente da comissão, Sepúlveda Pertence.

A comissão decidirá se a conduta de Rossi configura quebra do Código de Conduta da Alta Administração Federal, que reúne as normas éticas a serem seguidas por autoridades do Executivo. Antes de pedir demissão, o ministro admitiu que usou avião da empresa em “raras ocasiões”, mas negou que a Ourofino tenha sido beneficiada pela pasta durante sua gestão.

Segundo o site da Comissão de Ética Pública, o Código de Conduta da Alta Administração Federal “veda o recebimento de presentes (art. 9º) e de favores de particulares que permitam situação que possa gerar dúvida sobre a sua probidade ou honorabilidade (art. 7º)”.

A Comissão de Ética Pública se reúne uma vez por mês. Na reunião de segunda, será a primeira vez que irá tratar do uso de jatinhos particulares. Pelo procedimento normal do órgão, um relator é designado entre os sete membros do colegiado e abre-se um prazo, inicialmente de 10 dias, para ele analisar o caso, colher as alegações da pessoa acusada e apresentar seu voto.

Como é um órgão do Executivo, a comissão pode apenas emitir advertências aos servidores e sugerir sua demissão caso o grupo conclua que houve má conduta. No caso de demitidos, como Rossi, trata-se de uma censura pública. Em ambos os casos, a sanção não proíbe a pessoa de retornar ao serviço público ou a algum cargo de confiança. O efeito é moral, o que pode prejudicar a pessoa em futuras indicações.”

(Portal G1)

Petista participa de evento internacional na Eslovênia

O deputado estadual Dedé Teixeira (PT) participou, neste fim e semana, do Fórum Estratégico de Bled, realizado na cidade de Bled, na Eslovênia. Como presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional, Recursos, Hídricos, Minas e Pesca da Assembleia Legislativa, ele representou o Legislativo Estadual, a convite do Ministério das Relações Exteriores da República da Eslovênia.

Durante os últimos cinco anos, o Fórum Estratégico de Bled tem sido uma importante reunião de pensadores das áreas política, industrial e acadêmica da Europa, Ásia e América. O Fórum Estratégico de Bled 2011 teve como foco “O Poder do Futuro – sobre os novos modeladores e influenciadores”. O fórum também deu atenções ao papel dos estados menores nas interações globais, relações entre União Europeia e China, os Bálcãs Orientais, Afeganistão, e assuntos econômicos e ambientais.

Dedé Teixeira aproveitou para divulgar ali o esforço do Ceará para incluir na Rio + 20, conferência internacional sobre clima, que ocorrerá neste ano no Rio de Janeiro, a importância da caatinga.

Delúbio compara seu caso ao de Jesus Cristo

“O ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, criticou o papel da imprensa no processo do mensalão e disse que a mídia e as Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI’s) ajudaram a criar uma espécie de estado emocional coletivo, onde inocentes são considerados culpados antes mesmo de seus julgamentos. Na defesa apresentada ao Supremo Tribunal Federal (STF) o petista citou casos em que, para ele, algo semelhante aconteceu, “como aquele que trocou Barrabás por Cristo, o que expulsou de Atenas o justo Aristides, (e) o que levou Hitler ao poder na Alemanha”.

Ao citar os casos históricos, a defesa de Delúbio diz apostar na isenção do STF, que deve ter o trabalho de “substituir a grita da turba pelo exame sereno e tranquilo da prova”. Pondera ainda que, diferente de novelas da televisão, o desfecho de ações judiciais não podem ser ajustados ao desejo da plateia.

Num documento de 135 páginas, Delúbio diz que todos os empréstimos articulados por ele com o aval do publicitário Marcos Valério foram destinados ao pagamento de dívidas de campanha do PT e de partidos aliados. Sustenta, então, que se existiu crime, ele foi de ordem eleitoral. Diz também que há um contrassenso na acusação do Ministério Público, uma vez que parlamentares do PT também estariam na lista de beneficiados com recursos, mas que não precisariam de dinheiro para votar com o governo.

“Emblemático é o caso do deputado João Paulo Cunha (PT-SP). Alguém em sã consciência pode acreditar que um político é guindado pelo PT à presidência da Câmara dos Deputados e aí precisa ser corrompido para votar a favor do Governo petista? E o mesmo PT, depois de ser obrigado a corrompê-lo para obter seu voto, o faz presidente da importantíssima Comissão de Constituição e Justiça?”, diz trecho da defesa.

Delúbio ainda usa gráficos coloridos alegando que não há relação entre a liberação de pagamentos e o apoio nas votações do Congresso. Bem como desenha tabelas em sua defesa, em que responde com números a perguntas sobre sua ligação com parlamentares ou testemunhas do caso.

Numa delas, questiona quantos depoentes “conhecem Delúbio da vida profissional ou partidária”. E responde com o número 39. Na linha abaixo diz que 14 o conhecem “apenas de vista ou da mídia”. E arremata perguntando sobre quantos com ele conversaram “sobre compra de votos ou ouviram falar de compra de votos”. A resposta: “zero”.”

(iG)

Campanha pelo "Fim do Roaming" nesta 2ª feira

104 1

O deputado federal cearense Chico Lopes (PCdoB) está realizando uma intitulada “Fim do Roaming – Pro Brasil se Ligar Ainda Mais”. O objetivo é dar fim à cobrança extra feita pelas operadoras de telefonia celular aos consumidores fora de sua região de origem. O parlamentar puxa para esta segunda-feira um “tuitaço” com a hashtag #fimdoroaming ao longo de todo o dia, reforçando a divulgação da campanha via Twitter.

Segundo a assessoria de imprensa de Chico Lopes, às 15 horas desta segunda-feira ocorrerá, também via Twitter, uma videoconferência sobre a campanha. O parlamentar, que é membro da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados e articulador da campanha “Fim do Roaming”, dará detalhes sobre a campanha e sobre a tramitação do projeto de lei de sua autoria, que determina o fim da cobrança.

Segundo Chico Lopes, é importante a adesão a essa mobilização como forma de reforçar a campanha contra o “roaming”. “Essa é uma campanha que surgiu no Ceará, através da articulação de nosso mandato, mas que é nacional, pois os consumidores de todo o País sofrem com o ‘roaming’. Não é justo que as pessoas paguem tarifas caríssimas de celular, quando estão se deslocando, se a rede das operadoras hoje abrange todo o Brasil”, explica o comunista.

Dilma Rousseff – Fantasma do radicalismo do PT será seu grande teste

“Ao justificar a tentativa de controle sobre rádios e TVs, o partido alega que são concessões públicas. Para jornais e revistas, o argumento risível é de que os veículos têm isenção de impostos na compra de papel.

O Congresso do PT, realizado no último fim de semana, em Brasília, reforçou uma divergência que tem se mantido desde que o partido chegou à Presidência da República, em 2003. De um lado, uma legenda que defende a implementação do socialismo, como se o muro de Berlim não houvesse caído. De outro, um governo de perfil moderado, mas que volta e meia cede à pressão da militância.

Esse hiato se apresenta em vários temas. O partido que demoniza as privatizações comanda um governo que vai terceirizar a gestão de aeroportos. A legenda defende a legalização do aborto, mas a presidente Dilma Rousseff se comprometeu a não trabalhar para isso. O PT critica as velhas oligarquias, mas seus governantes se aliam sem pudor a José Sarney, Renan Calheiros e Fernando Collor.

Existem, também, alguns pontos em que o PT da teoria e o da prática se encontram, como o crescente aumento do papel do estado na economia. Mas ainda restam questões nebulosas, sobre as quais o PT virtual e a prática petista ainda não se acertaram. Uma das tarefas que a presidente Dilma Rousseff terá pela frente nos próximos meses será frear o ímpeto totalitário de parte de seus aliados.

O tema mais delicado desse grupo é a relação com a imprensa. O governo Lula preparou um anteprojeto de controle dos meios de comunicação, sob a batuta de Franklin Martins e o patrocínio do então presidente. Agora, na gestão seguinte, Dilma e o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, têm dado declarações no sentido oposto. Resta saber se a influência da máquina partidária não pesará. Até agora, a prática tem mostrado que o governo ainda é maior do que o partido. Mas ainda restam quarenta meses de gestão e muitas dúvidas pela frente.”

(Veja Online)

Verbas federais beneficiam reduto eleitoral de ministro

“Dinheiro reservado pelo Ministério das Cidades para projetos que reduzam acidentes de trânsito foi usado para financiar obras em cidades sem histórico de problemas sérios nessa área, mas que são redutos eleitorais do ministro Mário Negromonte. O ministério já liberou neste ano R$ 16 milhões para essa finalidade, beneficiando 102 prefeituras. O partido de Negromonte, o PP, administra 43 desses municípios. O PMDB, que aparece em segundo lugar na lista de beneficiários, conseguiu recursos para apenas 23 prefeituras.

O orçamento do ministério prevê que os recursos reservados para “fomento a projetos destinados à redução de acidentes no trânsito” sejam repassados para que as prefeituras promovam campanhas educativas e melhorias das “condições viárias”. Mas o ministério vem usando o dinheiro para firmar convênios com prefeituras e financiar obras exclusivamente, incluindo pavimentação de ruas, construção e reforma de ciclovias e calçadões.

Das 102 prefeituras beneficiadas pelo ministério, apenas seis aparecem entre os 150 municípios apontados num estudo recente da Confederação Nacional dos Municípios como os que apresentam índices de mortes no trânsito mais preocupantes. Um exemplo é Glória, cidade baiana que fica a 404 km de Salvador e é administrada pela mulher do ministro, Ena Vilma Negromonte. Apenas sete pessoas morreram em acidentes de trânsito em Glória entre 2001 e 2009, segundo o Ministério da Saúde.

A prefeitura, que foi a segunda maior beneficiada pelo programa, recebeu R$ 975 mil para construir uma ciclovia e uma pista de cooper. Entre os beneficiários, Glória ficou atrás apenas de Manaus, única capital na lista. Outros sete municípios baianos receberam dinheiro do ministério. Em três deles, Negromonte foi o deputado federal mais votado nas eleições de 2010. Em outras duas, o campeão de votos foi seu filho, o deputado estadual Mário Negromonte Júnior.”

(Folha.com)

11 de Setembro – Uma nova ordem mundial

O professor Josênio Parente, cientista político e coordenador do Grupo de Pesquisa Democracia e Globalização, em artigo no O POVO deste domingo, analisa o 11 de Setembro. Confira:

O século XXI é marcado por um fenômeno inusitado do novo quadro das relações internacionais: um atentado espetacular aos ícones do capitalismo no epicentro da sociedade de mercado. Foram destruídas as torres gêmeas, o símbolo do capitalismo financeiro; atingindo o Pentágono, seu poder militar, tendo, contudo, falhado o alvo político, o pontificado da Modernidade, a Casa Branca.

O simbolismo é forte para a visão do mundo daquela geração que viveu a Guerra Fria e imaginava o fim da história como a vitória do capitalismo ou do socialismo. Essa geração viu desmoronar essa estrutura no início da década de 90, com a queda do mundo de Berlim. A das torres gêmeas, contudo, foi tão surpreendente quanto e também reveladora dessa transição lenta do mundo para uma nova ordem com a inclusão de novos países e blocos geográficos, econômicos e culturais, ao banquete da globalização.

O mundo do pós-guerra mundial, institucionalizado a partir da Organização das Nações Unidas (ONU), ficou complexo demais. As mudanças aconteciam demasiadamente rápidas. Após as Torres Gêmeas, os EUA foram a duas guerras e pagaram um alto preço. Embora os EUA tenham continuado sendo a força mais poderosa do mundo, não tiveram o poder moral que representavam durante a Guerra Fria.

A China suga não só a dívida americana dessa aventura, mas também os próprios fundamentos da sociedade de mercado, onde a competitividade toma nova forma e nova ética. Ela passou da sexta economia global para a segunda, neste período, com perspectiva de liderar em pouco tempo.

A nova ordem mundial, desta forma, não está formatada. Com a curiosidade de quem acompanha criticamente o desenrolar dos fatos, os grupos de pesquisa: Lamia, Democracia e Globalização, e Nupes, vinculados ao CNPq, organizados nos mestrados acadêmico e profissional de políticas públicas da Uece, trazem ao debate a problemática dessa nova organização do mundo global a partir do impacto que o 11 de setembro de dez anos passados teve para os novos arranjos institucionais. Que olhar poderemos ter do futuro a partir do desenrolar desse acontecimento ponto, mas cheio de significado?

Não menos importante, assistimos a uma luta aparentemente inglória entre valores liberais e teocráticos em disputa pela hegemonia desse mundo global. O pacto civilizatório apresenta novo desafio para a convivência democrática entre os sistemas culturais de modo que os nacionalismos não sejam transferidos para os fundamentalismos.

Vemos, assim, o Ocidente receber a chave de entrada no mundo mágico da religião, que permaneceu sufocado com a secularização do século XX. A própria secularização tira sua máscara de neutralidade, não só para reverenciar a religião, mas para se assumir como tal. O desafio da democracia está posto nesse cenário.

Josênio Parente – Cientista político e coordenador do Grupo de Pesquisa Democracia e Globalização

josenioparente@gmail.com

Governo Dilma – Nova reforma ministerial virá até fevereiro

“Perto de completar três meses no cargo de ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti afirma, sem falsa modéstia, que as mudanças promovidas pela presidente Dilma Rousseff na estrutura palaciana deram novo ritmo ao governo. E não se acanha de incluir aí não só sua própria nomeação, como também a de Gleisi Hoffmann para a Casa Civil, substituindo Antonio Palocci.

O trio feminino está afinado e entrosado. Ideli diz que a mexida promovida pela presidente garantiu um maior entrosamento à equipe do Planalto, o que vem permitindo um melhor encaminhamento das demandas de diferentes áreas administrativas, como também da base governista. E a ministra prevê novas mudanças pela frente.

Ideli confirmou a intenção de Dilma de fazer uma reforma ministerial no início do próximo ano, a despeito das quatro trocas de ministro que foi obrigada a fazer nos primeiros oito meses de seu governo.

As primeiras mudanças foram precipitadas por denúncias e suspeitas de irregularidades, mas garantiram à presidente nomear uma equipe mais identificada com seu próprio perfil. E ela deverá se valer do calendário eleitoral para promover as próximas substituições, formando uma equipe cada vez mais afinada com seu jeito de governar.”

(O Globo)

Dilma fala no "Fantástico" sobre fama de durona

“A apresentadora Patrícia Poeta, 34, promete mostrar um outro lado de Dilma Rousseff. Ela acompanhou a presidente durante boa parte do dia na última quinta-feira (8). De manhã, a jornalista foi ao Palácio da Alvorada, residência oficial do governo, para conhecer a rotina dela.

As duas passaram por alguns cômodos do local, enquanto Dilma falou sobre o que faz em casa, onde mora com a mãe e a tia. Segundo a assessoria da Globo, Dilma “falou sobre questões pessoais com a mesma naturalidade com que abordou temas da política e da economia”.

Mais tarde, as duas voltaram a se encontrar no Palácio do Planalto, onde a presidente falou sobre trabalho. A Globo diz que a conversa teve tom “intimista” e que Dilma falou inclusive sobre a fama de durona.

“Bronca faz parte, mas é uma bronca meiga”, brincou a presidente. A entrevista vai ao ar neste domingo (11) no “Fantástico”.

(Com Agências)

Banco Itaú – Polícia diz ter identificado dois envolvidos no assalto milionário

A polícia de São Paulo diz ter identificado pelo menos dois bandidos que participaram do assalto milionário a um banco na Avenida Paulista, em São Paulo. No roubo, 170 cofres de uma agência do Banco Itaú foram arrombados.

De acordo com o delegado Marcos Carneito, a identificação foi possível através de imagens de câmeras instaladas na agência. Os criminosos destruíram as câmeras, mas segundo o delegado foi possível recuperar algumas imagens. Segundo o delegado, até agora, apenas cinco donos de cofres fizeram boletins de ocorrência.

A investigação começou apenas em setembro, com atraso de dez dias, já que o crime aconteceu entre a noite do dia 26 de agosto e madrugada do dia 27 de agosto. A Polícia Civil admitiu a falha.

Os criminosos passaram pelo menos dez horas dentro do banco, sem serem incomodados. O alarme havia sido desligado.

Os ladrões levaram uma fortuna em joias e dinheiro, que havia sido guardada pelos clientes nos cofres. Não é possível estimar o prejuízo exato, já que apenas os clientes sabiam o que estava guardado nos cofres. Eles levaram joias, relógios, dinheiro e barras de ouro, entre outros objetos de valor.”

(O Globo)

Paula Fernandes é show em Fortaleza

127 3

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=dlzvBpUSo0M[/youtube]

A cantora Paula Fernandes, a “coqueluche” do momento no País, dando certo descanso aos que não aguentam mais tanta exposição do jovem Luan Santana, é atração desta noite de sábado, em Fortaleza. O show será no Forró no Sítio.

SERVIÇO

Show – A partir das 22 horas (Mas se prepare para aguardar até as 3 horas de domingo)
Ingressos – de R$ 35,00 a R$ 70,00.