Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Empresariado apoia luta contra corrupção

135 2

“Dias depois da queda do ministro da Agricultura, Wagner Rossi, por conta de denúncias de irregularidades, e da criação da Frente Suprapartidária de Combate à Corrupção e à Impunidade, encabeçada por senadores, o empresariado brasileiro diz que a presidente terá “apoio total” para seguir em frente com a faxina ética no governo.

Presidente do Sistema Firjan, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira afirma que não é hora de “fazer vista grossa” e que é “dever da sociedade apoiar a presidente”.

– Não podemos fazer vista grossa ou corroborar o pensamento de que o combate à corrupção inviabiliza a governabilidade. É dever da sociedade apoiar a presidente e os senadores que já se manifestaram, ampliando essa corrente por empresariado, academia, imprensa e formadores de opinião – disse Gouvêa Vieira. – Na Firjan subscrevemos o Pacto Empresarial pela Integridade Contra a Corrupção, e cada vez mais filiados fazem o mesmo. Precisa ficar bem claro que o caminho da corrupção no Brasil é o mesmo que traz armas, munições e drogas.”

(Globo.com)

Católicos do Brasil farão doação para o povo da Somália

Em todas as missas da Igrejas Católica, no próximo dia 4, haverá recolhimento especial de ajuda para a Somália. A decisão foi da CNBB, que considera importante esse tipo de mobilização como forma de dar prova concreta de solidariedade entre os povos.

Segundo a ONU, metade da população da Somália de 7,5 milhões precisa de ajuda imediata para viver.

O dinheiro arrecadado vai para a Cruz Vermelha Internacional, que comprará alimentos e os enviará em voos humanitários.

(IstoÉ)

E por falar em laços comerciais…

Com o título “Vida a dois”, eis nota do colunista Ricardo Boechat:

Nem sempre os casamentos dão certo – na vida pessoal e na jurídica. Juntas desde 2003, a Bunge e a J. Macêdo – as duas principais empresas no mercado brasileiro de trigo – provocam comentários de que os laços da união já não andam tão apertados.

Como nas relações, as “crises conjugais” podem passar – ou não.

PT e PMDB indicam deputados denunciados ao STF para mudar Código e Processo Civil

“Dois deputados com problemas na Justiça – o réu no processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal João Paulo Cunha (PT-SP) e o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que responde a inquérito no STF – foram escolhidos, respectivamente, como presidente e relator da Comissão Especial da Câmara que discutirá e aprovará mudanças no Código de Processo Civil.

As indicações feitas pelos líderes do PT, Paulo Teixeira (SP), e do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN), provocaram críticas e mal-estar nos três Poderes.

No Congresso, além de dividir as bancadas, as escolhas são criticadas pelo fato de os dois não serem considerados especialistas em Direito.

No Judiciário, interlocutores do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), relatam que ele considera a situação constrangedora. Fux presidiu o grupo de juristas responsável pelo texto da reforma do Código de Processo Civil.”

(O Globo)

Que tal um curso de desenho para o mercado americano?

Técnicas de desenho em quadrinhos voltados para o mercado americano serão ensinadas em Fortaleza por Allan Goldman e Daniel Brandão. O curso terá início no próximo dia 26, com aulas às sextas-feiras, das 18h30min às 21h30min, no Shopping Del Paseo. O curso é destinado para maiores de 14 anos.

O desenhista Allan Goldman assina títulos como Action Comics, Superman, Justice League of America, Teen Titans, Batman e Wonder Woman. Daniel Brandão estudou na Joe Kubert School, é um dos criadores do Manicomics e também desenhou o Capitão Rapadura, além de fazer trabalhos para a agência Glass House Graphics.

SERVIÇO

Custo mensal – R$ 150,00.

Informações: (85) 3264-0051 ou para daniel.s.brandao@gmail.com.

CNI – Otimismo do empresariado cai em agosto

“Os empresários brasileiros estão menos confiantes. O otimismo dos industriais atingiu em agosto 56,4 pontos, ficando 1,5 ponto abaixo do mês passado. Na comparação com agosto de 2010, a queda é ainda maior, de 7,6 pontos. As informações são do Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta sexta-feira, 19.08. O ICEI varia de zero a cem. Valores acima de 50 pontos mostram empresários confiantes e abaixo indicam falta de confiança.

O otimismo dos industriais em agosto está abaixo da média histórica de 59,6 pontos. Diz o estudo que a queda da confiança ocorreu em todos os portes de empresa. O economista da CNI Marcelo de Ávila destaca que o recuo no ICEI, embora não seja contínuo, ocorre desde fevereiro de 2010.

“Até aquele momento, os empresários vinham de um forte crescimento da economia, que estava se recuperando do ápice da crise, ocorrida no fim de 2008”, explica. “O setor industrial vem percebendo que a economia perde dinamismo e, por isso, está menos otimista”, completa.

Ávila afirma que a queda no ICEI em agosto foi puxada, sobretudo, pela avaliação das condições atuais da economia, que registrou 44,5 pontos. Segundo ele,  a situação adversa da economia mundial deve fazer com que a confiança dos empresários caia ainda mais no terceiro trimestre do ano.

De acordo com a pesquisa, com exceção do setor de borracha, todos os demais segmentos da indústria de transformação registraram pessimismo em relação às condições atuais da economia. Outro aspecto em que os empresários estão pessimistas é em relação às condições atuais da empresa, indicador que atingiu 49,5 pontos em agosto.

EXPECTATIVAS

A pesquisa constatou otimismo nas expectativas para os próximos seis meses sobre a economia brasileira e à empresa, mas essa confiança está menor: caiu de 62,7 pontos em julho para 60,7 pontos em agosto. Ávila explica que é natural que esse otimismo sobre o futuro se mantenha. “Caso contrário, as empresas fechariam as portas”, assinala.

Conforme a pesquisa, dos 26 setores industriais analisados, 19 registraram queda das expectativas sobre a economia brasileira para os próximos seis meses. Os segmentos de madeira, veículos automotores e máquinas e materiais elétricos registraram expectativas inferiores a 50 pontos.

O ICEI de agosto foi calculado com base nas entrevistas feitas com 2.347 empresas entre 1º e 16 de agosto, das quais 1.200 de pequeno porte, 818 médias e 329 grandes.”

(CNI)

Governo exonera número 2 do Turismo preso em operação da PF

“A presidente Dilma Rousseff exonerou nesta sexta-feira (19) Frederico Silva da Costa do cargo de secretário-executivo do Ministério do Turismo. Segundo decreto publicado em edição extra do “Diário Oficial da União” desta quinta e distribúido nesta sexta, a exoneração foi feita “a pedido” do servidor.

Frederico foi um dos 36 presos pela Polícia Federal na Operação Voucher, que investiga desvio de verbas com o suposto envolvimento de servidores e integrantes da cúpula do Ministério do Turismo, além de entidades privadas que firmaram convênios com o ministério. Ele foi preso em São Paulo na semana passada e transferido para superintendência da PF em Macapá (AP), onde a investigação é sediada.

No último fim de semana, deixou a prisão, após o Tribunal Regional Federal da 1ª Região conceder um habeas corpus. Ele estava oficialmente afastado do ministério desde a operação.

Na última quarta-feira, o ministro do Turismo, Pedro Novais, defendeu a atuação de Frederico na pasta. Disse, em depoimento na Câmara, que Frederico era um funcionário “conceituado”.

(Portal G1)

Mendes: "Se não achasse pepino em Agricultura, onde mais encontraria?"

“O novo ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro (PMDB), brincou nesta sexta-feira sobre a possibilidade de encontrar problemas no ministério, em crise após denúncias de corrupção. “Se não fosse para encontrar ‘pepino’ no Ministério da Agricultura, não encontraria em nenhum outro lugar”, disse.

Hoje, ele admitiu que pode haver novas demissões na pasta, após se reunir pela primeira vez com a presidente Dilma Rousseff, que aprovou Mendes como indicação do PDMB para ocupar o cargo deixado na noite de quarta-feira por Wagner Rossi, do mesmo partido. O ministro disse que a presidente deu carta branca para fazer as mudanças que julgar necessárias. A posse de Mendes Ribeiro será na próxima terça-feira, às 11h.

“Se precisar, terá (mudanças). Há coisas para corrigir e o outro que chegar depois de mim vai ter coisas para corrigir. Pretendo impor meu ritmo, minha equipe de trabalho. Vou imprimir mudanças e se eu tiver que fazê-las, vou ter que tirar alguém”, afirmou. A primeira mudança será a nomeação do atual secretário de Agricultura do Rio Grande do Sul, Caio Rocha, como assessor especial de Mendes. O novo ministro disse, ainda, que não vai promover investigações na pasta. “Todos os órgãos que quiserem fazer investigações, trabalho ligado a controle, terão toda a liberdade”, afirmou.

Mendes Ribeiro afirmou que está fazendo um estudo sobre a pasta que vai assumir e pretende finalizar o levantamento sobre as principais questões do ministério “no menor prazo possível”. O ministro também negou que vá extinguir a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), após denúncias de que o ex titular da pasta teria loteado o órgão. A proposta de extinção da Conab foi feita pela presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA), a senadora Kátia Abreu (DEM-TO).”

(Portal Terra)

Cientistas fecham em Fortaleza a rede de pesquisa em plantas ornamentais da América do Sul

183 1

Pesquisadores sul-americanos estarão reunidos em Fortaleza, de 24 a 26 próximos, em torno do workshop Recursos Fitogenéticos Ornamentais da América do Sul. O evento é uma promoção da Embrapa Agroindústria Tropical e ocorrerá no auditório da sede do órgão, no Campus do Pici.

O objetivo é formar uma rede de pesquisadores que desenvolvam estudos com as plantas ornamentais nativas para auxiliar o fortalecimento do mercado de floricultura no continente, explica a pesquisadora Ana Cecília Castro, Embrapa Agroindústria Tropical e coordenadora do encontro. 

Além do retorno econômico relativamente rápido em pequenas áreas de cultivo, há uma outra vantagem: a criação de muitos postos de trabalho, em média 10 a 15 pessoas por hectares. Conforme a pesquisadora Ana Cecília Castro, os países sul-americanos apresentam grande quantidade de recursos fitogenéticos ornamentais. Mas há poucos pesquisadores trabalhando de forma integrada nesta temática, principalmente nas atividades de domesticação das espécies, propagação e melhoramento para aproveitamento sustentável.

(Com Embrapa-CE)

Ceará é o 1ª do NE na geração de empregos em julho

283 1

O secretário do Turismo do Estado, Bismarck Maia, anuncia: dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, mostrou que o investimento nesse segmento dá retorno em matéria de renda e empregos.

Bismarck informa que no saldo de empregos formais gerados no setor de serviços (onde a atividade turística está inserida) em julho, o Ceará registrou 3.183 empregos apresentando primeiro lugar do rank em números de postos de trabalhos gerados. Isso representa cerca de 40,5% no saldo dos empregos gerados na Região Nordeste.

Pelos dados, a Bahia ficou em segundo lugar com saldo positivo com 2.088 postos de trabalhos, Pernambuco veio em terceiro com 1.243 e o Maranhão apareceu em quarto com apenas 849 empregos gerados pelo setor. No acumulado do período de janeiro a julho, o Ceará ficou com 17.853 postos. ” São dados que reforçam o grande momento que a economia do turismo está vivendo no Ceará”, comemora Bismarck Maia.

Cearense atinge monte Elbrus, na Rússia

O cearense Rosier Alexandre atingiu, na último dia 17, às 6 horas (Horário de Brasília), o monte Elbrus, na Rússia. Esse monte é o mais alto da Europa, com 5.940 metros. O desafio faz parte do projeto Sete Cumes, que consiste na subida das sete mais altas montanhas do mundo.

Rosier pretende concluir esse projeto até 2014. Caso conclua o projeto, ele será o segundo brasileiro a atingir essa façanha.

Cearense de Monsenhor Tabosa, Rosier se apaixonou pelo montanhismo quando, ainda criança, subia os paredões desse município.  

Nessa jornada, ele conta com o patrocínio de organizações com Fiec, Sesi e o Grupo BSPar.

BC – Cenário internacional pode prejudicar crescimeto da economia brasileira

“O cenário internacional continua a influenciar de forma negativa o crescimento da economia brasileira, segundo o Boletim Regional, que reúne dados e indicadores econômicos de cada região do país, divulgado hoje (19) pelo Banco Central (BC). Segundo o boletim, este ano a economia brasileira deverá crescer “em ritmo menos intenso do que em 2010, cenário consistente com os efeitos das ações de política monetária [elevações da taxa básica de juros, a Selic] e das medidas macroprudenciais [de restrição do crédito] adotadas recentemente”.

No primeiro semestre, o BC considera que a expansão econômica “evidenciou, em parte, o impacto da safra de grãos sobre o dinamismo da agropecuária e o desempenho da demanda doméstica, ressaltando-se a continuidade no crescimento dos investimentos, embora com relativa moderação em relação a 2010”.

O boletim destaca ainda que o crescimento da economia da Região Norte vem apresentando moderação, em linha o com menor ritmo de expansão das vendas varejistas, das operações de crédito e da produção industrial.

Já no Nordeste, o BC avalia que o ritmo de atividade mostra sinais de dinamismo. “De fato, o comportamento dos principais indicadores de atividade econômica no decorrer do segundo trimestre do ano revela desempenho favorável da economia regional, evidenciado pelo crescimento do comércio varejista e da indústria, e pela recuperação da safra agrícola, favorecida pelas boas condições climáticas do período”.

Na Região Centro-Oeste houve desaceleração, “expressa na redução do dinamismo do comércio, e superior à observada em âmbito nacional”.

“A atividade econômica no Sudeste, amparada pela recuperação do setor industrial e pelo crescimento das vendas do comércio, manteve-se em expansão no trimestre encerrado em maio”, acrescenta o documento.

No Sul, “o cenário de moderação da atividade registrado pela economia da região nos últimos meses, mesmo em ambiente de recuperação das vendas do comércio e das exportações de produtos primários, e de solidez do mercado de trabalho, refletiu, fundamentalmente, o declínio da produção da indústria”.

(Agência Brasil)

Governador petista diz que Dilma é mais "dura" do que Lula

“O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), disse, nesta semana, que a presidente Dilma Rousseff (PT) é mais “dura” que o ex-presidente Lula, “mais tolerante” e “palanqueiro”. A comparação foi feita durante uma entrevista à Rádio Tudo FM, de Salvador. “O Lula é um grande comunicador, uma liderança de massa, um grande palanqueiro. A Dilma tem uma formação diferenciada, vem muito mais da gestão, é boa de condução, é dura. O sistema dela pode ser que seja um pouco mais bruto do que o sistema do presidente Lula, que, até por ter uma construção mais da política, talvez seja mais tolerante com as coisas e pondere mais”, disse Wagner. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

O governador da Bahia também defendeu as trocas nos ministérios após acusações de corrupção. Para ele, Dilma é “absolutamente intolerante com qualquer coisa malfeita com dinheiro público”. Jacques Wagner citou o “faturamento acima do normal” da consultoria que levou Antonio Palocci a pedir demissão da Casa Civil e se disse surpreso com os R$ 20 milhões faturados por Palocci. Sobre Nelson Jobim, único ministro a cair por divergências com Dilma, Wagner criticou o fato de ele ter declarado o voto em José Serra.”

(Portal Terra)

Conselho quer criar diretrizes curriculares para o ensino religioso

“Ao contrário de outras disciplinas, não há diretrizes nacionais ou parâmetros curriculares que definam o conteúdo a ser abordado nas aulas de ensino religioso das escolas públicas do país. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), de 1996, definiu que cada estado deve criar normas para a oferta disciplina, o que abriu espaço para uma variedade de modelos adotados em cada rede de ensino. Para educadores e especialistas que estudam o tema, esse vácuo normativo impede a garantia de espaço igualitário para todos os credos. O problema começou a ser discutido este mês pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), que espera definir algumas orientações mínimas para o ensino de religião.

“Nós temos detectado no conselho a necessidade de alguma orientação sobre a questão. Essa é uma preocupação nossa”, destaca o conselheiro César Callegari. O CNE elaborou um documento que servirá de base para as discussões. O texto aponta “uma clara e profunda anomia [ausência de regras] jurídica nessa matéria [a oferta do ensino religioso]. Como se não bastasse, prevalece, também, uma anomia pedagógica, em parte resultante daquela”. Há previsão de que o colegiado promova audiências públicas para ouvir os atores envolvidos no problema – representantes das religiões, secretários de Educação, pesquisadores e professores.

Segundo Callegari, não está descartada a possibilidade de o conselho definir também diretrizes curriculares. Entretanto, o próprio colegiado tem dúvidas de quais são seus limites de atuação diante do que está previsto na legislação brasileira sobre o tema. Pela LDB, os estados são os responsáveis por organizar e normatizar a oferta – diferentemente do que ocorre com as outras disciplinas do currículo. De acordo com ele, a LDB tem uma diretriz clara sobre os limites do ensino religioso. “Não pode servir a qualquer forma de proselitismo, desta ou daquela tendência, deste ou daquele credo religioso. Mas, infelizmente, isso não é sempre observado”, aponta Callegari.

Para o conselheiro, os parâmetros ficaram ainda mais confusos depois do acordo firmado entre o governo brasileiro e o Vaticano, em 2009. O Artigo 11 desse documento determina que “o ensino religioso, católico e de outras confissões religiosas, de matrícula facultativa, constitui disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental”.

“Ele [acordo] estabeleceu um dispositivo que contraria a LDB e a própria Constituição brasileira, que veda qualquer forma de proselitismo, ao afirmar que se trata de ensino religioso que valorize a religião católica e outras religiões”, indica.

NO CEARÁ É DOUTRINÁRIO

Estudo da Universidade de Brasília (UnB) identificou que no Rio de Janeiro, na Bahia, no Acre e no Ceará o ensino religioso é do tipo confessional – cujo objetivo é a promoção de uma religião, a depender da formação do professor, que precisa ser ligado a uma comunidade religiosa. Esse tipo de ensino tem caráter doutrinário. A antropóloga Debora Diniz, que coordenou a pesquisa, aponta que a falta de normas permite que se privilegie determinadas crenças, contrariando a legislação. Ela lembra que todos os livros didáticos distribuídos às escolas públicas pelo Ministério da Educação (MEC) passam por avaliações. Mas, no caso do ensino religioso, como as publicações não são distribuídas pelo governo, não há o crivo de especialistas sobre a adequação desse material.

“O Estado diz que criacionismo não é ciência, então se um livro de biologia contiver essa ideia, ele não vai para a escola. Mas nós não conseguimos fazer o mesmo no ensino religioso porque há a presunção de que o Estado não pode dizer o que é certo e errado”, aponta.

Segundo a coordenadora de Ensino Religioso da Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro, Maria Beatriz Leal, a orientação é que os professores abordem de maneira equilibrada todas as crenças. “A lei determina que o ensino seja separado por religião, de forma confessional, mas não temos professores suficientes para isso. Então, orientamos os profissionais para que abordem de maneira equilibrada todas as religiões e que não privilegiem nenhuma. Quando sabemos que isso ocorreu, chamamos o professor para conversar e reforçamos essa determinação.”

Procurado pela Agência Brasil, o MEC respondeu que defende o ensino religioso sob a ótica da filosofia e da sociologia e com distância do proselitismo.

Para o Fórum Nacional Permanente do Ensino Religioso (Fonaper), o país carece de regras mais claras sobre o que deve ser discutido em sala de aula. A entidade acredita que é possível haver uma oferta plural e que respeite as diferentes manifestações religiosas presentes na cultura brasileira.”

(Agência Brasil)

PT teme que "faxina" carimbe Era Lula de corrupta

162 2

“A “faxina” no governo da presidente Dilma Rousseff, que já derrubou quatro ministros em dois meses e doze dias, causa extremo desconforto no PT. Dirigentes do partido, senadores, deputados e até ministros temem que, com a escalada de escândalos revelados nos últimos meses – especialmente nas pastas dos Transportes, do Turismo e da Agricultura -, o governo de Luiz Inácio Lula da Silva acabe carimbado como corrupto. Todos os abatidos foram “herdados” de Lula.

Em conversas a portas fechadas, petistas criticam o estilo de Dilma, a “descoordenação” na seara política e o que chamam de “jeito duro” da presidente. Uma das frases mais ouvidas nessas rodas é: “Temos de defender o nosso projeto e o Lula.”

Mesmo os que não defendem abertamente a volta de Lula na eleição de 2014 dizem que Dilma está comprando brigas em todas as frentes – do Congresso ao movimento sindical -, sem perceber que, com sua atitude, alimenta o “insaciável leão” do noticiário e incentiva o tiroteio entre aliados.

Na avaliação de petistas, o poderoso PMDB – que na quarta-feira, 17, perdeu o ministro da Agricultura, Wagner Rossi – não é confiável e acabará dando o troco a qualquer momento.”

(Estadão)

Diário Oficial divulga regras sobre propaganda e publicidade de serviços médicos

“Uma espécie de manual de critérios e regras mais rigorosos para a propaganda e publicidade referentes aos serviços médicos está publicada hoje (19) no Diário Oficial da União. Com a resolução, o Conselho Federal de Medicina (CFM) quer conter os anúncios de propaganda enganosa, serviços equivocados e autopromoção dos profissionais médicos.

Os profissionais e as entidades têm 180 dias para se adaptar à nova resolução, que atualiza as normas anteriores, vigentes desde 26 de setembro de 2003. No total, são 15 artigos e a resolução é assinada pelo presidente do CFM, Roberto Luiz D’Ávila, e o secretário-geral do conselho, Henrique Batista e Silva. 

“Todo aquele que mediante anúncios, placas, cartões ou outros meios quaisquer se propuser ao exercício da medicina, em qualquer dos ramos ou especialidades, fica sujeito às penalidades aplicáveis ao exercício ilegal da profissão, se não estiver devidamente registrado”, diz a resolução.

Pelas novas determinações, os médicos estão proibidos de anunciar o uso de técnicas “milagrosas” ou aparelhos com capacidade privilegiada. Os profissionais também não poderão participar de concursos ou premiações para eleger o médico do ano, o destaque ou o melhor médico.

Nos anúncios, estão proibidas as imagens dos pacientes informando sobre os resultados de um tratamento – os conhecidos antes e  depois, mesmo se houver autorização do paciente. Está vetado o uso do nome, a imagem e a voz de celebridades em propagandas de serviços médicos.

Também está proibida a concessão de entrevistas para autopromoção e a divulgação de endereço e telefone do consultório nas redes sociais. Pela resolução do conselho, o profissional poderá usar as redes sociais para a divulgação de informações de caráter educacional ou preventivo, como descrever os sintomas de determinada doença.

De acordo com a resolução, os médicos também não poderão dar consultas pela internet ou por telefone, mesmo se for para atender parentes. A regra visa a impedir o oferecimento de consultas online para prescrição de remédios.

O manual com os critérios e as regras se aplicará às sociedades médicas, aos hospitais públicos e privados, além das clínicas e casas de saúde. Em caso de descumprimento, será aberto um processo pelo conselho para apurar a denúncia. Se comprovada, o médico ou a entidade sofrerá penalidade, que vai de advertência à cassação do registro.”

(Agência Brasil)

VAMOS NÓS – Será que tal manuel vai valer na prática. O que se vê, por exemplo, no Ceará é uma abuso da propaganda de remédios principalmente em programas policiais da televisão. No rádio, há outros remédios que só são vendidos por telefone.