Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Que tal Cauby Peixoto?

76 4

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=LoodwYndK5A&feature=fvst[/youtube]

O cantor Caubuy Peixoto, aquele que ficou marcado pelo sucesso “Conceição”, faz show, nesta noite de sexta-feira, em comemoraçãoaos 82 anos de fundação do Clube Náutico.

Governo Dilma registra baixo desempenho na execução orçamentária do quadrimestre

67 1

“A primeira avaliação dos investimentos do governo da presidente Dilma Rousseff pode ser feita com o fechamento da execução orçamentária do primeiro quadrimestre do ano. Depois de promover contingenciamento de R$ 50 bilhões, novo governo registrou baixo desempenho.

A União executou apenas 17,4% do total de R$ 63,8 bilhões previstos para investimentos no ano. A porcentagem de desembolso está muito próxima dos 18,7% do mesmo período em 2010, último dos oito anos do governo Lula .

Segundo o especialista em gastos públicos, Evilásio Salvador, o volume não representa grandes distorções. “Em termos financeiros, está tudo dentro do patamar esperado. Temos que considerar que o governo é novo e promoveu corte de R$ 50 bilhões no orçamento”, explicou.

No primeiro quadrimestre de 2010 a União investiu R$ 2,6 bilhões. Até abril deste ano foram investidos apenas R$ 792,4 milhões. Se considerados os restos a pagar o valor desembolsado nos primeiros quatro meses do ano chega á R$ 11,1 bilhões. Mesmo assim há diminuição nos investimentos.

Os que mais investiram

O Ministério dos Transportes foi o que mais investiu neste ano, foram R$ 3,8 bilhões, quase 22% do previsto. A diferença para os demais do ranking de maiores investidores é alta. É seguido pelo Ministério da Educação, com R$ 1,8 bilhão, e da Defesa, com R$ 1,5 bilhão. Nem a soma do aplicado nestes dois ministérios chega ao valor da área de Transporte.”

(Site de Contas Abertas)

Dois deputados têm mais de 10 investigações no STF

Eis matéria que está no site Congresso em Foco nesta sexta-feira. Informa que dois deputados federais tem mais de 10 investigações em tramitação no Supremo Tribunal Federal. A barra é pesada. Confira:

 

Um é do oposicionista Democratas; o outro, do governista PSB. Em comum, os dois guardam a discrição com que exercem seus respectivos mandatos na Câmara e o elevado número de investigações a que respondem no Supremo Tribunal Federal (STF). Os deputados Lira Maia (DEM-PA) e Abelardo Camarinha (PSB-SP) são os únicos parlamentares que acumulam atualmente mais de uma dezena de procedimentos na mais alta corte do país. Juntos, eles devem explicações à Justiça em 26 processos. Os dados fazem parte de levantamento exclusivo feito pelo Congresso em Foco.

Nenhum parlamentar possui mais investigações contra si no Supremo do que Lira Maia. Correm contra ele 14 processos: dez inquéritos (investigações preliminares) e quatro ações penais (processos que podem resultar na condenação). O deputado paraense é acusado em sete procedimentos de ter cometido o chamado crime de responsabilidade, infrações administrativas atreladas ao exercício da função pública. A condenação, nesses casos, pode implicar a perda do mandato.

O deputado também é suspeito de peculato (desvio de recursos públicos), crimes contra a Lei de Licitações, contra a organização do trabalho e praticados por funcionários públicos em geral, além de emprego irregular de verbas públicas. As denúncias dizem respeito ao período em que Lira Maia foi prefeito de Santarém (PA), município de 295 mil habitantes localizado a 1,3 mil km de Belém.

O número de investigações chegou a ser maior. Em março, o Supremo arquivou um inquérito (Inq 2858) contra Lira Maia por prescrição, ou seja, porque venceu o prazo para o julgamento do caso. O procedimento se referia a atos praticados em 2002 e 2003, quando ele exercia o segundo mandato na prefeitura de Santarém. O crime de responsabilidade prescreve em oito anos, o que ocorreu em 15 de fevereiro.

Suspeita de superfaturamento

Em uma das ações a que responde (AP 524), Lira Maia é acusado pelo Ministério Público Federal de envolvimento em irregularidades em 24 processos licitatórios para a compra de merenda escolar em Santarém em 2000. Segundo a denúncia, o superfaturamento chegou a R$ 1,97 milhão em valores da época. As suspeitas recaem sobre outras 30 pessoas, que respondem ao juiz de primeira instância. De acordo com a acusação, participaram das concorrências públicas “empresas de fachada” que ofereceram produtos com preços acima do mercado, o que contrariaria a Lei das Licitações.

Ao aceitar a denúncia do Ministério Público Federal, o relator do processo, Ricardo Lewandowski, disse que o fato de ser prefeito do município à época das irregularidades deixava Lira Maia “muito próximo dos eventos tidos como delituosos, o que permite que se considere a possibilidade de neles estar envolvido”. 

Na defesa ao STF, o deputado atribuiu a diferença nos preços das licitações às condições geográficas de Santarém, que elevariam o valor do frete. Além disso, segundo ele, a Secretaria Municipal de Educação tinha autonomia para gerir suas próprias atividades de forma descentralizada, sem interferência do prefeito, e era fiscalizada pelo Conselho de Alimentação Escolar. “A atribuição de competência a outro órgão pode afastar a responsabilidade civil, mas não a criminal. Não se está fazendo juízo de antecipação, mas não se pode coartar [reprimir] a tentativa do Ministério Público de provar os fatos. Mesmo com a descentralização, não se pode desprezar a possibilidade de que tenha atuado como mentor ou anuído ao crime”, disse à época o ministro Lewandowski, ao explicar o recebimento da denúncia.

Procurado, o gabinete do deputado informou ontem que estava reunindo informações sobre os processos e que enviaria uma resposta em seguida ao site. Em setembro de 2008, o deputado disse ao Congresso em Foco que os processos movidos contra ele eram produto de perseguição política. “Todos os processos foram abertos com motivação política, como forma de tentar me descredenciar perante os eleitores numa tentativa de arregimentar algum proveito político em minha região. Tenho total confiança na imparcialidade do poder Judiciário, que é o órgão competente para fazer o julgamento dos processos existentes”, afirmou na época.

“Independência financeira”

Com 12 procedimentos no STF, Camarinha é o segundo parlamentar com mais pendências na corte. São quatro ações penais e oito inquéritos. Um terço desses processos está relacionado a delitos considerados de menor gravidade, os chamados crimes contra a honra.  O deputado, no entanto, responde a duas investigações por crimes contra a ordem tributária, duas por crimes contra a Lei de Licitações, e uma por improbidade administrativa, por crime de responsabilidade, por crime ambiental e contra as finanças públicas. Camarinha é membro suplente do Conselho de Ética da Câmara.

Em dezembro, o deputado foi um dos mais veementes defensores em plenário da proposta que elevou de R$ 16,5 mil para R$ 26,7 mil o salário dos parlamentares. Em seu pronunciamento, Abelardo Camarinha qualificou como criminosa a distorção salarial no Executivo. “De fato, um policial rodoviário ganhar R$ 9 mil e um ministro R$ 8 mil é um crime”, avaliou. O ex-prefeito de Marília (SP) disse que os parlamentares precisam ter sua “independência financeira” para desempenhar melhor o mandato. “Quanto ganha um diretor da Nestlé? Quanto ganha um diretor da Globo? Quanto ganha um diretor dos jornais de grande circulação do país? O que se passa nesta Casa? Temos de ter independência financeira”, alegou, na sessão de 15 de dezembro do ano passado, conforme mostrou o Congresso em Foco.

O deputado do PSB paulista ainda reclamou do valor registrado em seu último contracheque. “Os funcionários e os deputados, que estão sem reajuste há quatro anos, não podem mais continuar sem aumento. Este mês, recebi da Casa R$ 7.450. Quando se informa isso na rua, dizem que é mentira. Ninguém acredita que um deputado ganha R$ 12 mil de salário bruto”, desabafou.

Em Teresina, o uso de sacolas plásticas está proibido

85 1

Teresina (PI) é uma das 13 capitais do Brasil a ter lei que restringe o uso de sacolas plásticas nos estabelecimentos comerciais como em supermercados, farmácias e padarias. Através da lei municipal nº 3.874 de 9 de junho de 2009, os proprietários dos estabelecimentos devem oferecer a seus clientes sacolas que, também, devem se decompor no meio ambiente num prazo máximo de até 18 meses.

Caso haja descumprimento da lei, o responsável vai pagar multa no valor de R$ 5 mil.

A lei entrou em vigor em Teresina no dia 2 de janeiro do ano passado e a maioria dos estabelecimentos comerciais está cumprindo a determinação.

VAMOS NÓS – E por aqui, como vai essa história?

Inflação chega a 6,51% em 12 meses e supera meta estipulada pelo governo

70 1

“O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) registrou inflação de 0,77% em abril, praticamente estável em relação a março, quando a variação foi de 0,79%. No entanto, nos últimos 12 meses, encerrados em abril, o IPCA registrou variação de 6,51% –superior ao centro da meta do governo, de 4,5%, e acima do teto, que prevê dois pontos de tolerância (6,5%).

Em abril de 2010, a taxa havia ficado em 0,57%. No acumulado do ano, o índice ficou em 3,23%. As informações foram divulgadas nesta sexta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O índice acumulado em 12 meses é o mais alto desde julho de 2005, quando havia sido de 6,57%. Já o indicador mensal registrou a maior variação para o mês de abril desde 2005 (0,87%). O IPCA é o índice oficial de inflação do país e baliza o regime de metas do governo.

Em abril, o índice sofreu pressão especialmente de transportes, com alta de 1,57%, em razão do aumento do gasolina (6,21%) e do álcool (11,20%). Também subiram os preços do grupo saúde (0,98%).

Já os principais itens que mostraram queda e ajudaram a conter a inflação foram os alimentos, cuja a taxa desacelerou de 0,75%, em março, para 0,58%, em abril. Tiveram quedas itens como tomate (-18,69%), açúcar (-2,68%), arroz (-2,13%) e carne (-0,2%).”

(Folha.com)

AFBNB quer cobrar de Dilma nomeação do novo presidente

61 2

Da presidente da Associação dos Funciónários do Banco do Nordeste do Brasil (AFBNB), este Blog recebeu nota. Ela informa que pediu audiência à presidente Dilma Rousseff para tratar do assunto e expor as preocupações dos que trabalham na Instituição. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

A indefinição quanto a sucessão da presidência no Banco do Nordeste do Brasil (BNB) vem se arrastando há meses, alimentando balões de ensaio e especulações nada salutares para o Banco, para seus trabalhadores e mesmo para região – de banco de desenvolvimento e importante instrumento para o crescimento da região, o BNB parece ter se resumido a prêmio para o vencedor deste cabo de guerra.

A Associação dos Funcionários do Banco do Nordeste (AFBNB) já por diversas vezes se manifestou sobre o assunto, ratificando que cabe tão somente à presidenta Dilma Rousseff a definição sobre o assunto, embasada em critérios técnicos e objetivos e não no poder de barganha deste ou daquele parlamentar ou partido político. Por isso, a AFBNB não defende nomes mas sim um perfil de gestão, em documento entregue nas mãos da então candidata Dilma e após sua vitória, ao Palácio do Planalto e aos deputados da bancada nordestina.

Não entendemos a demora em solucionar esse impasse e novamente repetimos: o BNB não é (ou não deveria ser) moeda de troca! Esse entendimento nos levou a pedir, ontem, reunião com a presidenta da República. Acreditamos ter muito a contribuir, considerando a experiência de 25 anos desta Associação em lidar com assuntos relacionados ao Banco e a seus funcionários; a experiência de ter enfrentado ameaças à instituição e períodos nebulosos.

Sem mais, 

* Rita Josina Feitosa da Silva, presidenta da AFBNB.

TRE apura doação em "excesso" para líder do governo

57 1

“A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) ingressou com representação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em São Paulo contra o empresário Benedito Cavallieri Sobrinho por “excesso de doação”. Na campanha de 2010, ele doou, como pessoa física, R$ 1 milhão a mais que o permitido para o caixa do candidato Cândido Vaccarezza (PT-SP), líder do Governo na Câmara.

Estima-se em R$ 5 milhões o montante a ser desembolsado a título de multa pelo empresário, do Grupo Imetame Metalmecânica, sediado em Aracruz (ES), potência no ramo de usinagem e caldeiraria, empregador de 4 mil trabalhadores.

Na representação 9.433, o procurador regional eleitoral Pedro Barbosa Pereira Neto pediu redução de um terço da sanção. O relator no TRE é o desembargador Alceu Navarro, que deverá submeter a demanda ao colegiado da corte.

O procurador enquadrou Cavallieri no Artigo 23 da Lei 9.504/97, a Lei Eleitoral. Pereira Neto sugeriu o benefício da redução da multa porque o próprio Cavallieri, de 77 anos, se apresentou espontaneamente ao Ministério Público Eleitoral e admitiu ter feito repasse muito acima do permitido – para doar R$ 1 milhão, ele deveria ter auferido rendimento de R$ 10 milhões no exercício anterior.”

(Estadão)

The Economist – Brasil pode pagar preço alto para realizar a Copa 2014

“No atual ritmo de preparos, os brasileiros pagarão um preço alto para garantir a infraestrutura para a Copa do Mundo de 2014, diz a revista Economist em sua edição desta quinta-feira.

A reportagem cita os atrasos na adequação e na construção de aeroportos e estádios e lembra que “São Paulo ainda nem começou a construir a arena que deve abrigar a partida inicial” da Copa. Além disso, “a maioria dos aeroportos do Brasil já está operando acima de sua capacidade normal” para atender o crescimento da demanda interna.

Em entrevista à reportagem da Economist, o especialista em infraestrutura Paulo Resende, da Fundação Dom Cabral, disse que é importante ser realista quanto ao que poderá ser concretizado até 2014.

Ainda que novos terminais, pistas e aeroportos sejam necessários para satisfazer a demanda doméstica, “se continuarmos a dizer que tudo vai estar pronto até a Copa, arriscamos fazer papel de bobos”, declarou Resende, defendendo ajustes temporários para o evento esportivo (como adaptações em balcões de check-in e em estacionamentos de aeroportos e o uso de aviões menores).

A revista cita também o consultor de aviação Respicio Espírito Santo, que se diz preocupado com a possibilidade de o governo, na pressa para concluir obras, usar dinheiro público indiscriminadamente ou ser leniente quanto a regras de construção.

“O Brasil pode conseguir se aprontar para o chute inicial, talvez com menos estádios que o planejado, mas parece que deverá pagar um preço alto para um torneio bem-sucedido”, concluiu a Economist.”

(POrtal Uol)

Para bispo, união gay é a "destruição da família"

85 5

“Embora o casamento entre pessoas do mesmo sexo não seja tema da 49 Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), religiosos que participam do evento condenaram ontem o reconhecimento da união homoafetiva.

O arcebispo de Maringá (PR), dom Anuar Battisti, afirmou que a união entre homossexuais aprovada pelo Supremo representa uma “agressão frontal” à família e disse que a Justiça está “institucionalizando a destruição da família”.

— Criando esta norma, esta lei, estaremos institucionalizando a destruição da família. É uma agressão frontal à família, instituição que nós sempre defendemos — disse o arcebispo de Maringá. — Não podemos concordar que aí exista uma união matrimonial, porque não existe uma união sacramental entre duas pessoas do mesmo sexo.

Para o bispo de Nova Friburgo (RJ), dom Edney Gouvêa Mattoso, é preciso que haja discernimento entre o que é “união civil” e “casamento”, já que a Igreja Católica condena o casamento entre homossexuais, não a união civil:

— Uma coisa é união civil, outra é casamento. A Igreja se posiciona contrária à questão do casamento. O casamento, do ponto de vista religioso, é um sacramento e tem suas orientações próprias. Agora, o direito de duas pessoas de conviver e constituir um patrimônio, com herança, penso que é consenso. Mas essa união não pode ser chamada de casamento.”

(O Globo)

Delúbio Soares ganhará churrasco e poderá disputar a Prefeitura de Buriti

“Não terá a bênção do pároco Ricardo Paixão, mas será no Ginásio do Centro de Catequese da Paróquia Nossa Senhora Abadia, em Buriti Alegre (GO), que o ex-tesoureiro Delúbio Soares comemorará amanhã com grande festança sua redenção no seio do PT.

A vaca e os porcos que serão sacrificados para o churrasco organizado pelo prefeito João Alfredo Mello Neto (PT) e pelo diretório municipal do PT já estão reservados. O evento em que Delúbio poderá sair como candidato a prefeito da cidade começa às 11h, sem hora para acabar.

Mas o maior evento político, em que Delúbio marcará o reencontro com a militância que poderá lhe ajudar a realizar seu “sonho”, está marcado para o dia 26 de maio, em Goiânia.

Os organizadores querem juntar cerca de 500 pessoas entre políticos, artistas e líderes locais. O pintor goiano Guto vai registrar o momento pintando, no local, um óleo sobre tela com a imagem de Delúbio.

O amigo e ex-presidente do PT de Goiânia Ivanor Florêncio Mendonça disse ontem que a ideia era fazer amanhã, em Buriti Alegre, cidade natal de Delúbio, uma festa mais restrita. E só depois o festão em Goiânia. Mas, como saíram notas nos jornais do estado, reconhece que não vão conseguir fazer uma festinha pequena .

— Vai muita gente de Goiânia. Está todo mundo querendo ver o Delúbio, matar a saudade, abraçar, beijar o companheiro velho! — contou Ivanor, que é assessor especial do prefeito de Goiânia, Paulo Garcia.

Ele disse que os amigos que fundaram o PT junto com Delúbio entendem que, naquele momento do mensalão, em que Delúbio era tesoureiro do PT e coordenava as campanhas de Lula, ele acabou sendo obrigado a jogar o jogo que existia.

— Existia um jogo jogado na política brasileira que exigia que ele fizesse parte. Mas ele jogou aquele jogo não por desonestidade ou para ficar rico, mas porque precisava — defende Ivanor Florêncio.

Pelo que contam os goianos, o projeto de Delúbio pode passar pela prefeitura de Buriti Alegre em 2012, para chegar à Câmara Federal em 2014 e depois ao Senado. O ato de amanhã pode ser de lançamento à prefeitura:

— Só o nome Delúbio, sem estar na disputa, já causa arrepios na oposição. Graças a Deus, agora ele não é mais um fantasma. Já que o PT o aceitou de volta, pode abrir a camisa e mostrar o peito, cair matando, sem medo de errar. Eu conheço o sonho do Delúbio, e ele tem que estar na mídia. Se conseguir um cargo em 2012, o caminho fica mais curto — avalia o prefeito João Alfredo, a quem Delúbio pode suceder ano que vem.”

(O Globo/Charge Clayton)

Maria do Rosário cumpre agenda em Fortaleza

A Secretária de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário, cumprirá agenda nesta sexta-feira em Fortaleza. Às 14 horas, ela visitará o Palácio da Abolição, onde será recepcionada pelo Chefe do Gabinete do Governo, Ivo Gomes, e peloo coordenador de Políticas de Direitos Humanos do Estado do Ceará, Marcelo Uchoa, já que o governador Cid Gomes se encontrará com o Governo Itinerante na Região do Cariri.

No mesmo dia, às 15h30min , a ministra dará palestra numa audiência pública na Assembleía Legislativa do Ceará, onde apresentará um balanço das políticas de direitos humanos do Governo Federal. A audiência é uma iniciativa conjunta da Coordenadora Estadual de Direitos Humanos e da Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Ceará, que tem como presidente a deputada estadual Eliane Novais, autora do requerimento desse encontro.

EXPOSIÇÃO

Na ocasião, será aberta a exposição “Não tens epitáfio, pois és bandeira. Rubens Paiva, desaparecido desde 1971”, no hall principal da Assembléia Legislativa. A mostra apresenta cerca de 200 fotografias (cor/p&b) e documentos sobre a vida, prisão e o desaparecimento do ex-deputado federal Rubens Paiva (Santos, SP, 1929 – RJ, 1971), durante o período da Ditadura Militar (1964 – 1985). Esta exposição foi concebida dentro do Programa Direito à Memória e à Verdade da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da Republica.

Maioria do STF garante união civil de homossexuais

“A união estável de homossexuais já tem maioria no STF (Supremo Tribunal Federal). Na continuidade do julgamento nesta quinta-feira (5), seis ministros acompanharam o relatório favorável à iniciativa, escrito por Carlos Ayres Britto, somando sete votos. Há 11 ministros na Corte. Luiz Fux, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes e Ellen Gracie foram a favor da causa –não houve nenhum voto contra a iniciativa até o momento.
 
Ainda votarão os ministros Celso de Mello, Marco Aurélio de Mello e o presidente da Corte, Cezar Peluso. Na primeira parte da sessão, antes do recesso por volta das 16h30, José Antônio Dias Tóffoli esteve ausente. Os ministros ainda podem mudar de voto até o fim da sessão, mas até agora nada indica que isso acontecerá.”

(Portal Uol)

Entidades estudantis apresentam 59 sugestões de emendas ao Plano Nacional de Educação

“Estudantes da UNE, União Nacional dos Estudantes, e da Ubes, União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, vieram à Câmara dos Deputados nesta quarta-feira apresentar 59 sugestões de emendas ao Plano Nacional de Educação 2011-2020, que está em discussão na Casa.

As propostas dos estudantes foram entregues aos deputados da Comissão de Educação e Cultura e da Comissão Especial que debate o Plano Nacional de Educação, e também para o presidente da Câmara, deputado Marco Maia. Para o presidente da Ubes, Yan Evanovick, a principal sugestão das entidades estudantis é a que aumenta a obrigação de investimento na educação.

“Pra construir mais escolas, pra qualificar professor, pra estruturar as escolas, pra dar uma melhor remuneração para os profissionais da educação isso perpassa fundalmentalmente pela quantidade de recursos que a educação tem. Hoje o Brasil investe menos de 5% do seu PIB em educação, e nós achamos que existe a necessidade de investir mais. A gente defende que seja 10%.”

Esses 10% do PIB, Produto Interno Bruto, ou seja, de todas as riquezas produzidas pelo país, representam cerca de R$ 367 bilhões ao ano a serem investidos na educação. Isso equivale a R$ 110 bilhões a mais do que o Governo prevê, se considerados os valores do PIB do ano passado. Para conseguir todo esse dinheiro, os estudantes sugerem que metade do que for arrecadado pelo Fundo Social do Pré-Sal seja destinado à educação.

O presidente da Comissão Especial do Plano Nacional de Educação, deputado Gastão Vieira, do PMDB maranhense, acredita que o ponto central da discussão sobre o projeto na Câmara será como financiar a melhoria do ensino.

“Acho que essa provocação dos estudantes é muito bem-vinda. Existem outros setores da sociedade brasileira que acham que nós devemos realmente aumentar esse percentual e usam uma expressão que eu gosto muito: ´devemos ser ousados´ na questão educacional, e acho até que esse tema (o financiamento) vai dominar as discussões da comissão (especial).”

O deputado Gastão Vieira destaca que a primeira audiência pública que tratará do Plano Nacional de Educação será na próxima quarta-feira. Ele explica que para que as sugestões dos estudantes sejam incorporadas à discussão, é preciso que algum deputado as apresente formalmente como suas. Segundo os representantes da UNE e da Ubes, alguns parlamentares já se comprometeram em fazer isso, como as deputadas Fátima Bezerra, do PT do Rio Grande do Norte, Alice Portugal, do PCdoB baiano, e o deputado Paulo Rubens Santiago, do PDT pernambucano.”

(Agência Senado)

"O Homem que engarrafa nuvens" disputa 4 prêmios da Academia Brasileira de Cinema

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=IgxYcpwMhX8[/youtube]

Quem informa é Pedro Alvarez, um dos produtores do filme:

“Nosso filme “O Homem Que Engarrafava Nuvens”, que conta a vida e a obra de Humberto Teixeira, cearense de Iguatu e que foi parceiro de Luiiz Gonzaga, está concorrendo a quatro prêmios, inclusive o do Júri Popular, na Academia Brasileira de Cinema. Nesse quesito, todos podem votar. Vote conosco. É só copiar o link abaixo, colocar em um e-mail e passar adiante… 
 
http://academiabrasileiradecinema.com.br/gp2011/votacao

UFC oferece 12 vagas para professor efetivo

A Universidade Federal do Ceará está com inscrições abertas para concurso público de professor efetivo. São 12 vagas distribuídas entre os campi de Fortaleza e Cariri. Seguem-se detalhes dos editais.

Edital n° 111/2011 – Centro de Ciências Agrárias – Departamento Engenharia de Pesca (fones: 85-3366.9722 / 3366.9420): setor de estudo Tecnologia do Pescado/Tecnologia do Frio e do Calor, com regime de trabalho de 40h semanais e Dedicação Exclusiva, uma vaga.

Edital n° 112/2011 – Faculdade de Educação – Departamento de Teoria e Prática do Ensino (fones: 85 3366.7675 / 3366.7677): uma vaga para o setor de estudo Ensino de Língua Portuguesa nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (40h/DE – 1).

Nos dois casos, as vagas são para professor adjunto, exigindo do candidato o título de Doutor. As inscrições vão até 31 de maio. A taxa de inscrição é de R$ 183,00 e a remuneração, de R$ 7.333,67.

Edital n° 117/2011 – Campus do Cariri (fone/fax: 88 3572.7200 / 3572.7201). Setor de estudo: Construção Civil. A vaga é para professor assistente, exigindo-se o título de mestre. As inscrições ficam abertas até 2 de junho. A taxa de inscrição é de R$ 116,00 e a remuneração, R$ 4.651,59.

Edital n° 118/2011 – Centro de Ciências. Cinco vagas no Departamento de Física (fone/fax: 85-3366.9903 / 3366.9483 / 3366.9450). Setores de estudo: Síntese e Caracterização de Nanomateriais (40 h/DE – 1), Modelagem e Simulação Computacional em Sistemas Semicondutores de Baixa Dimensionalidade (40 h/DE – 1) e Física Computacional para Dinâmica de Fragmentação e Sistemas Granulares (40 h/DE – 1); Departamento de Geologia (fone/fax: 85 3366.9867 / 3366.9874). Setor de estudo: Geoquímica (40 h/DE – 1); Centro de Ciências Agrárias. Departamento de Zootecnia (fone/fax: 85 3366.9703 / 3366.9694). Setor de estudo: Produção de Ruminantes: Ovinocaprinocultura (40 h/DE – 1).

As vagas são para professor adjunto, devendo o candidato ter título de doutor. As inscrições vão até 2 de junho. A taxa de inscrição R$ 183,00 e a remuneração, de R$ 7.333,67.

Edital N° 119/2011 – Centro de Tecnologia – Departamento de Engenharia de Transportes (fone/fax: 85 3366.9488). Setor de estudo: Planejamento e Operação de Sistemas de Transportes (40h/DE – 1); Faculdade de Educação – Departamento de Estudos Especializados (fone: 85 3366.7673). Setor de estudo Movimentos Sociais, Educação Popular e Escola: Educação de Jovens e Adultos e Educação no Campo (40h/DE – 1); e Departamento de Fundamentos da Educação (fone/fax: 85 3366.7676 / 3366.7677). Setor de estudo: Antropologia Da Educação (40h/DE – 1). Faculdade de Medicina – Departamento de Saúde Comunitária (fones: 85 3366.8044 / 3366.8050). Setor de estudo: Pesquisa Qualitativa em Saúde Coletiva (40 h/DE – 1).

Esse edital é referente ao concurso para professor titular, para o qual é exigido título de doutor ou livre docente com pelo menos 10 anos. As inscrições vão até o dia 4 de julho. A taxa é de R$ 293,00 e o salário: R$ 11.755,05.

SERVIÇO

Os editais, na íntegra, estão no endereço www.srh.ufc.br/editais.htm.

(Site da UFC)

MPF – Belo Monte está cheia de irregularidades

65 2

“A polêmica sobre a usina hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, foi a tônica da audiência pública que o Senado realizou, nesta quinta-feira, na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH). Ali, o procurador da República no Pará, Bruno Soares Valente, afirmou que “a posição do Ministério Público é bem clara: a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, está sendo conduzida de forma errada, com a prática de uma série de irregularidades”. Ele informou que já foram ajuizadas, desde 2001, dez ações civis públicas contra o empreendimento.

– Da forma como está sendo feita, essa iniciativa não pode ter continuidade – declarou ele.

Bruno Soares também disse que, para esse tipo de empreendimento, é preciso “dotar os municípios envolvidos de infraestrutura urbana que os prepare para receber o fluxo migratório de trabalhadores decorrente dos novos empregos”.

– Sem a estrutura adequada, coloca-se em risco esses locais – alertou ele.

Também presente na audiência, a procurada de Justiça Maria da Graça Azevedo Silva apresentou argumentos semelhantes e disse que é necessário defender o meio ambiente e os direitos sociais das populações locais. Ao reiterar que as ações civis públicas em relação a Belo Monte vêm sendo ajuizadas há dez anos (desde 2001, quando o presidente era Fernando Henrique Cardoso), ela ressaltou que tais ações não se opõem a um presidente específico.

A audiência pública foi solicitada pela senadora Marinor Brito (PSOL-PA) e contou com a presença dos senadores Paulo Paim (PT-RS), presidente da CDH, Ana Rita (PT-ES), Vicentinho Alves (PR-TO) e Marta Suplicy (PT-SP), além de vários representantes de comunidades indígenas.”

(Com Agência Senado)

VEJA.com lança Blog sobre discos, shows e livros

“Os leitores de VEJA.com terão acesso a mais uma novidade. Já está no ar o VEJA Imperdível, um blog diferenciado produzido especialmente pela redação do site da terceira maior revista de informação semanal do mundo que, minuciosamente, recomenda as melhores e mais quentes novidades do mundo de variedades e cultura.  

VEJA Imperdível revela quais são os discos, filmes, livros, shows, entre outras atrações culturais que não podem passar em branco. Leitores poderão ainda conferir detalhes das novidades como datas e todas as informações sobre os lançamentos numa rápida e interessante sinopse. E ainda terão a opção de criar uma lista de favoritos e deixar comentários sobre o que acharam e aproveitaram.

(Assessoria de Imprensa Veja)