Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Campus do Cariri com vaga para professor adjunto

Estão abertas, até o dia 2 de maio, as inscrições para concurso público de professor adjunto da Universidade Federal do Ceará, no Campus do Cariri. São duas vagas, ambas no regime de 40 horas semanais e com dedicação exclusiva. Uma é no setor de estudo Fisiologia/Bioquímica/Farmacologia e outra no de estudo Fisiologia/Biofísica/Imunologia/Biologia Molecular.

O candidato deve ter título de doutor e pode fazer a inscrição de forma presencial ou por procuração, na secretaria do Campus do Cariri (Rua Divino Salvador, 284 – Rosário – Barbalha – CE – fone (88) 3312.5000), nos dias úteis, no horário das 8 às 11 horas e das 14 às 17 horas.

SERVIÇO

A inscrição pode ser também via Sedex, desde que postada 24 horas antes da data final de inscrição e obedecendo às demais condições estabelecidas no Edital n° 130/2012, que pode ser acessado no endereço: www.srh.ufc.br.

(Site da UFC)

Governo anuncia aporte de R$ 45 bi para BNDES

“O governo anunciou o aporte de R$ 45 bilhões do Tesouro Nacional para o Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES) destinar mais recursos ao setor produtivo, incluindo o  Programa de Sustentação do Investimento (PSI). A proposta, segundo o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, é dar forte apoio ao investimento com ênfase na inovação.

Segundo o ministro da Fazenda, Guido Mantega, esse montante irá se juntar aos R$ 100 bilhões de recursos próprios que o BNDES já tem.

Para o setor de ônibus e caminhões, com produção nacional, as taxas de juros fixas caem de 10% ao ano para 7,7% ao ano. Ainda entre as mudanças está o prazo total do financiamento que vai passar de 96 meses para até 120 meses. Os juros do Procaminhoneiro caem de 7% ao ano para 5,5%. Para os ônibus híbridos, a taxa de 5% ao ano foi mantida.

No caso dos bens de capital, a taxa de juros para grande empresa, segundo Luciano Coutinho, cai de 8,7% para 7,3% ao ano. Para a micro, pequena e média empresa, a taxa de juros cai de 6,5% para 5% ao ano. O prazo total de financiamento foi mantido em 120 meses.

As exportações também tiveram medidas de estímulo. Entre elas, a ampliação do prazo total de financiamento de 24 para 36 meses.

O BNDES anunciou ainda medidas para estimular a inovação e aumentar a competitividade dos produtos brasileiros. O financiamento para inovação tecnológica foi mantido em 4% ao ano, mas os juros dos recursos para o Capital Inovador cairam de 5% ao ano para 4%. Os recursos para a Renovação da Produção caíram de 7% para 4%. O prazo de carência foi ampliado de 36 meses para 48 meses.

Foi anunciado ainda um subprograma, dentro do PSI, para projetos transformadores com valores disponíveis de R$ 8 bilhões. De acordo com o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, essa linha financiará novos projetos de investimentos destinados à construção de capacidade tecnológica e produtiva em setores responsáveis pela produção de bens importados que possam garantir ganhos de produtividade e qualidade. Para esses, a taxa de juros é de 5% ao ano, com prazo total de 144 meses e carência de até quatro anos.”

(Agência Brasil)

Banco Mundial apoia criação de instituição bancária de desenvolvimento do Brics

“O presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, disse hoje (3) que a instituição está disponível para trabalhar em conjunto com o futuro banco de desenvolvimento do Brics (grupo formado pelo Brasil, a Rússia, Índia, China e África do Sul). A decisão de criar o banco foi anunciada na semana passada, durante a quarta reunião do bloco, em Nova Delhi, na Índia.

“Trabalhamos com os bancos regionais de desenvolvimento e tenho parcerias com esses bancos”, disse Zoellick, no Fórum Boao, que debateu a integração econômica da Ásia, em Hainão, na China. “Por princípio, se os países do Brics pretendem desenvolver [o seu banco], nós trabalharemos com ele.”, acrescentou.

A ideia é que a nova instituição bancária seja uma espécie de alternativa ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional (FMI). Na semana passada, foi anunciada a criação de um grupo de trabalho, integrado por representantes de todos os países do Brics. O grupo deve definir os termos de referência, a estrutura do organismo, como será integralizado o capital e as práticas de comércio bilateral e multilateral.

A proposta do banco do Brics é estabelecer um mecanismo que permita o financiamento de projetos exclusivamente nos países em desenvolvimento. A ideia é que a presidência da instituição seja rotativa entre os cinco integrantes do Brics. Paralelamente, os líderes presentes aos debates deverão reiterar a defesa da ampliação do FMI. Apoiaram a criação do banco a presidenta Dilma Rousseff e os presidentes Dmitri Medvedev (Rússia), Hu Jintao (China) e Jacob Zuma (África do Sul), além do primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh.”

(Agência Lusa/Brasil)

O golpe de 1º de abril de 1964

Eis artigo do jornalista e radialista Messias Pontes. O título é “A verdade sobre o golpe de 1º de abril de 1964”. Messias tenta desmistificar a chamada Revolução de 64 e diz torcer logo pela implementação da Comissão da Verdade, que tentará elucidar crimes cometidos na época do regime militar. Confira:

Os democratas brasileiros estão empenhados na elucidação dos crimes cometidos pelos agentes do Estado – civis e militares – durante a ditadura militar (1º de abril de 1964/15 de março de 1985). Todos querem ver logo constituída a Comissão Nacional da Verdade, cuja lei foi sancionada pela presidenta Dilma Rousseff no dia 18 de novembro de 2011, em solenidade das mais concorridas no Palácio do Planalto, com a presença de ex-presos políticos e familiares de ex-presos e desaparecidos políticos.

A Comissão Nacional da Verdade vai procurar elucidar os crimes de sequestro, tortura, assassinato, ocultação de cadáveres, quem os praticou e quem ordenou. Organismos internacionais estão colocando o Brasil no banco dos réus porque ainda hoje não apurou e puniu esses covardes criminosos. Uma vergonha nacional, quando os países onde foram implantadas ditaduras militares no mesmo período já pediram perdão ao povo e puniram os torturadores e assassinos fadados.

Porém tão importante quanto esclarecer os crimes da ditadura é contar a verdadeira história do golpe militar. É preciso que se diga que o golpe não é um ato, mas um processo, e esse processo começou a ser gestado dez anos antes, ou seja, em 1954, quando tentaram derrubar o presidente Getúlio Vargas, acusando-o de corrupção e outras baboseiras mais. Porém Getúlio abortou o golpe dando um tiro no peito, causando uma grande comoção nacional, levando centenas de milhares de pessoas às ruas,  que amedrontou os golpistas e os fez recuar temporariamente.

Em 1962 e 1963, o IBAD – Instituto Brasileiro de Ação Democrática – investiu milhões de dólares financiando programas de rádio em todo o Brasil para falar mal do governo do presidente João Goulart; investiu outros milhões de dólares para eleger uma grande bancada de direita nas casas legislativas, alinhada incondicionalmente ao imperialismo norte-americano.

O embaixador dos Estados Unidos, Lincoln Gordon, mantinha estreita ligação com os setores mais reacionários, como a famigerada TFP – Tradição, Família e Propriedade -e os setores mais conservadores da igreja católica, e recentemente reconheceu que essa dinheirama toda era oriunda do Pentágono. Foram cinco milhões de dólares somente para financiar o golpe em 1964, conforme declarou.
O temor do então presidente norte-americano, John Kennedy, era que o Brasil, pela sua condição estratégica, desse uma guinada à esquerda. Ele temia principalmente a ascensão dos movimentos populares porque estes apoiavam as reformas de base propostas pelo presidente Jango, como as reformas urbana e agrária, da educação,  o voto do analfabeto, a nacionalização das refinarias de petróleo e a limitação em 10% da remessa de lucro das empresas estrangeiras.

É inadmissível que ainda hoje nos colégios e academias militares se ensinem que houve uma “revolução democrática” em 31 de março para “salvar o Brasil” do comunismo. Tudo isso é mentira, pois o golpe foi em 1º de abril e não teve nada de democrático, mas sim uma quartelada antidemocrática e antinacional orientada e financiada pelos Estados Unidos.

As viúvas da ditadura mentem desbragadamente quando afirmam que as Forças Armadas atenderam ao apelo do povo brasileiro. Mais de dois terços dos brasileiros apoiavam o governo de João Goulart, e apenas uma minoria reacionária e elitista, formada por grandes empresários e latifundiários, levada por uma massiva campanha da velha mídia conservadora, venal e golpista, financiada pelo imperialismo norte-americano, foi às ruas contra o presidente João Goulart, eleito democraticamente com extraordinária votação.
O ranço das oligarquias e de setores reacionários da Forças Armadas contra João Goulart remonta o início dos anos 1950 quando, ministro do Trabalho de Getúlio Vargas, em 1952 decretou aumento do salário mínimo de 100%. Insatisfeitos, setores do patronato bateram às portas dos quartéis e os coronéis fizeram grande pressão até que Getúlio exonerou Jango do Ministério, mas mesmo assim manteve o aumento do salário mínimo.

Quando da renúncia do presidente Jânio Quadros, em agosto de 1961, o vice João Goulart se encontrava em visita oficial à República Popular da China. Tão logo soube da renúncia de Jânio, Jango retornou imediatamente ao Brasil, porém os militares golpistas tentaram impedir o seu desembarque em território brasileiro e, consequentemente, a sua posse.

Governador do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola comandou uma resistência através da Cadeia da Legalidade – rede de emissoras de todo o País. Em Fortaleza, a retransmissão era feita pela Rádio Dragão do Mar do empresário e deputado federal nacionalista Moisés Pimentel. Uma manobra parlamentarista garantiu a posse de Jango. Contudo os golpistas continuaram tramando contra o governo democrático e popular até o golpe de Estado de 1º de abril de 1964. Há poucos dias do golpe uma frota naval norte-americana foi deslocada para a costa brasileira para entrar em ação se houvesse resistência dos setores militares fiéis ao governo.

Ao assumir a presidência da República, o marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, em seu discurso de posse jurou completar o restante do mandato de Jango e convocar eleição presidencial em 1965 e empossar o eleito em janeiro de 1966. Mais uma mentira, pois Castelo foi substituído pelo general Artur da Costa e Silva que, em 13 de dezembro de 1968 instalou o terrorismo de Estado com a edição do Ato Institucional nº 5 (AI-5).

Costa e Silva foi “adoecido” e em seu lugar assumiu uma junta das três Forças – Exército, Marinha e Aeronáutica – tendo à frente o general de Exército Emílio Garrastazu Médici, o mais sanguinário de todos eles. Este foi seguido pelo general Ernesto Geisel e por fim o general João Baptista Figueiredo cumpriu o último mandato militar, sendo substituído por um presidente civil, no caso José Sarney que era vice mas assumiu com a morte do presidente eleito no Colégio Eleitoral,  Tancredo Neves. Figueiredo deixou o Palácio do Planalto pelos fundos, não passando a faixa presidencial a Sarney.

A ditadura castrou toda uma geração , dando lugar ao terrorismo de Estado com a supressão das liberdades democráticas, cassação de mandatos populares, os sequestros, a tortura e morte de milhares de democratas. Ainda hoje mais de 150 famílias esperam pelo direito de dar uma sepultura digna aos seus ente queridos brutalmente assassinados e cujos corpos foram ocultados. Uma verdadeira tragédia nacional.

Esta é apenas uma parte da verdadeira história e que deve ser ensinada em todas as instituições educacionais do País, notadamente nos colégios e academias militares.

* Messias Pontes,

Jornalista e radialista.

Reitor da UFC integrará comitiva de Dilma Rousseff em visita aos EUA

O reitor da Universidade Federal do Ceará, Jesualdo Farias, vai integrar a comitiva que acompanhará a presidente Dilma Rousseff na viagem que ela iniciará, a partir do próximo sabado, aos Estados Unidos.

Jesualdo Farias atende a convite do Itamaraty, dentro de uma agenda que incluirá encontros de reitores brasileiros com instituições norte-americanas de nível superior.

A comitiva de Dilma cumprirá agenda nos EUA até o dai 11. A presidente terá encontro de negócios com o presidente Barak Obama.

Indústria brasileira registra alta de 1,3% na produção de janeiro para fevereiro

“A produção industrial brasileira cresceu 1,3% em fevereiro deste ano, em relação ao mês anterior. Em janeiro, havia sido registrada uma queda de 1,5%. Os dados foram divulgados hoje (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em relação a fevereiro de 2011, a produção industrial teve queda de 3,9%. Nos últimos 12 meses, o índice acumula redução de 1%. No acumulado do ano, a indústria caiu 3,4%.

(Agência Brasil)

Vivo cancela almoço

 

ATUALIZAÇÃO – ( 11h21min) – A Vivo cancelou essa coletiva. Informou, agora há pouco, para o Blog a assessoria de imprensa da empresa.

——————————————

A Vivo apresentará nesta terça-feira, durante almoço com a imprensa, no Restaurante Villa Alexandrini (Varjota), seu mais novo produto: o 3g Plus.

Trata-se de uma tecnologia intermediária para o sistema 4g, considerado um grande avanço na internet por ter alta velocidade.

Na ocasião, será apresentado o novo gerente regional da Vivo, no Ceará, Alberto Frantz.

CGU vai investigar ex-assessor de Alexandre Padilha

A Controladoria Geral da União (CGU) vai investigar o ex-assessor especial do Ministério da Saúde, Edson Pereira de Oliveira, que diz ter sofrido pressão de parlamentares para intermediar a indicação de dirigentes para os hospitais federais do Rio, conforme denúncia da revista “Veja”. A informaçãó é de reportagem do O Globo, adiantando que  CGU abriu sindicância nesse sentido.

Como Edson Pereira saiu do governo em dezembro de 2011, a investigação pode transformar a exoneração em destituição, deixando o ex-assessor impedido de assumir cargos na administração federal. Edson Pereira era próximo ao ministro Alexandre Padilha, que também pediu a abertura de inquérito à Polícia Federal.

Em entrevista à “Veja”, Oliveira admitiu que recebeu R$ 200 mil, por meio de laranjas, para quitar dívidas de campanha eleitoral na Bahia. Em troca, disse ele à revista, um grupo de parlamentares fluminenses o pressionou para comandar os hospitais federais, alvos de denúncias de desvio de verba. A própria CGU contabilizou prejuízo de R$ 124 milhões, de R$ 887 milhões fiscalizados. Dezenas de contratos foram cancelados.

Cristovam cobra da Câmara que conclua votação da ‘Lei da Palmada’

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) dirigiu apelo aos deputados federais para que concluam “o mais rápido possível” a tramitação do projeto de lei que proíbe os pais de aplicarem castigos corporais nos filhos (PL 7.672/2010 na Câmara).

O senador disse que o fato de o projeto ter recebido o apelido de “Lei da Palmada” dá margem a uma interpretação falsa que não justifica o pedido de alguns deputados para que a matéria, já aprovada em caráter terminativo em comissão especial da Câmara, seja apreciada também no Plenário daquela Casa. A nova etapa, se confirmada, adiaria o envio da matéria para exame do Senado.

Cristovam informou que 18 mil crianças foram vítimas de violência grave no Brasil em 2010. Segundo ele, o projeto, que altera o Estatuto da Criança e do Adolescente, busca apenas regulamentar o tratamento dado aos casos de violência.

Cristovam considerou até “brandas” as sanções previstas no projeto. De acordo com a gravidade do caso, é possível o encaminhamento do agressor a programa de apoio à família; a tratamento psicológico ou psiquiátrico; a curso; ou programas de orientação. A lei também estabelece a sanção de simples advertência.

– As penalidades não são graves o suficiente para evitar a aprovação da lei, de que o Brasil precisa desesperadamente – afirmou.

A violência doméstica, disse Cristovam, é a principal causa da existência de crianças na rua, o que leva à baixa aprendizagem e ao desajuste social. O senador reiterou que é “infundada” a preocupação dos deputados com o projeto e que não há risco de ninguém ser preso por ter dado um “puxão de orelha” no filho.

(Agência Senado)

Secretário do Desenvolvimento Agrário discute Sistema Único de Sanidade Animal em Brasília

O secretário do Desenvolvimento Agrário do Estado, Nelson Martins, viajou, na madrugada desta terça-feira, para, às 9 horas, em Brasília, participar de reunião ordinária do Conselho Nacional de Secretários de Agricultura (Conseagri). O encontro ocorrerá na sede do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA), em Brasília e será coordenado pelo ministro da Agricultura e Pecuária, Mendes Ribeiro Filho. A reunião debaterá o Sistema Único de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa), que será apresentado pelo secretário de Defesa Agropecuária, Enio Marques.

Também em discussão, o Seguro Rural.

O Conseagri é a entidade que congrega os secretários estaduais de agricultura de todo país. O atual presidente do Conselho é o secretário de agricultura da Bahia, Eduardo Salles. A tarde haverá reunião com o Ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas.

Diassis Martins – Os 10 mandamentos do amor

479 4

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=kNg3hqBicUk[/youtube]

O cantor Diassis Martins alcançou mais de 50 mil acessos na internet com seu sucesso “Os 10 mandamentos do amor”. Também está com agenda de shows cheia, que inclui eventos como a ExpoCrato 2012 e participação no projeto “Férias no Ceara´”. Pelo menos, é garantia de que o forró pé-de-serra terá espaço nesse investimento do governo estadual.

Petrobras anuncia vazamento de óleo no litoral do Ceará

“O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) informou nesta segunda-feira, 2, que a Petrobras notificou o órgão nos últimos dias sobre dois vazamentos, um de óleo cru, no Ceará, e outro de água oleosa, na Bacia de Santos, em São Paulo.

No Ceará, foi necessário parar a produção no campo de Atum. Na Bacia do Ceará, a companhia informou que um furo no duto de escoamento de petróleo da plataforma Atum 2 para a plataforma Xaréu 3 causou o vazamento de óleo cru no oceano na última sexta-feira.
A Petrobras parou a produção do campo marítimo de Atum e interrompeu o escoamento do petróleo da plataforma Atum. A empresa iniciou no mesmo dia a despressurização do duto e a dispersão mecânica da mancha de óleo com a utilização de uma embarcação de resposta a emergência. O campo de Atum produz desde 1987, a maior parte da produção é de gás natural.

Já na Bacia de Santos, a Petrobras informou um vazamento de aproximadamente 10 litros de água oleosa do convés FPSO Cidade de Santos para o mar. O FPSO é operado pela Modec, e é o mesmo em que foi registrado um derramamento de cerca de 70 litros de água oleosa em fevereiro, após uma parada programada das atividades para manutenção de equipamentos.

No vazamento comunicado nesta segunda-feira, a Petrobras informou que o pessoal a bordo conseguiu visualizar pequenas feições, sendo a maior com dimensões aproximadas de 5 por 2 metros nas proximidades do navio, variando do brilho prateado para o brilho arco-íris.”

(POVO Online)

DEM abre processo para expulsar Demóstenes

A direção nacional do Democratas decidiu, nesta segunda-feira, abrir processo para expulsar o senador Demóstenes Torres (DEM-GO). O parlamentar é investigado por suas ligações com o empresário do ramo de jogos Carlos Augusto Ramos, o “Carlinhos Cachoeira”, informa o portal Uol.

Demóstenes não  compareceu à reunião do seu partido, alegando que não leu todo o processo enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF). Daí, não tinha como apresentar sua defesa sobre o caso.

Com a abertura de processo, um relator deve ser nomeado ainda nesta terça-feira (3) e, a partir disso, Demóstenes terá sete dias corridos para se pronunciar. Depois disso, a Executiva Nacional do partido se reúne para votar a expulsão de Demóstenes Torres.

Balança comercial brasileira fecha com superávit superior a US$ 2 bi em março

“A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 2,019 bilhões em março, segundo dados divulgados hoje (2) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). O saldo positivo é resultado das exportações de US$ 20,911 bilhões e importações de US$ 18,892 bilhões.

A média diária dos embarques externos ficou em US$ 950,5 milhões, 3,5% acima do resultado de março de 2011. A média diária de importações foi US$ 858,7 milhões, aumento de 1,7% ante março do ano passado. Os valores são considerados recorde para o mês. No acumulado do trimestre, as exportações somam US$ 55,1 bilhões e as importações, US$ 52,6 bilhões, com resultado superavitário de US$ 2,5 bilhões.

O aumento das exportações foi impulsionado, principalmente, pelo crescimento das vendas externas de produtos básicos (+10,4%). Os principais itens que colaboraram para o resultado positivo em março foram petróleo e soja em grão. Também houve pequeno aumento nos embarques externos de manufaturados (+0,3%). Por outro lado, foi rtegistrada queda de 15,5% nos semimanufaturados, em função da redução nas vendas de açúcar em bruto.

Do lado das importações, houve aumento de gastos, principalmente, na compra de combustíveis e lubrificantes (+5%) e matérias-primas e intermediários (+1%). Entre os bens de consumo, o crescimento foi observado em bebidas e tabacos, farmacêuticos, vestuário, produtos alimentícios e automóveis.”

(Agência Brasil)

Congresso em Foco divulga ranking dos faltosos no Congresso

177 4

O site Congresso em Foco divulgou, nesta segunda-feira, com exclusividade, o ranking de falta dos deputados federais e senadores. Faltar a sessões reservadas a votação sem apresentar justificativa implica, em tese, desconto no salário e até a perda do mandato caso elas representem um terço das reuniões realizadas no ano. Mas a maioria dos parlamentares que acumularam faltas em 2011 não têm que se preocupar quanto a isso.

De acordo com as informações do site, o Senado abonou 70% das 1.158 faltas registradas pelos senadores em 2011. Ao todo, 489 ausências ficaram sem a devida explicação. O índice foi ainda maior na Câmara, onde 91% das 8.573 ausências dos deputados foram perdoados em função das justificativas apresentadas. Não houve justificativa para 758 faltas.

Os parlamentares cearenses não fizeram feio no quesito presença.

Confira aqui as faltas dos deputados em 2011

Confira aqui as faltas dos senadores em 2011

Ministério da Justiça va investigar possível cartel no ramo de lacticínios

154 1

“A Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça vai investigar fabricantes gaúchos de laticínios por indícios de prática de cartel no mercado de leite pasteurizado. O despacho informando a abertura de processo administrativo foi publicado hoje (2) no Diário Oficial da União.

A decisão foi tomada com base em investigação da Polícia Federal. Os alvos da apuração – Elegê Alimentos (atual BRF Brasil Foods), Cooperativa Sul-Rio Grandense de Laticínios (Cosulati), Cooperativa dos Pequenos Agricultores e Produtores de Leite da Região Sul (Coopal), Indústria de Laticínios Santa Silvana, Thurmer & Leitzke, Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado do Rio Grande do Sul (Sindilat) – terão 30 dias para apresentar ao governo suas defesas.”

(Agência Brasil)

VAMOS NÓS – Ainda bem que esse tipo de absurdo não existe no Ceará. Não é mesmo?