Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Mônica Serra teria feito aborto, diz ex-aluna

44 1

“O discurso do candidato à Presidência José Serra (PSDB) de que é contra o aborto por “valores cristãos”, que impedem a interrupção da gravidez em quaisquer circunstâncias, é questionado por ex-alunas de sua mulher, Monica Serra.

Num evento no Rio, há um mês, a psicóloga teria dito a um evangélico, segundo a Agência Estado, que a candidata Dilma Rousseff (PT), que já defendeu a descriminalização do aborto, é a favor de “matar criancinhas”.

Segundo relato feito à Folha por ex-alunas de Monica no curso de dança da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), a então professora lhes contou em uma aula, em 1992, que fez um aborto quando estava no exílio com o marido.

Depois do golpe militar no Brasil, Serra se mudou para o Chile, onde conheceu a mulher. Em 1973, com o golpe que levou Augusto Pinochet ao poder, o casal se mudou para os Estados Unidos.

A Folha tentou falar com Monica Serra durante dois dias para comentar o relato das ex-alunas, sem sucesso.

Um dia depois do debate da TV Bandeirantes, no domingo, 10, a bailarina Sheila Canevacci Ribeiro, 37, postou uma mensagem em seu Facebook para “deixar a minha indignação pelo posicionamento escorregadio de José Serra” em relação ao tema.

Ela escreveu que Serra não respeitava “tantas mulheres, começando pela sua própria mulher. Sim, Monica Serra já fez um aborto”. A mensagem foi replicada em outras páginas do site e em blogs.

“Com todo respeito que devo a essa minha professora, gostaria de revelar publicamente que muitas de nossas aulas foram regadas a discussões sobre o seu aborto traumático”, escreveu Sheila no Facebook. “Devemos prender Monica Serra caso seu marido fosse [sic] eleito presidente?”

À Folha a bailarina diz que “confirma cem por cento” tudo o que escreveu. Sheila afirma que não é filiada a partido político. Diz ter votado em Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) no primeiro turno. No segundo, estará no Líbano, onde participará de performance de arte.

Se estivesse no Brasil, optaria por Dilma Rousseff (PT). Sheila é filha da socióloga Majô Ribeiro, que foi aluna de mestrado na USP de Eva Blay, suplente de Fernando Henrique Cardoso no Senado em 1993. Majô foi pesquisadora do Núcleo de Estudos da Mulher e Relações Sociais de Gênero da USP, fundado pela primeira-dama Ruth Cardoso (1930-2008).

Militante feminista, Majô foi candidata derrotada a vereadora e a vice-prefeita em Osasco pelo PSDB.
A socióloga disse à Folha estar “preocupada” com a filha, mas afirma que a criou para “ser uma mulher livre” e que ela “agiu como cidadã”.

Sheila é casada com o antropólogo italiano Massimo Canevacci, que foi professor de antropologia cultural na Universidade La Sapienza, em Roma, e hoje dirige pesquisas no Brasil.

A Folha localizou uma colega de classe de Sheila pelo Facebook. Professora de dança em Brasília, ela concordou em falar sob a condição de anonimato.

Contou que, nas aulas, as alunas se sentavam em círculos, criando uma situação de intimidade. Enquanto fazia gestos de dança, Monica explicava como marcas e traumas da vida alteram movimentos do corpo e se refletem na vida cotidiana.

Segundo a ex-estudante, as pessoas compartilhavam suas histórias, algo comum em uma aula de psicologia.

Nesse contexto, afirmou, Monica compartilhou sua história com o grupo de alunas. Disse ter feito o aborto por causa da ditadura.

Ainda de acordo com a ex-aluna, Monica disse que o futuro dela e do marido, José Serra, era muito incerto.

Quando engravidou, teria relatado Monica à então aluna, o casal se viu numa situação muito vulnerável.

“Ela não confessou. Ela contou”, diz Sheila Canevacci. “Não sou uma pessoa denunciando coisas. Mas [ela é] uma pessoa pública, que fala em público que é contra o aborto, é errado. Ela tem uma responsabilidade ética.”

 (Folha de São Paulo – Mônica Bergamo)

Carta Capital – Quem é Paulo Preto

82 3

A revista CARTA CAPITAL desta semana aborda caso de um assessor de José Serra que teria fugido com R$ 4 milhões que seriam para sua campanha presidencial. O título da matéria é “Quem é Paul Preto”. Confira: 

Quem é Paulo Preto

Na noite do domingo 10, ao fim do primeiro bloco do debate da TV Bandeirantes, o mais acalorado da campanha presidencial até agora, cobrada pelo adversário tucano José Serra sobre as denúncias contra a ex-ministra Erenice Guerra, a petista Dilma Rousseff revidou: “Fico indignada com a questão da Erenice. Agora, acho que você também deveria responder sobre Paulo Vieira de Souza, seu assessor, que fugiu com 4 milhões de reais de sua campanha”. Serra nada disse – ou “tergiversou”, como acusou a adversária durante todo o encontro televisivo –, e o País inteiro ficou à espera de uma resposta: quem é Paulo Vieira de Souza?

Numa eleição em que o jornalismo dito investigativo só atuou contra a candidata do governo, Dilma Rousseff serviu como “pauteira” para a imprensa. O pauteiro é quem indica quais reportagens devem ser feitas – e, se não fosse por causa de Dilma, Vieira de Souza nunca chegaria ao noticiário. Nos dias seguintes ao debate, finalmente jornais e tevês se preocuparam em escarafunchar, mesmo sem o ímpeto habitual quando se trata de denúncias a atingir a candidatura governista, um escândalo que envolvia o tucanato. A acusação contra Vieira de Souza, vulgo “Paulo Preto” ou “Negão”, apareceu pela primeira vez em agosto, na revista IstoÉ.

No texto, que obviamente teve pouquíssima repercussão na época, o engenheiro Paulo Preto era apontado como arrecadador do PSDB e acusado pelos próprios tucanos de sumir com dinheiro da campanha. “Como se trata de dinheiro sem origem declarada, o partido não tem sequer como mover um processo judicial”, dizia a reportagem, segundo a qual o engenheiro possuía relações estreitas com as empreiteiras Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez, OAS, Mendes Júnior, Carioca e Engevix.

Dilma quer retirada de vídeos da internet contra o PT

59 1

“A coligação “Para o Brasil seguir mudando” e a candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT), ajuizaram uma representação contra o diretório nacional do PSDB, a coligação “O Brasil pode mais”, o candidato a presidente José Serra e a empresa Google Brasil Internet. Na ação, a coligação e a candidata alegam que foram veiculados na internet vídeos de teor ofensivo ao PT. São seis comerciais veiculados na página do YouTube (www.youtube.com), entre eles um em que filiados do PT são comparados a cães ferozes da raça rottweiler.

Na representação, a coligação sustenta que a publicidade tem alto custo financeiro e não se trata de vídeo caseiro, como a grande maioria postada no YouTube. Ela ainda que os vídeos exibem tarja lateral com o nome da coligação representada e os partidos que a integram. E acrescenta que a coligação confessa a produção dos comerciais em defesa apresentada na Representação (RP) 307240.

Segundo a coligação e a candidata, “as inserções produzidas pelo PSDB com teor altamente ofensivo, degradante, injuriante, infamante e repleto de informações sabidamente inverídicas foram postadas no sítio (do YouTube), cuja mídia também expõe a forma baixa e grosseira da publicidade”. Segundo a representação, a publicidade veiculada afronta termos da Resolução 23.191, que trata da propaganda eleitoral, inclusive na internet. Sustenta ainda a ocorrência de crime eleitoral previsto no Código Eleitoral e a violação da Lei 9.504/97 (Lei das Eleições).

Assim, as representantes pedem a concessão de liminar para cessar a veiculação dos vídeos no YouTube e em todos os outros sítios da internet que venham a reproduzi-los; determinar ao Google a imediata desativação de todos os vídeos postados com a propaganda considerada ofensiva; impedir que a coligação e o candidato exibam, no todo ou em parte, durante a propaganda eleitoral, cenas contidas nos vídeos; e determinar que o PSDB apresente o contrato com a empresa de publicidade, o documento fiscal e o comprovante de pagamento dos materiais publicitários questionados.

No mérito, Dilma pede a confirmação da liminar e a condenação do PSDB, da coligação e de José Serra ao apagamento de multa equivalente ao custo da publicidade injuriosa e degradante ou, caso assim não entenda, que seja imposta multa não inferior a 100 mil Unidades Fiscais de Referência (Ufirs) ou a R$ 106.410, maior valor previsto em lei. A candidatura pede também a condenação do Google ao pagamento de multa no valor mínimo de 20 mil Ufirs.”

(Agência Estado)

"Tropa de Elite 2" supera expectativas

77 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=G6JhHkz9H7k[/youtube]

No retumbante fim de semana de sua estreia, Tropa de Elite 2 alçou o Brasil a um patamar inédito no ranking mundial de bilheteria feito pela Rentrak (Nielsen). Normalmente, o Brasil disputa com o México o décimo posto nesse tipo de levantamento. Na semana passada, ficou em quarto lugar, atrás apenas dos EUA, Japão e França.

(Com Radar Oline)

Serra já está em Canindé

75 1

O candidato a presidente da República pelo PSDB, José Serra, já está no Ceará. Ele desembarcou por volta das 14 horas deste sábado. Veio com equipe num jatinho, procedente de Londrina (PR), onde cumpriu agenda de campanha. No aeroporto velho do Pinto Martins, ele pegou helicóptero e seguiu para a cidade de Canindé (120 km de Fortaleza), onde foi recebido pelo senador tucano Tasso Jereissati, parlamentares e prefeitos tucanos.

Serra está reunido com dirigentes de partidos aliados e lideranças no espaço cultural “Luar do Sertão”, nesse município. Em seguida, ele assistirá a uma missa na Basílica de São Francisco das Chagas. Deve ir embora no começo da noite.

Sarney: Religião em política gera fanatismo

“O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) disse neste sábado (16) lamentar que a questão religiosa tenha ocupado o centro do debate eleitoral no segundo turno da disputa pela Presidência da República entre Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB). Sarney deu a declaração pela manhã, ao deixar o hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após receber alta. Ele permaneceu internado durante 14 dias. “Lamento que o problema da religião tenha aflorado nesta campanha. Acho que, quando temos religião participando da política, temos inevitavelmente um caminho que vai terminar no fanatismo”, declarou o presidente do Senado, que apoia a candidatura a presidente de Dilma Rousseff (PT).

rney sofreu uma arritmia cardíaca no último dia 2, no Maranhão. Ele foi transferido de um hospital em São Luís para São Paulo no dia 5, para a realização de exames, mas acabou permanecendo internado. Também foi diagnosticada uma esofagite, tratada clinicamente, segundo informou o Sírio-Libanês. O senador afirmou que se sente bem e que, embora tenha recebido dois telefonemas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante o período de internação, não teve tempo de acompanhar a política de perto enquanto esteve no hospital. Ela afirmou que não pretende participar da campanha de Dilma, em razão das condições de saúde e das recomendações médicas. “Acho difícil que eu tenha condição física de me engajar mais profundamente na campanha”, afirmou.”

(POrtal G1)

Em busca dos "Maria vai com as outras"

O diretor-geral do Datafolha,  Mauro Paulino, e Alessandro Janoni, diretor de Pesquisas do Datafolha, avaliam: os candidatos Dilma (PT) e Serra (PSDB) terão o desfio de conquistar votos do eleitor que admite mudar a preferência. Confira:

A estabilidade do cenário eleitoral revelada pelo Datafolha reflete o alto grau de cristalização do voto neste momento. A grande maioria dos que declaram o voto se diz totalmente decidida sobre o candidato que escolheu para suceder Lula.

Entre os eleitores de Dilma Rousseff (PT), 91% se mostram convictos. Entre os que pretendem votar em José Serra, a taxa é de 89%.

O dado é importante, explica a manutenção do quadro, mas pode não ser definitivo.

Como acontece com qualquer variável inerente à opinião pública, ele sofre a influência de fatores conjunturais e pode apresentar mudanças à medida que a eleição se aproxima.

Além disso, os 9% que ainda cogitam a possibilidade de mudar o voto poderiam, em última análise, alterar a história da eleição.

Afinal, a diferença entre os dois candidatos hoje é de apenas seis pontos percentuais.”

(Folha Online)

Serra altera agenda de visita ao Ceará

126 7

Mudança na agenda da visita do candidato a presidente da República pelo PSDB/DEM, José Serra, ao Ceará, neste sábado. Devido ao mau tempo que se registra em Londrina (PR), o postulante atrasará sua programação em Canindé (120 km de Fortaleza).

José Serra, ainda em Londrina, só aterrissará em Fortaleza no começo da tarde e deverá iniciar visita à cidade de Canindé a partir das 14 horas. Ali, ele vai se reunir com lideranças dos partidos aliados (PPS-PR-DEM-PMN), quando tratará da estratégia da campanha.

Às 16 horas, na Basílica de São Francisco das Chagas, Serra assistirá a uma missa. Em seguida, regtornará para Fortaleza, de onde embarcará para Sao Paulo.

A visita de Serra ao Ceará faz parte da estratégia de reforçar sua presença eleitoral na região Nordeste, a única onde Dilma Rousseff (PT) lidera na inteção de votos. Serra obteve 16% de votos no Estado no primeiro turno.

Sarney deve ter alta neste sábado

“O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), deve receber alta neste sábado (16), de acordo com boletim médico divulgado nesta sexta-feira (15) pelo Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. De acordo com o hospital, Sarney está internado “em decorrência de arritmia cardíaca, tratada por ablação, e esofagite, tratada clinicamente”. O boletim médico informa ainda que ele “recupera-se plenamente”.

Sarney sofreu uma arritmia cardíaca no último dia 2, no Maranhão. Ele foi transferido de São Luís para São Paulo no dia 5 para realização de exames, mas acabou sendo internado.”

(POrtal G1)

Serra cumpre agenda no Ceará

O candidato a presidente da República pelo PSDB, José Serra, cumprirá agenda no Ceara no próximo sábado, 16. Ele visitará, ao lado do senador tucano Tasso Jereissati, o município de Canindé onde, às 11 horas, assistirá a uma missa na Basílica de São Francisco das Chagas.

Em seguida, ao meio-dia, o tucano participará de reunião do PSDB, PPS e DEM, no espaço cultural “Luar do Sertão”(Avenida Presidente Ernesto Geisel, 1880).

Serra, após concluir essa programação vem para Fortaleza e embarca para São Paulo. Ali, vai se preparar para o segundo debate com Dilma Rousseff (PT), a ser travado as 21h15min de domingo, na Redetv.

Maluf não tomará posse

“O deputado Paulo Maluf (PP-SP), reeleito no último dia 3, não poderá tomar posse na Câmara dos Deputados. Ele concorreu sem o registro de candidatura e dependia de uma decisão da Justiça para ter direito aos 497.203 votos que recebeu.

Maluf recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o ministro Marco Aurélio Mello arquivou o caso. Alegou que os advogados perderam o prazo para recorrer e, com isso, o processo transitará em julgado. Ou seja: Maluf não poderá mais recorrer e não poderá tomar posse.

Os advogados de Maluf ainda podem recorrer ao plenário. Caso o plenário concorde com Marco Aurélio – a possibilidade mais provável de ocorrer -, Maluf estará fora do páreo.”

(Globo)

Datafolha – Dilma, 47%; Serra, 41%

“A segunda pesquisa Datafolha no segundo turno da eleição presidencial apresenta um cenário de estabilidade. Dilma Rousseff (PT) tem 54% dos votos válidos (excluem brancos, nulos e indecisos), contra 46% de seu oponente, José Serra (PSDB). Os dados são exatamente os mesmos registrados em levantamento realizado na semana passada. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

A taxa de indecisos, porém, oscilou para cima e agora está em 8% (era 7% na pesquisa anterior). Os que pretendem anular o voto ou votar em branco, 4%, eram em número idêntico na semana anterior. Em votos totais, a petista registrou uma leve oscilação para baixo, passando de 48% para 47%, enquanto o tucano se manteve com 41%. Para o Datafolha, essa oscilação se explica por uma queda de 3 pontos percentuais entre o eleitorado de menor escolaridade, que representa 47% do total de eleitores no Brasil.

RELIGIÃO
Os temas religiosos que dominaram esta etapa da campanha, como aborto e casamento homossexual, parecem não ter influenciado o eleitorado.

Entre os católicos, por exemplo, que são maioria na população brasileira, a ex-ministra tem 51% contra 38% do ex-governador de São Paulo, números semelhantes aos registrados na semana passada (o tucano oscilou um ponto para cima).

No grupo de evangélicos não pentecostais a candidata petista cai quatro pontos, enquanto Serra oscila positivamente dois pontos. Essa faixa representa 6% do eleitorado.

Curiosamente, a maior movimentação ocorre justamente no grupo dos que se declaram sem religião, em que Dilma caiu cinco pontos percentuais, e Serra cresceu cinco (a petista ainda vence por 45% a 40%). O grupo também representa 6% do eleitorado.

MARINA
O apoio de Marina Silva poderia influenciar no voto de 25% dos entrevistados, segundo o Datafolha. Entre os que votaram na candidata verde no primeiro turno, 51% dizem optar por Serra agora, contra 23% que declaram o voto em Dilma (oscilação positiva de um ponto com relação à pesquisa anterior –o tucano manteve o patamar). Pretendem votar em branco ou anular o voto 11%, enquanto 15% dos eleitores de Marina estão indecisos.

REJEIÇÃO
Entre os que dizem não votar em Serra, a rejeição ao candidato tucano passou de 63% para 66%. No caso de Dilma, o número de eleitores que não declaram voto na petista e não votariam nela de jeito nenhum oscilou um ponto para baixo, caindo de 68% para 67%.

A pesquisa foi feita nos dias 14 e 15 de outubro com 3.281 eleitores de 202 municípios brasileiros e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Os contratantes do levantamento, registrado no TSE sob o número 35.746, são a Folha e a Rede Globo.”

(Folha Online)

Datafolha – Avaliação de Lula em alta nesta reta final das eleições

Nas alturas.

“A aprovação ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a subir na reta final da eleição, após meses de estabilidade, e atingiu na segunda semana de outubro seu maior índice desde que o petista foi eleito, mostra pesquisa Datafolha realizada nos dias 14 e 15 de outubro com 3.281 eleitores de 2020 municípios.

Pela primeira vez, a aprovação do presidente chega a 81% de ótimo/bom, recorde na série histórica do Datafolha. No levantamento realizado na semana passada, 78% dos eleitores brasileiros consideravam a administração de Lula ótima ou boa. Antes, a melhor avaliação havia sido atingida em 24 de agosto (79%).

O pior momento do petista na Presidência foi entre outubro e dezembro de 2005, quando 28% avaliavam-na como ótima ou boa. Nessa época, Lula enfrentava as denúncias relacionadas ao mensalão. No levantamento atual, 15% consideram o atual governo regular, enquanto 4% avaliam que ele é ruim ou péssimo. A nota atribuída ao governo Lula no levantamento atual é de 8,1, ante 8 na semana passada.”

(Folha.com)

Abandonado por Dilma, Lúcio cai nos braços de José Serra

“O PR do Ceará decidiu nesta sexta-feira apoiar o candidato do PSDB à Presidência, José Serra. No primeiro turno, a legenda ficou ao lado de Dilma Rousseff (PT). A mudança decisiva ocorreu por atuação de Lúcio Alcântara, candidato derrotado ao governo do estado pelo PR. Ele diz que se sentiu abandonado pelo PT no primeiro turno. Dilma priorizou a candidatura de Cid Gomes (PSB), que saiu vencedor.

“O PT disse que ela estaria nos dois palanques. Ficou só com o adversário. Nunca tive espaço na campanha. Optaram por me excluir”, queixou-se o ex-governador Lúcio Alcântara em sua página no twitter, na tarde desta sexta-feira.

O candidato derrotado não esconde suas mágoas com os petistas: “Não tenho vocação para estar onde não se cumpre compromisso e não se respeitam as pessoas. Não tenho idade para ficar onde estou sobrando”. Há dois dias, Alcântara foi convidado por José Serra para uma conversa, em São Paulo. Saiu de lá decidido a apoiar o tucano. O PR cearense referendou a posição do ex-governador, que teve 16,4 % dos votos.

Também pesou o fato de Dilma Rousseff ter nomeado Ciro Gomes, inimigo de Lúcio, coordenador de sua campanha no Nordeste. Lúcio Alcântara deve acompanhar José Serra neste sábado, quando o tucano visita o Ceará. Ele vai assistir a uma missa na cidade de Canindé, que comemora a Festa de São Francisco.

Tasso entra na briga – Depois de perder a disputa ao Senado, o tucano Tasso Jereissati também já mobilizou o PSDB estadual para trabalhar para a campanha de José Serra. No primeiro turno, o apoio de Tasso a Serra foi tímido. Agora, derrotado numa eleição que teve forte influência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o tucano quer dar o troco derrotando Dilma Roussseff.

O apoio de Lúcio Alcântara e de seu partido pode significar uma reação de Serra no estado, o terceiro maior colégio eleitoral do Nordeste. No primeiro turno, o tucano obteve 16,3% dos votos válidos no Ceará.”

(Veja Online)

Em defesa da vida e contra o aborto

Eis artigo do jornalista Wanderley Pereira intitulado “Em defesa da vida e contra o aborto”. Ele entra assim na polêmica provocada pelo aborto nesta campanha eleitoral, onde Dilma (PT) e Serra (PSDB) trocam farpas no horário gratuito. Confira: 

Não se pode evitar que o tema aborto entre para o debate político, em face das circunstâncias e da provocação do discurso político. Primeiro porque do ponto de vista jurídico, o aborto é crime e também é contrário à Lei Divina, que traz no 5º mandamento: “Não matarás”. Trata-se, portanto, tanto do ponto de vista humano como do divino, de um tema que diz respeito ao maior de todos os direitos humanos: o direito à vida. Logo, não pode ser um assunto que se ignore ou que seja retirado da pauta do debate público, apenas por ameaçar interesses casuístas e circunstanciiais desse ou daquele grupo social.

Não é um tema de domínio exclusivo da religião. É um assunto que mexe com todos independentemente de crença, raça, classe social, porque afeta a pessoa, a família, a segurança, a saúde, o trabalho, a sociedade como um todo nas suas relações naturais. Se há hipócritas ou não que o pregam e o defendem, mas não o praticam, é problema da consciência de cada um. O próprio Jesus Cristo disse que não se preocupava com o que pensavam os homens a seu respeito, mas com o que pensava Deus.

A lei divina não se altera por causa dos conceitos, divergências ou preferências humanas. Ela não se adapta a conceitos decorrentes de ideologias políticas, do orgulho, nem das vaidades transitórias, porque ela é imutável e eterna. Se fosse mutável não seria uma lei divina. As leis dos homens é que devem se amoldar a ela, conforme as circunstâncias e os progressos das civilizações.

Temos visto defensores do aborto sugerindo-o como a grande saída no controle da concepção, como se a família fosse a grande responsável pela miséria. E pior ainda: que o aborto seria a solução para evitar essa tragédia sobretudo nas grandes famílias pobres. Ora, o planejamento da concepção deve atender aos princípios éticos e não pode minimizar a inteligência científica na conquista de recursos eficazes, mas que respeitem a vida.

A hipocrisia, nesse caso, está com os governos, com as autoridades quando afirmam que o aborto é um problema de saúde pública, quando é o contrário: o abortamento voluntário é fruto da falência do sistema de saúde pública, da educação, da cultura, da segurança, das leis e da política transformada em instrumento de mentira e corrupção. Não é justo negar a importância de um assunto tão sério e tão grave, que diz respeito à vida e as relações do homem com a criação e o Criador. 

Wanderley Pereira,

Jornalista   

Horário de Verão não muda atendimento de bancos em Fortaleza e Região Metropolitana

196 1

“A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) comunica que nos estados em que não vigorará o horário de verão, as agências deverão antecipar em uma hora a abertura e o fechamento para atendimento ao público. “Essa medida tem o objetivo de assegurar o perfeito funcionamento do serviço de compensação”, diz a Febraban em nota.

Os estados que terão alteração no horário de abertura das agências bancárias são: Acre, Amapá, Amazonas, Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins.

Alguns municípios, entretanto, manterão inalterados os horários de atendimento. São eles: Manaus (AM); Belém (PA) e região metropolitana: Ananindeua, Benevides, Marituba e Santa Bárbara do Pará; Fortaleza (CE) e região metropolitana: Aquiraz, Caucaia, Chorozinho, Euzébio, Guaiuba, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus, Pacatuba e São Gonçalo do Amarante; Recife (PE) e região metropolitana: Abreu e Lima, Camaragibe, Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Paulista; Salvador (BA) e região metropolitana: Candeias, Camaçari, Dias D’Ávila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, São Francisco do Conde, Simões Filho e Vera Cruz.

Segundo a Febraban, as agências e os postos de atendimento manterão fixados cartazes comunicando a mudança de horário de atendimento.

O horário de verão vigorará da zero hora do próximo domingo, 17, até 2 de fevereiro de 2011 no Distrito Federal e nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul.”

(Agência Brasil)

Prazo para revalidar diploma de medicina expedido no Exterior vai até domingo

“Prorrogado até domingo (17) o prazo de inscrição para quem pretende revalidar diploma de medicina expedido por instituição de ensino estrangeira. Os candidatos à revalidação do diploma precisam se cadastrar até a meia-noite do dia 17, pela internet, para participar das próximas etapas do processo .

Por lei, o médico que não for graduado em instituição de ensino brasileira precisa ter o diploma estrangeiro revalidado para exercer a profissão no Brasil. Os ministérios da Saúde e da Educação deram início, em 2009, a um novo sistema de reconhecimento desses documentos, pois o processo anterior era demorado e podia levar até seis anos para ser concluído.

A primeira fase do processo de validação foi a apresentação de documentos para comprovar que o candidato atende a alguns pré-requisitos, como ter concluído o curso de medicina em universidade reconhecida, com carga horária mínima de 7,2 mil horas.

Os 500 selecionados nessa fase participarão de provas objetivas e discursivas. A data provável para aplicação dos testes é 24 de outubro. Os locais serão divulgados pela internet, na página do Centro de Seleção e Promoção de Eventos (Cespe/UnB), responsável pelo certame.

Para ser aprovado, o candidato precisará obter um mínimo de 112 pontos. Quem atingir essa pontuação passará para a última fase do processo, um exame prático de habilidades clínicas. A avaliação prática está prevista para ser aplicada nos dias 4 e 5 de dezembro.

O projeto piloto de revalidação de diplomas estrangeiros de medicina no Brasil recebeu 502 inscrições até agora. A maioria dos candidatos estudou na Bolívia (237), em Cuba (154) e no Peru (24).”

(Agência Brasil)

Conselho Federal dos Corretores de Imóveis terá Instituto para estudar mercado

Vem aí o Instituto Colibri, um organismo a será criado pelo Conselho Federal dos Corretores de Imóveis (Confeci) e que deve entrar em operações até meados de 2011. Segundo o tesoureiro do Confeci, Armando Cavalcante, esse Instituto será o responsável pelos levantamentos estatísticos e tudo que diga respeito a volunme e velocidade de vendas no segmento.

“Será um instituto que municiará todos os conselhos de corretores do País, dando informações técnicas sobre o movimento das vendas de imóveis nos Estados, para que todos tenhamos uma visão global de merca. Com isso, dá para saber qual o Estado com ofertas melhores ou em elvação e outros dados”, explicou Armando Cavalcante durante entrevista à jornalista Neyla Fontenele, nesta tarde de sexta-feira, dentro do programa “Mercado & Ngócios”.

O setor de venda de imóveis no Ceará, adiantou Cavalacante, vai muito bem e deverá fechar o ano com um crescimento da ordem de 10%.

(Foto – Paulo Moska)

Carro zero km sai de concessionária com multa

“Por causa de um registro errado feito pelo órgão responsável pela fiscalização de trânsito no Distrito Federal (DFtrans), um carro zero km, comprado pela professora Juliana Crispim em fevereiro deste ano, foi retirado da concessionária já com uma multa.

A confusão começou quando a professora não recebeu o documento do veículo. Ela foi ao Procon e descobriu que o problema era uma infração de 2004, no valor de R$ 488, aplicada por transporte pirata no Gama, a cerca de 40 Km de Brasília.

Durante seis meses, Juliana pagou as prestações do carro, mas o veículo ficou parado na garagem por falta de documento. “Era um sonho que virou pesadelo. Porque comprei um carro para poder sair, ir para o cursinho e trabalhar. Mas o carro ficou parado e eu tendo que andar de ônibus”, desabafa Juliana.

Ela entrou com uma ação na Justiça. Em nota, o Detran admitiu o erro. O departamento disse que a multa foi aplicada pelo DFtrans, que trocou as placas na hora de cadastrar a notificação.”

(Portal G1)