Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Corpo de José Alencar será velado em Brasília e Minas

“O corpo do ex-vice-presidente José Alencar será velado em Brasília e Minas Gerais. O político morreu às 14h41min desta terça-feira, aos 79 anos, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, vítima de câncer. Ele foi internado ontem com quadro de suboclusão intestinal. O Planalto confirmou a chegada do corpo do ex-vice-presidente a Brasília nesta quarta-feira, por volta das 9h15. O corpo sai de São Paulo às 7 horas em um voo da FAB (Força Aérea Brasileira).

Na Base Aérea de Brasília será realizada uma cerimônia com honras fúnebres com a presença do presidente em exercício, Michel Temer, e os presidentes do Senado, José Sarney (PMDB-AP), da Câmara, Marco Maia (PT-RS), e do STF (Supremo Tribunal Federal), Cezar Peluso. O cortejo fúnebre passará pela cidade em carro de bombeiros até o Palácio do Planalto.

Por volta das 10h30 está programado o início do velório reservado para autoridades. Mais tarde, o velório será aberto ao público. A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva devem chegar por volta das 17h de amanhã de Portugal. Em Belo Horizonte, o velório será na quinta-feira, das 8h30 às 13h, no Palácio da Liberdade. O governador de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), decretou sete dias de luto oficial no Estado pela morte de Alencar. O horário e local do enterro ainda não foram confirmados.

Arnaldo Santos lança "Impeachment" em Brasília

O jornalista e radialista Arnaldo Santos lançará nesta quarta-feira, às 19 horas, na Casa do Ceará, em Brasília, seu livro “Impeachment”. Editado pela Cia das Letras, a publicação faz uma radiografia do período em que o ex-presidente Fernando Collor foi cassado.

Segundo Arnaldo Santos, um convite foi endereçado para o gabinete do senador Collor de Mello que avisou estar disposto a prestigiar o lançamento.

Dilma convoca ministros para velório de Alencar

“A presidente Dilma Rousseff comunicou aos seus ministros que cancelem todas as viagens para participar, nesta quarta-feira, do velório do ex-vice-presidente José Alencar. Ela solicitou a convocação de Portugal, onde está para a homenagem ao seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, na Universidade de Coimbra.

Os ministros participam do início do velório em Brasília, marcado para as 10h no Palácio do Planalto. Como Dilma não estará no Brasil – sua chegada está prevista para o fim da tarde– as honras serão comandadas pelo presidente em exercício, Michel Temer. Alencar morreu às 14h41 desta terça-feira, aos 79 anos, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, vítima de câncer. Ele foi internado ontem com quadro de suboclusão intestinal.”

(Folha.com)

Lula dedica prêmio a Alencar e diz que os dois eram como irmãos

Lula não contém a emoção.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou nesta terça-feira a morte do ex-vice-presidente da República José Alencar ao afirmar que seu otimismo causava inveja. “É um momento de muita dor e muito sofrimento. Vocês que acompanharam o nosso mandato, da Dilma como ministra, do José Alencar como vice, vocês sabem que a relação nossa era mais que a relação de um vice com um presidente. Era uma relação de companheiros. Eu falava com ele praticamente toda semana. Visitava ele. O otimismo dele era uma coisa que

Lula disse ter falado com Alencar antes de viajar a Portugal. “Eu, antes de vir para cá, liguei para ele do carro. Ele falou que estava bem, que estava em casa. Ele sabia que do ponto de vista clínico ele não tinha muita expectativa, mas como ele era uma homem de fé. Ele tinha esperança que a fé em Deus iria ajudá-lo. Depois que cheguei aqui, liguei

O ex-presidente afirmou ainda que Alencar foi um homem de uma “dimensão extraordinária”. “Eu, aos 65 anos, conheço poucos seres humanos que têm a alma, a bondade do José Alencar. Eu cheguei a dizer que não acreditava que existisse no mundo um presidente com um vice como ele. Ele assumiu a presidência mais de oito meses. Ele nunca, nunca teve uma divergência comigo. Éramos como dois irmãos, pai e filho. A gente funcionava como se fôssemos uma orquestra. A gente brincava. A gente falava sério. Eu acho que o Brasil perde um homem excepcional.”

(Folha.com)

Reforma Política – Senado aprova voto no partido e não mais no candidato

80 1

“A Comissão de Reforma Política do Senado aprovou nesta terça-feira, por 9 votos a 7, a adoção de listas fechadas no sistema eleitoral brasileiro. Se a proposta for aprovada pelos plenários da Câmara e do Senado, os eleitores vão passar a votar nos partidos políticos, e não mais nos candidatos.

Pelo modelo, cada partido elabora uma lista com os seus indicados que vão ocupar as vagas obtidas nas eleições proporcionais –de deputado federal, estadual e vereadores. O número de eleitos depende da quantidade de votos recebidos por cada legenda no pleito.

A comissão manteve o atual sistema proporcional ao derrotar a adoção do distrital –que prevê a divisão das eleições por distritos no país. Como não houve consenso na semana passada, desta vez os senadores votaram nos três sistemas eleitorais que tiveram apoio da maioria dos integrantes da comissão.

A proposta representa uma vitória do PT, que defendeu o sistema durante as discussões na comissão. “Vamos levar essa proposta ao plenário para defendê-la. A nossa expectativa é fazer um trabalho de convencimento porque fortalece os partidos, e o voto fica partidário”, disse o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE).

O PSDB se absteve na votação, depois de defender a aprovação do voto distrital com listas fechadas. “A nossa expectativa era que, não havendo maioria, poderia se abrir espaço para um novo entendimento”, disse o senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Os petistas rebateram as críticas de que as listas podem favorecer candidatos com maior trânsito no partido, ou mesmo aqueles com maior influência política. “A nossa ideia é que o ordenamento da lista seja feito por lei, com a garantia da ocupação das vagas por minorias, mulheres”, afirmou Costa.

IMPASSE

Além do proporcional com listas fechadas, que acabou aprovado, foram derrotados o voto distrital misto com listas fechadas e o chamado “distritão”.

No primeiro, parte dos deputados seria eleita pelo voto proporcional e outra pelo voto majoritário. Já no chamado “distritão” os Estados e o Distrito Federal são transformados em distritos, com a eleição de seus representantes pelo voto majoritário.

Favorável ao “distritão”, o presidente da comissão, senador Francisco Dornelles (PP-RJ), disse acreditar que o sistema aprovado será derrotado na votação do plenário do Senado.

“Não existe obrigação do plenário ratificar a decisão. Eu acho que a votação proporcional com lista retira do eleitor o direito de escolher o seu candidato. É o pior [modelo] possível”, afirmou Dornelles.”

(Folha.com)

Cid vê José Alencar como exemplo de tenacidade e fé

O adeus ao guerreiro.

A Assessoria de Imprensa do Palácio da Abolição enviou para o Blog nota em que o governador Cid Gomes (PSB)  lamenta a morte do ex-vice-presidente da República, José Alencar. Confira:

O Governo do Estado do Ceará e todo o povo cearense recebem com profundo pesar a notícia da morte do ex-Vice-Presidente José Alencar. Político honrado, mestre da coragem e da serenidade, José Alencar prestou ao País uma contribuição imensurável, apoiando o Presidente Lula, durante os dois mandatos, na cruzada pela redenção econômica e erradicação da miséria.

Exemplo de tenacidade e fé, lutou bravamente pela vida, no que também ofereceu lições aos brasileiros.

O Brasil perde um dos seus políticos mais ilustres, pelo que externamos nossa dor e eterna saudade.

Palácio da Abolição,

Fortaleza, 29 de março de 2011.

DETALHE – Alencar morreu nesta tarde, em São Paulo, vítima de câncer e falência múltipla dos órgãos.

Tasso: José Alencar deixa exemplo de "coragem e espírito de luta"

O adeus do guerreiro.

Eis nota em que o empresário e ex-senador Tasso Jereissati lamenta a morte do ex-vice-presidente da República, José Alencar. Confira:

A lição que o ex-vice-presidente José Alencar deixa para todos nós, além do seu histórico de empresário e homem público, foi a demonstração de uma fé extraordinária diante das adversidades. Todo o país, tocado de muita emoção, acompanhou o seu sofrimento e recolhe dele esse exemplo de coragem, de uma espírito de luta nos grande embates da vida, sobretudo pela recuperação da saúde. Seu esforço não foi em vão, porque ele nos deixa essa comovente história.

Tasso Jereissati

Empresário e ex-senador.

Para senadores, um José Alencar obstinado, honrado e de coragem

O adeus do guerreiro.

Eis a repercussão da morte do ex-vice-presidente da República, José Alencar, entre alguns outros senadores:

Aécio Neves (PSDB-MG): “Alencar foi um gerreiro em todos os sentidos”. ” Ele tinha caracteristicas raras em um político, pois foi um empreendedor e um obstinado. tinha uma vontade de viver que emocionou a todos. Sérgio Guerra

Sérgio Guerra (PSDB-PE): “Foi com muito pesar que recebi a informação do falecimento de José Alencar. Ele era um brasileiro dos melhores, honrado, que hoje nos deixa e certamente fará muita falta”.

Álvaro Dias (PSDB-PR): “Nessa hora não importa saber se é oposição ou governo. Alencar foi um exemplo de coragem, no enfretamento dessa doença. ”

Paulo Teixeira (PT-SP): “Ele acreditou em um projeto e somou. Alencar ajudou a administrar o país por oito anos”

DETALHE – O senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) pediu a José Sarney a realização de uma sessão solene para homenagear José Alencar.

Pimentel destaca o "José Alencar determinado e de coragem"

O senador José Pimentel (PT) mandou para o Blog nota sobre a morte do ex-vice-presidente José Alencar. Confira: 

“O Brasil perde um grande político e empreendedor. Tive o privilégio de conviver com José Alencar no exercício da vice-presidência: homem simples, íntegro, determinado e de coragem. Cumpriu sua missão com muita dignidade.

Sempre que discutimos os temas relacionados à micro e pequena empresa, tive o cuidado de ouvir os seus ensinamentos. José Alencar começou muito pequeno e se consolidou como um dos maiores empresários do Brasil, tendo como seu maior patrimônio os trabalhadores de suas empresas.

Nessa hora em que Deus o chama, manifesto o meu respeito a esse grande brasileiro.

José Pimentel,

Senador.

Eunício: Alencar se constituiu em uma reserva moral e de humildade

O senador Eunício Oliveira (PMDB) mandou nota para o Blog lamentando a morte do ex-vice-presidente José Alencar. Para Eunício, Alencar se constituiu em uma reserva de moral e humildade para o país.

O parlamentar destacou sua ousadia como político e empresário na defesa dos interesses da livre iniciativa e do empreendedorismo.

“José Alencar, sem dúvida, se constitui numa reserva moral para nosso povo. Pelo seu exemplo de homem, de ser humano, de político, de lutador e de guerreiro é que nós lhe agradecemos”, acrescentou.

(Foto – Assessoria do senador)

DETALHE – José Alencar morreu na tarde desta terça-feira, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, vítima de câncer e de falência múltipla dos órgãos.

Morte de José Alencar repercute no twitter

A morte do ex-vice presidente José Alencar, ocorrida na tarde desta terça-feira, gerou clima de comoção em muitos políticos e também gente do meio artístico nacional. Nas redes sociais houve repercussão, sobretudo no Twitter. Ele morreu vítima de câncer e de falencia múltipla dos órgãos, em São Paulo.

O nome de José Alencar entrou no Trending Topics do Twitter em poucos minutos e lidera as menções no microblog. Eis alguns depoimentos:

Marcelo Tas (@MarceloTas)
“José Alencar se foi. Vamos aprender com ele: coragem e vontade de viver.”

Romero Jucá (@senromerojuca)
“Morreu José de Alencar – grande guerreiro e exemplo para todos. Meus pêsames à todos familiares e amigos”

Serginho Groisman (@oserginho)
“José Alencar será lembrado não por sua batalha contra a morte, mas por sua batalha pela vida”

A última homenagem a José Alencar em Fortaleza

Eis a foto da solenidade em que o ex-vice-presidente José Alencar, que morreu nesta tarde de terça-feira, em São Paulo, vítima de câncer e falência multipla de órgãos, recebia, no dia 30 de novembro de 2009, na Câmara Municipal, seu título de cidadão de Fortaleza.

A proposta foi do vereador Gelson Ferraz, do mesmo partido de Alencar, o PRB.

No ato, o então presidente da Câmara, Salmito Filho (PT), tendo ao lado o governador Cid Gomes (PSB). Gelson Ferraz lamentou a morte de Alencar, a quem considerava um guerreiro e exemplo de político, segundo sua assessoria.

(Foto – André Lima)

José Alencar era cidadão de Fortaleza

62 1

José Alencar, que morreu nesta tarde de terça-feira, em São Paulo, vítima de câncer e falência múltiplas de órgãos, era cidadão de Fortaleza. Ele aqui esteve no dia 30 de novembro de 2009 na Câmara Municipal e recebeu o título.

No mesmo dia, abriu encontro da Frente Nacional dos Prefeitos e o 15º Encontro Nacional de Empreendedorismo na Juventude e o 2º Congresso Iberoamericano de Jovens Empresários.

Por aqui, deixou a imagem de homem simples, alegre e um bom exemplo para as nova gerações.

Morre ex-vice-presidente José Alencar

O adeus do guerreiro.

“O ex-vice-presidente da República José Alencar morreu nesta terça (29), às 14h45, por falência múltipla de órgãos, aos 79 anos, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. O político mineiro lutava contra um câncer na região do abdômen.

Na última das várias internações, Alencar estava desde segunda (28) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com quadro de suboclusão intestinal.

O ex-vice-presidente lutava contra o câncer havia 13 anos, mas nos últimos meses, a situação se complicou.

Após passar 33 dias internado – inclusive no Natal e no Ano Novo –, o ex-vice-presidente havia deixado o hospital no último dia 25 de janeiro para ser um dos homenageados no aniversário de São Paulo.

A internação tinha sido motivada pelas sucessivas hemorragias e pela necessidade de tratamento do câncer no abdômen. No dia 26 de janeiro, recebeu autorização da equipe médica do hospital para permanecer em casa. No entanto, acabou voltando ao hospital dias depois.”

(Portal G1- Foto – Uol)

* Clique aqui e veja um perfil de José Alencar.

Após criticar caixa vazio, Tarso Genro cria 500 novos cargos no RS

62 2

Em menos de três meses no poder, o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), já criou mais de 500 novos cargos na estrutura administrativa do Estado.

Desses, 330 são cargos de confiança, cuja nomeação é feita sem concurso ou, em caso de funcionário já concursado, com gratificação extra. Outros 208 ainda serão preenchidos por concursados no futuro.

(Folha.com)

Procuradores conhecem ações do Ceará no combate a fraudes no seguro-desemprego

“Procuradores do Trabalho de todo o País participarão, nesta quarta e quinta-feira, em Fortaleza, do curso de aperfeiçoamento “Trabalho na Pesca”, promovido pela Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU). O evento servirá para que seja repassada também a experiência do Ceará no combate às fraudes no seguro-defeso. O curso presencial terá 12 horas-aula e será realizado no auditório do MPT cearense (Bairro Aldeota).

“Será uma oportunidade valiosa de nos atualizarmos sobre temas importantes que se referem à atividade pesqueira e de trocarmos experiências desenvolvidas no âmbito do MPT e de instituições parceiras como as que serão representadas pelos facilitadores convidados”, avalia o procurador-chefe do MPT no Ceará e titular da Conatpa no Estado, Nicodemos Fabrício Maia.

Entre os facilitadores convidados para ministrar o curso estão o diretor do Departamento de Pesca e Apicultura do Ministério da Pesca, Sebastião Saldanha Neto, o auditor fiscal do Trabalho Marcelino Rodrigues Mendes e a coordenadora do seguro-desemprego do Sistema Nacional de Emprego (Sine)/Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), Júlia Torres Colares. Eles abordarão questões relativas à legislação do setor pesqueiro, fiscalização da atividade e aplicação da legislação, além do seguro desemprego pago a pescadores artesanais nos períodos de defeso da lagosta e da piracema. Os procuradores inscritos integram, como titulares e suplentes, a Coordenadoria Nacional de Trabalho Portuário e Aquaviário (Conatpa), do MPT.”

 (Com MPT-CE)

UVC apresentará no Congresso propostas para a Reforma Política

O presidente reeleito da União dos Vereadores do Ceará (UVC), Deuzinho Filho (PMN-Caucaia), seguiu, nas últimas horas, para Brasília. Ali, ele fará a entrega, nesta manhã de terça-feira, de um documento com propostas para a Reforma Política. O documento foi resultado de seminário promovido pela entidade semana passada e que reuniu a maioria dos vereadores no auditório do Conselho Regional de Contabilidade. Receberão o documento os presidentes do Senado, José Sarney (PMDBN-AP) e da Cãmara dos Deputados, Marco Maia (PT-PR).

Com Deuzinho Filho, estará s seguinte comissão formada por vereadores de Fortaleza: Walter Cavalcante (PHS), Luciran Girão (PSL), Antônio Henrique (PTC) e Doutor Ciro (PV). Ainda conforme o dirigente da UVC, o documento dos vereadores cearenses apresenta as seguintes sugestões sobre Reforma Política:

1. Unificação das comissões da Câmara e do Senado que tratam do assunto;

2. Mandato de 5 anos para o Executivo;

3. Fim da reeleição para o executivo;

4. Eleição majoritária para o Legislativo – quem tem mais voto entra;

5. Instituição de sistema misto de financiamento de campanha – 40% de dinheiro público, 40% de doações e 20% de recursos próprios;

6. Eleição direta para suplente de senador;

7. Instituição de janela para desfiliações partidárias.

Lula apoia posição do Brasil na defesa dos direitos humanos no Irã

“O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou em Lisboa que é favorável ao envio de um relator da ONU para investigar a condição dos direitos humanos no Irã. “Eu sou favorável a que tenha um relator. Acho que foi correto o voto do Brasil. Tem que ter um relator que vá ao Irã investigar. O relator não é obrigado a concordar com as acusações feitas por outros países, mas você não pode impedir que vá alguém investigar se há ou não atrocidades contra os direitos humanos”, disse o ex-presidente em entrevista à BBC Brasil e ao jornal Valor Econômico, em Portugal.

Na última quinta-feira, o Brasil votou no Conselho de Direitos Humanos da ONU a favor da nomeação de um relator para investigar a situação dos direitos humanos no Irã. O gesto foi considerado uma mudança na postura do Brasil em relação às frequentes abstenções no governo Lula.

Prêmios

Em Lisboa, Lula vai receber o Prêmio Norte-Sul, do Conselho da Europa, e na quarta-feira se tornará doutor honoris causa pela Universidade de Coimbra. Questionado sobre o que o Brasil pode fazer para ajudar Portugal, que tem sofrido instabilidades políticas e econômicas, Lula afirmou: “Isso é uma coisa que a presidenta Dilma vai discutir com o presidente Cavaco Silva e com o primeiro-ministro (José) Sócrates. Eu, particularmente, acho que a retomada das relações entre Brasil e Portugal, o trabalho conjunto que nós possamos fazer com os países africanos, os investimentos das empresas brasileiras em Portugal, até para que a gente possa entrar nos mercados europeus, é muito importante. Acho que este é um momento muito importante para fortalecer as relações entre Brasil e Portugal”.

Lula atribuiu a crise econômica na Europa à crença de que o “mercado poderia resolver todos os problemas”. “É preciso rever o desenvolvimento da Europa, sem que as pessoas abram mão das conquistas sociais que adquiriram nos últimos 40 anos”, afirmou. Sobre as revoltas no Oriente Médio e no norte da África, disse que as transformações vêm sendo provocadas pela juventude: “É uma sede de democracia que bateu na juventude. O que aconteceu com a juventude é que eles queriam dignidade, queriam ter esperança outra vez. Eu acho que a democracia é isto, você permitir que as pessoas participem das decisões, que as pessoas tenham alternância de poder. Isto resulta num benefício importante para o mundo e para o Oriente Médio”.

Brasil

A respeito da ameaça de volta da inflação no Brasil, o ex-presidente afirmou que o país vive uma situação melhor do que os outros países. “Acho que se tem um país que não tem problemas é o Brasil. O Brasil continua crescendo, a inflação está controlada e vai ser controlada, não há nenhuma perspectiva de a inflação voltar. Eu tenho lido e ouvido pronunciamentos da presidenta Dilma de que ela fará todo o esforço possível para não permitir a volta da inflação, porque ela sabe que a volta da inflação significa prejuízo aos trabalhadores que vivem de salário”.

Lula explicou por que não foi ao jantar com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em que estiveram os outros ex-presidentes, durante a visita do americano ao Brasil. “Foi por uma razão muito simples. Fazia apenas dois meses e meio que eu tinha deixado a Presidência. Eu acho importante que o Fernando Henrique Cardoso tenha ido, que o Collor tenha ido, que o Itamar tenha ido, que tenha ido o Sarney como presidente do Senado. Agora eu, fazia apenas dois meses e meio que tinha saído da Presidência da República. Eu não poderia voltar ao Itamaraty, tinha que deixar passar um tempo. Senão seria eu competindo com a nossa presidenta”.

Lula negou que tenha divergências com a presidente Dilma. “Não há hipótese de haver divergência. Porque quando houver divergência, ela está certa”. Para o ex-presidente, a visita de Obama ficou abaixo das expectativas. “Eu esperava que ele anunciasse algumas coisas mais importantes, por exemplo que o Brasil deveria entrar no Conselho de Segurança da ONU, que ele reconhecesse e cumprisse a decisão da OMC (Organização Mundial do Comércio) em relação à questão do algodão, que ele diminuísse a taxação do etanol e mais ainda que ele retomasse as negociações da rodada de Doha, porque a rodada de Doha parou por causa das eleições nos Estados Unidos e na eleição da Índia. Porque somente o comércio é que vai criar condições para a melhoria da vida dos países mais pobres”.

Sobre seus planos para o futuro, ele disse que nas próximas semanas vai fazer conferências em vários países e, depois, retomará a militância no Brasil. “A partir da segunda quinzena de abril eu vou fazer uma agenda mais forte dentro do Brasil. Quero ajudar a fortalecer o PT, quero ajudar a fortalecer o movimento social, quero manter contato com o movimento sindical. Vou voltar à porta de fábrica em São Bernardo do Campo, porque eu apenas deixei de ser presidente da República, mas eu jamais serei um ex-militante político, um ex-militante sindical, um ex-militante social. Está na minha vida fazer isso e eu vou continuar fazendo porque é uma coisa que eu gosto e que eu preciso”.

 (Portal Terra)

Salários – Juízes federais paralisam as atividades no dia 27 de abril

85 1

“Os juízes federais vão fazer uma paralisação nacional de 24 horas, no dia 27 de abril, a fim de pressionar o Executivo e o Legislativo a aprovarem a revisão de 14,79% de seus vencimentos, constante do projeto de lei de iniciativa do Supremo Tribunal Federal que corrige, no mesmo percentual, o subsídio dos ministros do STF – hoje fixado em R$ 26.723 (teto do funcionalismo público). Além disso, os magistrados reivindicam simetria de direitos com o Ministério Público – como auxílio-alimentação e licença-prêmio.

De acordo com o presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Gabriel Wedy, no dia da greve de protesto – aprovada por 83% da classe – os juízes federais só vão atender a demandas de emergência, como despachos de medidas cautelares,  As audiências marcadas serão adiadas. Em 2000, uma paralisação semelhante chegou a ser marcada, mas acabou sendo suspensa na véspera, em virtude da retomada satisfatória de negociações.

Os juízes federais argumentam que não lutam por aumento, mas por reajuste dos subsídios, o que depende da aprovação do Projeto de Lei 7.749/2010, que reajusta de R$ 26.723 para R$ 30.675, a partir de 1º de janeiro, o subsídio-teto dos ministros do STF. A magistratura federal tem direito a 85% desse teto, conforme previsão constitucional.”

(JB Online)