Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Caso Palocci – Interferência de Lula mostra fragilidade do Governo Dilma

73 2

“A intervenção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para superar a crise do governo Dilma durante a semana dividiu os cientistas políticos. Há quem entenda que a presidente perdeu autoridade e saiu diminuída do episódio e os que acreditam que o eleitorado, em sua maior parte, talvez considere o fato normal e acabe legitimando esse socorro eventual ao governo.

“O benefício é de curtíssimo prazo. No longo, ela simplesmente perdeu a autoridade e o custo é gigantesco”, resume Amaury de Souza, do Instituto de Estudos do Trabalho e da Sociedade, Iets, no Rio. “O fato é que Lula não tem nenhum mandato, é um elemento perturbador, que entrou falando em nome próprio.”

Com ele concorda José Álvaro Moisés, da USP. A ação de Lula “foi algo inteiramente fora do ponto”, define Moisés. “Ao ocupar o centro da cena, do modo como fez, ele projetou a debilidade da liderança da presidente.”

Para o cientista político Humberto Dantas, porém, “tudo depende de como o público vai olhar para isso”. O eleitorado de Dilma “votou no prolongamento do governo Lula”, pondera. “Para esses cidadãos, o que ocorreu é o esperado”.

O resultado vai depender, acrescenta, “de como a oposição vai tratar o tema. Ela pode se calar se perceber que a sociedade legitima o episódio”.

* Confira mais em Interferência de Lula expõe fragilidade política de Dilma

Na Secretaria Nacional dos Portos, nomeação está no ancoradouro

O prestígio do secretário nacional de Portos, Leônidas Cristino, junto a Dilma Roussseff, está sendo testado. Até agora, ele não conseguiu nomear seu secretário-executivo, Mário Lima, ex-diretor comercial da Ceará Portos.

Toda semana, Mário Lima embarca para Brasília onde cumpre suas tarefas, mas o olho é no Diário Oficial da União, que não traz a nomeação.

No lugar dele, na área comercial da Ceará Portos já está Francisco Oliveira, ex-gerente geral da extinta Transbrasil em Fortaleza,

Pelo visto, dona Dilma resolveu mesmo congelar as nomeações de segundo escalão, enquanto acalma o cenário político.


Governo federal divulga nota sobre assassinato de líder camponês

O Governo federal mandou para toda a imprensa nota sobre o caso do assassinato do líder camponês Adelino Ramos, de Rondônia. Este Blog recebeu e divulga a nota:
NOTA PÚBLICA
Sobre o assassinato do líder camponês Adelino Ramos, na localidade de Vista Alegre do Abunã, em Rondônia, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e a Secretaria-Geral da Presidência da República vêm a público manifestar:
1 – Adelino era uma liderança reconhecida na região Norte do país, sendo presidente do Movimento Camponeses Corumbiara e da Associação dos Camponeses do Amazonas. Dinho, como era conhecido, morava em um assentamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) com outras famílias e seu grupo buscava regularizar sua produção. Segundo lideranças locais, ele vinha recebendo ameaças de morte de madeireiros da região. Na manhã de hoje, na companhia de sua família, ele foi executado a tiros no município localizado na divisa dos estados de Rondônia, Acre e Amazonas. Cabe ressaltar que ele era um remanescente do massacre de Corumbiara, ocorrido em 9 de agosto de 1995, que resultou na morte de 13 pessoas.
2 – O assassinato de Adelino Ramos merece o nosso total repúdio e indignação. Há três dias o Brasil se chocou com a execução de duas lideranças em circunstâncias semelhantes, no Pará. Hoje, mais uma morte provavelmente provocada pela perseguição aos movimentos sociais. Essas práticas não podem ser rotina em nosso país e precisam de um basta imediato.
3 – Segundo levantamento conjunto da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos e da Ouvidoria Agrária Nacional, desde 2001, já foram registrados 71 assassinatos em Rondônia motivados por questões agrárias. Mais de 90% dos casos ficaram sem punição.
4 – Imediatamente ao recebimento da notícia, entramos em contato com a Polícia Civil, com o governador do estado de Rondônia e com a Polícia Federal, exigindo a mais rigorosa atitude para investigar o caso e punir os criminosos, tanto os executores como os possíveis mandantes. É necessária uma ação enérgica e exemplar. Só coibiremos essa violência absurda quando acabarmos com a impunidade.
5 – O governo brasileiro não tolera que crimes como esses aconteçam e fiquem impunes no nosso país. Nesta semana, a presidenta Dilma Rousseff já determinou que a Polícia Federal acompanhe as investigações no Pará, numa atitude enérgica e clara de que crimes como esses não podem se tornar uma prática rotineira em nosso país. Acompanharemos de perto os desdobramentos para garantir justiça. É isso que se espera de um Estado democrático de direito e é assim que o governo procederá.
Brasília/DF, 27 de maio de 2011
* Maria do Rosário Nunes
Ministra-chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República
* Gilberto Carvalho
Ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República

Aécio e Serra medem forças em convenção tucana

64 1

“Em sua primeira convenção nacional após a derrota nas eleições presidenciais de 2010, o PSDB se reúne neste sábado (28) em Brasília sem ter dado fim às divisões internas que facilitaram a vitória de Dilma Rousseff e de governistas na votação do ano passado. O encontro servirá também para indicar se José Serra, candidato derrotado na corrida pelo Palácio do Planalto, está isolado ou se pode medir forças com o senador mineiro Aécio Neves.

Enquanto o ex-governador de São Paulo sofre para emplacar aliados em cargos-chave e corre risco de não assumir a presidência do Instituto Teotônio Vilela – depois de derrotado em 2006, Geraldo Alckmin ficou no cargo para ter alguma visibilidade -, Aécio já é chamado de potencial presidenciável para 2014. Até o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso vê o ex-governador de Minas Gerais à frente do homem que teve 45 milhões de votos no ano passado.

Os atritos ficam para os bastidores. Em público, os principais líderes tucanos, como os governadores Alckmin e Antônio Anastasia, falam em “repaginação” ou em “reagrupamento” do partido, que perdeu aliados para o PSD, recém-criado pelo prefeito Gilberto Kassab, e já se vê pressionado pelas eleições municipais de 2012. A eleição do presidente da legenda pelos próximos anos, no entanto, vai mostrar de que lado as forças internas estão.

Serra pode acabar levado à presidência de um conselho político que será criado na convenção. A presidência do PSDB, nesse cenário, continuaria nas mãos do deputado federal Sérgio Guerra, que coordenou a campanha tucana à Presidência no ano passado em uma convivência cheia de desencontros com o ex-governador. “O cenário realmente não é o melhor, acho que podemos levar dias até a convenção acabar”, disse um tucano da máquina do partido.

Não há garantia de que Serra cederá aos apelos dos colegas paulistas. Mas o instinto de sobrevivência pode falar mais alto. “A chance maior é de alguma conciliação no encontro para depois, nos dias seguintes, serem definidas a presidência do Instituto e a ocupação de alguns espaços importantes. Serra foi nosso candidato a presidente. Um homem que poderia dirigir o país não pode ser deixado de lado”, afirmou o tucano, que preferiu não se identificar.

Até agora, nenhum outro candidato a presidente do PSDB se apresentou, mas Guerra pode enfrentar concorrência de última hora se o candidato derrotado à presidência se sentir isolado. Alberto Goldman, sucessor de Serra no governo paulista, poderia ser apresentado – embora a tendência seja ele ocupar a secretaria-geral. Sinal de que o encontro, que começa às 9h no centro de convenções Brasília 21, pode não acabar quando terminar oficialmente.”

(Portal Uol)

Ministro vem debater Plano Plurianual no Ceará

O ministro Fernando Bezerra (Integração Nacional) comandará na próxima segunda-feira, das 8 às 17 horas, no auditório da Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado (Seplag), discussões sobre o Plano Plurianual 2012/2015 do governo federal.

Ele fará uma exposição do PPA e discutirá prioridades com secretários de Planejamento do Nordeste e prefeitos das Capitais nordestinas. Será o primeiro encontro de uma série que ocorrerá em vários Estados, informa a assessoria do ministério.


Enem 2011 – Mais de 1,8 milhão de inscritos

“O número de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já passa de 1,8 milhões, segundo informações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O órgão espera que o total de participantes da edição deste ano chegue a 6 milhões. As inscrições seguem abertas até 10 de junho, exclusivamente pela internet.
Até as 18h de sexta-feira, São Paulo lidera em número de inscritos, com 316 mil, depois vem Minas Gerais (196 mil), Rio de Janeiro (139 mil) e Bahia (137 mil). As inscrições começaram na segunda-feira (23). As provas serão aplicadas nos dias 22 e 23 de outubro.
Em 2009, o MEC deu início a um projeto de substituição dos vestibulares tradicionais pelo Enem como forma de ingresso na universidade. A partir do resultado da prova, os alunos se inscrevem no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e podem pleitear vagas em instituições públicas de ensino superior de todo o país.
A participação no Enem também é pré-requisito para os estudantes interessados nas bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni). Os benefícios são distribuídos a partir do desempenho do candidato no exame e podem ser integrais ou parciais, dependendo da renda da família.”

(Agência Brasil)

Palocci não entrega lista de clientes a procurador

83 1

“O ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, encaminhou [ontem] à Procuradoria Geral da República (PGR) ofício dando explicações sobre sua evolução patrimonial. Mas Palocci não forneceu a lista das empresas que contrataram a Projeto, empresa de consultoria que ele criou em 2006.

O ministro tem alegado que assinou contratos com cláusula de confidencialidade e que, por isso, não pode revelar os nomes, nem os detalhes dos serviços que prestou para as empresas.

Na semana passada, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, enviou ofício ao ministro pedindo esclarecimentos sobre as denúncias . Em anexo, encaminhou representação dos partidos de oposição que solicitavam a lista dos clientes da consultoria.

A defesa do ministro, porém, preferiu dar resposta genérica ao procurador-geral e ignorou os ofícios dos partidos de oposição que também lhe foram repassados por Gurgel.

O ministro tinha 15 dias para enviar a resposta ao requerimento do procurador-geral. O prazo venceria apenas na próxima semana. Mas Palocci se antecipou diante da pressão até de aliados para que tentasse esclarecer as denúncias sobre sua empresa Projeto.

[Ontem], o advogado do ministro, José Roberto Batochio, evitou dar detalhes sobre o conteúdo do documento.

– Preparamos uma informação bem detalhada, mas vou pedir desculpa por não responder a sua pergunta. Seria uma descortesia com o procurador – disse Batochio.”

(O Globo)

Presidente do STF defende liberdade de imprensa

“O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Cezar Peluso, defendeu a liberdade de atuação da imprensa no Brasil nesta sexta-feira (28) e falou sobre o papel da imprensa de aproximar a sociedade do Judiciário. Para ele, é importante que jornalistas e juízes aprendam juntos e tenham um relacionamento “respeitoso”.

“O Judiciário talvez seja o menos conhecido dos três poderes. [O juiz] tem que aprender que jornalista não é inimigo. Nós tínhamos muito medo da imprensa e mantínhamos uma distância que considerávamos saudável. Essa cultura vem mudando vigorosamente. Os juízes hoje estão entendendo melhor o papel da imprensa”, disse o presidente do STF.

Peluso e outros ministros do STF participaram da abertura do fórum “Liberdade de Imprensa e Poder Judiciário”, promovido pelo STF e pela Associação Nacional de Jornais (ANJ).

O evento reuniu juristas, parlamentares e organizações sociais da América Latina e comunicadores e a diretoria da ANJ, entre eles o vice-presidente das Organizações Globo, João Roberto Marinho.

“Precisamos ser mais comunicativos e talvez imprensa possa ser um pouco mais indagativa na compreensão das coisas do Judiciário”, concluiu o presidente do STF.

O diretor da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP, sigla em espanhol), Julio Muñoz, fez críticas à relação entre imprensa e o Judiciário brasileiro. Segundo ele, lei e norma que garantem a liberdade de atuação da mídia têm evoluído nas Américas, mas no Brasil, afirmou Muñoz, a Justiça ainda impõe alguma censura.

Ele citou o caso do jornal “O Estado de S.Paulo”, proibido pela Justiça, há dois anos, de ter acesso a documentos de investigação sobre o empresário Fernando Sarney.

“Existe a censura prévia imposta por algumas autoridades da Justiça. [O caso de] ‘O Estado de S. Paulo’ representa, sem dúvida, uma mancha negra na imprensa da democracia”, afirmou o diretor da entidade.”

(Portal G1)

OAB entra no STF com 10ª ação contra pensões a ex-governadores

“O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entrou nesta sexta-feira (27) com a 10ª Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal (STF), questionando pensões concedidas a ex-governadores. Na ação, a entidade contesta a constitucionalidade da Emenda à Constituição do Rio de Janeiro que permite o pagamento de pensão a ex-governador e ex-vice-governador do Estado e que instituiu pensão mensal e vitalícia às viúvas dos ex-governadores.

A Adin foi ajuizada contra a Assembleia Legislativa fluminense e o governo do Rio. A OAB sustenta que, ao preservar o pagamento de subsídio mensal e vitalício a ex-governadores e ex-vice-governadores e admitir sua extensão às viúvas após a Constituição Federal de 1988, os dispositivos de lei fluminenses violaram diversos preceitos da Carta Magna.

Outro ponto defendido na ação é o fato de que a previsão de pagamento da pensão a ex-governadores ofende aos princípios da impessoalidade e da moralidade (previstos no artigo 37 da Constituição de 1988), que veda a instituição de privilégios e o tratamento desigual entre os trabalhadores.

Quanto à extensão do privilégio às viúvas, a OAB afirma que o artigo 1º da lei estadual nº 1.532/89 incorre nos mesmos vícios de inconstitucionalidade. Levantamento feito pela Folha aponta que os Estados gastam pelo menos R$ 31,5 milhões por ano com essas aposentadorias, beneficiando 135 pessoas, entre ex-governadores e viúvas.”

(Folha.com)

Ufa! Trigo sobe, mas pão não vai aumentar de preço

Apesar da tonelada do trigo estar em US$ 360,00, o preço do pão não tem previsão de reajuste. Informou, nesta sexta-feira, em Fortaleza, o presidente da Associação Brasileira da Indústria da Panificação (Abip), Alexandre Pereira. O preço é o que os moinhos estão pagando e havia expectativas de repasse para a ponta, no caso padarias.

Na última semana, a Associação Norte e Nordeste de Moinhos de Trigo divulgou que o setor de massas e biscoitos não descartaria repassar o reajuste paar o consumidor a partir de junho. “O que podemos garantir é que em termos de pão, não haverá reajuste”, assegurou Pereira.

Ele explica que o stor de panificação está com estoques de trigo e que o dólar vem oscilando “com perspectiva de estabilizar para baixo”. Pereira lembra também que aumentar o preço do pão nunca é bom, porque tal medida acaba incidindo no consumo do produto.

STJ marca data da posse de três novos ministros

“Três novos ministros tomam posse no dia 13 de junho no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Eles foram nomeados no último dia 20 pela presidente Dilma Rousseff. Antônio Carlos Ferreira, Ricardo Villas Boas Cuêva e Sebastião Alves dos Reis Júnior vão ocupar as vagas abertas com as aposentadorias dos ministros Antônio Pádua Ribeiro, Nilson Naves e Humberto Gomes de Barros, respectivamente.

Os advogados foram aprovados em sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, em 10 de maio. A posse acontece às 16h, em sessão solene na sede do STJ. Com a posse dos novos membros, o Tribunal passará a contar com 29 ministros e três desembargadores convocados.

Antônio Carlos Ferreira fez sua carreira jurídica na Caixa Econômica Federal. Já Ricardo Villas Bôas Cuêva foi procurador do Estado de São Paulo e da Fazenda Nacional, além de conselheiro do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Sebastião Alves dos Reis Júnior atuou como advogado e consultor de diversas empresas estatais e órgãos governamentais nas áreas de energia, saúde e comunicação.”

(Folha.com)

Paulo Henrique Amorim é conferencista em encontro de blogueiros

87 3

Vem aí o I Encontro de Blogueiros e Mídias Sociais de Fortaleza. Será realizado neste sábado e domingo, a partir das 8 horas, no auditório do CUCA da Barra do Ceará. Entre os conferencistas, o jornalista Paulo Henrique Amorim (Rede Record), que desembarcou nesta madrugada de sexta-feira na Capital cearense.

Além de Paulo Henrique, participarão também como conferencistas os jornalistas Plínio Bortolotti (O POVO) e  Geórgia Pinheiro (Rede Record), esta mulher de Paulo Henrique Amorim.

A promoção é do site Desabafo Brasil, que fez a campanha da presidente Dilma Rousseff.

* Programação no www.ianalbuquerque.blogspot.com

Lívia Gomes, a filha de Ciro e Patrícia, lança revista eletrônica

354 1

Lívia Gomes, filha do casal Ciro e Patrícia Saboya, já está com sua revista eletrônicao “No patio” na blogofera. Com uma série de matérias bem variadas, enfocando moda, costumes, gente e, também, política.

Marina Silva, que disputou a presidência da República pelo PV, deu entrevista bem descontraída.

Sucesso, Lívia! 

* Ah, acesse o Nopatio aqui.

Caso Palocci – Garotinho alerta lideranças do PT sobre novas denúncias

90 2

“O deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) procurou lideranças do PT para avisar que ainda “tem chumbo grosso” para aparecer contra o ministro Antonio Palocci (Casa Civil), informa a coluna de Mônica Bergamo, publicada na Folha desta sexta-feira. As informações do parlamentar até ontem não haviam sido confirmadas.

Na última semana, a Folha de São Paulo revelou que Palocci multiplicou por 20 seu patrimônio em quatro anos. Entre 2006 e 2010, passou de R$ 375 mil para cerca de R$ 7,5 milhões.

Anteontem, a liderança do PSDB na Câmara levantou suspeitas de que pagamentos feitos pela Receita Federal à incorporadora WTorre, no valor de R$ 9,2 milhões, durante as eleições do ano passado, estejam relacionados ao trabalho de Palocci, e a doações para a campanha presidencial de Dilma Rousseff.

(Folha Online)

Dilma almoçará com bancada do PMDB no Senado

111 2

Eunício estará entre os convocados.

“Na tentativa de evitar o esfacelamento de sua base no Congresso, e seguindo os conselhos de seu antecessor, a presidente Dilma Rousseff marcou para quarta-feira um almoço com os senadores do PMDB, quando terá um grande desafio: agregar aos interesses do governo o chamado G-8 do PMDB, um grupo de senadores históricos e independentes do partido que ameaça assinar o requerimento de criação de uma CPI mista para investigar as suspeitas de tráfico de influência contra o ministro Antonio Palocci.

Faltam apenas sete assinaturas para as 27 necessárias para a CPI no Senado.

O vice-presidente Michel Temer entrou em campo ontem para ajudar Dilma. Numa espécie de prévia do almoço de quarta-feira, Temer convidou os integrantes do G-8 para um café no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice. Entre os convidados estavam os senadores Jarbas Vasconcelos (PE), Pedro Simon (RS), Waldemir Moka (MS), Luiz Henrique (SC), Cassildo Maldaner (SC), Vital do Rêgo (PB), Eunício Oliveira (CE) e Eduardo Braga (AM).

No encontro, Temer ressaltou a importância da unidade do partido e se comprometeu a ajudar o grupo a ampliar sua influência no Senado, hoje sob a hegemonia do trio formado por José Sarney (AP), Renan Calheiros (AL) e Romero Jucá (RR).

Com Palocci fragilizado e a falta de autonomia do ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais, Luiz Sérgio, a presidente terá, na opinião de alguns peemedebistas, de mudar de postura e assumir, sempre que necessário, a interlocução direta com o Congresso.

A entrada de Lula na articulação política do governo foi comemorada pelo PMDB, que tem, agora, a esperança de que o ex-presidente possa “colocar limites na gula” do PT, motivo de muitas disputas internas entre os dois partidos.

E avisam que só trocar o ministro Luiz Sérgio não resolve o problema da articulação, pois, ainda que Palocci se mantenha no cargo, dificilmente terá condições para administrar todas as demandas.”

(Globo Online)

"Sanguessugas" de volta à Comissão de Orçamento

“Há menos de cinco anos a Câmara deixou de analisar o parecer pela cassação do deputado Nilton Capixaba (PTB-RO), acusado de ser um dos líderes do “braço político” do esquema de desvio de dinheiro público para a compra superfaturada de ambulâncias, o chamado esquema dos sanguessugas. Capixaba escapou da cassação, mas não conseguiu se reeleger em 2006. Este ano, ele voltou à Câmara, conduzido pelos mais de 52 mil votos recebidos em outubro. Três meses após assumir o mandato, o deputado faz parte agora da poderosa Comissão Mista de Orçamento (CMO), responsável pela aprovação da lei orçamentária e pelo acompanhamento da aplicação dos recursos federais.
 
Foi justamente a apresentação de emendas ao orçamento, cuja análise prévia cabe à comissão, a principal ponta no Congresso do esquema que resultou no pedido de cassação de 72 parlamentares em 2006. Além de Capixaba, outros cinco parlamentares denunciados à época pela CPI integram a atual Comissão Mista de Orçamento. Juntos, eles foram acusados de ter recebido, em valores não corrigidos, mais de R$ 900 mil da Planam, empresa que coordenava a máfia das ambulâncias, em troca da apresentação de emendas que favoreceram a família Vedoin.

Pelo menos quatro desses integrantes da Comissão de Orçamento acusados pela CPI ainda devem explicações à Justiça sobre o caso. Além de Capixaba, também são réus na Justiça Federal de Mato Grosso, que concentra a maioria das investigações, os deputados Jorge Pinheiro (PR-GO) e Benjamin Maranhão (PMDB-PB). As acusações contra eles são de corrupção, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha ou bando e crime contra a Lei de Licitações. Esses processos devem subir em breve para o Supremo Tribunal Federal (STF), onde tramitam as investigações contra parlamentares e outras autoridades federais.”

(Congresso em Foco)

MPF pede investigação sobre Palocci

124 1

“O Ministério Público Federal, no Distrito Federal, abriu investigação para apurar suposto enriquecimento ilícito do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci. O patrimônio dele teria aumentado 20 vezes durante o mandato de deputado federal.

A investigação pretende analisar a evolução patrimonial da empresa de consultoria Projeto Administração de Imóveis Ltda, de propriedade do ministro na época em que era deputado. Para isso, o MPF pediu à Receita Federal cópia das declarações de Imposto de Renda da empresa, além da escrituração contábil, assim como cópia dos contratos de prestação de serviço, seus aditivos, comprovação de serviços prestados, cópias de pareceres e atas de reunião, entre outros documentos.

“Não foram apresentadas publicamente justificativas que permitam aferir a compatibilidade dos serviços prestados (pela empresa Projeto) com os vultosos valores recebidos”, alega o Ministério Público no pedido de investigação.

A empresa tem prazo de 15 dias para prestar as informações pedidas.”

(Agência Brasil)

Copa 2014 – Dilma convoca governadores e prefeitos

110 1

A presidente Dilma Rousseff comandará reunião, na próxima terça-feira, em Brasílai, para passar um pente fino em tudo o que diga respeito a obras da Coap 2014. Para isso, está convocando os governadores e prefeitos das cidades-sedes do certame.

Dilma quer saber o que falta para acelerar o rtimo dos projetos, receber dos prefeitos e governadores eventuais queixas sobre burocracia e acerta, enfim, os ponteiros para evitar maiores atrasos.

Infraero divulga cargos de novo concurso. Fortaleza está na rota

212 1

Aeroporto Internacional Pinto Martins.

“A Infraero prevê para esta sexta-feira o lançamento do edital de concurso para cadastro de reserva em cargos de nível médio e superior. O concurso será organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC). Os cargos de nível médio são profissional de engenharia e manutenção (R$ 1.924,86), profissional de serviços técnicos (R$ 1.924,86), profissional de navegação aérea (R$ 2.185,89), profissional de tráfego aéreo (R$ 2.482,25).

Já os de nível superior são de analista superior I (R$ 2.818,86), analista superior II (R$ 3.201,08), analista superior III (R$ 3.635,12) e analista superior IV (R$ 4.839,19).

Nível superior

As ocupações de analista superior I são de arquivista (provas e classificações em Belém, Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo); assistente social (Belo Horizonte); biólogo (Belo Horizonte, Campinas, Curitiba, Fortaleza e São Paulo), especialista em comunicação social – jornalismo (Belo Horizonte, Brasília, Guarulhos e Vitória); especialista em comunicação social – publicidade (Belo Horizonte e Rio de Janeiro); especialista em comunicação social – relações públicas (Belo Horizonte, Campinas e Guarulhos); pedagogo (Belo Horizonte) e psicólogo (Belo Horizonte).

As ocupações de analista superior II são de administrador (Belém, Belo Horizonte, Brasília, Guarulhos, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo); advogado (Brasília e Curitiba); auditor (Belém, Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo); contador (Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Guarulhos, Porto Alegre, Salvador e São Paulo) e economista (Belo Horizonte, Brasília, Guarulhos, Porto Alegre e São Paulo).

As ocupações de analista superior III são de analista de sistemas – engenharia de software (Belo Horizonte e Brasília); analista de sistemas – banco de dados e administrador de dados (Belo Horizonte, Brasília e São Paulo); analista de sistemas – desenvolvimento e manutenção (Belo Horizonte, Brasília e São Paulo); analista de sistemas – gestão de TI (Brasília); analista de sistemas – rede e suporte (Brasília e Porto Alegre); analista de sistemas – segurança da informação (Belo Horizonte, Brasília, Campinas e Manaus); especialista em navegação aérea (Bauru, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Goiânia, Ilhéus, João Pessoa, Joinville, Londrina, Macaé, Macapá, Marabá, Navegantes, Palmas, Porto Alegre, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, Santarém, São Paulo, Teresina, Uberaba, Uberlândia e Vitória); médico do trabalho (Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Fortaleza, Guarulhos, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo) e meteorologista (Belo Horizonte, Brasília, São Paulo).

As ocupações de analista superior IV são de arquiteto (Brasília, Curitiba e Fortaleza); engenheiro ambiental (Campinas); engenheiro civil (Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Guarulhos, Maceió, Manaus, Palmas, Porto Alegre e Rio de Janeiro); engenheiro civil – estruturas (Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Recife e Salvador); engenheiro civil – hidrossanitário (Belo Horizonte, Guarulhos, Salvador, Manaus e São Paulo); engenheiro civil – manutenção predial (Belo Horizonte, Campinas, Rio de Janeiro e São Paulo); engenheiro civil – orçamentação (Belém, Belo Horizonte, Brasília, Guarulhos, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo); engenheiro civil – pavimentação (Belo Horizonte, Brasília, Belém, Campinas, Goiânia, Manaus e Salvador); engenheiro de infraestrutura aeronáutica (Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Guarulhos, Manaus, Rio de Janeiro e São Paulo); engenheiro de segurança do trabalho (Brasília, Fortaleza e Rio de Janeiro); engenheiro de telecomunicações (Belo Horizonte e São Paulo); engenheiro eletricista (Brasília, Corumbá e São Paulo); engenheiro eletricista – modalidade eletrônica (Belo Horizonte e Brasília); engenheiro eletrônico (Belém, Brasília, Campinas, Fortaleza, Maceió, Recife, São Paulo e Salvador); engenheiro eletrônico – sistema de proteção ao voo (Belo Horizonte e São Paulo); engenheiro eletrônico – automação predial/industrial (São Paulo); engenheiro florestal (Belo Horizonte); engenheiro mecânico (Brasília, Guarulhos e Vitória); engenheiro mecatrônico (Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo); engenheiro sanitarista (Belo Horizonte) e engenheiro cartógrafo (Brasília).

Nível médio

As ocupações de ensino médio completo são de profissional de navegação aérea (provas e classificação em Almeirim-PA, Alta Floresta – MT, Altamira – PA, Amapá –AP, Bagé – RS, Barra do Garças – MT, Belo Horizonte – MG, Bom Jesus da Lapa – BA, Campina Grande – PB, Campos dos Goytacazes – RJ, Canaã dos Carajás – PA, Carolina – MA, Conceição do Araguaia – PA, Criciuma – SC, Cruzeiro do Sul – AC, Iauaretê – AM, Imperatriz – MA, Itacoatiara – AM, Itaituba – PA, Jacareacanga – PA, Juazeiro do Norte – CE, Manicoré – AM, Marabá – PA, Montes Claros – MG, Mossoró – RN, Palmas – TO, Parnaíba – PI, Paulo Afonso – BA, Pelotas – RS, Petrolina – PE, Poços de Caldas – MG, Ponta Porã – MS, Porto Nacional – TO, Presidente Prudente – SP, Ribeirão Preto – SP, São Gabriel da Cachoeira – AM, Tarauacá – AM, Tefé – AM, Tucuruí – PA, Uberaba – MG, Uberlândia – MG, Vilhena – RO e Vitória da Conquista – BA); e profissional de tráfego aéreo (Bauru – SP, Belém – PA, Belo Horizonte – MG, Campinas – SP, Goiânia – GO, Guarulhos – SP, Ilhéus – BA, João Pessoa – PB, Joinville – SC, Londrina – PA, Macaé – RJ, Macapá – AP, Navegantes – SC, Palmas – TO, Presidente Prudente – SP, Ribeirão Preto – SP, Rio de Janeiro – RJ, Santarém – PA, Teresina – PI, Uberaba – MG, Uberlândia – MG e Vitória – ES).

No caso do profissional de engenharia e manutenção as ocupações são de desenhista projetista (Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Goiânia, Guarulhos, Macapá, Porto Alegre, Recife e Vitória); técnico em edificações (Bacacheri – PR, Brasília – DF, Canaã dos Carajás – PA, Corumbá – MS, Cruzeiro do Sul – AC, Guarulhos – SP, Macapá – AP, Goiânia – GO, Porto Alegre – RS, Santarém – PA e Uberlândia – MG); técnico em eletrônica (Bacacheri – PR, Campo Grande – MS, Criciúma – SC, Marabá – PA, Natal – RN, Palmas – TO, Ponta Porã – MS, Porto Velho – RO, Santarém – PA, Tabatinga – AM, Uruguaiana – RS e Vilhena – RO); técnico em eletrotécnica (Canaã dos Carajás – PA, Cruzeiro do Sul – AC, Montes Claros – MG, Navegantes – SC, Porto Alegre – RS, Santarém – PA, Tabatinga – AM e Tefé – AM); técnico em estradas (Belém, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Guarulhos, Macapá, Natal, Porto Alegre, Recife, São Paulo, Vitória); técnico em mecânica (Altamira – PA, Brasília – DF, Campo Grande – MS, Canaã dos Carajás – PA, Criciúma – SC, Cruzeiro do Sul – AC, Imperatriz – MA, Navegantes – SC, Palmas – TO, Parnaíba – PI, Porto Alegre – RS, Porto Velho – RO, Santarém – PA e Uberaba – MG); e topógrafo (Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Guarulhos, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória).

No caso do profissional de serviços técnicos as ocupações são de auxiliar de enfermagem do trabalho (Belo Horizonte, Brasília, São Luís e Vitória), técnico em segurança do trabalho (Aracaju, Boa Vista, Cuiabá, João Pessoa, Montes Claros – MG, Navegantes – SC, Palmas, Ponta Porã – MS, Porto Velho, Teresina e Uberlândia – MG); e técnico em contabilidade (Belém, Brasília e Porto Alegre).”

(Portal G1)