Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Número de pequenos empeendedores no Brasil aumenta 13% em oito anos

“A quantidade de pequenos empreendedores no Brasil aumentou 13% de 2001 a 2009. A informação está no Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2010/2011, divulgado hoje (5) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese ) em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

De acordo com a publicação, em 2001 o Brasil tinha 20,2 milhões de pequenos empreendedores. Em 2009, o número de proprietários de pequenos negócios chegou a 22,9 milhões, atingindo 22,7% da população economicamente ativa do país. Desses 22,9 milhões, 19 milhões são autônomos e 3,9 milhões são donos de pequenos negócios que empregam outras pessoas.

Na pesquisa consta ainda o índice de aumento salarial dos funcionários das micro e pequenas empresas no período de 2000 a 2010. Empregados dessas empresas tiveram aumento real de salário de 14,3% no período. Nas grandes e médias empresas, o aumento salarial foi 4,3%, três vezes menor.”

(Agência Brasil)

Eleições 2012 – PMDB marca para dia 17 encontro regional em Fortaleza

238 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=iICUZpRcQlM[/youtube] 

O PMDB do Ceará marcou para o próximo dia 17, em Fortaleza, encontro regional. Segundo o deputado federal Danilo Forte, o objetivo é discutir as eleições 2012. O parlamentar espera que conste na pauta desse encontre a possibilidade de o PMDB ter candidato na Capital. Danilo Forte se inclui entre quadros do partido para a disputa.

Ceará desembarca sem dar entrevistas. Diretoria dará coletiva na 3º feira

241 2

O time do Ceará desembarcou, por volta das 8h30min desta manhã de segunda-feira, procedente de Salvador. A equipe, que perdeu por 2 a 1 para o Bahia e acabou rebaixada para a Série B, do Brasileirão, foi recebida pela imprensa, mas ninguém deu entrevista.

Nesta terça-feira, às 17 horas, numa entrevista coletiva,  Evandro Leitão deverá falar sobre o futuro dos jogadores, os próximos planos do clube e oficializar licença da presidência do clube que ficará sob a responsabilidade de Robinson de Castro.

Dilma: "Minha Casa, Minha Vida 2012" priorizará famílias com renda até $ 1,6 mil

114 1

“A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (5) que, a partir de 2012, 60% das moradias do Programa Minha Casa, Minha Vida serão destinadas a famílias de baixa renda – que recebem até R$ 1,6 mil. A previsão do governo é que 1,2 milhão de unidades sejam entregues a essa faixa da população brasileira.

No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma apresentou um balanço do Minha Casa, Minha Vida em 2011. Segundo ela, foram assinados 354 mil contratos para a construção de moradias. O levantamento indica ainda mais de 500 mil casas e apartamentos em fase de construção e mais de 400 mil obras concluídas este ano. Na primeira fase, o programa contabilizou 1,5 milhão de moradias.

Para a segunda fase do Minha Casa, Minha Vida, estão previstos investimentos de R$ 125,7 bilhões para a construção de 2 milhões de casas e apartamentos até 2014.

“Os investimentos na construção civil beneficiam a todos nós porque esse é um setor que gera muitos empregos. Ele ajuda a manter o mercado de trabalho aquecido, mesmo com a crise econômica internacional que está afetando os Estados Unidos e os países da Europa”, disse a presidenta. Segundo ela, mais de 309 mil postos de trabalho foram gerados este ano no setor.”

(Agência Brasil)

André Figueiredo: PDT deve continuar na base do Governo Dilma, apesar da queda de Lupi

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=tVPxwMZn-jg[/youtube]

O PDT nacional vai se reunir, nesta segunda-feira, ao meio-dia, em Brasília, para avaliar a saída do ministro Carlos Lupi da pasta do Trabalho e Emprego. A informação foi dada nesta madrugada de segunda-feira em Fortalea pelo presidente nacional interino, o deputado federal André Figueiredo.

O dirigente pedetista acrescentou que vai defender a tese de que o PDT não indique ninguém para a vaga, mas continue na base de apoio do Governo Dilma.

PT tentará evitar convocação de Pimentel

131 1

“A base de apoio ao Planalto minimizou a revelação sobre os ganhos de Pimentel. Para o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), as consultorias dizem respeito à vida privada do ministro, pois ele não ocupava cargos públicos à época:

— Ele não era deputado, senador, prefeito, ministro. Não pode trabalhar? É um assunto entre ele e as empresas para as quais prestou serviços.

Vaccarezza adiantou que o governo vai trabalhar para derrubar tentativas de convocar o ministro para se explicar no Congresso. Para ele, a suspeita de tráfico de influência não faz sentido, pois, à época, Dilma não era candidata.

— Não acredito que o PSDB pedirá (a convocação). Tem de haver razoabilidade no debate político — comentou.

Um dos principais aliados do ministro em Minas Gerais, o deputado federal Reginaldo Lopes, presidente do PT-MG, garante que Pimentel vai prestar esclarecimentos nos próximos dias:

— Fernando vai falar sobre isso, é evidente. Mas adianto que quando ele foi chamado para ser ministro, paralisou suas consultorias. Não esperou nenhuma cobrança da sociedade.

Para Lopes, não há conflito de interesses na relação do ministro com construtoras que mantêm contrato com governos.

— Todas as grandes empresa que buscam consultores têm relação com diversos órgãos. Consultorias na qualidade da (mantida pelo) ex-prefeito têm relação com as maiores construtoras do Brasil — diz Reginaldo.

Já o líder da oposição na Assembleia de Minas, o deputado estadual Rogério Correia (PT) informou que as atividades da empresa de Pimentel serão discutidas na reunião da Executiva Estadual do partido, hoje.”

(O Globo)

Cearense é vice da Juventude Socialista Brasileira

O cearense Pedro Henrique da Silva foi eleito vice-presidente da Juventude Socialista Brasileira (JSB), organismo ligado ao Partido Socialista do Brasil. A indicação dele, em chapa única, ocorreu no fim de semana, em Brasília, durante o XII Congresso Nacional do PSB.

O amazonense Sérgio Cardoso é o novo presidente da Juventude Socialista Brasileira, enquanto o baiano Bruno da Mata ficou como secretário nacional do organismo.

Pedro Henrique da Silva contou com o apoio do deputado federal Domingos Neto, que foi cotado para ser secretário nacional.

Anvisa discute maior rigor no controle de produtos derivados do tabaco

“A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) promove hoje (6) duas audiências públicas para discutir a ampliação do rigor no controle de produtos derivados do tabaco.

Entre as propostas está a proibição de aromatizantes na composição de cigarros, que conferem sabor doce, mentolado ou de especiarias. O texto inclui qualquer produto – fumado, inalado ou mascado – que tenha na sua composição folhas de tabaco. Países como os Estados Unidos e o Canadá já proibiram o comércio de cigarros aromatizados.

Outro item em pauta trata da obrigatoriedade da impressão de imagens de advertências sanitárias nas embalagens de derivados do tabaco e da restrição da propaganda desses produtos em pontos de venda.

As duas audiências públicas estavam agendadas para outubro no Rio de Janeiro, mas foram suspensas por decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região em favor da ação judicial movida pelo Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco. A entidade alegou que o local escolhido para o debate era pequeno para comportar os interessados e que a data não foi informada com antecedência.

Os encontros foram remarcados para às 9h e às 15h de amanhã no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, com capacidade para 10 mil pessoas. A exigência judicial era que o local tivesse capacidade mínima de mil pessoas. Os avisos da nova data das audiências foram publicados no último dia 18 no Diário Oficial da União.”

(Agência Brasil)

Oposição quer Pimentel explicando sobre possível tráfico de influência

109 1

“Os partidos de oposição querem que o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, explique ao Congresso os contratos de sua empresa, a P-21 Consultorias e Projetos Ltda.

Como revelou O GLOBO ontem, o escritório de Pimentel faturou ao menos R$ 2 milhões em 2009 e 2010, período entre ele deixar a Prefeitura de Belo Horizonte e assumir o ministério, tendo atuado ainda como um dos homens-fortes da campanha da então candidata à Presidência Dilma Rousseff.

Para parlamentares, suas atividades de consultoria têm indícios de tráfico de influência, e Pimentel precisa dissipá-los.

No Palácio do Planalto, a avaliação foi que a atividade de consultor de Pimentel é de amplo conhecimento e foi empreendida quando ele não ocupava cargo público. As cifras também não foram consideradas “tão astronômicas assim”, não havendo razão para suspeitas.

Esta semana, o líder do DEM na Câmara, ACM Neto (BA), vai discutir com os demais líderes oposicionistas a apresentação de um pedido de convocação de Pimentel. O líder do PPS, Rubens Bueno (PR), disse que vai fazer um requerimento de informações ao ministro. Para ele, o caso sugere que a expectativa de nomeação de Pimentel servia como “cartão de visitas para arregimentar clientes”.

— O caso parece ter muita similitude com o do ex-ministro Palocci. Mostra que as pessoas do PT que teriam influência num eventual governo Dilma, enriqueceram e usaram dessa posição para isso — acusou ACM Neto, afastando a hipótese de investigação por improbidade administrativa, a exemplo do que ocorreu com Palocci, porque Pimentel não tinha cargo público à época das consultorias.”

(O Globo)

Por um turismo ligando o Nordeste ao Mundo. Sem escalas

Eis artigo do ex-secretário estadual do Turismo, Allan Aguiar, com o título “Sugestão para decolar o Ceará & Cia”. Para ele, uma forma de expandir o turismo é ligar o Nordeste ao Mundo sem escalas em São Paulo ou no Rio de Janeiro, por exemplo.

Quantas décadas levaremos para alcançar as médias atuais dos indicadores sociais do restante da Nação, considerando que as demais regiões não estão estacionadas? Como turbinar o crescimento econômico e indexá-lo a inclusão social? Resposta tradicional: Aumento da renda dos consumidores, investimento público e privado, o mais desconcentrado possível, isto tudo associado a programas de transferência de renda para as camadas mais pobres.

Mesmo com as condições macroeconômicas favoráveis, o investimento público é limitado pelos limitados orçamentos das esferas de Governo, o qual não é capaz isoladamente de promover o aumento da renda das pessoas. Assim, cabe ao desempenho global da economia o papel central de empurrar o capital privado para o investimento, criando postos de trabalho.

Não devemos esperar que a reversão do quadro de pobreza e violência aconteça pela capacidade de Investimento do Setor Público, muito menos pela eficiência dos serviços prestados. O Setor Público no Brasil continuará gravitando entre as órbitas da ineficiência e da baixa eficiência.

Precisamos reinaugurar o modelo mental que determina a dinâmica governante. Atualizar o sistema que roda na cabeça dos Planejadores e Orçamentadores dos Estados Nordestinos. Precisamos rever a hierarquia das prioridades das políticas, diretrizes e programas, incorporando no topo dessa hierarquia a indução da cadeia produtiva da Aviação, infra-estrutura fundamental para o desenvolvimento da Região.

Assim, proponho que conectemos o Nordeste do Brasil ao Mundo, e não apenas ao Brasil, oferecendo ao mundo a oportunidade de deslocar-se ao Nordeste diretamente, sem escalas em São Paulo ou Rio de Janeiro.

Considerando que a solução para essa conexão física não virá pela via de mercado, mesmo com toda a indução que uma nova regulação do setor aéreo traga ao contexto atual, apresento a proposta de inaugurarmos a NORDESTE Sky Brasil. Isso mesmo: Uma Estatal pertencente aos Estados dispostos a investir no estratégico, não no operacional, no futuro, não no superado. Uma Aérea Estatal dominada pelo profissionalismo e por critérios de governança corporativa que a permita uma atuação arrojada diante de um mercado impiedoso com a ineficiência. Uma Empresa blindada contra a ingerência política danosa que tente impor, por exemplo, vôos entre Irauçuba/CE e Salgueiro/PE

Inicialmente, uma Aérea com quatro aeronaves de grande porte para vôos internacionais para Europa, América do Norte e África e 15 aeronaves para vôos regionais ligando não apenas as capitais da região, mas as médias cidades situadas nesses 1,5 milhões de quilômetros quadrados que abraçam os nove Estados. Somos territorialmente maiores que, JUNTOS, Portugal (TAP), Espanha (Ibéria), Itália (Alitália), França (Air France), e Reino Unido (British Airways). Sem falar do Arquipélago de Cabo Verde (TACV – Cabo Verde Airlines).

Projeções do Plano de Negócios:

Investimento: U$ 540 Milhões

Exposição Máxima de Capital: U$380 Milhões (Uma cidade da Copa de Recife ou dois e meio aquários de Fortaleza)

Taxa Interna de Retorno: 14% a.a

Retorno do Capital Investido: 7,1 anos

Viabilidade econômica existe. Seria também o exemplo mais expressivo de efetiva Integração das políticas públicas sociais dos Estados do Nordeste. Falta apenas vontade e a decisão política integrada dos Governadores, alem do compromisso de construir uma Estatal alocando equity com viés de saída da gestão, não do controle societário e do comando do Conselho de Administração. Sabemos o quanto é difícil alinhar esses planetas, mas acontecendo a costura entre os Estados, o Nordeste teria outra cadência de seu ritmo de crescimento.

*Allan Aguiar foi Presidente da Fundação de Turismo Integrado do Nordeste (CTI – Nordeste)

BB entra forte no mercado imobiliário

“Com atuação recente no setor de financiamento habitacional, o Banco do Brasil (BB) vê, desde 2008, a sua carteira de crédito imobiliário crescer a passos largos, embora o setor como um todo tenha perdido um pouco o ritmo forte em 2010, disse à Agência Brasil o vice-presidente de Cartões e Novos Negócios do banco, Paulo Rogério Caffarelli.

Segundo ele, a carteira de crédito imobiliário do BB atingiu a marca de R$ 7,02 bilhões em financiamentos este ano, até sexta-feira da semana passada (25). Um crescimento de 105% em relação aos R$ 3 bilhões financiados em 2010. Os créditos para pessoa física somaram R$ 5,56 bilhões e para empresas R$ 1,46 bilhão.

A expectativa, segundo ele, é ultrapassar os R$ 7,5 bilhões ainda este ano e chegar a R$ 13,5 bilhões de financiamentos imobiliários em dezembro de 2012. A estratégia para o ano que vem já está montada, com atuação mais contundente na liberação de créditos para a compra de moradias e para atender as necessidades das construtoras.

“Queremos chegar ao fim de 2012 entre as três maiores financiadoras do setor imobiliário”, disse ele. Hoje, o mercado tem participação majoritária da Caixa Econômica Federal, seguida, de longe, pelos bancos Itaú, Santander e Bradesco.

Caffarelli informou que o BB já atua no financiamento de moradias do Programa Minha Casa, Minha Vida para as faixas de renda familiar entre R$ 1,6 mil e R$ 5 mil, e a partir do dia 2 de janeiro o banco vai entrar também na faixa de menor renda, até R$ 1,6 mil, que tem atuação exclusiva da Caixa até agora. A previsão inicial, acrescentou, é financiar em torno de 97 mil unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida no ano que vem.”

(Agência Brasil)

FHC será entrevistado do "Roda Viva"

O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso ocupará o centro do Roda Viva nesta segunda-feira (5/12), ao vivo, a partir das 22h, na TV Cultura. Durante a entrevista, mediada pelo apresentador Mario Sergio Conti, Fernando Henrique deve falar sobre questões ligadas a política, economia e sociedade do Brasil e do mundo, entre outros assuntos.

A bancada de entrevistadores será formada por Ancelmo Góis (colunista do jornal O Globo), Ricardo Gandour (diretor de Conteúdo do Grupo O Estado de S. Paulo), Maria Rita Khel (psicanalista e escritora), Lilia Schwarcz (historiadora e antropóloga, professora titular de Antropologia da USP) e Sérgio Dávila (editor-executivo do jornal Folha de S. Paulo). O programa também conta com a participação do cartunista Paulo Caruso, com suas célebres charges.

SERVIÇO

O Roda Viva também pode ser assistido ao vivo, no portal cmais.com.br/aovivo.

Prefeituras – Gastos com educação continuam desigual por regiões do País

“Entre 2009 e 2010, os gastos municipais com educação cresceram 10,7%, chegando a um investimento total de R$ 80,92 bilhões. Os dados foram divulgados pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e incluem, na conta, repasses da União e dos estados aplicados na área, pelas prefeituras. O aumento dos recursos é consideravelmente superior ao verificado em 2009, quando a crise econômica impactou negativamente na arrecadação fiscal. Naquele ano, os investimentos na área cresceram apenas 2,8%.

Por determinação constitucional, os municípios são obrigados a aplicar pelo menos 25% da arrecadação de impostos e transferências em educação. O aumento nos investimentos, combinado a uma diminuição da população em idade escolar e, consequentemente da matrícula nas redes municipais, fez crescer o gasto médio anual por aluno – que, em 2010, chegou a R$ 3.411,31 ao ano. No ano anterior, esse valor tinha sido R$ 3.005,27, o que significa um crescimento de 13,5%.

Apesar do aumento, há grandes desigualdades regionais nos gastos por matrícula. Um aluno de uma escola pública do Sudeste, por exemplo, recebe o dobro de investimento municipal do que um estudante do Nordeste: R$ 4.722,46 contra R$ 2.309,60, respectivamente. No Norte, o gasto por aluno é R$ 2.381,75 anuais, no Centro-Oeste R$ 3.622,28 e no Sul R$ 4.185,25.

Para Maria do Carmo Lara, prefeita de Betim (MG) e vice-presidente para Assuntos de Educação da FNP, as diferenças salariais dos professores de cada região têm grande impacto nessa conta. Isso porque, em geral, os professores do Sudeste ganham mais do que os do Norte ou Nordeste. “Também tem a questão do investimento em educação de tempo integral. No Sudeste, tem muito mais escolas que já oferecem essa modalidade e o impacto nos investimentos é grande”, explica. A FNP defende uma maior participação da União nos gastos com educação, especialmente nos estados que têm menor arrecadação.

A maior parte dos municípios (42,3%) gasta em média de R$ 3 mil a R$ 5 mil por aluno ao ano. Cerca de 28% investem de R$ 2 mil a R$ 3 mil, 17,6% de R$ 5 mil a R$ 10 mil e 1,4% gastam mais de R$ 10 mil. Uma em cada dez prefeituras investe menos do que R$ 2 mil por aluno anualmente.

A prefeita de Betim avalia que os gastos em educação cresceram não apenas porque há um aumento na arrecadação e, consequentemente, no percentual de recursos aplicados. Para Maria do Carmo, o fato é que as prefeituras estão mais interessadas em investir na área e “vários” municípios já aplicam mais do que os 25% da arrecadação obrigatórios pela Constituição.

“Hoje, você tem as avaliações e o Ideb [Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, indicador que mede a qualidade do ensino], que ajudam as escolas e os municípios a estarem mais bem colocados em relação a outros. Isso faz com que os municípios se organizem para melhorar a rede. O investimento em formação de professores aumentou muito”, diz Maria do Carmo.

Analisando o total dos investimentos, o levantamento mostra que houve crescimento das despesas com educação em todas as regiões. O Norte e o Nordeste registraram crescimento acima da média nacional em 2010: 15,3% e 11,8%, respectivamente. No Sul, o aumento dos investimentos foi 8%, no Centro-Oeste, 9,6% e no Sudeste, 10,4%. Os municípios da Região Sudeste respondem por um terço das matrículas municipais e por 46,7% do total de recursos aplicados pelas prefeituras em educação. O Nordeste responde por 26,1% dos investimentos, o Sul por 13,5%, o Norte por 7,9% e o Centro-Oeste por 5,8%.”

(Agência Brasil)

Mais um ministro vira alvo: Fernando Pimentel

139 1

“O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel (PT), faturou pelo menos R$ 2 milhões com sua empresa de consultoria, a P-21 Consultoria e Projetos Ltda., em 2009 e 2010, entre sua saída da Prefeitura de Belo Horizonte e a chegada ao governo Dilma Rousseff.

Os dois principais clientes do então ex-prefeito foram a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e o grupo da construtora mineira Convap. A federação pagou R$ 1 milhão por nove meses de consultoria de Pimentel, em 2009, e a construtora, outros R$ 514 mil, no ano seguinte.

A consultoria de Pimentel à Fiemg foi contratada quando o presidente da entidade era Robson Andrade, atualmente à frente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), e se resumiu, de acordo com o atual presidente da Fiemg, Olavo Machado, a “consultoria econômica e em sustentabilidade”. No entanto, dirigentes da própria entidade desconhecem qualquer trabalho realizado pelo ministro.

O serviço à Convap durou de fevereiro a agosto de 2010, época em que Pimentel era um dos coordenadores da campanha de Dilma e viajava o Brasil com a candidata. Após a consultoria, a Convap assinou com a prefeitura do aliado de primeira hora de Pimentel, Márcio Lacerda (PSB), dois contratos que somam R$ 95,3 milhões.

Em maio deste ano, ao ser questionado durante viagem a Ipatinga (MG) a respeito das atividades da P-21 Consultoria e Projetos Ltda., já na condição de ministro, o petista não quis dizer quem eram os seus clientes e classificou o rendimento da empresa como “compatível com a atividade dela” e “nada extraordinário”.

A Convap contratou Pimentel por meio de outra empresa do grupo que a controla, a Vitória Engenharia, atual Mineração Vitória Ltda., cujo endereço é o mesmo da construtora, em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Menos de um ano após pagar a última parcela pela consultoria do petista, a Convap foi escolhida no governo Lacerda para tocar obras viárias de implantação do sistema de BRT (Bus Rapid Transit) na Avenida Cristiano Machado, para a Copa do Mundo de 2014 (R$ 36,3 milhões), e da Via 210, na região Oeste da capital mineira (R$ 59 milhões). As duas obras são em consórcio com a construtora Constran.

Fernando Pimentel deixou a prefeitura há três anos; ainda assim seu grupo permanece no controle da Secretaria municipal de Obras e Infraestrutura no governo Lacerda. A pasta foi responsável pela contratação da Convap e continua nas mãos do engenheiro Murilo Valadares, petista que cuidava da secretaria no governo de Pimentel.

De 2000 a 2008, período em que o atual ministro foi prefeito de Belo Horizonte, não há registro de contrato do município com a Convap.

Perguntado se via conflito de interesses na assinatura de contratos de quase R$ 100 milhões com uma empresa que tinha como consultor um de seus padrinhos políticos, Valadares disse que não. Ele alegou que os contratos foram assinados por meio de licitação e que, nos dois casos, o consórcio apresentou o menor preço.

“O secretário sempre pautou suas ações pela transparência e pela ética. As licitações seguem os parâmetros legais. Diante da suspeita de quaisquer irregularidades, cabe aos órgãos competentes realizarem suas fiscalizações, bem como à imprensa republicana registrar os fatos e evitar suposições”, disse a assessoria de Valadares, por meio de nota oficial.

Procurado por e-mail e pessoalmente para dizer que tipo de consultoria Pimentel prestou à sua empresa por mais de R$ 500 mil, o diretor-presidente da Convap, Flávio de Lima Vieira, não deu entrevista. Pelo telefone, repetiu quatro vezes a frase “nada a declarar” e desligou.

Já o atual presidente da Fiemg, Olavo Machado, disse ter pago por “análise, avaliação e aconselhamento sobre aspectos da economia local e mundial”, “discussões socioeconômicas com base em experiência técnica, universitária e administrativa”, e “dimensionamento de mercados para empresas, aspectos de meio ambiente e sustentabilidade”.

Em 2009, a Fiemg pagou R$ 1 milhão por informações que, em linhas gerais, o ex-prefeito ofereceu de graça pelo menos 13 vezes em palestras para estudantes, políticos e comerciantes locais em viagens por Minas naquele mesmo ano, de acordo com o site “Amigos do Pimentel”.

O tema era “Perspectivas econômicas e sociais de Minas e do Brasil no atual cenário mundial”, e o ex-prefeito viajava para articular sua pré-candidatura ao governo de Minas para o ano seguinte, plano que não se concretizou. No site, há referência a um encontro promovido pela Fiemg, em agosto daquele ano.

Procurado pelo GLOBO para detalhar um pouco mais as atividades da P-21, Machado disse que Pimentel dava “orientação a técnicos e colaboradores para elaboração e desenvolvimento de conteúdos” distribuídos a empresários.

No entanto, o presidente do Conselho de Política Econômica Industrial da Fiemg, Lincoln Gonçalves Fernandes, e o gerente de Economia, Guilherme Leão, responsáveis por esse trabalho na entidade, não se lembram da participação do político.

— Pimentel? O Fernando Pimentel, hoje ministro? Não, eu desconheço. Em 2009 eu estava aqui lidando com isso. Aqui na área econômica não teve participação efetiva dele trabalhando como consultor — disse Leão.

— Nunca participei de qualquer reunião. Estou sabendo dessa consultoria por você — completou Fernandes.

Ainda segundo Olavo Machado, Pimentel também teria participado das discussões embrionárias de sustentabilidade, no contexto do que viria a ser o programa da Fiemg “Minas Sustentável”, de incentivo a práticas empresariais ambientalmente corretas.

— Não, neste programa não (teve participação), deve ter sido em outro. Participei desde a concepção até o desenho final do que ele é hoje — afirmou o coordenador do “Minas Sustentável”, o engenheiro Flávio Mayrink.”

(O Globo)

Guimarães teme que tensão em BH azede de vez relação de PSB e PT em Fortaleza

180 1

Fortaleza, Belo Horizonte e Recife são as três capitais brasileiras onde PT e PSB estão com as relações estremecidas. A situação mais tensa é a da capital mineira, depois que o prefeito Márcio Lacerda (PSB) deu um ultimato até janeiro para que os petistas se decidam sobre a manutenção ou não da aliança. O PT diz não aceitar o PSDB na aliança, enquanto o prefeito anunciou que não abrirá mão dos tucanos e já se prepara para a oposição petista nas urnas, na pessoa do atual vice Roberto Carvalho.

Para o vice-líder do Governo Dilma na Câmara Federal, José Guimarães (PT), o Partido dos Trabalhadores deve ter todo o cuidado para que a tensão em Belo Horizonte não contamine Fortaleza e Recife, capitais com igual tendência para um rompimento. Na capital pernambucana, secretário do PSB já anuncia entregar a pasta ao prefeito João da Costa (PT).

“Em algumas capitais, temos que tratar nacionalmente com o PSB, senão pode interditar alianças locais. Os presidentes do PSB e do PT, Eduardo Campos e Rui Falcão, devem se sentar para discutir. Senão, temo que o processo seja longo demais para evitar eventuais rachaduras”, alertou Guimarães, durante reunião da Executiva Nacional do PT, não descartando a intervenção na capital cearense dos presidentes nacionais dos dois partidos.

Guerra fria

Em Fortaleza, a relação entre os dois partidos é digna de uma trama de “guerra fria”, com direito a acusações de espionagem e com a promessa de um final empolgante. Enquanto integrantes do PSB acusam o PT de minar qualquer pretensão socialista de candidatura própria, diante da prematura pré-candidatura de Eliane Novais (PSB), os petistas apontam o PSB como articuladores da pré-candidatura de Camilo Santana (PT).

Petistas e socialistas também reclamam que militantes têm promovido vaias em eventos um do outro. Nas redes sociais, o primeiro escalão das duas administrações (Cid Gomes e Luizianne Lins) inova cada vez mais os ataques.

Na mídia, o governador usa expressões como “azarão” e “arrogância” para tratar do tema sucessão em Fortaleza. Já a prefeita, como em uma prática de vodu, espeta Ciro Gomes na tentativa de atingir o principal aliado, ao devolver os comentários do governador.

Presidente do STJ é acusado de favorecer cunhada

“Um advogado de Curitiba (PR) apresentou denúncia ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) contra o presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Ari Pargendler.

O autor, Arnaldo Oliveira Júnior, encaminhou a representação à corregedora do CNJ, Eliana Calmon, que também é ministra do STJ. Caberá à corregedora decidir se acolhe ou não a denúncia.

Ele pede que Pargendler seja investigado por atuar pela escolha de sua cunhada, a desembargadora Suzana Camargo, do TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região, para uma vaga na corte.”

(Folha.com)

Flávio Venturini é atração em Fortaleza

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=IcdmbK0Jpaw[/youtube]

O mineiro Flavio Venturini fará show neste sábado, a partir das 22 horas, no BNB Clube. Com seu vasto repertório de sucessos e canções como: “Noites com Sol”, “Besame”, “Nascente”, “Princesa”, “Espanhola”, “Todo Azul do Mar”, “Clube da Esquina”, “Céu de Santo Amaro”, ele promete uma noite inesquecível.

Flavio Venturini, que passou pelas bandas “O Terço” e “14 Bis”, iniciou na carreira solo com o álbum “Nascente”, publicado em 1981. Ao longo dos anos 80 e 90, se consagra com um dos grandes hitmakers brasileiros em álbuns como “Andarilho de Luz” (1984), “Cidade Veloz” (1990), “Noites com Sol” (1994), “Beija-Flor” (1996) e “Trem Azul” (1998). Recentemente, Venturini lançou o DVD “Não se Apague esta Noite” (2009), gravado ao vivo no Museu das Artes da Pampulha, em Belo Horizonte. Antes o mineiro, quem sobe no palco é a cearense Fabíola Líper.

SERVIÇO

BNB Clube Sede Aldeota – Avenida Santos Dumont, 3646 – Aldeota.

Ingressos: R$ 20,00 (meia) e R$ 40,00 (inteira).

Festival Curta Canoa promove oficinas

O Curta Canoa – Festival Latino-Americano de Cinema de Canoa Quebrada está em parceria com a Faculdade Católica do Ceará em uma série de ações que acontecerão nesta edição do festival. Segundo a assessoria de imprensa do evento, essas ações ocorrerá a partir de segunda-feira e se estenderão até o dia 10 próximo em Canoa Quebrada e na sede do município de Aracati (Litoral Leste).
Uma das parcerias está na realização das oficinas de Fotografia, com Chico Gomes, fotógrafo do Núcleo de Prdução Audiovisual da Católica; Pensamento Criativo, com o professor Cláudio Sena; e Câmera, com o professor Fernando Maia. Haverá ainda a oficina de Som de Animação, ministrada por Alexandre Jardim, do Centro Técnico Audiovisual (CTAV) do MinC.

Com foco na defesa ao meio ambiente, as oficinas estão com inscrições abertas até o dia 02 de dezembro. Os interessados devem enviar um email para producao@jalimaproducoes.com.br, com o nome, contato e indicar em qual oficina deseja se inscrever.

FESTIVAL

O Curta Canoa 2011 é uma realização da J.A.Lima Produções, com patrocínio da PETROBRAS e do BNB. Apoio Cultural: COELCE, Centro Técnico Audiovisual (CTAV), Sebrae/CE e Instituto Social de Arte e Cultura do Ceará (ISACC). Tem apoio do Goverdo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria de Cultura (Secult) / Lei Estadual Nº 13.811, e do Governo Federal, via Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet). Parceria: Associação dos Empreendedores de Canoa Quebrada (ASDECQ).